Escola participativa v final

4.023 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.023
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
80
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
38
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Atitude 2 promoveu um novo entusiasmo entre os professores que os mobilizou na realização de trabalho educacional mais significativo para os alunos.
  • Poder de referência = ser admirado e querido pelos outros; poder de competência= baseado em conhecimento comprovado; poder de informação=baseado no acesso de importantes informações.
  • .
  • Articular entre si diferentes equipes a partir de uma visão de conjunto do trabalho.
  • É tomada de decisão, organização, direção.
  • Escola participativa v final

    1. 1. Pós Graduação em Supervisão Pedagógica e Formação de Formadores com Acesso em Mestrado Europeu em Ciências da Educação
    2. 2. Supervisão Organizacional e Liderança Profª Drª Miriam Pascoal Lucia Velloso Verginelli Jose Ricardo Duarte D’ Oliveira Silvia Regina de Loreto
    3. 3. A ESCOLA PARTICIPATIVA O trabalho do gestor escola Heloísa Lück Kátia Siqueira de Freitas Robert Girling Sherry Keith
    4. 4. 2 Liderando e motivando a equipe escolar
    5. 5. <ul><li>Escola Técnica: </li></ul><ul><li>Modelo de excelência no passado atualmente em total abandono. </li></ul><ul><li>Professores desmotivados, desempenho alunos decaído, mídia </li></ul><ul><li>evidenciando à comunidade imagem negativa – prestes a um </li></ul><ul><li>colapso. </li></ul><ul><li>Ghani convidado para assumir a direção. </li></ul><ul><li>Diretor anterior, centralizador. </li></ul><ul><li>Funcionários desinteressados. </li></ul><ul><li>A realidade repercutia em sala de aula, alunos sem prazer de </li></ul><ul><li>aprender, clima não adequado para ensino nem para </li></ul><ul><li>aprendizagem. </li></ul>Case - A Escola Promissora
    6. 6. <ul><li>Buscar confiança. </li></ul><ul><li>Reconstruir o comprometimento com a comunidade escolar, com o aprendizado e com os processos da escola. </li></ul><ul><li>Conhecer e entender a escola e processos sociais. </li></ul>Percepção - novo Diretor
    7. 7. <ul><li>Aproximação; </li></ul><ul><li>Participação; </li></ul><ul><li>Cooperação; </li></ul><ul><li>Agir a partir das sugestões; </li></ul><ul><li>Compartilhar as soluções encontradas ; </li></ul><ul><li>Confiança; </li></ul><ul><li>Delegar autoridade e dividir o poder. </li></ul>Atitudes – Novo Diretor
    8. 8. Resultados Alcançados <ul><li>Alunos animados e empenhados e professores confiantes. </li></ul><ul><li>Um ano depois: escola obteve 100% de aprovação em importante exame e ganhou verba para melhoria da escola. </li></ul>
    9. 9. Novo Paradigma da Gestão Escolar <ul><li>Modelos convencionais de liderança são inadequados </li></ul><ul><li>Sucesso do trabalho educacional - alcançar uma cooperação mais eficaz de gestão que supere o modelo centralizado, autocrático e controlador que foca em regras de trabalho e obediência. </li></ul><ul><li>Escolas atuais necessitam de lideres capazes de trabalhar e facilitar a resolução de problemas em grupo, ouvir o que os outros tem a dizer, delegar autoridade e dividir o poder. </li></ul><ul><li>Organizações - mais democráticas, produtivas e mais criativas. </li></ul><ul><li>Gestores escolares atuando como líderes são responsáveis pela sobrevivência e sucesso de suas organizações. </li></ul>
    10. 10. Liderança <ul><li>Habilidade de inspirar as pessoas </li></ul><ul><li>a agir,conquistá-las por inteiro. </li></ul><ul><li>É um conjunto de fatores: </li></ul><ul><li>dedicação, visão,valores, </li></ul><ul><li>entusiasmo, competência e </li></ul><ul><li>integridade expressos por uma </li></ul><ul><li>pessoa que inspira os outros a </li></ul><ul><li>trabalharem conjuntamente para </li></ul><ul><li>atingirem objetivos e metas </li></ul><ul><li>coletivas . </li></ul>
    11. 11. Liderança Eficaz <ul><li>Capacidade de influenciar positivamente os grupos e inspirá-los a se unirem em ações comuns coordenadas. </li></ul>
    12. 12. Case 2 <ul><li>Conselho de Educação dos EUA nomeou Hill, especialista em processos de grupo, como novo superintendente ; </li></ul><ul><li>Definiu um conjunto de estratégias para reunir o distrito escolar em torno de objetivos comuns; </li></ul><ul><li>Instituiu um comitê representativo das escolas para em conjunto e em consulta aos estabelecimentos de ensino, projetassem a visão e missão orientadoras da ação cooperativa; </li></ul><ul><li>Desenvolveu uma minuta do texto que definia a visão e missão e só aceitas depois de discutir com cada uma das 14 escolas do distrito. </li></ul>
    13. 13. Dois exemplos de gestão com Ghani e Hill verifica-se: <ul><li>Estilo participativo de liderança. </li></ul><ul><li>Proporcionaram às pessoas liberdade de atuar e intervir. </li></ul><ul><li>Resultado - grande entusiasmo entre os professores que mobilizou na realização de um trabalho educacional significativo para os seus alunos. </li></ul>
    14. 14. <ul><li>Facilitador e estimulador da participação dos pais, alunos, professores e funcionários, na tomada de decisão e implementação de ações. </li></ul><ul><li>Pessoa empreendedora e que mantenha entusiasmo da equipe. </li></ul><ul><li>Tem autocontrole e determinação sem deixar de ser flexível. </li></ul><ul><li>Conhecedor dos fundamentos da Educação e seus processos. </li></ul><ul><li>Conhecedor das motivações, interesses e competências do grupo. </li></ul><ul><li>Receptivo a novos desafios. </li></ul>Características de um líder participativo
    15. 15. O estilo participativo de liderança <ul><li>Estratégia empregada para aperfeiçoar a qualidade educacional. </li></ul><ul><li>É baseado no bom senso, delega autoridade àqueles que estão envolvidos na realização dos serviços educacionais. </li></ul><ul><li>É construído a partir dos modelos de liderança compartilhada. </li></ul><ul><li>Grande parte de sistema de ensino, o grau de participação de professores e funcionários em escolas é determinada pelo estilo de liderança formal do dirigente. </li></ul><ul><li>O líder formal cria o clima e dá o sinal para os seus funcionários de que a participação de fato é desejada. </li></ul>
    16. 16. Líder Participativo <ul><li>Constrói fundamentos para a gestão participativa. </li></ul><ul><li>Guia-se em poder com perícia, persuasão, razão e reconhecimento. </li></ul><ul><li>Poder é a capacidade de exercer influência sobre os outros. </li></ul><ul><li>O líder participativo baseia-se no poder de referência e de competência. </li></ul>
    17. 17. <ul><li>Identificar as oportunidades apropriadas para a ação e decisão compartilhadas. </li></ul><ul><li>Estimular a participação dos membros da comunidade escolar. </li></ul><ul><li>Estabelecer normas de trabalho em equipe e acompanhar e orientar a sua efetivação. </li></ul><ul><li>Transformar boas idéias individuais em idéias coletivas. </li></ul><ul><li>Garantir os recursos necessários para apoiar os esforços participativos. </li></ul><ul><li>Prover reconhecimento coletivo pela participação e pela conclusão de tarefas. </li></ul>Estratégias para facilitar a participação
    18. 18. Como a Liderança Participativa é analisada? <ul><li>Através de observação de atividades pertinentes à liderança. </li></ul><ul><li>O líder participativo envolve os outros e compartilha a liderança com a comunidade escolar. </li></ul>
    19. 19. <ul><li>Criar a comunidade escolar, a visão da escola e construir o melhor entendimento dessa visão na equipe escolar. </li></ul><ul><li>Desenvolver o comprometimento de professores e demais funcionários com a realização dessa visão. </li></ul><ul><li>Definir, de forma participativa e em conjunto, os objetivos da escola. </li></ul><ul><li>Utilizar e canalizar as competências da escola para a efetivação de resultados. </li></ul><ul><li>Desenvolver a competência da equipe, mediante acompanhamento e orientação coletiva contínua. </li></ul><ul><li>Estimular e manter a motivação da equipe da escola para o trabalho em equipe de promoção da aprendizagem e formação dos alunos. </li></ul>Tarefas do líder participativo na escola
    20. 20. Conclusão do estudo de Likert (Centro de Pesquisa da Universidade de Michigan, sobre LIDERANÇA <ul><li>Os gestores mais eficientes são aqueles que a abordagem é primordialmente centrada nos funcionários e não nas tarefas. </li></ul><ul><li>“ Os dirigentes com os melhores índices de desempenho concentram sua atenção primeiramente no aspecto humano dos problemas de sua equipe, no empenho em construir grupos de trabalho eficazes com objetivos desafiadores.(Likert,1971) </li></ul>
    21. 21. Aspectos da liderança participativa <ul><li>Apoio </li></ul><ul><li>Ênfase no objetivo </li></ul><ul><li>Facilitador do trabalho </li></ul><ul><li>Facilitação da interação </li></ul>
    22. 22. Case - Liderança participativa e em equipe no ambiente escolar <ul><li>Michelângelo ,aproximou-se de dois artesãos de uma </li></ul><ul><li>construção e perguntou para os dois, o que eles estavam </li></ul><ul><li>fazendo? </li></ul><ul><li>O primeiro respondeu: estou quebrando estas pedras. </li></ul><ul><li>O segundo respondeu: eu faço parte de um grupo de trabalhadores e artesãos que está construindo uma catedral. </li></ul><ul><li>Mesma tarefa, mas perspectiva bem diferente. Certamente a segunda resposta resulta toda possibilidade de sucesso (visão compartilhada). </li></ul>
    23. 23. Criando e comunicando uma visão <ul><li>Lider tem que envolver todos no trabalho, cria e desenvolve uma visão compartilhada. </li></ul><ul><li>Liderança participativa somente se efetiva quando cria uma visão compartilhada do objetivo. </li></ul><ul><li>Construir uma visão compartilhada é um processo contínuo que objetiva a criar uma força viva nos corações e nas mentes de todos os integrantes (Senge,1995). </li></ul>
    24. 24. <ul><li>Trabalhar junto à comunidade escolar para desenvolver a visão e os </li></ul><ul><li>objetivos da escola. </li></ul><ul><li>Realizar reuniões formais e informais para refletir sobre a visão da escola e os objetivos. </li></ul><ul><li>Desenvolver uma ótica pró-ativa e empreendedora. </li></ul><ul><li>Definir o perfil e a identidade social da escola. </li></ul><ul><li>Definir uma perspectiva comum e compartilhada de desenvolvimento institucional (da escola) e profissional (do corpo docente e técnico-administrativo da escola). </li></ul><ul><li>Desenvolver o perfil da escola. </li></ul>Construindo uma visão
    25. 25. Exemplos mensurados em entrevistas com Professores: <ul><li>Apontaram que líderes excepcionais são aqueles que de alguma forma se destacaram em suas vidas, proporcionaram entusiasmo a todos ao seu redor, mobilizando para a ação. </li></ul><ul><li>Enfatizaram que é possível buscar uma posição melhor , que a organização pode fazer mais e alcançar os sonhos. </li></ul><ul><li>Construir uma visão, implica em contato com todos os funcionários de todos os níveis para compreender as preocupações. </li></ul><ul><li>“ Diretores eficazes tem uma visão de suas escolas e tem noção clara do seu papel em transformar esta visão em realidade” (Manasse,1984) </li></ul>
    26. 26. Trabalho dos Líderes escolares <ul><li>No trabalho com a comunidade para construir uma visão institucional necessitam primeiro desenvolver o perfil da escola, ou seja, uma descrição de como a escola se apresenta no momento. </li></ul><ul><li>Com uma equipe de planejamento da escola o diretor ou facilitador pede a todos que imaginem a escola 5 anos à frente, ou seja, após terem feito todas as mudanças desejadas. Solicita que descrevam a visão, identificando características principais. </li></ul><ul><li>A imagem do futuro pode formar a base da nova visão da escola. </li></ul>
    27. 27. <ul><li>Confiança = fundamental para manter uma organização unida, facilitando a boa comunicação, corrigindo ações, possibilitando atendimento de objetivos e criando condições para o sucesso organizacional. </li></ul><ul><li>Profissionais bem liderados vão se identificar com bons líderes e reciprocamente bons líderes vão são formados a partir dos impulsos positivos dos seus liderados (Gardiner,1989). </li></ul><ul><li>Interação eficaz entre líderes e liderados é a base para a criação da confiança entre ambos. </li></ul><ul><li>Líderes tem que ser confiáveis, previsíveis e justos nas suas relações. </li></ul><ul><li>Liderança não é autoridade, mas habilidade de envolver pessoas na realização de objetivos a partir da motivação para realização de objetivos comuns. </li></ul>Desenvolvendo a confiança
    28. 28. Utilizando amplamente as competências da escola <ul><li>Sustentar os interesses e esforços para realização de objetivos comuns, aproveitando ao máximo os recursos humanos. </li></ul><ul><li>Construir ativamente a competência da equipe através da motivação. </li></ul><ul><li>Motivar equipes de liderança em áreas específicas de conhecimento e sua </li></ul><ul><li>participação nos propósitos gerais da escola. </li></ul><ul><li>Habilidades em desenvolver liderança com a comunidade escolar. </li></ul><ul><li>Desenvolver o aperfeiçoamento na complexas tarefas escolar, conquistando o apoio dos professores. </li></ul>Características marcantes do líder participativo Como deve ser entendida as características do líder participativo
    29. 29. <ul><li>Se acreditarmos que a formação de competências não é evidente e que depende em parte da escolaridade básica, resta decidir quais ela deveria desenvolver prioritariamente. Ninguém pretende que todo saber deve ser aprendido na escola. Uma boa parte dos saberes humanos é adquirida por outras vias. Por que seria diferente com as competências? </li></ul><ul><li>Dizer que cabe a escola desenvolver competências não significa confiar-lhe o monopólio disso. </li></ul><ul><li>Philippe Perrenoud </li></ul>Teoria das competências
    30. 30. Desenvolvendo uma equipe <ul><li>Liderança eficaz = Gestão participativa </li></ul><ul><li>A criação de uma equipe com responsabilidade compartilhada; </li></ul><ul><li>O desenvolvimento contínuo das habilidade individuais e pessoais; </li></ul><ul><li>A construção e determinação de uma visão de conjunto do trabalho de toda a escola. </li></ul><ul><li>O líder eficaz trabalha para desenvolver uma equipe composta por </li></ul><ul><li>pessoas que em conjunto são responsáveis por garantir o </li></ul><ul><li>sucesso da escola. </li></ul>
    31. 31. <ul><li>Ensinar as habilidades necessárias para </li></ul><ul><li>participação eficaz. </li></ul><ul><li>Proporcionar apoio e </li></ul><ul><li>encorajamento para os </li></ul><ul><li>integrantes da equipe. </li></ul><ul><li>Modelar o comportamento </li></ul><ul><li>de equipe. </li></ul><ul><li>Promover contínua </li></ul><ul><li>interação entre membros. </li></ul>Desenvolvimento de equipes
    32. 32. Motivando a equipe da escola <ul><li>O líder eficaz trabalha com professores, funcionários e com a comunidade estabelecendo um sentido comum . </li></ul><ul><li>Fortalecimento e comprometimento do grupo de profissionais. </li></ul><ul><li>Desenvolver as relações interpessoais e a auto-estima. </li></ul><ul><li>Criar um atmosfera de agremiação,fortalecendo o compromisso profissional e organizacional. </li></ul>
    33. 33. Motivando a equipe da escola <ul><li>Motivação é o empurrão ou alavanca que estimula as pessoas a agirem e a se superarem. </li></ul><ul><li>No contexto individual, no grupo imediato de trabalho e a </li></ul><ul><li>organização como um todo. </li></ul>
    34. 34. <ul><li>Estabelecer na escola um sentido comum, de cumplicidade, de família, no desenvolvimento dos objetivos educacionais. </li></ul><ul><li>Criar oportunidades para freqüentar trocas de idéias, de inovações e criação conjunta de trabalho. </li></ul><ul><li>Orientar as ações pedagógicas para que , conjuntamente, promovam a aprendizagem dos alunos e o desenvolvimento profissional do professor. </li></ul><ul><li>Dar visibilidade e transparência às ações e seus resultados. </li></ul>Motivando a equipe da escola
    35. 35. Quando adotar a liderança participativa <ul><li>A gestão participativa é apropriada para todo os tipo de escola? </li></ul><ul><li>Os educadores querem saber se o estilo de liderança participativa </li></ul><ul><li>poderia ou deveria ser empregado em todas as situações. Caso não fosse, quando o estilo de liderança seria apropriado? </li></ul><ul><li>E que outro tipo de liderança deveria ser empregado quando a participação não se aplica? </li></ul><ul><li>Tudo é relativo, tudo depende. </li></ul>
    36. 36. Abordagens de contingência para liderança Nem todas as situações de gestão são semelhantes. A teoria da contingência baseia-se na premissa da inexistência de um modelo que se adapte a todas as empresas em todas as circunstâncias.
    37. 37. Estilos de comportamento do líder <ul><li>A literatura evidencia que a </li></ul><ul><li>Liderança participativa não é </li></ul><ul><li>apropriada para todas as </li></ul><ul><li>situações. Registram-se </li></ul><ul><li>quatro estilos de liderança, </li></ul><ul><li>caracterizados por certos </li></ul><ul><li>comportamentos, que devem ser </li></ul><ul><li>exercidos em acordo com a </li></ul><ul><li>situação específica e de acordo </li></ul><ul><li>com as necessidades individuais </li></ul><ul><li>ou grupais de direcionamento e </li></ul><ul><li>apoio necessários. Esses estilos </li></ul><ul><li>são, conforme identificados na </li></ul><ul><li>literatura de gestão . </li></ul>
    38. 38. Estilo de liderança diretiva <ul><li>Atuação </li></ul><ul><li>O Líder escolar diz claramente ao professor o que este deve fazer e </li></ul><ul><li>proporciona as orientações de como realizar as suas ações </li></ul><ul><li>pedagógicas ,utilizando para isso, principalmente, formas autocráticas </li></ul><ul><li>de tomar decisões. </li></ul><ul><li>Princípios orientadores </li></ul><ul><li>Pessoas com pouca capacitação e experiência necessitam do máximo </li></ul><ul><li>de direcionamento para atingir um determinado padrão desempenho, </li></ul><ul><li>assim como situações emergenciais requerem respostas imediata . </li></ul>
    39. 39. Estilo de liderança de instrução <ul><li>Atuação </li></ul><ul><li>O Líder da escola combina direcionamento com elogios e encoraja para </li></ul><ul><li>levantar a confiança e motivação dos liderados. As decisões são </li></ul><ul><li>tomadas pelo líder depois de considerar o interesse dos integrantes da </li></ul><ul><li>equipe da escola. </li></ul><ul><li>Princípios orientadores </li></ul><ul><li>A medida que os professores vão se tornando mais experientes, menos </li></ul><ul><li>direcionamento e maior apoio pessoal é necessário. </li></ul><ul><li>O papel do Líder escolar é orientar, como se fosse o técnico de um time </li></ul><ul><li>e desenvolver o time da escola. </li></ul>
    40. 40. Estilo de liderança de auxílio <ul><li>Atuação </li></ul><ul><li>O Líder da escola ouve, consulta e apóia ativamente os integrantes da </li></ul><ul><li>equipe, que têm a oportunidade de influenciar na decisão desde o </li></ul><ul><li>início. </li></ul><ul><li>Princípios orientadores </li></ul><ul><li>À medida que o professor se torna mais experiente, o papel do Líder é </li></ul><ul><li>proporcionar objetivos desafiadores. O trabalho mais complexo e as </li></ul><ul><li>decisões demandam mais apoio para encorajar o </li></ul><ul><li>desenvolvimento profissional. </li></ul>
    41. 41. <ul><li>Atuação </li></ul><ul><li>O Líder da escola envolve, extensivamente, os integrantes da equipe </li></ul><ul><li>ou professores no processo de decisão. Ao participar do processo </li></ul><ul><li>decisório, o Líder concorda em mudar de opinião de acordo com a </li></ul><ul><li>decisão do grupo. </li></ul><ul><li>Princípios orientadores </li></ul><ul><li>A delegação de autoridade desenvolve as habilidades e o </li></ul><ul><li>comprometimento dos integrantes da equipe. Além disso, os Líderes hábeis </li></ul><ul><li>em delegar são capazes de maiores conquistas. </li></ul>Estilo de liderança delegada
    42. 42. <ul><li>Definem os objetivos claros. </li></ul><ul><li>Exibem confiança e receptividade com relação aos outros. </li></ul><ul><li>Discutem fatos abertamente </li></ul><ul><li>Solicitam e ouvem ativamente o ponto de vista dos outros. </li></ul><ul><li>Convivem com situações </li></ul><ul><li>ambíguas e com circunstâncias </li></ul><ul><li>que mudam constantemente, </li></ul><ul><li>aceitando-as. </li></ul><ul><li>Utilizam a gestão participativa para </li></ul><ul><li>conseguir a ajuda dos outros. </li></ul>Como agem os diretores eficazes
    43. 43. <ul><li>Definição da missão </li></ul><ul><li>O Líder tira proveito de qualquer oportunidade para discutir o </li></ul><ul><li>objetivos,os propósitos e a missão da escola com os seus professores, </li></ul><ul><li>funcionários,alunos e pais, tornando-se visível no prédio da escola, </li></ul><ul><li>reconhecendo o bom ensino e as conquistas dos alunos e das equipes. </li></ul><ul><li>Gestão de currículo </li></ul><ul><li>Disponibiliza as informações adequadas e o apoio necessário aos </li></ul><ul><li>professores para que possam envolver-se com sucesso no </li></ul><ul><li>planejamento curricular,nas inovações educacionais e no </li></ul><ul><li>desenvolvimento do ensino. </li></ul>Checklist para avaliação de liderança pedagógica
    44. 44. <ul><li>Supervisão do ensino </li></ul><ul><li>O Líder dedica o tempo em orientar os professores de sua escola sobre como </li></ul><ul><li>ensinar, observando o seu desempenho em aulas encorajando os funcionários a </li></ul><ul><li>fazer o melhor do seu trabalho.Instrui e aconselha os professores de uma maneira </li></ul><ul><li>solidária, encorajando - os a definir objetivos que proporcionem o próprio </li></ul><ul><li>crescimento profissional, quando precisa criticar comporta-se como mentor ao invés </li></ul><ul><li>de um juiz. </li></ul><ul><li>Monitoramento do progresso dos alunos </li></ul><ul><li>Revisa com os professores os dados sobre o comportamento dos alunos e usa </li></ul><ul><li>o levantamento das informações sobre estes para medir o progresso, no sentido </li></ul><ul><li>de atingir os objetivos da escola, além disso fornece aos professores informações </li></ul><ul><li>dos alunos que é utilizada para ajudar a determinar os pontos fortes e fracos no </li></ul><ul><li>programa pedagógico. </li></ul>Checklist para avaliação de liderança pedagógica
    45. 45. <ul><li>Promoção do clima pedagógico </li></ul><ul><li>Encorajar os professores a tentar </li></ul><ul><li>novas idéias, elogiar e reconhecer os </li></ul><ul><li>professores por um trabalho bem </li></ul><ul><li>feito e pedir aos pais e alunos que </li></ul><ul><li>façam o mesmo. Reforçar as altas </li></ul><ul><li>expectativas para realizações </li></ul><ul><li>acadêmicas e estabelecer e enfatizar </li></ul><ul><li>orientações claras, sobre o </li></ul><ul><li>assunto,nas políticas e nos </li></ul><ul><li>procedimentos da escola. </li></ul>Liderança pedagógica

    ×