SlideShare uma empresa Scribd logo
1João
Panorama do Novo Testamento
Introdução
As epístolas de João foram escritas para reafirmar a
confiança dos crentes em Cristo e no Espírito Santo.
João mostrou que o verdadeiro conhecimento e a
comunhão com Deus são sempre distinguidos pela
santidade de vida, pelo amor fraternal e pela fé em
Jesus como Filho encarnado.
Informações Básicas
a) Grupo: Epístolas gerais
b) Autor: O Apóstolo João
c) Data: Entre 85-95 d.C.
d) Local: Éfeso
e) Alvo: Igrejas da Ásia
f) Versículo-chave: 1Jo 5.11-13
g) Expressão-chave: Comunhão
Esboço
Condições para
Comunhão
(1João 1)
Cautelas para
Comunhão
(1João 2)
Características
da Comunhão
(1João 3)
Comportamento
na Comunhão
(1João 4)
Consequências
da Comunhão
(1João 5)
Base da comunhão Manifestação da comunhão
Permanecer na luz Permanecer em amor
Comunhão com Deus e com os irmãos, por intermédio de Cristo Jesus
Principais Personagens
João: escreveu para assegurar os cristãos a
respeito da verdade fundamental da fé cristã (1.1-
5.21).
Jesus: Cristo é a Palavra da Vida que se sacrificou
e levantou do sepulcro para trazer vida eterna a
todos os que creem (1.1-5.20).
O Caráter de Deus
Deus é fiel – 1.9
Deus é justo – 1.9
Deus é luz – 1.5
Deus é amoroso – 2.5; 3.1; 4.8-10,12,16,19
Deus cumpre suas promessas – 2.25
Deus é verdadeiro – 1.10; 5.10
Deus é o único Deus – 5.7
Autor
O apóstolo João, filho de Zebedeu, é o autor
da epístola. O fato é confirmado pelo
testemunho de Policarpo e de Papias, que
foram discípulos de João, e confirmado pelas
provas internas em comparação com o
Evangelho por ele escrito (1Jo 1.1-4).
Destinatários
A tradição histórica registra que a epístola foi
direcionada à província romana da Ásia Menor. Na
época, Éfeso era a cidade mais importante da
região. João escreveu a primeira epístola para uma
comunidade que sofria por causa de um grupo
sectário que tinha acabado de sair da igreja. Esse
grupo oferecia forte resistência ao ensino dos
apóstolos.
Propósito
O livro de 1 João parece ser um resumo que pressupõe
o conhecimento dos leitores do evangelho escrito por
João e oferece segurança para a sua fé em Cristo. A
primeira epístola indica que os leitores foram
confrontados com o erro do gnosticismo, o qual se
tornou um problema mais grave no segundo século.
Como uma filosofia da religião, o gnosticismo defendia
que a matéria é má e o espírito é bom.
Propósito
O objetivo fundamental de 1 João é estabelecer
limites sobre o conteúdo da fé e dar aos crentes
certeza da sua salvação. O propósito da epístola
está bem resumido em 1Jo 5.13 “Estas coisas vos
escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida
eterna, a vós outros que credes em o nome do
Filho de Deus”.
Estrutura
João relaciona o critério e as características da
comunhão com Deus e mostra que aqueles que
permanecem em Cristo podem nutrir confiança
e certeza na presença dele. Essa epístola simples,
porém profunda, desenvolve o significado da
comunhão.
Estrutura
Comunhão com Deus em luz (1Jo
1.5-2.19)
Condições (1Jo 1.5-2.11)
Impedimentos (1Jo 2.12-29)
Comunhão com Deus em amor
(1Jo 3.1-5.3)
O mal que nega o amor (1Jo 3.1-4.6)
O amor que contraria o mal (1Jo 4.7-5.3)
Comunhão com Deus em vida (1Jo
5.4-21)
Base da comunhão (1Jo 5.1-12)
Privilégios da comunhão (1Jo 5.13-21)
O Amor Como Padrão
O Evangelho de João e sua primeira epístola
revelam a forte ênfase de João na importância
do amor na vida cristã (Jo 3.16 x 1Jo 3.16).
João é claramente intencionado a apresentar
o amor de Deus. Ele aponta o que cada
cristão deve fazer, a partir do amor que vem
do Senhor.
O Amor Como Padrão
O Que Deus Fez
• Deus entregou Seu Filho por nós
(3.16)
• Deus nos deu o amor (4.7)
• Deus é amor (4.8)
• Deus nos amou (4.11)
• Deus nos tem dado Seu amor
(4.16)
• Deus nos amou primeiro (4.19)
O Que o Cristão Deve Fazer
• Devemos dar nossa vida pelo irmão
(3.16)
• Devemos amar mutuamente (4.7)
• Devemos amar porque conhecemos
a Deus (4.8)
• Devemos amar ao outro (4.11)
• Devemos permanecer no Seu amor
(4.16)
• Devemos amar em primeiro lugar
(4.19)
Heresias
Vejamos um resumo das heresias combatidas por João
nessa sua primeira epístola:
Sobre Cristo:
 Docetismo:
 Cristo não teve corpo físico, apenas “pareceu” humano.
 Resposta: 1Jo 1.1-2; 4.2
Heresias
Sobre Cristo:
Cerintismo:
 O Espírito de Deus desceu sobre Jesus de Nazaré
no Seu batismo e se retirou na crucificação.
 Resposta: 1Jo 1.7; 2.22; 4.2
Heresias
Sobre Cristo:
Gnosticismo:
 Cristo, a mais sublime das criaturas, revela o
conhecimento do divino, mas não era Deus
encarnado.
 Resposta: 1Jo 5.1,5
Heresias
Sobre o Pecado:
Impecabilidade:
 Os cristãos não poderiam mais pecar. O
relacionamento com Deus possibilitava não pecar.
 Resposta: 1Jo 1.9; 2.1; 3.2-3
Heresias
Sobre o Pecado:
Acusação:
 O grupo sectário que se afastou acusava os
remanescentes de pecadores, uma vez que
consideravam não poder mais pecar.
 Resposta: 1Jo 1.8,10
Heresias
Sobre a Vida Cristã:
Separatismo:
 Comunhão com Deus não implicava comunhão
comunitária. A divisão e o abandono por parte dos
sectaristas revelou a atitude de independência da
comunhão cristã.
 Resposta: 1Jo 3.11,16; 4.7-8,21
Heresias
Sobre a Vida Cristã:
Influência Negativa:
 O exemplo dos sectaristas poderia influenciar os
cristãos que permaneceram.
 Resposta: 1Jo 3.9-10,18-19
Aceitação no Cânon
Eusébio no ano 325 inclui 1João entre os livros
reconhecidos. O Cânon Muratoriano refere-se a
duas epístolas da autoria de João, provavelmente
1 e 2 João. 1João aparece na lista de Atanásio
(367) e nas listas aprovadas pelos concílios de
Hipona (393) e Cartago (397).
1João na Prática
O livro de 1 João é um livro de amor e alegria. Ele explica a
comunhão que temos uns com os outros e com Jesus Cristo.
Ele diferencia a felicidade, ou seja, alegria temporária e
fugaz, com o gozo verdadeiro, o qual João nos diz como
alcançar. Se tomarmos as palavras escritas por João e
aplicarmo-las à nossa vida diária, o verdadeiro amor,
compromisso, comunhão e alegria a que tanto almejamos
serão nossos.
1João na Prática
Ele nos explica que Jesus veio aqui como o Filho de Deus
para criar uma união conosco baseada em Sua graça,
misericórdia, amor e aceitação. Tantas vezes as pessoas
acham que Jesus está em algum lugar distante e não
realmente se preocupa com nossas lutas diárias, problemas e
preocupações. Entretanto, João está nos dizendo que Jesus
está aqui conosco, tanto nas coisas simples e mundanas da
nossa vida quanto nas partes complexas e difíceis também.
1João na Prática
João dá um testemunho, com base em suas experiências pessoais,
de que Deus se fez carne e habitou entre os homens. Isso significa
que Cristo veio aqui para viver conosco e ainda vive com a gente.
Assim como Jesus andou na terra ao lado de João, assim também
caminha todos os dias conosco. Precisamos aplicar essa verdade em
nossas vidas e viver como se Jesus estivesse em pé bem próximo de
nós a cada segundo do dia. Se colocarmos em prática essa verdade,
Cristo vai adicionar santidade às nossas vidas, tornando-nos mais e
mais como Ele.
Conclusão
João mostrou que o verdadeiro
conhecimento de Deus e a comunhão
com o Senhor são evidenciados pela
santidade de vida, pelo amor fraternal e
pela fé em Jesus como Deus encarnado.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Atos
Panorama do NT - AtosPanorama do NT - Atos
Panorama do NT - Atos
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
Respirando Deus
 
Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)
Daniel Junior
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
mbrandao7
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Marcos
Panorama do NT - MarcosPanorama do NT - Marcos
Panorama do NT - Marcos
Respirando Deus
 
2. introdução ao novo testamento
2.  introdução ao novo testamento2.  introdução ao novo testamento
2. introdução ao novo testamento
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Panorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1TimóteoPanorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1Timóteo
Respirando Deus
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
Respirando Deus
 
38 1 e 2 timoteo=
38   1 e 2 timoteo=38   1 e 2 timoteo=
38 1 e 2 timoteo=
PIB Penha
 
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2   A mensagem de HebreusAula 1 e 2   A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Ricardo Gondim
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
Respirando Deus
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
Respirando Deus
 
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1TessalonicensesPanorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Respirando Deus
 
Atos
AtosAtos
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Éder Tomé
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
Igreja Presbiteriana de Dourados
 
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolosEstudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
RODRIGO FERREIRA
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
RODRIGO FERREIRA
 

Mais procurados (20)

Panorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1PedroPanorama do NT - 1Pedro
Panorama do NT - 1Pedro
 
Panorama do NT - Atos
Panorama do NT - AtosPanorama do NT - Atos
Panorama do NT - Atos
 
Panorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - ColossensesPanorama do NT - Colossenses
Panorama do NT - Colossenses
 
Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)Filipenses (Estudo 1)
Filipenses (Estudo 1)
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
 
Panorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - ApocalipsePanorama do NT - Apocalipse
Panorama do NT - Apocalipse
 
Panorama do NT - Marcos
Panorama do NT - MarcosPanorama do NT - Marcos
Panorama do NT - Marcos
 
2. introdução ao novo testamento
2.  introdução ao novo testamento2.  introdução ao novo testamento
2. introdução ao novo testamento
 
Panorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1TimóteoPanorama do NT - 1Timóteo
Panorama do NT - 1Timóteo
 
Panorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - FilipensesPanorama do NT - Filipenses
Panorama do NT - Filipenses
 
38 1 e 2 timoteo=
38   1 e 2 timoteo=38   1 e 2 timoteo=
38 1 e 2 timoteo=
 
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2   A mensagem de HebreusAula 1 e 2   A mensagem de Hebreus
Aula 1 e 2 A mensagem de Hebreus
 
Panorama do NT - Efésios
Panorama do NT - EfésiosPanorama do NT - Efésios
Panorama do NT - Efésios
 
Panorama do NT - João
Panorama do NT - JoãoPanorama do NT - João
Panorama do NT - João
 
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1TessalonicensesPanorama do NT - 1Tessalonicenses
Panorama do NT - 1Tessalonicenses
 
Atos
AtosAtos
Atos
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolosEstudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
Estudo sobre o livro de Atos dos apóstolos
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 

Semelhante a Panorama do NT - 1João

022 joao 1º
022 joao 1º022 joao 1º
022 joao 1º
Diógenes Gimenes
 
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
WaldianaDeSouza
 
Jesus deseja 1
Jesus deseja 1Jesus deseja 1
Jesus deseja 1
Isaias Christal
 
Introdução livro de João
Introdução livro de JoãoIntrodução livro de João
Introdução livro de João
Márcio Pereira
 
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano BComentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
José Lima
 
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhorLivro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Emac Engenharia
 
O Exemplo de Cristo
O Exemplo de CristoO Exemplo de Cristo
O Exemplo de Cristo
JUERP
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
Adriano Ferreira
 
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Eli Rocha Silva
 
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Pr. Eli Rocha Silva
 
Iii trim 2012 lição 1
Iii trim 2012   lição 1Iii trim 2012   lição 1
Iii trim 2012 lição 1
Prof_Adalberto
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
Andre Nascimento
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
Joel Silva
 
Apostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguasApostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguas
Pedro Henrique
 
29 joão
29 joão29 joão
29 joão
PIB Penha
 
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docxApostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
JooAlbertoSoaresdaSi
 
Apostila para Discipulado
Apostila para DiscipuladoApostila para Discipulado
Apostila para Discipulado
Marcelo Eduardo
 
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdfdiscipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
DivinoHenriqueSantan
 
joao.pptx
joao.pptxjoao.pptx
Lição 9 - Mortos para o pecado
Lição 9 - Mortos para o pecadoLição 9 - Mortos para o pecado
Lição 9 - Mortos para o pecado
Natalino das Neves Neves
 

Semelhante a Panorama do NT - 1João (20)

022 joao 1º
022 joao 1º022 joao 1º
022 joao 1º
 
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf1 2 3 JOÃO  Hernandes Dias-Lopes.pdf
1 2 3 JOÃO Hernandes Dias-Lopes.pdf
 
Jesus deseja 1
Jesus deseja 1Jesus deseja 1
Jesus deseja 1
 
Introdução livro de João
Introdução livro de JoãoIntrodução livro de João
Introdução livro de João
 
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano BComentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
Comentário: 6º Domingo da Pascoa - Ano B
 
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhorLivro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
Livro ebook-a-importancia-de-guardarmos-os-mandamentos-do-senhor
 
O Exemplo de Cristo
O Exemplo de CristoO Exemplo de Cristo
O Exemplo de Cristo
 
Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
 
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
Reflexões na primeira carta de joão cap. 1 a 3
 
Iii trim 2012 lição 1
Iii trim 2012   lição 1Iii trim 2012   lição 1
Iii trim 2012 lição 1
 
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
EBD Revista Palavra e Vida (CB Fluminense): Aula 3: O acorde básico da vida c...
 
2022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 012022 1º trimestre jovens lição 01
2022 1º trimestre jovens lição 01
 
Apostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguasApostila do discipulado encontro das aguas
Apostila do discipulado encontro das aguas
 
29 joão
29 joão29 joão
29 joão
 
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docxApostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
Apostila-Novos-Convertidos-Assembleia-de-Deus-PDF.docx
 
Apostila para Discipulado
Apostila para DiscipuladoApostila para Discipulado
Apostila para Discipulado
 
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdfdiscipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
discipulado-para-os-novos-convertidos.pdf
 
joao.pptx
joao.pptxjoao.pptx
joao.pptx
 
Lição 9 - Mortos para o pecado
Lição 9 - Mortos para o pecadoLição 9 - Mortos para o pecado
Lição 9 - Mortos para o pecado
 

Mais de Respirando Deus

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Respirando Deus
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Respirando Deus
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
Respirando Deus
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
Respirando Deus
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
Respirando Deus
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
Respirando Deus
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
Respirando Deus
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
Respirando Deus
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
Respirando Deus
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
Respirando Deus
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
Respirando Deus
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
Respirando Deus
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
Respirando Deus
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
Respirando Deus
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
Respirando Deus
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
Respirando Deus
 

Mais de Respirando Deus (20)

Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
Escola Bíblica: Os Puritanos - #06
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
Escola Bíblica: Os Puritanos - #05
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
Escola Bíblica: Os Puritanos - #04
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
Escola Bíblica: Os Puritanos - #03
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
Escola Bíblica: Os Puritanos - #02
 
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
Escola Bíblica: Os Puritanos - #01
 
História da Igreja #25
História da Igreja #25História da Igreja #25
História da Igreja #25
 
História da Igreja #24
História da Igreja #24História da Igreja #24
História da Igreja #24
 
História da Igreja #23
História da Igreja #23História da Igreja #23
História da Igreja #23
 
História da Igreja #22
História da Igreja #22História da Igreja #22
História da Igreja #22
 
História da Igreja #21
História da Igreja #21História da Igreja #21
História da Igreja #21
 
Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018Calendário de Eventos IBLM 2018
Calendário de Eventos IBLM 2018
 
História da Igreja #20
História da Igreja #20História da Igreja #20
História da Igreja #20
 
História da Igreja #19
História da Igreja #19História da Igreja #19
História da Igreja #19
 
História da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As CruzadasHistória da Igreja #18 - As Cruzadas
História da Igreja #18 - As Cruzadas
 
História da Igreja #17
História da Igreja #17História da Igreja #17
História da Igreja #17
 
História da Igreja #16
História da Igreja #16História da Igreja #16
História da Igreja #16
 
História da Igreja #15
História da Igreja #15História da Igreja #15
História da Igreja #15
 
História da Igreja #14
História da Igreja #14História da Igreja #14
História da Igreja #14
 
História da Igreja #13
História da Igreja #13História da Igreja #13
História da Igreja #13
 

Último

Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
JonasRibeiro61
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
WELITONNOGUEIRA3
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
ESCRIBA DE CRISTO
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
ESCRIBA DE CRISTO
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
ESCRIBA DE CRISTO
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Nilson Almeida
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
ESCRIBA DE CRISTO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
AlessandroSanches8
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
ESCRIBA DE CRISTO
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
ayronleonardo
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Celso Napoleon
 

Último (16)

Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada - Odabias - slides powerpoint.pptx
 
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptxA CRUZ DE CRISTO-  ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
A CRUZ DE CRISTO- ELE MORREU PARA NOS SALVAE.pptx
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdfO-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
O-livro-de-Jasher-O-Justo, the book of jasher.pdf
 
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
DIDASCALIA APOSTOLORUM [ HISTÓRIA DO CRISTIANISMO]
 
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
CRISTO E EU [MENSAGEM DE CHARLES SPURGEON]
 
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOSDIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
DIDÁTICA MAGNA DE COMENIUS COM COMENTÁRIOS
 
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptxLição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
Lição 10 - Desenvolvendo Uma Consciência de Santidade.pptx
 
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos AgricultoresOração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
Oração Para Pedir Bênçãos Aos Agricultores
 
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
JERÔNIMO DE BELÉM DA JUDÉIA [TERRA SANTA]
 
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
1984 DE GEORGE ORWELL ILUSTRADO E COMENTADO
 
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução AnimicaEscola de A E Aula 96 Evolução Animica
Escola de A E Aula 96 Evolução Animica
 
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO      [MUSEOLOGIA]
MUSEU EGÍPCIO DO CAIRO [MUSEOLOGIA]
 
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimentoHabacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
Habacuque.docx estudo bíblico, conhecimento
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptxLição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
Lição 11 - A Realidade Bíblica do Inferno.pptx
 

Panorama do NT - 1João

  • 2. Introdução As epístolas de João foram escritas para reafirmar a confiança dos crentes em Cristo e no Espírito Santo. João mostrou que o verdadeiro conhecimento e a comunhão com Deus são sempre distinguidos pela santidade de vida, pelo amor fraternal e pela fé em Jesus como Filho encarnado.
  • 3. Informações Básicas a) Grupo: Epístolas gerais b) Autor: O Apóstolo João c) Data: Entre 85-95 d.C. d) Local: Éfeso e) Alvo: Igrejas da Ásia f) Versículo-chave: 1Jo 5.11-13 g) Expressão-chave: Comunhão
  • 4. Esboço Condições para Comunhão (1João 1) Cautelas para Comunhão (1João 2) Características da Comunhão (1João 3) Comportamento na Comunhão (1João 4) Consequências da Comunhão (1João 5) Base da comunhão Manifestação da comunhão Permanecer na luz Permanecer em amor Comunhão com Deus e com os irmãos, por intermédio de Cristo Jesus
  • 5. Principais Personagens João: escreveu para assegurar os cristãos a respeito da verdade fundamental da fé cristã (1.1- 5.21). Jesus: Cristo é a Palavra da Vida que se sacrificou e levantou do sepulcro para trazer vida eterna a todos os que creem (1.1-5.20).
  • 6. O Caráter de Deus Deus é fiel – 1.9 Deus é justo – 1.9 Deus é luz – 1.5 Deus é amoroso – 2.5; 3.1; 4.8-10,12,16,19 Deus cumpre suas promessas – 2.25 Deus é verdadeiro – 1.10; 5.10 Deus é o único Deus – 5.7
  • 7. Autor O apóstolo João, filho de Zebedeu, é o autor da epístola. O fato é confirmado pelo testemunho de Policarpo e de Papias, que foram discípulos de João, e confirmado pelas provas internas em comparação com o Evangelho por ele escrito (1Jo 1.1-4).
  • 8. Destinatários A tradição histórica registra que a epístola foi direcionada à província romana da Ásia Menor. Na época, Éfeso era a cidade mais importante da região. João escreveu a primeira epístola para uma comunidade que sofria por causa de um grupo sectário que tinha acabado de sair da igreja. Esse grupo oferecia forte resistência ao ensino dos apóstolos.
  • 9. Propósito O livro de 1 João parece ser um resumo que pressupõe o conhecimento dos leitores do evangelho escrito por João e oferece segurança para a sua fé em Cristo. A primeira epístola indica que os leitores foram confrontados com o erro do gnosticismo, o qual se tornou um problema mais grave no segundo século. Como uma filosofia da religião, o gnosticismo defendia que a matéria é má e o espírito é bom.
  • 10. Propósito O objetivo fundamental de 1 João é estabelecer limites sobre o conteúdo da fé e dar aos crentes certeza da sua salvação. O propósito da epístola está bem resumido em 1Jo 5.13 “Estas coisas vos escrevi, a fim de saberdes que tendes a vida eterna, a vós outros que credes em o nome do Filho de Deus”.
  • 11. Estrutura João relaciona o critério e as características da comunhão com Deus e mostra que aqueles que permanecem em Cristo podem nutrir confiança e certeza na presença dele. Essa epístola simples, porém profunda, desenvolve o significado da comunhão.
  • 12. Estrutura Comunhão com Deus em luz (1Jo 1.5-2.19) Condições (1Jo 1.5-2.11) Impedimentos (1Jo 2.12-29) Comunhão com Deus em amor (1Jo 3.1-5.3) O mal que nega o amor (1Jo 3.1-4.6) O amor que contraria o mal (1Jo 4.7-5.3) Comunhão com Deus em vida (1Jo 5.4-21) Base da comunhão (1Jo 5.1-12) Privilégios da comunhão (1Jo 5.13-21)
  • 13. O Amor Como Padrão O Evangelho de João e sua primeira epístola revelam a forte ênfase de João na importância do amor na vida cristã (Jo 3.16 x 1Jo 3.16). João é claramente intencionado a apresentar o amor de Deus. Ele aponta o que cada cristão deve fazer, a partir do amor que vem do Senhor.
  • 14. O Amor Como Padrão O Que Deus Fez • Deus entregou Seu Filho por nós (3.16) • Deus nos deu o amor (4.7) • Deus é amor (4.8) • Deus nos amou (4.11) • Deus nos tem dado Seu amor (4.16) • Deus nos amou primeiro (4.19) O Que o Cristão Deve Fazer • Devemos dar nossa vida pelo irmão (3.16) • Devemos amar mutuamente (4.7) • Devemos amar porque conhecemos a Deus (4.8) • Devemos amar ao outro (4.11) • Devemos permanecer no Seu amor (4.16) • Devemos amar em primeiro lugar (4.19)
  • 15. Heresias Vejamos um resumo das heresias combatidas por João nessa sua primeira epístola: Sobre Cristo:  Docetismo:  Cristo não teve corpo físico, apenas “pareceu” humano.  Resposta: 1Jo 1.1-2; 4.2
  • 16. Heresias Sobre Cristo: Cerintismo:  O Espírito de Deus desceu sobre Jesus de Nazaré no Seu batismo e se retirou na crucificação.  Resposta: 1Jo 1.7; 2.22; 4.2
  • 17. Heresias Sobre Cristo: Gnosticismo:  Cristo, a mais sublime das criaturas, revela o conhecimento do divino, mas não era Deus encarnado.  Resposta: 1Jo 5.1,5
  • 18. Heresias Sobre o Pecado: Impecabilidade:  Os cristãos não poderiam mais pecar. O relacionamento com Deus possibilitava não pecar.  Resposta: 1Jo 1.9; 2.1; 3.2-3
  • 19. Heresias Sobre o Pecado: Acusação:  O grupo sectário que se afastou acusava os remanescentes de pecadores, uma vez que consideravam não poder mais pecar.  Resposta: 1Jo 1.8,10
  • 20. Heresias Sobre a Vida Cristã: Separatismo:  Comunhão com Deus não implicava comunhão comunitária. A divisão e o abandono por parte dos sectaristas revelou a atitude de independência da comunhão cristã.  Resposta: 1Jo 3.11,16; 4.7-8,21
  • 21. Heresias Sobre a Vida Cristã: Influência Negativa:  O exemplo dos sectaristas poderia influenciar os cristãos que permaneceram.  Resposta: 1Jo 3.9-10,18-19
  • 22. Aceitação no Cânon Eusébio no ano 325 inclui 1João entre os livros reconhecidos. O Cânon Muratoriano refere-se a duas epístolas da autoria de João, provavelmente 1 e 2 João. 1João aparece na lista de Atanásio (367) e nas listas aprovadas pelos concílios de Hipona (393) e Cartago (397).
  • 23. 1João na Prática O livro de 1 João é um livro de amor e alegria. Ele explica a comunhão que temos uns com os outros e com Jesus Cristo. Ele diferencia a felicidade, ou seja, alegria temporária e fugaz, com o gozo verdadeiro, o qual João nos diz como alcançar. Se tomarmos as palavras escritas por João e aplicarmo-las à nossa vida diária, o verdadeiro amor, compromisso, comunhão e alegria a que tanto almejamos serão nossos.
  • 24. 1João na Prática Ele nos explica que Jesus veio aqui como o Filho de Deus para criar uma união conosco baseada em Sua graça, misericórdia, amor e aceitação. Tantas vezes as pessoas acham que Jesus está em algum lugar distante e não realmente se preocupa com nossas lutas diárias, problemas e preocupações. Entretanto, João está nos dizendo que Jesus está aqui conosco, tanto nas coisas simples e mundanas da nossa vida quanto nas partes complexas e difíceis também.
  • 25. 1João na Prática João dá um testemunho, com base em suas experiências pessoais, de que Deus se fez carne e habitou entre os homens. Isso significa que Cristo veio aqui para viver conosco e ainda vive com a gente. Assim como Jesus andou na terra ao lado de João, assim também caminha todos os dias conosco. Precisamos aplicar essa verdade em nossas vidas e viver como se Jesus estivesse em pé bem próximo de nós a cada segundo do dia. Se colocarmos em prática essa verdade, Cristo vai adicionar santidade às nossas vidas, tornando-nos mais e mais como Ele.
  • 26. Conclusão João mostrou que o verdadeiro conhecimento de Deus e a comunhão com o Senhor são evidenciados pela santidade de vida, pelo amor fraternal e pela fé em Jesus como Deus encarnado.

Notas do Editor

  1. Indouto=ignorante, sem conhecimento