SlideShare uma empresa Scribd logo
A ENFERMAGEM E O OUTRO
Profª. Enfª. Cintia Juliana da Silva Colotoni
Relação da Psicologia com a
Enfermagem
DOIS SEGMENTOS POSSÍVEIS
• trata o doente como um
paciente passivo e vê a
doença como um fator
único que pode ser retirada
com medicamentos e
procedimentos
• percebe que além de
apresentar sintomas da
doença, o paciente possui
problemas sociais,
econômicos, pessoais,
psicológicos que se
influenciam e que contribui
para o surgimento de novas
doenças.
Resignação: Paciência; conformismo; coragem para enfrentar a desgraça.
– Dicionário da Língua Portuguesa “SILVEIRA BUENO”
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
INTERVALO
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
• A enfermagem é parte
integrante da equipe de
saúde.
• Como parte integrante da
equipe de saúde, a
enfermagem mantém o
equilíbrio dinâmico, previne
e reverte desequilíbrios em
equilíbrio do ser humano,
no tempo e no espaço.
• O ser humano tem necessidades básicas que
precisam ser atendidas para seu completo
bem-estar.
• Em estados de desequilíbrio esta assistência
se faz mais necessária.
• Todos os conhecimentos e técnicas
acumuladas sobre a enfermagem dizem
respeito ao cuidado do ser humano, isto é,
como atendê-lo em suas necessidades básicas.
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
• A enfermagem assiste o ser
humano no atendimento
de suas necessidades
básicas, valendo-se para
isto dos conhecimentos e
princípios científicos das
ciências físicoquímicas,
biológicas e psicossociais
• A ciência da enfermagem compreende o
estudo das necessidades humanas básicas,
dos fatores que alteram sua manifestação e
atendimento, e na assistência a ser prestada.
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
Alguns princípios podem também ser deduzidos:
• A enfermagem respeita e mantém a
unicidade, autenticidade e individualidade do
ser humano.
• A enfermagem é
prestada ao ser
humano e não a sua
doença ou
desequilíbrio.
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
• Todo o cuidado de enfermagem é preventivo,
curativo e de reabilitação.
• A enfermagem reconhece o ser humano como
membro de uma família e de uma
comunidade.
• A enfermagem reconhece o ser humano como
elemento participante ativo no seu
autocuidado.
O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
O CORPO
• Objeto concreto da
assistência de
enfermagem
• Assistência com
respeito à
individualidade e a
história de vida do
paciente assistido.
O CORPO
• Modo diferenciado de aceitação e auto definição
• Modo diferenciado de enfrentamento diante das
dificuldades e enfrentamento das doenças.
O CORPO
• Conceito de Beleza Mutante
• Percepção resultante dos padrões impostos pela
mídia, pela cultura e pela passagem do tempo
O corpo
 mediação do nosso agir
 instrumento da nossa presença no mundo
 elo de ligação entre a interioridade da mente
e a exterioridade do mundo
O corpo é a abertura ao mundo.
 Corpo: mediação da prestação de cuidados;
O CUIDADO COM O CORPO
Cuidar é...
• Cuidar é muito mais que tratar.
• Cuidar é respeitar, é ouvir, falar, comunicar-se,
entender, compartilhar, ajudar, fazer, orientar, é
encaminhar.
• Cuidar é pensar, refletir, criticar, agir, criar. É
conhecimento.
RESPONSABILIDADE
CIENTÍFICA
O processo de cuidar da equipe de enfermagem
vai além das habilidades
técnicas.
Envolvimento
O CUIDADO COM O CORPO
Intuição
Percepção
Sensibilidade
Sentidos
Linguagem Corporal
Olhar –Toque
Expressões Faciais
O HOMEM COMO SER BIO – PSICO – SOCIAL – ESPIRITUAL
• Fé e o Emocional • Científico e Racional
• Relacionamento Social
O HOMEM COMO SER BIO – PSICO – SOCIAL – ESPIRITUAL
O CUIDADO COM O INDIVÍDUO
• Indivíduo Unidade/Partes não isoladas
• Cuidar do corpo significa também cuidar do
psíquico e do espiritual.
• A saúde depende desse equilíbrio, do bem –
estar desta unidade.
• É exatamente a
desarmonia que
provoca as doenças.
NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS
Teoria de Maslow
Abraham Malow:
• Psicólogo de grande destaque por causa de seu
estudo relacionado às necessidades humanas.
• O homem é motivado segundo suas necessidades
que se manifestam em graus de importância.
• Cada necessidade humana influencia na
motivação e na realização do indivíduo que o faz
prosseguir para outras necessidades que marcam
uma pirâmide hierárquica:
Pirâmide das Necessidades Humanas
Teoria de Maslow
NECESSIDADES FISIOLÓGICAS
• Constituem a sobrevivência do indivíduo
e a preservação da espécie: alimentação,
eliminações, hidratação, sono, repouso,
sexo.
• Enquanto estas necessidades não
estiverem satisfeitas, outras
necessidades não poderiam motivar as
pessoas.
NECESSIDADES DE SEGURANÇA
• Necessidades de estar livre do perigo físico e
também é o medo da perda do emprego, do abrigo,
da sustentabilidade, etc.
• Constituem a busca de proteção contra a ameaça ou
privação, a fuga e o perigo.
NECESSIDADES DE SEGURANÇA
• Necessidade de associação, participação:
troca de amizades, afeto, amor.
• Necessidades de aceitação - de se sentirem
aceitas, pertencentes a um grupo.
NECESSIDADES DE SOCIAIS
NECESSIDADES DE ESTIMA
• Envolvem a autoapreciação, autoconfiança e a
necessidade de aprovação social.
• Uma vez satisfeita a necessidade de aceitação,
as pessoas passam a sentir necessidade de
serem estimadas, respeitadas pelos outros.
• Passam a sentir necessidade de poder,
prestígio, status, etc.
NECESSIDADES DE ESTIMA
NECESSIDADES DE AUTO REALIZAÇÃO
• São as mais elevadas, é a necessidade de cada
pessoa realizar o seu “próprio potencial” e de
auto desenvolver-se.
• Segundo Maslow no momento em que o individuo
realiza uma necessidade surge outra em seu lugar, ou
seja, a maioria das pessoas estão parcialmente
satisfeitas e parcialmente insatisfeitas em todas as
suas necessidades básicas.
Pirâmide das Necessidades Humanas
Teoria de Maslow
Psicologia aula 5 a enfermagem e o outro
Psicologia aula 5 a enfermagem e o outro

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
Jardiel7
 
Aula de humanização plt
Aula de humanização pltAula de humanização plt
Aula de humanização plt
enfanhanguera
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
Vanessa Farias
 
Psicologia em saúde
Psicologia em saúdePsicologia em saúde
Psicologia em saúde
Vinicius Vieira
 
Introdução à psicologia aplicada ao cuidado
Introdução à psicologia aplicada ao cuidadoIntrodução à psicologia aplicada ao cuidado
Introdução à psicologia aplicada ao cuidado
Felipe Saraiva Nunes de Pinho
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanização
Priscila Tenório
 
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagemPsicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
Cintia Colotoni
 
Psicologia aula 2 trabalho em equipe
Psicologia aula 2 trabalho em equipePsicologia aula 2 trabalho em equipe
Psicologia aula 2 trabalho em equipe
Cintia Colotoni
 
Fundamentos em enfermagem.pptx
Fundamentos em enfermagem.pptxFundamentos em enfermagem.pptx
Fundamentos em enfermagem.pptx
MirnaKathary1
 
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Aprova Saúde
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
Aliny Lima
 
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúdeComo trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
Associação Viva e Deixe Viver
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no Atendimento
Fabiano Ladislau
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Aroldo Gavioli
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do caps
Adriana Emidio
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Lorena Albuquerque Vieira
 
Psicologia aplicada a enfermagem
Psicologia aplicada a enfermagemPsicologia aplicada a enfermagem
Psicologia aplicada a enfermagem
Luiz Maciel
 
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEMAula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Luziane Costa
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
resenfe2013
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Amanda Moura
 

Mais procurados (20)

Fundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagemFundamentos de enfermagem
Fundamentos de enfermagem
 
Aula de humanização plt
Aula de humanização pltAula de humanização plt
Aula de humanização plt
 
Aula 1 o ..
Aula 1 o ..Aula 1 o ..
Aula 1 o ..
 
Psicologia em saúde
Psicologia em saúdePsicologia em saúde
Psicologia em saúde
 
Introdução à psicologia aplicada ao cuidado
Introdução à psicologia aplicada ao cuidadoIntrodução à psicologia aplicada ao cuidado
Introdução à psicologia aplicada ao cuidado
 
Política nacional de humanização
Política nacional de humanizaçãoPolítica nacional de humanização
Política nacional de humanização
 
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagemPsicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
Psicologia aula 6 psicologia aplicada à enfermagem
 
Psicologia aula 2 trabalho em equipe
Psicologia aula 2 trabalho em equipePsicologia aula 2 trabalho em equipe
Psicologia aula 2 trabalho em equipe
 
Fundamentos em enfermagem.pptx
Fundamentos em enfermagem.pptxFundamentos em enfermagem.pptx
Fundamentos em enfermagem.pptx
 
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
Teorias de enfermagem e sae atualizado - aula 4
 
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e PsiquiatriaO papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
O papel do enfermeiro em Saúde Mental e Psiquiatria
 
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúdeComo trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
Como trabalhar com cuidados paliativos na atenção à saúde
 
Palestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no AtendimentoPalestra de Humanização no Atendimento
Palestra de Humanização no Atendimento
 
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidadeSaúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
Saúde mental, desenvolvimento e transtornos da personalidade
 
Apresentação do caps
Apresentação do capsApresentação do caps
Apresentação do caps
 
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
Processo histórico da psiquiatria e da saúde mental
 
Psicologia aplicada a enfermagem
Psicologia aplicada a enfermagemPsicologia aplicada a enfermagem
Psicologia aplicada a enfermagem
 
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEMAula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
Aula 1 - HISTÓRIA, ÉTICA E LEGISLAÇÃO EM ENFERMAGEM
 
Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem Teorias de Enfermagem
Teorias de Enfermagem
 
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE)
 

Semelhante a Psicologia aula 5 a enfermagem e o outro

Fundamentos de Enfermagem
Fundamentos de EnfermagemFundamentos de Enfermagem
Fundamentos de Enfermagem
Marina Axer
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
Juliana Calixto
 
Aula 5- ser biopsicossocial.pptx
Aula 5- ser biopsicossocial.pptxAula 5- ser biopsicossocial.pptx
Aula 5- ser biopsicossocial.pptx
CarlaAlves362153
 
Wanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptxWanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptx
JessiellyGuimares
 
Autocuidado, alimentação e saúde integrais
Autocuidado, alimentação e saúde integraisAutocuidado, alimentação e saúde integrais
Autocuidado, alimentação e saúde integrais
Sandro Friedland
 
Seminário dorothea elizabeth orem
Seminário dorothea elizabeth oremSeminário dorothea elizabeth orem
Seminário dorothea elizabeth orem
Dessa Reis
 
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptxaulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
ShesterDamaceno1
 
Wanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar HortaWanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar Horta
brunafreitas543908
 
Apresentação ma 1
Apresentação ma 1Apresentação ma 1
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Escola de Biodanza Rio de Janeiro
 
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptxAULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
JakelineAvelino
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
Maria Dias
 
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.pptCuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
GabrielaCordeiro26
 
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdfenfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
GlendaRegoSoares1
 
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdfNecessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
MuryelleBatista1
 
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptxteoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
JessiellyGuimares
 
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptxENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
claudiakarolayne
 
apresentação luto beta 2.pptx
apresentação luto beta 2.pptxapresentação luto beta 2.pptx
apresentação luto beta 2.pptx
JooMurta3
 
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
Izabelle Figueiró
 
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
Jeferson Espindola
 

Semelhante a Psicologia aula 5 a enfermagem e o outro (20)

Fundamentos de Enfermagem
Fundamentos de EnfermagemFundamentos de Enfermagem
Fundamentos de Enfermagem
 
Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?Quem cuida do cuidador?
Quem cuida do cuidador?
 
Aula 5- ser biopsicossocial.pptx
Aula 5- ser biopsicossocial.pptxAula 5- ser biopsicossocial.pptx
Aula 5- ser biopsicossocial.pptx
 
Wanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptxWanda horta e o cuidado.pptx
Wanda horta e o cuidado.pptx
 
Autocuidado, alimentação e saúde integrais
Autocuidado, alimentação e saúde integraisAutocuidado, alimentação e saúde integrais
Autocuidado, alimentação e saúde integrais
 
Seminário dorothea elizabeth orem
Seminário dorothea elizabeth oremSeminário dorothea elizabeth orem
Seminário dorothea elizabeth orem
 
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptxaulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
aulaadrienewandahorta-150811205704-lva1-app6892 (1).pptx
 
Wanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar HortaWanda de Aguiar Horta
Wanda de Aguiar Horta
 
Apresentação ma 1
Apresentação ma 1Apresentação ma 1
Apresentação ma 1
 
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
Biodança: Sistema de Regulação do Organismo e Seus Efeitos em Pacientes Inter...
 
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptxAULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
AULA_1_DESENVOLVIMENTO_HUMANO.pptx
 
Psicologia
PsicologiaPsicologia
Psicologia
 
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.pptCuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
Cuidado_Transcultural_de_Madeleine_Leini.ppt
 
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdfenfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
enfermagempsiquiatrica-160804165253.pdf
 
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdfNecessidades Humanas Básicas (1).pdf
Necessidades Humanas Básicas (1).pdf
 
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptxteoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
teoria autocuidado, ADAPTAÇÃO E interpessoal.pptx
 
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptxENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
ENFERMAGEM - MÓDULO II - FUNDAMENTOS DE ENFERMAGEM 1.pptx
 
apresentação luto beta 2.pptx
apresentação luto beta 2.pptxapresentação luto beta 2.pptx
apresentação luto beta 2.pptx
 
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
Teoria de enfermagem (Martha Rogers)
 
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
Prevenção ao Suicídio - Um Manual para Profissionais da Saúde em Atenção Prim...
 

Psicologia aula 5 a enfermagem e o outro

  • 1. A ENFERMAGEM E O OUTRO Profª. Enfª. Cintia Juliana da Silva Colotoni
  • 2.
  • 3. Relação da Psicologia com a Enfermagem DOIS SEGMENTOS POSSÍVEIS • trata o doente como um paciente passivo e vê a doença como um fator único que pode ser retirada com medicamentos e procedimentos • percebe que além de apresentar sintomas da doença, o paciente possui problemas sociais, econômicos, pessoais, psicológicos que se influenciam e que contribui para o surgimento de novas doenças.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7. Resignação: Paciência; conformismo; coragem para enfrentar a desgraça. – Dicionário da Língua Portuguesa “SILVEIRA BUENO”
  • 8.
  • 9. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 16. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 17. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO • A enfermagem é parte integrante da equipe de saúde. • Como parte integrante da equipe de saúde, a enfermagem mantém o equilíbrio dinâmico, previne e reverte desequilíbrios em equilíbrio do ser humano, no tempo e no espaço.
  • 18. • O ser humano tem necessidades básicas que precisam ser atendidas para seu completo bem-estar. • Em estados de desequilíbrio esta assistência se faz mais necessária. • Todos os conhecimentos e técnicas acumuladas sobre a enfermagem dizem respeito ao cuidado do ser humano, isto é, como atendê-lo em suas necessidades básicas. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 19. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO • A enfermagem assiste o ser humano no atendimento de suas necessidades básicas, valendo-se para isto dos conhecimentos e princípios científicos das ciências físicoquímicas, biológicas e psicossociais
  • 20. • A ciência da enfermagem compreende o estudo das necessidades humanas básicas, dos fatores que alteram sua manifestação e atendimento, e na assistência a ser prestada. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 21. Alguns princípios podem também ser deduzidos: • A enfermagem respeita e mantém a unicidade, autenticidade e individualidade do ser humano. • A enfermagem é prestada ao ser humano e não a sua doença ou desequilíbrio. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 22. • Todo o cuidado de enfermagem é preventivo, curativo e de reabilitação. • A enfermagem reconhece o ser humano como membro de uma família e de uma comunidade. • A enfermagem reconhece o ser humano como elemento participante ativo no seu autocuidado. O TECNICO DE ENF. E O OUTRO
  • 23. O CORPO • Objeto concreto da assistência de enfermagem • Assistência com respeito à individualidade e a história de vida do paciente assistido.
  • 24. O CORPO • Modo diferenciado de aceitação e auto definição • Modo diferenciado de enfrentamento diante das dificuldades e enfrentamento das doenças.
  • 25. O CORPO • Conceito de Beleza Mutante • Percepção resultante dos padrões impostos pela mídia, pela cultura e pela passagem do tempo
  • 26. O corpo  mediação do nosso agir  instrumento da nossa presença no mundo  elo de ligação entre a interioridade da mente e a exterioridade do mundo O corpo é a abertura ao mundo.  Corpo: mediação da prestação de cuidados; O CUIDADO COM O CORPO
  • 27. Cuidar é... • Cuidar é muito mais que tratar. • Cuidar é respeitar, é ouvir, falar, comunicar-se, entender, compartilhar, ajudar, fazer, orientar, é encaminhar. • Cuidar é pensar, refletir, criticar, agir, criar. É conhecimento. RESPONSABILIDADE CIENTÍFICA
  • 28. O processo de cuidar da equipe de enfermagem vai além das habilidades técnicas. Envolvimento O CUIDADO COM O CORPO Intuição Percepção Sensibilidade Sentidos Linguagem Corporal Olhar –Toque Expressões Faciais
  • 29. O HOMEM COMO SER BIO – PSICO – SOCIAL – ESPIRITUAL
  • 30. • Fé e o Emocional • Científico e Racional • Relacionamento Social O HOMEM COMO SER BIO – PSICO – SOCIAL – ESPIRITUAL
  • 31. O CUIDADO COM O INDIVÍDUO • Indivíduo Unidade/Partes não isoladas • Cuidar do corpo significa também cuidar do psíquico e do espiritual. • A saúde depende desse equilíbrio, do bem – estar desta unidade. • É exatamente a desarmonia que provoca as doenças.
  • 32. NECESSIDADES HUMANAS BÁSICAS Teoria de Maslow Abraham Malow: • Psicólogo de grande destaque por causa de seu estudo relacionado às necessidades humanas. • O homem é motivado segundo suas necessidades que se manifestam em graus de importância. • Cada necessidade humana influencia na motivação e na realização do indivíduo que o faz prosseguir para outras necessidades que marcam uma pirâmide hierárquica:
  • 33. Pirâmide das Necessidades Humanas Teoria de Maslow
  • 34. NECESSIDADES FISIOLÓGICAS • Constituem a sobrevivência do indivíduo e a preservação da espécie: alimentação, eliminações, hidratação, sono, repouso, sexo. • Enquanto estas necessidades não estiverem satisfeitas, outras necessidades não poderiam motivar as pessoas.
  • 35. NECESSIDADES DE SEGURANÇA • Necessidades de estar livre do perigo físico e também é o medo da perda do emprego, do abrigo, da sustentabilidade, etc. • Constituem a busca de proteção contra a ameaça ou privação, a fuga e o perigo.
  • 37. • Necessidade de associação, participação: troca de amizades, afeto, amor. • Necessidades de aceitação - de se sentirem aceitas, pertencentes a um grupo. NECESSIDADES DE SOCIAIS
  • 38. NECESSIDADES DE ESTIMA • Envolvem a autoapreciação, autoconfiança e a necessidade de aprovação social. • Uma vez satisfeita a necessidade de aceitação, as pessoas passam a sentir necessidade de serem estimadas, respeitadas pelos outros.
  • 39. • Passam a sentir necessidade de poder, prestígio, status, etc. NECESSIDADES DE ESTIMA
  • 40. NECESSIDADES DE AUTO REALIZAÇÃO • São as mais elevadas, é a necessidade de cada pessoa realizar o seu “próprio potencial” e de auto desenvolver-se.
  • 41. • Segundo Maslow no momento em que o individuo realiza uma necessidade surge outra em seu lugar, ou seja, a maioria das pessoas estão parcialmente satisfeitas e parcialmente insatisfeitas em todas as suas necessidades básicas. Pirâmide das Necessidades Humanas Teoria de Maslow