SlideShare uma empresa Scribd logo
Recife, Agosto de 2016 - Ano II - nº 14
CH Notícias
Recife, Agosto de 2016 - Ano II - nº 14
CH Notícias
Leia todas as edições do CH Notícias no Blog:
blogchnoticias.blogspot.com.br
DIA DE DEUS
Pelo espírito Emmanuel
Pensando em Deus, pensa igualmente nos homens, nossos irmãos.
Detém-te, de modo especial, na simpatia e no amparo possível, em
favor daqueles que se fizerem pais ou tutores.
As mães são sempre revelações angélicas de ternura, junto aos so-
nhos de cada filho, mas é preciso não esquecer que os pais também
amam...
Esse perdeu a juventude, carregando as responsabilidades do lar;
aquele se entregou a pesados sacrifícios, apagando a si mesmo,
para que os filhos se titulassem com brilho na cultura terrestre; ou-
tros se escravizaram a filhinhos doentes; muitos foram banidos do
refúgio doméstico, às vezes, pelos próprios descendentes, exilados
que se acham em recantos de imaginário repouso, por trazerem a
cabeça branca por fora, e, em muitas ocasiões alquebrada por den-
tro, sob a carga de lembranças difíceis que conservam em relação
aos infortúnios que atravessaram para que a família sobrevivesse, e,
ainda outros renunciaram à felicidade própria, a fim de se converte-
rem nos guardais da alegria e da segurança de filhos alheios!...
Compadece-te de nossos irmãos, os homens, que não vacilaram
em abraçar amargos compromissos, a benefício daqueles que lhes
receberam os dons da vida.
Ainda mesmo aqueles que se transviaram ou enlouqueceram, sob
a delinquência, na maioria dos casos, nos merecem respeito-
so apreço pelas nobres intenções que os fizeram cair.
A vida comunitária, na Terra de hoje, instituiu datas de ho-
menagens às profissões e pessoas.
Lembrando isso, reconhecemos, por nós, que o Dia das
Mães é o Dia do Amor, mas reconhecemos também que o
Dia dos Pais é o Dia de Deus.
(Mensagem extraída do livro SEARA DE FÉ, psicografado por Fran-
cisco Cândido Xavier)
DIANTE DAS NOTÍCIAS INQUIETANTES
Douglas Souza
As notícias de atentados e massacres chegam com frequência cada vez maior, é legítimo que nos preocu-
pemos, afinal de contas este planeta é a morada que nos foi oferecida para que cumpríssemos esta etapa
de nosso amadurecimento espiritual e as pessoas afetadas são irmãos de jornada que se encontram em
situações de dificuldades, dores ou dúvidas não muito distintas daquelas que sofremos ontem, passamos
hoje ou atravessaremos amanhã.
Na condição de espíritas, temos o dever de nos manter em oração por aqueles que sofrem perdas dolo-
rosas e vigilantes para que nossos pensamentos e ações sejam sempre no sentido de apoiar aqueles que
trabalham no serviço de assistência para minimizar o sofrimento daqueles irmãos mais diretamente envol-
vidos, estejam estes na condição de vítima ou de algoz, situados tanto no plano espiritual quanto no plano
material.
É fundamental que nos conservemos confiantes e esperançosos, apesar dos muitos cenários de dor e terror
que se multiplicam pelo globo, pois somos conhecedores que vivemos um momento de transição planetária,
onde “inteligências infernais”, assim classificadas por Emmanuel, ainda prosseguem “dominando vastos or-
ganismos do mundo”. “Na edificação da política, erguida para manter os princípios da ordem divina, surgem
sob os nomes de discórdia e tirania; no comércio, formado para estabelecer a fraternidade, aparecem com
os apelidos de ambição e egoísmo; nas religiões e nas ciências, organizações sagradas do progresso univer-
sal, acodem pelas denominações de orgulho, vaidade, dogmatismo e intolerância sectária” (Emmanuel).(1)
Neste momento o organismo social convulsiona e se contorce exibindo o resultado cruel daquilo que vem
sendo cultivando por milênios, trata-se da colheita obrigatória, fruto de posturas orgulhosas, comporta-
mentos egoístas e de regras impostas pela força bruta que regularam e ainda regulam a maneira como as
pessoas e os povos se relacionam. Passamos hoje pelas dores necessárias para que seja possível extirpar
das entranhas de nossos corações os males mais sombrios que, uma vez superados, nos permitirá construir
relações sociais plenas e igualitárias, baseadas nas leis de amor, caridade e justiça.
Portanto, não devemos cair na vala comum do desespero injustificado, divulgando mensagens apocalípticas
de pavor e desesperança ou propagandeando teorias do caos. Busquemos nas palavras amorosas do Dr.
Bezerra de Menezes o caminho seguro que nos conduzirá individual e coletivamente à construção de um
mundo melhor:
“Para extinguir a chaga da ignorância, que acalenta a miséria; para dissipar a sombra da cobiça, que gera a
ilusão; para exterminar o monstro do egoísmo, que promove a guerra; para anular o verme do desespero,
que promove a loucura, e para remover o charco do crime, que carreia o infortúnio, o único remédio eficien-
te é o Evangelho de Jesus no coração humano” (Bezerra de Menezes).(2)
______________________________________________________________________________________________
Referências:
(1) XAVIER, Francisco C. Caminho, Verdade e Vida. Pelo Espírito Emmanuel. Brasília: FEB, 2014. Cap. 144 – Que temos com o
Cristo?
(2) XAVIER, Francisco C., VIEIRA, Waldo. O Espírito da Verdade. Por Diversos Espíritos. Brasília: FEB, 2011. Cap. 1 – Problemas do
Mundo.
“Quero trabalhar e conhecer a satisfação dos cooperadores anônimos da feli-
cidade alheia. Procurarei a prodigiosa luz da fraternidade através do serviço às
criaturas, olvidando o próprio nome que deixo para trás por amor a Deus e a elas.
Revisto-me transitoriamente de outra personagem para melhor ensinar e ampa-
rar. Sou André Luiz.”
O autor espiritual ANDRÉ LUIZ, nasceu no Rio de Janeiro, no começo do século XX
em sua última existência terrena. Foi filho de pais ricos, dedicados e generosos. Ain-
da jovem se formou em medicina se especializando em fisiologia e clinicando, por cerca de 15 anos, até vir
a apresentar problemas de saúde.
Ao ser diagnosticado com câncer no sistema gástrico, pelo excesso de bebidas e alimentação inadequada,
passou por duas cirurgias no intestino e, após quarenta dias de muito sofrimento, desencarnou, em 1930
aos quarenta anos de idade (segundo dados colhidos no Livro “Nosso Lar”). Foi casado e teve três filhos, um
menino (o primogênito) e duas meninas.
Após o desencarne prematuro permaneceu, por um longo período de cerca de oito anos, no umbral, sendo
considerado um suicida pelos abusos cometidos, contra si próprio. Foi socorrido e encaminhado para as
“Câmaras de Retificação”1
da Colônia Espiritual denominada “Nosso Lar”. Passo seguinte foi residir com
“Lisias” – espírito amigo que o iniciou nas novas tarefas de capacitação e evolução.
Enfim, é com muito estudo e trabalho que André Luiz, a duros golpes, aprende a ser humilde e a deixar
o orgulho, a arrogância, além do ciúme e outros males morais para trás. É observando, perguntando, me-
ditando, crescendo com as dificuldades e superando os desafios que passa a demostrar interesse na co-
municação com os encarnados de maneira que pudesse fazê-los ver, como era a verdadeira vida no plano
espiritual.
Vencendo os sentimentos inferiores e iniciando uma reforma íntima é que obtém o consentimento para
tão sonhado ideal.
Assim, em 1941, Emmanuel apresenta André Luiz a Chico Xavier para já em 1943 iniciarem os trabalhos de
psicografia.
Em 1944, o Livro “Nosso Lar” (FEB) chega às livrarias na estreia de André Luiz, como espírito escritor, junto
a Chico Xavier, médium de psicografia e com prefácio de Emmanuel.
Foi o início de uma parceria que renderia ao mundo literário, uma nova forma de pensar e ver o “pós mor-
tem”. André Luiz passa a ser conhecido como o repórter do além. Tornou-se o Espírito autor mais frequente
nas obras que Chico psicografou.
De forma revolucionária, “Nosso Lar”, leva ao conhecimento de todos que dele fizerem a leitura, espíritas
ou não, informações sobre a vida, trabalho, interação, estudo, forma de organização e todas as atividades
diárias de uma cidade espiritual. Uma perfeita descrição da vida para além da morte e extinção do corpo
físico.
O trabalho não acabou por aí. Logo depois, uma após outra, foram escritas mais 13 obras que ficariam co-
nhecidas como “Série André Luiz” - A Vida no Mundo Espiritual.
Além desses, André Luiz escreveu outros títulos independentes com temas específicos em parceria com
Emmanuel (06 obras) e outros autores diversos, além de centenas de mensagens ditadas para os livros de
Chico Xavier.
Os títulos da Coleção “A Vida no Mundo Espiritual” são os seguintes, em ordem cronológica:
1. NOSSO LAR
2. OS MENSAGEIROS
3. MISSIONÁRIOS DA LUZ
4. OBREIROS DA VIDA ETERNA
5. NO MUNDO MAIOR
6. LIBERTAÇÃO
7. ENTRE A TERRA E O CÉU
8. NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE
9. AÇÃO E REAÇÃO
10. EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS
11. MECANISMOS DA MEDIUNIDADE
12. SEXO E DESTINO
13. E A VIDA CONTINUA...
Muito importante é saber que André Luiz não possuía esse nome enquanto encarnado. Trata-se de um
pseudônimo, escolhido por ele mesmo, para poder permanecer no anonimato sem a interferência de pos-
síveis curiosidades acerca da sua vida.
O que se tem notícias é que quando, certo dia, ao se comunicar com Chico Xavier, este lhe perguntou o
nome. A resposta foi: “Como é o nome do rapazinho que dorme aí no quarto ao lado?”. Chico respondeu:
“André Luiz” (referindo-se ao seu meio-irmão). O espírito disse: “Então doravante será este o meu nome”.
Emmanuel, no prefácio do Livro “Nosso Lar”, ao se referir ao assunto, explica: “Por vezes, o anonimato é
filho do legítimo entendimento e do verdadeiro amor”....”André precisou, igualmente, cerrar a cortina so-
bre si mesmo.”....”Os que colhem as espigas maduras, não devem ofender os que plantam a distância, nem
perturbar a lavoura verde, ainda em flor”.
Estava formada a parceria que abriria um leque de conhecimentos sobre o mundo espiritual através de
livros escritos com respeito e uma fidelidade extrema à pureza doutrinária.
Por mais de quatro décadas, André Luiz foi o parceiro espiritual de Chico Xavier com ensinamentos lumi-
nosos e esclarecedores. Suas obras são consideradas um Clássico do Espiritismo e nunca ninguém abordou,
relatou ou escreveu algo tão completo e rico sobre o mundo espiritual.
Com o desencarne de Chico não sabemos se André Luiz prosseguirá nessa tarefa nobre e magnífica. Entre-
tanto, já temos a certeza de que não há mais espaço para dúvidas ou suposições. Tudo está detalhadamen-
te escrito nas páginas de uma obra completa, edificante e muito importante para nosso aprimoramento.
Nada mais justo então do que a honra que lhe foi concedida por Clarêncio – Ministro do Auxílio da Colônia
Nosso Lar: “Até hoje, André, você era meu pupilo na cidade; mas, doravante, em nome da Governadoria,
declaro-o cidadão de Nosso Lar”.
______________________________________________________________________________________
1
Câmaras de Retificação são um estágio temporário na recuperação dos espíritos, onde eles são atendidos e auxiliados, até que
possam ser encaminhados para uma nova encarnação ou estejam aptos a desempenharem pequenas tarefas no mundo espiri-
tual. Estão localizadas nos pavimentos inferiores de um grande edifício, nas vizinhanças do Umbral, abrigando Espíritos “que não
toleram as luzes, nem a atmosfera de cima, nos primeiros tempos de moradia em Nosso Lar”.
Coluna publicada em 12/04/1950, no Jornal de Notícias
Fonte: Biblioteca Nacional Digital – Hemeroteca Digital Brasileira
http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=583138&pesq=her-
culano%20pires&pasta=ano%20195
Confraternização para comemoração do Dia das Avós com as Vovós da Casa dos Humildes e
do final das férias com os jovens da Evangelização no Parque Santana
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016
Ascese [do grego áskesis]
1. Exercício prático que leva à realização da virtude, à plenitude
da vida moral. 2. Caminho para a plenitude espiritual, roteiro do
progresso do Espírito.
Cosmogonia [do grego kósmo + gonia Teoria que busca explicar a formação do Universo.
Umbral [do espanhol umbral]
1. Limiar, entrada. 2. Conforme informação do Espírito André Luiz,
uma das regiões inferiores do Mundo Espiritual em que se agre-
gam por sintonia mentes ainda em descompasso com o bem. Ver:
Crosta e Trevas.
Trevas [do latim tenebra]
1. Escuridão absoluta. 2. Conforme informa o Espírito André Luiz,
as regiões mais inferiores conhecidas no Mundo Espiritual.
A equipe da Casa dos Humildes deixa aqui registra-
do um agradecimento a todos os voluntários que
puderam estar presentes nesse dia de comunhão
entre jovens e adultos!
Amor Fraternal
Emmanuel no livro “O Consolador” quando indagado sobre a organização do instituto familiar confirma
que o mesmo tem suas origens no plano espiritual, conforme já nos foi esclarecido no Evangelho Segundo o
Espiritismo. Assim sendo, em nosso planejamento reencarnatório a espiritualidade irá agrupar nas famílias
terrestres os espíritos de acordo com os laços afetivos, contudo por sempre se embasar na lei de causa e
efeito e na necessidade de evolução humana, poder-se-ão estar unidos por laços consanguíneos espíritos
que não sejam afins.
Por isso podem-se ver rivalidades, brigas e até mesmo ódios entre parentes próximos, inclusive entre pais
e filhos, que só poderiam ser explicados pela pluralidade das existências. É por isso que ao assumir o com-
promisso do exercício do espiritismo devemos buscar a fortaleza do amor incondicional ao nosso próximo,
afinal, o conhecimento já nos foi dado, temos agora a obrigação de aplicá-lo.
Então meus irmãos, ao nos depararmos com uma relação difícil em família, devemos nos esforçar e buscar
amar em dobro aquele irmão, que outrora pode ter sido um ente tão querido e próximo e que podemos tê
-lo magoado. Em nossa condição evolutiva esse exercício do amor fraternal representa um desafio, contudo
temos o entendimento de que esse desafio nos foi ofertado por termos a capacidade de vencê-lo.
Se hoje perdemos a paciência com um filho desobediente, ou nos revoltamos com um pai intransigente e
brigamos com um marido irresponsável, que amanhã tenhamos no coração para lhes oferecer a paciência,
o amor, a benevolência, a compreensão e a certeza de que iremos nos reconciliar. Portanto busquemos
amar cada vez mais nossos semelhantes, aspirando o exemplo do Cristo que por amor foi capaz de vir ma-
terialmente ao nosso planeta, eis o remédio mais eficaz para os males que ainda abalam a humanidade.
“Há várias moradas na casa do meu pai.” - Jesus
COLÔNIA ESPIRITUAL é o local para onde vão os espíritos após abandonarem os corpos ma-
teriais, com o desencarne, na sua trajetória evolutiva. São conhecidas também como “Cidade
Espiritual” ou “Mundos Transitórios” que servirão de morada aos espíritos enquanto se prepa-
ram, aguardando a chance de uma nova experiência corpórea.
Existem inúmeras “Colônias Espirituais” espalhadas por todo o globo terrestre. São territórios
fora do âmbito geográfico e acima da crosta terrestre. Estão situadas em regiões umbralinas,
entretanto, não são “Umbral”. São legítimas extensões extraterritoriais dos planos espirituais; verdadeiras zonas de refazimento
e instrução.
As “Cidades Espirituais” que se localizam mais próximas a terra, normalmente são planos transitórios. Existem outros planos
superiores, mais elevados – “regiões da mente pura” e também regiões mais inferiores.
As colônias podem ser de diversos tipos: de estudo, de desenvolvimento, de regeneração, socorristas, científicas, de pesquisa
no autoconhecimento, e várias outras onde o espírito é encaminhado de acordo com sua afinidade para um melhor descanso,
recuperação e preparo para nova jornada de vida material (futuras reencarnações – para a grande maioria) ou para a ascensão
(para a minoria) a planos mais altos.
Existem colônias indígenas, colônias para crianças, prontos socorros e uma imensa gama de outras atividades para atender a
todos os Espíritos necessitados de evolução.
Além disso, devemos verificar que, apesar de sermos todos iguais, será pelos nossos pensamentos, sintonia moral e ideal de
evolução que estabeleceremos para onde seremos enviados.
É nas colônias que os espíritos aprendem a se desligar da matéria, cada um a seu tempo sem nunca perder o caminho da evo-
lução. Lá, sempre existirá um amigo, ou um parente, disposto a receber os que chegam, amparando-os nos momentos iniciais
e ensinando-os o funcionamento da Colônia. Animais também são encontrados, pois que são, como nós, princípios espirituais
em evolução.
Por serem espaços transitórios, neles existe uma relativa felicidade que pode se dizer ser superior a
sentida na terra. Nelas, o Espírito, pelo seu aprendizado e trabalho edificante, tem a santa oportuni-
dade da evolução espiritual no caminho redentor para o Altíssimo.
As colônias são verdadeiras cópias, porém bem melhoradas, das cidades terrestres. Possuem casas,
edifícios, jardins, pomares, árvores, flores, frutos e animais. São estruturadas com ruas, avenidas,
praças, rios, espaços rurais, etc bem como com prédios destinados a escolas, hospitais, espaços cul-
turais, etc.
Existe uma infraestrutura “Política” – com órgãos executivos e diretivos; “Civíl” - de ordem Social, Econômica, Cultural, Educa-
cional, Científica e Artística; e “Religiosa” – atividades filosóficas doutrinárias. Todos os seus titulares são portadores de elevada
formação cristã que trabalham de forma coordenada e em perfeita sintonia. Nenhum destaque é concedido. A união é aspecto
essencial e marcante. Estudo e aperfeiçoamento são bastante valorizados para aprimoramento das atividades junto a coletivi-
dade que orientam.
Com exceção dos convalescentes, todos trabalham, em geral, numa jornada de 8 a 12
horas por semana com 01 dia de descanso. Trabalho de 12 horas só em casos especiais
(serviços sacrificiais). Não existe tempo para o egoísmo e preguiça. O trabalho é ele-
mento moral e propulsor para a evolução.
A remuneração é feita por “Bônus-hora” com a finalidade de aferição de valores me-
ritórios adquirido individualmente e que constará na ficha de serviço de cada Espírito.
Existem, no Brasil, diversas Colônias Espirituais com faixas de vibração variadas ade-
quadas a determinadas finalidades e ao nível moral do ser desencarnado. Todas, sem
exceção, foram desenvolvidas e criadas com a permissão de Deus.
Algumas obras espíritas que tratam de colônias espirituais são: Série: A Vida no Mundo Espiritual, pelo espírito André Luiz, psi-
cografada por Chico Xavier e Waldo Vieira; A série de livros, iniciada por Alvorada Nova, de autoria do espírito Cairbar Schutel
(Abel Glaser), Moradas Espirituais, de Vânia Arantes Damo, e Memórias de um suicida (Yvonne do Amaral Pereira).
Bibliografia do Pentateuco
05 livros fundamentais na Doutrina Espírita
Por Allan Kardec
Encontros no Tempo, da Editora IDE – Instituto de Difusão Espírita.
Esta obra faz parte de uma série de cinco que enfocam entrevistas concedidas por Chico
Xavier, sempre assistido por seu mentor Emmanuel.
Essas entrevistas ocorreram através dos diversos meios de comunicação, tais como: jornais,
rádios e programas de TV.
De Adolfo Bezerra de Menezes.
Carta dirigida a seu irmão Manoel Soares Bezerra, líder católico de Fortaleza, confrontando
as teses cristã e católica, tecendo considerações profundas de filosofia religiosa, cuja abor-
dagem culmina com a apresentação dos antecedentes históricos do espiritismo e princípios
doutrinários como inferno e reencarnação.
É uma epístola de cerca de 100 páginas. Elucida temas como: antecedentes históricos do
Espiritismo, inferno e reencarnação. É uma verdadeira profissão de fé espírita, que bem
reflete todo o convencimento de seu autor.
Associação Espírita Casa dos Humildes
www.casadoshumildes.com
Bruno Tavares Expositor Espírita
www.blogdobrunotavares.wordpress.com
http://www.ceak.org.br/script/espiritaartigos.asp?codigo=5
http://www.autoresespiritasclassicos.com/Chico%20Xavier/Biografia%20do%20Espiritos/Andre%20Luiz/Esp%C3%ADrito%20
de%20Andr%C3%A9%20Luiz%20(Mentor%20de%20Chico%20Xavier).htm
http://www.redeamigoespirita.com.br/profiles/blogs/quem-foi-o-espirito-andre-luiz
http://www.folhaespirita.com.br/v2/index.php?q=node/432
https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Luiz_(esp%C3%ADrito)
http://www.institutoandreluiz.org/entrevista_sobre_andre_luiz.html
http://www.institutoandreluiz.org/andreluiz.html
https://pt.wikipedia.org/wiki/Col%C3%B4nia_espiritual
http://terra2012.com.br/2013/02/colonias-espirituais-localizadas-sobre-a-area-do-brasil/
http://www.deldebbio.com.br/2013/03/14/colonias-espirituais-no-brasil/#more-14008
http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/lista-de-colonias-espirituais-no-brasil/#ixzz4FSHKhG67
http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/lista-de-colonias-espirituais-no-brasil/#.V5Z499IrJdg
www.verdadeluz.com.br/colonias-espirituais-no-brasil/
www.forumespirita.net
http://www.espiritismoempauta.com.br/pagina/colonias-espirituais
CONTATO
Rua Henrique Machado, nº 110
Casa Forte - Recife/PE
(81) 3268-3954
casadoshumildes.com
blogchnoticias.blogspot.com.br
chnoticias@yahoo.com.br
chnoticias2015@gmail.com
EXPEDIENTE
CH Notícias
Nº 14 – Circulação mensal
Distribuição on-line
Recife-PE, 12/Agosto/2016
Presidente: Albonize de França.
Vice-Presidente: Rosa Carneiro.
Deptº de Divulgação Doutrinária: Bruno Tavares.
Deptº de Mediúnico: Amaro Carvalho.
Edição: Bruno Tavares, Julio Rêgo,
	 Mônica Porto e Aline Jordão.	
Projeto Gráfico: Ingrid Cavalcanti.
ATIVIDADES
ATIVIDADES REQUISITOS DIA/HORA
Campanha do Quilo Boa vontade e tolerância. 1º e 3º Domingo de cada mês – 8 h.
Evangelização Infanto-Juvenil
Habilidades na área de educação e de ativi-
dades lúdicas. Boa interação com crianças
e jovens.
Domingo – 16 h.
Passes e vibração Ter feito o curso de passes.
Segundas antes das reuniões
públicas;
Terças, Quartas e Sextas após as reuniões;
Domingos antes e depois das reuniões.
Recepção e atendimento fraterno
Ter feito o curso de passes e ser doutrina-
dor.
Segunda e Quarta – 19 h;
Domingo – 16 h.
Assistência a gestantes
Querer compartilhar saberes e acolher o
próximo.
Quarta – 13 h 30 min e
Um Domingo no mês.
Trabalho mediúnico e doutrinário
Ter feito todos os cursos
básicos e o de passes.
Segunda e Quarta – 19 h 45 min;
Domingo – 16 h
Instrutor e dirigente de reunião
Ter feito os cursos básicos e de passes. Para
instrutor, experiência e comunicação.
Nos dias de curso e de reunião no auditó-
rio.
Assistência às vovozinhas da Casa
dos Humildes
Formação na área da saúde. Para lazer,
nenhum requisito.
De acordo com a disponibilidade.
Biblioteca e Livraria Ser trabalhador da Casa Antes das reuniões públicas.
TI e eletroeletrônicos, manutenção Habilidade na área e vontade de aprender. Antes das reuniões públicas.
CURSOS
Segunda-feira 19 h 45 min
Sala 1 – Curso de Passe
Sala 2 – Curso Trabalhadores: ESTEM
Sala 3 – Iniciantes Curso de Mediunidade
Terça-feira
(a cada 15 dias)
19 h 45 min
EADE – Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita
ESDE – Estudo Sistemático da Doutrina Espírita
Quarta-feira 19 h 45 min
Sala 1 – Iniciantes Básico do Espiritismo
Sala 2 – Curso Trabalhadores: Doutrinação
Sala 3 – Iniciantes Curso de Doutrinação
REUNIÕES PÚBLICAS
Segunda-feira 19 h 45 min Reunião de Consulta espiritual.
Terça-feira 20 h Reunião Pública de Estudo de “O Livro dos Espíritos”.
Terça-feira 20 h Reunião de Vibrações Espirituais.
Quarta-feira 19 h 45 min Reunião Pública de Desobsessão.
Quinta-feira (apenas a 1ª do mês) 19 h 45 min Desobsessão dos Trabalhadores da Casa.
Sexta-feira
19 h 30
Reunião Pública de Estudos Espíritas:
1ª Sexta do mês: André Luiz > Estudando também Chico Xavier;
2ª Sexta: Emmanuel > Estudando também Amélia Rodrigues;
3ª sexta: Joanna de Ângelis > Estudando também Divaldo Franco;
4ª sexta: Bezerra de Menezes > Estudando também Herculano Pires.
Domingo 16 h Evangelização Infantil e Reunião da Juventude Espírita.
Domingo 16h Reunião Pública de Estudo de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”.
Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
Mocidade Bezzerra de Menezes
 
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
Helio Cruz
 
De nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obrasDe nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obras
Helio Cruz
 
Deixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhasDeixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhas
Luciane Belchior
 
De nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obrasDe nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obras
Helio Cruz
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Ricardo Azevedo
 
Abaixo a depressão richard simonetti
Abaixo a depressão   richard simonettiAbaixo a depressão   richard simonetti
Abaixo a depressão richard simonetti
Helio Cruz
 
Avaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino ReligiosoAvaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino Religioso
Éder Oliveira
 
Boletim o pae fevereiro 2016
Boletim o pae fevereiro 2016Boletim o pae fevereiro 2016
Boletim o pae fevereiro 2016
jorge hessen hessen
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
Fatima Carvalho
 
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
Ricardo Akerman
 
Dever
DeverDever
Entusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidadeEntusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidade
Helio Cruz
 
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Atividades Diversas Cláudia
 
Se a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viiiSe a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viii
Marcílio Pereira
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Marcílio Pereira
 
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Marcílio Pereira
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
Sergio Menezes
 
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
mredil
 

Mais procurados (20)

Aula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento ReencarnatórioAula planejamento Reencarnatório
Aula planejamento Reencarnatório
 
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
Um jeito de ser feliz (richard simonetti)
 
De nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obrasDe nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obras
 
Deixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhasDeixai vir a mim as criançinhas
Deixai vir a mim as criançinhas
 
De nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obrasDe nada vale a fé sem obras
De nada vale a fé sem obras
 
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da TerraSérie Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
Série Evangelho no Lar - Cap. 40 - Diante da Terra
 
Abaixo a depressão richard simonetti
Abaixo a depressão   richard simonettiAbaixo a depressão   richard simonetti
Abaixo a depressão richard simonetti
 
Avaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino ReligiosoAvaliação de Ensino Religioso
Avaliação de Ensino Religioso
 
Boletim o pae fevereiro 2016
Boletim o pae fevereiro 2016Boletim o pae fevereiro 2016
Boletim o pae fevereiro 2016
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
 
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
A educação dos filhos (luiz guilherme marques)
 
Dever
DeverDever
Dever
 
Entusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidadeEntusiasmo e responsabilidade
Entusiasmo e responsabilidade
 
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
Prova 7ano ensino religioso 2b pet 2
 
Se a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viiiSe a mediunidade falasse viii
Se a mediunidade falasse viii
 
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)Se a mediunidade falasse iii (oficial)
Se a mediunidade falasse iii (oficial)
 
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
Edição n. 35 do CH Noticias - Maio/2018
 
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014Smf vi antes do consolador  1 setembro 2014
Smf vi antes do consolador 1 setembro 2014
 
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃOBEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
BEM AVENTURADOS OS PUROS DE CORAÇÃO
 
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
Pastoreando uma igreja ferida - Parte 1
 

Destaque

Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Novo chnotícias8 (2)
Novo chnotícias8 (2)Novo chnotícias8 (2)
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Chnotícias4
Chnotícias4Chnotícias4
Ch notícias2
Ch notícias2Ch notícias2
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Chnotícias5 1 (1)
Chnotícias5 1 (1)Chnotícias5 1 (1)
Chnotícias8 (1)
Chnotícias8 (1)Chnotícias8 (1)
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Chnotícias3
Chnotícias3Chnotícias3
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anteriorEdição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Ch notícias1
Ch notícias1Ch notícias1
Edição nº 09 do CH Notícias
Edição nº 09 do CH NotíciasEdição nº 09 do CH Notícias
Edição nº 09 do CH Notícias
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 

Destaque (20)

Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
Edição n. 13 do CH Noticias - Julho/2016
 
Novo chnotícias8 (2)
Novo chnotícias8 (2)Novo chnotícias8 (2)
Novo chnotícias8 (2)
 
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
Edição n. 17 do CH Noticias - Novembro/2016
 
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
Edição n. 26 do CH Notícias - Agosto de 2017
 
Chnotícias4
Chnotícias4Chnotícias4
Chnotícias4
 
Ch notícias2
Ch notícias2Ch notícias2
Ch notícias2
 
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
Edição n. 12 do CH Noticias - Junho/2016
 
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
Edição n. 10 do CH Noticias - Abril/2016
 
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
Edição n. 18 do CH Noticias - Dezembro/2016
 
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
Edição n. 20 do CH Notícias - Fevereiro / 2017
 
Chnotícias5 1 (1)
Chnotícias5 1 (1)Chnotícias5 1 (1)
Chnotícias5 1 (1)
 
Chnotícias8 (1)
Chnotícias8 (1)Chnotícias8 (1)
Chnotícias8 (1)
 
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
Edição n. 11 do CH Noticias - Maio/2016
 
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
Edição n. 19 do CH Notícias - Janeiro/2017
 
Chnotícias3
Chnotícias3Chnotícias3
Chnotícias3
 
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
 
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anteriorEdição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
Edição n. 27 do CH Notícias - Setembro de 2017 - anterior
 
Ch notícias1
Ch notícias1Ch notícias1
Ch notícias1
 
Edição nº 09 do CH Notícias
Edição nº 09 do CH NotíciasEdição nº 09 do CH Notícias
Edição nº 09 do CH Notícias
 
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
Espiritismo - Edição n. 16 do CH Noticias - Outubro/2016
 

Semelhante a Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016

Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espíritaAdolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Silvânio Barcelos
 
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
Jorge Luiz dos Santos
 
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
Izabel Cristina Fonseca
 
Como lidar com a morte
Como lidar com a morte Como lidar com a morte
Como lidar com a morte
Felipe Cruz
 
Entendendo a vida evo consolador
Entendendo a vida evo consoladorEntendendo a vida evo consolador
Entendendo a vida evo consolador
marciot
 
J espiritismo nov-dez-2011
J espiritismo nov-dez-2011J espiritismo nov-dez-2011
J espiritismo nov-dez-2011
Associação Espírita Allan Kardec
 
Ma 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-lineMa 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-line
miguelitoamg220
 
Lançamentos da Editora Planeta
Lançamentos da Editora PlanetaLançamentos da Editora Planeta
Lançamentos da Editora Planeta
Claudia Valeria Ortega
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um poucoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
Ricardo Azevedo
 
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Caio fábio nephilim
Caio fábio   nephilimCaio fábio   nephilim
Caio fábio nephilim
Carlos Alberto Monteiro da Silva
 
Conheça o Espiritismo
Conheça o EspiritismoConheça o Espiritismo
Conheça o Espiritismo
Helio Cruz
 
Sexo e destino
Sexo e destinoSexo e destino
Sexo e destino
Antonio SSantos
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Pery Salgado
 
Boletim 200413
Boletim   200413Boletim   200413
Boletim 200413
Marcio Lira
 
Resumo Cartas de Cristo.pptx
Resumo Cartas de Cristo.pptxResumo Cartas de Cristo.pptx
Resumo Cartas de Cristo.pptx
MarceloBorgesFigueir
 
Evangeliza - Chico Xavier
Evangeliza - Chico XavierEvangeliza - Chico Xavier
Evangeliza - Chico Xavier
Antonino Silva
 

Semelhante a Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016 (20)

Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espíritaAdolescência a complexidade do ser na visão espírita
Adolescência a complexidade do ser na visão espírita
 
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
Edição n. 41 do CH Noticias - Novembro/2018
 
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
ANDRÉ LUIZ "Despertar da Ilusão"
 
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Agosto/2020
 
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
Edição n. 32 do CH NotÍcias - Fevereiro/2018
 
Fe e caridade gec 05 12-2015
Fe e caridade  gec 05 12-2015Fe e caridade  gec 05 12-2015
Fe e caridade gec 05 12-2015
 
Como lidar com a morte
Como lidar com a morte Como lidar com a morte
Como lidar com a morte
 
Entendendo a vida evo consolador
Entendendo a vida evo consoladorEntendendo a vida evo consolador
Entendendo a vida evo consolador
 
J espiritismo nov-dez-2011
J espiritismo nov-dez-2011J espiritismo nov-dez-2011
J espiritismo nov-dez-2011
 
Ma 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-lineMa 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-line
 
Lançamentos da Editora Planeta
Lançamentos da Editora PlanetaLançamentos da Editora Planeta
Lançamentos da Editora Planeta
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um poucoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 2 - Pensa um pouco
 
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
Edição n. 44 do CH Noticias - Fevereiro/2019
 
Caio fábio nephilim
Caio fábio   nephilimCaio fábio   nephilim
Caio fábio nephilim
 
Conheça o Espiritismo
Conheça o EspiritismoConheça o Espiritismo
Conheça o Espiritismo
 
Sexo e destino
Sexo e destinoSexo e destino
Sexo e destino
 
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
Bezerra 40 - 4º trimestre de 2017
 
Boletim 200413
Boletim   200413Boletim   200413
Boletim 200413
 
Resumo Cartas de Cristo.pptx
Resumo Cartas de Cristo.pptxResumo Cartas de Cristo.pptx
Resumo Cartas de Cristo.pptx
 
Evangeliza - Chico Xavier
Evangeliza - Chico XavierEvangeliza - Chico Xavier
Evangeliza - Chico Xavier
 

Mais de CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife

Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife
 

Mais de CH Notícias - Casa dos Humildes - Recife (20)

Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
Edição n. 67 do CH Noticias - Janeiro/2021
 
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
Edição n. 66 do CH Noticias - Dezembro/2020
 
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
Edição n. 65 do CH Noticias - Novembro/2020
 
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
Edição n. 64 do CH Noticias - Outubro/2020
 
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
Edição n. 63 do CH Noticias - Setembro/2020
 
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 61 do CH Noticias - Junho/2020
 
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
Edição n. 60 do CH Noticias - Junho/2020
 
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
Edição n. 59 do CH Noticias - Maio/2020
 
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
Edição n. 58 do CH Noticias - Abril/2020
 
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
Edição n. 57 do CH Noticias - Março/2020
 
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
Edição n. 56 do CH Noticias - Fevereiro/2020
 
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
Edição n. 55 do CH Noticias - Janeiro/2020
 
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
Edição n. 54 do CH Noticias - Dezembro/2019
 
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
Edição n. 53 do CH Notícias - Novembro / 2019
 
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
Edição n. 51 do CH Noticias - Setembro/2019
 
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
Edição n. 50 do CH Noticias - Agosto/2019
 
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019 v2
 
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
Edição n. 49 do CH Noticias - Julho/2019
 
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
Edição n. 48 do CH Noticias - Junho/2019
 
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
Edição n. 47 do CH Noticias - Maio/2019
 

Último

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
DavidBertelli3
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
SanturioTacararu
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
LaerciodeSouzaSilva1
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
Nilson Almeida
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 

Último (20)

A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita RafaelA Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
A Parábola da Figueira Seca - Grupo Espírita Rafael
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.pptEncontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
Encontro ECC - Sacramento Penitência.ppt
 
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptxLição 11 -  Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
Lição 11 - Avivamento e a Missão da Igreja.pptx
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.pptPALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
PALESTRA SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO 09-09-2017 slides.ppt
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
10 Orações Poderosas Ao Espírito Santo
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 

Edição n. 14 do CH Noticias - Agosto/2016

  • 1. Recife, Agosto de 2016 - Ano II - nº 14 CH Notícias Recife, Agosto de 2016 - Ano II - nº 14 CH Notícias Leia todas as edições do CH Notícias no Blog: blogchnoticias.blogspot.com.br DIA DE DEUS Pelo espírito Emmanuel Pensando em Deus, pensa igualmente nos homens, nossos irmãos. Detém-te, de modo especial, na simpatia e no amparo possível, em favor daqueles que se fizerem pais ou tutores. As mães são sempre revelações angélicas de ternura, junto aos so- nhos de cada filho, mas é preciso não esquecer que os pais também amam... Esse perdeu a juventude, carregando as responsabilidades do lar; aquele se entregou a pesados sacrifícios, apagando a si mesmo, para que os filhos se titulassem com brilho na cultura terrestre; ou- tros se escravizaram a filhinhos doentes; muitos foram banidos do refúgio doméstico, às vezes, pelos próprios descendentes, exilados que se acham em recantos de imaginário repouso, por trazerem a cabeça branca por fora, e, em muitas ocasiões alquebrada por den- tro, sob a carga de lembranças difíceis que conservam em relação aos infortúnios que atravessaram para que a família sobrevivesse, e, ainda outros renunciaram à felicidade própria, a fim de se converte- rem nos guardais da alegria e da segurança de filhos alheios!... Compadece-te de nossos irmãos, os homens, que não vacilaram em abraçar amargos compromissos, a benefício daqueles que lhes receberam os dons da vida. Ainda mesmo aqueles que se transviaram ou enlouqueceram, sob a delinquência, na maioria dos casos, nos merecem respeito- so apreço pelas nobres intenções que os fizeram cair. A vida comunitária, na Terra de hoje, instituiu datas de ho- menagens às profissões e pessoas. Lembrando isso, reconhecemos, por nós, que o Dia das Mães é o Dia do Amor, mas reconhecemos também que o Dia dos Pais é o Dia de Deus. (Mensagem extraída do livro SEARA DE FÉ, psicografado por Fran- cisco Cândido Xavier)
  • 2. DIANTE DAS NOTÍCIAS INQUIETANTES Douglas Souza As notícias de atentados e massacres chegam com frequência cada vez maior, é legítimo que nos preocu- pemos, afinal de contas este planeta é a morada que nos foi oferecida para que cumpríssemos esta etapa de nosso amadurecimento espiritual e as pessoas afetadas são irmãos de jornada que se encontram em situações de dificuldades, dores ou dúvidas não muito distintas daquelas que sofremos ontem, passamos hoje ou atravessaremos amanhã. Na condição de espíritas, temos o dever de nos manter em oração por aqueles que sofrem perdas dolo- rosas e vigilantes para que nossos pensamentos e ações sejam sempre no sentido de apoiar aqueles que trabalham no serviço de assistência para minimizar o sofrimento daqueles irmãos mais diretamente envol- vidos, estejam estes na condição de vítima ou de algoz, situados tanto no plano espiritual quanto no plano material. É fundamental que nos conservemos confiantes e esperançosos, apesar dos muitos cenários de dor e terror que se multiplicam pelo globo, pois somos conhecedores que vivemos um momento de transição planetária, onde “inteligências infernais”, assim classificadas por Emmanuel, ainda prosseguem “dominando vastos or- ganismos do mundo”. “Na edificação da política, erguida para manter os princípios da ordem divina, surgem sob os nomes de discórdia e tirania; no comércio, formado para estabelecer a fraternidade, aparecem com os apelidos de ambição e egoísmo; nas religiões e nas ciências, organizações sagradas do progresso univer- sal, acodem pelas denominações de orgulho, vaidade, dogmatismo e intolerância sectária” (Emmanuel).(1) Neste momento o organismo social convulsiona e se contorce exibindo o resultado cruel daquilo que vem sendo cultivando por milênios, trata-se da colheita obrigatória, fruto de posturas orgulhosas, comporta- mentos egoístas e de regras impostas pela força bruta que regularam e ainda regulam a maneira como as pessoas e os povos se relacionam. Passamos hoje pelas dores necessárias para que seja possível extirpar das entranhas de nossos corações os males mais sombrios que, uma vez superados, nos permitirá construir relações sociais plenas e igualitárias, baseadas nas leis de amor, caridade e justiça. Portanto, não devemos cair na vala comum do desespero injustificado, divulgando mensagens apocalípticas de pavor e desesperança ou propagandeando teorias do caos. Busquemos nas palavras amorosas do Dr. Bezerra de Menezes o caminho seguro que nos conduzirá individual e coletivamente à construção de um mundo melhor: “Para extinguir a chaga da ignorância, que acalenta a miséria; para dissipar a sombra da cobiça, que gera a ilusão; para exterminar o monstro do egoísmo, que promove a guerra; para anular o verme do desespero, que promove a loucura, e para remover o charco do crime, que carreia o infortúnio, o único remédio eficien- te é o Evangelho de Jesus no coração humano” (Bezerra de Menezes).(2) ______________________________________________________________________________________________ Referências: (1) XAVIER, Francisco C. Caminho, Verdade e Vida. Pelo Espírito Emmanuel. Brasília: FEB, 2014. Cap. 144 – Que temos com o Cristo? (2) XAVIER, Francisco C., VIEIRA, Waldo. O Espírito da Verdade. Por Diversos Espíritos. Brasília: FEB, 2011. Cap. 1 – Problemas do Mundo.
  • 3. “Quero trabalhar e conhecer a satisfação dos cooperadores anônimos da feli- cidade alheia. Procurarei a prodigiosa luz da fraternidade através do serviço às criaturas, olvidando o próprio nome que deixo para trás por amor a Deus e a elas. Revisto-me transitoriamente de outra personagem para melhor ensinar e ampa- rar. Sou André Luiz.” O autor espiritual ANDRÉ LUIZ, nasceu no Rio de Janeiro, no começo do século XX em sua última existência terrena. Foi filho de pais ricos, dedicados e generosos. Ain- da jovem se formou em medicina se especializando em fisiologia e clinicando, por cerca de 15 anos, até vir a apresentar problemas de saúde. Ao ser diagnosticado com câncer no sistema gástrico, pelo excesso de bebidas e alimentação inadequada, passou por duas cirurgias no intestino e, após quarenta dias de muito sofrimento, desencarnou, em 1930 aos quarenta anos de idade (segundo dados colhidos no Livro “Nosso Lar”). Foi casado e teve três filhos, um menino (o primogênito) e duas meninas. Após o desencarne prematuro permaneceu, por um longo período de cerca de oito anos, no umbral, sendo considerado um suicida pelos abusos cometidos, contra si próprio. Foi socorrido e encaminhado para as “Câmaras de Retificação”1 da Colônia Espiritual denominada “Nosso Lar”. Passo seguinte foi residir com “Lisias” – espírito amigo que o iniciou nas novas tarefas de capacitação e evolução. Enfim, é com muito estudo e trabalho que André Luiz, a duros golpes, aprende a ser humilde e a deixar o orgulho, a arrogância, além do ciúme e outros males morais para trás. É observando, perguntando, me- ditando, crescendo com as dificuldades e superando os desafios que passa a demostrar interesse na co- municação com os encarnados de maneira que pudesse fazê-los ver, como era a verdadeira vida no plano espiritual. Vencendo os sentimentos inferiores e iniciando uma reforma íntima é que obtém o consentimento para tão sonhado ideal. Assim, em 1941, Emmanuel apresenta André Luiz a Chico Xavier para já em 1943 iniciarem os trabalhos de psicografia. Em 1944, o Livro “Nosso Lar” (FEB) chega às livrarias na estreia de André Luiz, como espírito escritor, junto a Chico Xavier, médium de psicografia e com prefácio de Emmanuel. Foi o início de uma parceria que renderia ao mundo literário, uma nova forma de pensar e ver o “pós mor- tem”. André Luiz passa a ser conhecido como o repórter do além. Tornou-se o Espírito autor mais frequente nas obras que Chico psicografou. De forma revolucionária, “Nosso Lar”, leva ao conhecimento de todos que dele fizerem a leitura, espíritas ou não, informações sobre a vida, trabalho, interação, estudo, forma de organização e todas as atividades diárias de uma cidade espiritual. Uma perfeita descrição da vida para além da morte e extinção do corpo físico. O trabalho não acabou por aí. Logo depois, uma após outra, foram escritas mais 13 obras que ficariam co- nhecidas como “Série André Luiz” - A Vida no Mundo Espiritual. Além desses, André Luiz escreveu outros títulos independentes com temas específicos em parceria com Emmanuel (06 obras) e outros autores diversos, além de centenas de mensagens ditadas para os livros de Chico Xavier.
  • 4. Os títulos da Coleção “A Vida no Mundo Espiritual” são os seguintes, em ordem cronológica: 1. NOSSO LAR 2. OS MENSAGEIROS 3. MISSIONÁRIOS DA LUZ 4. OBREIROS DA VIDA ETERNA 5. NO MUNDO MAIOR 6. LIBERTAÇÃO 7. ENTRE A TERRA E O CÉU 8. NOS DOMÍNIOS DA MEDIUNIDADE 9. AÇÃO E REAÇÃO 10. EVOLUÇÃO EM DOIS MUNDOS 11. MECANISMOS DA MEDIUNIDADE 12. SEXO E DESTINO 13. E A VIDA CONTINUA... Muito importante é saber que André Luiz não possuía esse nome enquanto encarnado. Trata-se de um pseudônimo, escolhido por ele mesmo, para poder permanecer no anonimato sem a interferência de pos- síveis curiosidades acerca da sua vida. O que se tem notícias é que quando, certo dia, ao se comunicar com Chico Xavier, este lhe perguntou o nome. A resposta foi: “Como é o nome do rapazinho que dorme aí no quarto ao lado?”. Chico respondeu: “André Luiz” (referindo-se ao seu meio-irmão). O espírito disse: “Então doravante será este o meu nome”. Emmanuel, no prefácio do Livro “Nosso Lar”, ao se referir ao assunto, explica: “Por vezes, o anonimato é filho do legítimo entendimento e do verdadeiro amor”....”André precisou, igualmente, cerrar a cortina so- bre si mesmo.”....”Os que colhem as espigas maduras, não devem ofender os que plantam a distância, nem perturbar a lavoura verde, ainda em flor”. Estava formada a parceria que abriria um leque de conhecimentos sobre o mundo espiritual através de livros escritos com respeito e uma fidelidade extrema à pureza doutrinária. Por mais de quatro décadas, André Luiz foi o parceiro espiritual de Chico Xavier com ensinamentos lumi- nosos e esclarecedores. Suas obras são consideradas um Clássico do Espiritismo e nunca ninguém abordou, relatou ou escreveu algo tão completo e rico sobre o mundo espiritual. Com o desencarne de Chico não sabemos se André Luiz prosseguirá nessa tarefa nobre e magnífica. Entre- tanto, já temos a certeza de que não há mais espaço para dúvidas ou suposições. Tudo está detalhadamen- te escrito nas páginas de uma obra completa, edificante e muito importante para nosso aprimoramento. Nada mais justo então do que a honra que lhe foi concedida por Clarêncio – Ministro do Auxílio da Colônia Nosso Lar: “Até hoje, André, você era meu pupilo na cidade; mas, doravante, em nome da Governadoria, declaro-o cidadão de Nosso Lar”. ______________________________________________________________________________________ 1 Câmaras de Retificação são um estágio temporário na recuperação dos espíritos, onde eles são atendidos e auxiliados, até que possam ser encaminhados para uma nova encarnação ou estejam aptos a desempenharem pequenas tarefas no mundo espiri- tual. Estão localizadas nos pavimentos inferiores de um grande edifício, nas vizinhanças do Umbral, abrigando Espíritos “que não toleram as luzes, nem a atmosfera de cima, nos primeiros tempos de moradia em Nosso Lar”.
  • 5. Coluna publicada em 12/04/1950, no Jornal de Notícias Fonte: Biblioteca Nacional Digital – Hemeroteca Digital Brasileira http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=583138&pesq=her- culano%20pires&pasta=ano%20195
  • 6. Confraternização para comemoração do Dia das Avós com as Vovós da Casa dos Humildes e do final das férias com os jovens da Evangelização no Parque Santana
  • 8. Ascese [do grego áskesis] 1. Exercício prático que leva à realização da virtude, à plenitude da vida moral. 2. Caminho para a plenitude espiritual, roteiro do progresso do Espírito. Cosmogonia [do grego kósmo + gonia Teoria que busca explicar a formação do Universo. Umbral [do espanhol umbral] 1. Limiar, entrada. 2. Conforme informação do Espírito André Luiz, uma das regiões inferiores do Mundo Espiritual em que se agre- gam por sintonia mentes ainda em descompasso com o bem. Ver: Crosta e Trevas. Trevas [do latim tenebra] 1. Escuridão absoluta. 2. Conforme informa o Espírito André Luiz, as regiões mais inferiores conhecidas no Mundo Espiritual. A equipe da Casa dos Humildes deixa aqui registra- do um agradecimento a todos os voluntários que puderam estar presentes nesse dia de comunhão entre jovens e adultos!
  • 9. Amor Fraternal Emmanuel no livro “O Consolador” quando indagado sobre a organização do instituto familiar confirma que o mesmo tem suas origens no plano espiritual, conforme já nos foi esclarecido no Evangelho Segundo o Espiritismo. Assim sendo, em nosso planejamento reencarnatório a espiritualidade irá agrupar nas famílias terrestres os espíritos de acordo com os laços afetivos, contudo por sempre se embasar na lei de causa e efeito e na necessidade de evolução humana, poder-se-ão estar unidos por laços consanguíneos espíritos que não sejam afins. Por isso podem-se ver rivalidades, brigas e até mesmo ódios entre parentes próximos, inclusive entre pais e filhos, que só poderiam ser explicados pela pluralidade das existências. É por isso que ao assumir o com- promisso do exercício do espiritismo devemos buscar a fortaleza do amor incondicional ao nosso próximo, afinal, o conhecimento já nos foi dado, temos agora a obrigação de aplicá-lo. Então meus irmãos, ao nos depararmos com uma relação difícil em família, devemos nos esforçar e buscar amar em dobro aquele irmão, que outrora pode ter sido um ente tão querido e próximo e que podemos tê -lo magoado. Em nossa condição evolutiva esse exercício do amor fraternal representa um desafio, contudo temos o entendimento de que esse desafio nos foi ofertado por termos a capacidade de vencê-lo. Se hoje perdemos a paciência com um filho desobediente, ou nos revoltamos com um pai intransigente e brigamos com um marido irresponsável, que amanhã tenhamos no coração para lhes oferecer a paciência, o amor, a benevolência, a compreensão e a certeza de que iremos nos reconciliar. Portanto busquemos amar cada vez mais nossos semelhantes, aspirando o exemplo do Cristo que por amor foi capaz de vir ma- terialmente ao nosso planeta, eis o remédio mais eficaz para os males que ainda abalam a humanidade. “Há várias moradas na casa do meu pai.” - Jesus COLÔNIA ESPIRITUAL é o local para onde vão os espíritos após abandonarem os corpos ma- teriais, com o desencarne, na sua trajetória evolutiva. São conhecidas também como “Cidade Espiritual” ou “Mundos Transitórios” que servirão de morada aos espíritos enquanto se prepa- ram, aguardando a chance de uma nova experiência corpórea. Existem inúmeras “Colônias Espirituais” espalhadas por todo o globo terrestre. São territórios fora do âmbito geográfico e acima da crosta terrestre. Estão situadas em regiões umbralinas, entretanto, não são “Umbral”. São legítimas extensões extraterritoriais dos planos espirituais; verdadeiras zonas de refazimento e instrução. As “Cidades Espirituais” que se localizam mais próximas a terra, normalmente são planos transitórios. Existem outros planos superiores, mais elevados – “regiões da mente pura” e também regiões mais inferiores. As colônias podem ser de diversos tipos: de estudo, de desenvolvimento, de regeneração, socorristas, científicas, de pesquisa no autoconhecimento, e várias outras onde o espírito é encaminhado de acordo com sua afinidade para um melhor descanso, recuperação e preparo para nova jornada de vida material (futuras reencarnações – para a grande maioria) ou para a ascensão (para a minoria) a planos mais altos. Existem colônias indígenas, colônias para crianças, prontos socorros e uma imensa gama de outras atividades para atender a todos os Espíritos necessitados de evolução. Além disso, devemos verificar que, apesar de sermos todos iguais, será pelos nossos pensamentos, sintonia moral e ideal de evolução que estabeleceremos para onde seremos enviados. É nas colônias que os espíritos aprendem a se desligar da matéria, cada um a seu tempo sem nunca perder o caminho da evo- lução. Lá, sempre existirá um amigo, ou um parente, disposto a receber os que chegam, amparando-os nos momentos iniciais e ensinando-os o funcionamento da Colônia. Animais também são encontrados, pois que são, como nós, princípios espirituais em evolução. Por serem espaços transitórios, neles existe uma relativa felicidade que pode se dizer ser superior a sentida na terra. Nelas, o Espírito, pelo seu aprendizado e trabalho edificante, tem a santa oportuni- dade da evolução espiritual no caminho redentor para o Altíssimo. As colônias são verdadeiras cópias, porém bem melhoradas, das cidades terrestres. Possuem casas, edifícios, jardins, pomares, árvores, flores, frutos e animais. São estruturadas com ruas, avenidas, praças, rios, espaços rurais, etc bem como com prédios destinados a escolas, hospitais, espaços cul- turais, etc.
  • 10. Existe uma infraestrutura “Política” – com órgãos executivos e diretivos; “Civíl” - de ordem Social, Econômica, Cultural, Educa- cional, Científica e Artística; e “Religiosa” – atividades filosóficas doutrinárias. Todos os seus titulares são portadores de elevada formação cristã que trabalham de forma coordenada e em perfeita sintonia. Nenhum destaque é concedido. A união é aspecto essencial e marcante. Estudo e aperfeiçoamento são bastante valorizados para aprimoramento das atividades junto a coletivi- dade que orientam. Com exceção dos convalescentes, todos trabalham, em geral, numa jornada de 8 a 12 horas por semana com 01 dia de descanso. Trabalho de 12 horas só em casos especiais (serviços sacrificiais). Não existe tempo para o egoísmo e preguiça. O trabalho é ele- mento moral e propulsor para a evolução. A remuneração é feita por “Bônus-hora” com a finalidade de aferição de valores me- ritórios adquirido individualmente e que constará na ficha de serviço de cada Espírito. Existem, no Brasil, diversas Colônias Espirituais com faixas de vibração variadas ade- quadas a determinadas finalidades e ao nível moral do ser desencarnado. Todas, sem exceção, foram desenvolvidas e criadas com a permissão de Deus. Algumas obras espíritas que tratam de colônias espirituais são: Série: A Vida no Mundo Espiritual, pelo espírito André Luiz, psi- cografada por Chico Xavier e Waldo Vieira; A série de livros, iniciada por Alvorada Nova, de autoria do espírito Cairbar Schutel (Abel Glaser), Moradas Espirituais, de Vânia Arantes Damo, e Memórias de um suicida (Yvonne do Amaral Pereira). Bibliografia do Pentateuco 05 livros fundamentais na Doutrina Espírita Por Allan Kardec Encontros no Tempo, da Editora IDE – Instituto de Difusão Espírita. Esta obra faz parte de uma série de cinco que enfocam entrevistas concedidas por Chico Xavier, sempre assistido por seu mentor Emmanuel. Essas entrevistas ocorreram através dos diversos meios de comunicação, tais como: jornais, rádios e programas de TV. De Adolfo Bezerra de Menezes. Carta dirigida a seu irmão Manoel Soares Bezerra, líder católico de Fortaleza, confrontando as teses cristã e católica, tecendo considerações profundas de filosofia religiosa, cuja abor- dagem culmina com a apresentação dos antecedentes históricos do espiritismo e princípios doutrinários como inferno e reencarnação. É uma epístola de cerca de 100 páginas. Elucida temas como: antecedentes históricos do Espiritismo, inferno e reencarnação. É uma verdadeira profissão de fé espírita, que bem reflete todo o convencimento de seu autor.
  • 11. Associação Espírita Casa dos Humildes www.casadoshumildes.com Bruno Tavares Expositor Espírita www.blogdobrunotavares.wordpress.com http://www.ceak.org.br/script/espiritaartigos.asp?codigo=5 http://www.autoresespiritasclassicos.com/Chico%20Xavier/Biografia%20do%20Espiritos/Andre%20Luiz/Esp%C3%ADrito%20 de%20Andr%C3%A9%20Luiz%20(Mentor%20de%20Chico%20Xavier).htm http://www.redeamigoespirita.com.br/profiles/blogs/quem-foi-o-espirito-andre-luiz http://www.folhaespirita.com.br/v2/index.php?q=node/432 https://pt.m.wikipedia.org/wiki/Andr%C3%A9_Luiz_(esp%C3%ADrito) http://www.institutoandreluiz.org/entrevista_sobre_andre_luiz.html http://www.institutoandreluiz.org/andreluiz.html https://pt.wikipedia.org/wiki/Col%C3%B4nia_espiritual http://terra2012.com.br/2013/02/colonias-espirituais-localizadas-sobre-a-area-do-brasil/ http://www.deldebbio.com.br/2013/03/14/colonias-espirituais-no-brasil/#more-14008 http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/lista-de-colonias-espirituais-no-brasil/#ixzz4FSHKhG67 http://www.forumespirita.net/fe/pluralidade-dos-mundos-habitados/lista-de-colonias-espirituais-no-brasil/#.V5Z499IrJdg www.verdadeluz.com.br/colonias-espirituais-no-brasil/ www.forumespirita.net http://www.espiritismoempauta.com.br/pagina/colonias-espirituais CONTATO Rua Henrique Machado, nº 110 Casa Forte - Recife/PE (81) 3268-3954 casadoshumildes.com blogchnoticias.blogspot.com.br chnoticias@yahoo.com.br chnoticias2015@gmail.com EXPEDIENTE CH Notícias Nº 14 – Circulação mensal Distribuição on-line Recife-PE, 12/Agosto/2016 Presidente: Albonize de França. Vice-Presidente: Rosa Carneiro. Deptº de Divulgação Doutrinária: Bruno Tavares. Deptº de Mediúnico: Amaro Carvalho. Edição: Bruno Tavares, Julio Rêgo, Mônica Porto e Aline Jordão. Projeto Gráfico: Ingrid Cavalcanti. ATIVIDADES ATIVIDADES REQUISITOS DIA/HORA Campanha do Quilo Boa vontade e tolerância. 1º e 3º Domingo de cada mês – 8 h. Evangelização Infanto-Juvenil Habilidades na área de educação e de ativi- dades lúdicas. Boa interação com crianças e jovens. Domingo – 16 h. Passes e vibração Ter feito o curso de passes. Segundas antes das reuniões públicas; Terças, Quartas e Sextas após as reuniões; Domingos antes e depois das reuniões. Recepção e atendimento fraterno Ter feito o curso de passes e ser doutrina- dor. Segunda e Quarta – 19 h; Domingo – 16 h. Assistência a gestantes Querer compartilhar saberes e acolher o próximo. Quarta – 13 h 30 min e Um Domingo no mês. Trabalho mediúnico e doutrinário Ter feito todos os cursos básicos e o de passes. Segunda e Quarta – 19 h 45 min; Domingo – 16 h Instrutor e dirigente de reunião Ter feito os cursos básicos e de passes. Para instrutor, experiência e comunicação. Nos dias de curso e de reunião no auditó- rio. Assistência às vovozinhas da Casa dos Humildes Formação na área da saúde. Para lazer, nenhum requisito. De acordo com a disponibilidade. Biblioteca e Livraria Ser trabalhador da Casa Antes das reuniões públicas. TI e eletroeletrônicos, manutenção Habilidade na área e vontade de aprender. Antes das reuniões públicas.
  • 12. CURSOS Segunda-feira 19 h 45 min Sala 1 – Curso de Passe Sala 2 – Curso Trabalhadores: ESTEM Sala 3 – Iniciantes Curso de Mediunidade Terça-feira (a cada 15 dias) 19 h 45 min EADE – Estudo Aprofundado da Doutrina Espírita ESDE – Estudo Sistemático da Doutrina Espírita Quarta-feira 19 h 45 min Sala 1 – Iniciantes Básico do Espiritismo Sala 2 – Curso Trabalhadores: Doutrinação Sala 3 – Iniciantes Curso de Doutrinação REUNIÕES PÚBLICAS Segunda-feira 19 h 45 min Reunião de Consulta espiritual. Terça-feira 20 h Reunião Pública de Estudo de “O Livro dos Espíritos”. Terça-feira 20 h Reunião de Vibrações Espirituais. Quarta-feira 19 h 45 min Reunião Pública de Desobsessão. Quinta-feira (apenas a 1ª do mês) 19 h 45 min Desobsessão dos Trabalhadores da Casa. Sexta-feira 19 h 30 Reunião Pública de Estudos Espíritas: 1ª Sexta do mês: André Luiz > Estudando também Chico Xavier; 2ª Sexta: Emmanuel > Estudando também Amélia Rodrigues; 3ª sexta: Joanna de Ângelis > Estudando também Divaldo Franco; 4ª sexta: Bezerra de Menezes > Estudando também Herculano Pires. Domingo 16 h Evangelização Infantil e Reunião da Juventude Espírita. Domingo 16h Reunião Pública de Estudo de “O Evangelho Segundo o Espiritismo”.