SlideShare uma empresa Scribd logo
FILOSOFIA 11.ºano
FFILOSOFIA 11.ºILOSOFIA 11.ºanoano
Luís Rodrigues
LÓGICA ARISTOTÉLICA
SILOGISMO CATEGÓRICO
As falácias formais mais
importantes.
As falácias formais mais importantes
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
Termo médio não
distribuído
O termo médio não
é universal em
nenhuma das
premissas.
Ilícita maior
O termo maior tem
mais extensão na
conclusão do que
na premissa.
Ilícita menor
O termo menor tem
mais extensão na
conclusão do que
na premissa.
As falácias formais mais importantes
Pré – requisito para detetar falácias nos silogismos
categóricos
Determinar a extensão dos termos das proposições e
em especial a extensão do predicado.
Universal quando Particular quando a
proposição é afirmativa
a proposição é negativa
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Considere o seguinte silogismo:
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
Que falácia comete este silogismo?
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Comete a falácia da ilícita maior?
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
Identifique o termo maior.
É “filósofos”
É universal na premissa e particular na conclusão. Logo, não tem
mais extensão na conclusão do que na premissa. Não há falácia
da ilícita maior.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
O termo maior passou no teste
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Comete a falácia da ilícita menor?
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
Identifique o termo menor.
É “cientistas”
É particular na premissa e particular na conclusão. Logo, não tem
mais extensão na conclusão do que na premissa. Não há falácia
da ilícita menor.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
O termo menor passou no teste
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas
Logo, alguns cientistas são filósofos.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Comete a falácia do termo médio não distribuído.
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
Identifique o termo médio.
É “pessoas com espírito crítico”
É particular nas premissas. Mas tem de ser universal pelo menos
em uma. Este silogismo é inválido ou falacioso.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
O termo médio não passou no teste.
Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico.
Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas.
Logo, alguns cientistas são filósofos.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Notas finais
1
Dizer que um termo está distribuído é dizer que tem extensão
universal, que está tomado em toda a sua extensão.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Notas finais
2
Termo médio
O termo médio pode ser universal nas duas premissas. O que
não pode é ser particular nas duas. Tem de ser universal – estar
distribuído – pelo menos numa delas.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Notas finais
3
Termo maior
O termo maior pode ser universal na premissa e na conclusão.
Pode ser também particular na premissa e particular na
conclusão. Pode ser igualmente universal na premissa e
particular na conclusão. O que não pode é ser particular na
premissa e universal na conclusão.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano
As falácias formais mais importantes
Notas finais
4
Termo menor
O termo menor pode ser universal na premissa e na conclusão.
Pode ser também particular na premissa e particular na
conclusão. Pode ser igualmente universal na premissa e
particular na conclusão. O que não pode é ser particular na
premissa e universal na conclusão.
As falácias formais mais importantes.
FILOSOFIA 11.ºano

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
Jorge Barbosa
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
j_sdias
 
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e FaláciasFilosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
Joana Pinto
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
Isabel Moura
 
A falácia do falso dilema
A falácia do falso dilemaA falácia do falso dilema
A falácia do falso dilema
Luis De Sousa Rodrigues
 
Argumentos de autoridade
Argumentos de autoridadeArgumentos de autoridade
Argumentos de autoridade
Luis De Sousa Rodrigues
 
Lógica Formal
Lógica FormalLógica Formal
Lógica Formal
Chromus Master
 
O conhecimento do mundo a uniformidade da natureza
O conhecimento do mundo   a uniformidade da naturezaO conhecimento do mundo   a uniformidade da natureza
O conhecimento do mundo a uniformidade da natureza
Luis De Sousa Rodrigues
 
Falácias
FaláciasFalácias
Falácias
Isabel Moura
 
Silogismo
SilogismoSilogismo
Listas das falácias informais
Listas das falácias informaisListas das falácias informais
Listas das falácias informais
Isabel Moura
 
Argumentos por analogia
Argumentos por analogiaArgumentos por analogia
Argumentos por analogia
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
Filazambuja
 
A falácia da derrapagem
A falácia da derrapagemA falácia da derrapagem
A falácia da derrapagem
Luis De Sousa Rodrigues
 
Contrução da tabela verdade
Contrução da tabela verdadeContrução da tabela verdade
Contrução da tabela verdade
Aristóteles Meneses
 
Tautologias, contradições, contigências e equivalências
Tautologias, contradições, contigências e equivalênciasTautologias, contradições, contigências e equivalências
Tautologias, contradições, contigências e equivalências
Aristóteles Meneses
 
Falácias
FaláciasFalácias
Lógica Proposicional
Lógica ProposicionalLógica Proposicional
Lógica Proposicional
Joaquim Duarte
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
Beatriz Cruz
 

Mais procurados (20)

Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
 
11º b final
11º b   final11º b   final
11º b final
 
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e FaláciasFilosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
Filosofia 1º teste - Lógica formal, Silogismos e Falácias
 
Argumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivosArgumentos não dedutivos
Argumentos não dedutivos
 
A falácia do falso dilema
A falácia do falso dilemaA falácia do falso dilema
A falácia do falso dilema
 
Argumentos de autoridade
Argumentos de autoridadeArgumentos de autoridade
Argumentos de autoridade
 
Lógica Formal
Lógica FormalLógica Formal
Lógica Formal
 
O conhecimento do mundo a uniformidade da natureza
O conhecimento do mundo   a uniformidade da naturezaO conhecimento do mundo   a uniformidade da natureza
O conhecimento do mundo a uniformidade da natureza
 
Falácias
FaláciasFalácias
Falácias
 
Silogismo
SilogismoSilogismo
Silogismo
 
Listas das falácias informais
Listas das falácias informaisListas das falácias informais
Listas das falácias informais
 
Argumentos por analogia
Argumentos por analogiaArgumentos por analogia
Argumentos por analogia
 
Teoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawlsTeoria da justiça rawls
Teoria da justiça rawls
 
A falácia da derrapagem
A falácia da derrapagemA falácia da derrapagem
A falácia da derrapagem
 
Contrução da tabela verdade
Contrução da tabela verdadeContrução da tabela verdade
Contrução da tabela verdade
 
Tautologias, contradições, contigências e equivalências
Tautologias, contradições, contigências e equivalênciasTautologias, contradições, contigências e equivalências
Tautologias, contradições, contigências e equivalências
 
Tipos de conhecimento
Tipos de conhecimentoTipos de conhecimento
Tipos de conhecimento
 
Falácias
FaláciasFalácias
Falácias
 
Lógica Proposicional
Lógica ProposicionalLógica Proposicional
Lógica Proposicional
 
DESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANODESCARTES 11ANO
DESCARTES 11ANO
 

Destaque

T 2004
T 2004T 2004
T 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliaçãoT 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliação
mluisavalente
 
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científicoT 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
mluisavalente
 
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retóricaFalácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Isaque Tomé
 
As figuras do silogismo categórico
As figuras do silogismo categóricoAs figuras do silogismo categórico
As figuras do silogismo categórico
Luis De Sousa Rodrigues
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia
mluisavalente
 
Ft 11º arg
Ft   11º argFt   11º arg
Ft 11º arg
mluisavalente
 
Fil pensamento e ling
Fil   pensamento e lingFil   pensamento e ling
Fil pensamento e ling
mluisavalente
 
Ficha de trab + correção descartes
Ficha de trab + correção   descartesFicha de trab + correção   descartes
Ficha de trab + correção descartes
mluisavalente
 
Filosofia, Retórica e Democracia
Filosofia, Retórica e DemocraciaFilosofia, Retórica e Democracia
Filosofia, Retórica e Democracia
atamenteesas
 
Stereotypes
StereotypesStereotypes
Stereotypes
Фіа Халід
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
Dylan Bonnet
 

Destaque (12)

T 2004
T 2004T 2004
T 2004
 
T 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliaçãoT 2002 teste de avaliação
T 2002 teste de avaliação
 
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científicoT 2003   teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
T 2003 teste de avaliação - 11º ano - conhecimento científico
 
Falácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retóricaFalácias Informais - Filosofia e retórica
Falácias Informais - Filosofia e retórica
 
As figuras do silogismo categórico
As figuras do silogismo categóricoAs figuras do silogismo categórico
As figuras do silogismo categórico
 
Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia Filosofia, retórica e democracia
Filosofia, retórica e democracia
 
Ft 11º arg
Ft   11º argFt   11º arg
Ft 11º arg
 
Fil pensamento e ling
Fil   pensamento e lingFil   pensamento e ling
Fil pensamento e ling
 
Ficha de trab + correção descartes
Ficha de trab + correção   descartesFicha de trab + correção   descartes
Ficha de trab + correção descartes
 
Filosofia, Retórica e Democracia
Filosofia, Retórica e DemocraciaFilosofia, Retórica e Democracia
Filosofia, Retórica e Democracia
 
Stereotypes
StereotypesStereotypes
Stereotypes
 
Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11Resumos filosofia 11
Resumos filosofia 11
 

Semelhante a Silogismo categórico - As mais importantes falácias formais

Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
Munis Pedro
 
A extensão dos termos
A extensão dos termosA extensão dos termos
A extensão dos termos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater MoraDicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
luvico
 
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdfFilosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
d92862628
 
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
José Luiz Costa
 
Introdução-à-Filosofia.pptx
Introdução-à-Filosofia.pptxIntrodução-à-Filosofia.pptx
Introdução-à-Filosofia.pptx
ssusera1ec45
 
Aprender
AprenderAprender
Aprender
Iracema Tavares
 
Dicionário de filosofia josé ferrater mora
Dicionário de filosofia   josé ferrater moraDicionário de filosofia   josé ferrater mora
Dicionário de filosofia josé ferrater mora
Cesar de Alencar
 
Gagueira a teoria na prática
Gagueira   a teoria na práticaGagueira   a teoria na prática
Gagueira a teoria na prática
adrianomedico
 
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia josé ferrater mora
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia   josé ferrater mora(Adoramos.ler) dicionário de filosofia   josé ferrater mora
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia josé ferrater mora
danielfernando2014
 
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
Anderson Favaro
 
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).pptLógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
Antonio Gilberto De Aquino e Silva
 
Lógica
LógicaLógica
Lógica
almada76
 
Ficha trab. 2 10º
Ficha trab. 2 10ºFicha trab. 2 10º
Ficha trab. 2 10º
Filipe Prado
 
MINHA Avaliação Faveni.pdf
MINHA Avaliação Faveni.pdfMINHA Avaliação Faveni.pdf
MINHA Avaliação Faveni.pdf
MarcosSoaresJr2
 
Aula1
Aula1Aula1
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
Italo Colares
 
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.pptCAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
MarcoAntonio251662
 
Filosofia 10 sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
Filosofia 10   sumários desenvolvidos 2011-2012 - jcaFilosofia 10   sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
Filosofia 10 sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
José Carlos S. de Almeida
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
Mary Alvarenga
 

Semelhante a Silogismo categórico - As mais importantes falácias formais (20)

Lógica Aristotélica
Lógica AristotélicaLógica Aristotélica
Lógica Aristotélica
 
A extensão dos termos
A extensão dos termosA extensão dos termos
A extensão dos termos
 
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater MoraDicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
Dicionario de Filosofia, de José Ferrater Mora
 
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdfFilosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
Filosofia para quem não é Filósofo - Peter Gibson.pdf
 
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
Dicionario basico de filosofia hilton japiassu e danilo marcondes (2)
 
Introdução-à-Filosofia.pptx
Introdução-à-Filosofia.pptxIntrodução-à-Filosofia.pptx
Introdução-à-Filosofia.pptx
 
Aprender
AprenderAprender
Aprender
 
Dicionário de filosofia josé ferrater mora
Dicionário de filosofia   josé ferrater moraDicionário de filosofia   josé ferrater mora
Dicionário de filosofia josé ferrater mora
 
Gagueira a teoria na prática
Gagueira   a teoria na práticaGagueira   a teoria na prática
Gagueira a teoria na prática
 
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia josé ferrater mora
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia   josé ferrater mora(Adoramos.ler) dicionário de filosofia   josé ferrater mora
(Adoramos.ler) dicionário de filosofia josé ferrater mora
 
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
Aula 01-filosofia-parte 02 - v3
 
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).pptLógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
Lógica formal e Dialética e a Organização dos Argumentos (1).ppt
 
Lógica
LógicaLógica
Lógica
 
Ficha trab. 2 10º
Ficha trab. 2 10ºFicha trab. 2 10º
Ficha trab. 2 10º
 
MINHA Avaliação Faveni.pdf
MINHA Avaliação Faveni.pdfMINHA Avaliação Faveni.pdf
MINHA Avaliação Faveni.pdf
 
Aula1
Aula1Aula1
Aula1
 
Lógica filosófica
Lógica filosóficaLógica filosófica
Lógica filosófica
 
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.pptCAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
CAPÍTULO 1 - A EXPERIÊNCIA FILOSÓFICA.ppt
 
Filosofia 10 sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
Filosofia 10   sumários desenvolvidos 2011-2012 - jcaFilosofia 10   sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
Filosofia 10 sumários desenvolvidos 2011-2012 - jca
 
Atitudes filosóficas
Atitudes filosóficasAtitudes filosóficas
Atitudes filosóficas
 

Mais de Luis De Sousa Rodrigues

O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
Luis De Sousa Rodrigues
 
Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
Luis De Sousa Rodrigues
 
Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
Luis De Sousa Rodrigues
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
Luis De Sousa Rodrigues
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
Luis De Sousa Rodrigues
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
Luis De Sousa Rodrigues
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
Luis De Sousa Rodrigues
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
Luis De Sousa Rodrigues
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
Luis De Sousa Rodrigues
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
Luis De Sousa Rodrigues
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 6
Freud 6Freud 6

Mais de Luis De Sousa Rodrigues (20)

O essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofiaO essencial para os exames de filosofia
O essencial para os exames de filosofia
 
Unidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebroUnidade funcional do cérebro
Unidade funcional do cérebro
 
Tipos de vinculação
Tipos de vinculaçãoTipos de vinculação
Tipos de vinculação
 
Tipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagemTipos de aprendizagem
Tipos de aprendizagem
 
Teorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoçõesTeorias sobre as emoções
Teorias sobre as emoções
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Raízes da vinculação
Raízes da vinculaçãoRaízes da vinculação
Raízes da vinculação
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
 
Perceção e gestalt
Perceção e gestaltPerceção e gestalt
Perceção e gestalt
 
Os processos emocionais
Os processos emocionaisOs processos emocionais
Os processos emocionais
 
Os grupos
Os gruposOs grupos
Os grupos
 
O sistema nervoso
O sistema nervosoO sistema nervoso
O sistema nervoso
 
O que nos torna humanos
O que nos torna humanosO que nos torna humanos
O que nos torna humanos
 
Maslow e a motivação
Maslow e a motivaçãoMaslow e a motivação
Maslow e a motivação
 
Lateralidade cerebral
Lateralidade cerebralLateralidade cerebral
Lateralidade cerebral
 
Freud 9
Freud 9Freud 9
Freud 9
 
Freud 8
Freud 8Freud 8
Freud 8
 
Freud 7
Freud 7Freud 7
Freud 7
 
Freud 6
Freud 6Freud 6
Freud 6
 

Silogismo categórico - As mais importantes falácias formais

  • 1. FILOSOFIA 11.ºano FFILOSOFIA 11.ºILOSOFIA 11.ºanoano Luís Rodrigues LÓGICA ARISTOTÉLICA SILOGISMO CATEGÓRICO As falácias formais mais importantes.
  • 2. As falácias formais mais importantes As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano Termo médio não distribuído O termo médio não é universal em nenhuma das premissas. Ilícita maior O termo maior tem mais extensão na conclusão do que na premissa. Ilícita menor O termo menor tem mais extensão na conclusão do que na premissa.
  • 3. As falácias formais mais importantes Pré – requisito para detetar falácias nos silogismos categóricos Determinar a extensão dos termos das proposições e em especial a extensão do predicado. Universal quando Particular quando a proposição é afirmativa a proposição é negativa As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 4. As falácias formais mais importantes Considere o seguinte silogismo: Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. Que falácia comete este silogismo? As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 5. As falácias formais mais importantes Comete a falácia da ilícita maior? Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. Identifique o termo maior. É “filósofos” É universal na premissa e particular na conclusão. Logo, não tem mais extensão na conclusão do que na premissa. Não há falácia da ilícita maior. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 6. As falácias formais mais importantes O termo maior passou no teste Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 7. As falácias formais mais importantes Comete a falácia da ilícita menor? Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. Identifique o termo menor. É “cientistas” É particular na premissa e particular na conclusão. Logo, não tem mais extensão na conclusão do que na premissa. Não há falácia da ilícita menor. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 8. As falácias formais mais importantes O termo menor passou no teste Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas Logo, alguns cientistas são filósofos. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 9. As falácias formais mais importantes Comete a falácia do termo médio não distribuído. Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. Identifique o termo médio. É “pessoas com espírito crítico” É particular nas premissas. Mas tem de ser universal pelo menos em uma. Este silogismo é inválido ou falacioso. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 10. As falácias formais mais importantes O termo médio não passou no teste. Todos os filósofos são pessoas com espírito crítico. Algumas pessoas com espírito crítico são cientistas. Logo, alguns cientistas são filósofos. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 11. As falácias formais mais importantes Notas finais 1 Dizer que um termo está distribuído é dizer que tem extensão universal, que está tomado em toda a sua extensão. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 12. As falácias formais mais importantes Notas finais 2 Termo médio O termo médio pode ser universal nas duas premissas. O que não pode é ser particular nas duas. Tem de ser universal – estar distribuído – pelo menos numa delas. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 13. As falácias formais mais importantes Notas finais 3 Termo maior O termo maior pode ser universal na premissa e na conclusão. Pode ser também particular na premissa e particular na conclusão. Pode ser igualmente universal na premissa e particular na conclusão. O que não pode é ser particular na premissa e universal na conclusão. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano
  • 14. As falácias formais mais importantes Notas finais 4 Termo menor O termo menor pode ser universal na premissa e na conclusão. Pode ser também particular na premissa e particular na conclusão. Pode ser igualmente universal na premissa e particular na conclusão. O que não pode é ser particular na premissa e universal na conclusão. As falácias formais mais importantes. FILOSOFIA 11.ºano