SlideShare uma empresa Scribd logo
RESENHA DO ARTIGO:

“LIDERANÇA NAS ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS:

        A DIREÇÃO POR VALORES”




      Angela Freitas de Rezende Costa

            Professora: Miriam

                   2011
O artigo “Liderança nas Organizações Educativas: A Direção por Valores” foi
escrito por dois autores: O João Ribeiro Trigo que é diretor do Colégio do Rosário em
Portugal e também pelo Jorge Adelino Costa que é Doutor em Ciências da educação
pela Universidade Aveiro em Portugal.

        Os autores explicitam considerações importantes sobre a questão da
liderança tanto no setor empresarial quanto também no âmbito educativo. Perpassam
pela questão da liderança em relação ao ponto de vista de vários autores, mas o ponto
principal é o que eles nomeiam como “Direcção por Valores”.

        A liderança é fundamental para se conquistar bons resultados durante a
gestão. Sendo assim, as contribuições como as de Perrenoud quando relata que “a
liderança precisa romper com a questão apenas burocrática,” é exatamente que
vemos acontecer nas organizações escolares, onde os gestores se dedicam quase que
exclusivamente na função de preencher papéis e ofícios e assim não conseguem
conduzir a sua equipe.

        O líder de uma equipe precisa deixar claro qual é a missão e os valores que
norteiam o seu trabalho e que são imprescindíveis no setor em que atua. Desta forma,
os funcionários terão condições de contribuírem com a empresa de forma eficaz.

        Ainda        quando a liderança tem como partícipe o grupo, onde o mesmo
possa partilhar informações, dar sugestões, participar de algumas decisões... o grupo
se sente motivado a identificar e também resolver os problemas existentes no setor
em que atua.

        Na liderança há relações que precisam estar pautadas no diálogo
principalmente sobre valores. Segundo Vicente um bom líder consegue envolver de
forma crítica toda a comunidade no desenvolvimento educativo da escola. As funções
dos lideres consistem em despertar novas missões, mobilizar o grupo com os
compromissos, contagiar o grupo quando alguma mudança se faz necessária. Um bom
líder prepara o grupo para responder aos novos desafios.
A Direcção por Valores tem como principio abrir espaço para que a ética, a
moral, os valores, o diálogo entre as pessoas, adaptação a mudanças, o
desenvolvimento organizacional, a qualidade estejam presentes no ambiente de
trabalho.

            García e Dolan acreditam que a Direcção por Valores tem três finalidades:
Simplificar, orientar e comprometer. Estes também ditam algumas tendências
organizativas: necessidade de qualidade e orientação para o cliente; necessidade de
autonomia e responsabilidade profissional; necessidade de evolução dos chefes a
líderes facilitadores, necessidade de estruturas organizativas mais planos ágeis.

        A Direcção por Valores embora foi desenvolvida para o setor empresarial, no
entanto, as organizações de liderança no âmbito educacional se aplica muito bem a
proposta, uma vez que um dos objetivos da escola é promover uma educação pautada
nos valores.

        A Direcção por Valores levanta alguns pontos que proporcionam um
diferencial em sua proposta:

       considera a pessoa como um ser humano com dignidade e não um mero
        recurso;
       Cultiva a solidariedade entre as pessoas e não somente a disputa;
       Permite conhecer a complexidade do mundo;
       A educação pautada na cidadania com valores para que se possa transformar
        as injustiças e a busca pela dignidade;
       A liderança como um diálogo onde a pauta primordial são os valores.
       Diálogo aberto, democrático e fundado em valores;
       Rompe a organização educacional com base na generalidade, pela ausência de
        liderança devido a questões burocráticas, falta de formação...
       A construção de um ambiente educativo baseado no respeito, consideração,
        afetividade e com objetivos comuns;
       Proporciona boas referências de valores para as alunos;
       Criação de um ambiente educativo que permite a criação e eduque para a
        autonomia...
Os autores deixam claro que a proposta da Direcção por Valores não é um
modelo perfeito, assim como em várias propostas está sujeito a falhas e precisa
ser melhorado constantemente. Mas sem dúvida é um excelente indicativo para
promover mudanças significativas nas instituições educativas ou até mesmos nas
instituições empresariais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICAEXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
Larissa Gomes
 
Capítulo iii a liderança
Capítulo iii a liderançaCapítulo iii a liderança
Capítulo iii a liderança
Hernany Suco Suco
 
Liderança nas organizações educativas a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas a direcção por valoresLiderança nas organizações educativas a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas a direcção por valores
Roberto Carlos Ferreira Dos Santos
 
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valoresLiderança nas organizações educativas: a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores
Pedro Barreiros
 
Escolas Que Aprendem
Escolas Que AprendemEscolas Que Aprendem
Escolas Que Aprendem
rlzaidan
 
3
33
Artigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderançaArtigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderança
Roni Chittoni
 
Resenha critica
Resenha criticaResenha critica
Resenha critica
andre pereira
 
12116 57084-2-pb
12116 57084-2-pb12116 57084-2-pb
12116 57084-2-pb
Confidential
 
Filosofia e educacao fisica
Filosofia e educacao fisicaFilosofia e educacao fisica
Filosofia e educacao fisica
Mizael Pereira
 
Liderança - administração do sentido - rae
Liderança - administração do sentido - raeLiderança - administração do sentido - rae
Liderança - administração do sentido - rae
allurerc
 
Supervisão organizacional e liderança
Supervisão  organizacional e liderançaSupervisão  organizacional e liderança
Supervisão organizacional e liderança
adrianafrancisca
 
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacionalA lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
Edinaldo Barbosa de Brito
 
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacionalJalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
Paulinha2011
 
Competências do formador
Competências do formadorCompetências do formador
Competências do formador
Marceluce Pimenta
 
Supervisão organização e liderança
Supervisão organização e liderançaSupervisão organização e liderança
Supervisão organização e liderança
helenasamelo
 
Contreras, josé a autonomia de professores
Contreras, josé   a autonomia de professoresContreras, josé   a autonomia de professores
Contreras, josé a autonomia de professores
marcaocampos
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
Os Fantasmas !
 
Art Geracoes de lideres efeitos do imaginario sobre lideranca
Art Geracoes de lideres   efeitos do imaginario sobre liderancaArt Geracoes de lideres   efeitos do imaginario sobre lideranca
Art Geracoes de lideres efeitos do imaginario sobre lideranca
Gilberto Braga Pereira
 
Estudo psicossocial de um seminário teológico
Estudo psicossocial de um seminário teológicoEstudo psicossocial de um seminário teológico
Estudo psicossocial de um seminário teológico
domus23
 

Mais procurados (20)

EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICAEXEMPLO DE RESENHA CRITICA
EXEMPLO DE RESENHA CRITICA
 
Capítulo iii a liderança
Capítulo iii a liderançaCapítulo iii a liderança
Capítulo iii a liderança
 
Liderança nas organizações educativas a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas a direcção por valoresLiderança nas organizações educativas a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas a direcção por valores
 
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valoresLiderança nas organizações educativas: a direcção por valores
Liderança nas organizações educativas: a direcção por valores
 
Escolas Que Aprendem
Escolas Que AprendemEscolas Que Aprendem
Escolas Que Aprendem
 
3
33
3
 
Artigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderançaArtigo Liderança - Poder e liderança
Artigo Liderança - Poder e liderança
 
Resenha critica
Resenha criticaResenha critica
Resenha critica
 
12116 57084-2-pb
12116 57084-2-pb12116 57084-2-pb
12116 57084-2-pb
 
Filosofia e educacao fisica
Filosofia e educacao fisicaFilosofia e educacao fisica
Filosofia e educacao fisica
 
Liderança - administração do sentido - rae
Liderança - administração do sentido - raeLiderança - administração do sentido - rae
Liderança - administração do sentido - rae
 
Supervisão organizacional e liderança
Supervisão  organizacional e liderançaSupervisão  organizacional e liderança
Supervisão organizacional e liderança
 
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacionalA lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
A lideranca como_instrumento_de_administracao_na_gestao_educacional
 
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacionalJalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
Jalali - Introdução e parte I - O positivismo na administração educacional
 
Competências do formador
Competências do formadorCompetências do formador
Competências do formador
 
Supervisão organização e liderança
Supervisão organização e liderançaSupervisão organização e liderança
Supervisão organização e liderança
 
Contreras, josé a autonomia de professores
Contreras, josé   a autonomia de professoresContreras, josé   a autonomia de professores
Contreras, josé a autonomia de professores
 
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
CST EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS IFPB 6º PERÍODO RELAÇÕES HUMANAS...
 
Art Geracoes de lideres efeitos do imaginario sobre lideranca
Art Geracoes de lideres   efeitos do imaginario sobre liderancaArt Geracoes de lideres   efeitos do imaginario sobre lideranca
Art Geracoes de lideres efeitos do imaginario sobre lideranca
 
Estudo psicossocial de um seminário teológico
Estudo psicossocial de um seminário teológicoEstudo psicossocial de um seminário teológico
Estudo psicossocial de um seminário teológico
 

Destaque

Plano Nacional De Direitos Humanos
Plano Nacional De Direitos HumanosPlano Nacional De Direitos Humanos
Plano Nacional De Direitos Humanos
Teresa Van Acker
 
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
Gisele Marcia Freitas
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Greice Odorizzi Furlan
 
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
Alexandre Chagas
 
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula SouzaPalestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Renata Aquino
 
História das Idéias Pedagógicas no Brasil
História das Idéias Pedagógicas no BrasilHistória das Idéias Pedagógicas no Brasil
História das Idéias Pedagógicas no Brasil
Ulisses Vakirtzis
 
Como fazer uma resenha abnt
Como fazer uma resenha abntComo fazer uma resenha abnt
Como fazer uma resenha abnt
Jose Gomes DE Abreu
 
Resenha acadêmica
Resenha acadêmicaResenha acadêmica
Resenha acadêmica
megainfoin
 
Planejamento pedagogico
Planejamento pedagogicoPlanejamento pedagogico
Planejamento pedagogico
straraposa
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
Marcelo Cordeiro Souza
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
taise_paz
 

Destaque (11)

Plano Nacional De Direitos Humanos
Plano Nacional De Direitos HumanosPlano Nacional De Direitos Humanos
Plano Nacional De Direitos Humanos
 
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
A SOCIEDADE EM REDE E SUAS IMPLICAÇÕES NA EDUCAÇÃO - PADRÕES DE COMPETÊNCIA E...
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
1º capítulo do livro de Castells - A Sociedade em rede
 
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula SouzaPalestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
Palestra Myrtes Alonso Gestão Escolar e Tecnologias Centro Paula Souza
 
História das Idéias Pedagógicas no Brasil
História das Idéias Pedagógicas no BrasilHistória das Idéias Pedagógicas no Brasil
História das Idéias Pedagógicas no Brasil
 
Como fazer uma resenha abnt
Como fazer uma resenha abntComo fazer uma resenha abnt
Como fazer uma resenha abnt
 
Resenha acadêmica
Resenha acadêmicaResenha acadêmica
Resenha acadêmica
 
Planejamento pedagogico
Planejamento pedagogicoPlanejamento pedagogico
Planejamento pedagogico
 
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTAAULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
AULA 08 - RESENHA CRÍTICA - PRONTA
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
 

Semelhante a Resenha liderança nas organizações educativas

Treinamento & desenvolvimento sferas consultoria - 2015
Treinamento & desenvolvimento   sferas consultoria - 2015Treinamento & desenvolvimento   sferas consultoria - 2015
Treinamento & desenvolvimento sferas consultoria - 2015
SFERAS CONSULTORIA
 
Coaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidadeCoaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidade
Luiz Azurium
 
Coaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidadeCoaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidade
Luiz Herminio Lagoa Santa
 
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o MundoResenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
Fundação Dom Cabral - FDC
 
Slides lideranca
Slides liderancaSlides lideranca
Slides lideranca
Aldriene Garcia
 
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
betejorgino
 
Pesquisa 1 versao final nelson
Pesquisa 1 versao final  nelsonPesquisa 1 versao final  nelson
Pesquisa 1 versao final nelson
_Nellsum
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Andrea Oliveira
 
Apresentação do curso
Apresentação do cursoApresentação do curso
Apresentação do curso
Elaine Beraldo
 
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
CludiaLovato
 
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
Fundação Dom Cabral - FDC
 
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Grupo E. Fabris
 
Palestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino MédioPalestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino Médio
angelavbecker
 
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizaçõesLiderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
Marcelo Cassales
 
2011 (2) mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
2011 (2)   mestrado versão final - prof. miriam 06.08.112011 (2)   mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
2011 (2) mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
luverg
 
Aprendizagem de resultados malcolm knowles
Aprendizagem de resultados   malcolm knowlesAprendizagem de resultados   malcolm knowles
Aprendizagem de resultados malcolm knowles
Andre Santos
 
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - CoachingConheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
Homero Reis e Consultores
 
O Grande Líder
O Grande LíderO Grande Líder
O Grande Líder
Grupo E. Fabris
 
Pedagogia e Gestão de Pessoas
Pedagogia e Gestão de PessoasPedagogia e Gestão de Pessoas
Pedagogia e Gestão de Pessoas
Marcela Montalvão Teti
 
Escola participativa v final
Escola participativa  v  finalEscola participativa  v  final
Escola participativa v final
Silviardeloreto
 

Semelhante a Resenha liderança nas organizações educativas (20)

Treinamento & desenvolvimento sferas consultoria - 2015
Treinamento & desenvolvimento   sferas consultoria - 2015Treinamento & desenvolvimento   sferas consultoria - 2015
Treinamento & desenvolvimento sferas consultoria - 2015
 
Coaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidadeCoaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidade
 
Coaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidadeCoaching de sustentabilidade
Coaching de sustentabilidade
 
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o MundoResenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
Resenha de Sustentabilidade: The 50+20 Agenda – Educação em Gestão para o Mundo
 
Slides lideranca
Slides liderancaSlides lideranca
Slides lideranca
 
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
05 08 2011 resenha lideranca nas organizacoes
 
Pesquisa 1 versao final nelson
Pesquisa 1 versao final  nelsonPesquisa 1 versao final  nelson
Pesquisa 1 versao final nelson
 
Coaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectivaCoaching lideranca-nova-perspectiva
Coaching lideranca-nova-perspectiva
 
Apresentação do curso
Apresentação do cursoApresentação do curso
Apresentação do curso
 
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
1_lideranca organizacional_educação-slide.pptx
 
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
O que pensam os executivos brasileiros sobre liderança?
 
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na GestãoTreinamento O Papel do Líder na Gestão
Treinamento O Papel do Líder na Gestão
 
Palestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino MédioPalestra Motivacional Ensino Médio
Palestra Motivacional Ensino Médio
 
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizaçõesLiderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
Liderança e coaching - desenvolvendo pessoas, recriando organizações
 
2011 (2) mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
2011 (2)   mestrado versão final - prof. miriam 06.08.112011 (2)   mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
2011 (2) mestrado versão final - prof. miriam 06.08.11
 
Aprendizagem de resultados malcolm knowles
Aprendizagem de resultados   malcolm knowlesAprendizagem de resultados   malcolm knowles
Aprendizagem de resultados malcolm knowles
 
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - CoachingConheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
Conheça a Homero Reis e Consultores e nossos produtos - Coaching
 
O Grande Líder
O Grande LíderO Grande Líder
O Grande Líder
 
Pedagogia e Gestão de Pessoas
Pedagogia e Gestão de PessoasPedagogia e Gestão de Pessoas
Pedagogia e Gestão de Pessoas
 
Escola participativa v final
Escola participativa  v  finalEscola participativa  v  final
Escola participativa v final
 

Resenha liderança nas organizações educativas

  • 1. RESENHA DO ARTIGO: “LIDERANÇA NAS ORGANIZAÇÕES EDUCATIVAS: A DIREÇÃO POR VALORES” Angela Freitas de Rezende Costa Professora: Miriam 2011
  • 2. O artigo “Liderança nas Organizações Educativas: A Direção por Valores” foi escrito por dois autores: O João Ribeiro Trigo que é diretor do Colégio do Rosário em Portugal e também pelo Jorge Adelino Costa que é Doutor em Ciências da educação pela Universidade Aveiro em Portugal. Os autores explicitam considerações importantes sobre a questão da liderança tanto no setor empresarial quanto também no âmbito educativo. Perpassam pela questão da liderança em relação ao ponto de vista de vários autores, mas o ponto principal é o que eles nomeiam como “Direcção por Valores”. A liderança é fundamental para se conquistar bons resultados durante a gestão. Sendo assim, as contribuições como as de Perrenoud quando relata que “a liderança precisa romper com a questão apenas burocrática,” é exatamente que vemos acontecer nas organizações escolares, onde os gestores se dedicam quase que exclusivamente na função de preencher papéis e ofícios e assim não conseguem conduzir a sua equipe. O líder de uma equipe precisa deixar claro qual é a missão e os valores que norteiam o seu trabalho e que são imprescindíveis no setor em que atua. Desta forma, os funcionários terão condições de contribuírem com a empresa de forma eficaz. Ainda quando a liderança tem como partícipe o grupo, onde o mesmo possa partilhar informações, dar sugestões, participar de algumas decisões... o grupo se sente motivado a identificar e também resolver os problemas existentes no setor em que atua. Na liderança há relações que precisam estar pautadas no diálogo principalmente sobre valores. Segundo Vicente um bom líder consegue envolver de forma crítica toda a comunidade no desenvolvimento educativo da escola. As funções dos lideres consistem em despertar novas missões, mobilizar o grupo com os compromissos, contagiar o grupo quando alguma mudança se faz necessária. Um bom líder prepara o grupo para responder aos novos desafios.
  • 3. A Direcção por Valores tem como principio abrir espaço para que a ética, a moral, os valores, o diálogo entre as pessoas, adaptação a mudanças, o desenvolvimento organizacional, a qualidade estejam presentes no ambiente de trabalho. García e Dolan acreditam que a Direcção por Valores tem três finalidades: Simplificar, orientar e comprometer. Estes também ditam algumas tendências organizativas: necessidade de qualidade e orientação para o cliente; necessidade de autonomia e responsabilidade profissional; necessidade de evolução dos chefes a líderes facilitadores, necessidade de estruturas organizativas mais planos ágeis. A Direcção por Valores embora foi desenvolvida para o setor empresarial, no entanto, as organizações de liderança no âmbito educacional se aplica muito bem a proposta, uma vez que um dos objetivos da escola é promover uma educação pautada nos valores. A Direcção por Valores levanta alguns pontos que proporcionam um diferencial em sua proposta:  considera a pessoa como um ser humano com dignidade e não um mero recurso;  Cultiva a solidariedade entre as pessoas e não somente a disputa;  Permite conhecer a complexidade do mundo;  A educação pautada na cidadania com valores para que se possa transformar as injustiças e a busca pela dignidade;  A liderança como um diálogo onde a pauta primordial são os valores.  Diálogo aberto, democrático e fundado em valores;  Rompe a organização educacional com base na generalidade, pela ausência de liderança devido a questões burocráticas, falta de formação...  A construção de um ambiente educativo baseado no respeito, consideração, afetividade e com objetivos comuns;  Proporciona boas referências de valores para as alunos;  Criação de um ambiente educativo que permite a criação e eduque para a autonomia...
  • 4. Os autores deixam claro que a proposta da Direcção por Valores não é um modelo perfeito, assim como em várias propostas está sujeito a falhas e precisa ser melhorado constantemente. Mas sem dúvida é um excelente indicativo para promover mudanças significativas nas instituições educativas ou até mesmos nas instituições empresariais.