SlideShare uma empresa Scribd logo
André Luiz – Livros – Série: A vida no Mundo Espiritual
Conjunto de livros
psicografados pelo médium
brasileiro Francisco Cândido
Xavier (Chico avier) e
também por Waldo Vieira.
O espírito André Luiz
descreve a realidade do
mundo espiritual próximo
da Terra.
Esta Série é denominada de
"A vida no mundo espiritual"
3
• A Vida no Plano Espiritual - Clarêncio
1º - 1944 – NOSSO LAR
• As Falências Mediúnicas - Aniceto
2º - 1944 – OS MENSAGEIROS
• A Reencarnação/O Processo Reencarnatório - Alexandre
3º - 1945 – MISSIONÁRIOS DA LUZ
• A Desencarnação – Jerônimo/ Zenóbia
4º - 1946 – OBREIROS DA VIDA ETERNA
• A Mente/ Distúrbios Mentais - Calderaro
5º - 1947 – NO MUNDO MAIOR
• A obsessão/Vampirismo/Ovoides/Licantropia - Gúbio
6º - 1949 – LIBERTAÇÃO
• As Patologias do corpo espiritual - Clarêncio
7º - 1954 – ENTRE A TERRA E O CÉU
• A Mediunidade - Aulus
8º - 1954 – NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE
• A Lei de Causa e Efeito - Druso
9º - 1957 – AÇÃO E REAÇÃO
• As Relações Ciência/Doutrina Espírita/Medicina
10º - 1958 – EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS
• As Relações Ciência/Doutrina Espírita/Mediunidade
11º - 1959 – MECANISMOS DA MEDIUNIDADE
• O Sexo desequilibrado - Felix
12º - 1963 – SEXO E DESTINO
• A Imortalidade/Pós-desencarne – Claudio/Plotino
13º - 1968 – E A VIDA CONTINUA
André Luiz – Livros – Série: A vida no Mundo Espiritual
1947/Agenda Cristã
1964/Desobsessão
1960/Conduta Espírita
ANDRÉ LUIZ – A OBRA - IMPORTÂNCIA
O MUNDO ESPIRITUAL
(...) Podemos dividir os períodos que dizem respeito ao desdobramento das
revelações espíritas a respeito do mundo transcendente EM ANTES E DEPOIS DE
ANDRÉ LUIZ.
A DOUTRINA ESPÍRITA E OS LIVROS DE ANDRÉ LUIZ
(...) Fiel aos ensinamentos ditados pelos Espíritos superiores e insertos nas obras
básicas da Doutrina Espírita, AMPLIOU-OS, DETALHOU-OS.
A LEI DE CAUSA E EFEITO/O Plantar e o Colher
(...) Estudando com profundidade os MECANISMOS DAS LEIS DE CAUSA E EFEITO,
confirmou as informações contidas na Codificação do Espiritismo.
(...) Estudar a fantástica obra do mensageiro espiritual É DEVER DE
TODO AQUELE QUE DESEJA COMPREENDER A VIDA e os fenômenos em
torno da morte, assim como da sobrevivência do Espírito à disjunção
cadavérica.
Manoel Philomeno de Miranda – A Vida no Mundo Espiritual - Prefácio
LIVROS QUE ESTUDAM A SÉRIE ANDRÉ LUIZ
LIVRO SEXO E DESTINO – 60 anos
LIVRO
• Sexo e Destino
AUTOR
• André Luiz
MÉDIUM
• Chico Xavier
TEMA
• Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e
compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnação
constituem os temas deste livro.
1985 2019
1943
1993
1910
2002
∑ = 37
∑ ≥ 400
1963
• André Luiz
Autor
• Francisco Cândido Xavier
Médium
• FEB/1963
Editora/
Ano
• “Romance” Mediúnico
Gênero
Conteúdo
• O livro é dividido em duas
partes, cada qual com 14
capítulos. A 1ª parte foi
psicografada pelo médium Waldo
Vieira; a 2ª parte, pelo médium
Francisco Cândido Xavier.
Estrutura
“Sexo e
Destino” é um
empolgante
romance, ou antes
uma série de
romances,
denunciando
crimes hediondos
que são hoje
cometidos por toda
a parte, como o
foram no passado.
Lino Teles - Revista
Reformador – 1963 –
Novembro – Pag. 249
SEXO e DESTINO – O Livro - Sinopse
• Analisa o relacionamento sexual
humano, com as implicações na vida
do Espírito imortal e nas condições
de suas experiências futuras.
NASCIMENTO
ESPÍRITA
PSICOGRAFIA
DESENCARNE
1910
1927
(17)
1931
(21)
Chico Xavier
2/Abril/1910 – Pedro Leopoldo
Francisco de Paula Cândido (1966)
9 irmãos/ órfã de mãe – 5 anos – madrasta – 7 anos
Curso primário – 14 anos - escriturário
Madrasta morre / irmã obsessão
Comunicação da Mãe(Maio/1927)
Centro Luiz Gonzaga(Junho/1927)
1º Psicografia – julho/1927
1931 -Emmanuel (Manoel da Nobrega)
1932 - 1º Livro – Parnaso de Além Túmulo
1937 - Caso Humberto de Campos
1943 - Nosso Lar – André Luiz
1955/1966 – Waldo Vieira
1959 – Uberaba – CEC/Casa da Prece
1971 – Pinga Fogo – TV Tupi
≥ 450 livros/ ≥ 10.000 cartas
≥ 500 escritores e poetas
≥ 50.000.000 livros vendidos
2002
(92)
SEXO e DESTINO – Médium – Chico Xavier
NASCIMENTO
ESPÍRITA
DESENCARNE
1932
1941
(09)
1966
(34)
Waldo Vieira
1932 - 12/Abril/1932 – Monte Carmelo/MG
1955 – Forma-se em Medicina
02/Julho/2015 –
Foz do Iguaçu/PR (AVC)
2015
(83)
SEXO e DESTINO – Médium – Waldo Vieira
CONSCIENCIOLOGIA
1941 – 1º Desdobramento mediúnico
1955 – Conhece Chico Xavier
1956/1966 – Parceria mediúnica c/ Chico Xavier
1966 – Muda p/Rio de Janeiro
1967 - Pesquisas de Desdobramentos
1981 – Livro: Projeções
1986 – Livro: Projeciologia
1988 – Funda: Inst. Projeciologia
Médium – Chico Xavier - Fases de Trabalho
- 1932 / 1943
- 1943 / 1971
- 1971 / 2002
Nunca se escusou a ajudar, mas
nunca deu trabalho a ninguém.
Seus silêncios homéricos
falaram mais alto do que as
discussões perturbadoras e os
debates insensatos que acontecia à
sua volta e longe dele, sobre a
Doutrina que esposava e os seus
sublimes ensinamentos.
Tornou-se a maior antena
parapsíquica do seu tempo, assim
como penetrar em mentes e
corações para melhor ajudá-los,
tanto quanto tornando-se maleável
aos Espíritos que o utilizaram por
quase setenta e cinco anos de
devotamento e de renúncia na
mediunidade luminosa.
Joanna de Ângelis – Centro Espírita
Caminho da Redenção – 02/Julho/2002
131
Livros
26
Livros
16
Livros
17
Livros
9
Livros
5
Livros
194
Livros
9
Livros
Médium – Chico Xavier - Livros Psicografados x Autores
∑ ≥ 450
Livros
∑ ≥ 50 milhões de exemplares
Psicografou cerca
de dez mil cartas
Diversos
Espíritos
N° Título Editora Autor Espiritual Ano
1 Parnaso de Além-Túmulo FEB Espíritos diversos 1932
2 Cartas de uma morta LAKE Maria João de Deus 1935
3 Palavras do infinito LAKE Espíritos diversos 1936
4 Crônicas de além-túmulo FEB Humberto de Campos 1937
5 Emmanuel FEB Emmanuel 1938
6 Brasil, coração do mundo,
pátria do Evangelho
FEB Humberto de Campos 1938
7 Lira imortal LAKE Espíritos diversos 1939
8 A caminho da luz FEB Emmanuel 1939
9 Novas mensagens FEB Humberto de Campos 1940
- ---------------------------------------------
69 O Espírito da Verdade FEB Espíritos diversos 1962
70 Justiça divina FEB Emmanuel 1962
71 Cartilha do bem FEB Meimei 1962
72 Relicário de luz FEB Espíritos diversos 1962
73 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962
74 Antologia dos imortais FEB Espíritos diversos 1963
75 Ideal espírita CEC Espíritos diversos 1963
76 Leis de amor FEESP Emmanuel 1963
77 Opinião espírita CEC Emmanuel / André Luiz 1963
78 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963
1932  1963
78 Livros
 Amor incomensurável a Doutrina.
 Gratidão infinita ao Cristo.
O Médium – Chico Xavier - Diretos Autorais x Editoras
FEB – Federação
Espírita Brasileira
IDE – Instituto de
Difusão Espírita
GEEM – Grupo
Espírita Emmanuel
CEC – Comunhão
Espírita Cristã
IDEAL – Instituto de
Divulgação A. Luiz
CEU – Centro Espírita
União
102
67
88
14
63
64
EDITORAS PRINCIPAIS
O Universo é meu Caminho.
A Eternidade é meu Reino.
A Imortalidade é minha Vida.
A Mente é meu Lar.
O Coração é meu Templo.
A Verdade é meu Culto.
O Amor é minha Lei.
A Consciência é meu Guia.
A Paz é meu Abrigo.
A Experiência é minha Escola.
O Obstáculo é minha Lição.
A Dificuldade é meu Estímulo.
A Alegria é meu Cântico.
A Dor é meu Aviso.
A Luz é minha Realização.
O Trabalho é minha Bênção.
O Amigo é meu Companheiro.
O Adversário é meu Instrutor.
O Próximo é meu Irmão.
A Luta é minha Oportunidade.
O Passado é minha Advertência.
O Presente é minha Realidade.
O Futuro é minha Promessa.
O Equilíbrio é minha Atitude.
A Beleza é meu Ideal.
A Perfeição é meu Destino.
O Espírito – Aulas da Vida – Cap. 32 – Vozes do Espírito
Mensagem
psicografada por
Chico Xavier (1981),
em reunião íntima de
preces, Belo
Horizonte, MG. O
mensageiro que a
escreveu e que se
apresentou num
ambiente de grande
elevação não se
identificou, assinando
o comunicado apenas
com as palavras “O
Espírito”
O Médium – Chico Xavier - Marco de Trabalho
SEXO e DESTINO – Médium – Chico Xavier + Waldo Vieira
PARCERIA
Da parceria entre Chico Xavier
com Waldo Vieira 16 obras foram
psicografadas.
Entre elas:
André Luiz Hilário Silva Casimiro
Livros – Chico Xavier + Waldo Viera
N° Título Editora Autor Espiritual Ano
1 Evolução em Dois Mundos FEB André Luiz 1958
2 Mecanismos da Mediunidade FEB André Luiz 1959
3 A Vida Escreve FEB Hilário Silva 1960
4 Almas em Desfile FEB Hilário Silva 1960
5 Juca Lambisca FEB Casimiro Cunha 1961
6 O Espírito da Verdade FEB Espíritos Diversos 1961
7 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962
8 Antologia dos Imortais FEB Espíritos Diversos 1962
9 Leis de Amor FEESP Emmanuel 1963
10 Opinião Espírita FEB Emmanuel / André Luiz 1963
11 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963
12 Desobsessão FEB André Luiz 1964
13 Trovadores do Além FEB Espíritos Diversos 1964
14 Estude e Viva FEB Emmanuel / André Luiz 1965
15 O Espírito de Cornélio Pires FEB Cornélio Pires 1965
Waldo Vieira / Chico Xavier
Década 1965
Waldo Vieira / Chico Xavier
Década 1995
Livros – Waldo Viera
Waldo Vieira
Década 1965
Waldo Vieira
Década 1995
Nº Título Editora Autor(es) Ano*
1 Evolução em Dois Mundos (1) FEB André Luiz 1958
2 Mecanismos da Mediunidade (1) FEB André Luiz 1959
3 A Vida Escreve (1) FEB Hilário Silva 1960
4 Almas em Desfile (1) FEB Hilário Silva 1960
5 Conduta Espírita FEB André Luiz 1960
6 Juca Lambisca (1) FEB Casimiro Cunha 1961
7 O Espírito da Verdade (1) FEB Espíritos Diversos 1961
8 Timbolão (1) FEB Casimiro Cunha 1962
9 Antologia dos Imortais (1) FEB Espíritos Diversos 1962
10 Bem-Aventurados os Simples FEB Valérium 1962
11 De Coração Para Coração FEB Maria Celeste 1962
12 Leis de Amor (1) FEESP Emmanuel 1963
13 Opinião Espírita (1) FEB Emmanuel / André Luiz 1963
14 Sexo e Destino (1) FEB André Luiz 1963
15 Desobsessão (1) FEB André Luiz 1964
16 Trovadores do Além (1) FEB Espíritos Diversos 1964
17 Sol nas Almas CEC André Luiz 1964
18 Estude e Viva (1) FEB Emmanuel / André Luiz 1965
19 O Espírito de Cornélio Pires (1) FEB Cornélio Pires 1965
20 Entre Irmãos de Outras Terras (1) FEB Espíritos Diversos 1965
21 Cristo Espera por Ti IDE Honoré de Balzac 1965
22 Seareiros de Volta FEB Espíritos Diversos 1966
23 Sonetos de Vida e de Luz IDE Espíritos Diversos 1966
24 Técnicas de Viver CEC Kelvin Van Dine 1967
25 Projeções da Consciência EDITARES Waldo Vieira 1981
ANDRÉ LUIZ : AUTOR
CARLOS CHAGAS ??
 Médico sanitarista
 Membro da
Academia nacional
de Medicina
 1879(RJ)/1934(RJ)
ANTÔNIO ESPOSEL ??
 Médico neurologista
 Membro da
Academia nacional
de Medicina
 1888(RJ)/1931(RJ)
1964 – Anuário Espírita
Waldo Vieira/Joaquim Alves
André Luiz
Irmão de Chico Xavier, de quem foi
tirado o nome
Chico Xavier
ANDRÉ LUIZ : AUTOR
Uma existência é um ato.
Um corpo - uma veste.
Um século - um dia.
Um serviço - uma experiência.
Um triunfo - uma aquisição.
Uma morte - um sopro renovador.
Quantas existências, quantos
corpos, quantos séculos, quantos
serviços, quantos triunfos,
quantas mortes necessitamos
ainda?
André Luiz (Nosso Lar – Prefácio)
20
André Luiz – outros Livros
Agenda Cristã-
1947
Conduta
Espírita - 1960
Desobsessão –
1964
Sol nas Almas -
1964
Sinal Verde –
1971
Respostas da
Vida – 1975
Apostilas da
Vida - 1986
Endereços da
Paz - 1990
21
André Luiz – outros Livros c/ Emmanuel
Estude e Viva -
1965
Busca e Acharás
- 1976
Ação e Caminho
- 1987
A Verdade
Responde – 1990
Tempo e Nós –
1993
Opinião Espírita-
1963
22
André Luiz– outros Livros c/ Diversos Espíritos
O Espírito da
Verdade - 1961
Na Era do Espírito
– 1973
Entre Irmãos de
Outras Terras - 1965
Mãos Marcadas -
1972
Doutrina e Aplicação
– 1989
Anuário Espírita –
1992
Diálogo dos Vivos -
1974
Astronautas do
Além - 1972
SEXO e DESTINO – O Livro – Síntese
 60 anos – 78º livro – 11º livro em parceria
 Instituição “Almas Irmãs”
 Cenas de Assédio Moral e Sexual
 Quadros de Simbiose Espiritual Obsessiva
 Situações de Falência Conjugal - Processos
de Desvinculação Espiritual/Emotiva/Afetiva
Sexo e destino,
amor e consciência,
liberdade e compromisso,
culpa e resgate,
lar e reencarnação constituem os
temas deste livro, nascido na
forja da realidade cotidiana.
André Luiz
ANDRÉ LUIZ (Sexo e Destino – Introdução)
SEXO e DESTINO – O Livro – Síntese
SEXO e DESTINO – O Livro – Personagens Principais
No livro encontramos um
libidinoso inconsciente (Cláudio
Nogueira) que desrespeita uma
inocente criada (Aracélia), moça
delicada e virtuosa, e logo a
abandona, em busca de outras
aventuras. Não pensa mais nela nem
lhe conhece a via sacra. A infeliz tem
uma filha (Marita) e morre de
desgosto.
Essa menina se torna filha
adotiva (Marita) dos patrões
(Claudio/Marcia), sem que ele saiba
que ela é sua própria filha.
Mais tarde ele se apaixona pela
filha adotiva e a violenta brutalmente.
Sua esposa possuía completa
documentação para lhe demonstrar
que a infeliz jovem era filha dele
Lino Teles – Revista Reformador
– 1963 – Novembro
Marina expulsou a sogra
Por causa de uma tigela;
A pobre morreu na chuva
Mas agora é filha dela.
Por que Joaquim tanto apóia
A filha que não o releva?!...
Ela é a mulher que ele mesmo
Um dia, atirou na treva...
Rita matou o velho tio
Com pancada no monjolo,
Hoje ele é o neto que Rita
Acaricia no colo.
Tio  Neto
Esposa  Filha
Sogra  Filha
Que ódio entre filho e mãe!...
Que havia entre Juca e Sara?
Ela fora, noutro tempo,
A esposa que o renegara.
Esposo  Filho
Esposo  Filha
Nhô tico matou o genro,
Achou que se fosse embora,
Mas o genro nasceu dele
É o caçula que ele adora.
Genro  Filho
Aceita com paciência
Crise, golpe, provação...
O sofrimento é remédio,
Bendita a reencarnação.
Cornélio Pires
 1884/1958
Coisas
deste
Mundo
–
Cap.
1/2/3
Por ódio trocado, Antônia
Matou Lino do lagarto...
Hoje, elas são mãe e filha
Doentes no mesmo quarto.
A REENCARNAÇÃO e o GRUPO FAMILIAR
Vida e Sexo – Vidas em Desalinho
CLAUDIO
MARITA
NEMÉSIO
Pai
GILBERTO
MARINA
MARCIA
ARACÉLIA
BEATRIZ
Filha
adotiva
Apaixona-se
FÉLIX
Mentor
FÉLIX
Filho
Vida e Sexo – Vidas em Desalinho – o presente
 No livro “Sexo e destino”, há uma trama que envolve alguns integrantes de uma
mesma família e de alguns integrantes de outras famílias, e tem como protagonista
principal a jovem Marita.
 A sua mãe de criação, Márcia, não lhe dá o mesmo cuidado e atenção que recebe sua
irmã Marina.
 Marita é uma jovem modesta e simples, que noivara com Gilberto, mas sua irmã
Marina, por leviandade e orgulho, o conquistou, deixando-a em grande sofrimento
emocional e por isso Marita pensa em suicidar-se.
 Cláudio elabora um plano e se encontra no escuro com Marita para abusar dela.
 Marita, ao perceber que foi abusada pelo próprio padrasto, fica descontrolada e tenta
comprar veneno numa farmácia para suicidar-se.
 O farmacêutico é influenciado pelo instrutor Félix para fornecer calmante no lugar do
veneno e Marita ao toma-lo entra num torpor e é atropelada na Av. Atlântica do Rio de
Janeiro, e levada, em estado de coma, a um hospital.
 Cláudio toma conhecimento que Marita é sua própria filha com uma das empregadas e
com remorso procura dar toda a assistência a ela no hospital, onde lhe perde perdão.
 Marita recebe, então, uma moratória em torno de 15 a 20 dias para que possa perdoar
o seu pai Cláudio e os outros que lhe fizeram sofrer.
 Num processo de resgate, Marita renasce como filha de Marina e Gilberto.
Vida e Sexo – Vidas em Desalinho – o passado
 Beatriz é submetida a uma regressão de memória e narra que nascera no Rio de
Janeiro em 1792, e se chamava Leonor da Fonseca Teles (Beatriz Neves Torres), nome
que recebeu do seu segundo marido.
 Em 1910, casou-se novamente com o português Domingos de Aguiar e Silva, que estava
no Brasil a serviço.
 Com Domingos, teve um filho, que se chamava Álvaro (instrutor Félix), em 1912.
 Domingos morreu prematuramente em serviço.
 Viúva aos 22 anos, casou-se com o ourives Justiniano da Fonseca Teles (Nemésio
Torres).
 Álvaro, com 15 anos de idade, conhece Brites (Márcia Nogueira), casada com Teodoro
Castanheira (Cláudio Nogueira), num sarau.
 Foi aí que começou o drama: Álvaro e Brites tornaram-se amantes.
 Teodoro Castanheira, quando percebeu que estava sendo traído, tornou-se amante de
Naninha (Marita Nogueira).
 Álvaro, querendo se livrar da amante Brites, mas com medo que ela cometesse
suicídio, forçou um romance dela com seu padrasto Justiniano para flagrá-los e poder
partir livre para Portugal, como amante traído.
 Posteriormente, Naninha uniu-se a outro homem e aí se iniciam outros acontecimentos
que geraram o drama narrado nesse livro por André Luiz.
Vida e Sexo–Vidas em Desalinho e a Espiritualidade
 Irmão Félix é um espírito evoluído e na obra “Sexo e destino” é o
instrutor principal.
 Diretor do instituto espiritual “Almas Irmãs”, em Nosso Lar.
 Tem longa experiência médica.
 No século XIX foi a encarnação de Álvaro de Aguiar e Silva. Filho
do casal Leonor Domingos.
 Apaixonou-se pela senhora Brites e foram amantes.
 Nessa obra, Brites é a encarnação de Márcia, esposa de Cláudio
Nogueira.
 Assim fica fácil compreender porque Félix é o protetor familiar do
lar de Cláudio Nogueira.
Há mais enfermos no mundo do que se supõe que existam. Isto porque, no reduto familiar raramente
fecundam a conversação edificante, o entendimento fraterno, a tolerância geral, o amor
desinteressado...
Joanna de Angelis – SOS Família – Cap. 11: Cristo em Casa
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
1 - O Ambiente Familiar e o Parente Desencarnado – influências negativas
2 - A Mediunidade no leito de Morte – o que significa tal situação
3 - A Anamnese Espiritual/Psicológica – O passado e o presente em análise
4 - O Ambiente Familiar e o Vampirismo Espiritual –a obsessão por simbiose
5 - A Adoção / a Orfandade – o passado refletindo no presente
6 - O Velório – o que fazer e o que não fazer
7 - A Família e o Doente Terminal – como lidar
8 - A Ficha Espiritual – os registros reencarnatórios
9 - A Falência Conjugal – Causas e Consequências
10 - A Influenciação Espiritual Negativa - A Responsabilidade Pessoal
11 - O Envolvimento Amoroso/Sexual Negativo - Consequências Cármicas
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O Ambiente Familiar e o Parente Desencarnado – influências negativas
(...) Imagine! Na carne, o medo é comum, à frente dos desencarnados e, em
meu caso, FUI EU QUEM SE AFASTOU DO AMBIENTE DOMÉSTICO, sob
sensações de insopitável horror... (1º Parte - Cap. 1)
(...) Tinha visto, apavorado, em outro tempo, aqueles que se animalizavam,
depois da morte, nos lares que lhes haviam sido reduto à felicidade, a se
PRECIPITAREM, VIOLENTOS, SOBRE OS ENTES AMADOS QUE LHES
DESERTAVAM DA AFEIÇÃO...(1º Parte - Cap. 3)
(...) Arrojara-se o companheiro ao clima da dignidade ofendida, dando a
impressão de que a FAMÍLIA ENCARNADA AINDA LHE PERTENCIA. (...) Ouvia-
lhe, condoído, os apontamentos, a refletir, de minha parte, quanto à
dificuldade com que somos todos nós defrontados para dissipar a ilusão da
posse sobre os outros. (1º Parte - Cap. 4)
(...) Antigamente — tartamudeou ele, desesperado — acreditava que o inferno,
depois da morte, fosse pular em vão num cárcere de fogo; HOJE APRENDO
QUE O INFERNO É VOLTAR À TERRA E ESTAR COM OS PARENTES QUE JÁ
DEIXAMOS... Isso é a purgação de nossos pecados!... (1º Parte - Cap. 5)
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A Mediunidade no leito de Morte – o que significa tal situação
(...) Dona Beatriz experimentava dores agudas e o companheiro mostrou o
propósito de aliviá-la, através do passe confortativo, enquanto a senhora se via
aparentemente a sós. Em grande prostração física, revelava profunda
sensibilidade mediúnica.
André Luiz – Sexo e Destino - 1º Parte - Cap. 2
Acontece, no entanto, que, em se libertando gradualmente do vaso físico, nossa
irmã transfere o campo emotivo, do Círculo da carne para a Esfera do Espírito,
passando compulsoriamente a sofrer o influxo pernicioso da entidade que ela própria
trouxe para junto de si, usando a vontade e o pensamento.
Na posição em que se colocam, são ambos, assim, por força das circunstâncias,
duas mentes sintonizadas na mesma faixa de impressões, porque, enfraquecida qual se
encontra, a enferma se submete facilmente ao domínio do rapaz, cujo pavor e cujo
desequilíbrio se lhe transfundem na alma submissa e afetuosa.
Analisando o fenômeno, perguntei se a associação sob nossa vista poderia ser
comparada à incorporação mediúnica, qual a conhecemos.
André Luiz - Nos Domínios da Mediunidade - Cap. 21 - Mediunidade no leito de
morte
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A Anamnese Espiritual/Psicológica – O passado e o presente em análise
(...) Aproximei-me reverentemente da jovem, no propósito de sondá-la em
silêncio e colher-lhe as vibrações mais intimas;
Estranhas formas-pensamentos, retratando-lhe os hábitos e anseios;
Quadros vivos de esfuziante agitação ressumavam-lhe na cabeça...;
Exibia telas mentais complexas, a lhe relampaguearem na aura imprecisa.
A Medicina terrestre, no futuro, para atender com eficácia, ao doente,
examinar-lhe-á, com minúcias, a feição espiritual de todas as peças
humanas que lhe articulam a equipe. (1º Parte - Cap.2)
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O Ambiente Familiar e o Vampirismo Espiritual –a obsessão por simbiose
(...) Diante de nós, AMBOS OS DESENCARNADOS INFELIZES, que surpreendêramos à
entrada, surgiram de repente, abordaram Cláudio e agiram sem-cerimônia.
Um deles tateou-lhe um dos ombros e gritou, insolente: — Beber, meu caro, quero beber!
O assessor inconveniente repetiu a solicitação, algumas vezes, NA ATITUDE DO
HIPNOTIZADOR QUE INSUFLA O PRÓPRIO DESEJO, REASSEVERANDO UMA ORDEM.
O resultado não se fez demorar.
Vimos o paciente desviar-se do artigo político em que se entranhava.
Ele próprio não explicaria o súbito desinteresse de que se notava acometido pelo
editorial que lhe apresara a atenção.
Beber! Beber!...
CLÁUDIO ABRIGOU A SUGESTÃO, convicto de que se inclinava para um trago de uísque
exclusivamente por si. (1º Parte - Cap.6)
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A Adoção / a Orfandade – o passado refletindo no presente
(...) A revelação INESPERADA FERIRA-LHE O ESPÍRITO, à maneira de pedra contundente.
Esvaecera-se-lhe, de improviso, a alegria infantil.
Sentira-se criatura humana adulta, amadurecida e sofredora, de um momento para
outro.
Não era filha da casa.
ERA ÓRFÃ, ADOTADA PELOS CORAÇÕES QUERIDOS, aos quais amava tanto, julgando
pertencer-lhes.
(...) A partir da revelação que não mais se lhe desencravou do cérebro, CONJETURAVA-
SE DIMINUÍDA, LESADA, DEPENDENTE.
Semelhante suplício moral, que ADQUIRIRA AOS ONZE DE IDADE, atenuava-se tão
somente pela dedicação incessante do pai adotivo que se lhe confirmava mais terno, à
medida que Dona Márcia e a filha se lhe afastavam da comunhão espiritual. (1º Parte -
Cap.7)
Não há porque aguardar que cresçam. Os filhos adotivos convivem muito bem com a revelação que lhes
é feita, se feita com atenção e com ingredientes de carinho, sem a intenção de magoar, de ferir.
Alegar-se-á a desencarnação dos verdadeiros pais ou a impossibilidade deles para criá-los, por
insuperáveis dificuldades. Deixem-nos sentir que são amados, respeitados como filhos realmente, e nenhum
problema advirá além das marcas com que a provação já os assinalou.
Raul Teixeira - Jornal Mundo Espírita de agosto de 1986
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O Velório – o que fazer e o que não fazer
Transcorrido algum tempo sobre o velório em si, vagabundos desencarnados nele tiveram
acesso livre.
O nível dos pensamentos descambou para a conversação libertina.
Nem mesmo a dignidade que a morte infundia ao recinto foi acatada.
Relatos jocosos irromperam, suplementados pela chacota dos próprios anedotistas.
Um dos presentes comentou, entusiasta, os espetáculos debochados de que fora
testemunha, em recente viagem ao estrangeiro, suscitando o interesse de
vampirizadores que ouviam as narrações, seduzidos pela tentação de repeti-los, na
versão deles próprios. (2º parte - Cap. 5 )
Se fosse possível receber maior cooperação dos amigos encarnados, ser-lhe-ia mais
fácil o restabelecimento integral, nesta fase pós-desencarne. No entanto, cada vez que
os parentes se debruçam, em pranto, sobre os despojos, Dimas-Espírito é chamado ao
cadáver, com prejuízo para a restauração mais rápida.
Nossos amigos da esfera carnal são ainda muito ignorantes para o trato com a morte.
Quando do velório, ao invés de trazerem pensamentos amigos e reconfortadores,
preces de auxilio e vibrações fraternais, atiram aos recém-desencarnados as pedras e
os espinhos que deixaram nas estradas percorridas.
André Luiz - Obreiros da Vida Eterna – Cap. 13
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A Família e o Doente Terminal – como lidar
Felizes da Terra! Quando passardes ao pé dos leitos de quantos atravessam prolongada
agonia, AFASTAI DO PENSAMENTO A IDÉIA DE LHES ACELERARDES A MORTE!...
Ladeando esses corpos amarrotados e por trás dessas bocas mudas, BENFEITORES DO
PLANO ESPIRITUAL ARTICULAM PROVIDÊNCIAS, EXECUTAM ENCARGOS NOBILITANTES,
pronunciam orações ou estendem braços amigos!
Ignorais, por agora, o VALOR DE ALGUNS MINUTOS DE RECONSIDERAÇÃO para o viajor
que aspira a examinar os caminhos percorridos, antes do regresso ao aconchego do lar.
(2º parte - Cap. 8)
Jerônimo poderia aplicar–lhe recursos extremos, mas absteve–se. Inquirido por mim
acerca de seus infindos cuidados, explicou, calmo – Ninguém corte, onde possa desatar.
(...) Sem qualquer conhecimento das dificuldades espirituais, o médico ministrou a
chamada injeção “compassiva”, ante o gesto de profunda desaprovação do meu
orientador. Em poucos instantes, o moribundo calou–se. Cavalcante, para o espectador
comum, estava morto. Não para nós, entretanto. A personalidade desencarnante
estava presa ao corpo inerte, em plena inconsciência e incapaz de qualquer reação.
A carga fulminante da medicação de “descanso”, por atuar diretamente em todo o
sistema nervoso, atinge também os centros do organismo perispiritual.
André Luiz – Obreiros da Vida Eterna – Cap. 18
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A Ficha Espiritual – os registros reencarnatórios
Cada individualidade reencarnada com vínculos no “Almas Irmãs”, ali se encontra
convenientemente fichada, com todo o HISTÓRICO DO QUE ESTÁ REALIZANDO NA
REENCARNAÇÃO OBTIDA, no qual se lhes vê o balanço dos créditos conquistados e dos
débitos contraídos, balanço esse que é examinável a qualquer momento, para efeito de
auxílio maior ou menor aos interessados, segundo a lealdade que demonstrem na
desincumbência das obrigações a que se empenharam e conforme o esforço espontâneo
que revelem na construção do bem geral. ( 2º Parte - Cap. 9)
Segundo Aulus, uma FICHA PSICOSCÓPICA é capaz de determinar a natureza de
nossos pensamentos e, por meio de semelhante auscultação, permite aos Benfeitores
ajuizar dos nossos méritos ou das nossas necessidades.
André Luiz - Nos Domínios da Mediunidade – Cap. 3
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A FALÊNCIA CONJUGAL
A Vida é a arte do RE-ENCONTRO, muito embora haja tanto desencontro pela
vida.
O Passado Espiritual
Os Tipos de
Casamento
Sinais de Alarme
O Nó e o Laço
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A FALÊNCIA CONJUGAL
Nos primeiros tempos do consórcio, emergira entre ambos a muralha da discórdia,
da discórdia que lhes emanava do âmago, em ondas torvelinhantes de aversão
instintiva, cuja existência não haviam sequer pressentido, de leve, antes do casamento.
De começo, rixas e discussões.
Depois, a indiferença, o cansaço total um do outro. Aventuras unilaterais. Cada qual
em seu caminho.
Em casa, habitualmente reuniam-se à mesa, a esposa, Marina e ele, à feição de três
animais inteligentes, dissimulando o desprezo recíproco, através da convenção ou do
chiste.
Instalados na sala de visita, os cônjuges entrefitaram-se de estranha maneira.
Adversários declarados, em tréguas cordiais. Nos dois, porém, flutuava a
desconfiança recíproca. Duas bocas que se entendiam, duas cabeças que discordavam
uma da outra.
Cada frase vinha pré-fabricada na garganta, dissimulando o pensamento.
André Luiz - Sexo e Destino - (1º Parte – Cap. 8)
A Vida é a arte do RE-ENCONTRO, muito embora haja tanto desencontro pela vida.
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – o Passado
Muitos homens e mulheres exigem, por tempo vasto, flores celestes sobre espinhos terrenos, RECLAMANDO DOS
OUTROS ATITUDES E DIRETRIZES QUE ELES SÃO, POR ENQUANTO, INCAPAZES DE ADOTAR, e o
matrimônio se lhes converte em instituição detestável.
Emmanuel – Vinha de Luz – Cap. 137
Habitualmente, renascem juntos, sob os elos da consanguinidade, aqueles que ainda não
acertaram as rodas do entendimento, no carro da evolução, a fim de trabalharem com o
abençoado buril da dificuldade sobre as arestas que lhes impedem a harmonia.
Humberto de Campos – Cartas e Crônicas – Cap. 32 – No Reino
Frustrações, conflitos, vinculações extremadas e aversões congênitas de hoje são frutos
dos desequilíbrios afetivos de ontem a nos pedirem trabalho e restauração.
Emmanuel – Na Era do Espírito – Cap. 27
Habitualmente, o homem recebe a mulher, como a deixou e no ponto em que a deixou no
passado próximo, isto é, nas estâncias do tempo que se foi para o continuísmo da obra de resgate
ou de elevação no tempo de agora, sucedendo o mesmo referentemente à mulher.
Emmanuel –Vida e Sexo – Cap. 12
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL - Os Tipos de Casamento
 ACIDENTAIS: Encontro de almas inferiorizadas, por efeito de atração
momentânea, sem qualquer ascendente espiritual.
 PROVACIONAIS: Reencontro de almas, para reajustes necessários à
evolução de ambos.
 SACRIFICIAIS: Reencontro de alma Iluminada com alma
Inferiorizada, com o objetivo de redimi-la.
 AFINS: Reencontro de corações amigos, para consolidação de afetos.
 TRANSCENDENTES: Almas engrandecidas no Bem e que se buscam
para realizações imortais.
Martins Peralva - Estudando a Mediunidade - Cap. 18 - Tipos de casamentos
Há inúmeros casamentos de expiação, muitos de provas, outros tantos de corrigenda, muitos de fraternidade ou
socorro mútuo, alguns de simpatia para tarefas em comum, e raríssimos de verdadeiro amor, onde a reciprocidade
e a sintonia perfeita sejam os característicos fundamentais da ligação.
Arthur Joviano (Neio Lúcio) - Colheita do Bem – Cap. 11
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – Sinais de Alarme
Há alguns SINAIS DE ALARME que podem informar a situação de dificuldade antes
de agravar a união conjugal:
− SILÊNCIOS INJUSTIFICÁVEIS quando os esposos estão juntos;
− TÉDIO INEXPLICÁVEL ante a presença do companheiro ou da companheira;
− IRA DISFARÇADA quando o consorte ou a consorte emite uma opinião;
− SATURAÇÃO DOS TEMAS HABITUAIS, versados em casa, fugindo para intérminas
leituras de jornais ou inacabáveis novelas de televisão;
− IRRITABILIDADE CONTUMAZ sempre que se avizinha do lar;
− DESINTERESSE pelos problemas do outro;
− FALTA DE INTERCÂMBIO de opiniões.
− ATRITOS CONTÍNUOS que ateiam fagulhas de irascibilidade, capazes de provocar
incêndios em forma de agressão desta ou daquela maneira...
E muitos outros mais.
Joanna de Angelis – Sol de Esperança – Cap. 35
A cultura do exacerbado materialismo desses dias tem ensinado aos indivíduos a fechar ouvidos e corações para o exercício
da paciência, da tolerância, do perdão, da perseverança, da cooperação recíproca, no vero cumprimento dos deveres conjugais, e,
ao invés disto, há estabelecido o culto ao “meu” prazer, ao “meu” bem-estar, a “minha” satisfação, a “minha” razão e ao
“meu” direito, num aterrador domínio egoístico, promotor de inenarráveis tormentos para o porvir.
Camilo – Desafios da Educação – Parte 5 – Perg. 56
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
As leis humanas CASAM as pessoas para que as
pessoas se UNAM segundo as Leis Divinas.
Emmanuel – Na Era do Espírito – Cap. 11
Os que se casam, UNEM-SE E NÃO SE FUNDEM, o
que determina que cada qual prosseguirá com
suas conquistas e gostos, preferências e
realidades íntimas, inteiramente “sui generis”.
Camilo - Educação e Vivências – Cap. 11
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
Se alguém não mais deseja, espontaneamente, seguir contigo,
NÃO TE TRANSFORMES EM ALGEMA OU PRISÃO.
Cada ser ruma pela rota que melhor lhe apraz e vive conforme
lhe convém. Estará, porém, onde quer que vá, sob o clima que
merece.
TEM PACIÊNCIA E CONFIA EM DEUS.
Joanna de Angelis – Após a Tempestade – Cap. 13
Em verdade, o que mantém o matrimônio não é o prazer
sexual, sempre fugidio, mesmo quando inspirado pelo amor, mas
a amizade, que responde pelo intercâmbio emocional através
do diálogo, do interesse nas realizações do outro, na convivência
compensadora, na alegria de sentir-se útil e estimado.
Joanna de Angelis – Amor, Imbatível Amor – Cap.
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
São muito infelizes esses relacionamentos conflituosos, por produzirem desgaste
incessante naqueles que se encontram na faixa da normalidade e enredam-se no
companheirismo sem uma compensação emocional que os reabasteçam de energias.
(...)
Quando te sintas envolto por pessoas portadoras desses conflitos, que buscam relacionar-
se contigo, evita qualquer tipo de apego, mantendo-te fraterno e amigo, sem que te
deixes dominar pelos seus caprichos.
Se te deparas envolvido emocionalmente com alguém que apresenta esse distúrbio de
comportamento, insiste para que receba tratamento conveniente quanto antes.
À medida que o tempo transcorre e a comunhão se torna mais íntima, o indivíduo,
havendo perdido o respeito por si mesmo, passa a desconsiderar a pessoa ao seu lado,
agredindo-a, malsinando-lhe a existência, atormentando-a seguidamente.
Ama sempre, mas não te permitas relacionamentos conflituosos sob a justificativa de
que tens a missão de salvar o outro, PORQUE NINGUÉM É CAPAZ DE TORNAR FELIZ
AQUELE QUE A SI MESMO SE RECUSA A ALEGRIA DE SER PLENO.
Joanna de Ângelis – Diretrizes para o Êxito – Cap. 24 – Relacionamentos Conflituosos
FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
Então o Amor é isso...
Não prende,
Não escraviza,
Não aperta,
Não sufoca.
Porque quando vira nó, já deixou de ser
um laço.
Maria Beatriz Marinho dos Anjos
 Discernir as Realidades do Passado – encontros & desencontros
 Implementar uma Comunicação Amorosa – falar/ouvir
 Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio
 Não ressuscitar “cadáveres” – tempo de compaixão/perdão
 Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir
 Vivenciar um Orar Dinâmico – orara é arar
 Sentir um Sorriso Esperançoso - Fé/ Esperança/ Paciência/
Caridade
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
 Implementar uma Comunicação Amorosa – real/falar
 Exercitar uma Afetividade Calorosa – abraço/carinho/ o
estar
 Estimular uma Sinceridade Doce – conquista do coração
 Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio
 Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo
silêncio
 Não Ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão
 Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o
feliz
 Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos!
 Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir
 Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários
 Gerar cumplicidade – responsabilidade/união - pertencimento
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
 Discernir as Realidades do Passado – encontros & desencontros/a Doutrina.
 Aprimorar a Afetividade – humildade+silêncio+orar/a válvula de segurança.
o Implementar uma Comunicação Amorosa – falar/ouvir com o Coração.
o Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio.
o Utilizar o Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo silêncio
o Não ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão.
Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o feliz.
Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos! aos familiares! – agir e não reagir
 Vivenciar o Trabalho-Serviço – transforma o homem/a família.
o Vivenciar a Abnegação Familiar – a Caridade em regime de repetição/persistênc
o Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários.
o Gerar cumplicidade – responsabilidade/união – pertencimento.
 Envolver-se num Orar Dinâmico – orar é arar.
o Interligar/Compartilhar – com o Cristo/com os Mentores.
o Higienizar/Desplumar – obsessão familiar.
o Proteger/Bloquear – influenciação sutil/Evangelho no Lar.
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
 Implementar uma Comunicação Amorosa – real/falar
 Exercitar uma Afetividade Calorosa – abraço/carinho/ o estar
 Estimular uma Sinceridade Doce – conquista do coração
 Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio
 Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo silêncio
 Não Ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão
 Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o feliz
 Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos!
 Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir
 Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários
 Gerar cumplicidade – responsabilidade/união - pertencimento
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
Não te afastes dos outros
Porque tenhas sofrido.
Sem nossos semelhantes,
Não sabemos quem somos.
Cada pessoa é um teste
Que nos situa em prova.
Em nossas reações,
Vemos a própria imagem.
Ama, serve, perdoa
E Estarás progredindo.
Deus nos envia os outros
Para ver como estamos. Emmanuel – Luz Bendita - Pag. 280 - Convivência
Aqueles companheiros
que nos partilham a
experiência do cotidiano
SÃO OS MELHORES QUE A
DIVINA SABEDORIA NOS
CONCEDE, a favor de nós
mesmos.
Se você encontra uma
pessoa difícil em sua
intimidade, essa é a
criatura exata que as
leis da reencarnação lhe
trazem ao trabalho de
burilamento próprio.
André Luiz - Respostas da Vida -
Cap. 16
Os outros são as áreas
destinadas à
complementação e melhoria
dos seus próprios reflexos.
Através deles, é que você se
analisa para observar-se com
segurança.
Acredite: sempre que os
outros nos apareçam à
maneira de problemas,
somos para eles outros tantos
problemas a resolver.
André Luiz – Respostas da Vida – Cap.
9
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
CONVIVER se escreve com P:
PACIÊNCIA, PERDÃO, PARTILHAR, PRUDÊNCIA, PERMUTAR.
CONVIVER HARMÔNICO =Σ P... + DISCERNIR + ORAR + SORRIR + TRABALHAR
VOCÊ
A SUA FAMÍLIA
A VIDA
Há mais enfermos no
mundo do que se
supõe que existam.
Isto porque, NO
REDUTO FAMILIAR
RARAMENTE
FECUNDAM a
conversação
edificante, o
entendimento
fraterno, a tolerância
geral, o amor
desinteressado...
Joanna de Angelis – SOS Família – Cap.
11: Cristo em Casa
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA
A Simbiose Obsessiva
A Responsabilidade
Pessoal
O Processo de
Influência
As Consequências –
Pessoal e Coletiva
PULULAM EM TORNO DA TERRA OS MAUS ESPÍRITOS, em consequência da inferioridade moral de seus
habitantes. A ação malfazeja desses Espíritos É PARTE INTEGRANTE DOS FLAGELOS com que a Humanidade
se vê a braços neste mundo.
Allan Kardec – A Gênese – Cap. 14
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Simbiose Obsessiva
O verbo enrodilhar-se, na linguagem humana, figura-se o mais adequado à
definição daquela ocorrência de POSSESSÃO PARTILHADA, que se nos
apresentava ao exame, conquanto não exprima, com exatidão, todo o processo
de enrolamento fluídico, em que se imantavam.
E afirmamos “possessão partilhada”, porque, efetivamente, ali, UM ASPIRAVA
ARDENTEMENTE AOS OBJETIVOS DESONESTOS DO OUTRO,
completando-se, euforicamente, na divisão da responsabilidade em quotas
iguais.
(...)
Entretanto, os derradeiros arrazoados esmaeciam. Esbarrondara-se, dentro
dele, a última trincheira que lhe cerceava os impulsos.
Sujeitou-se de todo à direção do vampirizador que o comandava.
COLARAM-SE, FUNDIRAM-SE, ENFIM.
André Luiz - Sexo e Destino - 1º Parte - Cap.8
Quais são as consequências
da Simbiose Obsessiva?
Manoel Philomeno de Miranda – Painéis da Obsessão – Cap. 11
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Simbiose Obsessiva
(...) terminando por imantar-se a ele e subjuga-lo em violenta vampirização de forças, de
tal modo pertinaz que se justapôs à massa física, numa QUASE SIMBIOSE PARASITÁRIA.
(...) Ao largo do tempo, o obsidiado SE ALIENA DOS DEMAIS OBJETIVOS DA VIDA,
PERMANECENDO EM FIXAÇÃO INTERIOR DO PENSAMENTO que o constringe, cedendo-lhe
a área da razão, do discernimento e deixando-se desvitalizar.
(...) Nesse estagio, RARAMENTE FICA A LIGAÇÃO APENAS NO CAMPO PSÍQUICO, porque o
invasor assenhoreia-se das forças físicas do paciente, através do períspirito,
humanizando-se outra vez, isto é, voltando a vivenciar as conjunturas da realidade carnal.
O hospedeiro( o obsedado) deperece, enquanto o hospede( o obsessor) se abastece,
FACULTANDO A INSTALAÇÃO DE DOENÇAS NO CORPO SOMÁTICO OU A PIORA DELES,
CASO JÁ SE ENCONTRE ENFERMO.
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Responsabilidade Pessoal
Moreira é uma entidade que obsidia Cláudio Nogueira em tempo
integral devido às suas viciações físicas e morais.
Cláudio Nogueira é casado com Márcia e tem duas filhas:
Marina e Marita (adotiva).
Em certa ocasião, Moreira induz Cláudio, dizendo ao seu ouvido:
“Beber, meu caro, quero beber!”
Cláudio cedeu à sugestão, convicto de que se inclinava para um
trago de uísque exclusivamente por si.
A entidade o abraça e depois do abraço de profundidade a
associação é recíproca.
André Luiz – Sexo e Destino
As vítimas não terão
responsabilidade, portanto
nos delitos que, por essa
forma, praticarem?
Terão, ao contrário, GRANDE
RESPONSABILIDADE, visto que encontraram
exatamente aquilo que desejaram e
procuraram, através dos maus pensamentos
que alimentaram e da displicência com que
se conduziram... Yvonne Pereira – Devassando o Invisível – Cap. 10
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Responsabilidade Pessoal
Quais são as maneiras de
como essas interferências se
dão?
A INDUÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA COLETIVA
Gúbio informou que, a determinadas horas da noite, três quartos da população da Crosta se acham nas zonas de
contato com os Espíritos e a maior percentagem permaneciam detidos em círculos de baixas vibrações, como
aquele. Por aqui -- disse Gúbio --, MUITAS VEZES SE FORJAM DOLOROSOS DRAMAS QUE SE DESENROLAM NOS
CAMPOS DA CARNE.
GRANDES CRIMES TÊM NESTES SÍTIOS AS RESPECTIVAS NASCENTES e, não fosse o trabalho ativo e constante dos
Espíritos protetores que se desvelam pelos homens no labor sacrificial da caridade oculta e da educação
perseverante, sob a égide do Cristo, acontecimentos mais trágicos estarreceriam as criaturas. (Cap. 6)
A ABSORÇÃO FLUÍDICA/VAMPIRISMO
Gúbio respondeu que quase todas as almas humanas situadas naquelas furnas SUGAVAM AS ENERGIAS
DOS ENCARNADOS, vampirizando-lhes a vida, qual se fossem lampreias insaciáveis no oceano do
oxigênio terrestre. O "furto psíquico", eis o processo de seu sustento junto às comunidades da Terra.
(Cap. 4)
André Luiz – Libertação – Cap. 4 & 6
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – O Processo de Influênciação
Que malefícios causam estes
Espíritos a sociedade ?
A estes e a seus congêneres deve a sociedade do Rio de
Janeiro GRANDE PERCENTAGEM DOS ACIDENTES VE-
RIFICADOS DIARIAMENTE NAS VIAS PÚBLICAS E PELOS
DOMICÍLIOS PARTICULARES:
atropelamentos, quedas, braços e pernas partidos,
queimaduras, suicídios, homicídios, brigas, escândalos,
confusões domésticas, assaltos, etc.
Yvonne Pereira – Devassando o Invisível – Cap. 10
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVAS – Consequências Coletivas
Quais as atitudes para diminuir ao
máximo essa influencia dos Espíritos
em nossos pensamentos e atos?
•Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras e romperás as cadeias da aflição
1. ORAR
INSISTENTEMENTE
•Leia uma página edificante, que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de idéias.
2. LEITURAS ELEVADAS
•Tente contato de pessoas, cuja conversação lhe melhore o clima espiritual.
3. CONVERSAÇÃO
EDIFICANTE
•Procure um ambiente, no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os
pensamentos
4. APRENDIZADO
CONSTANTE
•Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas.
5. TRABALHO
FRATERNAL
•Ouça uma música enriquecedora, que te leve a reminiscências agradáveis ou a planificações animadoras.
6. DISTRAÇÃO POSITIVA
•Pensa no teu futuro ditoso, que te aguarda.
7. MEDITAÇÃO
ADEQUADA
•Vigie os seus sentimentos, pensamentos e palavras nas relações com os outros. O que damos, recebemos
de volta.
8. VIGIAR SENTIMENTOS
•Você pode estar sendo algoz sem perceber. Pense nisso constantemente, para melhorar as suas relações
com os outros.
9. CONVIVÊNCIA
HARMÔNICA
André Luiz – Busca e Acharás: Cap. 19 – Joanna de Ângelis – Momentos de Saúde e de Consciência: Cap. 14 – Herculano Pires - Obsessão, Passe, e Doutrinação – 1º Parte - Cap. 8
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – O Que Fazer
Cornélio Pires – Conversa Firme - Cap. 17
No assunto, lembre Jesus
Na luminosa lição:
“Onde se guarda um tesouro,
Tem-se aí o coração”
Marco Prisco - Glossário Espírita Cristão – Cap. 14
Acautele-se. Os ESPÍRITOS INFELIZES, de mente ultrajada, VIVEM MAIS COM OS
ENCARNADOS DO QUE SE SUPÕE.
Misturam-se nas atividades comuns, perambulam no ninho domestico, participam das
conversações, seguem com os comensais, de quem dependem em processo legítimo
de vampirização.
Perturbam-se e perturbam. Sofrem e fazem sofrer. Odeiam e geram ódios.
INFELICITADOS, INFELICITAM.
A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – Síntese
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO
O Passado Espiritual
As Emoções do
Passado no Presente
Responsabilidades
Cármicas
As Desvinculações
O problema do sexo é do espírito e não do corpo, e só pelo espírito será solucionado.
Procura, antes de novos débitos, o amantíssimo coração de nosso Pai, através da oração confiante,
entregando-te a Ele, para que a sua inefável bondade, que nos criou e dirige, nos dê o indispensável vigor de
conduzir o nosso sexo em direção do amor sublime que nos proporcionará a legítima felicidade.
Joanna de Ângelis - Espírito e Vida – Cap. 57
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
Na obra “Sexo e destino” Nemésio Torres é casado
com Beatriz e tem um romance de adultério com
Marina Nogueira.
Em encarnação passada, Nemésio e Marina também
foram amantes nas personagens vividas por Justiniano
da Fonseca Teles e Virgínia Castanheira.
Na encarnação vivida na obra, ainda nutrem
inconscientemente uma atração sexual muito forte
que não conseguem controlar, e se envolvem
novamente em adultério.
André Luiz – Sexo e Destino
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O advogado Cláudio Nogueira tem uma forte atração sexual pela sua
enteada Marita.
Cláudio, não resistindo à atração por Marita, vai ao encontro dela no lugar do
seu noivo e lá, num ambiente escuro, acontece o incesto, sem que Marita
perceba que se tratava do seu padrasto.
Na realidade, Cláudio era seu pai verdadeiro, que a teve com uma de suas
empregadas.
Após o ocorrido, Marita tenta se suicidar, mas é impedida pela Espiritualidade,
mas vítima de um acidente automobilístico, entra em coma.
Cláudio, com remorso, procura se reconciliar com sua filha, em coma.
Porém, analisando a sua última reencarnação, vamos descobrir que eles
foram casados.
Ainda nessa existência, Cláudio tinha uma forte atração sexual pela ex
mulher, que não conseguiu controlar.
André Luiz – Sexo e Destino
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
Toda vez que amamos alguém e nós entregamos a esse alguém,
no ajuste sexual, ansiando por não nos desligarmos desse
alguém, para depois –
somente depois - surpreender nesse alguém defeitos e nódoas
que antes não víamos,
ESTAMOS À FRENTE DE CRIATURA ANTERIORMENTE DILAPIDADA
POR NÓS, a ferir-nos justamente nos pontos em que a
prejudicamos, no passado,
não só a cobrar-nos o pagamento de certas contas, mas,
sobretudo, a esmolar-nos compreensão e assistência,
tolerância e misericórdia, para que se refaça ante as leis do
destino.
Emmanuel –Vida e Sexo – Cap. 12
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – e o Passado
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
(...) SOMOS ATRAÍDOS POR DETERMINADAS ALMAS E POR
DETERMINADAS QUESTÕES, NEM SEMPRE PORQUE AS
ESTIMEMOS EM SENTIDO PROFUNDO, MAS SIM PORQUE O
PASSADO A ELAS NOS REÚNE,
a fim de que por elas e com elas venhamos a adquirir a
experiência necessária à assimilação do verdadeiro amor e da
verdadeira sabedoria.
É por isso que a maioria dos consórcios humanos, por enquanto,
constituem ligações de aprendizado e sacrifício, em que, muitas
vezes, as criaturas se querem mutuamente e mutuamente
sofrem pavorosos conflitos na convivência umas das outras.
André Luiz – Ação e Reação – Cap. 14
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – e o Passado
AS EMOÇÕES REENCARNAM JUNTO COM A
PESSOA.
Na dinâmica emocional, as vidas passadas
respondem pelo maior acervo dos
desencontros emocionais reeditados na
vida atual.
Costumamos dizer que o que se apaga das
vidas passadas são os fatos, mas não a
memória emocional dos fatos.
Traumas de vidas anteriores reencarnam
junto no nível emocional.
Sérgio Luís da Silva Lopes – Revista A Reencarnação – No 425/2003: A Dinâmica Emocional nas Perturbações Obsessivas
A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
O ESQUECIMENTO DO PASSADO, na
realidade, é um entorpecimento…
O QUE FOMOS ONTEM AINDA VIVE NO
QUE SOMOS HOJE.
Esquecemos detalhes do que fizemos
de nós, mas não esquecemos o
essencial que, do nosso inconsciente,
interfere na nossa vida, como se
estivéssemos debaixo de um processo
auto-obsessivo… O Evangelho de Chico Xavier – Item 311
A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
Fernando Pessoa - Novas Poesias Inéditas – Pag. 42
 13/06/1888/Lisboa
+ 30/11/1935/Lisboa
Poeta/Escritor/Dramaturgo
FERNANDO PESSOA
Não sei quantas almas tenho
Cada momento mudei
Continuamente me estranho
Nunca me vi nem acabei.
A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
Qualquer ligação sexual, instalada no campo emotivo, ENGENDRA
SISTEMAS DE COMPENSAÇÃO VIBRATÓRIA, e o parceiro que lesa
o outro, até o ponto em que suscitou os desastres morais
consequentes, passa a responder por dívida justa.
TODO DESMANDO SEXUAL DANIFICANDO CONSCIÊNCIAS
RECLAMA CORRIGENDA, tanto quanto qualquer abuso do
raciocínio.
Homem que abandone a companheira sem razão ou mulher
que assim proceda, gerando desregramentos passionais na
vítima, CRIA CERTO ÔNUS CÁRMICO NO PRÓPRIO CAMINHO, pois
ninguém causa prejuízo a outrem sem embaraçar a si mesmo.
André Luiz - Sexo e Destino - 2º Parte - Cap. 9
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO– Responsabilidades Cármicas
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
Toda vez que determinada pessoa convide outra à comunhão
sexual ou aceita de alguém um apelo neste sentido, em bases de
afinidade e confiança, ESTABELECE-SE ENTRE AMBAS UM
CIRCUITO DE FORÇAS, pelo qual a dupla se alimenta
psiquicamente de energias espirituais, em regime de
reciprocidade.
(...)
Criada a ruptura no sistema de permuta das cargas magnéticas
de manutenção, de alma para alma, o parceiro prejudicado, se
não dispõe de conhecimentos superiores na auto defensiva,
entra em pânico, sem que se lhe possa prever o descontrole que,
muitas vezes, raia na delinquência.
Emmanuel - Vida e Sexo – Cap. 6 - Compromisso Afetivo
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO– Responsabilidades Cármicas
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – As Desvinculações
A DESVINCULAÇÃO entre os que se amam com a necessidade de
SANAR OS ENGANOS E ERROS DO AMOR assume habitualmente o
ASPECTO DE DOLOROSA CIRURGIA PSÍQUICA.
(...)
Essa desvinculação, via de regra, se verifica numa constante digna de nota
— a posição de pais e filhos, incluindo-se nela os pais e filhos adotivos.
(...)
Referimo-nos, porém, ao lar como pouso de desligamento, porque, na
Terra, as relações entre pais e filhos e, consequentemente, as relações de
ordem familiar constituem clima ideal para a libertação de quantos se
jungiram entre si, de modo inconveniente, nos DESREGRAMENTOS
EMOTIVOS EM NOME DO AMOR.
Emmanuel - Vida e Sexo – Cap. 15 – Desvinculações
Desvinculações
Sentimentais
SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais
O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – As Desvinculações
Para muitos companheiros na Terra a DESVINCULAÇÃO NO CAMPO
AFETIVO É PROVA DIFÍCIL.
DESLIGAMENTO DO GRUPO FAMILIAR, DISTÂNCIA DA
CONVIVÊNCIA. Hora da diferenciação de alguém perante outro alguém.
Se te vês num momento assim, na posição de quem pode libertar
associados de ideal e de afinidade, não hesites no bem por fazer.
(...)
Aqueles que anseiam por independência e mudança, depois de te
compartilharem a vida, SÃO PEDINTES DE TRANQUILIDADE E
RENOVAÇÃO.
Não precisam tanto de teu ouro e assistência, nome e prestígio.
Rogam-te, acima de tudo, escoras de tolerância e bondade, a fim de
que te possam deixar sem que o espinheiro da mágoa te nasça no coração.
Bendize e auxilia sempre. Os que partem ou se te separam da estrada, no
dia a dia, esperam de ti, sobretudo, o patrocínio do amor e o refúgio da bênção.
Emmanuel - Na Era do Espírito – Cap. 3 - O apego afetivo
Desvinculações
Familiares
Parentela é escola santa
Sempre que a vemos daqui,
Cada qual encontra em casa
Aquilo que fez de si.
Cornélio Pires – Retratos da Vida – Cap. 2
Cornélio Pires
 13/07/1884 – Tietê/SP
+ 17/02/1958 – São Paulo/SP
Poeta/Escritor/Jornalista
FAMÍLIA – ESPELHO VIVO DO NOSSO PRETÉRITO.
Caldeira de refinamento do óleo bruto do Espírito - dilui, em temperatura elevada de tensão
irresistível, as paixões rudes fixadas nas peças sensíveis da máquina psíquica.
Marco Prisco – Ementário Espírita – Cap. 6
A mensagem espírita, que agora rutila no teu espírito transformado em
farol de vivo amor e sabedoria, É O REMÉDIO-CONSOLO PARA TUAS
DORES NO LAR, o antídoto e o tratado de armistício para o campo de
batalha onde esgrimas com as armas da fé e da bondade, apaziguando,
compreendendo, desculpando, confiando em horas e dias melhores para o
futuro...
Joanna de Angelis - Dimensões da Verdade – Cap. 52
ESTAMOS TODOS RE-ENCARNADOS
 Re-ajustes/re-harmonização difíceis
 Na Transição Planetária
NOSSOS FILHOS SÃO ESPÍRITOS
 Resgates infanto-juvenis
 Crianças da Nova Era
 Crianças da Velha Era
FAMILIARES APRESENTAM NÍVEIS
CONSCIENCIAIS DIFERENTES
 Compreensão, entendimento, visão
distintos.
 Comportamentos diversos
FAMÍLIAS COM “FLAGELOS ÍNTIMOS”
 Obsessão infanto/juvenis
 Depressão infanto-juvenis
ESPIRITISMO com Jesus, convidando-nos ao sacrifício e à bondade, ao conhecimento e ao perdão, ACLARANDO A
ORIGEM DE NOSSOS ANTAGONISMOS e reportando-nos aos dramas por nós todos já vividos no pretérito,
ACENDERÁ UM FACHO DE LUZ EM CADA CORAÇÃO.
Humberto de Campos – Luz no Lar - Cap. 5 – No Reino Doméstico
SEXO e DESTINO - Síntese
O Amor e o Sexo plasmam responsabilidades
naturais na consciência de cada um e que ninguém
lesa alguém nos tesouros afetivos, sem dolorosas
reparações.
A sublimação progressiva do sexo, em cada um de
nós, é fornalha candente de sacrifícios
continuados.
Também nós, criatura humana desencarnada,
conhecíamos de sobra os lances da batalha interior,
em que o adversário somos sempre nós mesmos,
na arena das qualidades inferiores que nos tocam
sublimar.
EMMANUEL (Sexo e Destino – Introdução)
FÉLIX (Sexo e Destino – Cap. 5)
ANDRÉ LUIZ (Sexo e Destino – 1º parte - Cap. 8)
SEXO e DESTINO - Síntese
SEXO e DESTINO - Síntese
Mestre, não te exoramos a piedade somente para eles, irmãos bem-amados, que
consideramos filhos da própria alma! …
(...) Suplicamos-te arrimo para todos os que resvalaram nos enganos do sexo desorientado,
quando nos ofereceste o sexo por estrela de amor a brilhar, assegurando-nos a alegria de viver e
garantindo-nos os recursos da existência! …
(...) Restaura as criaturas sacrificadas pelas deserções afetivas, que não souberam encontrar
outro recurso senão o suicídio ou o manicômio para ocultarem o martírio moral que lhes
transcendeu a capacidade de resistência.
(...) Protege os que renasceram desajustados, no clima da inversão, suportando
constrangedoras tarefas ou padecendo inibições regenerativas, e recupera os que se reencarnaram
nessa prova, sem forças para sustentar as obrigações assumidas, afogando a existência em
devassidão.
(...) Mestre, digna-te reconduzir ao caminho justo os homens e as mulheres, nossos irmãos,
que, dominados pela obsessão ou traídos pela própria fraqueza, não conseguiram manter os
compromissos de fidelidade ao tálamo doméstico.
(...) Conforta os que exibem mutilações e moléstias resultantes dos excessos ou dos erros
passionais que praticaram nesta ou em outras existências.
(...) Sustenta os que rogaram antes da reencarnação as lágrimas da solidão afetiva e as
receberam na Terra, por medida expiatória aos desmandos sexuais, a que se afeiçoaram, em outras
vidas.
(...) Tu, que desceste às vielas do mundo para curar os enfermos, sabes que todos aqueles que
jornadeiam na Terra, atormentados pela carência de alimentação afetiva ou alucinados pelos
distúrbios do sexo, são doentes e infelizes, filhos de Deus, necessitados de tuas mãos!
Felix – Sexo e Destino - 2ª Parte - Capítulo 7 – Prece
Interligar = Compartilhar = Cristo/Mentores
Higienizar = Desplumar = Obsessão = Vc/Família
Proteger = Bloquear = Influenciação = Vc/Família
ORAR
SORRIR
TRABALHAR
Fé = Confiança = Cristo/Mentores
Esperança=Misericórdia=Cristo/dores reduzidas ao mínimo
Paciência = Aceitação = desmanchar os nós da Vida
Agir = Amor/Atenção/Ouvir/Parar
Perseverar = em regime de repetição
Agir # Reagir = descontrole
Orar é Arar
Orar insistentemente
Há um reflexo de luz
Em cada sorriso
Trabalhar é renovar
Trabalhar é granjear mérito
FÉ
ESPERANÇA
CARIDADE
SEXO e DESTINO - Síntese
Quem te afirma que te ama,
Sem que o amor se lhe veja.
Se apenas quer posse e mando
Não ama, apenas deseja.
Cornélio Pires
 13/07/1884/São Paulo
+ 17/01/1958/São Paulo
Poeta/Escritor/Jornalista Cornélio Pires – Toques da Vida – Cap. 4 - Amor
SEXO e DESTINO - Síntese
Vemos gente, hoje, no mundo,
Que não mais sabe o que quer,
É mulher virando homem,
Homem virando mulher.
Lulu Parola
1866/Salvador
+ 1942/Salvador
Poeta/Escritor/Jornalista
Fundador da Academia de
Letras da Bahia
Aloísio Lopes Pereira de Carvalho (Lulu Parola)
– Festa da Paz – Cap. 8 – Quadros da Vida Moderna
SEXO e DESTINO - Síntese
O amor será livre, um dia,
Tecido de paz e luz,
Em nos amando uns aos outros,
conforme ensinou Jesus.
Auta de Souza
1876/Rio Grande do Norte
1901/Rio Grande do Norte
Poeta Auta de Souza – Tão Fácil – Cap. 6 – Trovas do Amor Livre
SEXO e DESTINO - Síntese
Despertar da Consciência no Além Túmulo – Referências
SEXO e DESTINO - Referências
Nascer, Morrer,
Renascer ainda e
progredir sempre, tal
é a Lei.
Allan Kardec
“RECAPITULAMOS
PARA APRENDER,
RECOMEÇAMOS
PARA CRESCER”.
Marcelo Ribeiro – Sol de
Esperança – Cap. 8
MATERIAL
DE
SUPORTE
Apresentação
Vídeo
Texto
Arquivo pdf
Link
Arquivo pdf
“O CENTRO ESPÍRITA é um lugar ONDE SE ENSINAM COISAS QUE O MUNDO NÃO
ENSINA, a fim de que o comportamento do Espírita seja distinto do comportamento
que se verifica na Sociedade”.
Raul Teixeira – Jornal Mudo Espírita – 2010 - Fevereiro
E-mail : adalberto.acsjr@gmail.com
YouTube – O Escriba Espírita : https://www.youtube.com/channel/UCj39fLNXa2nKXfVTNlZ_JGw
Blog – O Escriba Espírita : https://escribaespirita.blogspot.com/
Instagram: https://www.instagram.com/adalberto.coelho.silva/?hl=pt-br
“APRENDE O BEM VIVER E BEM SABERÁS MORRER.
Confúcio (551 a.C. - 479 a.C.),
Depois da oração, o livro é a única escada pela qual o Céu pode descer à Terra.
Humberto de Campos – Relatos da Vida – Cap. 19 – Livro, dádiva dos Céus
ESTUDAR, COMPARAR, APROFUNDAR
Allan Kardec – Livro dos Médiuns – Cap. 27 - Item 301
Todo livro digno de apreço é agente precioso que auxilia a viver e acertar.
O LIVRO ESPÍRITA, NO ENTANTO, NÃO APENAS AUXILIA A VIVER E ACERTAR, mas igualmente a viver para o bem
de todos, o que significa acertar sempre mais na conquista do próprio bem.
Emmanuel - Luz no Caminho – Cap. 5
É pela educação, mais do que pela instrução, que se transformará a
Humanidade.
Cultivemos a divulgação da Doutrina Renovadora que nos esclarece
e reúne!
Com o pão do corpo, estendamos a luz da alma que nos habilite a
aprender e compreender, raciocinar e servir.
Nossa necessidade básica é de luz própria, de esclarecimento
íntimo, de autoeducação, de conversão substancial do “eu” ao
Reino de Deus
Atenda ao estômago faminto e ao corpo enfermo do companheiro
em provação; entretanto, não recuse favorecê-lo com a palavra
consoladora e com o livro nobre.
LITERATURA ESPÍRITA - Importância
LITERATURA ESPÍRITA – Segmentos Literários
ROMANCES POEMAS MENSAGENS CIENTÍFICOS DOUTRINÁRIOS INFANTIS
Depois da oração, o
livro É A ÚNICA
ESCADA PELA QUAL
O CÉU PODE DESCER
À TERRA.
Em verdade, quando
um povo abandona o
livro, começa a
penetrar, sem
perceber, o vale da
estagnação e da
morte.
Humberto de
Campos – Relatos da Vida –
Cap. 19 – O Livro, dádiva do Céu
Oh! Bendito o que semeia
Livros à mão cheia
E manda o povo pensar!
O livro, caindo n'alma
É germe – que faz a palma,
É chuva – que faz o mar!
(Espumas Flutuantes, 1870)
Oh! Bendito quem ensina,
Quem luta, quem ilumina,
Quem o bem e a luz semeia
Nas fainas do evoluir;
Terá a ventura que anseia
Nas sendas do progredir.
(Parnaso de Além-Túmulo, 1930)
CASTRO ALVES
1847/1871
O verdadeiro mérito,
seja do escritor, seja
do orador, consiste em
fazer pensar, em
provocar nas almas
as nobres e santas
exaltações, em elevá-
las em direção às
alturas radiosas onde
elas percebem as
vibrações do
pensamento divino,
em uma comunhão
suprema.
Leon Denis – O
Espiritismo na Arte –
Parte 4 – Literatura e
Oratória
A LITERATURA ESPÍRITA - Importância
HOSPITAL, recebe
enfermos de toda
procedência, sem lhe inquirir
a doença nem exigir
apresentação de carteira de
saúde com os antecedentes
da moléstia.
TEMPLO, escuta os
soluços da inquietude e
atende o pranto das
ansiedades, nascidas nos
recessos da alma.
ESCOLA, ensina as
diretrizes da vida feliz,
acenando com os triunfos
após o curso rigoroso da
auto-elevação.
Djalma Montenegro de
Farias – Sementeira da
Fraternidade – Cap. 55
ANDRÉ LUIZ – A OBRA - IMPORTÂNCIA
O MUNDO ESPIRITUAL
(...) Podemos dividir os períodos que dizem respeito ao
desdobramento das revelações espíritas a respeito do
mundo transcendente em ANTES E DEPOIS de André Luiz.
A DOUTRINA ESPÍRITA E OS LIVROS DE ANDRÉ LUIZ
(...) FIEL aos ensinamentos ditados pelos Espíritos
superiores e insertos nas obras básicas da Doutrina
Espírita, ampliou-os, detalhou-os.
A LEI DE CAUSA E EFEITO/O Plantar e o Colher
(...) Estudando com profundidade os mecanismos das LEIS
DE CAUSA E EFEITO, confirmou as informações contidas na
Codificação do Espiritismo.
Geraldo Campetti
2015 - FEB
Eurípedes Kuhl
2014 – Boa Nova
Livros – Chico Xavier + Waldo Viera
N° Título Editora Autor Espiritual Ano
1 Evolução em Dois Mundos FEB André Luiz 1958
2 Mecanismos da Mediunidade FEB André Luiz 1959
3 A Vida Escreve FEB Hilário Silva 1960
4 Almas em Desfile FEB Hilário Silva 1960
5 Juca Lambisca FEB Casimiro Cunha 1961
6 O Espírito da Verdade FEB Espíritos Diversos 1961
7 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962
8 Antologia dos Imortais FEB Espíritos Diversos 1962
9 Leis de Amor FEESP Emmanuel 1963
10 Opinião Espírita FEB Emmanuel / André Luiz 1963
11 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963
12 Desobsessão FEB André Luiz 1964
13 Trovadores do Além FEB Espíritos Diversos 1964
14 Estude e Viva FEB Emmanuel / André Luiz 1965
15 O Espírito de Cornélio Pires FEB Cornélio Pires 1965
Waldo Vieira / Chico Xavier
Década 1960
• André Luiz
Autor
• Francisco Cândido Xavier
Médium
• FEB/1963
Editora/
Ano
• “Romance” Mediúnico
Gênero
Conteúdo
• 28 capítulos
Estrutura
Com um público
indescritível que desde muito
cedo superlotou
completamente o auditório,
os corredores, as escadas e o
andar inferior da FEB, na
Guanabara, FOI FEITO O
LANÇAMENTO
OFICIAL DO TÃO
ESPERADO LIVRO
DE VICTOR HUGO
“PÁRIAS EM
REDENÇÃO”, recebido
mediunicamente por Divaldo
Franco.
Redação - Revista
Reformador – 197 – Setembro –
Pag. 259 – 16/Junho/1973
SEXO e DESTINO – O Livro - Sinopse
Analisa o relacionamento sexual
humano, com as implicações na
vida do Espírito imortal e nas
condições de suas experiências
futuras.
Despertar da Consciência no Além Túmulo – Referências
SEXO e DESTINO - Referências
Nascer, Morrer,
Renascer ainda e
progredir sempre, tal
é a Lei.
Allan Kardec
“RECAPITULAMOS
PARA APRENDER,
RECOMEÇAMOS
PARA CRESCER”.
Marcelo Ribeiro – Sol de
Esperança – Cap. 8
ESTAMOS TODOS RE-ENCARNADOS
 Re-ajustes/re-harmonização difíceis
 Na Transição Planetária
NOSSOS FILHOS SÃO ESPÍRITOS
 Resgates infanto-juvenis
 Crianças da Nova Era/Crianças da Velha Era
FAMILIARES APRESENTAM NÍVEIS CONSCIENCIAIS DIFERENTES
 Compreensão, entendimento, visão distintos.
 Comportamentos diversos
FAMÍLIAS COM “FLAGELOS ÍNTIMOS”
 Obsessão infanto/juvenis
 Depressão infanto-juvenis
ESPIRITISMO com Jesus, convidando-nos ao sacrifício e à bondade, ao conhecimento e ao perdão, ACLARANDO A
ORIGEM DE NOSSOS ANTAGONISMOS e reportando-nos aos dramas por nós todos já vividos no pretérito,
ACENDERÁ UM FACHO DE LUZ EM CADA CORAÇÃO.
Humberto de Campos – Luz no Lar - Cap. 5 – No Reino Doméstico
SEXO e DESTINO- Síntese
98
André Luiz– outros Livros c/ Diversos Espíritos
O Espírito da
Verdade - 1961
Na Era do Espírito –
1973
Entre Irmãos de
Outras Terras -
1965
Mãos Marcadas -
1972
Doutrina e
Aplicação – 1993
Anuário Espírita -
1992
Chico Xavier Pede Licença – 1972
Astronautas do Além – 1974
Diálogos dos Vivos – 1974
Religião dos Espíritos – 1960
Seara dos Médiuns – 1961
A Justiça Divina – 1962

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
Dalila Melo
 
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o EspiritismoAs Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
Antonino Silva
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetas
Vanda Machado
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Divulgador do Espiritismo
 
Alegria de Viver
Alegria de Viver Alegria de Viver
Alegria de Viver
Ricardo Azevedo
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
Eduardo Manoel Araujo
 
Perdão na visão espírita
Perdão na visão espíritaPerdão na visão espírita
Perdão na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
Divulgador do Espiritismo
 
Retribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o BemRetribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o Bem
igmateus
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
Izabel Cristina Fonseca
 
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoPedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Ricardo Azevedo
 
CONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMOCONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Leonardo Pereira
 
Palestra sobre Gratidão
Palestra sobre Gratidão Palestra sobre Gratidão
Palestra sobre Gratidão
Marlon Reikdal
 
Culpa
CulpaCulpa
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
Marcos Antônio Alves
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
Izabel Cristina Fonseca
 
A felicidade na visão espírita
A felicidade na visão espírita A felicidade na visão espírita
A felicidade na visão espírita
grupodepaisceb
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Grupo Espírita Cristão
 

Mais procurados (20)

A piedade
A piedadeA piedade
A piedade
 
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o EspiritismoAs Penas Futuras Segundo o Espiritismo
As Penas Futuras Segundo o Espiritismo
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetas
 
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na práticaPalestra Espírita - Reforma íntima na prática
Palestra Espírita - Reforma íntima na prática
 
Alegria de Viver
Alegria de Viver Alegria de Viver
Alegria de Viver
 
A alegria de servir
A alegria de servirA alegria de servir
A alegria de servir
 
Perdão na visão espírita
Perdão na visão espíritaPerdão na visão espírita
Perdão na visão espírita
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
 
Retribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o BemRetribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o Bem
 
Desencarnação
DesencarnaçãoDesencarnação
Desencarnação
 
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e IntençãoPedi e obtereis - Desejo e Intenção
Pedi e obtereis - Desejo e Intenção
 
CONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMOCONHECE-TE A TI MESMO
CONHECE-TE A TI MESMO
 
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
 
Palestra sobre Gratidão
Palestra sobre Gratidão Palestra sobre Gratidão
Palestra sobre Gratidão
 
Culpa
CulpaCulpa
Culpa
 
Causas anteriores das aflições
Causas anteriores das afliçõesCausas anteriores das aflições
Causas anteriores das aflições
 
Os superiores e os inferiores
Os superiores e os inferioresOs superiores e os inferiores
Os superiores e os inferiores
 
A felicidade na visão espírita
A felicidade na visão espírita A felicidade na visão espírita
A felicidade na visão espírita
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 

Semelhante a Sexo e Destino - 60 anos

( Espiritismo) # - biografias # francisco candido xavier
( Espiritismo)   # - biografias # francisco candido xavier( Espiritismo)   # - biografias # francisco candido xavier
( Espiritismo) # - biografias # francisco candido xavier
Instituto de Psicobiofísica Rama Schain
 
As obras de chico xavier
As obras de chico xavierAs obras de chico xavier
As obras de chico xavier
Kenia Lima
 
Os 10 mais importantes livros espíritas
Os 10 mais importantes livros espíritasOs 10 mais importantes livros espíritas
Os 10 mais importantes livros espíritas
Alfredo Lopes
 
Yvonne Do Amaral Pereira
Yvonne Do Amaral PereiraYvonne Do Amaral Pereira
Yvonne Do Amaral Pereira
meebpeixotinho
 
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das MãesLivro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
Patricia Farias
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte EspiritualO Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
ANDRÉ LUIZ
ANDRÉ LUIZANDRÉ LUIZ
ANDRÉ LUIZ
Isnande Mota Barros
 
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anosOs Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Os mediuns precursores
Os mediuns precursoresOs mediuns precursores
Os mediuns precursores
Shantappa Jewur
 
Loucura e Obsessão - 35 anos
Loucura e Obsessão - 35 anosLoucura e Obsessão - 35 anos
Loucura e Obsessão - 35 anos
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Precursores da doutrina espírita no brasil
Precursores da doutrina espírita no brasilPrecursores da doutrina espírita no brasil
Precursores da doutrina espírita no brasil
contatodoutrina2013
 
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasilAula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
contatodoutrina2013
 
Aula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan KardecAula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan Kardec
Sergio Lima Dias Junior
 
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_ApresentaçãoChico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Vivência com consciência espírita
Vivência com consciência espíritaVivência com consciência espírita
Vivência com consciência espírita
Eduardo Manoel Araujo
 
Um homem chamado amor
Um homem chamado amorUm homem chamado amor
Um homem chamado amor
Alfredo Lopes
 
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEBA mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
Mima Badan
 
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptxESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
JhoannyKelly1
 
Cartas de uma morta
Cartas de uma mortaCartas de uma morta
Cartas de uma morta
Ponte de Luz ASEC
 

Semelhante a Sexo e Destino - 60 anos (20)

( Espiritismo) # - biografias # francisco candido xavier
( Espiritismo)   # - biografias # francisco candido xavier( Espiritismo)   # - biografias # francisco candido xavier
( Espiritismo) # - biografias # francisco candido xavier
 
As obras de chico xavier
As obras de chico xavierAs obras de chico xavier
As obras de chico xavier
 
Os 10 mais importantes livros espíritas
Os 10 mais importantes livros espíritasOs 10 mais importantes livros espíritas
Os 10 mais importantes livros espíritas
 
Yvonne Do Amaral Pereira
Yvonne Do Amaral PereiraYvonne Do Amaral Pereira
Yvonne Do Amaral Pereira
 
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das MãesLivro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
Livro dos Espíritos Questão 307 - Evangelho Especial dia das Mães
 
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte EspiritualO Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
O Despertar da Consciência no Além Túmulo - o suporte Espiritual
 
ANDRÉ LUIZ
ANDRÉ LUIZANDRÉ LUIZ
ANDRÉ LUIZ
 
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anosOs Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
Os Párias da Vida - Párias em Redenção - 50 anos
 
Os mediuns precursores
Os mediuns precursoresOs mediuns precursores
Os mediuns precursores
 
Loucura e Obsessão - 35 anos
Loucura e Obsessão - 35 anosLoucura e Obsessão - 35 anos
Loucura e Obsessão - 35 anos
 
Precursores da doutrina espírita no brasil
Precursores da doutrina espírita no brasilPrecursores da doutrina espírita no brasil
Precursores da doutrina espírita no brasil
 
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasilAula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
Aula 05-2013-precursores da doutrina espírita no brasil
 
Aula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan KardecAula 1 - Allan Kardec
Aula 1 - Allan Kardec
 
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_ApresentaçãoChico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
Chico Xavier e a Desencarnação de Familiares_Apresentação
 
Vivência com consciência espírita
Vivência com consciência espíritaVivência com consciência espírita
Vivência com consciência espírita
 
Um homem chamado amor
Um homem chamado amorUm homem chamado amor
Um homem chamado amor
 
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEBA mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
A mediunidade através dos tempos - Coeem-GEB
 
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
 
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptxESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
ESTUDO ESPÍRITA 26 10 2019.pptx
 
Cartas de uma morta
Cartas de uma mortaCartas de uma morta
Cartas de uma morta
 

Mais de ADALBERTO COELHO DA SILVA JR

As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTOAs Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃOAs Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTOA Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdfEnquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃOEnquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_ExposiçãoEsses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - textoEstes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTOLoucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Sexo e Destino - 60 anos_Texto
Sexo e Destino - 60 anos_TextoSexo e Destino - 60 anos_Texto
Sexo e Destino - 60 anos_Texto
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completoO Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_SinteseO Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTOO Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃOO Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_TextoRelacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_ApresentaçãoO Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
As Catástrofes e os Desastres Coletivos
As Catástrofes e os Desastres ColetivosAs Catástrofes e os Desastres Coletivos
As Catástrofes e os Desastres Coletivos
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_ApresentaçãoAs Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 
Tempo de Recomeçar - 2023
Tempo de Recomeçar - 2023Tempo de Recomeçar - 2023
Tempo de Recomeçar - 2023
ADALBERTO COELHO DA SILVA JR
 

Mais de ADALBERTO COELHO DA SILVA JR (20)

As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTOAs Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_TEXTO
 
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃOAs Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
As Encruzilhadas da Vida - Você Decide_APRESENTAÇÃO
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - EX...
 
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTOA Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
A Obsessão por Justa Causa - – A Paixão, o Ciúme, a Traição e a obsessão - TEXTO
 
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdfEnquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
Enquanto Você ainda Pode - - TEXTO_Completo_2024_v5.pdf
 
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃOEnquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
Enquanto Você ainda Pode - - APRESENTAÇÃO
 
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_ExposiçãoEsses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
Esses Dias Tumultuosos e o Natal_Exposição
 
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - textoEstes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
Estes Dias Tumultuosos e o Natal - texto
 
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTOLoucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
Loucura e Obsessão - 35 anos_TEXTO
 
Sexo e Destino - 60 anos_Texto
Sexo e Destino - 60 anos_TextoSexo e Destino - 60 anos_Texto
Sexo e Destino - 60 anos_Texto
 
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completoO Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_TEXTO_completo
 
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_SinteseO Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
O Martírio nos Tempos Atuais - Ave-Cristo - 70 anos_APRESENTAÇÃO_Sintese
 
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTOO Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
O Autismo – uma Leitura Espiritual_TEXTO
 
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃOO Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
O Autismo - uma leitura espiritual_APRESENTAÇÃO
 
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_TextoRelacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Texto
 
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_ApresentaçãoO Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
O Relacionamento entre Pais e Filhos num Mundo em Transição_Apresentação
 
As Catástrofes e os Desastres Coletivos
As Catástrofes e os Desastres ColetivosAs Catástrofes e os Desastres Coletivos
As Catástrofes e os Desastres Coletivos
 
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_ApresentaçãoAs Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
As Catástrofes e os Desastres Coletivos_Apresentação
 
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
Tempo de Recomeçar - TEXTO - 2023
 
Tempo de Recomeçar - 2023
Tempo de Recomeçar - 2023Tempo de Recomeçar - 2023
Tempo de Recomeçar - 2023
 

Último

Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
ESCRIBA DE CRISTO
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
André Ricardo Marcondes
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
HerverthRibeiro1
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
SrgioLinsPessoa
 

Último (18)

Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]PEDRO NUNCA FOI PAPA   [COM COMENTÁRIOS]
PEDRO NUNCA FOI PAPA [COM COMENTÁRIOS]
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino FinalTornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
Tornar se Como Deus - A Cabala E Nosso Destino Final
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
Aula do ESDE 2 - Penas e Gozos Futuros 2024
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdfAula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
Aula02_Métodos de Interpretacao Bíblica_Prof. Gerson Willy.pdf
 

Sexo e Destino - 60 anos

  • 1.
  • 2. André Luiz – Livros – Série: A vida no Mundo Espiritual Conjunto de livros psicografados pelo médium brasileiro Francisco Cândido Xavier (Chico avier) e também por Waldo Vieira. O espírito André Luiz descreve a realidade do mundo espiritual próximo da Terra. Esta Série é denominada de "A vida no mundo espiritual"
  • 3. 3 • A Vida no Plano Espiritual - Clarêncio 1º - 1944 – NOSSO LAR • As Falências Mediúnicas - Aniceto 2º - 1944 – OS MENSAGEIROS • A Reencarnação/O Processo Reencarnatório - Alexandre 3º - 1945 – MISSIONÁRIOS DA LUZ • A Desencarnação – Jerônimo/ Zenóbia 4º - 1946 – OBREIROS DA VIDA ETERNA • A Mente/ Distúrbios Mentais - Calderaro 5º - 1947 – NO MUNDO MAIOR • A obsessão/Vampirismo/Ovoides/Licantropia - Gúbio 6º - 1949 – LIBERTAÇÃO • As Patologias do corpo espiritual - Clarêncio 7º - 1954 – ENTRE A TERRA E O CÉU • A Mediunidade - Aulus 8º - 1954 – NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE • A Lei de Causa e Efeito - Druso 9º - 1957 – AÇÃO E REAÇÃO • As Relações Ciência/Doutrina Espírita/Medicina 10º - 1958 – EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS • As Relações Ciência/Doutrina Espírita/Mediunidade 11º - 1959 – MECANISMOS DA MEDIUNIDADE • O Sexo desequilibrado - Felix 12º - 1963 – SEXO E DESTINO • A Imortalidade/Pós-desencarne – Claudio/Plotino 13º - 1968 – E A VIDA CONTINUA André Luiz – Livros – Série: A vida no Mundo Espiritual 1947/Agenda Cristã 1964/Desobsessão 1960/Conduta Espírita
  • 4. ANDRÉ LUIZ – A OBRA - IMPORTÂNCIA O MUNDO ESPIRITUAL (...) Podemos dividir os períodos que dizem respeito ao desdobramento das revelações espíritas a respeito do mundo transcendente EM ANTES E DEPOIS DE ANDRÉ LUIZ. A DOUTRINA ESPÍRITA E OS LIVROS DE ANDRÉ LUIZ (...) Fiel aos ensinamentos ditados pelos Espíritos superiores e insertos nas obras básicas da Doutrina Espírita, AMPLIOU-OS, DETALHOU-OS. A LEI DE CAUSA E EFEITO/O Plantar e o Colher (...) Estudando com profundidade os MECANISMOS DAS LEIS DE CAUSA E EFEITO, confirmou as informações contidas na Codificação do Espiritismo. (...) Estudar a fantástica obra do mensageiro espiritual É DEVER DE TODO AQUELE QUE DESEJA COMPREENDER A VIDA e os fenômenos em torno da morte, assim como da sobrevivência do Espírito à disjunção cadavérica. Manoel Philomeno de Miranda – A Vida no Mundo Espiritual - Prefácio
  • 5. LIVROS QUE ESTUDAM A SÉRIE ANDRÉ LUIZ
  • 6. LIVRO SEXO E DESTINO – 60 anos LIVRO • Sexo e Destino AUTOR • André Luiz MÉDIUM • Chico Xavier TEMA • Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnação constituem os temas deste livro. 1985 2019 1943 1993 1910 2002 ∑ = 37 ∑ ≥ 400 1963
  • 7. • André Luiz Autor • Francisco Cândido Xavier Médium • FEB/1963 Editora/ Ano • “Romance” Mediúnico Gênero Conteúdo • O livro é dividido em duas partes, cada qual com 14 capítulos. A 1ª parte foi psicografada pelo médium Waldo Vieira; a 2ª parte, pelo médium Francisco Cândido Xavier. Estrutura “Sexo e Destino” é um empolgante romance, ou antes uma série de romances, denunciando crimes hediondos que são hoje cometidos por toda a parte, como o foram no passado. Lino Teles - Revista Reformador – 1963 – Novembro – Pag. 249 SEXO e DESTINO – O Livro - Sinopse • Analisa o relacionamento sexual humano, com as implicações na vida do Espírito imortal e nas condições de suas experiências futuras.
  • 8. NASCIMENTO ESPÍRITA PSICOGRAFIA DESENCARNE 1910 1927 (17) 1931 (21) Chico Xavier 2/Abril/1910 – Pedro Leopoldo Francisco de Paula Cândido (1966) 9 irmãos/ órfã de mãe – 5 anos – madrasta – 7 anos Curso primário – 14 anos - escriturário Madrasta morre / irmã obsessão Comunicação da Mãe(Maio/1927) Centro Luiz Gonzaga(Junho/1927) 1º Psicografia – julho/1927 1931 -Emmanuel (Manoel da Nobrega) 1932 - 1º Livro – Parnaso de Além Túmulo 1937 - Caso Humberto de Campos 1943 - Nosso Lar – André Luiz 1955/1966 – Waldo Vieira 1959 – Uberaba – CEC/Casa da Prece 1971 – Pinga Fogo – TV Tupi ≥ 450 livros/ ≥ 10.000 cartas ≥ 500 escritores e poetas ≥ 50.000.000 livros vendidos 2002 (92) SEXO e DESTINO – Médium – Chico Xavier
  • 9. NASCIMENTO ESPÍRITA DESENCARNE 1932 1941 (09) 1966 (34) Waldo Vieira 1932 - 12/Abril/1932 – Monte Carmelo/MG 1955 – Forma-se em Medicina 02/Julho/2015 – Foz do Iguaçu/PR (AVC) 2015 (83) SEXO e DESTINO – Médium – Waldo Vieira CONSCIENCIOLOGIA 1941 – 1º Desdobramento mediúnico 1955 – Conhece Chico Xavier 1956/1966 – Parceria mediúnica c/ Chico Xavier 1966 – Muda p/Rio de Janeiro 1967 - Pesquisas de Desdobramentos 1981 – Livro: Projeções 1986 – Livro: Projeciologia 1988 – Funda: Inst. Projeciologia
  • 10. Médium – Chico Xavier - Fases de Trabalho - 1932 / 1943 - 1943 / 1971 - 1971 / 2002 Nunca se escusou a ajudar, mas nunca deu trabalho a ninguém. Seus silêncios homéricos falaram mais alto do que as discussões perturbadoras e os debates insensatos que acontecia à sua volta e longe dele, sobre a Doutrina que esposava e os seus sublimes ensinamentos. Tornou-se a maior antena parapsíquica do seu tempo, assim como penetrar em mentes e corações para melhor ajudá-los, tanto quanto tornando-se maleável aos Espíritos que o utilizaram por quase setenta e cinco anos de devotamento e de renúncia na mediunidade luminosa. Joanna de Ângelis – Centro Espírita Caminho da Redenção – 02/Julho/2002
  • 11. 131 Livros 26 Livros 16 Livros 17 Livros 9 Livros 5 Livros 194 Livros 9 Livros Médium – Chico Xavier - Livros Psicografados x Autores ∑ ≥ 450 Livros ∑ ≥ 50 milhões de exemplares Psicografou cerca de dez mil cartas Diversos Espíritos
  • 12. N° Título Editora Autor Espiritual Ano 1 Parnaso de Além-Túmulo FEB Espíritos diversos 1932 2 Cartas de uma morta LAKE Maria João de Deus 1935 3 Palavras do infinito LAKE Espíritos diversos 1936 4 Crônicas de além-túmulo FEB Humberto de Campos 1937 5 Emmanuel FEB Emmanuel 1938 6 Brasil, coração do mundo, pátria do Evangelho FEB Humberto de Campos 1938 7 Lira imortal LAKE Espíritos diversos 1939 8 A caminho da luz FEB Emmanuel 1939 9 Novas mensagens FEB Humberto de Campos 1940 - --------------------------------------------- 69 O Espírito da Verdade FEB Espíritos diversos 1962 70 Justiça divina FEB Emmanuel 1962 71 Cartilha do bem FEB Meimei 1962 72 Relicário de luz FEB Espíritos diversos 1962 73 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962 74 Antologia dos imortais FEB Espíritos diversos 1963 75 Ideal espírita CEC Espíritos diversos 1963 76 Leis de amor FEESP Emmanuel 1963 77 Opinião espírita CEC Emmanuel / André Luiz 1963 78 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963 1932  1963 78 Livros  Amor incomensurável a Doutrina.  Gratidão infinita ao Cristo.
  • 13. O Médium – Chico Xavier - Diretos Autorais x Editoras FEB – Federação Espírita Brasileira IDE – Instituto de Difusão Espírita GEEM – Grupo Espírita Emmanuel CEC – Comunhão Espírita Cristã IDEAL – Instituto de Divulgação A. Luiz CEU – Centro Espírita União 102 67 88 14 63 64 EDITORAS PRINCIPAIS
  • 14. O Universo é meu Caminho. A Eternidade é meu Reino. A Imortalidade é minha Vida. A Mente é meu Lar. O Coração é meu Templo. A Verdade é meu Culto. O Amor é minha Lei. A Consciência é meu Guia. A Paz é meu Abrigo. A Experiência é minha Escola. O Obstáculo é minha Lição. A Dificuldade é meu Estímulo. A Alegria é meu Cântico. A Dor é meu Aviso. A Luz é minha Realização. O Trabalho é minha Bênção. O Amigo é meu Companheiro. O Adversário é meu Instrutor. O Próximo é meu Irmão. A Luta é minha Oportunidade. O Passado é minha Advertência. O Presente é minha Realidade. O Futuro é minha Promessa. O Equilíbrio é minha Atitude. A Beleza é meu Ideal. A Perfeição é meu Destino. O Espírito – Aulas da Vida – Cap. 32 – Vozes do Espírito Mensagem psicografada por Chico Xavier (1981), em reunião íntima de preces, Belo Horizonte, MG. O mensageiro que a escreveu e que se apresentou num ambiente de grande elevação não se identificou, assinando o comunicado apenas com as palavras “O Espírito” O Médium – Chico Xavier - Marco de Trabalho
  • 15. SEXO e DESTINO – Médium – Chico Xavier + Waldo Vieira PARCERIA Da parceria entre Chico Xavier com Waldo Vieira 16 obras foram psicografadas. Entre elas: André Luiz Hilário Silva Casimiro
  • 16. Livros – Chico Xavier + Waldo Viera N° Título Editora Autor Espiritual Ano 1 Evolução em Dois Mundos FEB André Luiz 1958 2 Mecanismos da Mediunidade FEB André Luiz 1959 3 A Vida Escreve FEB Hilário Silva 1960 4 Almas em Desfile FEB Hilário Silva 1960 5 Juca Lambisca FEB Casimiro Cunha 1961 6 O Espírito da Verdade FEB Espíritos Diversos 1961 7 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962 8 Antologia dos Imortais FEB Espíritos Diversos 1962 9 Leis de Amor FEESP Emmanuel 1963 10 Opinião Espírita FEB Emmanuel / André Luiz 1963 11 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963 12 Desobsessão FEB André Luiz 1964 13 Trovadores do Além FEB Espíritos Diversos 1964 14 Estude e Viva FEB Emmanuel / André Luiz 1965 15 O Espírito de Cornélio Pires FEB Cornélio Pires 1965 Waldo Vieira / Chico Xavier Década 1965 Waldo Vieira / Chico Xavier Década 1995
  • 17. Livros – Waldo Viera Waldo Vieira Década 1965 Waldo Vieira Década 1995 Nº Título Editora Autor(es) Ano* 1 Evolução em Dois Mundos (1) FEB André Luiz 1958 2 Mecanismos da Mediunidade (1) FEB André Luiz 1959 3 A Vida Escreve (1) FEB Hilário Silva 1960 4 Almas em Desfile (1) FEB Hilário Silva 1960 5 Conduta Espírita FEB André Luiz 1960 6 Juca Lambisca (1) FEB Casimiro Cunha 1961 7 O Espírito da Verdade (1) FEB Espíritos Diversos 1961 8 Timbolão (1) FEB Casimiro Cunha 1962 9 Antologia dos Imortais (1) FEB Espíritos Diversos 1962 10 Bem-Aventurados os Simples FEB Valérium 1962 11 De Coração Para Coração FEB Maria Celeste 1962 12 Leis de Amor (1) FEESP Emmanuel 1963 13 Opinião Espírita (1) FEB Emmanuel / André Luiz 1963 14 Sexo e Destino (1) FEB André Luiz 1963 15 Desobsessão (1) FEB André Luiz 1964 16 Trovadores do Além (1) FEB Espíritos Diversos 1964 17 Sol nas Almas CEC André Luiz 1964 18 Estude e Viva (1) FEB Emmanuel / André Luiz 1965 19 O Espírito de Cornélio Pires (1) FEB Cornélio Pires 1965 20 Entre Irmãos de Outras Terras (1) FEB Espíritos Diversos 1965 21 Cristo Espera por Ti IDE Honoré de Balzac 1965 22 Seareiros de Volta FEB Espíritos Diversos 1966 23 Sonetos de Vida e de Luz IDE Espíritos Diversos 1966 24 Técnicas de Viver CEC Kelvin Van Dine 1967 25 Projeções da Consciência EDITARES Waldo Vieira 1981
  • 18. ANDRÉ LUIZ : AUTOR CARLOS CHAGAS ??  Médico sanitarista  Membro da Academia nacional de Medicina  1879(RJ)/1934(RJ) ANTÔNIO ESPOSEL ??  Médico neurologista  Membro da Academia nacional de Medicina  1888(RJ)/1931(RJ) 1964 – Anuário Espírita Waldo Vieira/Joaquim Alves André Luiz Irmão de Chico Xavier, de quem foi tirado o nome Chico Xavier
  • 19. ANDRÉ LUIZ : AUTOR Uma existência é um ato. Um corpo - uma veste. Um século - um dia. Um serviço - uma experiência. Um triunfo - uma aquisição. Uma morte - um sopro renovador. Quantas existências, quantos corpos, quantos séculos, quantos serviços, quantos triunfos, quantas mortes necessitamos ainda? André Luiz (Nosso Lar – Prefácio)
  • 20. 20 André Luiz – outros Livros Agenda Cristã- 1947 Conduta Espírita - 1960 Desobsessão – 1964 Sol nas Almas - 1964 Sinal Verde – 1971 Respostas da Vida – 1975 Apostilas da Vida - 1986 Endereços da Paz - 1990
  • 21. 21 André Luiz – outros Livros c/ Emmanuel Estude e Viva - 1965 Busca e Acharás - 1976 Ação e Caminho - 1987 A Verdade Responde – 1990 Tempo e Nós – 1993 Opinião Espírita- 1963
  • 22. 22 André Luiz– outros Livros c/ Diversos Espíritos O Espírito da Verdade - 1961 Na Era do Espírito – 1973 Entre Irmãos de Outras Terras - 1965 Mãos Marcadas - 1972 Doutrina e Aplicação – 1989 Anuário Espírita – 1992 Diálogo dos Vivos - 1974 Astronautas do Além - 1972
  • 23. SEXO e DESTINO – O Livro – Síntese  60 anos – 78º livro – 11º livro em parceria  Instituição “Almas Irmãs”  Cenas de Assédio Moral e Sexual  Quadros de Simbiose Espiritual Obsessiva  Situações de Falência Conjugal - Processos de Desvinculação Espiritual/Emotiva/Afetiva
  • 24. Sexo e destino, amor e consciência, liberdade e compromisso, culpa e resgate, lar e reencarnação constituem os temas deste livro, nascido na forja da realidade cotidiana. André Luiz ANDRÉ LUIZ (Sexo e Destino – Introdução) SEXO e DESTINO – O Livro – Síntese
  • 25. SEXO e DESTINO – O Livro – Personagens Principais No livro encontramos um libidinoso inconsciente (Cláudio Nogueira) que desrespeita uma inocente criada (Aracélia), moça delicada e virtuosa, e logo a abandona, em busca de outras aventuras. Não pensa mais nela nem lhe conhece a via sacra. A infeliz tem uma filha (Marita) e morre de desgosto. Essa menina se torna filha adotiva (Marita) dos patrões (Claudio/Marcia), sem que ele saiba que ela é sua própria filha. Mais tarde ele se apaixona pela filha adotiva e a violenta brutalmente. Sua esposa possuía completa documentação para lhe demonstrar que a infeliz jovem era filha dele Lino Teles – Revista Reformador – 1963 – Novembro
  • 26. Marina expulsou a sogra Por causa de uma tigela; A pobre morreu na chuva Mas agora é filha dela. Por que Joaquim tanto apóia A filha que não o releva?!... Ela é a mulher que ele mesmo Um dia, atirou na treva... Rita matou o velho tio Com pancada no monjolo, Hoje ele é o neto que Rita Acaricia no colo. Tio  Neto Esposa  Filha Sogra  Filha Que ódio entre filho e mãe!... Que havia entre Juca e Sara? Ela fora, noutro tempo, A esposa que o renegara. Esposo  Filho Esposo  Filha Nhô tico matou o genro, Achou que se fosse embora, Mas o genro nasceu dele É o caçula que ele adora. Genro  Filho Aceita com paciência Crise, golpe, provação... O sofrimento é remédio, Bendita a reencarnação. Cornélio Pires  1884/1958 Coisas deste Mundo – Cap. 1/2/3 Por ódio trocado, Antônia Matou Lino do lagarto... Hoje, elas são mãe e filha Doentes no mesmo quarto. A REENCARNAÇÃO e o GRUPO FAMILIAR
  • 27. Vida e Sexo – Vidas em Desalinho CLAUDIO MARITA NEMÉSIO Pai GILBERTO MARINA MARCIA ARACÉLIA BEATRIZ Filha adotiva Apaixona-se FÉLIX Mentor FÉLIX Filho
  • 28. Vida e Sexo – Vidas em Desalinho – o presente  No livro “Sexo e destino”, há uma trama que envolve alguns integrantes de uma mesma família e de alguns integrantes de outras famílias, e tem como protagonista principal a jovem Marita.  A sua mãe de criação, Márcia, não lhe dá o mesmo cuidado e atenção que recebe sua irmã Marina.  Marita é uma jovem modesta e simples, que noivara com Gilberto, mas sua irmã Marina, por leviandade e orgulho, o conquistou, deixando-a em grande sofrimento emocional e por isso Marita pensa em suicidar-se.  Cláudio elabora um plano e se encontra no escuro com Marita para abusar dela.  Marita, ao perceber que foi abusada pelo próprio padrasto, fica descontrolada e tenta comprar veneno numa farmácia para suicidar-se.  O farmacêutico é influenciado pelo instrutor Félix para fornecer calmante no lugar do veneno e Marita ao toma-lo entra num torpor e é atropelada na Av. Atlântica do Rio de Janeiro, e levada, em estado de coma, a um hospital.  Cláudio toma conhecimento que Marita é sua própria filha com uma das empregadas e com remorso procura dar toda a assistência a ela no hospital, onde lhe perde perdão.  Marita recebe, então, uma moratória em torno de 15 a 20 dias para que possa perdoar o seu pai Cláudio e os outros que lhe fizeram sofrer.  Num processo de resgate, Marita renasce como filha de Marina e Gilberto.
  • 29. Vida e Sexo – Vidas em Desalinho – o passado  Beatriz é submetida a uma regressão de memória e narra que nascera no Rio de Janeiro em 1792, e se chamava Leonor da Fonseca Teles (Beatriz Neves Torres), nome que recebeu do seu segundo marido.  Em 1910, casou-se novamente com o português Domingos de Aguiar e Silva, que estava no Brasil a serviço.  Com Domingos, teve um filho, que se chamava Álvaro (instrutor Félix), em 1912.  Domingos morreu prematuramente em serviço.  Viúva aos 22 anos, casou-se com o ourives Justiniano da Fonseca Teles (Nemésio Torres).  Álvaro, com 15 anos de idade, conhece Brites (Márcia Nogueira), casada com Teodoro Castanheira (Cláudio Nogueira), num sarau.  Foi aí que começou o drama: Álvaro e Brites tornaram-se amantes.  Teodoro Castanheira, quando percebeu que estava sendo traído, tornou-se amante de Naninha (Marita Nogueira).  Álvaro, querendo se livrar da amante Brites, mas com medo que ela cometesse suicídio, forçou um romance dela com seu padrasto Justiniano para flagrá-los e poder partir livre para Portugal, como amante traído.  Posteriormente, Naninha uniu-se a outro homem e aí se iniciam outros acontecimentos que geraram o drama narrado nesse livro por André Luiz.
  • 30. Vida e Sexo–Vidas em Desalinho e a Espiritualidade  Irmão Félix é um espírito evoluído e na obra “Sexo e destino” é o instrutor principal.  Diretor do instituto espiritual “Almas Irmãs”, em Nosso Lar.  Tem longa experiência médica.  No século XIX foi a encarnação de Álvaro de Aguiar e Silva. Filho do casal Leonor Domingos.  Apaixonou-se pela senhora Brites e foram amantes.  Nessa obra, Brites é a encarnação de Márcia, esposa de Cláudio Nogueira.  Assim fica fácil compreender porque Félix é o protetor familiar do lar de Cláudio Nogueira. Há mais enfermos no mundo do que se supõe que existam. Isto porque, no reduto familiar raramente fecundam a conversação edificante, o entendimento fraterno, a tolerância geral, o amor desinteressado... Joanna de Angelis – SOS Família – Cap. 11: Cristo em Casa
  • 31. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais 1 - O Ambiente Familiar e o Parente Desencarnado – influências negativas 2 - A Mediunidade no leito de Morte – o que significa tal situação 3 - A Anamnese Espiritual/Psicológica – O passado e o presente em análise 4 - O Ambiente Familiar e o Vampirismo Espiritual –a obsessão por simbiose 5 - A Adoção / a Orfandade – o passado refletindo no presente 6 - O Velório – o que fazer e o que não fazer 7 - A Família e o Doente Terminal – como lidar 8 - A Ficha Espiritual – os registros reencarnatórios 9 - A Falência Conjugal – Causas e Consequências 10 - A Influenciação Espiritual Negativa - A Responsabilidade Pessoal 11 - O Envolvimento Amoroso/Sexual Negativo - Consequências Cármicas
  • 32. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O Ambiente Familiar e o Parente Desencarnado – influências negativas (...) Imagine! Na carne, o medo é comum, à frente dos desencarnados e, em meu caso, FUI EU QUEM SE AFASTOU DO AMBIENTE DOMÉSTICO, sob sensações de insopitável horror... (1º Parte - Cap. 1) (...) Tinha visto, apavorado, em outro tempo, aqueles que se animalizavam, depois da morte, nos lares que lhes haviam sido reduto à felicidade, a se PRECIPITAREM, VIOLENTOS, SOBRE OS ENTES AMADOS QUE LHES DESERTAVAM DA AFEIÇÃO...(1º Parte - Cap. 3) (...) Arrojara-se o companheiro ao clima da dignidade ofendida, dando a impressão de que a FAMÍLIA ENCARNADA AINDA LHE PERTENCIA. (...) Ouvia- lhe, condoído, os apontamentos, a refletir, de minha parte, quanto à dificuldade com que somos todos nós defrontados para dissipar a ilusão da posse sobre os outros. (1º Parte - Cap. 4) (...) Antigamente — tartamudeou ele, desesperado — acreditava que o inferno, depois da morte, fosse pular em vão num cárcere de fogo; HOJE APRENDO QUE O INFERNO É VOLTAR À TERRA E ESTAR COM OS PARENTES QUE JÁ DEIXAMOS... Isso é a purgação de nossos pecados!... (1º Parte - Cap. 5)
  • 33. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A Mediunidade no leito de Morte – o que significa tal situação (...) Dona Beatriz experimentava dores agudas e o companheiro mostrou o propósito de aliviá-la, através do passe confortativo, enquanto a senhora se via aparentemente a sós. Em grande prostração física, revelava profunda sensibilidade mediúnica. André Luiz – Sexo e Destino - 1º Parte - Cap. 2 Acontece, no entanto, que, em se libertando gradualmente do vaso físico, nossa irmã transfere o campo emotivo, do Círculo da carne para a Esfera do Espírito, passando compulsoriamente a sofrer o influxo pernicioso da entidade que ela própria trouxe para junto de si, usando a vontade e o pensamento. Na posição em que se colocam, são ambos, assim, por força das circunstâncias, duas mentes sintonizadas na mesma faixa de impressões, porque, enfraquecida qual se encontra, a enferma se submete facilmente ao domínio do rapaz, cujo pavor e cujo desequilíbrio se lhe transfundem na alma submissa e afetuosa. Analisando o fenômeno, perguntei se a associação sob nossa vista poderia ser comparada à incorporação mediúnica, qual a conhecemos. André Luiz - Nos Domínios da Mediunidade - Cap. 21 - Mediunidade no leito de morte
  • 34. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A Anamnese Espiritual/Psicológica – O passado e o presente em análise (...) Aproximei-me reverentemente da jovem, no propósito de sondá-la em silêncio e colher-lhe as vibrações mais intimas; Estranhas formas-pensamentos, retratando-lhe os hábitos e anseios; Quadros vivos de esfuziante agitação ressumavam-lhe na cabeça...; Exibia telas mentais complexas, a lhe relampaguearem na aura imprecisa. A Medicina terrestre, no futuro, para atender com eficácia, ao doente, examinar-lhe-á, com minúcias, a feição espiritual de todas as peças humanas que lhe articulam a equipe. (1º Parte - Cap.2)
  • 35. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O Ambiente Familiar e o Vampirismo Espiritual –a obsessão por simbiose (...) Diante de nós, AMBOS OS DESENCARNADOS INFELIZES, que surpreendêramos à entrada, surgiram de repente, abordaram Cláudio e agiram sem-cerimônia. Um deles tateou-lhe um dos ombros e gritou, insolente: — Beber, meu caro, quero beber! O assessor inconveniente repetiu a solicitação, algumas vezes, NA ATITUDE DO HIPNOTIZADOR QUE INSUFLA O PRÓPRIO DESEJO, REASSEVERANDO UMA ORDEM. O resultado não se fez demorar. Vimos o paciente desviar-se do artigo político em que se entranhava. Ele próprio não explicaria o súbito desinteresse de que se notava acometido pelo editorial que lhe apresara a atenção. Beber! Beber!... CLÁUDIO ABRIGOU A SUGESTÃO, convicto de que se inclinava para um trago de uísque exclusivamente por si. (1º Parte - Cap.6)
  • 36. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A Adoção / a Orfandade – o passado refletindo no presente (...) A revelação INESPERADA FERIRA-LHE O ESPÍRITO, à maneira de pedra contundente. Esvaecera-se-lhe, de improviso, a alegria infantil. Sentira-se criatura humana adulta, amadurecida e sofredora, de um momento para outro. Não era filha da casa. ERA ÓRFÃ, ADOTADA PELOS CORAÇÕES QUERIDOS, aos quais amava tanto, julgando pertencer-lhes. (...) A partir da revelação que não mais se lhe desencravou do cérebro, CONJETURAVA- SE DIMINUÍDA, LESADA, DEPENDENTE. Semelhante suplício moral, que ADQUIRIRA AOS ONZE DE IDADE, atenuava-se tão somente pela dedicação incessante do pai adotivo que se lhe confirmava mais terno, à medida que Dona Márcia e a filha se lhe afastavam da comunhão espiritual. (1º Parte - Cap.7) Não há porque aguardar que cresçam. Os filhos adotivos convivem muito bem com a revelação que lhes é feita, se feita com atenção e com ingredientes de carinho, sem a intenção de magoar, de ferir. Alegar-se-á a desencarnação dos verdadeiros pais ou a impossibilidade deles para criá-los, por insuperáveis dificuldades. Deixem-nos sentir que são amados, respeitados como filhos realmente, e nenhum problema advirá além das marcas com que a provação já os assinalou. Raul Teixeira - Jornal Mundo Espírita de agosto de 1986
  • 37. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O Velório – o que fazer e o que não fazer Transcorrido algum tempo sobre o velório em si, vagabundos desencarnados nele tiveram acesso livre. O nível dos pensamentos descambou para a conversação libertina. Nem mesmo a dignidade que a morte infundia ao recinto foi acatada. Relatos jocosos irromperam, suplementados pela chacota dos próprios anedotistas. Um dos presentes comentou, entusiasta, os espetáculos debochados de que fora testemunha, em recente viagem ao estrangeiro, suscitando o interesse de vampirizadores que ouviam as narrações, seduzidos pela tentação de repeti-los, na versão deles próprios. (2º parte - Cap. 5 ) Se fosse possível receber maior cooperação dos amigos encarnados, ser-lhe-ia mais fácil o restabelecimento integral, nesta fase pós-desencarne. No entanto, cada vez que os parentes se debruçam, em pranto, sobre os despojos, Dimas-Espírito é chamado ao cadáver, com prejuízo para a restauração mais rápida. Nossos amigos da esfera carnal são ainda muito ignorantes para o trato com a morte. Quando do velório, ao invés de trazerem pensamentos amigos e reconfortadores, preces de auxilio e vibrações fraternais, atiram aos recém-desencarnados as pedras e os espinhos que deixaram nas estradas percorridas. André Luiz - Obreiros da Vida Eterna – Cap. 13
  • 38. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A Família e o Doente Terminal – como lidar Felizes da Terra! Quando passardes ao pé dos leitos de quantos atravessam prolongada agonia, AFASTAI DO PENSAMENTO A IDÉIA DE LHES ACELERARDES A MORTE!... Ladeando esses corpos amarrotados e por trás dessas bocas mudas, BENFEITORES DO PLANO ESPIRITUAL ARTICULAM PROVIDÊNCIAS, EXECUTAM ENCARGOS NOBILITANTES, pronunciam orações ou estendem braços amigos! Ignorais, por agora, o VALOR DE ALGUNS MINUTOS DE RECONSIDERAÇÃO para o viajor que aspira a examinar os caminhos percorridos, antes do regresso ao aconchego do lar. (2º parte - Cap. 8) Jerônimo poderia aplicar–lhe recursos extremos, mas absteve–se. Inquirido por mim acerca de seus infindos cuidados, explicou, calmo – Ninguém corte, onde possa desatar. (...) Sem qualquer conhecimento das dificuldades espirituais, o médico ministrou a chamada injeção “compassiva”, ante o gesto de profunda desaprovação do meu orientador. Em poucos instantes, o moribundo calou–se. Cavalcante, para o espectador comum, estava morto. Não para nós, entretanto. A personalidade desencarnante estava presa ao corpo inerte, em plena inconsciência e incapaz de qualquer reação. A carga fulminante da medicação de “descanso”, por atuar diretamente em todo o sistema nervoso, atinge também os centros do organismo perispiritual. André Luiz – Obreiros da Vida Eterna – Cap. 18
  • 39. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A Ficha Espiritual – os registros reencarnatórios Cada individualidade reencarnada com vínculos no “Almas Irmãs”, ali se encontra convenientemente fichada, com todo o HISTÓRICO DO QUE ESTÁ REALIZANDO NA REENCARNAÇÃO OBTIDA, no qual se lhes vê o balanço dos créditos conquistados e dos débitos contraídos, balanço esse que é examinável a qualquer momento, para efeito de auxílio maior ou menor aos interessados, segundo a lealdade que demonstrem na desincumbência das obrigações a que se empenharam e conforme o esforço espontâneo que revelem na construção do bem geral. ( 2º Parte - Cap. 9) Segundo Aulus, uma FICHA PSICOSCÓPICA é capaz de determinar a natureza de nossos pensamentos e, por meio de semelhante auscultação, permite aos Benfeitores ajuizar dos nossos méritos ou das nossas necessidades. André Luiz - Nos Domínios da Mediunidade – Cap. 3
  • 40. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A FALÊNCIA CONJUGAL A Vida é a arte do RE-ENCONTRO, muito embora haja tanto desencontro pela vida. O Passado Espiritual Os Tipos de Casamento Sinais de Alarme O Nó e o Laço
  • 41. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A FALÊNCIA CONJUGAL Nos primeiros tempos do consórcio, emergira entre ambos a muralha da discórdia, da discórdia que lhes emanava do âmago, em ondas torvelinhantes de aversão instintiva, cuja existência não haviam sequer pressentido, de leve, antes do casamento. De começo, rixas e discussões. Depois, a indiferença, o cansaço total um do outro. Aventuras unilaterais. Cada qual em seu caminho. Em casa, habitualmente reuniam-se à mesa, a esposa, Marina e ele, à feição de três animais inteligentes, dissimulando o desprezo recíproco, através da convenção ou do chiste. Instalados na sala de visita, os cônjuges entrefitaram-se de estranha maneira. Adversários declarados, em tréguas cordiais. Nos dois, porém, flutuava a desconfiança recíproca. Duas bocas que se entendiam, duas cabeças que discordavam uma da outra. Cada frase vinha pré-fabricada na garganta, dissimulando o pensamento. André Luiz - Sexo e Destino - (1º Parte – Cap. 8) A Vida é a arte do RE-ENCONTRO, muito embora haja tanto desencontro pela vida.
  • 42. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – o Passado Muitos homens e mulheres exigem, por tempo vasto, flores celestes sobre espinhos terrenos, RECLAMANDO DOS OUTROS ATITUDES E DIRETRIZES QUE ELES SÃO, POR ENQUANTO, INCAPAZES DE ADOTAR, e o matrimônio se lhes converte em instituição detestável. Emmanuel – Vinha de Luz – Cap. 137 Habitualmente, renascem juntos, sob os elos da consanguinidade, aqueles que ainda não acertaram as rodas do entendimento, no carro da evolução, a fim de trabalharem com o abençoado buril da dificuldade sobre as arestas que lhes impedem a harmonia. Humberto de Campos – Cartas e Crônicas – Cap. 32 – No Reino Frustrações, conflitos, vinculações extremadas e aversões congênitas de hoje são frutos dos desequilíbrios afetivos de ontem a nos pedirem trabalho e restauração. Emmanuel – Na Era do Espírito – Cap. 27 Habitualmente, o homem recebe a mulher, como a deixou e no ponto em que a deixou no passado próximo, isto é, nas estâncias do tempo que se foi para o continuísmo da obra de resgate ou de elevação no tempo de agora, sucedendo o mesmo referentemente à mulher. Emmanuel –Vida e Sexo – Cap. 12
  • 43. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL - Os Tipos de Casamento  ACIDENTAIS: Encontro de almas inferiorizadas, por efeito de atração momentânea, sem qualquer ascendente espiritual.  PROVACIONAIS: Reencontro de almas, para reajustes necessários à evolução de ambos.  SACRIFICIAIS: Reencontro de alma Iluminada com alma Inferiorizada, com o objetivo de redimi-la.  AFINS: Reencontro de corações amigos, para consolidação de afetos.  TRANSCENDENTES: Almas engrandecidas no Bem e que se buscam para realizações imortais. Martins Peralva - Estudando a Mediunidade - Cap. 18 - Tipos de casamentos Há inúmeros casamentos de expiação, muitos de provas, outros tantos de corrigenda, muitos de fraternidade ou socorro mútuo, alguns de simpatia para tarefas em comum, e raríssimos de verdadeiro amor, onde a reciprocidade e a sintonia perfeita sejam os característicos fundamentais da ligação. Arthur Joviano (Neio Lúcio) - Colheita do Bem – Cap. 11
  • 44. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – Sinais de Alarme Há alguns SINAIS DE ALARME que podem informar a situação de dificuldade antes de agravar a união conjugal: − SILÊNCIOS INJUSTIFICÁVEIS quando os esposos estão juntos; − TÉDIO INEXPLICÁVEL ante a presença do companheiro ou da companheira; − IRA DISFARÇADA quando o consorte ou a consorte emite uma opinião; − SATURAÇÃO DOS TEMAS HABITUAIS, versados em casa, fugindo para intérminas leituras de jornais ou inacabáveis novelas de televisão; − IRRITABILIDADE CONTUMAZ sempre que se avizinha do lar; − DESINTERESSE pelos problemas do outro; − FALTA DE INTERCÂMBIO de opiniões. − ATRITOS CONTÍNUOS que ateiam fagulhas de irascibilidade, capazes de provocar incêndios em forma de agressão desta ou daquela maneira... E muitos outros mais. Joanna de Angelis – Sol de Esperança – Cap. 35 A cultura do exacerbado materialismo desses dias tem ensinado aos indivíduos a fechar ouvidos e corações para o exercício da paciência, da tolerância, do perdão, da perseverança, da cooperação recíproca, no vero cumprimento dos deveres conjugais, e, ao invés disto, há estabelecido o culto ao “meu” prazer, ao “meu” bem-estar, a “minha” satisfação, a “minha” razão e ao “meu” direito, num aterrador domínio egoístico, promotor de inenarráveis tormentos para o porvir. Camilo – Desafios da Educação – Parte 5 – Perg. 56
  • 45. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço As leis humanas CASAM as pessoas para que as pessoas se UNAM segundo as Leis Divinas. Emmanuel – Na Era do Espírito – Cap. 11 Os que se casam, UNEM-SE E NÃO SE FUNDEM, o que determina que cada qual prosseguirá com suas conquistas e gostos, preferências e realidades íntimas, inteiramente “sui generis”. Camilo - Educação e Vivências – Cap. 11
  • 46. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço Se alguém não mais deseja, espontaneamente, seguir contigo, NÃO TE TRANSFORMES EM ALGEMA OU PRISÃO. Cada ser ruma pela rota que melhor lhe apraz e vive conforme lhe convém. Estará, porém, onde quer que vá, sob o clima que merece. TEM PACIÊNCIA E CONFIA EM DEUS. Joanna de Angelis – Após a Tempestade – Cap. 13 Em verdade, o que mantém o matrimônio não é o prazer sexual, sempre fugidio, mesmo quando inspirado pelo amor, mas a amizade, que responde pelo intercâmbio emocional através do diálogo, do interesse nas realizações do outro, na convivência compensadora, na alegria de sentir-se útil e estimado. Joanna de Angelis – Amor, Imbatível Amor – Cap.
  • 47. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais São muito infelizes esses relacionamentos conflituosos, por produzirem desgaste incessante naqueles que se encontram na faixa da normalidade e enredam-se no companheirismo sem uma compensação emocional que os reabasteçam de energias. (...) Quando te sintas envolto por pessoas portadoras desses conflitos, que buscam relacionar- se contigo, evita qualquer tipo de apego, mantendo-te fraterno e amigo, sem que te deixes dominar pelos seus caprichos. Se te deparas envolvido emocionalmente com alguém que apresenta esse distúrbio de comportamento, insiste para que receba tratamento conveniente quanto antes. À medida que o tempo transcorre e a comunhão se torna mais íntima, o indivíduo, havendo perdido o respeito por si mesmo, passa a desconsiderar a pessoa ao seu lado, agredindo-a, malsinando-lhe a existência, atormentando-a seguidamente. Ama sempre, mas não te permitas relacionamentos conflituosos sob a justificativa de que tens a missão de salvar o outro, PORQUE NINGUÉM É CAPAZ DE TORNAR FELIZ AQUELE QUE A SI MESMO SE RECUSA A ALEGRIA DE SER PLENO. Joanna de Ângelis – Diretrizes para o Êxito – Cap. 24 – Relacionamentos Conflituosos FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
  • 48. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço Então o Amor é isso... Não prende, Não escraviza, Não aperta, Não sufoca. Porque quando vira nó, já deixou de ser um laço. Maria Beatriz Marinho dos Anjos
  • 49.  Discernir as Realidades do Passado – encontros & desencontros  Implementar uma Comunicação Amorosa – falar/ouvir  Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio  Não ressuscitar “cadáveres” – tempo de compaixão/perdão  Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir  Vivenciar um Orar Dinâmico – orara é arar  Sentir um Sorriso Esperançoso - Fé/ Esperança/ Paciência/ Caridade SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
  • 50.  Implementar uma Comunicação Amorosa – real/falar  Exercitar uma Afetividade Calorosa – abraço/carinho/ o estar  Estimular uma Sinceridade Doce – conquista do coração  Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio  Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo silêncio  Não Ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão  Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o feliz  Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos!  Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir  Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários  Gerar cumplicidade – responsabilidade/união - pertencimento SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
  • 51.  Discernir as Realidades do Passado – encontros & desencontros/a Doutrina.  Aprimorar a Afetividade – humildade+silêncio+orar/a válvula de segurança. o Implementar uma Comunicação Amorosa – falar/ouvir com o Coração. o Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio. o Utilizar o Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo silêncio o Não ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão. Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o feliz. Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos! aos familiares! – agir e não reagir  Vivenciar o Trabalho-Serviço – transforma o homem/a família. o Vivenciar a Abnegação Familiar – a Caridade em regime de repetição/persistênc o Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários. o Gerar cumplicidade – responsabilidade/união – pertencimento.  Envolver-se num Orar Dinâmico – orar é arar. o Interligar/Compartilhar – com o Cristo/com os Mentores. o Higienizar/Desplumar – obsessão familiar. o Proteger/Bloquear – influenciação sutil/Evangelho no Lar. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
  • 52.  Implementar uma Comunicação Amorosa – real/falar  Exercitar uma Afetividade Calorosa – abraço/carinho/ o estar  Estimular uma Sinceridade Doce – conquista do coração  Respeitar o Silêncio/Espaço do Outro – rodízio do silêncio  Silêncio construtivo – toda perturbação pode ser limitada pelo silêncio  Não Ressuscitar “Cadáveres” – tempo de compaixão/perdão  Esquecimento ativo – esquecer lembrando... – o bom, o alegre, o feliz  Perdão fraterno – ... perdoar aos amigos!  Construir um Trabalho Abnegação – agir e não reagir  Compartilhar tarefas – obrigações/hobbies/horários  Gerar cumplicidade – responsabilidade/união - pertencimento SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – O que fazer
  • 53. Não te afastes dos outros Porque tenhas sofrido. Sem nossos semelhantes, Não sabemos quem somos. Cada pessoa é um teste Que nos situa em prova. Em nossas reações, Vemos a própria imagem. Ama, serve, perdoa E Estarás progredindo. Deus nos envia os outros Para ver como estamos. Emmanuel – Luz Bendita - Pag. 280 - Convivência Aqueles companheiros que nos partilham a experiência do cotidiano SÃO OS MELHORES QUE A DIVINA SABEDORIA NOS CONCEDE, a favor de nós mesmos. Se você encontra uma pessoa difícil em sua intimidade, essa é a criatura exata que as leis da reencarnação lhe trazem ao trabalho de burilamento próprio. André Luiz - Respostas da Vida - Cap. 16 Os outros são as áreas destinadas à complementação e melhoria dos seus próprios reflexos. Através deles, é que você se analisa para observar-se com segurança. Acredite: sempre que os outros nos apareçam à maneira de problemas, somos para eles outros tantos problemas a resolver. André Luiz – Respostas da Vida – Cap. 9 SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais FALÊNCIA CONJUGAL – o Nó e o Laço
  • 54. CONVIVER se escreve com P: PACIÊNCIA, PERDÃO, PARTILHAR, PRUDÊNCIA, PERMUTAR. CONVIVER HARMÔNICO =Σ P... + DISCERNIR + ORAR + SORRIR + TRABALHAR VOCÊ A SUA FAMÍLIA A VIDA Há mais enfermos no mundo do que se supõe que existam. Isto porque, NO REDUTO FAMILIAR RARAMENTE FECUNDAM a conversação edificante, o entendimento fraterno, a tolerância geral, o amor desinteressado... Joanna de Angelis – SOS Família – Cap. 11: Cristo em Casa
  • 55. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA A Simbiose Obsessiva A Responsabilidade Pessoal O Processo de Influência As Consequências – Pessoal e Coletiva PULULAM EM TORNO DA TERRA OS MAUS ESPÍRITOS, em consequência da inferioridade moral de seus habitantes. A ação malfazeja desses Espíritos É PARTE INTEGRANTE DOS FLAGELOS com que a Humanidade se vê a braços neste mundo. Allan Kardec – A Gênese – Cap. 14
  • 56. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Simbiose Obsessiva O verbo enrodilhar-se, na linguagem humana, figura-se o mais adequado à definição daquela ocorrência de POSSESSÃO PARTILHADA, que se nos apresentava ao exame, conquanto não exprima, com exatidão, todo o processo de enrolamento fluídico, em que se imantavam. E afirmamos “possessão partilhada”, porque, efetivamente, ali, UM ASPIRAVA ARDENTEMENTE AOS OBJETIVOS DESONESTOS DO OUTRO, completando-se, euforicamente, na divisão da responsabilidade em quotas iguais. (...) Entretanto, os derradeiros arrazoados esmaeciam. Esbarrondara-se, dentro dele, a última trincheira que lhe cerceava os impulsos. Sujeitou-se de todo à direção do vampirizador que o comandava. COLARAM-SE, FUNDIRAM-SE, ENFIM. André Luiz - Sexo e Destino - 1º Parte - Cap.8
  • 57. Quais são as consequências da Simbiose Obsessiva? Manoel Philomeno de Miranda – Painéis da Obsessão – Cap. 11 A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Simbiose Obsessiva (...) terminando por imantar-se a ele e subjuga-lo em violenta vampirização de forças, de tal modo pertinaz que se justapôs à massa física, numa QUASE SIMBIOSE PARASITÁRIA. (...) Ao largo do tempo, o obsidiado SE ALIENA DOS DEMAIS OBJETIVOS DA VIDA, PERMANECENDO EM FIXAÇÃO INTERIOR DO PENSAMENTO que o constringe, cedendo-lhe a área da razão, do discernimento e deixando-se desvitalizar. (...) Nesse estagio, RARAMENTE FICA A LIGAÇÃO APENAS NO CAMPO PSÍQUICO, porque o invasor assenhoreia-se das forças físicas do paciente, através do períspirito, humanizando-se outra vez, isto é, voltando a vivenciar as conjunturas da realidade carnal. O hospedeiro( o obsedado) deperece, enquanto o hospede( o obsessor) se abastece, FACULTANDO A INSTALAÇÃO DE DOENÇAS NO CORPO SOMÁTICO OU A PIORA DELES, CASO JÁ SE ENCONTRE ENFERMO.
  • 58. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Responsabilidade Pessoal Moreira é uma entidade que obsidia Cláudio Nogueira em tempo integral devido às suas viciações físicas e morais. Cláudio Nogueira é casado com Márcia e tem duas filhas: Marina e Marita (adotiva). Em certa ocasião, Moreira induz Cláudio, dizendo ao seu ouvido: “Beber, meu caro, quero beber!” Cláudio cedeu à sugestão, convicto de que se inclinava para um trago de uísque exclusivamente por si. A entidade o abraça e depois do abraço de profundidade a associação é recíproca. André Luiz – Sexo e Destino
  • 59. As vítimas não terão responsabilidade, portanto nos delitos que, por essa forma, praticarem? Terão, ao contrário, GRANDE RESPONSABILIDADE, visto que encontraram exatamente aquilo que desejaram e procuraram, através dos maus pensamentos que alimentaram e da displicência com que se conduziram... Yvonne Pereira – Devassando o Invisível – Cap. 10 A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – A Responsabilidade Pessoal
  • 60. Quais são as maneiras de como essas interferências se dão? A INDUÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA COLETIVA Gúbio informou que, a determinadas horas da noite, três quartos da população da Crosta se acham nas zonas de contato com os Espíritos e a maior percentagem permaneciam detidos em círculos de baixas vibrações, como aquele. Por aqui -- disse Gúbio --, MUITAS VEZES SE FORJAM DOLOROSOS DRAMAS QUE SE DESENROLAM NOS CAMPOS DA CARNE. GRANDES CRIMES TÊM NESTES SÍTIOS AS RESPECTIVAS NASCENTES e, não fosse o trabalho ativo e constante dos Espíritos protetores que se desvelam pelos homens no labor sacrificial da caridade oculta e da educação perseverante, sob a égide do Cristo, acontecimentos mais trágicos estarreceriam as criaturas. (Cap. 6) A ABSORÇÃO FLUÍDICA/VAMPIRISMO Gúbio respondeu que quase todas as almas humanas situadas naquelas furnas SUGAVAM AS ENERGIAS DOS ENCARNADOS, vampirizando-lhes a vida, qual se fossem lampreias insaciáveis no oceano do oxigênio terrestre. O "furto psíquico", eis o processo de seu sustento junto às comunidades da Terra. (Cap. 4) André Luiz – Libertação – Cap. 4 & 6 A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – O Processo de Influênciação
  • 61. Que malefícios causam estes Espíritos a sociedade ? A estes e a seus congêneres deve a sociedade do Rio de Janeiro GRANDE PERCENTAGEM DOS ACIDENTES VE- RIFICADOS DIARIAMENTE NAS VIAS PÚBLICAS E PELOS DOMICÍLIOS PARTICULARES: atropelamentos, quedas, braços e pernas partidos, queimaduras, suicídios, homicídios, brigas, escândalos, confusões domésticas, assaltos, etc. Yvonne Pereira – Devassando o Invisível – Cap. 10 A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVAS – Consequências Coletivas
  • 62. Quais as atitudes para diminuir ao máximo essa influencia dos Espíritos em nossos pensamentos e atos? •Ore, pedindo a Deus mais luz para vencer as sombras e romperás as cadeias da aflição 1. ORAR INSISTENTEMENTE •Leia uma página edificante, que lhe auxilie o raciocínio na mudança construtiva de idéias. 2. LEITURAS ELEVADAS •Tente contato de pessoas, cuja conversação lhe melhore o clima espiritual. 3. CONVERSAÇÃO EDIFICANTE •Procure um ambiente, no qual lhe seja possível ouvir palavras e instruções que lhe enobreçam os pensamentos 4. APRENDIZADO CONSTANTE •Visite um enfermo, buscando reconforto naqueles que atravessam dificuldades maiores que as suas. 5. TRABALHO FRATERNAL •Ouça uma música enriquecedora, que te leve a reminiscências agradáveis ou a planificações animadoras. 6. DISTRAÇÃO POSITIVA •Pensa no teu futuro ditoso, que te aguarda. 7. MEDITAÇÃO ADEQUADA •Vigie os seus sentimentos, pensamentos e palavras nas relações com os outros. O que damos, recebemos de volta. 8. VIGIAR SENTIMENTOS •Você pode estar sendo algoz sem perceber. Pense nisso constantemente, para melhorar as suas relações com os outros. 9. CONVIVÊNCIA HARMÔNICA André Luiz – Busca e Acharás: Cap. 19 – Joanna de Ângelis – Momentos de Saúde e de Consciência: Cap. 14 – Herculano Pires - Obsessão, Passe, e Doutrinação – 1º Parte - Cap. 8 A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – O Que Fazer
  • 63. Cornélio Pires – Conversa Firme - Cap. 17 No assunto, lembre Jesus Na luminosa lição: “Onde se guarda um tesouro, Tem-se aí o coração” Marco Prisco - Glossário Espírita Cristão – Cap. 14 Acautele-se. Os ESPÍRITOS INFELIZES, de mente ultrajada, VIVEM MAIS COM OS ENCARNADOS DO QUE SE SUPÕE. Misturam-se nas atividades comuns, perambulam no ninho domestico, participam das conversações, seguem com os comensais, de quem dependem em processo legítimo de vampirização. Perturbam-se e perturbam. Sofrem e fazem sofrer. Odeiam e geram ódios. INFELICITADOS, INFELICITAM. A INFLUENCIAÇÃO ESPIRITUAL NEGATIVA – Síntese
  • 64. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO O Passado Espiritual As Emoções do Passado no Presente Responsabilidades Cármicas As Desvinculações O problema do sexo é do espírito e não do corpo, e só pelo espírito será solucionado. Procura, antes de novos débitos, o amantíssimo coração de nosso Pai, através da oração confiante, entregando-te a Ele, para que a sua inefável bondade, que nos criou e dirige, nos dê o indispensável vigor de conduzir o nosso sexo em direção do amor sublime que nos proporcionará a legítima felicidade. Joanna de Ângelis - Espírito e Vida – Cap. 57
  • 65. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais Na obra “Sexo e destino” Nemésio Torres é casado com Beatriz e tem um romance de adultério com Marina Nogueira. Em encarnação passada, Nemésio e Marina também foram amantes nas personagens vividas por Justiniano da Fonseca Teles e Virgínia Castanheira. Na encarnação vivida na obra, ainda nutrem inconscientemente uma atração sexual muito forte que não conseguem controlar, e se envolvem novamente em adultério. André Luiz – Sexo e Destino O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO
  • 66. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O advogado Cláudio Nogueira tem uma forte atração sexual pela sua enteada Marita. Cláudio, não resistindo à atração por Marita, vai ao encontro dela no lugar do seu noivo e lá, num ambiente escuro, acontece o incesto, sem que Marita perceba que se tratava do seu padrasto. Na realidade, Cláudio era seu pai verdadeiro, que a teve com uma de suas empregadas. Após o ocorrido, Marita tenta se suicidar, mas é impedida pela Espiritualidade, mas vítima de um acidente automobilístico, entra em coma. Cláudio, com remorso, procura se reconciliar com sua filha, em coma. Porém, analisando a sua última reencarnação, vamos descobrir que eles foram casados. Ainda nessa existência, Cláudio tinha uma forte atração sexual pela ex mulher, que não conseguiu controlar. André Luiz – Sexo e Destino O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO
  • 67. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais Toda vez que amamos alguém e nós entregamos a esse alguém, no ajuste sexual, ansiando por não nos desligarmos desse alguém, para depois – somente depois - surpreender nesse alguém defeitos e nódoas que antes não víamos, ESTAMOS À FRENTE DE CRIATURA ANTERIORMENTE DILAPIDADA POR NÓS, a ferir-nos justamente nos pontos em que a prejudicamos, no passado, não só a cobrar-nos o pagamento de certas contas, mas, sobretudo, a esmolar-nos compreensão e assistência, tolerância e misericórdia, para que se refaça ante as leis do destino. Emmanuel –Vida e Sexo – Cap. 12 O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – e o Passado
  • 68. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais (...) SOMOS ATRAÍDOS POR DETERMINADAS ALMAS E POR DETERMINADAS QUESTÕES, NEM SEMPRE PORQUE AS ESTIMEMOS EM SENTIDO PROFUNDO, MAS SIM PORQUE O PASSADO A ELAS NOS REÚNE, a fim de que por elas e com elas venhamos a adquirir a experiência necessária à assimilação do verdadeiro amor e da verdadeira sabedoria. É por isso que a maioria dos consórcios humanos, por enquanto, constituem ligações de aprendizado e sacrifício, em que, muitas vezes, as criaturas se querem mutuamente e mutuamente sofrem pavorosos conflitos na convivência umas das outras. André Luiz – Ação e Reação – Cap. 14 O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – e o Passado
  • 69. AS EMOÇÕES REENCARNAM JUNTO COM A PESSOA. Na dinâmica emocional, as vidas passadas respondem pelo maior acervo dos desencontros emocionais reeditados na vida atual. Costumamos dizer que o que se apaga das vidas passadas são os fatos, mas não a memória emocional dos fatos. Traumas de vidas anteriores reencarnam junto no nível emocional. Sérgio Luís da Silva Lopes – Revista A Reencarnação – No 425/2003: A Dinâmica Emocional nas Perturbações Obsessivas A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
  • 70. O ESQUECIMENTO DO PASSADO, na realidade, é um entorpecimento… O QUE FOMOS ONTEM AINDA VIVE NO QUE SOMOS HOJE. Esquecemos detalhes do que fizemos de nós, mas não esquecemos o essencial que, do nosso inconsciente, interfere na nossa vida, como se estivéssemos debaixo de um processo auto-obsessivo… O Evangelho de Chico Xavier – Item 311 A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
  • 71. Fernando Pessoa - Novas Poesias Inéditas – Pag. 42  13/06/1888/Lisboa + 30/11/1935/Lisboa Poeta/Escritor/Dramaturgo FERNANDO PESSOA Não sei quantas almas tenho Cada momento mudei Continuamente me estranho Nunca me vi nem acabei. A EMOÇÕES DO PASSADO E O PRESENTE
  • 72. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais Qualquer ligação sexual, instalada no campo emotivo, ENGENDRA SISTEMAS DE COMPENSAÇÃO VIBRATÓRIA, e o parceiro que lesa o outro, até o ponto em que suscitou os desastres morais consequentes, passa a responder por dívida justa. TODO DESMANDO SEXUAL DANIFICANDO CONSCIÊNCIAS RECLAMA CORRIGENDA, tanto quanto qualquer abuso do raciocínio. Homem que abandone a companheira sem razão ou mulher que assim proceda, gerando desregramentos passionais na vítima, CRIA CERTO ÔNUS CÁRMICO NO PRÓPRIO CAMINHO, pois ninguém causa prejuízo a outrem sem embaraçar a si mesmo. André Luiz - Sexo e Destino - 2º Parte - Cap. 9 O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO– Responsabilidades Cármicas
  • 73. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais Toda vez que determinada pessoa convide outra à comunhão sexual ou aceita de alguém um apelo neste sentido, em bases de afinidade e confiança, ESTABELECE-SE ENTRE AMBAS UM CIRCUITO DE FORÇAS, pelo qual a dupla se alimenta psiquicamente de energias espirituais, em regime de reciprocidade. (...) Criada a ruptura no sistema de permuta das cargas magnéticas de manutenção, de alma para alma, o parceiro prejudicado, se não dispõe de conhecimentos superiores na auto defensiva, entra em pânico, sem que se lhe possa prever o descontrole que, muitas vezes, raia na delinquência. Emmanuel - Vida e Sexo – Cap. 6 - Compromisso Afetivo O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO– Responsabilidades Cármicas
  • 74. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – As Desvinculações A DESVINCULAÇÃO entre os que se amam com a necessidade de SANAR OS ENGANOS E ERROS DO AMOR assume habitualmente o ASPECTO DE DOLOROSA CIRURGIA PSÍQUICA. (...) Essa desvinculação, via de regra, se verifica numa constante digna de nota — a posição de pais e filhos, incluindo-se nela os pais e filhos adotivos. (...) Referimo-nos, porém, ao lar como pouso de desligamento, porque, na Terra, as relações entre pais e filhos e, consequentemente, as relações de ordem familiar constituem clima ideal para a libertação de quantos se jungiram entre si, de modo inconveniente, nos DESREGRAMENTOS EMOTIVOS EM NOME DO AMOR. Emmanuel - Vida e Sexo – Cap. 15 – Desvinculações Desvinculações Sentimentais
  • 75. SEXO e DESTINO – O Livro – Temas Principais O ENVOLVIMENTO AMOROSO/SEXUAL NEGATIVO – As Desvinculações Para muitos companheiros na Terra a DESVINCULAÇÃO NO CAMPO AFETIVO É PROVA DIFÍCIL. DESLIGAMENTO DO GRUPO FAMILIAR, DISTÂNCIA DA CONVIVÊNCIA. Hora da diferenciação de alguém perante outro alguém. Se te vês num momento assim, na posição de quem pode libertar associados de ideal e de afinidade, não hesites no bem por fazer. (...) Aqueles que anseiam por independência e mudança, depois de te compartilharem a vida, SÃO PEDINTES DE TRANQUILIDADE E RENOVAÇÃO. Não precisam tanto de teu ouro e assistência, nome e prestígio. Rogam-te, acima de tudo, escoras de tolerância e bondade, a fim de que te possam deixar sem que o espinheiro da mágoa te nasça no coração. Bendize e auxilia sempre. Os que partem ou se te separam da estrada, no dia a dia, esperam de ti, sobretudo, o patrocínio do amor e o refúgio da bênção. Emmanuel - Na Era do Espírito – Cap. 3 - O apego afetivo Desvinculações Familiares
  • 76. Parentela é escola santa Sempre que a vemos daqui, Cada qual encontra em casa Aquilo que fez de si. Cornélio Pires – Retratos da Vida – Cap. 2 Cornélio Pires  13/07/1884 – Tietê/SP + 17/02/1958 – São Paulo/SP Poeta/Escritor/Jornalista FAMÍLIA – ESPELHO VIVO DO NOSSO PRETÉRITO. Caldeira de refinamento do óleo bruto do Espírito - dilui, em temperatura elevada de tensão irresistível, as paixões rudes fixadas nas peças sensíveis da máquina psíquica. Marco Prisco – Ementário Espírita – Cap. 6 A mensagem espírita, que agora rutila no teu espírito transformado em farol de vivo amor e sabedoria, É O REMÉDIO-CONSOLO PARA TUAS DORES NO LAR, o antídoto e o tratado de armistício para o campo de batalha onde esgrimas com as armas da fé e da bondade, apaziguando, compreendendo, desculpando, confiando em horas e dias melhores para o futuro... Joanna de Angelis - Dimensões da Verdade – Cap. 52
  • 77. ESTAMOS TODOS RE-ENCARNADOS  Re-ajustes/re-harmonização difíceis  Na Transição Planetária NOSSOS FILHOS SÃO ESPÍRITOS  Resgates infanto-juvenis  Crianças da Nova Era  Crianças da Velha Era FAMILIARES APRESENTAM NÍVEIS CONSCIENCIAIS DIFERENTES  Compreensão, entendimento, visão distintos.  Comportamentos diversos FAMÍLIAS COM “FLAGELOS ÍNTIMOS”  Obsessão infanto/juvenis  Depressão infanto-juvenis ESPIRITISMO com Jesus, convidando-nos ao sacrifício e à bondade, ao conhecimento e ao perdão, ACLARANDO A ORIGEM DE NOSSOS ANTAGONISMOS e reportando-nos aos dramas por nós todos já vividos no pretérito, ACENDERÁ UM FACHO DE LUZ EM CADA CORAÇÃO. Humberto de Campos – Luz no Lar - Cap. 5 – No Reino Doméstico SEXO e DESTINO - Síntese
  • 78. O Amor e o Sexo plasmam responsabilidades naturais na consciência de cada um e que ninguém lesa alguém nos tesouros afetivos, sem dolorosas reparações. A sublimação progressiva do sexo, em cada um de nós, é fornalha candente de sacrifícios continuados. Também nós, criatura humana desencarnada, conhecíamos de sobra os lances da batalha interior, em que o adversário somos sempre nós mesmos, na arena das qualidades inferiores que nos tocam sublimar. EMMANUEL (Sexo e Destino – Introdução) FÉLIX (Sexo e Destino – Cap. 5) ANDRÉ LUIZ (Sexo e Destino – 1º parte - Cap. 8) SEXO e DESTINO - Síntese
  • 79. SEXO e DESTINO - Síntese Mestre, não te exoramos a piedade somente para eles, irmãos bem-amados, que consideramos filhos da própria alma! … (...) Suplicamos-te arrimo para todos os que resvalaram nos enganos do sexo desorientado, quando nos ofereceste o sexo por estrela de amor a brilhar, assegurando-nos a alegria de viver e garantindo-nos os recursos da existência! … (...) Restaura as criaturas sacrificadas pelas deserções afetivas, que não souberam encontrar outro recurso senão o suicídio ou o manicômio para ocultarem o martírio moral que lhes transcendeu a capacidade de resistência. (...) Protege os que renasceram desajustados, no clima da inversão, suportando constrangedoras tarefas ou padecendo inibições regenerativas, e recupera os que se reencarnaram nessa prova, sem forças para sustentar as obrigações assumidas, afogando a existência em devassidão. (...) Mestre, digna-te reconduzir ao caminho justo os homens e as mulheres, nossos irmãos, que, dominados pela obsessão ou traídos pela própria fraqueza, não conseguiram manter os compromissos de fidelidade ao tálamo doméstico. (...) Conforta os que exibem mutilações e moléstias resultantes dos excessos ou dos erros passionais que praticaram nesta ou em outras existências. (...) Sustenta os que rogaram antes da reencarnação as lágrimas da solidão afetiva e as receberam na Terra, por medida expiatória aos desmandos sexuais, a que se afeiçoaram, em outras vidas. (...) Tu, que desceste às vielas do mundo para curar os enfermos, sabes que todos aqueles que jornadeiam na Terra, atormentados pela carência de alimentação afetiva ou alucinados pelos distúrbios do sexo, são doentes e infelizes, filhos de Deus, necessitados de tuas mãos! Felix – Sexo e Destino - 2ª Parte - Capítulo 7 – Prece
  • 80. Interligar = Compartilhar = Cristo/Mentores Higienizar = Desplumar = Obsessão = Vc/Família Proteger = Bloquear = Influenciação = Vc/Família ORAR SORRIR TRABALHAR Fé = Confiança = Cristo/Mentores Esperança=Misericórdia=Cristo/dores reduzidas ao mínimo Paciência = Aceitação = desmanchar os nós da Vida Agir = Amor/Atenção/Ouvir/Parar Perseverar = em regime de repetição Agir # Reagir = descontrole Orar é Arar Orar insistentemente Há um reflexo de luz Em cada sorriso Trabalhar é renovar Trabalhar é granjear mérito FÉ ESPERANÇA CARIDADE SEXO e DESTINO - Síntese
  • 81. Quem te afirma que te ama, Sem que o amor se lhe veja. Se apenas quer posse e mando Não ama, apenas deseja. Cornélio Pires  13/07/1884/São Paulo + 17/01/1958/São Paulo Poeta/Escritor/Jornalista Cornélio Pires – Toques da Vida – Cap. 4 - Amor SEXO e DESTINO - Síntese
  • 82. Vemos gente, hoje, no mundo, Que não mais sabe o que quer, É mulher virando homem, Homem virando mulher. Lulu Parola 1866/Salvador + 1942/Salvador Poeta/Escritor/Jornalista Fundador da Academia de Letras da Bahia Aloísio Lopes Pereira de Carvalho (Lulu Parola) – Festa da Paz – Cap. 8 – Quadros da Vida Moderna SEXO e DESTINO - Síntese
  • 83. O amor será livre, um dia, Tecido de paz e luz, Em nos amando uns aos outros, conforme ensinou Jesus. Auta de Souza 1876/Rio Grande do Norte 1901/Rio Grande do Norte Poeta Auta de Souza – Tão Fácil – Cap. 6 – Trovas do Amor Livre SEXO e DESTINO - Síntese
  • 84. Despertar da Consciência no Além Túmulo – Referências SEXO e DESTINO - Referências Nascer, Morrer, Renascer ainda e progredir sempre, tal é a Lei. Allan Kardec “RECAPITULAMOS PARA APRENDER, RECOMEÇAMOS PARA CRESCER”. Marcelo Ribeiro – Sol de Esperança – Cap. 8
  • 85. MATERIAL DE SUPORTE Apresentação Vídeo Texto Arquivo pdf Link Arquivo pdf “O CENTRO ESPÍRITA é um lugar ONDE SE ENSINAM COISAS QUE O MUNDO NÃO ENSINA, a fim de que o comportamento do Espírita seja distinto do comportamento que se verifica na Sociedade”. Raul Teixeira – Jornal Mudo Espírita – 2010 - Fevereiro
  • 86. E-mail : adalberto.acsjr@gmail.com YouTube – O Escriba Espírita : https://www.youtube.com/channel/UCj39fLNXa2nKXfVTNlZ_JGw Blog – O Escriba Espírita : https://escribaespirita.blogspot.com/ Instagram: https://www.instagram.com/adalberto.coelho.silva/?hl=pt-br “APRENDE O BEM VIVER E BEM SABERÁS MORRER. Confúcio (551 a.C. - 479 a.C.),
  • 87.
  • 88. Depois da oração, o livro é a única escada pela qual o Céu pode descer à Terra. Humberto de Campos – Relatos da Vida – Cap. 19 – Livro, dádiva dos Céus ESTUDAR, COMPARAR, APROFUNDAR Allan Kardec – Livro dos Médiuns – Cap. 27 - Item 301 Todo livro digno de apreço é agente precioso que auxilia a viver e acertar. O LIVRO ESPÍRITA, NO ENTANTO, NÃO APENAS AUXILIA A VIVER E ACERTAR, mas igualmente a viver para o bem de todos, o que significa acertar sempre mais na conquista do próprio bem. Emmanuel - Luz no Caminho – Cap. 5
  • 89. É pela educação, mais do que pela instrução, que se transformará a Humanidade. Cultivemos a divulgação da Doutrina Renovadora que nos esclarece e reúne! Com o pão do corpo, estendamos a luz da alma que nos habilite a aprender e compreender, raciocinar e servir. Nossa necessidade básica é de luz própria, de esclarecimento íntimo, de autoeducação, de conversão substancial do “eu” ao Reino de Deus Atenda ao estômago faminto e ao corpo enfermo do companheiro em provação; entretanto, não recuse favorecê-lo com a palavra consoladora e com o livro nobre. LITERATURA ESPÍRITA - Importância
  • 90. LITERATURA ESPÍRITA – Segmentos Literários ROMANCES POEMAS MENSAGENS CIENTÍFICOS DOUTRINÁRIOS INFANTIS Depois da oração, o livro É A ÚNICA ESCADA PELA QUAL O CÉU PODE DESCER À TERRA. Em verdade, quando um povo abandona o livro, começa a penetrar, sem perceber, o vale da estagnação e da morte. Humberto de Campos – Relatos da Vida – Cap. 19 – O Livro, dádiva do Céu
  • 91. Oh! Bendito o que semeia Livros à mão cheia E manda o povo pensar! O livro, caindo n'alma É germe – que faz a palma, É chuva – que faz o mar! (Espumas Flutuantes, 1870) Oh! Bendito quem ensina, Quem luta, quem ilumina, Quem o bem e a luz semeia Nas fainas do evoluir; Terá a ventura que anseia Nas sendas do progredir. (Parnaso de Além-Túmulo, 1930) CASTRO ALVES 1847/1871 O verdadeiro mérito, seja do escritor, seja do orador, consiste em fazer pensar, em provocar nas almas as nobres e santas exaltações, em elevá- las em direção às alturas radiosas onde elas percebem as vibrações do pensamento divino, em uma comunhão suprema. Leon Denis – O Espiritismo na Arte – Parte 4 – Literatura e Oratória A LITERATURA ESPÍRITA - Importância
  • 92. HOSPITAL, recebe enfermos de toda procedência, sem lhe inquirir a doença nem exigir apresentação de carteira de saúde com os antecedentes da moléstia. TEMPLO, escuta os soluços da inquietude e atende o pranto das ansiedades, nascidas nos recessos da alma. ESCOLA, ensina as diretrizes da vida feliz, acenando com os triunfos após o curso rigoroso da auto-elevação. Djalma Montenegro de Farias – Sementeira da Fraternidade – Cap. 55
  • 93. ANDRÉ LUIZ – A OBRA - IMPORTÂNCIA O MUNDO ESPIRITUAL (...) Podemos dividir os períodos que dizem respeito ao desdobramento das revelações espíritas a respeito do mundo transcendente em ANTES E DEPOIS de André Luiz. A DOUTRINA ESPÍRITA E OS LIVROS DE ANDRÉ LUIZ (...) FIEL aos ensinamentos ditados pelos Espíritos superiores e insertos nas obras básicas da Doutrina Espírita, ampliou-os, detalhou-os. A LEI DE CAUSA E EFEITO/O Plantar e o Colher (...) Estudando com profundidade os mecanismos das LEIS DE CAUSA E EFEITO, confirmou as informações contidas na Codificação do Espiritismo. Geraldo Campetti 2015 - FEB Eurípedes Kuhl 2014 – Boa Nova
  • 94. Livros – Chico Xavier + Waldo Viera N° Título Editora Autor Espiritual Ano 1 Evolução em Dois Mundos FEB André Luiz 1958 2 Mecanismos da Mediunidade FEB André Luiz 1959 3 A Vida Escreve FEB Hilário Silva 1960 4 Almas em Desfile FEB Hilário Silva 1960 5 Juca Lambisca FEB Casimiro Cunha 1961 6 O Espírito da Verdade FEB Espíritos Diversos 1961 7 Timbolão FEB Casimiro Cunha 1962 8 Antologia dos Imortais FEB Espíritos Diversos 1962 9 Leis de Amor FEESP Emmanuel 1963 10 Opinião Espírita FEB Emmanuel / André Luiz 1963 11 SEXO E DESTINO FEB André Luiz 1963 12 Desobsessão FEB André Luiz 1964 13 Trovadores do Além FEB Espíritos Diversos 1964 14 Estude e Viva FEB Emmanuel / André Luiz 1965 15 O Espírito de Cornélio Pires FEB Cornélio Pires 1965 Waldo Vieira / Chico Xavier Década 1960
  • 95. • André Luiz Autor • Francisco Cândido Xavier Médium • FEB/1963 Editora/ Ano • “Romance” Mediúnico Gênero Conteúdo • 28 capítulos Estrutura Com um público indescritível que desde muito cedo superlotou completamente o auditório, os corredores, as escadas e o andar inferior da FEB, na Guanabara, FOI FEITO O LANÇAMENTO OFICIAL DO TÃO ESPERADO LIVRO DE VICTOR HUGO “PÁRIAS EM REDENÇÃO”, recebido mediunicamente por Divaldo Franco. Redação - Revista Reformador – 197 – Setembro – Pag. 259 – 16/Junho/1973 SEXO e DESTINO – O Livro - Sinopse Analisa o relacionamento sexual humano, com as implicações na vida do Espírito imortal e nas condições de suas experiências futuras.
  • 96. Despertar da Consciência no Além Túmulo – Referências SEXO e DESTINO - Referências Nascer, Morrer, Renascer ainda e progredir sempre, tal é a Lei. Allan Kardec “RECAPITULAMOS PARA APRENDER, RECOMEÇAMOS PARA CRESCER”. Marcelo Ribeiro – Sol de Esperança – Cap. 8
  • 97. ESTAMOS TODOS RE-ENCARNADOS  Re-ajustes/re-harmonização difíceis  Na Transição Planetária NOSSOS FILHOS SÃO ESPÍRITOS  Resgates infanto-juvenis  Crianças da Nova Era/Crianças da Velha Era FAMILIARES APRESENTAM NÍVEIS CONSCIENCIAIS DIFERENTES  Compreensão, entendimento, visão distintos.  Comportamentos diversos FAMÍLIAS COM “FLAGELOS ÍNTIMOS”  Obsessão infanto/juvenis  Depressão infanto-juvenis ESPIRITISMO com Jesus, convidando-nos ao sacrifício e à bondade, ao conhecimento e ao perdão, ACLARANDO A ORIGEM DE NOSSOS ANTAGONISMOS e reportando-nos aos dramas por nós todos já vividos no pretérito, ACENDERÁ UM FACHO DE LUZ EM CADA CORAÇÃO. Humberto de Campos – Luz no Lar - Cap. 5 – No Reino Doméstico SEXO e DESTINO- Síntese
  • 98. 98 André Luiz– outros Livros c/ Diversos Espíritos O Espírito da Verdade - 1961 Na Era do Espírito – 1973 Entre Irmãos de Outras Terras - 1965 Mãos Marcadas - 1972 Doutrina e Aplicação – 1993 Anuário Espírita - 1992 Chico Xavier Pede Licença – 1972 Astronautas do Além – 1974 Diálogos dos Vivos – 1974 Religião dos Espíritos – 1960 Seara dos Médiuns – 1961 A Justiça Divina – 1962