SlideShare uma empresa Scribd logo
Aprendiz de Analista de Mídias
Sociais – United Way Brasil




BELO HORIZONTE , 22 e 23 DE SETEMBRO DE 2012
Ana Paula Gaspar e Adriana Costa
Objetivos

•Familiarizar os jovens com a UWB, suas
ferramentas de comunicação digital, canais de
mídias sociais e parceiros;
•Iniciar o processo formativo do grupo e criar
estratégias de monitoramento das postagens
regionais;
•Produzir colaborativamente conteúdos e
regras de seleção de vídeos, textos e imagens
para os canais de Mídias Sociais (Youtube,
LinkedIn e Facebook).
Cronograma formação (22/09 e 23/09)

•Sábado:
  • 10h às 13h e 14h às 18h
  • Programa social

•Domingo:
  •9h às 13h e 14h às 17h
Cronograma pós-formação (24/09 a 06/11)

•Acompanhamento do grupo on-line via grupo
do Facebook;
•Implementação de novas funcionalidades
site UWB (Ana e Paula);
•Monitoramento de canais de mídias sociais;
•Análise de resultados e entrega de relatório.
Programa
Sábado (22 de setembro)

10h: Aquecimento do grupo
10h15min: Abertura: Apresentação institucional
sobre a UWB – Silvia Zanotti
10h30min: Café
11h: A profissão do Analista de Mídias Sociais: perfil,
atividade, mercado de trabalho e estratégia de
atuação UWB – Ana Paula Gaspar
O Analista de Mídias Sociais – 11h00min às
11h30min
A profissão do Analista de Mídias Sociais: perfil, atividade, mercado de
trabalho e estratégia de atuação UWB

-O que são Mídias Sociais?
-Porque as empresas participam?
-Porque fez-se necessário o Analista de Mídias Sociais?
-O que o analista faz?
-Qual é o perfil de mercado?
-Onde buscar formação?
-Especialização
-Referências
Programa
Sábado (22 de setembro)

14h: Dinâmica – acordando a preguiça!!!
14h15min: Cases – As empresas nas mídias sociais
•Perfis de parceiros da United Way (quem são?) Eu procuro ou deixo eles
procurarem? Como as estratégias se cruzam? Focamos nessas
• Traçar perfil empresas:
     •Monsanto
     •Stanley Morgan
     •P&G
     •PWC
Roda de conversa: quais são os temas vinculados à área de trabalho da
UWB?
•Levantamento de temas e eleição de 3 principais;
•Divisão em sub-grupos para buscar na internet conteúdos relevantes aos
temas (textos e imagens)
•Apresentar a seleção no grupo e discussão.
•18h: Pizza
O que são Mídias Sociais?




 http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicholas_Negroponte
Negroponte – A Vida Digital
• Vivemos a era da pós-informação. A era industrial, fundamentalmente
  uma era de átomos, nos deu o conceito de produção em massa e, com ele,
  economias que empregam operários uniformizados e métodos repetitivos
  na fabricação de um produto num determinado espaço ou tempo.




• A era da informação e dos computadores mostrou-nos as mesmas
  economias de escala, porém menos preocupada com o espaço e o tempo.
  A confecção de bits poderia se dar em qualquer lugar e a qualquer tempo
Negroponte – A Vida Digital
• Na era da informação, os meios de comunicação tornaram-se
  simultaneamente maiores e menores. Novas formas de transmissão
  televisiva atingiram públicos maiores, ao passo que revistas
  especializadas, videocassetes e serviços por cabo deram-nos exemplos de
  narrowcasting, atendendo a grupos demográficos pequenos.
Era da Pós-Informação - Personalização
•   Na era da pós-informação, o público é com freqüência, composto de uma única
    pessoa. Tudo é feito por encomenda, e a informação é extremamente
    personalizada. Sendo digital, eu sou eu mesmo, e não um subconjunto estatístico.
    Ser eu mesmo é algo que pressupõe informações e acontecimentos desprovidos
    de qualquer significado demográfico ou estatístico.




•   A verdadeira personalização é tarefa nossa. A era da pós-informação tem a ver
    com conhecimento paulatino: máquinas entendendo indivíduos com o mesmo
    grau de sutileza que esperamos de outros seres humanos.
Comunidade Virtual
•   A comunidade de usuários da internet vai ocupar o centro da vida cotidiana. Sua
    demografia vai ficar cada vez mais parecida com a do próprio mundo. O valor real
    de uma rede tem menos a ver com informação do que com vida comunitária. A
    superestrada da informação é mais do que um atalho para o acervo da Biblioteca
    do Congresso. Ela está criando um tecido social inteiramente novo e global.




http://info.abril.com.br/noticias/blogs/omg/redes-sociais/o-lindo-mapa-das-
    conexoes-do-facebook/
Comunidade Virtual
• As relações de trabalho também devem, aos poucos, se alterar. A
  fronteira entre trabalho e brincadeira tende a tornar-se cada vez
  mais tênue, pois a mídia utilizada será basicamente a mesma. "As
  paletas do prazer e do dever, da auto-expressão e do trabalho em
  grupo serão mais semelhantes".
Características
• A era digital, por possuir quatro características básicas, não pode ser
  detida. São elas:
• Descentralização - Por mais que existam empresas maiores, o sistema
  funciona com uma quantidade de independência que não há como deter
  integralmente.
• Globalização e harmonização - Áreas de influência e de permeabilidade
  que transcendem as fronteiras geográficas e os limites econômicos e de
  relações entre os países. "Essa criançada está liberta da limitação imposta
  pela proximidade geográfica como único terreno para o desenvolvimento
  da amizade, da colaboração, do divertimento e da vizinhança".
• Capacitação - O acesso, a mobilidade e a capacidade de produzir a
  mudança são os fatores que tornarão o futuro tão diferente do presente. À
  medida que as crianças se apropriarem de um recurso de informação
  global, e à medida que descobrirem que só os adultos precisam de licença
  para aprender, nós com certeza encontraremos uma nova esperança e
  dignidade em lugares onde ambos existiam apenas em pequena medida.
Mídias Sociais - Wikipedia




http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%ADdias_sociais
Porque as empresas participam?

– Entre as décadas de 50 e 70: previsão de que o uso de computadores de grande
porte em grandes organizações aumentaria a centralização e autoridade de gestão;

– Década de 80 e início de 90: previsão de que o computador em rede interna e o
surgimento da computação pessoal aumentaria a descentralização e iria melhorar a
partilha de informação e ampliar a colaboração;

–   Meados de 90: crescimento exponencial do uso da internet.




Fonte: Orlikowshi, W – The truth is not out there –
An enacted view of the “Digital Ecomony”.
Porque as empresas participam?




http://g1.globo.com/globo-news/mundo-sa/videos/t/todos-os-videos/v/participar-
das-redes-sociais-e-o-mais-importante-para-empresas-diz-especialista/1886174
e-BUSINESS

Conceito:
       e-Business é o termo utilizado para negócios realizados por meios
       eletrônicos – internet.


       Negócios eletrônicos de forma AMPLIFICADA


           comércio
           contado fornecedor / cliente
           pesquisa de mercados
           ensino a distância
           bancos via internet
           etc.

Fonte: www.e-commerce.org.br
e-BUSINESS

Principais vertentes do e-business
        Anúncios
       • Permite personalização do marketing;
       • Não há limite de espaço para a propaganda.

        Monetização
       • Transformando acesso em dinheiro
       • Blogs, sites de namoros, etc.

        Pagamento Único
       • Pagamentos únicos para aquisição de software.

        Produtos de Informação
       • Conceito “FreeMium”


Fonte: www.stanford2009.wikispaces.com
e-BUSINESS

Principais vertentes do e-business
        Moeda Virtual
       • Utilizado em sítios da internet e ambientes virtuais.
       • Ex.: Facebook, PagSeguro, e-bit, Unibanco

        Bens Virtuais
       • Podem gerar receita de U$$ 5 bilhões no mundo;
       • Associados ao capital social construído no site.

        Ecossistemas
       • Aplicativos desenvolvidos para “ecossistemas” definidos.
       • iPhone




Fonte: www.stanford2009.wikispaces.com
e-BUSINESS

Principais vertentes do e-business
   Prestação de serviços via web.

                                     • e-learning
   • e-banking
e-BUSINESS

Principais vertentes do e-business
   Prestação de serviços via web.

                                     • Sites de buscas
   • Agendamento online
Porque fez-se necessário o Analista de Mídias
Sociais?




http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=85352:o-dilema-da-escassez-de-mao-de-obra-qualificada-e-as-
midias-sociais&catid=45:cat-seguros&Itemid=324
Marketing Digital
Objetivo
 •Utilizar as tecnologias que estabelecem um canal on-line com o mercado : Web,
 e-mail, databases, mobile/wireless & digital TV

Estratégia
 •Investir em atividades de marketing focadas na rentabilidade do processo de
 aquisição e retenção de clientes frente a fragmentados processos de compra e
 complexos ciclos de vida de consumidores

Tática
 • Reconhecer a importância estratégica das tecnologias digitais e construir um
   plano para alcançar e migrar consumidores para os serviços on-line via
   comunicação eletrônica ou tradicional

 • Estratégia de retenção fundamentada na melhor compreensão dos nossos
   próprios clientes (de seus perfis, comportamento, valores e lealdades) e no uso
   de comunicação integrada, targeteada, on-line e em consonância
Mkt Tradicional vs. Mkt Digital
Mkt Tradicional vs. Mkt Digital
O que o
Analista de
Mídias Sociais
faz?




http://columnfivemedia.co
m/work-items/socialcast-
infographic-the-hectic-
schedule-of-a-social-
media-manager-2/
O que o
Analista de
Mídias Sociais
faz?




http://joserenatogimenez.
wordpress.com/2012/08/
07/perfil-dos-analistas-
de-midias-sociais/
O que o
Analista de
Mídias Sociais
faz?
O que o
Analista de
Mídias Sociais
faz?
Qual o perfil
do Analista de
Mídias
Sociais?
Cresce procura por analistas de
mídias sociais




http://blogmidia8.com/2012/04/cresce-procura-por-analistas-de-midias.html
Qual é o perfil do profissional de
Mídias Sociais?




http://blogmidia8.com/2012/07/um-bom-analista-de-midias-sociais-faz-a-
diferenca-na-comunicacao-das-empresas.html
Onde buscar formação?
Onde buscar formação e referências?
 Web

 •Blogs;
 • Perfis em mídias sociais;
 • Grupos de discussão;
 •ETC;




 http://www.scoop.it/t/analista-de-midias-digitais
Eventos




      http://socialmediaweek.org/saopaulo/
Quais são as possibilidades de
especialização?




  http://info.abril.com.br/noticias/carreira/video-ironiza-exigencias-ao-contratar-
  analista-de-redes-sociais-05092012-46.shl
Programa
Sábado (22 de setembro)

11h30min: Perfil nas mídias sociais – Dinâmica
•Conhecer a estratégia para a UWB;
•Criar o perfil do grupo no Facebook (já existe);
•Passar de perfil para página
•Montar o perfil dos jovens no LinkedIn (como fazer
um perfil e um CV)
•Conversa no sub-grupo – diferenças de perfil
Facebook/LinkedIn (como se posicionar em cada
uma das redes)
13h - almoço
United Way Brasil

1- Objetivo estratégico – Criar presença relevante
nas mídias sociais

2- Meta - Gerar oportunidades reais de colocação
profissional para jovens participantes da formação
por meio dos canais

3- Site                                       4- Facebook

Monitoramento de visitação e                  Migrar de perfil para página e
inserção de elementos de                      alimentação de conteúdo
conversão

                                              6 – LinkedIn
5- Youtube
                                              Criar grupo de conexão do
Regularizar postagens                         ecossistema

7- Indicadores – Visitação ao site, alcance FB, Visualizações do Youtube e
participações no LinkedIn
Mapa conceitual de temas para
conteúdos em mídias sociais
                     • Empresas
           UWB       • ONG’s

                 • Formação
          Jovens • Identidade

                  • Aprendiz
         Trabalho • Voluntariado



    Ferramenta: http://tagcrowd.com/
Facebook
•Migrar de Perfil para página
•Curtir páginas de parceiros e outras unidades
•Promover eventos
•Criar grupo de jovens, colaboradores e técnicos
LinkedIn
• Criar grupo de discussão e seguir organizações parceiras;
• Ambientar os jovens quanto ao correto posicionamento nas redes sociais
profissionais;
Youtube
• Criar listas de reprodução com vídeos de outras unidades;
•Pensar em produção regular ou substituição de rede social;
•Pesquisar sobre formação para produção audiovisual.
Presença institucional nas redes sociais
Facebook: Perfil X Página
Presença individual nas redes sociais
Facebook x LinkedIn
•Quem tem perfil no Facebook? Adicionar ao grupo
•Quem tem perfil no LinkedIn? Criar/Editar perfil




http://www.midiatismo.com.br/midias-sociais/voce-acha-que-todo-mundo-esta-no-facebook-este-
infografico-mostra-que-isso-e-coisa-de-gente-da-publicidade
Programa
Domingo (23 de setembro)

9h: Youtube – conhecendo mais sobre esta mídia
•Porque vídeos?
•O que é uma lista de reprodução?
•Quem produz conteúdo no grupo?
•Conhecer conteúdos no canal do Youtube dos
parceiros e de outras unidades UWB;
•Selecionar lista de vídeos.

10h30min: Café
Programa
Domingo (23 de setembro)

11h: Conhecendo as ferramentas
•Hootsuite;
•Google Alertas;
•Facebook Insights.

13h - almoço
Programa
Domingo (23 de setembro)

14h: Dinâmica – divisão de grupos
14h15min: Tarefas e Cronograma
•Grupo 1 – Facebook (responsável e seleção);
•Grupo 2 – LinkedIn;
•Grupo 3 – Youtube (responsável e seleção);
16h: Apresentação de conteúdos Pen Drive.
Próximos Passos
• Entrega de análise e avaliação da formação;
• Monitoramento dos grupos de trabalho e dos grupos nas redes sociais
Facebook e LinkedIn.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Bill Gates
Bill GatesBill Gates
Bill Gates
Licínio Rocha
 
Oficina de Internet eEvangelização
Oficina de Internet eEvangelizaçãoOficina de Internet eEvangelização
Oficina de Internet eEvangelização
pjest
 
Convergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
Convergência de Tecnologias e o Novo ConsumidorConvergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
Convergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
juliocd
 
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação SocialNovos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
NosdaComunicacao
 
Novos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
Novos Horizontes da Comunicação - Semana EstácioNovos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
Novos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
Camila Leite
 
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009Camila Leite
 
Lieracia, media, cidadania
Lieracia, media, cidadaniaLieracia, media, cidadania
Lieracia, media, cidadania
Ádila Faria
 
Geração Cybernética
Geração CybernéticaGeração Cybernética
Geração Cybernética
Leonardo Dunham
 
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha GabrielRedes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
Martha Gabriel
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
Jociele Cruz
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
lilianarrocha
 
A evolução das mídias sociais digitais, influência no cotidiano da população...
A evolução das mídias sociais digitais,  influência no cotidiano da população...A evolução das mídias sociais digitais,  influência no cotidiano da população...
A evolução das mídias sociais digitais, influência no cotidiano da população...
Marcos Araujo
 
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Joana Tadeu
 
Redes sociais na web
Redes sociais na webRedes sociais na web
Redes sociais na web
Claudio Lima
 
Socialnetworking 2019
Socialnetworking 2019 Socialnetworking 2019
Socialnetworking 2019
Joaquim Guerra
 
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem ColaborativaWeb 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
MP Cidadania
 
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anosFuturo da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
Escola de Governança da Internet no Brasil
 
OA | Tendências Digitais
OA | Tendências DigitaisOA | Tendências Digitais
OA | Tendências Digitais
Organic Agency
 
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
Miguel Angel Mardero Arellano
 
O que e web 20
O que e web 20O que e web 20
O que e web 20
Gilberto Leal
 

Mais procurados (20)

Bill Gates
Bill GatesBill Gates
Bill Gates
 
Oficina de Internet eEvangelização
Oficina de Internet eEvangelizaçãoOficina de Internet eEvangelização
Oficina de Internet eEvangelização
 
Convergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
Convergência de Tecnologias e o Novo ConsumidorConvergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
Convergência de Tecnologias e o Novo Consumidor
 
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação SocialNovos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
Novos Horizontes Profissionais em Comunicação Social
 
Novos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
Novos Horizontes da Comunicação - Semana EstácioNovos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
Novos Horizontes da Comunicação - Semana Estácio
 
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009
Redes Sociais - Sou mais Web - julho/2009
 
Lieracia, media, cidadania
Lieracia, media, cidadaniaLieracia, media, cidadania
Lieracia, media, cidadania
 
Geração Cybernética
Geração CybernéticaGeração Cybernética
Geração Cybernética
 
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha GabrielRedes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
Redes Sociais: Ameaças e Oportunidades, by Martha Gabriel
 
Untitled Presentation
Untitled PresentationUntitled Presentation
Untitled Presentation
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
A evolução das mídias sociais digitais, influência no cotidiano da população...
A evolução das mídias sociais digitais,  influência no cotidiano da população...A evolução das mídias sociais digitais,  influência no cotidiano da população...
A evolução das mídias sociais digitais, influência no cotidiano da população...
 
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
Ligar Portugal? A rede de espaços internet entre os paradoxos das políticas p...
 
Redes sociais na web
Redes sociais na webRedes sociais na web
Redes sociais na web
 
Socialnetworking 2019
Socialnetworking 2019 Socialnetworking 2019
Socialnetworking 2019
 
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem ColaborativaWeb 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
Web 2.0 e Aprendizagem Colaborativa
 
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anosFuturo da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
Futuro da Internet - Perspectivas para os Próximos 10 anos
 
OA | Tendências Digitais
OA | Tendências DigitaisOA | Tendências Digitais
OA | Tendências Digitais
 
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
Serviços de informação na web 2.0 e 3.0
 
O que e web 20
O que e web 20O que e web 20
O que e web 20
 

Destaque

MIB Sept 09 _ SMH
MIB  Sept 09 _ SMHMIB  Sept 09 _ SMH
MIB Sept 09 _ SMH
muriel sebas
 
Opdracht 9
Opdracht 9Opdracht 9
Opdracht 9
Miep30
 
016 tito
016 tito016 tito
Гурток "Автомобіль і тюнінг"
Гурток "Автомобіль і тюнінг"Гурток "Автомобіль і тюнінг"
Гурток "Автомобіль і тюнінг"
dnzmcpto
 
G1 marketing research
G1 marketing researchG1 marketing research
G1 marketing researchMony Utdm
 
Stand no atento
Stand no atentoStand no atento
Stand no atento
matheusbueno77
 
Saovalentim.ana.marta
Saovalentim.ana.martaSaovalentim.ana.marta
Saovalentim.ana.marta
professorTIC
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
tiafo17
 
COIED2_E-portfolio na formaçao de professores
COIED2_E-portfolio na formaçao de professoresCOIED2_E-portfolio na formaçao de professores
COIED2_E-portfolio na formaçao de professores
COIED
 
Stabilizing control via feedback linearization and high observer
Stabilizing control via feedback linearization and high observerStabilizing control via feedback linearization and high observer
Stabilizing control via feedback linearization and high observer
Manuel Vargas
 
004 joao
004 joao004 joao
Pegn notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
Pegn   notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...Pegn   notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
Pegn notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
suafrankiavirtual
 
Outono - Maria Miranda
Outono - Maria MirandaOutono - Maria Miranda
Outono - Maria Miranda
educacaoxxi
 
Los Reptiles (Este)
Los Reptiles (Este)Los Reptiles (Este)
Los Reptiles (Este)
tiapame
 
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
pollock
 
SMH Simo N Carr
SMH Simo N CarrSMH Simo N Carr
SMH Simo N Carr
muriel sebas
 
013 tessalonicenses 2º
013 tessalonicenses 2º013 tessalonicenses 2º
013 tessalonicenses 2º
Diógenes Gimenes
 
Professor de aee
Professor de aeeProfessor de aee
Professor de aee
ceciliaconserva
 
Processadores de rede (2)
Processadores de rede (2)Processadores de rede (2)
Processadores de rede (2)
Diogenes Freitas
 

Destaque (20)

MIB Sept 09 _ SMH
MIB  Sept 09 _ SMHMIB  Sept 09 _ SMH
MIB Sept 09 _ SMH
 
Sem título 1
Sem título 1Sem título 1
Sem título 1
 
Opdracht 9
Opdracht 9Opdracht 9
Opdracht 9
 
016 tito
016 tito016 tito
016 tito
 
Гурток "Автомобіль і тюнінг"
Гурток "Автомобіль і тюнінг"Гурток "Автомобіль і тюнінг"
Гурток "Автомобіль і тюнінг"
 
G1 marketing research
G1 marketing researchG1 marketing research
G1 marketing research
 
Stand no atento
Stand no atentoStand no atento
Stand no atento
 
Saovalentim.ana.marta
Saovalentim.ana.martaSaovalentim.ana.marta
Saovalentim.ana.marta
 
Cinema
CinemaCinema
Cinema
 
COIED2_E-portfolio na formaçao de professores
COIED2_E-portfolio na formaçao de professoresCOIED2_E-portfolio na formaçao de professores
COIED2_E-portfolio na formaçao de professores
 
Stabilizing control via feedback linearization and high observer
Stabilizing control via feedback linearization and high observerStabilizing control via feedback linearization and high observer
Stabilizing control via feedback linearization and high observer
 
004 joao
004 joao004 joao
004 joao
 
Pegn notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
Pegn   notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...Pegn   notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
Pegn notícias - “conquistei o prazer de comandar a empresa da minha casa de...
 
Outono - Maria Miranda
Outono - Maria MirandaOutono - Maria Miranda
Outono - Maria Miranda
 
Los Reptiles (Este)
Los Reptiles (Este)Los Reptiles (Este)
Los Reptiles (Este)
 
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
CcáCeres R Ramos Pollock.10.09
 
SMH Simo N Carr
SMH Simo N CarrSMH Simo N Carr
SMH Simo N Carr
 
013 tessalonicenses 2º
013 tessalonicenses 2º013 tessalonicenses 2º
013 tessalonicenses 2º
 
Professor de aee
Professor de aeeProfessor de aee
Professor de aee
 
Processadores de rede (2)
Processadores de rede (2)Processadores de rede (2)
Processadores de rede (2)
 

Semelhante a Slides Formação Aprendiz de Mídias Sociais

Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0
Poliana Lopes
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Pedro Tavares
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
Andrea Alves
 
Cultura digital
Cultura digitalCultura digital
Cultura digital
Alquimídia.org
 
Módulo 1 cultura digital
Módulo 1   cultura digitalMódulo 1   cultura digital
Módulo 1 cultura digital
Thiago Skárnio
 
A Democratização da Informação na Internet
A Democratização da Informação na InternetA Democratização da Informação na Internet
A Democratização da Informação na Internet
Fernando Bombassaro
 
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da SociedadeO Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
Rodrigo Mesquita
 
Modelos
ModelosModelos
Modelos
Mateus Cozer
 
Colaboração e Inclusão Digital
Colaboração e Inclusão DigitalColaboração e Inclusão Digital
Colaboração e Inclusão Digital
Felipe Palomaro
 
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humanoLetramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
Mila Gonçalves
 
Projeto advogados em rede
Projeto advogados em redeProjeto advogados em rede
Projeto advogados em rede
Projeto Criança em Rede
 
Modelos de negocios Digitais
Modelos de negocios DigitaisModelos de negocios Digitais
Modelos de negocios Digitais
Bruno Shimizu
 
Apresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab DricaApresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab Drica
Danilo Carlos de Góes Silva
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
Elvis Fusco
 
Inteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digitalInteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digital
thiagodbr
 
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias SociaisAula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
Formação Aprendiz em Mídias Digitais
 
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociaisO consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
Paulo Milreu
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
Marketing Digital CMF
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura Digital
Editora Moderna
 
Monografia | Web Marketing
Monografia | Web MarketingMonografia | Web Marketing
Monografia | Web Marketing
Patricia Melo
 

Semelhante a Slides Formação Aprendiz de Mídias Sociais (20)

Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0Comunicação, Marketing e Web 2.0
Comunicação, Marketing e Web 2.0
 
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
Laboratório Audivisual Hipermedia Aula4 22 03
 
Aula 01
Aula 01Aula 01
Aula 01
 
Cultura digital
Cultura digitalCultura digital
Cultura digital
 
Módulo 1 cultura digital
Módulo 1   cultura digitalMódulo 1   cultura digital
Módulo 1 cultura digital
 
A Democratização da Informação na Internet
A Democratização da Informação na InternetA Democratização da Informação na Internet
A Democratização da Informação na Internet
 
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da SociedadeO Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
O Novo Ecossistema da Informação, Comunicação e Articulação da Sociedade
 
Modelos
ModelosModelos
Modelos
 
Colaboração e Inclusão Digital
Colaboração e Inclusão DigitalColaboração e Inclusão Digital
Colaboração e Inclusão Digital
 
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humanoLetramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
Letramento Digital_Tecnologias e aprendizagem para o desenvolvimento humano
 
Projeto advogados em rede
Projeto advogados em redeProjeto advogados em rede
Projeto advogados em rede
 
Modelos de negocios Digitais
Modelos de negocios DigitaisModelos de negocios Digitais
Modelos de negocios Digitais
 
Apresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab DricaApresentacao Weblab Drica
Apresentacao Weblab Drica
 
Inteligência Coletiva
Inteligência ColetivaInteligência Coletiva
Inteligência Coletiva
 
Inteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digitalInteligência coletiva e inclusão digital
Inteligência coletiva e inclusão digital
 
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias SociaisAula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
Aula 02 / Novas Profissões e o Papel do Analista de Mídias Sociais
 
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociaisO consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
O consumidor em tempos de mídias digitais e sociais
 
Redes sociais
Redes sociaisRedes sociais
Redes sociais
 
Educar na Cultura Digital
Educar na Cultura DigitalEducar na Cultura Digital
Educar na Cultura Digital
 
Monografia | Web Marketing
Monografia | Web MarketingMonografia | Web Marketing
Monografia | Web Marketing
 

Último

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 

Último (20)

497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 

Slides Formação Aprendiz de Mídias Sociais

  • 1. Aprendiz de Analista de Mídias Sociais – United Way Brasil BELO HORIZONTE , 22 e 23 DE SETEMBRO DE 2012 Ana Paula Gaspar e Adriana Costa
  • 2. Objetivos •Familiarizar os jovens com a UWB, suas ferramentas de comunicação digital, canais de mídias sociais e parceiros; •Iniciar o processo formativo do grupo e criar estratégias de monitoramento das postagens regionais; •Produzir colaborativamente conteúdos e regras de seleção de vídeos, textos e imagens para os canais de Mídias Sociais (Youtube, LinkedIn e Facebook).
  • 3. Cronograma formação (22/09 e 23/09) •Sábado: • 10h às 13h e 14h às 18h • Programa social •Domingo: •9h às 13h e 14h às 17h
  • 4. Cronograma pós-formação (24/09 a 06/11) •Acompanhamento do grupo on-line via grupo do Facebook; •Implementação de novas funcionalidades site UWB (Ana e Paula); •Monitoramento de canais de mídias sociais; •Análise de resultados e entrega de relatório.
  • 5. Programa Sábado (22 de setembro) 10h: Aquecimento do grupo 10h15min: Abertura: Apresentação institucional sobre a UWB – Silvia Zanotti 10h30min: Café 11h: A profissão do Analista de Mídias Sociais: perfil, atividade, mercado de trabalho e estratégia de atuação UWB – Ana Paula Gaspar
  • 6. O Analista de Mídias Sociais – 11h00min às 11h30min A profissão do Analista de Mídias Sociais: perfil, atividade, mercado de trabalho e estratégia de atuação UWB -O que são Mídias Sociais? -Porque as empresas participam? -Porque fez-se necessário o Analista de Mídias Sociais? -O que o analista faz? -Qual é o perfil de mercado? -Onde buscar formação? -Especialização -Referências
  • 7. Programa Sábado (22 de setembro) 14h: Dinâmica – acordando a preguiça!!! 14h15min: Cases – As empresas nas mídias sociais •Perfis de parceiros da United Way (quem são?) Eu procuro ou deixo eles procurarem? Como as estratégias se cruzam? Focamos nessas • Traçar perfil empresas: •Monsanto •Stanley Morgan •P&G •PWC Roda de conversa: quais são os temas vinculados à área de trabalho da UWB? •Levantamento de temas e eleição de 3 principais; •Divisão em sub-grupos para buscar na internet conteúdos relevantes aos temas (textos e imagens) •Apresentar a seleção no grupo e discussão. •18h: Pizza
  • 8. O que são Mídias Sociais? http://pt.wikipedia.org/wiki/Nicholas_Negroponte
  • 9. Negroponte – A Vida Digital • Vivemos a era da pós-informação. A era industrial, fundamentalmente uma era de átomos, nos deu o conceito de produção em massa e, com ele, economias que empregam operários uniformizados e métodos repetitivos na fabricação de um produto num determinado espaço ou tempo. • A era da informação e dos computadores mostrou-nos as mesmas economias de escala, porém menos preocupada com o espaço e o tempo. A confecção de bits poderia se dar em qualquer lugar e a qualquer tempo
  • 10. Negroponte – A Vida Digital • Na era da informação, os meios de comunicação tornaram-se simultaneamente maiores e menores. Novas formas de transmissão televisiva atingiram públicos maiores, ao passo que revistas especializadas, videocassetes e serviços por cabo deram-nos exemplos de narrowcasting, atendendo a grupos demográficos pequenos.
  • 11. Era da Pós-Informação - Personalização • Na era da pós-informação, o público é com freqüência, composto de uma única pessoa. Tudo é feito por encomenda, e a informação é extremamente personalizada. Sendo digital, eu sou eu mesmo, e não um subconjunto estatístico. Ser eu mesmo é algo que pressupõe informações e acontecimentos desprovidos de qualquer significado demográfico ou estatístico. • A verdadeira personalização é tarefa nossa. A era da pós-informação tem a ver com conhecimento paulatino: máquinas entendendo indivíduos com o mesmo grau de sutileza que esperamos de outros seres humanos.
  • 12. Comunidade Virtual • A comunidade de usuários da internet vai ocupar o centro da vida cotidiana. Sua demografia vai ficar cada vez mais parecida com a do próprio mundo. O valor real de uma rede tem menos a ver com informação do que com vida comunitária. A superestrada da informação é mais do que um atalho para o acervo da Biblioteca do Congresso. Ela está criando um tecido social inteiramente novo e global. http://info.abril.com.br/noticias/blogs/omg/redes-sociais/o-lindo-mapa-das- conexoes-do-facebook/
  • 13. Comunidade Virtual • As relações de trabalho também devem, aos poucos, se alterar. A fronteira entre trabalho e brincadeira tende a tornar-se cada vez mais tênue, pois a mídia utilizada será basicamente a mesma. "As paletas do prazer e do dever, da auto-expressão e do trabalho em grupo serão mais semelhantes".
  • 14. Características • A era digital, por possuir quatro características básicas, não pode ser detida. São elas: • Descentralização - Por mais que existam empresas maiores, o sistema funciona com uma quantidade de independência que não há como deter integralmente. • Globalização e harmonização - Áreas de influência e de permeabilidade que transcendem as fronteiras geográficas e os limites econômicos e de relações entre os países. "Essa criançada está liberta da limitação imposta pela proximidade geográfica como único terreno para o desenvolvimento da amizade, da colaboração, do divertimento e da vizinhança". • Capacitação - O acesso, a mobilidade e a capacidade de produzir a mudança são os fatores que tornarão o futuro tão diferente do presente. À medida que as crianças se apropriarem de um recurso de informação global, e à medida que descobrirem que só os adultos precisam de licença para aprender, nós com certeza encontraremos uma nova esperança e dignidade em lugares onde ambos existiam apenas em pequena medida.
  • 15. Mídias Sociais - Wikipedia http://pt.wikipedia.org/wiki/M%C3%ADdias_sociais
  • 16. Porque as empresas participam? – Entre as décadas de 50 e 70: previsão de que o uso de computadores de grande porte em grandes organizações aumentaria a centralização e autoridade de gestão; – Década de 80 e início de 90: previsão de que o computador em rede interna e o surgimento da computação pessoal aumentaria a descentralização e iria melhorar a partilha de informação e ampliar a colaboração; – Meados de 90: crescimento exponencial do uso da internet. Fonte: Orlikowshi, W – The truth is not out there – An enacted view of the “Digital Ecomony”.
  • 17. Porque as empresas participam? http://g1.globo.com/globo-news/mundo-sa/videos/t/todos-os-videos/v/participar- das-redes-sociais-e-o-mais-importante-para-empresas-diz-especialista/1886174
  • 18. e-BUSINESS Conceito: e-Business é o termo utilizado para negócios realizados por meios eletrônicos – internet. Negócios eletrônicos de forma AMPLIFICADA  comércio  contado fornecedor / cliente  pesquisa de mercados  ensino a distância  bancos via internet  etc. Fonte: www.e-commerce.org.br
  • 19. e-BUSINESS Principais vertentes do e-business  Anúncios • Permite personalização do marketing; • Não há limite de espaço para a propaganda.  Monetização • Transformando acesso em dinheiro • Blogs, sites de namoros, etc.  Pagamento Único • Pagamentos únicos para aquisição de software.  Produtos de Informação • Conceito “FreeMium” Fonte: www.stanford2009.wikispaces.com
  • 20. e-BUSINESS Principais vertentes do e-business  Moeda Virtual • Utilizado em sítios da internet e ambientes virtuais. • Ex.: Facebook, PagSeguro, e-bit, Unibanco  Bens Virtuais • Podem gerar receita de U$$ 5 bilhões no mundo; • Associados ao capital social construído no site.  Ecossistemas • Aplicativos desenvolvidos para “ecossistemas” definidos. • iPhone Fonte: www.stanford2009.wikispaces.com
  • 21. e-BUSINESS Principais vertentes do e-business Prestação de serviços via web. • e-learning • e-banking
  • 22. e-BUSINESS Principais vertentes do e-business Prestação de serviços via web. • Sites de buscas • Agendamento online
  • 23. Porque fez-se necessário o Analista de Mídias Sociais? http://www.segs.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=85352:o-dilema-da-escassez-de-mao-de-obra-qualificada-e-as- midias-sociais&catid=45:cat-seguros&Itemid=324
  • 24. Marketing Digital Objetivo •Utilizar as tecnologias que estabelecem um canal on-line com o mercado : Web, e-mail, databases, mobile/wireless & digital TV Estratégia •Investir em atividades de marketing focadas na rentabilidade do processo de aquisição e retenção de clientes frente a fragmentados processos de compra e complexos ciclos de vida de consumidores Tática • Reconhecer a importância estratégica das tecnologias digitais e construir um plano para alcançar e migrar consumidores para os serviços on-line via comunicação eletrônica ou tradicional • Estratégia de retenção fundamentada na melhor compreensão dos nossos próprios clientes (de seus perfis, comportamento, valores e lealdades) e no uso de comunicação integrada, targeteada, on-line e em consonância
  • 25. Mkt Tradicional vs. Mkt Digital
  • 26. Mkt Tradicional vs. Mkt Digital
  • 27. O que o Analista de Mídias Sociais faz? http://columnfivemedia.co m/work-items/socialcast- infographic-the-hectic- schedule-of-a-social- media-manager-2/
  • 28. O que o Analista de Mídias Sociais faz? http://joserenatogimenez. wordpress.com/2012/08/ 07/perfil-dos-analistas- de-midias-sociais/
  • 29. O que o Analista de Mídias Sociais faz?
  • 30. O que o Analista de Mídias Sociais faz?
  • 31. Qual o perfil do Analista de Mídias Sociais?
  • 32. Cresce procura por analistas de mídias sociais http://blogmidia8.com/2012/04/cresce-procura-por-analistas-de-midias.html
  • 33. Qual é o perfil do profissional de Mídias Sociais? http://blogmidia8.com/2012/07/um-bom-analista-de-midias-sociais-faz-a- diferenca-na-comunicacao-das-empresas.html
  • 35. Onde buscar formação e referências? Web •Blogs; • Perfis em mídias sociais; • Grupos de discussão; •ETC; http://www.scoop.it/t/analista-de-midias-digitais
  • 36. Eventos http://socialmediaweek.org/saopaulo/
  • 37. Quais são as possibilidades de especialização? http://info.abril.com.br/noticias/carreira/video-ironiza-exigencias-ao-contratar- analista-de-redes-sociais-05092012-46.shl
  • 38. Programa Sábado (22 de setembro) 11h30min: Perfil nas mídias sociais – Dinâmica •Conhecer a estratégia para a UWB; •Criar o perfil do grupo no Facebook (já existe); •Passar de perfil para página •Montar o perfil dos jovens no LinkedIn (como fazer um perfil e um CV) •Conversa no sub-grupo – diferenças de perfil Facebook/LinkedIn (como se posicionar em cada uma das redes) 13h - almoço
  • 39. United Way Brasil 1- Objetivo estratégico – Criar presença relevante nas mídias sociais 2- Meta - Gerar oportunidades reais de colocação profissional para jovens participantes da formação por meio dos canais 3- Site 4- Facebook Monitoramento de visitação e Migrar de perfil para página e inserção de elementos de alimentação de conteúdo conversão 6 – LinkedIn 5- Youtube Criar grupo de conexão do Regularizar postagens ecossistema 7- Indicadores – Visitação ao site, alcance FB, Visualizações do Youtube e participações no LinkedIn
  • 40. Mapa conceitual de temas para conteúdos em mídias sociais • Empresas UWB • ONG’s • Formação Jovens • Identidade • Aprendiz Trabalho • Voluntariado Ferramenta: http://tagcrowd.com/
  • 41. Facebook •Migrar de Perfil para página •Curtir páginas de parceiros e outras unidades •Promover eventos •Criar grupo de jovens, colaboradores e técnicos
  • 42. LinkedIn • Criar grupo de discussão e seguir organizações parceiras; • Ambientar os jovens quanto ao correto posicionamento nas redes sociais profissionais;
  • 43. Youtube • Criar listas de reprodução com vídeos de outras unidades; •Pensar em produção regular ou substituição de rede social; •Pesquisar sobre formação para produção audiovisual.
  • 44. Presença institucional nas redes sociais Facebook: Perfil X Página
  • 45. Presença individual nas redes sociais Facebook x LinkedIn •Quem tem perfil no Facebook? Adicionar ao grupo •Quem tem perfil no LinkedIn? Criar/Editar perfil http://www.midiatismo.com.br/midias-sociais/voce-acha-que-todo-mundo-esta-no-facebook-este- infografico-mostra-que-isso-e-coisa-de-gente-da-publicidade
  • 46. Programa Domingo (23 de setembro) 9h: Youtube – conhecendo mais sobre esta mídia •Porque vídeos? •O que é uma lista de reprodução? •Quem produz conteúdo no grupo? •Conhecer conteúdos no canal do Youtube dos parceiros e de outras unidades UWB; •Selecionar lista de vídeos. 10h30min: Café
  • 47. Programa Domingo (23 de setembro) 11h: Conhecendo as ferramentas •Hootsuite; •Google Alertas; •Facebook Insights. 13h - almoço
  • 48. Programa Domingo (23 de setembro) 14h: Dinâmica – divisão de grupos 14h15min: Tarefas e Cronograma •Grupo 1 – Facebook (responsável e seleção); •Grupo 2 – LinkedIn; •Grupo 3 – Youtube (responsável e seleção); 16h: Apresentação de conteúdos Pen Drive.
  • 49. Próximos Passos • Entrega de análise e avaliação da formação; • Monitoramento dos grupos de trabalho e dos grupos nas redes sociais Facebook e LinkedIn.