SlideShare uma empresa Scribd logo
PSE
programa SAúDE
NA escola
EQUIPE:
 Ana Luzia
 Alan Kardec
 Lucilene Rodrigues
 Marcelle Farias
 Viviane Farias
ORIENTADOR: Rafaella
Dayanny
O QUE É O PSE?
 O Programa Saúde na Escola (PSE), instituído pelo
Decreto Presidencial nº 6.286/2007, surgiu como uma
política intersetorial entre os Ministérios da Saúde e da
Educação, na perspectiva da atenção integral
(prevenção, promoção, atenção e formação) à saúde do
público alvo.
PRA QUEM É O PSE ?
 O PSE deve ser estendido aos educandos de todas as
escolas da educação pública básica do país: estaduais e
municipais
 - Creches
 - Pré-escolas;
 - Ensino Fundamental;
 - Ensino Médio;
 - Educação de Jovens e Adultos.
Como acontece o PSE ?
Todos os municípios brasileiros possuem Atenção Básica em
saúde que pode ser composta por:
 Equipes de Unidades Básicas de Saúde;
 Equipes de Saúde da Família e;
 Equipes de Agentes Comunitários de Saúde.
Com a adesão do Município ao PSE cada Escola indicada
passa a ter uma Equipe de Saúde da Atenção Básica de
referência para executar conjuntamente as ações.
O PSE se dá com a interação dessas Equipes de Saúde da
Atenção Básica com as Equipes de Educação, no
planejamento, execução e monitoramento de ações de
prevenção, promoção e avaliação das condições de saúde
dos educandos.
AS DIRETRIZES DO
PROGRAMA SAÚDE NA
ESCOLA (PSE)
 I. Tratar a saúde e educação integrais como parte de uma
formação ampla para a cidadania e o usufruto pleno dos
direitos humanos;
 II. Permitir a progressiva ampliação intersetorial das ações
executadas pelos sistemas de saúde e de educação com
vistas à atenção integral à saúde de crianças e
adolescentes;
 III. Promover a articulação de saberes, a participação dos
educandos, pais, comunidade escolar e sociedade em geral
na construção e controle social das políticas públicas da
saúde e educação;
 IV. Promover a saúde e a cultura da paz, favorecendo a
prevenção de agravos à saúde, bem como fortalecer a
relação entre as redes públicas de saúde e de educação;
 V. Articular as ações do Sistema Único de Saúde (SUS) às
ações das redes de educação pública de forma a ampliar o
alcance e o impacto de suas ações relativas aos educandos
e suas famílias, otimizando a utilização dos espaços,
equipamentos e recursos disponíveis;
 VI. Fortalecer o enfrentamento das vulnerabilidades, no
campo da saúde, que possam comprometer o pleno
desenvolvimento escolar;
 VII. Promover a comunicação, encaminhamento e
resolutividade entre escolas e unidades de saúde,
assegurando as ações de atenção e cuidado sobre as
condições de saúde dos estudantes;
 VIII. Atuar, efetivamente, na reorientação dos serviços de
saúde para além de suas responsabilidades técnicas no
atendimento clínico, para oferecer uma atenção básica e
integral aos educandos e à comunidade.
A gestão no programa saude
na escola ( PSE )
 A proposta de coordenação do PSE por meio dos Grupos
de Trabalho Intersetoriais é centrada na gestão
compartilhada, numa construção em que tanto o
planejamento quanto a execução das ações são
realizados, coletivamente, de forma a atender às
necessidades e demandas locais. As decisões são
compartilhadas por meio de análises e avaliações
construídas intersetorialmente. O trabalho no GTI
pressupõe, dessa forma, interação com troca de
saberes, poderes e afetos entre profissionais da saúde e
da educação, educandos, comunidade e demais redes
sociais.
As ações no programa saude
na escola ( PSE )
 O PSE tem como objetivo contribuir para a formação
integral dos estudantes por meio de ações de promoção,
prevenção e atenção à saúde, com vistas ao
enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem
o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede
pública de ensino.
COMPONENTE 1:
Avaliação clínica e
psicossocial
 Avaliação antropométrica;
 Atualização do calendário vacinal;
 Detecção precoce de hipertensão arterial sistêmica (HAS);
 Detecção precoce de agravos de saúde negligenciados
(prevalentes na região: hanseníase, tuberculose, malária
etc.);
 Avaliação oftalmológica;
 Avaliação auditiva;
 Avaliação nutricional;
 Avaliação da saúde bucal;
 Avaliação psicossocial.
COMPONENTE 2:
Promoção e Prevenção a
Saúde
 - Ações de segurança alimentar e promoção da
alimentação saudável;
 Promoção das práticas corporais e atividade física nas
escolas;
 Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a
saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
 Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso
de álcool e tabaco e outras drogas;
 Promoção da cultura de paz e prevenção das violências;
e - Promoção da saúde ambiental e desenvolvimento
sustentável.
Promoção das práticas
corporais e atividade física
nas escolas.
Promoção das práticas
corporais e atividade física
nas escolas.
Promoção das práticas
corporais e atividade física
nas escolas.
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): educação
para a saúde sexual, saúde
reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): educação
para a saúde sexual, saúde
reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): educação
para a saúde sexual, saúde
reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): educação
para a saúde sexual, saúde
reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): educação
para a saúde sexual, saúde
reprodutiva e prevenção das
DST/aids;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): prevenção ao
uso de álcool e tabaco e
outras drogas;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): prevenção ao
uso de álcool e tabaco e
outras drogas;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): prevenção ao
uso de álcool e tabaco e
outras drogas;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): prevenção ao
uso de álcool e tabaco e
outras drogas;
Saúde e Prevenção nas
Escolas (SPE): prevenção ao
uso de álcool e tabaco e
outras drogas;
COMPONENTE 3:
Formação
O processo de formação dos gestores e das equipes de
educação e de saúde que atuam no Programa Saúde na
Escola (PSE) é um compromisso das três esferas de
governo e deve ser trabalhado de maneira contínua e
permanente.
 Formação do Grupo de Trabalho Intersetorial (GTI)
 Formação de Jovens Protagonistas para o PSE/SPE
 Formação de profissionais da educação e saúde nos
temas relativos ao Programa Saúde na Escola
 Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores
de Escolas Públicas
 Rede Universidade Aberta do Brasil
REFERÊNCIAS
 Guia de Sugestões de Atividades, SEMANA SAÚDE NA
ESCOLA;
 http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documento
s/GUIA_DE_SUGESTOES_DE_ATIVIDADES_SSE_2013.pdf
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentaisSaúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
Mario Gandra
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Jarquineide Silva
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Apresentação atenção básica esf
Apresentação atenção básica   esfApresentação atenção básica   esf
Apresentação atenção básica esf
jorge luiz dos santos de souza
 
Aula 3 - SUS
Aula 3 - SUSAula 3 - SUS
Aula 3 - SUS
Ghiordanno Bruno
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
Centro Universitário Ages
 
Lei 8080.90
Lei 8080.90Lei 8080.90
Lei 8080.90
Flávio Rocha
 
PACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDEPACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDE
Fernanda Marinho
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
karensuelen
 
Cuidados a criança durante hospitalização
Cuidados a criança durante hospitalizaçãoCuidados a criança durante hospitalização
Cuidados a criança durante hospitalização
HIAGO SANTOS
 
PSE
PSEPSE
Crescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantilCrescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantil
Camila Oliveira
 
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEMSAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagemModelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Raíssa Soeiro
 
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da MulherPrograma nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Fernanda Marinho
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
blogped1
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Jesiele Spindler
 
Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso Atenção à Saúde do Idoso
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEMSAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
Centro Universitário Ages
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
Lene So
 

Mais procurados (20)

Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentaisSaúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
Saúde Coletiva - 1. introdução e conceitos fundamentais
 
Pnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básicaPnab -programa nacional da Atenção básica
Pnab -programa nacional da Atenção básica
 
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEMSAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
SAÚDE DA CRIANÇA: ENFERMAGEM
 
Apresentação atenção básica esf
Apresentação atenção básica   esfApresentação atenção básica   esf
Apresentação atenção básica esf
 
Aula 3 - SUS
Aula 3 - SUSAula 3 - SUS
Aula 3 - SUS
 
Saúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagemSaúde do Adulto: enfermagem
Saúde do Adulto: enfermagem
 
Lei 8080.90
Lei 8080.90Lei 8080.90
Lei 8080.90
 
PACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDEPACTO PELA SAÚDE
PACTO PELA SAÚDE
 
Saude da familia
Saude da familiaSaude da familia
Saude da familia
 
Cuidados a criança durante hospitalização
Cuidados a criança durante hospitalizaçãoCuidados a criança durante hospitalização
Cuidados a criança durante hospitalização
 
PSE
PSEPSE
PSE
 
Crescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantilCrescimento e desenvolvimento infantil
Crescimento e desenvolvimento infantil
 
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEMSAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
SAÚDE DA MULHER: ENFERMAGEM
 
Modelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagemModelo de evolução técnico de enfermagem
Modelo de evolução técnico de enfermagem
 
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da MulherPrograma nacional de atenção integral à saúde da Mulher
Programa nacional de atenção integral à saúde da Mulher
 
Aleitamento Materno
Aleitamento Materno Aleitamento Materno
Aleitamento Materno
 
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de SaúdeAula 6 Políticas Públicas de Saúde
Aula 6 Políticas Públicas de Saúde
 
Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso Atenção à Saúde do Idoso
Atenção à Saúde do Idoso
 
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEMSAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
SAÚDE DO IDOSO: ENFERMAGEM
 
HumanizaSUS
HumanizaSUSHumanizaSUS
HumanizaSUS
 

Destaque

Cartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na EscolaCartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na Escola
Ministério da Saúde
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
elianabizarro
 
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúdeProjeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
rogeriodias77
 
Pse 2013
Pse 2013Pse 2013
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-ABNovas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
Leonardo Savassi
 
PSE
PSEPSE
Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?
Patrícia Fernanda da Costa Santos
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Luis Dantas
 
Projeto Qualidade de Vida
Projeto Qualidade de VidaProjeto Qualidade de Vida
Projeto Qualidade de Vida
Djeison Machado
 
PSE
PSEPSE
Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde
Clenice Matheus
 
Manual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da SaúdeManual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da Saúde
carlospolicarpo
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
Vaniacalmeida
 
Aula nasf
Aula nasfAula nasf
Aula nasf
enfgabi
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
Externato Santo Antonio
 
Higiene e Saúde
Higiene e SaúdeHigiene e Saúde
Higiene e Saúde
Paulo Coelho
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEISSEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
educacaodetodos
 
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o paísSemana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
Ministério da Saúde
 
Saúde Mental na Escola
Saúde Mental na EscolaSaúde Mental na Escola
Saúde Mental na Escola
Narjara Aline Zanoli Cruz
 
Higiene pessoal e dentária
Higiene pessoal e dentáriaHigiene pessoal e dentária
Higiene pessoal e dentária
Adelaide Jesus
 

Destaque (20)

Cartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na EscolaCartilha I Saúde na Escola
Cartilha I Saúde na Escola
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúdeProjeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
Projeto escola e comunidade de mãos dadas com a saúde
 
Pse 2013
Pse 2013Pse 2013
Pse 2013
 
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-ABNovas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
Novas legislações do SUS: Portaria 1654 PMAQ-AB
 
PSE
PSEPSE
PSE
 
Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?Você sabe o que é o PSE?
Você sabe o que é o PSE?
 
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
Política Nacional de Atenção Básica (PNAB)
 
Projeto Qualidade de Vida
Projeto Qualidade de VidaProjeto Qualidade de Vida
Projeto Qualidade de Vida
 
PSE
PSEPSE
PSE
 
Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde Projeto higiene e saúde
Projeto higiene e saúde
 
Manual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da SaúdeManual PSE - Ministério da Saúde
Manual PSE - Ministério da Saúde
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
Aula nasf
Aula nasfAula nasf
Aula nasf
 
Alimentação Saudável
Alimentação SaudávelAlimentação Saudável
Alimentação Saudável
 
Higiene e Saúde
Higiene e SaúdeHigiene e Saúde
Higiene e Saúde
 
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEISSEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
SEQUÊNCIA DIDÁTICA - ALIMENTOS SAUDÁVEIS
 
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o paísSemana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
Semana Saúde na Escola: mobilização ocorre até 11 de abril em todo o país
 
Saúde Mental na Escola
Saúde Mental na EscolaSaúde Mental na Escola
Saúde Mental na Escola
 
Higiene pessoal e dentária
Higiene pessoal e dentáriaHigiene pessoal e dentária
Higiene pessoal e dentária
 

Semelhante a Pse - Programa Saúde na Escola

Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptxPrograma de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Natiele Café
 
programa de saude escolar
programa de saude escolarprograma de saude escolar
programa de saude escolar
themis dovera
 
Relatório técnico do programa saúde na escola
Relatório técnico do programa saúde na escolaRelatório técnico do programa saúde na escola
Relatório técnico do programa saúde na escola
Adriano Monteiro
 
Projeto cuida de mim caetano 2011 3
Projeto cuida de mim caetano 2011 3Projeto cuida de mim caetano 2011 3
Projeto cuida de mim caetano 2011 3
gertrudeslemes
 
Pse
PsePse
Hq spe guia do professor
Hq spe   guia do professorHq spe   guia do professor
Hq spe guia do professor
Nádia Elizabeth Barbosa Villas Bôas
 
Saude bucal
Saude bucalSaude bucal
Saude bucal
AndersonLima649132
 
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdfApresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
MargareteArioza1
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
elianabizarro
 
188264por
188264por188264por
188264por
Allyson Grimbow
 
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na EscolaPrograma Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
Ivanilda Milfont
 
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.pptPPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
Abel Zito Gabriel Buce
 
Instrutivo pse
Instrutivo pseInstrutivo pse
Instrutivo pse
Cre Educação
 
Saúde Infantil
Saúde Infantil Saúde Infantil
Saúde Infantil
pedagogiaparaofuturo
 
Promoção e saúde
Promoção e saúdePromoção e saúde
Promoção e saúde
EducacaoIntegralPTC
 
Seminário..[1]
Seminário..[1]Seminário..[1]
Seminário..[1]
lu4_4lu
 
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
bibliotecasaude
 
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdfsemana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
FERNANDACOELHOSANTOS
 
Saude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdfSaude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdf
FERNANDACOELHOSANTOS
 
Educação para a saúde revista aesag
Educação para a saúde   revista aesagEducação para a saúde   revista aesag
Educação para a saúde revista aesag
projectopes
 

Semelhante a Pse - Programa Saúde na Escola (20)

Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptxPrograma de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
Programa de Saúde nas Escolas para Criança e Adolescentes.pptx
 
programa de saude escolar
programa de saude escolarprograma de saude escolar
programa de saude escolar
 
Relatório técnico do programa saúde na escola
Relatório técnico do programa saúde na escolaRelatório técnico do programa saúde na escola
Relatório técnico do programa saúde na escola
 
Projeto cuida de mim caetano 2011 3
Projeto cuida de mim caetano 2011 3Projeto cuida de mim caetano 2011 3
Projeto cuida de mim caetano 2011 3
 
Pse
PsePse
Pse
 
Hq spe guia do professor
Hq spe   guia do professorHq spe   guia do professor
Hq spe guia do professor
 
Saude bucal
Saude bucalSaude bucal
Saude bucal
 
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdfApresentacao_PSE_Tykanori.pdf
Apresentacao_PSE_Tykanori.pdf
 
Projeto saúde na escola
Projeto saúde na escolaProjeto saúde na escola
Projeto saúde na escola
 
188264por
188264por188264por
188264por
 
Programa Saúde na Escola
Programa Saúde na EscolaPrograma Saúde na Escola
Programa Saúde na Escola
 
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.pptPPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
PPoint 1 - Contextualizacao do PSE- Copy.ppt
 
Instrutivo pse
Instrutivo pseInstrutivo pse
Instrutivo pse
 
Saúde Infantil
Saúde Infantil Saúde Infantil
Saúde Infantil
 
Promoção e saúde
Promoção e saúdePromoção e saúde
Promoção e saúde
 
Seminário..[1]
Seminário..[1]Seminário..[1]
Seminário..[1]
 
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
2626-L - Normas de atenção à saúde integral do adolescente - Vol. II
 
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdfsemana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
semana_saude_escola_guia_sugestao_atividades.pdf
 
Saude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdfSaude coletiva.pdf
Saude coletiva.pdf
 
Educação para a saúde revista aesag
Educação para a saúde   revista aesagEducação para a saúde   revista aesag
Educação para a saúde revista aesag
 

Mais de Ana Luzia

Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
Ana Luzia
 
Da Cultura de Violência Para a cultura de Paz
Da Cultura de Violência Para a cultura de PazDa Cultura de Violência Para a cultura de Paz
Da Cultura de Violência Para a cultura de Paz
Ana Luzia
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
Ana Luzia
 
Sindrome de crouzon
Sindrome de crouzonSindrome de crouzon
Sindrome de crouzon
Ana Luzia
 
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - CascavelCobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
Ana Luzia
 
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da EnfermagemInicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
Ana Luzia
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre Sexualidade
Ana Luzia
 
Plano de aula - Alimentação saudável
Plano de aula - Alimentação saudávelPlano de aula - Alimentação saudável
Plano de aula - Alimentação saudável
Ana Luzia
 

Mais de Ana Luzia (8)

Outubro Rosa
Outubro RosaOutubro Rosa
Outubro Rosa
 
Da Cultura de Violência Para a cultura de Paz
Da Cultura de Violência Para a cultura de PazDa Cultura de Violência Para a cultura de Paz
Da Cultura de Violência Para a cultura de Paz
 
Leucemia
LeucemiaLeucemia
Leucemia
 
Sindrome de crouzon
Sindrome de crouzonSindrome de crouzon
Sindrome de crouzon
 
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - CascavelCobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
Cobras Peçonhentas - Gênero Crotalus - Cascavel
 
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da EnfermagemInicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
Inicio dos cuidados Paliativos no Brasil e a importância da Enfermagem
 
Tudo sobre Sexualidade
Tudo sobre SexualidadeTudo sobre Sexualidade
Tudo sobre Sexualidade
 
Plano de aula - Alimentação saudável
Plano de aula - Alimentação saudávelPlano de aula - Alimentação saudável
Plano de aula - Alimentação saudável
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 

Pse - Programa Saúde na Escola

  • 2. EQUIPE:  Ana Luzia  Alan Kardec  Lucilene Rodrigues  Marcelle Farias  Viviane Farias ORIENTADOR: Rafaella Dayanny
  • 3. O QUE É O PSE?  O Programa Saúde na Escola (PSE), instituído pelo Decreto Presidencial nº 6.286/2007, surgiu como uma política intersetorial entre os Ministérios da Saúde e da Educação, na perspectiva da atenção integral (prevenção, promoção, atenção e formação) à saúde do público alvo.
  • 4. PRA QUEM É O PSE ?  O PSE deve ser estendido aos educandos de todas as escolas da educação pública básica do país: estaduais e municipais  - Creches  - Pré-escolas;  - Ensino Fundamental;  - Ensino Médio;  - Educação de Jovens e Adultos.
  • 5. Como acontece o PSE ? Todos os municípios brasileiros possuem Atenção Básica em saúde que pode ser composta por:  Equipes de Unidades Básicas de Saúde;  Equipes de Saúde da Família e;  Equipes de Agentes Comunitários de Saúde. Com a adesão do Município ao PSE cada Escola indicada passa a ter uma Equipe de Saúde da Atenção Básica de referência para executar conjuntamente as ações. O PSE se dá com a interação dessas Equipes de Saúde da Atenção Básica com as Equipes de Educação, no planejamento, execução e monitoramento de ações de prevenção, promoção e avaliação das condições de saúde dos educandos.
  • 6. AS DIRETRIZES DO PROGRAMA SAÚDE NA ESCOLA (PSE)  I. Tratar a saúde e educação integrais como parte de uma formação ampla para a cidadania e o usufruto pleno dos direitos humanos;  II. Permitir a progressiva ampliação intersetorial das ações executadas pelos sistemas de saúde e de educação com vistas à atenção integral à saúde de crianças e adolescentes;  III. Promover a articulação de saberes, a participação dos educandos, pais, comunidade escolar e sociedade em geral na construção e controle social das políticas públicas da saúde e educação;  IV. Promover a saúde e a cultura da paz, favorecendo a prevenção de agravos à saúde, bem como fortalecer a relação entre as redes públicas de saúde e de educação;
  • 7.  V. Articular as ações do Sistema Único de Saúde (SUS) às ações das redes de educação pública de forma a ampliar o alcance e o impacto de suas ações relativas aos educandos e suas famílias, otimizando a utilização dos espaços, equipamentos e recursos disponíveis;  VI. Fortalecer o enfrentamento das vulnerabilidades, no campo da saúde, que possam comprometer o pleno desenvolvimento escolar;  VII. Promover a comunicação, encaminhamento e resolutividade entre escolas e unidades de saúde, assegurando as ações de atenção e cuidado sobre as condições de saúde dos estudantes;  VIII. Atuar, efetivamente, na reorientação dos serviços de saúde para além de suas responsabilidades técnicas no atendimento clínico, para oferecer uma atenção básica e integral aos educandos e à comunidade.
  • 8. A gestão no programa saude na escola ( PSE )  A proposta de coordenação do PSE por meio dos Grupos de Trabalho Intersetoriais é centrada na gestão compartilhada, numa construção em que tanto o planejamento quanto a execução das ações são realizados, coletivamente, de forma a atender às necessidades e demandas locais. As decisões são compartilhadas por meio de análises e avaliações construídas intersetorialmente. O trabalho no GTI pressupõe, dessa forma, interação com troca de saberes, poderes e afetos entre profissionais da saúde e da educação, educandos, comunidade e demais redes sociais.
  • 9. As ações no programa saude na escola ( PSE )  O PSE tem como objetivo contribuir para a formação integral dos estudantes por meio de ações de promoção, prevenção e atenção à saúde, com vistas ao enfrentamento das vulnerabilidades que comprometem o pleno desenvolvimento de crianças e jovens da rede pública de ensino.
  • 10. COMPONENTE 1: Avaliação clínica e psicossocial  Avaliação antropométrica;  Atualização do calendário vacinal;  Detecção precoce de hipertensão arterial sistêmica (HAS);  Detecção precoce de agravos de saúde negligenciados (prevalentes na região: hanseníase, tuberculose, malária etc.);  Avaliação oftalmológica;  Avaliação auditiva;  Avaliação nutricional;  Avaliação da saúde bucal;  Avaliação psicossocial.
  • 11. COMPONENTE 2: Promoção e Prevenção a Saúde  - Ações de segurança alimentar e promoção da alimentação saudável;  Promoção das práticas corporais e atividade física nas escolas;  Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;  Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;  Promoção da cultura de paz e prevenção das violências; e - Promoção da saúde ambiental e desenvolvimento sustentável.
  • 12. Promoção das práticas corporais e atividade física nas escolas.
  • 13. Promoção das práticas corporais e atividade física nas escolas.
  • 14. Promoção das práticas corporais e atividade física nas escolas.
  • 15. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;
  • 16. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;
  • 17. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;
  • 18. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;
  • 19. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): educação para a saúde sexual, saúde reprodutiva e prevenção das DST/aids;
  • 20. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;
  • 21. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;
  • 22. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;
  • 23. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;
  • 24. Saúde e Prevenção nas Escolas (SPE): prevenção ao uso de álcool e tabaco e outras drogas;
  • 25. COMPONENTE 3: Formação O processo de formação dos gestores e das equipes de educação e de saúde que atuam no Programa Saúde na Escola (PSE) é um compromisso das três esferas de governo e deve ser trabalhado de maneira contínua e permanente.  Formação do Grupo de Trabalho Intersetorial (GTI)  Formação de Jovens Protagonistas para o PSE/SPE  Formação de profissionais da educação e saúde nos temas relativos ao Programa Saúde na Escola  Curso de Prevenção do Uso de Drogas para Educadores de Escolas Públicas  Rede Universidade Aberta do Brasil
  • 26. REFERÊNCIAS  Guia de Sugestões de Atividades, SEMANA SAÚDE NA ESCOLA;  http://189.28.128.100/dab/docs/portaldab/documento s/GUIA_DE_SUGESTOES_DE_ATIVIDADES_SSE_2013.pdf
  • 27. FIM