SlideShare uma empresa Scribd logo
O PRÉ – NATAL DA GESTANTE DE
BAIXO RISCO
COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO
DE PROGRAMAS E POLÍTICAS DE SAÚDE
CODEPPS
ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER
Novembro/2006
OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL:
- Acolher a mulher desde o início
- Promoção de saúde
- Prevenção ou detecção precoce de afecções
- Melhor qualidade de vida e Cidadania plena
Diagnóstico de Gravidez e Seguimento
Pré-Natal
ATRASO MENSTRUAL
C/EXPOSIÇÃO A
RISCO DE GESTAÇÃO
RESULTADO
POSITIVO
RESULTADO
NEGATIVO
SOLICITAR EXAMES DE ROTINA
PRÉ-NATAL
ACONSELHAMENTO PRÉ-EXAMES
(OFERECIMENTO OBRIGATÓRIO)
REPETIR TESTE DE URINA
APÓS 15 DIAS de atraso
C/ 1ª URINA DA MANHÃ
BAIXO RISCO
Inserção no SISPRENATAL
RESULTADO
NEGATIVO
REPETIR VDRL, ANTI HIV E
UROCULTURA COM 28 SEMANAS
INTERCALAR CONSULTA
MÉDICA COM CONSULTA
DE ENFERMAGEM
ATÉ 27ª SEMANA
APÓS 37ª até 41 sem
CONSULTA MÉDICA E DE ENFER
MAGEM SEMANAL
PERSISTINDO AMENORRÉIA
A(O) ENFERMEIRA(O)
DEVERÁ SOLICITAR
BHCG NO SANGUE
28ª -36ªsem - CONSULTA
MÉDICA E CONSULTA DE
ENFERMAGEM QUINZENAL
INTERCALADAS OU A CADA
3 SEMANAS
UMA VISITA DOMICILIAR
DA(O) ENFERMEIRA(O)
RESULTADO
NEGATIVO
PERSISTINDO AMENORRÉIA
AGENDAR CONSULTA MÉDICA
E ORIENTAR QUANTO AO
PLANEJAMENTO FAMILIAR
RESULTADO NEGATIVO APÓS BHCG
DESEJO DE
CONTRACEPÇÃO DESEJO DE ENGRAVIDAR
SIM NÃO
GRUPO DE
PLANEJAMENTO
FAMILIAR
ORIENTAR
PREVENÇÃO
DST/AIDS
AGENDAR
CONSULTA
MÉDICA
Atenção baseada em evidências:
“ Uso consciente, criterioso e explícito das melhores evidências atuais
para tomar decisões sobre o atendimento a pacientes individuais”
Apoio às gestantes:
“A melhor assistência não será efetiva se não estiver disponível para
aqueles que necessitam dela”
exemplos: adolescentes, imigrantes, vulnerabilidade social = adiam
assistência(sentem-se pouco à vontade)= dificuldade de comunicação,
impossível seguir recomendações, reações dos provedores de saúde
- PRIORIZAR EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO
- PERMITIR CONTROLE DA MULHER = CARTÃO DE P.N.
PREENCHIDO ADEQUADAMENTE
- CRIAR VÍNCULO:MESMO PROVEDOR OU EQUIPE
PEQUENA
Agendamento de consultas:
Agendar consultas de todo o pré-natal
na 1ª consulta:
- mensal até 27ª semana
- a cada 3 semanas entre 28ª a 36ª semanas
“ Não dar alta com 36 semanas”
“NÃO EXISTE ALTA DO PRÉ-NATAL”
- semanal entre 37ª e 41ª semanas
- a partir de 41ª semana, encaminhar para a
maternidade de referência para avaliação e
agendar retorno à UBS em 1 semana
-programar retorno puerperal
EXAMES DE ROTINA
 Hemograma Completo
 Protoparasitológico
 Urina I, Urocultura no 1º, 2º e 3º Trimestre
 Glicemia de jejum no 1°trimestre e após 20 semanas
 Sorologia para Toxoplasmose (IgG e IgM)
 Sorologia para HIV 1º e 3º Trimestre
 Sorologia de Hepatite B (HbsAg e AntiHBc)
 Sorologia para Rubéola (IgG e IgM)
 Sorologia para Lues (VDRL) 1º e 3º Trimestre
 Tipagem sanguínea (ABO) com fator Rh (no caso
de Rh negativo: Coombs indireto – se negativo repeti-lo
a cada 4 ou 8 semanas)
PREENCHER TODOS OS DADOS NO CARTÃO DE
PRÉ-NATAL
E NO PRONTUÁRIO DA PACIENTE
- Colpocitologia oncótica conforme rotina
ginecológica
- Ultra-som obstétrico:
1º preferencialmente ao redor da 12ªsemana e 2°
de controle, se possível
VACINAÇÃO
Dupla Adulto (DT) :
atualizar calendário - 3 doses:
1ª dose :1ª consulta
2ª dose: após 60 dias
3ª dose: após 120 dias
Grupos de gestante
-Dividir em 1º, 2°e 3º trimestres
temas relacionados com o trimestre
-Promover discussões em grupo, participativas:
podem ser veículos para mudança de atitude
Efeitos dos grupos:
-aumenta autoconfiança
-aumenta aceitação e adesão aos tratamentos
-diminui uso de analgésicos
-promovem maior satisfação com o parto
Prescrição pelo enfermeiro ( segundo M.S. –
2.000):
Ácido fólico 5 mg – 1 cp ao dia até a 14ª semana
Sulfato ferroso - 40 mg de Fe elementar(REMUME)
1ª Consulta de pré- natal
(Informações deverão constar na Ficha Obstétrica)
IDENTIFICAR VULNERABILIDADES E RISCOS
Identificação:idade(<16 e > 35 anos), naturalidade, ocupação, escolaridade, situação
conjugal, quesito raça-cor
Anamnese: antecedentes familiares(D.M., Hipertensão arterial, gemelaridade, ca de
mama, malformações)
Pessoais( doenças, a. menstruais, a.sexuais, a.obstétricos e gestação atual= DUM,
DPP, I.G. em semanas)
Exame Físico: Geral
Pressão arterial (na posição sentada)
Altura
Peso ( em média 1,5 Kg/mês)
Membros Inferiores
Exame Físico Especial: Mamas, OGE, OGI,Altura uterina( 20 sem.
Na cicatriz umbel., 24 a 36 semanas cresce 4 cm/ mês), Apresentação fetal, BCF
Consultas de retorno: estimular presença de acompanhante, reavaliar riscos,
atenção às queixas, orientar sintomas comuns,preparo para o parto,etc
Exame Físico: peso, PA, edema, AU, apres. fetal, BCF
QUEIXAS MAIS FREQÜENTES NA GESTAÇÃO
NORMAL:
 Náuseas, Vômitos e Tonturas
CONDUTAS:
 Náuseas leves e sialorréia:
 Orientar a gestante para: dieta fracionada (seis refeições leves ao
dia) preferir alimentos secos; evitar frituras, gorduras e alimentos com
cheiros fortes; ingerir líquidos nos intervalos entre as refeições.
Ingerir alimentos sólidos leves antes de levantar-se, pela manhã;
leite frio; caminhar após refeições; cabeceira elevada ao deitar-se.
Evitar café puro, doces e frituras; eliminar álcool e fumo.
 Náuseas Intensas
 Vômitos Intensos
 Seguir orientações anteriores;
Caso não haja melhora solicitar avaliação médica
Avaliar perda de peso.
Cólicas, Flatulência e Obstipação Intestinal
 Certificar-se de que não sejam contrações uterinas;
 Em caso de cólicas, eventualmente prescrever Hioscina 1cp, via oral,
até 2 vezes ao dia;
 Se a gestante apresentar flacidez abdominal, sugerir o uso de cinta;
Hemorróidas
Dieta rica em fibras, banhos de assento,
 higiene anal com
sabonete neutro, papel higiênico macio e
neutro ou algodão
 Flatulência e Obstipação Intestinal
• Orientar dieta rica em resíduos: frutas ricas em fibras,
verduras, mamão, ameixas e cereais integrais (ex: Farelo de
trigo);
• Recomendar que aumente a ingestão de líquidos e evite
alimentos de alta fermentação, tais como repolho, couve, ovo,
feijão, leite e açúcar;
• Recomendar caminhadas leves (se não for contra-indicado)
 Pirose (azia)
 Orientar a gestante para:
 Dieta fracionada, evitando frituras; ingerir água gelada;
 Evitar café, chá preto, mates, doces; álcool e fumo.
Sangramento gengival : higiene bucal com escova macia após as refeições e
fazer massagens gengivais. Solicitar avaliação odontológica.
Varizes de MMII:Evitar ficar sentada ou em pé por muito tempo; repousar com
as pernas elevadas; meias-calças elásticas de compressão
suave ou média.
Cãibras:Massagens e calor locais, leve flexão do pé e evitar exercícios em
excesso.
Edema: quando fisiológico ( pé e tornozelos), apenas evitar o excesso de sal na
dieta.
 Lombalgia: correção postural, calor local, sapatos de salto baixo
 Falta de ar e “batedeira” no peito:
Avaliação física e emocional da gestante. Repouso em DLE.
Em caso de dúvida, solicitar avaliação cardiológica.
 Fraquezas e desmaios
 Orientar a gestante para que não faça mudanças bruscas
de posição e evite a inatividade, aglomerações, ambientes fechados
e jejum prolongado.
 Explicar à gestante para sentar-se com a cabeça abaixada ou
deitar-se em decúbito lateral, respirando profunda e
pausadamente.
 Mastalgia
 Investigar com exame das mamas.Se normal, recomendar uso de
sutiã com boa sustentação.
 Cefaléia e Enxaqueca
Sempre medir PA. Se afastada hipertensão, trazer à tona
tensão emocional.
 Cloasma
Evitar exposição direta do rosto ao sol.
 Corrimento Vaginal
 Explicar que um aumento de fluxo vaginal é comum na gestação;
 Realizar o exame especular, avaliar se o corrimento tem cor amarelada,
esverdeada ou com odor fétido e questionar se apresenta prurido;
 Identificada uma das situações acima, solicitar avaliação médica.
Na presença de corrimento branco com grumos e pruridos (sugestivo
de candidiase) , seguir fluxograma de tratamento sindrômico.
 Queixas Urinárias
 Explicar que, geralmente, o aumento do número de micções é comum na
gestação;
 Solicitar avaliação médica, caso exista dor ao urinar ou hematúria
acompanhada ou não de febre.
Atividade sexual: não há restrição
COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO
DE PROGRAMAS E POLÍTICAS DE SAÚDE
CODEPPS
ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER
O PRÉ – NATAL DA GESTANTE DE BAIXO RISCO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
Alinebrauna Brauna
 
Pre Natal
Pre NatalPre Natal
Pre Natal
ITPAC PORTO
 
Emergência Obstétrica
Emergência ObstétricaEmergência Obstétrica
Emergência Obstétrica
siatego
 
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Davyson Sampaio
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
marianagusmao39
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
Alinebrauna Brauna
 
Pré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo RiscoPré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo Risco
HIURYGOMES
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
Mishela Kelly Almeida
 
Consulta de pre natal
Consulta de pre natalConsulta de pre natal
Consulta de pre natal
ilanaseixasladeia
 
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Portal de Boas Práticas em Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente (IFF/Fiocruz)
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
Amanda Corrêa
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
blogped1
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
chirlei ferreira
 
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentesIntercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
Juan Figueiredo
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
chirlei ferreira
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
Rejane Durães
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da GravidezDoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
chirlei ferreira
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Tuanny Sampaio - Estética Avançada
 

Mais procurados (20)

Cuidados com o rn
Cuidados com o rnCuidados com o rn
Cuidados com o rn
 
Pre Natal
Pre NatalPre Natal
Pre Natal
 
Emergência Obstétrica
Emergência ObstétricaEmergência Obstétrica
Emergência Obstétrica
 
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
Assistência Pré-Natal (Davyson Sampaio Braga)
 
Pré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção BásicaPré-natal na Atenção Básica
Pré-natal na Atenção Básica
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
 
Pré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo RiscoPré-Natal Baixo Risco
Pré-Natal Baixo Risco
 
Orientações a gestantes
Orientações a gestantesOrientações a gestantes
Orientações a gestantes
 
Consulta de pre natal
Consulta de pre natalConsulta de pre natal
Consulta de pre natal
 
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
Exames Preventivos na Mulher: indo além do Rastreio dos Cânceres de Colo e de...
 
Assistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologiaAssistência de enfermagem em neonatologia
Assistência de enfermagem em neonatologia
 
AMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃOAMAMENTAÇÃO
AMAMENTAÇÃO
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentesIntercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
Intercorrências clínicas e obstétricas mais frequentes
 
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto RiscoPré Natal E GestaçãO De Alto Risco
Pré Natal E GestaçãO De Alto Risco
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Cuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascidoCuidados ao recém nascido
Cuidados ao recém nascido
 
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da GravidezDoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
DoençA Hipertensiva EspecíFica Da Gravidez
 
Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.Recepção e avaliação do recém-nascido.
Recepção e avaliação do recém-nascido.
 

Destaque

Pre natal de baixo risco parte 2 Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 2  Uesc MedicinaPre natal de baixo risco parte 2  Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 2 Uesc Medicina
Auro Gonçalves
 
Pre natal de baixo risco parte 1 Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 1  Uesc MedicinaPre natal de baixo risco parte 1  Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 1 Uesc Medicina
Auro Gonçalves
 
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- NascidosInfecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
blogped1
 
Resumo pre natal de baixo risco 1
Resumo pre natal de baixo risco 1Resumo pre natal de baixo risco 1
Resumo pre natal de baixo risco 1
Auro Gonçalves
 
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo RiscoMeios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
Francisco Vilaça Lopes
 
Coarctação
Coarctação Coarctação
Coarctação
Paulo Prates
 
Pre-natal de baixo risco
Pre-natal de baixo riscoPre-natal de baixo risco
Pre-natal de baixo risco
Centro Universitário Ages
 
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial SistêmicaCaderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Professor Robson
 
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonaresRadiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
Hercules Antonio Kozorosky Junior
 
Modificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestanteModificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestante
albaguilherme
 
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagemPrescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
jesoares
 

Destaque (11)

Pre natal de baixo risco parte 2 Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 2  Uesc MedicinaPre natal de baixo risco parte 2  Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 2 Uesc Medicina
 
Pre natal de baixo risco parte 1 Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 1  Uesc MedicinaPre natal de baixo risco parte 1  Uesc Medicina
Pre natal de baixo risco parte 1 Uesc Medicina
 
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- NascidosInfecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
Infecção do Trato Urinário e Icterícia em Recém- Nascidos
 
Resumo pre natal de baixo risco 1
Resumo pre natal de baixo risco 1Resumo pre natal de baixo risco 1
Resumo pre natal de baixo risco 1
 
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo RiscoMeios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
Meios Complementares de Diagnóstico na Gravidez de Baixo Risco
 
Coarctação
Coarctação Coarctação
Coarctação
 
Pre-natal de baixo risco
Pre-natal de baixo riscoPre-natal de baixo risco
Pre-natal de baixo risco
 
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial SistêmicaCaderno Atenção Básica  Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
Caderno Atenção Básica Nº 15 Hipertensão Arterial Sistêmica
 
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonaresRadiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
Radiologia Tórax - Dças vasculares pulmonares
 
Modificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestanteModificações no organismo da gestante
Modificações no organismo da gestante
 
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagemPrescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
Prescrição de medicamentos durante a consulta de enfermagem
 

Semelhante a Prenatal baixo risco

Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
VitriaMaria56
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
Natasha Louise
 
Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5
Nayara Wanderley
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Auro Gonçalves
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
yasminroriz3
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Professor Robson
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Gustavo Henrique
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatal
Danubia7410
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
Heloísa Ximenes
 
Pré-natal.pdf
Pré-natal.pdfPré-natal.pdf
Pré-natal.pdf
Soma Urbanismo
 
PNBR 2016
PNBR 2016PNBR 2016
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asienf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
JhivagoOliveira
 
puerp-period.LM.ppt
puerp-period.LM.pptpuerp-period.LM.ppt
puerp-period.LM.ppt
ngeloDanielMera
 
AULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdfAULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdf
EllenSantos73107
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
arymurilo123
 
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
SMS - Petrópolis
 
7333906.ppt
7333906.ppt7333906.ppt
7333906.ppt
ngeloDanielMera
 
curso-de-maes
curso-de-maescurso-de-maes
curso-de-maes
Leh Miranda
 
curso-de-maes
curso-de-maescurso-de-maes
curso-de-maes
Leh Miranda
 

Semelhante a Prenatal baixo risco (20)

Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptxAssistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
Assistência pré-natal de baixo e alto risco-1.pptx
 
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
4° AULA - PRÉ-NATAL.pptx
 
Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5Condutas no pré natal 5
Condutas no pré natal 5
 
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2Resumo pré natal de baixo risco parte 2
Resumo pré natal de baixo risco parte 2
 
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo riscoAssistência pre natal - gestante de baixo risco
Assistência pre natal - gestante de baixo risco
 
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo riscoProtocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
Protocolo clínico de atendimento na rede básica de pré natal de baixo risco
 
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natalAula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
Aula 4 -_consulta_de_enfermagem_na_assistencia_pre-natal
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Assistência pré natal
Assistência pré natalAssistência pré natal
Assistência pré natal
 
Pré-natal.pdf
Pré-natal.pdfPré-natal.pdf
Pré-natal.pdf
 
PNBR 2016
PNBR 2016PNBR 2016
PNBR 2016
 
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asienf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
enf 7- aula 2.pptx, mulher, saude... asi
 
puerp-period.LM.ppt
puerp-period.LM.pptpuerp-period.LM.ppt
puerp-period.LM.ppt
 
AULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdfAULA PRE NATAL.pdf
AULA PRE NATAL.pdf
 
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdfSlide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
Slide Aula pré-natal atb 2018 final (2).pdf
 
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
Aula de Doenças Hipertensiva Específica da Gestação (Dheg)
 
7333906.ppt
7333906.ppt7333906.ppt
7333906.ppt
 
curso-de-maes
curso-de-maescurso-de-maes
curso-de-maes
 
curso-de-maes
curso-de-maescurso-de-maes
curso-de-maes
 

Último

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 

Último (20)

Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 

Prenatal baixo risco

  • 1. O PRÉ – NATAL DA GESTANTE DE BAIXO RISCO COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS E POLÍTICAS DE SAÚDE CODEPPS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER Novembro/2006
  • 2. OBJETIVOS DO PRÉ-NATAL: - Acolher a mulher desde o início - Promoção de saúde - Prevenção ou detecção precoce de afecções - Melhor qualidade de vida e Cidadania plena
  • 3. Diagnóstico de Gravidez e Seguimento Pré-Natal ATRASO MENSTRUAL C/EXPOSIÇÃO A RISCO DE GESTAÇÃO RESULTADO POSITIVO RESULTADO NEGATIVO SOLICITAR EXAMES DE ROTINA PRÉ-NATAL ACONSELHAMENTO PRÉ-EXAMES (OFERECIMENTO OBRIGATÓRIO) REPETIR TESTE DE URINA APÓS 15 DIAS de atraso C/ 1ª URINA DA MANHÃ BAIXO RISCO Inserção no SISPRENATAL RESULTADO NEGATIVO
  • 4. REPETIR VDRL, ANTI HIV E UROCULTURA COM 28 SEMANAS INTERCALAR CONSULTA MÉDICA COM CONSULTA DE ENFERMAGEM ATÉ 27ª SEMANA APÓS 37ª até 41 sem CONSULTA MÉDICA E DE ENFER MAGEM SEMANAL PERSISTINDO AMENORRÉIA A(O) ENFERMEIRA(O) DEVERÁ SOLICITAR BHCG NO SANGUE 28ª -36ªsem - CONSULTA MÉDICA E CONSULTA DE ENFERMAGEM QUINZENAL INTERCALADAS OU A CADA 3 SEMANAS UMA VISITA DOMICILIAR DA(O) ENFERMEIRA(O) RESULTADO NEGATIVO PERSISTINDO AMENORRÉIA AGENDAR CONSULTA MÉDICA E ORIENTAR QUANTO AO PLANEJAMENTO FAMILIAR
  • 5. RESULTADO NEGATIVO APÓS BHCG DESEJO DE CONTRACEPÇÃO DESEJO DE ENGRAVIDAR SIM NÃO GRUPO DE PLANEJAMENTO FAMILIAR ORIENTAR PREVENÇÃO DST/AIDS AGENDAR CONSULTA MÉDICA
  • 6. Atenção baseada em evidências: “ Uso consciente, criterioso e explícito das melhores evidências atuais para tomar decisões sobre o atendimento a pacientes individuais” Apoio às gestantes: “A melhor assistência não será efetiva se não estiver disponível para aqueles que necessitam dela” exemplos: adolescentes, imigrantes, vulnerabilidade social = adiam assistência(sentem-se pouco à vontade)= dificuldade de comunicação, impossível seguir recomendações, reações dos provedores de saúde - PRIORIZAR EDUCAÇÃO E COMUNICAÇÃO - PERMITIR CONTROLE DA MULHER = CARTÃO DE P.N. PREENCHIDO ADEQUADAMENTE - CRIAR VÍNCULO:MESMO PROVEDOR OU EQUIPE PEQUENA
  • 7. Agendamento de consultas: Agendar consultas de todo o pré-natal na 1ª consulta: - mensal até 27ª semana - a cada 3 semanas entre 28ª a 36ª semanas “ Não dar alta com 36 semanas” “NÃO EXISTE ALTA DO PRÉ-NATAL” - semanal entre 37ª e 41ª semanas - a partir de 41ª semana, encaminhar para a maternidade de referência para avaliação e agendar retorno à UBS em 1 semana -programar retorno puerperal
  • 8. EXAMES DE ROTINA  Hemograma Completo  Protoparasitológico  Urina I, Urocultura no 1º, 2º e 3º Trimestre  Glicemia de jejum no 1°trimestre e após 20 semanas  Sorologia para Toxoplasmose (IgG e IgM)  Sorologia para HIV 1º e 3º Trimestre  Sorologia de Hepatite B (HbsAg e AntiHBc)  Sorologia para Rubéola (IgG e IgM)  Sorologia para Lues (VDRL) 1º e 3º Trimestre  Tipagem sanguínea (ABO) com fator Rh (no caso de Rh negativo: Coombs indireto – se negativo repeti-lo a cada 4 ou 8 semanas) PREENCHER TODOS OS DADOS NO CARTÃO DE PRÉ-NATAL E NO PRONTUÁRIO DA PACIENTE
  • 9. - Colpocitologia oncótica conforme rotina ginecológica - Ultra-som obstétrico: 1º preferencialmente ao redor da 12ªsemana e 2° de controle, se possível VACINAÇÃO Dupla Adulto (DT) : atualizar calendário - 3 doses: 1ª dose :1ª consulta 2ª dose: após 60 dias 3ª dose: após 120 dias
  • 10. Grupos de gestante -Dividir em 1º, 2°e 3º trimestres temas relacionados com o trimestre -Promover discussões em grupo, participativas: podem ser veículos para mudança de atitude Efeitos dos grupos: -aumenta autoconfiança -aumenta aceitação e adesão aos tratamentos -diminui uso de analgésicos -promovem maior satisfação com o parto Prescrição pelo enfermeiro ( segundo M.S. – 2.000): Ácido fólico 5 mg – 1 cp ao dia até a 14ª semana Sulfato ferroso - 40 mg de Fe elementar(REMUME)
  • 11. 1ª Consulta de pré- natal (Informações deverão constar na Ficha Obstétrica) IDENTIFICAR VULNERABILIDADES E RISCOS Identificação:idade(<16 e > 35 anos), naturalidade, ocupação, escolaridade, situação conjugal, quesito raça-cor Anamnese: antecedentes familiares(D.M., Hipertensão arterial, gemelaridade, ca de mama, malformações) Pessoais( doenças, a. menstruais, a.sexuais, a.obstétricos e gestação atual= DUM, DPP, I.G. em semanas) Exame Físico: Geral Pressão arterial (na posição sentada) Altura Peso ( em média 1,5 Kg/mês) Membros Inferiores Exame Físico Especial: Mamas, OGE, OGI,Altura uterina( 20 sem. Na cicatriz umbel., 24 a 36 semanas cresce 4 cm/ mês), Apresentação fetal, BCF Consultas de retorno: estimular presença de acompanhante, reavaliar riscos, atenção às queixas, orientar sintomas comuns,preparo para o parto,etc Exame Físico: peso, PA, edema, AU, apres. fetal, BCF
  • 12. QUEIXAS MAIS FREQÜENTES NA GESTAÇÃO NORMAL:  Náuseas, Vômitos e Tonturas CONDUTAS:  Náuseas leves e sialorréia:  Orientar a gestante para: dieta fracionada (seis refeições leves ao dia) preferir alimentos secos; evitar frituras, gorduras e alimentos com cheiros fortes; ingerir líquidos nos intervalos entre as refeições. Ingerir alimentos sólidos leves antes de levantar-se, pela manhã; leite frio; caminhar após refeições; cabeceira elevada ao deitar-se. Evitar café puro, doces e frituras; eliminar álcool e fumo.
  • 13.  Náuseas Intensas  Vômitos Intensos  Seguir orientações anteriores; Caso não haja melhora solicitar avaliação médica Avaliar perda de peso. Cólicas, Flatulência e Obstipação Intestinal  Certificar-se de que não sejam contrações uterinas;  Em caso de cólicas, eventualmente prescrever Hioscina 1cp, via oral, até 2 vezes ao dia;  Se a gestante apresentar flacidez abdominal, sugerir o uso de cinta; Hemorróidas Dieta rica em fibras, banhos de assento,  higiene anal com sabonete neutro, papel higiênico macio e neutro ou algodão
  • 14.  Flatulência e Obstipação Intestinal • Orientar dieta rica em resíduos: frutas ricas em fibras, verduras, mamão, ameixas e cereais integrais (ex: Farelo de trigo); • Recomendar que aumente a ingestão de líquidos e evite alimentos de alta fermentação, tais como repolho, couve, ovo, feijão, leite e açúcar; • Recomendar caminhadas leves (se não for contra-indicado)  Pirose (azia)  Orientar a gestante para:  Dieta fracionada, evitando frituras; ingerir água gelada;  Evitar café, chá preto, mates, doces; álcool e fumo.
  • 15. Sangramento gengival : higiene bucal com escova macia após as refeições e fazer massagens gengivais. Solicitar avaliação odontológica. Varizes de MMII:Evitar ficar sentada ou em pé por muito tempo; repousar com as pernas elevadas; meias-calças elásticas de compressão suave ou média. Cãibras:Massagens e calor locais, leve flexão do pé e evitar exercícios em excesso. Edema: quando fisiológico ( pé e tornozelos), apenas evitar o excesso de sal na dieta.  Lombalgia: correção postural, calor local, sapatos de salto baixo  Falta de ar e “batedeira” no peito: Avaliação física e emocional da gestante. Repouso em DLE. Em caso de dúvida, solicitar avaliação cardiológica.
  • 16.  Fraquezas e desmaios  Orientar a gestante para que não faça mudanças bruscas de posição e evite a inatividade, aglomerações, ambientes fechados e jejum prolongado.  Explicar à gestante para sentar-se com a cabeça abaixada ou deitar-se em decúbito lateral, respirando profunda e pausadamente.  Mastalgia  Investigar com exame das mamas.Se normal, recomendar uso de sutiã com boa sustentação.  Cefaléia e Enxaqueca Sempre medir PA. Se afastada hipertensão, trazer à tona tensão emocional.  Cloasma Evitar exposição direta do rosto ao sol.
  • 17.  Corrimento Vaginal  Explicar que um aumento de fluxo vaginal é comum na gestação;  Realizar o exame especular, avaliar se o corrimento tem cor amarelada, esverdeada ou com odor fétido e questionar se apresenta prurido;  Identificada uma das situações acima, solicitar avaliação médica. Na presença de corrimento branco com grumos e pruridos (sugestivo de candidiase) , seguir fluxograma de tratamento sindrômico.  Queixas Urinárias  Explicar que, geralmente, o aumento do número de micções é comum na gestação;  Solicitar avaliação médica, caso exista dor ao urinar ou hematúria acompanhada ou não de febre. Atividade sexual: não há restrição
  • 18. COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO DE PROGRAMAS E POLÍTICAS DE SAÚDE CODEPPS ÁREA TÉCNICA DE SAÚDE DA MULHER O PRÉ – NATAL DA GESTANTE DE BAIXO RISCO