SlideShare uma empresa Scribd logo
PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA
                                    SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO
                                 SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO EDUCACIONAL
                            DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA E DIFUSÃO EDUCACIONAL
                                     GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS DIGITAIS


                                        Seqüência Didática

                                                    Ângulos
      Área de Matemática Ciclo I – Etapa Inicial, 1ª e 2ª etapas – (1º, 2º e 3º anos do Ensino
                                  Fundamental de nove anos)
             Objetivo                               Conteúdos                         Critérios de Avaliação

Identificar formas tridimensionais e    Formas tridimensionais: esfera,         Verificar se o estudante:
bidimensionais em diferentes            cone,      cubo,    paralelepípedo,         Identifica e representa figuras
contextos,               percebendo     pirâmide e outras.                      geométricas           estabelecendo
semelhanças e diferenças entre os           Formas          bidimensionais:     relações com objetos do espaço e
objetos do espaço e do plano            quadrado,      retângulo,    círculo,   do plano.
fazendo        descrições      orais,   triângulo e outras.                         Percebe relações simétricas
construções e representações.               Planificação.                       nos objetos do espaço e do plano.
                                            Ampliação e redução.                    Representa proporcionalmente
                                            Simetria.                           objetos do espaço (em malhas,
                                            Noções projetivas: envolvem         maquetes e outros).
                                        relações entre a figura e o sujeito,        Realiza a planificação de
                                        estuda a transformação que              formas como a do cubo e a do
                                        sofrem os objetos ao serem              paralelepípedo, percebendo que
                                        representados.                          suas faces e bases formam figuras
                                                                                bidimensionais conhecidas.



Área de Matemática Ciclo II – 1.ª e 2.ª etapas – (4.º e 5.º anos do Ensino Fundamental de nove
                                              anos)
              Objetivo                               Conteúdos                        Critérios de Avaliação
Identificar características das         Formas tridimensionais: poliedros       Verificar se o estudante:
figuras geométricas por meio de         e corpos redondos.                          Identifica e faz uso das
descrições orais, construções e             Formas          bidimensionais:     relações simétricas nas figuras
representações, percebendo              polígonos e círculos.                   geométricas.
semelhanças e diferenças entre os           Noções projetivas: envolvem             Representa proporcionalmente
objetos do espaço e do plano.           relações entre a figura e o sujeito,    (no plano ou em maquetes)
                                        mantendo              determinados      objetos do espaço.
                                        elementos invariantes (noções de            Realiza             planificações,
                                        direita,esquerda,      em      cima,    percebendo as relações entre as
                                        embaixo, na frente, atrás, etc.)        formas         tridimensionais       e
                                        numa projeção que ocorre com as         bidimensionais.
                                        figuras geométricas quando estas            Identifica as características e
                                        sofrem deslocamentos,mantendo           representa figuras geométricas,
                                        suas características (forma,            estabelecendo        relações     com
                                        dimensão).                              objetos do espaço e do plano.
                                            Planificação.                           Realiza       composições       de
                                            Ampliação e redução.                figuras geométricas utilizando
                                            Simetrias.                          formas         tridimensionais       e
                                                                                bidimensionais.
                                                                                    Percebe e utiliza as noções
                                                                                projetivas e euclidianas em
                                                                                representações.
Diretrizes Curriculares para a Educação Municipal de Ensino, volume 3 Ensino Fundamental, páginas
                                                260,265 e 266


       Com base nas diretrizes, sugerimos esta seqüência didática de encaminhamento
  metodológico que integra vários recursos tecnológicos, principalmente o software
  Micromundos, na sistematização do conteúdo.
       São sugestões para que você professor, utilize em sua totalidade ou no que
  considerar viável.


  •     Levantar o que os alunos já sabem

Sistematizar o conhecimento de direção que os alunos já sabem, através de atividades
simples como:


              Banho de papel-consciência corporal;
              Desenho do corpo contornado em papel bobinas e desenhando as
        características.
              Desenhar no papel as duas mãos, colocar suas características particulares
        (pinta, arranhão) e nomear direita e esquerda.
              Brincar de “vivo-morto” variando para direita para esquerda.
              Nomear coisas que estão a sua direita a sua esquerda. Ir girando o corpo
        90º graus e continuar falando.
              Fazer duas filas, uma de frente para outra. Pedir que levantem a mão
        direita. Comparar com o colega da frente (reversibilidade). . Cumprimentar-se,
        amarrar o sapato, tocar sua orelha esquerda, para que as crianças percebam
        que quando a pessoa está de frente, a direção parece mudar.
              Recortar figura de pessoas e nomear direita e esquerda.
              Perguntar o que está na frente do fulano, a direita de cicrano, trocando as
        pessoas, para que as crianças possam tomar a posição do outro com referência,
        ao invés da sua.
              Observar e desenhar objetos de diferentes ângulos (de cima, de baixo, de
        frente, etc.)
              Fazer a maquete da sala de aula.
Andar sobre linhas dizendo o que está fazendo (indo para frente, virando
     para direita...).
           Registrar o caminho numa folha quadriculada.
           Trabalhar as quantidades com material dourado (unidade, dezena...).
           Trabalhar ângulos, iniciando com a história da convenção dos 360º graus
     (pode-se fazer um livrinho sobre ângulos), coisas que giram e medem 360º.
     Recortar um círculo para mostrar. Girar o corpo. Recortar outro círculo e dividi-lo
     ao meio = 180º graus. Girar o corpo. Objetos que têm formato, dividir o 180º ao
     meio = 90º graus e dividi-lo ao meio = 45 º graus.
           Girando o corpo. Coisas com formato onde encontramos este formato. É
     muito importante trabalhar com as crianças a noção de giro e de medida do
     ângulo.
           Entregar folha com um caminho desenhado para que as crianças
     escrevam os comandos e testem no computador com a tartaruga riscando.
           Fazer desenhos simples no chão para que as crianças andem sobre eles,
     desenhem no papel, escrevam os comandos e testem no computador.
           Atividade em que uma criança programa em uma folha para outra
     executar.


  . Definir a problematização


  Partindo do que os alunos demonstraram na atividade, conversar sobre a aplicação
  de todos estes conceitos realizados por ele, mas por meio do computador.


  Aplicar atividades de direção e ângulos, utilizando atividades virtuais como:
Com o transferidor eletrônico, os alunos poderão identificar o número corresponde a
cada grau.

Apresentar aos alunos o transferidor, para que eles analisem o que pode ser feito com
este instrumento.
Instigar os alunos com os seguintes questionamentos:

     Para que eles acham, que serve este instrumento;
     Do que é composto o instrumento;
  Uma vez identificado o objetivo do instrumento, manipular, medindo os graus de
  objetos da sala de aula.
  Para ter uma visão das linhas e dos ângulos, os alunos poderão simular os ângulos
  com o transferidor eletrônico.
http://web.educom.pt/pr1305/mat_geometri_angulos.medir3.swf(transferidor
eletrônico)




  Após este manuseio, propor um desafio do Micromundos. Criar botões com a
  programação de mudar direção.
  DESAFIO 1
  LABIRINTO RETÂNGULAR:
  COMANDO: MUDEDC (mude direção)




  DESAFIO 2
  LABIRINTO CIRCULAR
Encaminhamentos
    Utilizando     o      jogo                   Addboo       (disponível    em
    http://terrabrasil.softonic.com/ie/11684/Adiboo ) Software Demo, que trabalha
    noções de direção e orientação espacial (para frente, direita e esquerda)
    utilizando tábuas para que a tartaruga coma as alfaces.
De cá pra lá, de lá pra cá (disponível em 11/12/08
http://revistaescola.abril.com.br/multimidia/pag_jogos/gal_jogos_279550.shtm
l) Software Free que trabalha com orientação e ângulos ( 45º e 90º)
Geoplano para a construção de formas geométricas e identificação dos ângulos
        de cada forma construída.


Geoplano virtual http://www.jlsigrist.com/appletgeoplan.html (retangular)




http://nlvm.usu.edu/es/nav/frames_asid_127_g_2_t_3.html?open=activities (circular)




Sistematização


Utilizando o software Micromundos, propor aos alunos que criem as figuras geométricas.
Segue o roteiro explicando o por que do uso dos ângulos pedidos:
Quadrado



Um quadrado é um quadrilátero (polígono de 4 lados) regular.

1. Use o lápis: UL

2. Para frente: PF 100

3. Agora trabalharemos com os ângulos. Já que os ângulos internos de um quadrado
medem 90º, então a tartaruga terá que girar 90º em relação a sua posição inicial: PD
90.

4. Agora basta repetir estes processos até que o quadrado possa ser finalizado.

5. Pode-se mostrar o comando REPITA: repita 4 [ PF 100 PD 90]




         Triângulo



Triângulo é a figura geométrica que ocupa o espaço interno limitado por três linhas
retas que concorrem, duas a duas, em três pontos diferentes formando três lados e três
ângulos internos que somam 180.

O Triângulo Equilátero possui todos os lados congruentes. Um triângulo equilátero é
também equiângulo: todos os seus ângulos internos são congruentes (medem 60°),
deste modo pode-se afirmar que o triângulo equilátero é um polígono regular (assim
como os demais que vamos trabalhar).

1. Use o lápis: UL


2. Sabendo que um ângulo reto possui 90º e que os ângulos internos de um triângulo
eqüilátero medem 60º, a tartaruga deve ser posicionada a 30º (angulo externo 90º -
60º do ângulo interno). Para isso usaremos o comando PD (para direita).


3. Agora vamos traçar a primeira reta do triângulo através do comando PF (para frente)
em 100 passos.


4. Vamos agora girar a tartaruga para traças a segunda reta. Então para que o ângulo
interno seja 60º iremos subtrair 60º de 180º, restando 120º. A seguir avance 100
passos.


5. Agora basta repetir os mesmos procedimentos e finalizar a construção do triângulo.



6. Pode-se mostrar o comando REPÍTA: PD 30 repita 3 [ PF 100 PD 120]
Pentágono


Pentágono é um polígono com cinco lados. A soma dos ângulos internos do pentágono
é 540º, ou seja, num pentágono regular cada ângulo interno tem a medida de 108º.


1. Use o lápis: UL


2. Para facilitar a construção do pentágono, tracemos inicialmente à base: PD 90 PF 100


3. 180º - 108º resultaria em 72º que será o ângulo externo da base até a segunda reta
do pentágono. (PE 72)


4. Agora basta repetir o processo. Repetindo o processo 5 vezes o pentágono será
finalizado.



5. Pode-se mostrar o comando REPÍTA: PD 90 repita 5 [ PF 100 PE 72]
Círculo

Nos exemplos anteriores foi possível perceber que há a possibilidade de desenhar
inúmeras formas geométricas apenas com comandos básicos como PF, PD e PE. Porém,
em formas mais complexas, podemos usufruir de outros comandos.

Traçaremos agora uma circunferência, mas quantos lados uma circunferência possui?
Depois de todas estas atividades seria comum que seus alunos lhe fizessem este
questionamento , mas qual seria a resposta ideal?

Em qualquer livro de matemática encontraríamos algum conceito parecido com: uma
circunferência é o lugar geométrico de todos os pontos de um plano que estão a uma
certa distância, chamada raio, de um certo ponto, chamado centro. Mas pensemos: Está
seria a melhor abordagem para alunos que estão iniciando o estudo desta matéria?
Questionemos a nós mesmos como educadores.

Seguindo a mesma linha dos exemplos anteriores, mostrando que uma circunferência é
formada por lados sim, porém e formada por n lados. Uma boa estratégia seria mostrar
os exemplos anteriores e fazer com que os alunos percebam que o quadrado (4 lados) é
mais parecido com a circunferência do que o triângulo (3 lados) e que o pentágono esta
mais parecido com a circunferência do que o quadrado (4 lados), ou seja, quanto mais
lados o polígono tiver, mais próximo de uma circunferência ele será.

1. Use o lápis: UL

2. Conheceremos o comando repita, utilizado para repetir inúmeros processos
automaticamente, pois para desenhar a circunferência iremos usar ângulos bem
pequenos e avançar a menor unidade possível. Portanto avançaremos 1 unidade e
giraremos 1 unidade, mas para fecharmos a circunferência teremos que repetir tais
processos 360 vezes. ( REPITA 360 [ PF 1 PD 1 ] )

3. Agora os alunos podem experimentar, vejamos o que acontece se aumentarmos o
ângulo. Vejam que se a tartaruga girar um ângulo maior, quer dizer que mais
rapidamente fecharemos à circunferência, traçando uma circunferência menor. E se
aumentarmos as unidade para frente à circunferência será maior.
Aproveitando o trabalho com os ângulos, pode-se propor uma parceria com a linguagem
artística.
Usando o quadro da Tarsila do Amaral , São Paulo 1924, os alunos poderão analisar as
figuras geométrico contidas nesta obra.
Utilizar os comandos do Logo , para fazer a releitura da obra.




             Disponível em 15/12/2008 em www.giovanasperb.pbwiki.com/f/DSC00779.JPG
•   Avaliação – Critérios


    Realizou as atividades proposta de investigação de conteúdo;
    Compreendeu seu corpo como referência;
    Compreendeu as noções de direção;
    Percebeu a necessidade dos ângulos
    Participou dos debates;
    Realizou os desafios propostos
    Realizou as atividades virtuais com autonomia;
    Utilizou os comandos da Linguagem Logo, para a construção de figuras
    geométricas;
    Construiu no software Micromundos uma apresentação com releitura da
    representação artística.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exerciciosMat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
trigono_metria
 
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-ano
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-anoProva brasil-descritores-de-matematica-9-ano
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-ano
SEMEC DIED
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreas
Colégio Parthenon
 
Frações
FraçõesFrações
Frações
lveiga
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
Geraldo PROFESSOR
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
Newton Sérgio Lima
 
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
lenezinha
 
Circunferencia exercicios
Circunferencia   exerciciosCircunferencia   exercicios
Circunferencia exercicios
Diomedes Manoel
 
Porcentagem
PorcentagemPorcentagem
Porcentagem
Letinha47
 
Exercícios de paralelepípedo e cubo
Exercícios de paralelepípedo e cuboExercícios de paralelepípedo e cubo
Exercícios de paralelepípedo e cubo
Fabiana Gonçalves
 
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Secretaria de Estado de Educação do Pará
 
Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19
Prof. Materaldo
 
Multiplicação e divisão de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionaisMultiplicação e divisão de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionais
MariaJoão Agualuza
 
Coordenadas
CoordenadasCoordenadas
Ponto, reta e plano
Ponto, reta e planoPonto, reta e plano
Ponto, reta e plano
rubensdiasjr07
 
Frações Equivalentes
Frações EquivalentesFrações Equivalentes
Frações Equivalentes
Helen Batista
 
Equação 1° grau
Equação 1° grauEquação 1° grau
Equação 1° grau
190384221087
 
5°ano expressões numéricas ii
5°ano expressões numéricas ii5°ano expressões numéricas ii
5°ano expressões numéricas ii
Rosângela Ferreira Luz
 
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
Ilton Bruno
 
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversalÂgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
Andréa Thees
 

Mais procurados (20)

Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exerciciosMat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
Mat utfrs 18. semelhanca de triangulos exercicios
 
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-ano
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-anoProva brasil-descritores-de-matematica-9-ano
Prova brasil-descritores-de-matematica-9-ano
 
Lista de exercícios 1º em - áreas
Lista de exercícios   1º em - áreasLista de exercícios   1º em - áreas
Lista de exercícios 1º em - áreas
 
Frações
FraçõesFrações
Frações
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
Plano cartesiano ppt
Plano cartesiano pptPlano cartesiano ppt
Plano cartesiano ppt
 
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
OFICINA DE FRAÇÕES -SABERES E METODOLOGIAS DO ENSINO DA MATEMÁTICA 1
 
Circunferencia exercicios
Circunferencia   exerciciosCircunferencia   exercicios
Circunferencia exercicios
 
Porcentagem
PorcentagemPorcentagem
Porcentagem
 
Exercícios de paralelepípedo e cubo
Exercícios de paralelepípedo e cuboExercícios de paralelepípedo e cubo
Exercícios de paralelepípedo e cubo
 
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
Ângulos Adjacentes, Complementares e Suplementares, O.P.V., Bissetriz (Exercí...
 
Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19Cruzadinha matemática - 19
Cruzadinha matemática - 19
 
Multiplicação e divisão de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionaisMultiplicação e divisão de números racionais
Multiplicação e divisão de números racionais
 
Coordenadas
CoordenadasCoordenadas
Coordenadas
 
Ponto, reta e plano
Ponto, reta e planoPonto, reta e plano
Ponto, reta e plano
 
Frações Equivalentes
Frações EquivalentesFrações Equivalentes
Frações Equivalentes
 
Equação 1° grau
Equação 1° grauEquação 1° grau
Equação 1° grau
 
5°ano expressões numéricas ii
5°ano expressões numéricas ii5°ano expressões numéricas ii
5°ano expressões numéricas ii
 
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
1ª lista de exercícios 9º ano(potências)ilton bruno
 
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversalÂgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
Âgulos formados por duas retas paralelas e uma transversal
 

Destaque

Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Solange Goulart
 
Para PNAIC-Sequencia didática -1
Para PNAIC-Sequencia didática -1Para PNAIC-Sequencia didática -1
Para PNAIC-Sequencia didática -1
Graça Sousa
 
Sequencia didatica 10 de fevereriro a 28 de março amada n
Sequencia didatica  10  de fevereriro a 28 de março  amada nSequencia didatica  10  de fevereriro a 28 de março  amada n
Sequencia didatica 10 de fevereriro a 28 de março amada n
julliana brito
 
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° anoSequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Bianca Zanocini
 
Planejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fundPlanejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fund
Atividades Diversas Cláudia
 
Sequência Didática ÁGUA
Sequência Didática   ÁGUASequência Didática   ÁGUA
Sequência Didática ÁGUA
CristhianeGuimaraes
 
A arte de contar histórias
A arte de contar históriasA arte de contar histórias
A arte de contar histórias
Eunice Mendes de Oliveira
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Shirley Lauria
 
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências DidáticasUnidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
Elaine Cruz
 
Eunice
EuniceEunice
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
Eunice Mendes de Oliveira
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
Eunice Mendes de Oliveira
 
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   cAtividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Eunice Mendes de Oliveira
 
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aulaPNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
ElieneDias
 
Trabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçárioTrabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçário
Eunice Mendes de Oliveira
 
Letra uber
Letra uberLetra uber
Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1
Andreá Perez Leinat
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Silvânia Silveira
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Eunice Mendes de Oliveira
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
Eunice Mendes de Oliveira
 

Destaque (20)

Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
Sequencia didática de Matemática Alfabetizadora Eva Anilda Silveira
 
Para PNAIC-Sequencia didática -1
Para PNAIC-Sequencia didática -1Para PNAIC-Sequencia didática -1
Para PNAIC-Sequencia didática -1
 
Sequencia didatica 10 de fevereriro a 28 de março amada n
Sequencia didatica  10  de fevereriro a 28 de março  amada nSequencia didatica  10  de fevereriro a 28 de março  amada n
Sequencia didatica 10 de fevereriro a 28 de março amada n
 
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° anoSequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
Sequência Didática - O Pulo do gato para 5° ano
 
Planejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fundPlanejamento anual 2 ano fund
Planejamento anual 2 ano fund
 
Sequência Didática ÁGUA
Sequência Didática   ÁGUASequência Didática   ÁGUA
Sequência Didática ÁGUA
 
A arte de contar histórias
A arte de contar históriasA arte de contar histórias
A arte de contar histórias
 
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o RatinhoSequência didática: O Leão e o Ratinho
Sequência didática: O Leão e o Ratinho
 
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências DidáticasUnidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
Unidade 6 - PNAIC - Projetos e Sequências Didáticas
 
Eunice
EuniceEunice
Eunice
 
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]O menino que_aprendeu_a_ler[1]
O menino que_aprendeu_a_ler[1]
 
Dona Licinha conto1
Dona Licinha    conto1Dona Licinha    conto1
Dona Licinha conto1
 
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   cAtividade 3 5_eunice slides a formiga e  a neve   c
Atividade 3 5_eunice slides a formiga e a neve c
 
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aulaPNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
PNAIC - Refletindo sobre a ortografia na sala de aula
 
Trabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçárioTrabahando com crianças do berçário
Trabahando com crianças do berçário
 
Letra uber
Letra uberLetra uber
Letra uber
 
Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1Pacto nacional unidade 3 ano 1
Pacto nacional unidade 3 ano 1
 
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º anoSimulado com descritores PROEB português 5º ano
Simulado com descritores PROEB português 5º ano
 
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
Corrigido planejando as visitas às salas de aula -
 
Falarcomdeu sco
Falarcomdeu scoFalarcomdeu sco
Falarcomdeu sco
 

Semelhante a Sequencia Didatica Angulo

Espaço e forma
Espaço e forma Espaço e forma
Espaço e forma
Nídia Sabino
 
Espaço e forma
Espaço e formaEspaço e forma
Espaço e forma
João Alberto
 
Plano de curso de Matemática - 2016
Plano de curso de Matemática - 2016Plano de curso de Matemática - 2016
Plano de curso de Matemática - 2016
Mary Alvarenga
 
matemática sugestão de atividades do cbc
matemática sugestão de atividades do cbcmatemática sugestão de atividades do cbc
matemática sugestão de atividades do cbc
Antônio Fernandes
 
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
Caderno 5  Parte 2 - GeometriaCaderno 5  Parte 2 - Geometria
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
Eleúzia Lins Silva
 
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software GeogebraProjeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
duda2015
 
Detalhamento de habilidade de matematica
Detalhamento de habilidade de matematicaDetalhamento de habilidade de matematica
Detalhamento de habilidade de matematica
Atividades Diversas Cláudia
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meritiENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
Marilene Rangel Rangel
 
2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o
Maria Vasconcellos
 
2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o
Maria Vasconcellos
 
Descritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inepDescritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inep
Conceição Aparecida
 
Vc6 final[1]
Vc6 final[1]Vc6 final[1]
Anual mat 9º ano
Anual mat   9º anoAnual mat   9º ano
Anual mat 9º ano
Eduardojr-professor
 
Geometria caderno 5
Geometria caderno 5Geometria caderno 5
Geometria caderno 5
Aprender com prazer
 
Matriz curricular de matemática apresentacao
Matriz curricular de matemática apresentacaoMatriz curricular de matemática apresentacao
Matriz curricular de matemática apresentacao
pipatcleopoldina
 
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
Amanda Nolasco
 
Planifica out mat_em_2º_10-11
Planifica out mat_em_2º_10-11Planifica out mat_em_2º_10-11
Planifica out mat_em_2º_10-11
Professor
 
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividadesEixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
weleslima
 
geografia.pdf
geografia.pdfgeografia.pdf
geografia.pdf
AndreaCristinaReguin
 

Semelhante a Sequencia Didatica Angulo (20)

Espaço e forma
Espaço e forma Espaço e forma
Espaço e forma
 
Espaço e forma
Espaço e formaEspaço e forma
Espaço e forma
 
Plano de curso de Matemática - 2016
Plano de curso de Matemática - 2016Plano de curso de Matemática - 2016
Plano de curso de Matemática - 2016
 
matemática sugestão de atividades do cbc
matemática sugestão de atividades do cbcmatemática sugestão de atividades do cbc
matemática sugestão de atividades do cbc
 
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
Caderno 5  Parte 2 - GeometriaCaderno 5  Parte 2 - Geometria
Caderno 5 Parte 2 - Geometria
 
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software GeogebraProjeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
Projeto de Aprendizagem Ensino Função Quadrática através do Software Geogebra
 
Detalhamento de habilidade de matematica
Detalhamento de habilidade de matematicaDetalhamento de habilidade de matematica
Detalhamento de habilidade de matematica
 
Plano de aula
Plano de aulaPlano de aula
Plano de aula
 
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meritiENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
ENSINAR Geometria aula 1 a pnaic meriti
 
2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o
 
2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o2. matematica-1o-a-3o
2. matematica-1o-a-3o
 
Descritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inepDescritores matemática 5º ano inep
Descritores matemática 5º ano inep
 
Vc6 final[1]
Vc6 final[1]Vc6 final[1]
Vc6 final[1]
 
Anual mat 9º ano
Anual mat   9º anoAnual mat   9º ano
Anual mat 9º ano
 
Geometria caderno 5
Geometria caderno 5Geometria caderno 5
Geometria caderno 5
 
Matriz curricular de matemática apresentacao
Matriz curricular de matemática apresentacaoMatriz curricular de matemática apresentacao
Matriz curricular de matemática apresentacao
 
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
Pnaic - Geometria - caderno/unidade 5
 
Planifica out mat_em_2º_10-11
Planifica out mat_em_2º_10-11Planifica out mat_em_2º_10-11
Planifica out mat_em_2º_10-11
 
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividadesEixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
Eixo, descritores, saeb, direitos de aprendizagem, sugestões de atividades
 
geografia.pdf
geografia.pdfgeografia.pdf
geografia.pdf
 

Último

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
LEANDROSPANHOL1
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
7133lllllllllllllllllllllllllllll67.pptx
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

Sequencia Didatica Angulo

  • 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA SECRETARIA MUNICIPAL DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO EDUCACIONAL DEPARTAMENTO DE TECNOLOGIA E DIFUSÃO EDUCACIONAL GERÊNCIA DE TECNOLOGIAS DIGITAIS Seqüência Didática Ângulos Área de Matemática Ciclo I – Etapa Inicial, 1ª e 2ª etapas – (1º, 2º e 3º anos do Ensino Fundamental de nove anos) Objetivo Conteúdos Critérios de Avaliação Identificar formas tridimensionais e Formas tridimensionais: esfera, Verificar se o estudante: bidimensionais em diferentes cone, cubo, paralelepípedo, Identifica e representa figuras contextos, percebendo pirâmide e outras. geométricas estabelecendo semelhanças e diferenças entre os Formas bidimensionais: relações com objetos do espaço e objetos do espaço e do plano quadrado, retângulo, círculo, do plano. fazendo descrições orais, triângulo e outras. Percebe relações simétricas construções e representações. Planificação. nos objetos do espaço e do plano. Ampliação e redução. Representa proporcionalmente Simetria. objetos do espaço (em malhas, Noções projetivas: envolvem maquetes e outros). relações entre a figura e o sujeito, Realiza a planificação de estuda a transformação que formas como a do cubo e a do sofrem os objetos ao serem paralelepípedo, percebendo que representados. suas faces e bases formam figuras bidimensionais conhecidas. Área de Matemática Ciclo II – 1.ª e 2.ª etapas – (4.º e 5.º anos do Ensino Fundamental de nove anos) Objetivo Conteúdos Critérios de Avaliação Identificar características das Formas tridimensionais: poliedros Verificar se o estudante: figuras geométricas por meio de e corpos redondos. Identifica e faz uso das descrições orais, construções e Formas bidimensionais: relações simétricas nas figuras representações, percebendo polígonos e círculos. geométricas. semelhanças e diferenças entre os Noções projetivas: envolvem Representa proporcionalmente objetos do espaço e do plano. relações entre a figura e o sujeito, (no plano ou em maquetes) mantendo determinados objetos do espaço. elementos invariantes (noções de Realiza planificações, direita,esquerda, em cima, percebendo as relações entre as embaixo, na frente, atrás, etc.) formas tridimensionais e numa projeção que ocorre com as bidimensionais. figuras geométricas quando estas Identifica as características e sofrem deslocamentos,mantendo representa figuras geométricas, suas características (forma, estabelecendo relações com dimensão). objetos do espaço e do plano. Planificação. Realiza composições de Ampliação e redução. figuras geométricas utilizando Simetrias. formas tridimensionais e bidimensionais. Percebe e utiliza as noções projetivas e euclidianas em representações.
  • 2. Diretrizes Curriculares para a Educação Municipal de Ensino, volume 3 Ensino Fundamental, páginas 260,265 e 266 Com base nas diretrizes, sugerimos esta seqüência didática de encaminhamento metodológico que integra vários recursos tecnológicos, principalmente o software Micromundos, na sistematização do conteúdo. São sugestões para que você professor, utilize em sua totalidade ou no que considerar viável. • Levantar o que os alunos já sabem Sistematizar o conhecimento de direção que os alunos já sabem, através de atividades simples como: Banho de papel-consciência corporal; Desenho do corpo contornado em papel bobinas e desenhando as características. Desenhar no papel as duas mãos, colocar suas características particulares (pinta, arranhão) e nomear direita e esquerda. Brincar de “vivo-morto” variando para direita para esquerda. Nomear coisas que estão a sua direita a sua esquerda. Ir girando o corpo 90º graus e continuar falando. Fazer duas filas, uma de frente para outra. Pedir que levantem a mão direita. Comparar com o colega da frente (reversibilidade). . Cumprimentar-se, amarrar o sapato, tocar sua orelha esquerda, para que as crianças percebam que quando a pessoa está de frente, a direção parece mudar. Recortar figura de pessoas e nomear direita e esquerda. Perguntar o que está na frente do fulano, a direita de cicrano, trocando as pessoas, para que as crianças possam tomar a posição do outro com referência, ao invés da sua. Observar e desenhar objetos de diferentes ângulos (de cima, de baixo, de frente, etc.) Fazer a maquete da sala de aula.
  • 3. Andar sobre linhas dizendo o que está fazendo (indo para frente, virando para direita...). Registrar o caminho numa folha quadriculada. Trabalhar as quantidades com material dourado (unidade, dezena...). Trabalhar ângulos, iniciando com a história da convenção dos 360º graus (pode-se fazer um livrinho sobre ângulos), coisas que giram e medem 360º. Recortar um círculo para mostrar. Girar o corpo. Recortar outro círculo e dividi-lo ao meio = 180º graus. Girar o corpo. Objetos que têm formato, dividir o 180º ao meio = 90º graus e dividi-lo ao meio = 45 º graus. Girando o corpo. Coisas com formato onde encontramos este formato. É muito importante trabalhar com as crianças a noção de giro e de medida do ângulo. Entregar folha com um caminho desenhado para que as crianças escrevam os comandos e testem no computador com a tartaruga riscando. Fazer desenhos simples no chão para que as crianças andem sobre eles, desenhem no papel, escrevam os comandos e testem no computador. Atividade em que uma criança programa em uma folha para outra executar. . Definir a problematização Partindo do que os alunos demonstraram na atividade, conversar sobre a aplicação de todos estes conceitos realizados por ele, mas por meio do computador. Aplicar atividades de direção e ângulos, utilizando atividades virtuais como: Com o transferidor eletrônico, os alunos poderão identificar o número corresponde a cada grau. Apresentar aos alunos o transferidor, para que eles analisem o que pode ser feito com este instrumento. Instigar os alunos com os seguintes questionamentos: Para que eles acham, que serve este instrumento; Do que é composto o instrumento; Uma vez identificado o objetivo do instrumento, manipular, medindo os graus de objetos da sala de aula. Para ter uma visão das linhas e dos ângulos, os alunos poderão simular os ângulos com o transferidor eletrônico.
  • 4. http://web.educom.pt/pr1305/mat_geometri_angulos.medir3.swf(transferidor eletrônico) Após este manuseio, propor um desafio do Micromundos. Criar botões com a programação de mudar direção. DESAFIO 1 LABIRINTO RETÂNGULAR: COMANDO: MUDEDC (mude direção) DESAFIO 2 LABIRINTO CIRCULAR
  • 5. Encaminhamentos Utilizando o jogo Addboo (disponível em http://terrabrasil.softonic.com/ie/11684/Adiboo ) Software Demo, que trabalha noções de direção e orientação espacial (para frente, direita e esquerda) utilizando tábuas para que a tartaruga coma as alfaces.
  • 6. De cá pra lá, de lá pra cá (disponível em 11/12/08 http://revistaescola.abril.com.br/multimidia/pag_jogos/gal_jogos_279550.shtm l) Software Free que trabalha com orientação e ângulos ( 45º e 90º)
  • 7. Geoplano para a construção de formas geométricas e identificação dos ângulos de cada forma construída. Geoplano virtual http://www.jlsigrist.com/appletgeoplan.html (retangular) http://nlvm.usu.edu/es/nav/frames_asid_127_g_2_t_3.html?open=activities (circular) Sistematização Utilizando o software Micromundos, propor aos alunos que criem as figuras geométricas. Segue o roteiro explicando o por que do uso dos ângulos pedidos:
  • 8. Quadrado Um quadrado é um quadrilátero (polígono de 4 lados) regular. 1. Use o lápis: UL 2. Para frente: PF 100 3. Agora trabalharemos com os ângulos. Já que os ângulos internos de um quadrado medem 90º, então a tartaruga terá que girar 90º em relação a sua posição inicial: PD 90. 4. Agora basta repetir estes processos até que o quadrado possa ser finalizado. 5. Pode-se mostrar o comando REPITA: repita 4 [ PF 100 PD 90] Triângulo Triângulo é a figura geométrica que ocupa o espaço interno limitado por três linhas retas que concorrem, duas a duas, em três pontos diferentes formando três lados e três ângulos internos que somam 180. O Triângulo Equilátero possui todos os lados congruentes. Um triângulo equilátero é também equiângulo: todos os seus ângulos internos são congruentes (medem 60°),
  • 9. deste modo pode-se afirmar que o triângulo equilátero é um polígono regular (assim como os demais que vamos trabalhar). 1. Use o lápis: UL 2. Sabendo que um ângulo reto possui 90º e que os ângulos internos de um triângulo eqüilátero medem 60º, a tartaruga deve ser posicionada a 30º (angulo externo 90º - 60º do ângulo interno). Para isso usaremos o comando PD (para direita). 3. Agora vamos traçar a primeira reta do triângulo através do comando PF (para frente) em 100 passos. 4. Vamos agora girar a tartaruga para traças a segunda reta. Então para que o ângulo interno seja 60º iremos subtrair 60º de 180º, restando 120º. A seguir avance 100 passos. 5. Agora basta repetir os mesmos procedimentos e finalizar a construção do triângulo. 6. Pode-se mostrar o comando REPÍTA: PD 30 repita 3 [ PF 100 PD 120]
  • 10. Pentágono Pentágono é um polígono com cinco lados. A soma dos ângulos internos do pentágono é 540º, ou seja, num pentágono regular cada ângulo interno tem a medida de 108º. 1. Use o lápis: UL 2. Para facilitar a construção do pentágono, tracemos inicialmente à base: PD 90 PF 100 3. 180º - 108º resultaria em 72º que será o ângulo externo da base até a segunda reta do pentágono. (PE 72) 4. Agora basta repetir o processo. Repetindo o processo 5 vezes o pentágono será finalizado. 5. Pode-se mostrar o comando REPÍTA: PD 90 repita 5 [ PF 100 PE 72]
  • 11. Círculo Nos exemplos anteriores foi possível perceber que há a possibilidade de desenhar inúmeras formas geométricas apenas com comandos básicos como PF, PD e PE. Porém, em formas mais complexas, podemos usufruir de outros comandos. Traçaremos agora uma circunferência, mas quantos lados uma circunferência possui? Depois de todas estas atividades seria comum que seus alunos lhe fizessem este questionamento , mas qual seria a resposta ideal? Em qualquer livro de matemática encontraríamos algum conceito parecido com: uma circunferência é o lugar geométrico de todos os pontos de um plano que estão a uma certa distância, chamada raio, de um certo ponto, chamado centro. Mas pensemos: Está seria a melhor abordagem para alunos que estão iniciando o estudo desta matéria? Questionemos a nós mesmos como educadores. Seguindo a mesma linha dos exemplos anteriores, mostrando que uma circunferência é formada por lados sim, porém e formada por n lados. Uma boa estratégia seria mostrar os exemplos anteriores e fazer com que os alunos percebam que o quadrado (4 lados) é mais parecido com a circunferência do que o triângulo (3 lados) e que o pentágono esta mais parecido com a circunferência do que o quadrado (4 lados), ou seja, quanto mais lados o polígono tiver, mais próximo de uma circunferência ele será. 1. Use o lápis: UL 2. Conheceremos o comando repita, utilizado para repetir inúmeros processos automaticamente, pois para desenhar a circunferência iremos usar ângulos bem pequenos e avançar a menor unidade possível. Portanto avançaremos 1 unidade e giraremos 1 unidade, mas para fecharmos a circunferência teremos que repetir tais processos 360 vezes. ( REPITA 360 [ PF 1 PD 1 ] ) 3. Agora os alunos podem experimentar, vejamos o que acontece se aumentarmos o ângulo. Vejam que se a tartaruga girar um ângulo maior, quer dizer que mais rapidamente fecharemos à circunferência, traçando uma circunferência menor. E se aumentarmos as unidade para frente à circunferência será maior.
  • 12. Aproveitando o trabalho com os ângulos, pode-se propor uma parceria com a linguagem artística. Usando o quadro da Tarsila do Amaral , São Paulo 1924, os alunos poderão analisar as figuras geométrico contidas nesta obra. Utilizar os comandos do Logo , para fazer a releitura da obra. Disponível em 15/12/2008 em www.giovanasperb.pbwiki.com/f/DSC00779.JPG
  • 13. Avaliação – Critérios Realizou as atividades proposta de investigação de conteúdo; Compreendeu seu corpo como referência; Compreendeu as noções de direção; Percebeu a necessidade dos ângulos Participou dos debates; Realizou os desafios propostos Realizou as atividades virtuais com autonomia; Utilizou os comandos da Linguagem Logo, para a construção de figuras geométricas; Construiu no software Micromundos uma apresentação com releitura da representação artística.