SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 35
Baixar para ler offline
RESUMO DOS
PONTOS PRINCIPAIS
DOUTRINA ESPÍRITA

                      - INTRODUÇÃO –
                  O LIVRO DOS ESPÍRITOS

(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I e VI)
Doutrina oposta ao materialismo.
Quem quer que acredite ter em si alguma coisa além da
              matéria é espiritualista.
    Tem por base Deus e a sobrevivência da alma.
  Não tem por base a crença nos espíritos e nas suas
                  manifestações.
           (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I)
É o conjunto de                        Todo espírita é
princípios e leis que vem               espiritualista, mas nem
revelar a existência dos
espíritos e suas relações               todos os espiritualistas
 com o mundo material.                       são espíritas.

             (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I)
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI
     - As Causas Primárias Capítulo 1 – Deus)
Eterno             Imutável

                         Imaterial                Único

                        Onipotente
                     Soberanamente Justo e bom

(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
SERES IMATERIAIS.
                        SERES MATERIAIS.
    NORMAL.
                           SECUNDÁRIO.
   PRIMITIVO.
                    PODERIA:DEIXAR DE EXISTIR. -
    ETERNO.
                        NÃO TER EXISTIDO.    8
SOBREVIVE A TUDO.
ENCARNADOS                         DESENCARNADOS




   ESTÃO NOS DIFERENTES               ESTÃO POR TODA A PARTE
   GLOBOS DO UNIVERSO.                NO ESPAÇO AO NOSSO LADO.
Os espíritos desencarnados povoam o universo fora do mundo
material, ou seja, o mundo espiritual que preexiste e sobrevive a tudo.
CONSTITUIÇÃO DO HOMEM
                HÁ NO HOMEM 3 COISAS
ALMA
       PERISPÍRITO
                                 A ALMA


              PERISPÍRITO                ( LAÇO )




            CORPO FÍSICO            O CORPO
             (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
A ALMA      É       UM ESPÍRITO
                    ENCARNADO
         INDIVIDUALIDADE

A ALMA POSSUI SUA INDIVIDUALIDADE
ANTES    DE ENCARNAR E A CONSERVA
 APÓS     A SEPARAÇÃO DO CORPO
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   12
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   13
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
OS DA PRIMEIRA ORDEM:
  SÃO OS ESPÍRITOS SUPERIORES
DISTINGUEM-SE DOS OUTROS
PERFEIÇÃO.
  CONHECIMENTOS.
    PROXIMIDADE DE DEUS.
       PUREZA DE SENTIMENTOS.

         AMOR AO BEM.
ESPÍRITOS INFERIORES
          IDENTIFICAÇÃO
QUANTO MAIS             MAIS INFERIORES.
DISTANCIADOS          EIVADOS DAS NOSSAS
DA PERFEIÇÃO                PAIXÕES:


  ORGULHO, INVEJA, CIÚME, ÓDIO, ETC.
      COMPRAZEM-SE NO MAL.

 ALGUNS          NEM BONS NEM MAUS.
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
SEMPRE


                  NUNCA


(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   19
O PROGRESSO DOS ESPÍRITOS
                                                            PUROS


                                           BONS

                      IMPERFEITOS


     SIMPLES E
    IGNORANTES            TODOS SE MELHORAM

PELA REENCARNAÇÃO PASSAM PELOS DIFERENTES
       GRAUS DA HIERARQUIA ESPÍRITA.
       (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   21
AÇÃO DOS ESPÍRITOS




Constituem uma das potências da natureza.
São a causa de uma multidão de fenômenos.
      (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
- Nos atraem para o bem.                 - Nos impelem para o mal.
- Nos sustentam nas provas.                 - É-lhes um gozo ver-nos
 - Nos ajudam suportá-las.                    assemelhar- nos a eles.
           (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   23
- Influência boa ou má.
          - Cabe a nós discernir as boas
                das más inspirações.
      Por meio : escrita, palavra e outras.
         Quase sempre pelos médiuns
                (Instrumentos).
(Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)   24
COMO DISTINGUIR OS BONS DOS
      MAUS ESPÍRITOS:
       É FACIL : LINGUAGEM
                 DIGNA, NOBRE, ALTA
NOS SUPERIORES    MORAL,PLENA DE
                    SABEDORIA.

OBJETIVAM O MELHORAMENTO E O
     BEM DA HUMANIDADE.
COMO DISTINGUIR OS BONS DOS
      MAUS ESPÍRITOS:
       É FACIL : LINGUAGEM

NOS INFERIORES    TRIVIAL, GROSSEIRA,
                   MALICIOSA, FALSA.

LISONGEIAM A VAIDADE DIVERTEM-SE A
   CUSTA DOS QUE OS INTERROGAM.
ATRAÇÃO DOS ESPÍRITOS
ATRAÍDOS PELA NATUREZA MORAL DO MEIO

            SUPERIORES
                              DESEJO DE SE
 REUNIÕES
             AMOR DO BEM.   INSTRUIR E DE SE
  SÉRIAS.
                              MELHORAR.


      AFASTAM OS INFERIORES.
ATRAÇÃO DOS ESPÍRITOS
ATRAÍDOS PELA NATUREZA MORAL DO MEIO

             INFERIORES




FUTILIDADES, MENTIRAS E MISTIFICAÇÕES.
É A DO CRISTO




FAZER O BEM E NÃO O MAL.
                           29
ENSINAM OS ESPÍRITOS
         SUPERIORES
                 FUTILIDADES
DESLIGAM-NOS      MUNDANAS
 DA MATÉRIA           *
               AMAR O PRÓXIMO
  NOS AVIZINHA DA NATUREZA
         ESPIRITUAL.
ENSINAM OS ESPÍRITOS
       SUPERIORES
               EGOÍSMO.
               ORGULHO.
             SENSUALIDADE.
NOS APROXIMA DA NATUREZA
         ANIMAL.
INFLUÊNCIA DA MATÉRIA
        O ESPÍRITO ENCARNADO SE ACHA
        SOB A INFLUÊNCIA DA MATÉRIA


   QUEM A VENCE:        SE APROXIMA DOS BONS ESPÍRITOS.




QUEM A DEIXA DOMINAR:     SE APROXIMA DOS ESPÍRITOS
                                  IMPUROS.
ENSINAM OS ESPÍRITOS
     SUPERIORES
NÃO HÁ     FALTAS IRREMISSÍVEIS


     A REENCARNAÇÃO SEMPRE PODE
    APAGÁ-LAS CONFORME OS DESEJOS E
               ESFORÇOS.
Fonte: Baseado no Livro dos
     Espíritos – Allan Kardec
  Alguns slides reformulados do
Cefak - http://www.cefak.org.br/
Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Wilma Badan C.G.
 
Fixação mental slide1
Fixação mental  slide1Fixação mental  slide1
Fixação mental slide1
bonattinho
 

Mais procurados (20)

Anjos da Guarda
Anjos da GuardaAnjos da Guarda
Anjos da Guarda
 
O médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnicoO médium e o exercício mediúnico
O médium e o exercício mediúnico
 
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEMEspírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
Espírito, perispírito e corpo físico - IEE - CEM
 
Fluidos e Perispírito
Fluidos e PerispíritoFluidos e Perispírito
Fluidos e Perispírito
 
Palestra laboratório do mundo invisível - seja - daura alves - 2012
Palestra   laboratório do mundo invisível - seja - daura alves - 2012Palestra   laboratório do mundo invisível - seja - daura alves - 2012
Palestra laboratório do mundo invisível - seja - daura alves - 2012
 
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deusEsde    módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
Esde módulo 03 - roteiro 01 - existência de deus
 
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
Roteiro  2   origem e natureza do espíritoRoteiro  2   origem e natureza do espírito
Roteiro 2 origem e natureza do espírito
 
Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Intervenção dos espiritos no mundo corporalIntervenção dos espiritos no mundo corporal
Intervenção dos espiritos no mundo corporal
 
Elementos gerais do universo
Elementos gerais do universoElementos gerais do universo
Elementos gerais do universo
 
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdfFundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
Fundamentos e Finalidade da Reencarnação.pdf
 
Fixação mental slide1
Fixação mental  slide1Fixação mental  slide1
Fixação mental slide1
 
Mundos Transitórios
Mundos TransitóriosMundos Transitórios
Mundos Transitórios
 
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª ParteProgressão dos Espíritos - 1ª Parte
Progressão dos Espíritos - 1ª Parte
 
Obsessao 1
Obsessao 1Obsessao 1
Obsessao 1
 
Pressentimentos
PressentimentosPressentimentos
Pressentimentos
 
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
DOLOROSO REMÉDIO (O MAL E O REMÉDIO)
 
Sono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão EspíritaSono e Sonhos na visão Espírita
Sono e Sonhos na visão Espírita
 
Anjo da guarda
Anjo da guardaAnjo da guarda
Anjo da guarda
 
Missão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terraMissão do ser humano inteligente na terra
Missão do ser humano inteligente na terra
 
Atributos da divindade
Atributos da divindadeAtributos da divindade
Atributos da divindade
 

Destaque

O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10
Graça Maciel
 
A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15
Graça Maciel
 
Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado
meebpeixotinho
 
A vida no mundo espiritual-1,5h
A vida no mundo espiritual-1,5hA vida no mundo espiritual-1,5h
A vida no mundo espiritual-1,5h
home
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
Graça Maciel
 
Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13
Graça Maciel
 
Estudos bíblicos - n.4
Estudos bíblicos - n.4 Estudos bíblicos - n.4
Estudos bíblicos - n.4
Graça Maciel
 
A providencia divina - n.10
A providencia divina - n.10A providencia divina - n.10
A providencia divina - n.10
Graça Maciel
 
Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19
Graça Maciel
 
Surgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismoSurgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismo
Graça Maciel
 
Os livros da bíblia - n 6
Os livros da bíblia - n 6Os livros da bíblia - n 6
Os livros da bíblia - n 6
Graça Maciel
 
Jesus e o templo - n.16
Jesus e o templo - n.16Jesus e o templo - n.16
Jesus e o templo - n.16
Graça Maciel
 
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritosQuarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
CeiClarencio
 

Destaque (20)

O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10O templo e as sinagogas - n 10
O templo e as sinagogas - n 10
 
A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15A multidão e Jesus - n.15
A multidão e Jesus - n.15
 
7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos 7ª Oficina dos sentimentos
7ª Oficina dos sentimentos
 
Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado Esquecimento do Passado
Esquecimento do Passado
 
A vida no mundo espiritual-1,5h
A vida no mundo espiritual-1,5hA vida no mundo espiritual-1,5h
A vida no mundo espiritual-1,5h
 
Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17Jesus e as sinagogas - n.17
Jesus e as sinagogas - n.17
 
Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13Os três batismos - n.13
Os três batismos - n.13
 
Reformador 2007-04
Reformador 2007-04Reformador 2007-04
Reformador 2007-04
 
Estudos bíblicos - n.4
Estudos bíblicos - n.4 Estudos bíblicos - n.4
Estudos bíblicos - n.4
 
A providencia divina - n.10
A providencia divina - n.10A providencia divina - n.10
A providencia divina - n.10
 
A ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãOA ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãO
 
Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19Como Jesus dialogava - n.19
Como Jesus dialogava - n.19
 
Saude integral
Saude integralSaude integral
Saude integral
 
Surgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismoSurgimento do espiritismo
Surgimento do espiritismo
 
Os livros da bíblia - n 6
Os livros da bíblia - n 6Os livros da bíblia - n 6
Os livros da bíblia - n 6
 
Jesus e o templo - n.16
Jesus e o templo - n.16Jesus e o templo - n.16
Jesus e o templo - n.16
 
A Bíblia - n. 3
A Bíblia - n. 3A Bíblia - n. 3
A Bíblia - n. 3
 
A visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíbliaA visão espírita da bíblia
A visão espírita da bíblia
 
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritosQuarto Módulo - 11ª aula   identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
Quarto Módulo - 11ª aula identidade dos espíritos e evocação dos espiritos
 
Allan Kardec
Allan KardecAllan Kardec
Allan Kardec
 

Semelhante a Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita

A Trindade Universal
A Trindade UniversalA Trindade Universal
A Trindade Universal
guestee6037
 
Conheça o espiritismo, em português
Conheça o espiritismo, em portuguêsConheça o espiritismo, em português
Conheça o espiritismo, em português
USE Jabaquara
 

Semelhante a Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita (20)

01 resumo dos pontos principais da doutrina espirita
01 resumo dos pontos principais da doutrina espirita01 resumo dos pontos principais da doutrina espirita
01 resumo dos pontos principais da doutrina espirita
 
Resumo dos pontos principais da doutrina espirita
Resumo dos pontos principais da doutrina espiritaResumo dos pontos principais da doutrina espirita
Resumo dos pontos principais da doutrina espirita
 
Mediunidade Não é Profissão (Comércio Criminoso Com a Mediunidade)
Mediunidade  Não é Profissão (Comércio Criminoso Com a Mediunidade)Mediunidade  Não é Profissão (Comércio Criminoso Com a Mediunidade)
Mediunidade Não é Profissão (Comércio Criminoso Com a Mediunidade)
 
A Trindade Universal
A Trindade UniversalA Trindade Universal
A Trindade Universal
 
Doutrina Espírita - Resumo dos Pontos Principais
Doutrina Espírita - Resumo dos Pontos PrincipaisDoutrina Espírita - Resumo dos Pontos Principais
Doutrina Espírita - Resumo dos Pontos Principais
 
04.[2014] fund i-mod i-rot 4-euzebio aula
04.[2014] fund i-mod i-rot 4-euzebio aula04.[2014] fund i-mod i-rot 4-euzebio aula
04.[2014] fund i-mod i-rot 4-euzebio aula
 
Conheça o espiritismo, em português
Conheça o espiritismo, em portuguêsConheça o espiritismo, em português
Conheça o espiritismo, em português
 
ESTUDO DO LIVRO DOS ESPÍRITOS
ESTUDO DO LIVRO DOS ESPÍRITOSESTUDO DO LIVRO DOS ESPÍRITOS
ESTUDO DO LIVRO DOS ESPÍRITOS
 
Introdução - resumo parte 6
Introdução - resumo parte 6Introdução - resumo parte 6
Introdução - resumo parte 6
 
Reencarnação Oportunidade Divina
Reencarnação Oportunidade DivinaReencarnação Oportunidade Divina
Reencarnação Oportunidade Divina
 
Reencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divinaReencarnação oportunidade divina
Reencarnação oportunidade divina
 
Escala Espírita
Escala EspíritaEscala Espírita
Escala Espírita
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espíritaEsdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
Esdei 01.04 pontos principais da doutrina espírita
 
Conversando o Evangelho - Verdades e dádivas espirituais
Conversando o Evangelho - Verdades e dádivas espirituaisConversando o Evangelho - Verdades e dádivas espirituais
Conversando o Evangelho - Verdades e dádivas espirituais
 
Intervenção dos espiritos no mundo corporal
Intervenção dos espiritos no mundo corporalIntervenção dos espiritos no mundo corporal
Intervenção dos espiritos no mundo corporal
 
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDASINFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
INFLUENCIA DOS ESPIRITOS EM NOSSAS VIDAS
 
Do mundo dos espíritos.pptx
Do mundo dos espíritos.pptxDo mundo dos espíritos.pptx
Do mundo dos espíritos.pptx
 
1 resumo dos ensinamentos dos espiritos
1   resumo dos ensinamentos dos espiritos1   resumo dos ensinamentos dos espiritos
1 resumo dos ensinamentos dos espiritos
 
Mundo espírita ou dos espíritos
Mundo espírita ou dos espíritosMundo espírita ou dos espíritos
Mundo espírita ou dos espíritos
 

Mais de Graça Maciel

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
Graça Maciel
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
Graça Maciel
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
Graça Maciel
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
Graça Maciel
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
Graça Maciel
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
Graça Maciel
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Graça Maciel
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
Graça Maciel
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
Graça Maciel
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
Graça Maciel
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
Graça Maciel
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Graça Maciel
 

Mais de Graça Maciel (20)

Missao dos Espiritas
Missao dos EspiritasMissao dos Espiritas
Missao dos Espiritas
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Regeneração da humanidade
Regeneração da humanidadeRegeneração da humanidade
Regeneração da humanidade
 
Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4Obsessão por fascinação - parte 4
Obsessão por fascinação - parte 4
 
Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3Obsessão por fascinação - parte 3
Obsessão por fascinação - parte 3
 
Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2Obsessão por fascinação - parte 2
Obsessão por fascinação - parte 2
 
Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1Obsessão por fascinação - parte 1
Obsessão por fascinação - parte 1
 
Missão dos espíritas
Missão dos espíritasMissão dos espíritas
Missão dos espíritas
 
Não vim destruir a lei
Não vim destruir a leiNão vim destruir a lei
Não vim destruir a lei
 
Pecado por pensamento
Pecado por pensamentoPecado por pensamento
Pecado por pensamento
 
Amai os vossos inimigos
Amai  os  vossos  inimigosAmai  os  vossos  inimigos
Amai os vossos inimigos
 
Ação da prece
Ação da preceAção da prece
Ação da prece
 
Adoração
AdoraçãoAdoração
Adoração
 
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudaráAjuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
Ajuda-te a ti mesmo que o céu te ajudará
 
Pensamento benévolo
Pensamento benévoloPensamento benévolo
Pensamento benévolo
 
Missão dos Pais
Missão dos PaisMissão dos Pais
Missão dos Pais
 
Obsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritasObsessão nos grupos espíritas
Obsessão nos grupos espíritas
 
Consolador prometido
Consolador prometidoConsolador prometido
Consolador prometido
 
O mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconheceO mau pensamento como se reconhece
O mau pensamento como se reconhece
 
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
Não basta não fazer o mal é preciso fazer o bem.
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (8)

Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Ezequiel - slides powerpoint.pptx
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Daniel - slide powerpoint.pptx
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdfpdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
pdfcoffee.com_ltt-se6sizea4-pdf-free.pdf
 

Resumo dos Pontos Principais Doutrina Espírita

  • 1.
  • 2. RESUMO DOS PONTOS PRINCIPAIS DOUTRINA ESPÍRITA - INTRODUÇÃO – O LIVRO DOS ESPÍRITOS (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I e VI)
  • 3. Doutrina oposta ao materialismo. Quem quer que acredite ter em si alguma coisa além da matéria é espiritualista. Tem por base Deus e a sobrevivência da alma. Não tem por base a crença nos espíritos e nas suas manifestações. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I)
  • 4. É o conjunto de Todo espírita é princípios e leis que vem espiritualista, mas nem revelar a existência dos espíritos e suas relações todos os espiritualistas com o mundo material. são espíritas. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução I)
  • 5. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI - As Causas Primárias Capítulo 1 – Deus)
  • 6. Eterno Imutável Imaterial Único Onipotente Soberanamente Justo e bom (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 7. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 8. SERES IMATERIAIS. SERES MATERIAIS. NORMAL. SECUNDÁRIO. PRIMITIVO. PODERIA:DEIXAR DE EXISTIR. - ETERNO. NÃO TER EXISTIDO. 8 SOBREVIVE A TUDO.
  • 9. ENCARNADOS DESENCARNADOS ESTÃO NOS DIFERENTES ESTÃO POR TODA A PARTE GLOBOS DO UNIVERSO. NO ESPAÇO AO NOSSO LADO. Os espíritos desencarnados povoam o universo fora do mundo material, ou seja, o mundo espiritual que preexiste e sobrevive a tudo.
  • 10. CONSTITUIÇÃO DO HOMEM HÁ NO HOMEM 3 COISAS ALMA PERISPÍRITO A ALMA PERISPÍRITO ( LAÇO ) CORPO FÍSICO O CORPO (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 11. A ALMA É UM ESPÍRITO ENCARNADO INDIVIDUALIDADE A ALMA POSSUI SUA INDIVIDUALIDADE ANTES DE ENCARNAR E A CONSERVA APÓS A SEPARAÇÃO DO CORPO
  • 12. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 12
  • 13. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 13
  • 14. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 15. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 16. OS DA PRIMEIRA ORDEM: SÃO OS ESPÍRITOS SUPERIORES DISTINGUEM-SE DOS OUTROS PERFEIÇÃO. CONHECIMENTOS. PROXIMIDADE DE DEUS. PUREZA DE SENTIMENTOS. AMOR AO BEM.
  • 17. ESPÍRITOS INFERIORES IDENTIFICAÇÃO QUANTO MAIS MAIS INFERIORES. DISTANCIADOS EIVADOS DAS NOSSAS DA PERFEIÇÃO PAIXÕES: ORGULHO, INVEJA, CIÚME, ÓDIO, ETC. COMPRAZEM-SE NO MAL. ALGUNS NEM BONS NEM MAUS.
  • 18. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 19. SEMPRE NUNCA (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 19
  • 20. O PROGRESSO DOS ESPÍRITOS PUROS BONS IMPERFEITOS SIMPLES E IGNORANTES TODOS SE MELHORAM PELA REENCARNAÇÃO PASSAM PELOS DIFERENTES GRAUS DA HIERARQUIA ESPÍRITA. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 21. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 21
  • 22. AÇÃO DOS ESPÍRITOS Constituem uma das potências da natureza. São a causa de uma multidão de fenômenos. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI)
  • 23. - Nos atraem para o bem. - Nos impelem para o mal. - Nos sustentam nas provas. - É-lhes um gozo ver-nos - Nos ajudam suportá-las. assemelhar- nos a eles. (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 23
  • 24. - Influência boa ou má. - Cabe a nós discernir as boas das más inspirações. Por meio : escrita, palavra e outras. Quase sempre pelos médiuns (Instrumentos). (Allan Kardec - O livro dos Espíritos - Introdução VI) 24
  • 25. COMO DISTINGUIR OS BONS DOS MAUS ESPÍRITOS: É FACIL : LINGUAGEM DIGNA, NOBRE, ALTA NOS SUPERIORES MORAL,PLENA DE SABEDORIA. OBJETIVAM O MELHORAMENTO E O BEM DA HUMANIDADE.
  • 26. COMO DISTINGUIR OS BONS DOS MAUS ESPÍRITOS: É FACIL : LINGUAGEM NOS INFERIORES TRIVIAL, GROSSEIRA, MALICIOSA, FALSA. LISONGEIAM A VAIDADE DIVERTEM-SE A CUSTA DOS QUE OS INTERROGAM.
  • 27. ATRAÇÃO DOS ESPÍRITOS ATRAÍDOS PELA NATUREZA MORAL DO MEIO SUPERIORES DESEJO DE SE REUNIÕES AMOR DO BEM. INSTRUIR E DE SE SÉRIAS. MELHORAR. AFASTAM OS INFERIORES.
  • 28. ATRAÇÃO DOS ESPÍRITOS ATRAÍDOS PELA NATUREZA MORAL DO MEIO INFERIORES FUTILIDADES, MENTIRAS E MISTIFICAÇÕES.
  • 29. É A DO CRISTO FAZER O BEM E NÃO O MAL. 29
  • 30. ENSINAM OS ESPÍRITOS SUPERIORES FUTILIDADES DESLIGAM-NOS MUNDANAS DA MATÉRIA * AMAR O PRÓXIMO NOS AVIZINHA DA NATUREZA ESPIRITUAL.
  • 31. ENSINAM OS ESPÍRITOS SUPERIORES EGOÍSMO. ORGULHO. SENSUALIDADE. NOS APROXIMA DA NATUREZA ANIMAL.
  • 32. INFLUÊNCIA DA MATÉRIA O ESPÍRITO ENCARNADO SE ACHA SOB A INFLUÊNCIA DA MATÉRIA QUEM A VENCE: SE APROXIMA DOS BONS ESPÍRITOS. QUEM A DEIXA DOMINAR: SE APROXIMA DOS ESPÍRITOS IMPUROS.
  • 33. ENSINAM OS ESPÍRITOS SUPERIORES NÃO HÁ FALTAS IRREMISSÍVEIS A REENCARNAÇÃO SEMPRE PODE APAGÁ-LAS CONFORME OS DESEJOS E ESFORÇOS.
  • 34. Fonte: Baseado no Livro dos Espíritos – Allan Kardec Alguns slides reformulados do Cefak - http://www.cefak.org.br/