SlideShare uma empresa Scribd logo
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
1
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
Autos n° 0900006-08.2014.8.24.0079
Ação: Ação Civil de Improbidade Administrativa/PROC
Autor: Ministério Público do Estado de Santa Catarina
Réu: Wilmar Carelli e outro
Vistos, etc.
O Ministério Público do Estado de Santa Catarina ingressou com
Ação Civil Pública em face de Wilmar Carelli e Magavel Magarinos Veículos
Ltda, na qual alegou a prática de ato de improbidade administrativa por parte do
primeiro requerido, do qual o segundo haveria sido beneficiado, consistente na
aquisição de veículo após o encerramento, sem vencedor, de pregão presencial,
com suposta afronta aos princípios norteadores da administração pública e das
licitações.
Indeferida a antecipação de tutela para bloqueio de bens dos
requeridos, os mesmos foram notificados para a finalidade prevista no art. 17, § 7º,
da Lei n. 8.429/92.
O primeiro requerido apresentou defesa preliminar, alegando a
inexistência de ato de improbidade, pois o procedimento que resultou na aquisição
do veículo em questão haveria sido regular ou, mesmo considerando a hipótese
contrária, inexistiria dolo, má-fé ou desonestidade na conduta do agente público, de
modo a não restar caracterizada sua atuação ìmproba.
Finalizou postulando a rejeição initio litis da ação de improbidade, a
teor do art. 17, § 8º, da Lei 8.429/92.
A segunda demandada, por seu turno, ofereceu contestação,
levantando a preliminar de ilegitimidade passiva, sob argumento de que não
realizou, tampouco concorreu, para a prática de qualquer ato de improbidade, tendo
sido realizada a negociação de acordo com os ditames do processo licitatório.
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 439
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
2
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
No mérito, sustentou não estar caracterizada a improbidade
administrativa em virtude de que: a) inexistiu superfaturamento; b) não ocorreu
enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário; c) inexistiu culpa grave ou dolo em
eventual irregularidade; d) não houve violação aos princípios da administração
pública.
Arrematou pedindo a extinção do feito em virtude da ilegitimidade
passiva ou, conhecendo da questão de fundo, a improcedência do pedido inicial.
As defesas vieram acompanhadas de documentos.
É o relatório.
Decido.
Trata-se de Ação Civil Pública na qual se perquire acerca da prática
de ato de improbidade administrativa, consistente em apontada irregularidade na
aquisição de veículo por parte Município de Videira.
1. Preliminar de Ilegitimidade Passiva.
Entende a requerida Magavel Magarinos Veículos Ltda. que não
praticou ou concorreu para a prática de qualquer ato de improbidade, pois a
homologação e finalização do procedimento licitatório deu-se por ato exclusivo do
primeiro demandado.
Acrescentou que sua participação resumiu-se em apresentar
proposta compatível com aquilo que a municipalidade se dispunha a pagar, dentro
dos limites da legalidade.
A preliminar arguida não merece prosperar, considerando a
disciplina contida no art. 3º da Lei n.º 8.429/92:
Art. 3° As disposições desta lei são aplicáveis, no que couber, àquele
que, mesmo não sendo agente público, induza ou concorra para a
prática do ato de improbidade ou dele se beneficie sob qualquer
forma direta ou indireta.
Com base nisso, acaso seja reconhecida a existência de conduta
ímproba por parte do agente político, cuja apreciação constitui questão de fundo da
presente ação, poderá a segunda demandada igualmente ser responsabilizada, haja
vista que auferiu, em tese, benefício decorrente do ato apontado como eivado de
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 440
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
3
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
mácula, consistente na venda do veículo ao ente público, amoldando-se, por
consequência, à previsão contida na parte final do dispositivo legal antes transcrito.
Diante do exposto, rejeito a preliminar.
2. Recebimento da Ação
O rito estabelecido pela Lei n. 8.429/92 prevê uma fase prévia, na
qual é oportunizado o oferecimento de manifestação preliminar aos apontados
autores da conduta ímproba, de modo que, convencido o juiz da inexistência do ato
de improbidade, da improcedência da ação ou da inadequação da via eleita, a ação
é rejeitada (art. 17, § 8º).
Em se tratando de análise preliminar de admissibilidade, deve se ter
em mente que não é exigida comprovação cabal da ocorrência das condutas
previstas na lei de improbidade, bastando, para tanto, indícios suficientes para
justificar a continuidade do feito.
Com efeito, cuidando de ação que versa sobre o resguardo do
interesse público, a decisão de admissibilidade deve ser orientada pelo princípio do
in dubio pro societate.
O entendimento jurisprudencial é firme nesse sentido, conforme
REsp 1197406/MS, Rel. Ministra ELIANA CALMON, SEGUNDA TURMA, julgado em
15-8-2013, DJe 22-8-2013:
PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AÇÃO CIVIL PÚBLICA.
IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. AGRAVO DE INSTRUMENTO.
RECEBIMENTO DA AÇÃO. VIOLAÇÃO DO ART. 535 DO CPC NÃO
CARACTERIZADA. TIPIFICAÇÃO DOS ATOS. INDÍCIOS DE
PRÁTICAS DE ATOS ÍMPROBOS. IN DUBIO PRO SOCIETATE.
APLICAÇÃO DA LEI 8.429/1992 AOS AGENTES POLÍTICOS.
COMPATIBILIDADE COM O DECRETO-LEI 201/1967. 1. Não
ocorre ofensa ao art. 535, I e II, do CPC, se o Tribunal de origem
decide, fundamentadamente, as questões essenciais ao julgamento
da lide. 2. Em ação civil pública por ato de improbidade, basta que o
autor faça uma descrição genérica dos fatos e imputações dos réus,
sem necessidade de descrever em minúcias os comportamentos e
as sanções devidas a cada agente. 3. Para fins do juízo preliminar
de admissibilidade, previsto no art. 17, §§ 7º, 8º e 9º, da Lei
8.429/1992, é suficiente a demonstração de indícios razoáveis de
prática de atos de improbidade e autoria, para que se determine o
processamento da ação, em obediência ao princípio do in dubio pro
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 441
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
4
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
societate, a fim de possibilitar o maior resguardo do interesse
público. Precedentes. 4. Não há qualquer antinomia entre o Decreto-
Lei 201/1967 e a Lei 8.429/1992, pois a primeira impõe ao prefeito e
vereadores um julgamento político, enquanto a segunda submete-os
ao julgamento pela via judicial, pela prática do mesmo fato.
Precedentes. 5. Recurso especial não provido.
Na presente situação de fato, em linhas gerais, os requeridos
suscitaram a inexistência de ato de improbidade, defendendo a higidez da compra
realizada, a ausência de dolo em suas respectivas atuações e a não ocorrência de
dano ao erário.
Sem promover cognição exauriente sobre a pretensão deduzida, a
qual fica reservada ao momento da sentença a ser proferida após o pleno exercício
do contraditório e da ampla defesa, inclusive oportunizando aos litigantes a
produção de provas em Juízo, sob o manto daquelas garantias, verifico não ser
possível, de plano, por termo à presente ação.
Consoante relatado na inicial, a demanda é lastreada em suposta
ilegalidade de ato do Prefeito Municipal, que declarou a segunda requerida
vencedora do item 01 do Edital de Pregão Presencial n.º 42/2011, dias após a
pregoeira haver decidido pelo encerramento daquele item do certame, sem
vencedor.
Em análise breve, verifico que a atuação do Chefe do Executivo
municipal aparenta haver fugido à legalidade, na medida em que a atribuição de
homologar ou não o resultado do certame licitatório não lhe confere a prerrogativa
de realizar novo julgamento das propostas.
Conforme lição de Hely Lopes Meirelles, na obra Direito
administrativo brasileiro, 35 ed. São Paulo: Malheiros, 2009, p. 193:
Homologação é o ato de controle pelo qual a autoridade superior
examina a legalidade e a conveniência de ato anterior da própria
Administração, de outra entidade ou de particular, para dar-lhe
eficácia. O ato dependente de homologação é inoperante enquanto
não a recebe. Como ato de simples controle, a homologação não
permite alterações no ato controlado pela autoridade
homologante, que apenas pode confirmá-lo ou rejeitá-lo, para
que a irregularidade seja corrigida por quem a praticou (grifei).
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 442
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
5
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
Dessa forma, acaso fosse verificada eventual ilegalidade, o caminho
correto seria a anulação do ato, com sua repetição por parte do setor competente
para tanto. A existência de proposta feita a destempo, mesmo que vantajosa ao ente
público, não tem o condão de possibilitar ao Prefeito Municipal, investindo-se nas
funções de pregoeiro, realizar novo julgamento do item, a fim de declarar como
vencedor aquele proponente.
Os fatos narrados, portanto, aparentam violação aos princípios da
legalidade, publicidade e impessoalidade, de modo a permitir o recebimento da ação
de improbidade, mormente porque, conforme antes dito, o princípio a ser observado
neste momento processual é o do in dubio pro societate.
De outra banda, consigno que a apreciação dos demais argumentos
levantados, consistentes na inexistência de superfaturamento na compra ou não
ocorrência de prejuízo ao erário, bem como a suscitada ausência de dolo ou má-fé
das partes envolvidas, cuidam de matérias que demandam a produção de provas,
ficando, por conseguinte, reservadas ao julgamento meritório da pretensão
deduzida.
Aliás, no que concerne ao dolo, cuidando de ação que objetiva,
dentre outros pedidos, o ressarcimento ao erário, consigno que o enquadramento
nas condutas previstas no art. 10 da Lei n. 8.429/92 independe daquele, bastando a
atuação culposa do agente público.
Nesse sentido a jurisprudência do STJ, conforme AgRg no AREsp
374.913/BA, Rel. Ministro OG FERNANDES, SEGUNDA TURMA, julgado em
27-3-2014, DJe 11-4-2014:
PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AGRAVO
REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL.
IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. VIOLAÇÃO DO ART. 535 DO
CPC. INEXISTÊNCIA. LESÃO AO PATRIMÔNIO PÚBLICO. CULPA.
SÚMULA 83/STJ. ANÁLISE DOS ELEMENTOS
CARACTERIZADORES DO ATO DE IMPROBIDADE. INCIDÊNCIA
DA SÚMULA 7/STJ. [...] 2. A configuração dos atos de improbidade
administrativa previstos no art. 10 da Lei de Improbidade
Administrativa (atos de improbidade administrativa que causam
prejuízo ao erário), à luz da atual jurisprudência do STJ, exige a
presença do efetivo dano ao erário (critério objetivo) e, ao menos,
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 443
EST ADO DE SANT A C A T ARINA
PODER JUDICIÁRIO
Comarca de Videira
2ª Vara Cível
6
Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br
culpa, o mesmo não ocorrendo com os tipos previstos nos arts. 9º e
11 da mesma Lei (enriquecimento ilícito e atos de improbidade
administrativa que atentam contra os princípios da administração
pública), os quais se prendem ao elemento volitivo do agente (critério
subjetivo), exigindo-se o dolo [...].
Ante o exposto, REJEITO a preliminar e, nos termos do art. 17, § 9.º
da Lei n. 8.429/92, RECEBO a petição inicial da presente Ação Civil Pública,
determinando o seu processamento, sem prejuízo do disposto no § 11 do art. 17 de
referida lei.
CITEM-SE os requeridos para, querendo, oferecerem resposta, no
prazo legal.
DEFIRO a integração do Município de Videira (SC) como
litisconsorte ativo, se assim for de seu interesse, conforme interpretação sistemática
do art. 17, § 3º da Lei 8.429/92 com o art. 6º, § 3º, da Lei 4.717/65.
Ciência ao Ministério Público.
Intime-se.
Videira (SC), 11 de dezembro de 2014.
Fernando Machado Carboni
Juiz de Direito
Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A.
EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI.
fls. 444

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020 loteamento vitória ii - criciúma
Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020   loteamento vitória ii - criciúmaInicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020   loteamento vitória ii - criciúma
Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020 loteamento vitória ii - criciúma
Ministério Público de Santa Catarina
 
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
Ministério Público de Santa Catarina
 
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidorJuiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - CriciúmaACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
Ministério Público de Santa Catarina
 
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicialJustiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
Michel Franck
 
STJ - Carlos Keide
STJ - Carlos Keide STJ - Carlos Keide
STJ - Carlos Keide
Joao Carlos Passari
 
Autos nº 0900399 76.2015
Autos nº 0900399 76.2015Autos nº 0900399 76.2015
Autos nº 0900399 76.2015
Luiz Fernando Góes Ulysséa
 
Adin apa
Adin apaAdin apa
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivasRequerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
diariodocentrodomundo
 
Extrajudicial portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
Extrajudicial   portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...Extrajudicial   portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
Extrajudicial portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
Luiz Fernando Góes Ulysséa
 
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
Ministério Público de Santa Catarina
 
Decisao mascaras em Criciuma
Decisao mascaras em CriciumaDecisao mascaras em Criciuma
Decisao mascaras em Criciuma
MarcianoBortolin
 
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
Ministério Público de Santa Catarina
 
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
Ministério Público de Santa Catarina
 
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de KikoURGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
Luís Carlos Nunes
 
Parecermptj
ParecermptjParecermptj
Parecermptj
Angelo Rigon
 
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciáriosJustiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 

Mais procurados (20)

Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020 loteamento vitória ii - criciúma
Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020   loteamento vitória ii - criciúmaInicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020   loteamento vitória ii - criciúma
Inicial acp 0900022 37.2017.8.24.0020 loteamento vitória ii - criciúma
 
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
Liminar na Adin 8000090-33.2017.8.24.0000
 
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidorJuiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
Juiz de Rondônia condena Telexfree a restituir mais de R$ 21 mil a investidor
 
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
Ex-presidente da Câmara Municipal é condenado pela Justiça de Rondônia e pode...
 
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - CriciúmaACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
ACP 0900022 37.2017.8.24.0020 - Loteamento Vitória II - Criciúma
 
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicialJustiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
Justiça afasta prefeita de São Félix do Araguaia; veja a decisão judicial
 
STJ - Carlos Keide
STJ - Carlos Keide STJ - Carlos Keide
STJ - Carlos Keide
 
Autos nº 0900399 76.2015
Autos nº 0900399 76.2015Autos nº 0900399 76.2015
Autos nº 0900399 76.2015
 
Adin apa
Adin apaAdin apa
Adin apa
 
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
Rondônia – Tarcísio Meira e outros são condenados no esquema do carro ‘fantas...
 
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivasRequerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
Requerimento de informações do Ministério da Economia sobre apostas esportivas
 
Extrajudicial portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
Extrajudicial   portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...Extrajudicial   portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
Extrajudicial portaria de instauração de inquérito civil público - meio amb...
 
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
9153854 27.2014.8.24.0000 - re - constitucionalidade - taxa preserv ambiental...
 
Decisao mascaras em Criciuma
Decisao mascaras em CriciumaDecisao mascaras em Criciuma
Decisao mascaras em Criciuma
 
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
8000271 16.2018.8.24.0900 - governador celso ramos - tpa - inicial
 
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
Improbidade Administrativa - 2012.029850-9
 
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de KikoURGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
URGENTE: Ministério Público Eleitoral pede a impugnação da candidatura de Kiko
 
Parecermptj
ParecermptjParecermptj
Parecermptj
 
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciáriosJustiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
Justiça determina suspensão da greve dos agentes penitenciários
 
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
Secretários que contribuíram com desvio de dinheiro público destinado à refor...
 

Destaque

Jennifer Merlin - eng June 2015
Jennifer Merlin - eng June 2015Jennifer Merlin - eng June 2015
Jennifer Merlin - eng June 2015
Jennifer Merlin
 
3.textual analyses guidance
3.textual analyses guidance3.textual analyses guidance
3.textual analyses guidance
ctkmedia
 
Indicação Distrito São Pedro
Indicação Distrito São PedroIndicação Distrito São Pedro
Indicação Distrito São Pedro
wpaese
 
Scan0016
Scan0016Scan0016
Scan0016
wpaese
 
Bank of Ireland Tombstone 2011
Bank of Ireland Tombstone 2011Bank of Ireland Tombstone 2011
Bank of Ireland Tombstone 2011
davidchell
 
Gost specifications 520
Gost specifications 520Gost specifications 520
Gost specifications 520
leejaan66
 
Profit plus
Profit plusProfit plus
Profit plus
Franchesca2706
 
Shot List Laolu
Shot List LaoluShot List Laolu
Shot List Laolu
ctkmedia
 
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994) mskch941 p indice
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994)   mskch941 p indiceManual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994)   mskch941 p indice
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994) mskch941 p indice
Thiago Huari
 
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTU
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTUProjeto de Lei Complementar Isenção IPTU
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTU
wpaese
 
Noções básicas
Noções básicasNoções básicas
Noções básicas
washington carlos vieira
 
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagramaManual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
Thiago Huari
 
mine pit limnology and water quality
mine pit limnology and water qualitymine pit limnology and water quality
mine pit limnology and water quality
Zeeshan Khan
 
Образование 3.0 . Новейшие тенденции современного образования
Образование 3.0. Новейшие тенденции современного образованияОбразование 3.0. Новейшие тенденции современного образования
Образование 3.0 . Новейшие тенденции современного образования
mobiledu
 
Manual profit plus nomina
Manual profit plus nomina Manual profit plus nomina
Manual profit plus nomina
Tsunamee
 

Destaque (18)

Jennifer Merlin - eng June 2015
Jennifer Merlin - eng June 2015Jennifer Merlin - eng June 2015
Jennifer Merlin - eng June 2015
 
Img0102 a
Img0102 aImg0102 a
Img0102 a
 
3.textual analyses guidance
3.textual analyses guidance3.textual analyses guidance
3.textual analyses guidance
 
Indicação Distrito São Pedro
Indicação Distrito São PedroIndicação Distrito São Pedro
Indicação Distrito São Pedro
 
Scan0016
Scan0016Scan0016
Scan0016
 
Bank of Ireland Tombstone 2011
Bank of Ireland Tombstone 2011Bank of Ireland Tombstone 2011
Bank of Ireland Tombstone 2011
 
Power Shell V2 Full
Power Shell V2 FullPower Shell V2 Full
Power Shell V2 Full
 
Gost specifications 520
Gost specifications 520Gost specifications 520
Gost specifications 520
 
Profit plus
Profit plusProfit plus
Profit plus
 
Shot List Laolu
Shot List LaoluShot List Laolu
Shot List Laolu
 
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994) mskch941 p indice
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994)   mskch941 p indiceManual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994)   mskch941 p indice
Manual de serviço cg125 today cg125 titan cg125 cargo (1994) mskch941 p indice
 
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTU
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTUProjeto de Lei Complementar Isenção IPTU
Projeto de Lei Complementar Isenção IPTU
 
Noções básicas
Noções básicasNoções básicas
Noções básicas
 
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagramaManual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
Manual de serviço cg125 titan ks es cg125 cargo diagrama
 
mine pit limnology and water quality
mine pit limnology and water qualitymine pit limnology and water quality
mine pit limnology and water quality
 
Образование 3.0 . Новейшие тенденции современного образования
Образование 3.0. Новейшие тенденции современного образованияОбразование 3.0. Новейшие тенденции современного образования
Образование 3.0 . Новейшие тенденции современного образования
 
Windows Seven
Windows SevenWindows Seven
Windows Seven
 
Manual profit plus nomina
Manual profit plus nomina Manual profit plus nomina
Manual profit plus nomina
 

Semelhante a Recebimento carelli 2

Decisão Improbidade Administrativa Carelli
Decisão Improbidade Administrativa CarelliDecisão Improbidade Administrativa Carelli
Decisão Improbidade Administrativa Carelli
wpaese
 
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
Adriano Monteiro
 
Processo luciana santos
Processo luciana santosProcesso luciana santos
Processo luciana santos
gueste86b245
 
Decisao - Jorge Alexandre - Camragibe
Decisao - Jorge Alexandre - CamragibeDecisao - Jorge Alexandre - Camragibe
Decisao - Jorge Alexandre - Camragibe
FillipeJdm
 
Processo KMC Locadora
Processo KMC LocadoraProcesso KMC Locadora
Processo KMC Locadora
Bruno Muniz
 
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Direcao Ccsa-Jacarezinho Direito
 
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de RondôniaTCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicialPreciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
Leandro Santos da Silva
 
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
Engel e Rubel Advocacia
 
Ultima decisao
Ultima decisaoUltima decisao
Ultima decisao
Rosangela Costa
 
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
Rondoniadinamica Jornal Eletrônico
 
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
Ministério Público de Santa Catarina
 
Mandado de Segurança
Mandado de SegurançaMandado de Segurança
Mandado de Segurança
Jamildo Melo
 
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
Guy Valerio Barros dos Santos
 
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
Guy Valerio Barros dos Santos
 
Ellis Regina e Roberto Sobrinho
Ellis Regina e Roberto SobrinhoEllis Regina e Roberto Sobrinho
Ellis Regina e Roberto Sobrinho
Vinicius Canova Pires
 
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água PretaMPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
Portal NE10
 
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo flor do tucum - bananal sp
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo   flor do tucum - bananal spDecisão tribunal de contas do estado de são paulo   flor do tucum - bananal sp
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo flor do tucum - bananal sp
douglasvelasques
 
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São LourençoMPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
Portal NE10
 

Semelhante a Recebimento carelli 2 (20)

Decisão Improbidade Administrativa Carelli
Decisão Improbidade Administrativa CarelliDecisão Improbidade Administrativa Carelli
Decisão Improbidade Administrativa Carelli
 
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
Recurso Especial no Recurso Contra Expedição de Diploma nº 37-93.2013.6.17.00...
 
Processo luciana santos
Processo luciana santosProcesso luciana santos
Processo luciana santos
 
Decisao - Jorge Alexandre - Camragibe
Decisao - Jorge Alexandre - CamragibeDecisao - Jorge Alexandre - Camragibe
Decisao - Jorge Alexandre - Camragibe
 
Processo KMC Locadora
Processo KMC LocadoraProcesso KMC Locadora
Processo KMC Locadora
 
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
Ação civil pública autos 4507 29.2013.8.16
 
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de RondôniaTCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
TCE suspende licitação avaliada em quase R$ 5 mi em Campo Novo de Rondônia
 
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
Justiça de Rondônia condena ex-prefeito e ex-secretário de Educação de Guajar...
 
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicialPreciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
Preciso de um_advogado_para_assinar_uma_petição_de_execução_judicial
 
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
Construtora tenda condenada a devolver valores devido a atraso na entrega do ...
 
Ultima decisao
Ultima decisaoUltima decisao
Ultima decisao
 
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
Tribunal rejeita pedido de empresa pivô no esquema dos R$ 30 milhões da ponte...
 
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
Decisão liminar - Prédio ilegal em Florianópolis poderá ter água e luz cortad...
 
Mandado de Segurança
Mandado de SegurançaMandado de Segurança
Mandado de Segurança
 
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
 
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
DIÁRIO OFICIAL DO MUNICÍPIO
 
Ellis Regina e Roberto Sobrinho
Ellis Regina e Roberto SobrinhoEllis Regina e Roberto Sobrinho
Ellis Regina e Roberto Sobrinho
 
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água PretaMPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
MPF recorre ao TSE contra prefeito eleito em Água Preta
 
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo flor do tucum - bananal sp
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo   flor do tucum - bananal spDecisão tribunal de contas do estado de são paulo   flor do tucum - bananal sp
Decisão tribunal de contas do estado de são paulo flor do tucum - bananal sp
 
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São LourençoMPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
MPPE pede novo afastamento do prefeito de São Lourenço
 

Mais de wpaese

Denúncia para o MP
Denúncia para o MPDenúncia para o MP
Denúncia para o MP
wpaese
 
Decisão tce sc
Decisão tce scDecisão tce sc
Decisão tce sc
wpaese
 
Exposição01
Exposição01Exposição01
Exposição01
wpaese
 
Exposição1
Exposição1Exposição1
Exposição1wpaese
 
Exposição2
Exposição2Exposição2
Exposição2wpaese
 
Exposição2
Exposição2Exposição2
Exposição2
wpaese
 

Mais de wpaese (6)

Denúncia para o MP
Denúncia para o MPDenúncia para o MP
Denúncia para o MP
 
Decisão tce sc
Decisão tce scDecisão tce sc
Decisão tce sc
 
Exposição01
Exposição01Exposição01
Exposição01
 
Exposição1
Exposição1Exposição1
Exposição1
 
Exposição2
Exposição2Exposição2
Exposição2
 
Exposição2
Exposição2Exposição2
Exposição2
 

Recebimento carelli 2

  • 1. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 1 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br Autos n° 0900006-08.2014.8.24.0079 Ação: Ação Civil de Improbidade Administrativa/PROC Autor: Ministério Público do Estado de Santa Catarina Réu: Wilmar Carelli e outro Vistos, etc. O Ministério Público do Estado de Santa Catarina ingressou com Ação Civil Pública em face de Wilmar Carelli e Magavel Magarinos Veículos Ltda, na qual alegou a prática de ato de improbidade administrativa por parte do primeiro requerido, do qual o segundo haveria sido beneficiado, consistente na aquisição de veículo após o encerramento, sem vencedor, de pregão presencial, com suposta afronta aos princípios norteadores da administração pública e das licitações. Indeferida a antecipação de tutela para bloqueio de bens dos requeridos, os mesmos foram notificados para a finalidade prevista no art. 17, § 7º, da Lei n. 8.429/92. O primeiro requerido apresentou defesa preliminar, alegando a inexistência de ato de improbidade, pois o procedimento que resultou na aquisição do veículo em questão haveria sido regular ou, mesmo considerando a hipótese contrária, inexistiria dolo, má-fé ou desonestidade na conduta do agente público, de modo a não restar caracterizada sua atuação ìmproba. Finalizou postulando a rejeição initio litis da ação de improbidade, a teor do art. 17, § 8º, da Lei 8.429/92. A segunda demandada, por seu turno, ofereceu contestação, levantando a preliminar de ilegitimidade passiva, sob argumento de que não realizou, tampouco concorreu, para a prática de qualquer ato de improbidade, tendo sido realizada a negociação de acordo com os ditames do processo licitatório. Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 439
  • 2. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 2 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br No mérito, sustentou não estar caracterizada a improbidade administrativa em virtude de que: a) inexistiu superfaturamento; b) não ocorreu enriquecimento ilícito e prejuízo ao erário; c) inexistiu culpa grave ou dolo em eventual irregularidade; d) não houve violação aos princípios da administração pública. Arrematou pedindo a extinção do feito em virtude da ilegitimidade passiva ou, conhecendo da questão de fundo, a improcedência do pedido inicial. As defesas vieram acompanhadas de documentos. É o relatório. Decido. Trata-se de Ação Civil Pública na qual se perquire acerca da prática de ato de improbidade administrativa, consistente em apontada irregularidade na aquisição de veículo por parte Município de Videira. 1. Preliminar de Ilegitimidade Passiva. Entende a requerida Magavel Magarinos Veículos Ltda. que não praticou ou concorreu para a prática de qualquer ato de improbidade, pois a homologação e finalização do procedimento licitatório deu-se por ato exclusivo do primeiro demandado. Acrescentou que sua participação resumiu-se em apresentar proposta compatível com aquilo que a municipalidade se dispunha a pagar, dentro dos limites da legalidade. A preliminar arguida não merece prosperar, considerando a disciplina contida no art. 3º da Lei n.º 8.429/92: Art. 3° As disposições desta lei são aplicáveis, no que couber, àquele que, mesmo não sendo agente público, induza ou concorra para a prática do ato de improbidade ou dele se beneficie sob qualquer forma direta ou indireta. Com base nisso, acaso seja reconhecida a existência de conduta ímproba por parte do agente político, cuja apreciação constitui questão de fundo da presente ação, poderá a segunda demandada igualmente ser responsabilizada, haja vista que auferiu, em tese, benefício decorrente do ato apontado como eivado de Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 440
  • 3. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 3 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br mácula, consistente na venda do veículo ao ente público, amoldando-se, por consequência, à previsão contida na parte final do dispositivo legal antes transcrito. Diante do exposto, rejeito a preliminar. 2. Recebimento da Ação O rito estabelecido pela Lei n. 8.429/92 prevê uma fase prévia, na qual é oportunizado o oferecimento de manifestação preliminar aos apontados autores da conduta ímproba, de modo que, convencido o juiz da inexistência do ato de improbidade, da improcedência da ação ou da inadequação da via eleita, a ação é rejeitada (art. 17, § 8º). Em se tratando de análise preliminar de admissibilidade, deve se ter em mente que não é exigida comprovação cabal da ocorrência das condutas previstas na lei de improbidade, bastando, para tanto, indícios suficientes para justificar a continuidade do feito. Com efeito, cuidando de ação que versa sobre o resguardo do interesse público, a decisão de admissibilidade deve ser orientada pelo princípio do in dubio pro societate. O entendimento jurisprudencial é firme nesse sentido, conforme REsp 1197406/MS, Rel. Ministra ELIANA CALMON, SEGUNDA TURMA, julgado em 15-8-2013, DJe 22-8-2013: PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AÇÃO CIVIL PÚBLICA. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. AGRAVO DE INSTRUMENTO. RECEBIMENTO DA AÇÃO. VIOLAÇÃO DO ART. 535 DO CPC NÃO CARACTERIZADA. TIPIFICAÇÃO DOS ATOS. INDÍCIOS DE PRÁTICAS DE ATOS ÍMPROBOS. IN DUBIO PRO SOCIETATE. APLICAÇÃO DA LEI 8.429/1992 AOS AGENTES POLÍTICOS. COMPATIBILIDADE COM O DECRETO-LEI 201/1967. 1. Não ocorre ofensa ao art. 535, I e II, do CPC, se o Tribunal de origem decide, fundamentadamente, as questões essenciais ao julgamento da lide. 2. Em ação civil pública por ato de improbidade, basta que o autor faça uma descrição genérica dos fatos e imputações dos réus, sem necessidade de descrever em minúcias os comportamentos e as sanções devidas a cada agente. 3. Para fins do juízo preliminar de admissibilidade, previsto no art. 17, §§ 7º, 8º e 9º, da Lei 8.429/1992, é suficiente a demonstração de indícios razoáveis de prática de atos de improbidade e autoria, para que se determine o processamento da ação, em obediência ao princípio do in dubio pro Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 441
  • 4. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 4 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br societate, a fim de possibilitar o maior resguardo do interesse público. Precedentes. 4. Não há qualquer antinomia entre o Decreto- Lei 201/1967 e a Lei 8.429/1992, pois a primeira impõe ao prefeito e vereadores um julgamento político, enquanto a segunda submete-os ao julgamento pela via judicial, pela prática do mesmo fato. Precedentes. 5. Recurso especial não provido. Na presente situação de fato, em linhas gerais, os requeridos suscitaram a inexistência de ato de improbidade, defendendo a higidez da compra realizada, a ausência de dolo em suas respectivas atuações e a não ocorrência de dano ao erário. Sem promover cognição exauriente sobre a pretensão deduzida, a qual fica reservada ao momento da sentença a ser proferida após o pleno exercício do contraditório e da ampla defesa, inclusive oportunizando aos litigantes a produção de provas em Juízo, sob o manto daquelas garantias, verifico não ser possível, de plano, por termo à presente ação. Consoante relatado na inicial, a demanda é lastreada em suposta ilegalidade de ato do Prefeito Municipal, que declarou a segunda requerida vencedora do item 01 do Edital de Pregão Presencial n.º 42/2011, dias após a pregoeira haver decidido pelo encerramento daquele item do certame, sem vencedor. Em análise breve, verifico que a atuação do Chefe do Executivo municipal aparenta haver fugido à legalidade, na medida em que a atribuição de homologar ou não o resultado do certame licitatório não lhe confere a prerrogativa de realizar novo julgamento das propostas. Conforme lição de Hely Lopes Meirelles, na obra Direito administrativo brasileiro, 35 ed. São Paulo: Malheiros, 2009, p. 193: Homologação é o ato de controle pelo qual a autoridade superior examina a legalidade e a conveniência de ato anterior da própria Administração, de outra entidade ou de particular, para dar-lhe eficácia. O ato dependente de homologação é inoperante enquanto não a recebe. Como ato de simples controle, a homologação não permite alterações no ato controlado pela autoridade homologante, que apenas pode confirmá-lo ou rejeitá-lo, para que a irregularidade seja corrigida por quem a praticou (grifei). Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 442
  • 5. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 5 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br Dessa forma, acaso fosse verificada eventual ilegalidade, o caminho correto seria a anulação do ato, com sua repetição por parte do setor competente para tanto. A existência de proposta feita a destempo, mesmo que vantajosa ao ente público, não tem o condão de possibilitar ao Prefeito Municipal, investindo-se nas funções de pregoeiro, realizar novo julgamento do item, a fim de declarar como vencedor aquele proponente. Os fatos narrados, portanto, aparentam violação aos princípios da legalidade, publicidade e impessoalidade, de modo a permitir o recebimento da ação de improbidade, mormente porque, conforme antes dito, o princípio a ser observado neste momento processual é o do in dubio pro societate. De outra banda, consigno que a apreciação dos demais argumentos levantados, consistentes na inexistência de superfaturamento na compra ou não ocorrência de prejuízo ao erário, bem como a suscitada ausência de dolo ou má-fé das partes envolvidas, cuidam de matérias que demandam a produção de provas, ficando, por conseguinte, reservadas ao julgamento meritório da pretensão deduzida. Aliás, no que concerne ao dolo, cuidando de ação que objetiva, dentre outros pedidos, o ressarcimento ao erário, consigno que o enquadramento nas condutas previstas no art. 10 da Lei n. 8.429/92 independe daquele, bastando a atuação culposa do agente público. Nesse sentido a jurisprudência do STJ, conforme AgRg no AREsp 374.913/BA, Rel. Ministro OG FERNANDES, SEGUNDA TURMA, julgado em 27-3-2014, DJe 11-4-2014: PROCESSUAL CIVIL E ADMINISTRATIVO. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. IMPROBIDADE ADMINISTRATIVA. VIOLAÇÃO DO ART. 535 DO CPC. INEXISTÊNCIA. LESÃO AO PATRIMÔNIO PÚBLICO. CULPA. SÚMULA 83/STJ. ANÁLISE DOS ELEMENTOS CARACTERIZADORES DO ATO DE IMPROBIDADE. INCIDÊNCIA DA SÚMULA 7/STJ. [...] 2. A configuração dos atos de improbidade administrativa previstos no art. 10 da Lei de Improbidade Administrativa (atos de improbidade administrativa que causam prejuízo ao erário), à luz da atual jurisprudência do STJ, exige a presença do efetivo dano ao erário (critério objetivo) e, ao menos, Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 443
  • 6. EST ADO DE SANT A C A T ARINA PODER JUDICIÁRIO Comarca de Videira 2ª Vara Cível 6 Endereço: Av. Manoel Roque, 268, Alvorada - CEP 89560-000, Fone: (49) 3533-4705, Videira-SC - E-mail: videira.civel2@tjsc.jus.br culpa, o mesmo não ocorrendo com os tipos previstos nos arts. 9º e 11 da mesma Lei (enriquecimento ilícito e atos de improbidade administrativa que atentam contra os princípios da administração pública), os quais se prendem ao elemento volitivo do agente (critério subjetivo), exigindo-se o dolo [...]. Ante o exposto, REJEITO a preliminar e, nos termos do art. 17, § 9.º da Lei n. 8.429/92, RECEBO a petição inicial da presente Ação Civil Pública, determinando o seu processamento, sem prejuízo do disposto no § 11 do art. 17 de referida lei. CITEM-SE os requeridos para, querendo, oferecerem resposta, no prazo legal. DEFIRO a integração do Município de Videira (SC) como litisconsorte ativo, se assim for de seu interesse, conforme interpretação sistemática do art. 17, § 3º da Lei 8.429/92 com o art. 6º, § 3º, da Lei 4.717/65. Ciência ao Ministério Público. Intime-se. Videira (SC), 11 de dezembro de 2014. Fernando Machado Carboni Juiz de Direito Seimpresso,paraconferênciaacesseositehttp://esaj.tjsc.jus.br/esaj,informeoprocesso0900006-08.2014.8.24.0079eocódigo1F2DF9A. EstedocumentofoiassinadodigitalmenteporPDDE-041450105eFERNANDOMACHADOCARBONI. fls. 444