SlideShare uma empresa Scribd logo
Avaliação Cognitiva para Diagnóstico de Demência - Testes de Rastreio   Andrea Dircksen Mestre em Neurociências Ana Lucia Azoubel Helal Especialista em Gerontologia Email:  [email_address]
Avaliação Informal Avaliação começa quando o paciente entra na sala: como ele está fisicamente,  sua deambulação,  sua orientação,  seu humor, e continua na anamnese, pode-se verificar padrões sugestivos de demência:
Avaliação Informal o paciente nos dá informações detalhadas sobre eventos mais antigos e os recentes tem dificuldade de lembrar (a “famosa” virada de cabeça). erros com relação ao tempo são comuns, por exemplo, um problema que ocorreu há 2 anos e ele relata que foi há 6 meses.
Avaliação Informal problemas de Linguagem – dificuldade em encontrar palavras, pode substituir ou ter vocabulário muito simples para seu nível intelectual. desorientação temporal – dia do mês, mês ou período do dia, erros grosseiros são inaceitáveis.
Avaliação Informal Não detecta déficits cognitivos bem definidos; Necessita-se de determinações mais exatas para avaliar a eficiência de uma intervenção terapêutica.
Testes de Rastreio rápidos –  +  10 min; bem aceitos pelos pacientes; não é necessário treinamento extenso para aplicação; escore facilmente quantificado; boa confiabilidade (examinadores e teste re-teste); boa validade concorrente – baterias mais amplas.
Testes de Rastreio Limitações: não fazem diagnóstico etiológico (causa) e sim sindrômico (sinais e sintomas); enfatizam orientação, memória e linguagem deixando várias áreas da cognição sem testagem;
Testes de Rastreio valores de corte obtidos com populações medianas – pode levar a duas possibilidades de falha: escore baixo pelo baixo nível de escolaridade (FALSO POSITIVO); escore alto por ser altamente intelectualizada (FALSO NEGATIVO);
Testes de Rastreio www.saude.gov.br   Cadernos de Atenção Básica  Ministério da Saúde Caderno nº 19 – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa (2006) Sugestão de Avaliação Cognitiva:
Testes de Rastreio Mini Exame do Estado Mental – MEEM (Folstein e cols., 1975) Teste do Desenho do Relógio  Fluência Verbal (Semântica) Questionário Pfeffer
Testes de Rastreio Outras sugestões: Lista de Figuras – Memória Visual (Nitrini e cols., 1994); Provérbios;
Mini Exame do Estado Mental - MEEM Orientação Temporal – 5  dia do mês, dia da semana, mês, ano, hora Orientação Espacial – 5 local específico, local genérico, bairro ou rua próxima, cidade, estado Memória Imediata – 3 Caneta, tapete, tijolo Atenção e Cálculo – 5 100 – 7 ou MUNDO ao contrário 93  86  79  72  65
Mini Exame do Estado Mental - MEEM Memória de Evocação – 3 caneta, tapete, tijolo Linguagem – 4 Nomeação – relógio e caneta Repetição – nem aqui, nem ali, nem lá Comando escrito – FECHE OS OLHOS
Mini Exame do Estado Mental - MEEM Praxias – 3 Pegar a folha com a mão direita, dobrar ao meio e jogar no chão Escrita – 1  Frase com começo, meio e fim Habilidade Construtiva – 1 Copiar a figura
Mini Exame do Estado Mental - MEEM Pontuação total – 30   Variável que mais influencia – Escolaridade (Bertolucci e cols., 1994) Escores medianos por escolaridade: para analfabetos, 20;  Para escolaridade de 1 a 4 anos, 25; de 5 a 8 anos, 26,5;  de 9 a 11 anos, 28;  para indivíduos com escolaridade superior a 11 anos, 29.  (Brucki et al., 2003 )
TDR – Teste do Desenho do Relógio Pede-se à pessoa que  desenhe um mostrador  de relógio com números.  Em seguida, solicita-se que sejam acrescentados os ponteiros do relógio, de horas e minutos, representando ali um horário específico, por exemplo, 2 horas e 45 minutos.
TDR – Teste do Desenho do Relógio Avalia, além do verbal, aspectos não-verbais, parece uma tarefa simples, mas envolve várias áreas da cognição  (Shulman, 2000) : compreensão verbal do comando, planejamento, memória visual, habilidade visuo-espacial, programação e execução motoras, conhecimento numérico, Pensamento abstrato.
TDR – Teste do Desenho do Relógio
TDR – Teste do Desenho do Relógio Várias formas de quantificar: Sunderland et al.,1989 (10 pontos) Shumlman, 2000 (5 pontos); É um teste de rastreio, mas avalia funções frontais e têmporo-parietais; Tem influência da escolaridade.
TESTE DE FLUÊNCIA  VERBAL -  SEMÂNTICA Solicita-se à pessoa que diga o maior número possível de animais em 1(um) minuto. Avalia linguagem, memória semântica e funções executivas É importante verificar como foi utilizado o tempo disponível para a execução da tarefa. Pacientes com demência, além de produzirem escores baixos, tendem a interromper a geração de palavras após 20 segundos do teste.
TESTE DE FLUÊNCIA  VERBAL -  SEMÂNTICA Pacientes deprimidos podem apresentar escores baixos, mas tendem a gerar palavras durante todo o minuto.  Pontuação de 9 animais para pessoas com escolaridade até 8 anos e 13 para os com 8 anos ou mais.  (Brucki e cols., 1997).
Teste de Memória de  Figuras  Folha com dez figuras, apresentada três vezes na fase do aprendizado, na primeira só pede para nomear e recupera Nas outras duas deixa por 30 seg e orienta que vai perguntar depois  Usa um distrator Faz a evocação livre e o reconhecimento ao final É independente de nível educacional Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento – USP (Nitrini e cols., 1994)
Lista de Figuras
Lista de Figuras
Lista de Figuras PONTUAÇÃO SUGERIDA: < 6 figuras na evocação tardia, tanto para analfabetos, quanto para alfabetizados (Nitrini et al., em preparação) Site  www.neurocienciasnaweb.com.br
Teste dos Provérbios Cada macaco....... como é a interpretação disso? a) na mata cada macaco vive no seu galho de árvore b) cada pessoa deve se limitar a fazer o que é capaz de fazer c) os macacos vivem na mata
Teste dos Provérbios De grão em grão ...... como é a interpretação disso?  Observa-se a linguagem, memória e a capacidade de abstração
Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório Sugestão 1 ( +  10min): MEEM (orientação temporal, memória de fixação) TDR  MEEM (memória de evocação).
Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório Sugestão 2 ( + 12min): Lista de Figuras (três primeiros ensaios) TDR Fluência Verbal Semântica  Lista de Figuras – recuperação e reconhecimento
Outros Instrumentos Importantes Alguns indivíduos não podem ser avaliados com estes instrumentos,  Sugere-se –  Escalas de Entrevista com Informante: Referem-se a itens da cognição, pede-se a um informante confiável, declarar como está em comparação a um período pré-determinado;
Outros Instrumentos Importantes IQCODE ( Informat Questionnaire of Cognitive Decline of the Elderly - Jorm et al., 1989) Comparada com 10 anos atrás, como esta pessoa está? (16 questões): Muito melhor Um pouco melhor Não muito alterado Um pouco pior Muito pior
Outros Instrumentos Importantes Reconhecer familiares e amigos Lembrar-se de coisas que aconteceram recentemente Lembrar-se do que conversou nos últimos dias Lembrar-se do seu endereço e telefone Lembrar-se do dia e mês corrente Lembrar-se de onde as coisas são guardadas www.anu.edu.au/iqcode/
Outros Instrumentos Importantes GDS abreviada  – 15 perguntas com respostas sim ou não. Pontuação entre 0 e 5 se considera normal, 6 a 10 indica depressão leve e 11 a 15 depressão severa. Questionário Pfeffer  – 11 perguntas ao informante sobre a capacidade funcional do indivíduo avaliado, pontuação > ou = a 6, indivíduo dependente.
O que fazer com os resultados? Tendo em mente as limitações dos testes de rastreio...uma avaliação assim é melhor que nenhuma!!!! Testes breves não permitem diagnóstico claro, mas indicam pessoas que precisam uma avaliação mais detalhada. Encaminhamento para Avaliação Neuropsicológica mais ampla, inclusive para orientar a reabilitação.
VAMOS TRABALHAR?!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A síndrome da adolescência normal
A síndrome da adolescência normalA síndrome da adolescência normal
A síndrome da adolescência normal
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Transtorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do AutismoTranstorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do Autismo
Diane Marli Pereira
 
Autismo aula power point
Autismo aula power pointAutismo aula power point
Autismo aula power point
Caminhos do Autismo
 
Neuroplasticidade
NeuroplasticidadeNeuroplasticidade
Neuroplasticidade
Gisele Cortoni Calia
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
Eunice Palma
 
Piaget fases
Piaget   fasesPiaget   fases
Piaget fases
Luzineide Oliveira
 
Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Autismo: o que os profissionais precisam saber?Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Avaliação cognitiva e funcional no autismo
Avaliação cognitiva e funcional no autismoAvaliação cognitiva e funcional no autismo
Avaliação cognitiva e funcional no autismo
Marcus César Petindá Fonseca
 
Autismo pela Análise do Comportamento
Autismo pela Análise do ComportamentoAutismo pela Análise do Comportamento
Autismo pela Análise do Comportamento
FernandaMars1
 
Psicopatologia – aula 01
Psicopatologia – aula 01Psicopatologia – aula 01
Psicopatologia – aula 01
Rochelle Arruda
 
Deficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/MentalDeficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/Mental
Cassia Dias
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
Luis Davi Salomao
 
Autismo
AutismoAutismo
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
UNIME
 
Transtorno Global do Desenvolvimento
Transtorno Global do DesenvolvimentoTranstorno Global do Desenvolvimento
Transtorno Global do Desenvolvimento
Daniela Ferreira Leão
 
Figura Complexa de Rey
Figura Complexa de ReyFigura Complexa de Rey
Figura Complexa de Rey
Ana Sofia Costa
 
Transtorno opositor desafiante
Transtorno opositor desafianteTranstorno opositor desafiante
Transtorno opositor desafiante
isismaat
 
Neuropsicologia
NeuropsicologiaNeuropsicologia
Neuropsicologia
Instituto Consciência GO
 
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivasHidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Gisele Cortoni Calia
 
Neuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para EducadoresNeuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para Educadores
Gisele Cortoni Calia
 

Mais procurados (20)

A síndrome da adolescência normal
A síndrome da adolescência normalA síndrome da adolescência normal
A síndrome da adolescência normal
 
Transtorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do AutismoTranstorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do Autismo
 
Autismo aula power point
Autismo aula power pointAutismo aula power point
Autismo aula power point
 
Neuroplasticidade
NeuroplasticidadeNeuroplasticidade
Neuroplasticidade
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Piaget fases
Piaget   fasesPiaget   fases
Piaget fases
 
Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Autismo: o que os profissionais precisam saber?Autismo: o que os profissionais precisam saber?
Autismo: o que os profissionais precisam saber?
 
Avaliação cognitiva e funcional no autismo
Avaliação cognitiva e funcional no autismoAvaliação cognitiva e funcional no autismo
Avaliação cognitiva e funcional no autismo
 
Autismo pela Análise do Comportamento
Autismo pela Análise do ComportamentoAutismo pela Análise do Comportamento
Autismo pela Análise do Comportamento
 
Psicopatologia – aula 01
Psicopatologia – aula 01Psicopatologia – aula 01
Psicopatologia – aula 01
 
Deficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/MentalDeficiência Intelectual/Mental
Deficiência Intelectual/Mental
 
Desenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantilDesenvolvimento infantil
Desenvolvimento infantil
 
Autismo
AutismoAutismo
Autismo
 
Slide Autismo
Slide   AutismoSlide   Autismo
Slide Autismo
 
Transtorno Global do Desenvolvimento
Transtorno Global do DesenvolvimentoTranstorno Global do Desenvolvimento
Transtorno Global do Desenvolvimento
 
Figura Complexa de Rey
Figura Complexa de ReyFigura Complexa de Rey
Figura Complexa de Rey
 
Transtorno opositor desafiante
Transtorno opositor desafianteTranstorno opositor desafiante
Transtorno opositor desafiante
 
Neuropsicologia
NeuropsicologiaNeuropsicologia
Neuropsicologia
 
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivasHidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
Hidrocefalia de Pressão Normal (HPN) - funções cognitivas
 
Neuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para EducadoresNeuropsicologia para Educadores
Neuropsicologia para Educadores
 

Semelhante a Testes De Rastreio para Demência

O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016
Italo Santana
 
O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016
Italo Santana
 
Avaliação geriátrica ampla
Avaliação geriátrica amplaAvaliação geriátrica ampla
Avaliação geriátrica ampla
Diego Rezende
 
Avaliação do Idoso
Avaliação do IdosoAvaliação do Idoso
Avaliação do Idoso
Katia Cristina
 
testes de rastreio cognitivo .pptx
testes de rastreio cognitivo .pptxtestes de rastreio cognitivo .pptx
testes de rastreio cognitivo .pptx
LaisSalamene
 
Especialização em Psicopedagogia...
Especialização em Psicopedagogia...Especialização em Psicopedagogia...
Especialização em Psicopedagogia...
BrunnoAngellus
 
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .pptAplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
LucianaCassimiro2
 
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.pptaula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
Daiana Moreira
 
Phda
PhdaPhda
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdfEfeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
Simone Simões
 
Cérebro envelhece aos 27 anos
Cérebro envelhece aos 27 anosCérebro envelhece aos 27 anos
Cérebro envelhece aos 27 anos
Heloísa Ximenes
 
Avaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantilAvaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantil
JULIANA TOLEDO
 
Avaliacao neurologica
Avaliacao neurologicaAvaliacao neurologica
Avaliacao neurologica
Nataniel Souza
 
TIL_manual&teste.pdf
TIL_manual&teste.pdfTIL_manual&teste.pdf
TIL_manual&teste.pdf
JoanaAndrade66
 
Til manualteste
Til manualtesteTil manualteste
Til manualteste
Fátima Campos
 
Avaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantilAvaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantil
HÉRICO MACIEL DE AMORIM
 
Processos cognitivos a inteligência
Processos cognitivos  a inteligênciaProcessos cognitivos  a inteligência
Processos cognitivos a inteligência
psicologiaazambuja
 
Modelo Laudo.pdf
Modelo Laudo.pdfModelo Laudo.pdf
Modelo Laudo.pdf
FlaviadosSantosNasci1
 
Técnicas de estudo - Renato Varges
Técnicas de estudo - Renato VargesTécnicas de estudo - Renato Varges
Técnicas de estudo - Renato Varges
Renato Varges - UFF
 
Oficina Diversidade
Oficina DiversidadeOficina Diversidade
Oficina Diversidade
Jane Quelhas
 

Semelhante a Testes De Rastreio para Demência (20)

O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016
 
O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016O aluno que não aprende 2016
O aluno que não aprende 2016
 
Avaliação geriátrica ampla
Avaliação geriátrica amplaAvaliação geriátrica ampla
Avaliação geriátrica ampla
 
Avaliação do Idoso
Avaliação do IdosoAvaliação do Idoso
Avaliação do Idoso
 
testes de rastreio cognitivo .pptx
testes de rastreio cognitivo .pptxtestes de rastreio cognitivo .pptx
testes de rastreio cognitivo .pptx
 
Especialização em Psicopedagogia...
Especialização em Psicopedagogia...Especialização em Psicopedagogia...
Especialização em Psicopedagogia...
 
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .pptAplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
Aplicação das ESCALAS WECHSLER .ppt
 
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.pptaula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
aula entrevista avaliação exame do paciente.ppt
 
Phda
PhdaPhda
Phda
 
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdfEfeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
Efeito Stroop nas diferenças entre os sexos feminino e masculino.pdf
 
Cérebro envelhece aos 27 anos
Cérebro envelhece aos 27 anosCérebro envelhece aos 27 anos
Cérebro envelhece aos 27 anos
 
Avaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantilAvaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantil
 
Avaliacao neurologica
Avaliacao neurologicaAvaliacao neurologica
Avaliacao neurologica
 
TIL_manual&teste.pdf
TIL_manual&teste.pdfTIL_manual&teste.pdf
TIL_manual&teste.pdf
 
Til manualteste
Til manualtesteTil manualteste
Til manualteste
 
Avaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantilAvaliacao neuropsicologica infantil
Avaliacao neuropsicologica infantil
 
Processos cognitivos a inteligência
Processos cognitivos  a inteligênciaProcessos cognitivos  a inteligência
Processos cognitivos a inteligência
 
Modelo Laudo.pdf
Modelo Laudo.pdfModelo Laudo.pdf
Modelo Laudo.pdf
 
Técnicas de estudo - Renato Varges
Técnicas de estudo - Renato VargesTécnicas de estudo - Renato Varges
Técnicas de estudo - Renato Varges
 
Oficina Diversidade
Oficina DiversidadeOficina Diversidade
Oficina Diversidade
 

Último

Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
maripinkmarianne
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
BrunaNeves80
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
KauFelipo
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
guilhermefontenele8
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
paathizinhya
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
OttomGonalvesDaSilva
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
Anderson1783
 

Último (7)

Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdfRelação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
Relação de Médicos e Prestadores 2023.pdf
 
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdfCirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
Cirurgia Bucomaxilofacial - Roberto Prado _ OCR.pdf
 
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
9 - Nutrição e Longevidade - apóstila.pdf
 
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdfNR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
NR 12 - OPERADOR DE CESTO AÉREO elet.pdf
 
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RXPosicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
Posicionamento dos ombros para avalizaçao por RX
 
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024mini curso de suturas para enfermeiros 2024
mini curso de suturas para enfermeiros 2024
 
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das MãosTREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
TREINAMENTO PROTEÇÃO DAS MÃOS.ppt Proteção das Mãos
 

Testes De Rastreio para Demência

  • 1. Avaliação Cognitiva para Diagnóstico de Demência - Testes de Rastreio Andrea Dircksen Mestre em Neurociências Ana Lucia Azoubel Helal Especialista em Gerontologia Email: [email_address]
  • 2. Avaliação Informal Avaliação começa quando o paciente entra na sala: como ele está fisicamente, sua deambulação, sua orientação, seu humor, e continua na anamnese, pode-se verificar padrões sugestivos de demência:
  • 3. Avaliação Informal o paciente nos dá informações detalhadas sobre eventos mais antigos e os recentes tem dificuldade de lembrar (a “famosa” virada de cabeça). erros com relação ao tempo são comuns, por exemplo, um problema que ocorreu há 2 anos e ele relata que foi há 6 meses.
  • 4. Avaliação Informal problemas de Linguagem – dificuldade em encontrar palavras, pode substituir ou ter vocabulário muito simples para seu nível intelectual. desorientação temporal – dia do mês, mês ou período do dia, erros grosseiros são inaceitáveis.
  • 5. Avaliação Informal Não detecta déficits cognitivos bem definidos; Necessita-se de determinações mais exatas para avaliar a eficiência de uma intervenção terapêutica.
  • 6. Testes de Rastreio rápidos – + 10 min; bem aceitos pelos pacientes; não é necessário treinamento extenso para aplicação; escore facilmente quantificado; boa confiabilidade (examinadores e teste re-teste); boa validade concorrente – baterias mais amplas.
  • 7. Testes de Rastreio Limitações: não fazem diagnóstico etiológico (causa) e sim sindrômico (sinais e sintomas); enfatizam orientação, memória e linguagem deixando várias áreas da cognição sem testagem;
  • 8. Testes de Rastreio valores de corte obtidos com populações medianas – pode levar a duas possibilidades de falha: escore baixo pelo baixo nível de escolaridade (FALSO POSITIVO); escore alto por ser altamente intelectualizada (FALSO NEGATIVO);
  • 9. Testes de Rastreio www.saude.gov.br Cadernos de Atenção Básica Ministério da Saúde Caderno nº 19 – Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa (2006) Sugestão de Avaliação Cognitiva:
  • 10. Testes de Rastreio Mini Exame do Estado Mental – MEEM (Folstein e cols., 1975) Teste do Desenho do Relógio Fluência Verbal (Semântica) Questionário Pfeffer
  • 11. Testes de Rastreio Outras sugestões: Lista de Figuras – Memória Visual (Nitrini e cols., 1994); Provérbios;
  • 12. Mini Exame do Estado Mental - MEEM Orientação Temporal – 5 dia do mês, dia da semana, mês, ano, hora Orientação Espacial – 5 local específico, local genérico, bairro ou rua próxima, cidade, estado Memória Imediata – 3 Caneta, tapete, tijolo Atenção e Cálculo – 5 100 – 7 ou MUNDO ao contrário 93 86 79 72 65
  • 13. Mini Exame do Estado Mental - MEEM Memória de Evocação – 3 caneta, tapete, tijolo Linguagem – 4 Nomeação – relógio e caneta Repetição – nem aqui, nem ali, nem lá Comando escrito – FECHE OS OLHOS
  • 14. Mini Exame do Estado Mental - MEEM Praxias – 3 Pegar a folha com a mão direita, dobrar ao meio e jogar no chão Escrita – 1 Frase com começo, meio e fim Habilidade Construtiva – 1 Copiar a figura
  • 15. Mini Exame do Estado Mental - MEEM Pontuação total – 30 Variável que mais influencia – Escolaridade (Bertolucci e cols., 1994) Escores medianos por escolaridade: para analfabetos, 20; Para escolaridade de 1 a 4 anos, 25; de 5 a 8 anos, 26,5; de 9 a 11 anos, 28; para indivíduos com escolaridade superior a 11 anos, 29. (Brucki et al., 2003 )
  • 16. TDR – Teste do Desenho do Relógio Pede-se à pessoa que desenhe um mostrador de relógio com números. Em seguida, solicita-se que sejam acrescentados os ponteiros do relógio, de horas e minutos, representando ali um horário específico, por exemplo, 2 horas e 45 minutos.
  • 17. TDR – Teste do Desenho do Relógio Avalia, além do verbal, aspectos não-verbais, parece uma tarefa simples, mas envolve várias áreas da cognição (Shulman, 2000) : compreensão verbal do comando, planejamento, memória visual, habilidade visuo-espacial, programação e execução motoras, conhecimento numérico, Pensamento abstrato.
  • 18. TDR – Teste do Desenho do Relógio
  • 19. TDR – Teste do Desenho do Relógio Várias formas de quantificar: Sunderland et al.,1989 (10 pontos) Shumlman, 2000 (5 pontos); É um teste de rastreio, mas avalia funções frontais e têmporo-parietais; Tem influência da escolaridade.
  • 20. TESTE DE FLUÊNCIA VERBAL - SEMÂNTICA Solicita-se à pessoa que diga o maior número possível de animais em 1(um) minuto. Avalia linguagem, memória semântica e funções executivas É importante verificar como foi utilizado o tempo disponível para a execução da tarefa. Pacientes com demência, além de produzirem escores baixos, tendem a interromper a geração de palavras após 20 segundos do teste.
  • 21. TESTE DE FLUÊNCIA VERBAL - SEMÂNTICA Pacientes deprimidos podem apresentar escores baixos, mas tendem a gerar palavras durante todo o minuto. Pontuação de 9 animais para pessoas com escolaridade até 8 anos e 13 para os com 8 anos ou mais. (Brucki e cols., 1997).
  • 22. Teste de Memória de Figuras Folha com dez figuras, apresentada três vezes na fase do aprendizado, na primeira só pede para nomear e recupera Nas outras duas deixa por 30 seg e orienta que vai perguntar depois Usa um distrator Faz a evocação livre e o reconhecimento ao final É independente de nível educacional Grupo de Neurologia Cognitiva e do Comportamento – USP (Nitrini e cols., 1994)
  • 25. Lista de Figuras PONTUAÇÃO SUGERIDA: < 6 figuras na evocação tardia, tanto para analfabetos, quanto para alfabetizados (Nitrini et al., em preparação) Site www.neurocienciasnaweb.com.br
  • 26. Teste dos Provérbios Cada macaco....... como é a interpretação disso? a) na mata cada macaco vive no seu galho de árvore b) cada pessoa deve se limitar a fazer o que é capaz de fazer c) os macacos vivem na mata
  • 27. Teste dos Provérbios De grão em grão ...... como é a interpretação disso? Observa-se a linguagem, memória e a capacidade de abstração
  • 28. Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório Sugestão 1 ( + 10min): MEEM (orientação temporal, memória de fixação) TDR MEEM (memória de evocação).
  • 29. Sugestões para Avaliação Mínima no Consultório Sugestão 2 ( + 12min): Lista de Figuras (três primeiros ensaios) TDR Fluência Verbal Semântica Lista de Figuras – recuperação e reconhecimento
  • 30. Outros Instrumentos Importantes Alguns indivíduos não podem ser avaliados com estes instrumentos, Sugere-se – Escalas de Entrevista com Informante: Referem-se a itens da cognição, pede-se a um informante confiável, declarar como está em comparação a um período pré-determinado;
  • 31. Outros Instrumentos Importantes IQCODE ( Informat Questionnaire of Cognitive Decline of the Elderly - Jorm et al., 1989) Comparada com 10 anos atrás, como esta pessoa está? (16 questões): Muito melhor Um pouco melhor Não muito alterado Um pouco pior Muito pior
  • 32. Outros Instrumentos Importantes Reconhecer familiares e amigos Lembrar-se de coisas que aconteceram recentemente Lembrar-se do que conversou nos últimos dias Lembrar-se do seu endereço e telefone Lembrar-se do dia e mês corrente Lembrar-se de onde as coisas são guardadas www.anu.edu.au/iqcode/
  • 33. Outros Instrumentos Importantes GDS abreviada – 15 perguntas com respostas sim ou não. Pontuação entre 0 e 5 se considera normal, 6 a 10 indica depressão leve e 11 a 15 depressão severa. Questionário Pfeffer – 11 perguntas ao informante sobre a capacidade funcional do indivíduo avaliado, pontuação > ou = a 6, indivíduo dependente.
  • 34. O que fazer com os resultados? Tendo em mente as limitações dos testes de rastreio...uma avaliação assim é melhor que nenhuma!!!! Testes breves não permitem diagnóstico claro, mas indicam pessoas que precisam uma avaliação mais detalhada. Encaminhamento para Avaliação Neuropsicológica mais ampla, inclusive para orientar a reabilitação.