SlideShare uma empresa Scribd logo
O mundo romano no apogeu do Império
Lenda da fundação de Roma
• Segundo os romanos, a cidade tinha sido fundada por 2
irmãos gémeos, Rómulo e Remo, que tinham sido criados por
uma loba (Capitolina)
• Rómulo tornara-se o primeiro rei de Roma após ter morto o
irmão durante uma discussão
Expansão do Império Romano (sécs. IV a.C a II d.C.)
• “Mare Nostrum” – designação dada ao Mar Mediterrâneo pelos romanos,
pelo facto de terem conquistado todos os territórios que estavam à sua
volta
Integração dos Povos Conquistados no Império
• Pax Romana – após a conquista, o exército romano
permanecia nos territórios para evitar as revoltas
• Romanização – transmissão da cultura romana aos povos
dominados
– Meios usados:
• Divisão do Império em províncias e municípios;
• Aplicação das leis romanas a todo o território;
• O latim torna-se a língua oficial;
• Construção de uma rede de estradas (“todos os caminhos vão dar
a Roma”)
• Édito de Caracala (212 d.C.) – alarga a cidadania romana a todos
os homens livres do Império
Economia Romana (sécs. I e II)
Economia Romana (sécs. I e II)
• O comércio no Império Romano era facilitado pela boa rede de estradas e
pelo domínio do Mediterrâneo
Sociedade nos Séculos I e II a. C.
• Grandes desigualdades sociais
• Hierarquia social baseada na riqueza
1. Ordem Senatorial
– Grandes proprietários
– Fortuna superior a 1 milhão de sestércios
– Altos cargos políticos
Sociedade nos Séculos I e II a. C.
2. Ordem Equestre (Cavaleiros)
– Antigos plebeus que enriquecem e
ascendem à categoria social superior
– Fortuna superior a 400 mil sestércios
– Servem no exército a cavalo e podem
exercer cargos políticos
Sociedade nos Séculos I e II a. C.
3. Plebe
– Camponeses, artesãos, pequenos comerciantes
– Devido à sua pobreza, dependem da ajuda dos mais ricos ou do Estado
(recebem dinheiro ou alimentos)
Sociedade nos Séculos I e II a. C.
4. Libertos
– Antigos escravos que tinham sido libertos pelo dono ou comprado a
sua alforria
5. Escravos
– Grande número
– Geralmente prisioneiros de guerra
– Não tinham direitos
– Exerciam as tarefas habituais, por ex.
na agricultura e nas minas, e alguns eram
pedagogos
As Instituições Políticas do Império
• 1º Regime Político – República
– Instituições republicanas:
• Comícios – assembleias de cidadãos que elegiam os magistrados e
votavam as leis;
• Magistrados – tinham o poder executivo;
• Senado – órgão principal: aprova as leis, controla os magistrados e
o exército, dirige a política externa, etc.
As Instituições Políticas do Império
• 2º Regime Político – Império (século I a. C.)
– Em consequência das lutas políticas entre governadores e generais,
atribui-se o “imperium” a uma só pessoa
– 1º Imperador – Octávio César Augusto
As Instituições Políticas do Império
– Poderes do Imperador:
• Supremo Sacerdote (Pontifex Maximus)
• Chefe do exército (Imperator)
• Magistrado Supremo (Consul)
• Controla o poder legislativo
– Institui-se o culto imperial
– Mantêm-se as instituições republicanas sob o controlo do Imperador
A Originalidade da Cultura Romana
• O Direito
– Conjunto de leis escritas aplicadas a todo o Império
– Muitas das suas noções e normas são a base do Direito
Contemporâneo
• O Urbanismo
– Preocupação com a organização do espaço das cidades (plantas com
traçados geométricos) e com as infraestruturas
– Resposta às necessidades das populações através da construção de
aquedutos, esgotos, termas, arruamentos, etc.
– Roma serve de modelo urbanístico para a construção das outras
cidades do Império
A Originalidade da Cultura Romana
• Arquitetura
– Aspeto original - Caráter prático e funcional das construções:
• Constroem-se anfiteatros, teatros, circos, termas, pontes,
aquedutos e templos para satisfazer às necessidades das
populações
– Monumentalidade dos edifícios
A Originalidade da Cultura Romana
• Arquitetura
– Influências gregas: frontões, frisos, colunas e ordens arquitetónicas
– Uso da cúpula
Panteão (Roma)
A Originalidade da Cultura Romana
– Influências etruscas: arco de volta perfeita e abóbada de berço
– Uso da pintura a fresco e do mosaico
Coliseu de Roma
A Religião Romana
• Politeísmo
• Dois tipos de culto:
– Culto doméstico – dirigido pelo chefe de família, veneravam os deuses
protetores da casa e da família (deuses Lares, Penates e Manes)
– Culto público – dirigido pelos sacerdotes nos templos, adoravam os
deuses protetores da cidade e do Império
– Tolerantes em relação à religião dos povos conquistados
– No caso da religião grega, os seus deuses vêm a tornar-se nas
divindades romanas mais importantes
• Século I – culto ao Imperador - reforço da unidade do Império

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Romanos
RomanosRomanos
Romanos
cattonia
 
A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)
Mariajosesantos57
 
Os romanos e a romanização
Os romanos e a romanizaçãoOs romanos e a romanização
Os romanos e a romanização
Isabel Mendinhos
 
Prenúncios de uma nova ordem
Prenúncios de uma nova ordemPrenúncios de uma nova ordem
Prenúncios de uma nova ordem
cattonia
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
Carlos Vieira
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
CPH
 
Romanização blogue
Romanização blogueRomanização blogue
Romanização blogue
Vítor Santos
 
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
Núcleo de Estágio ESL 2014-2015
 
A romanização da hispânia
A romanização da hispâniaA romanização da hispânia
A romanização da hispânia
Susana Simões
 
2. 3 a romanização da península ibérica
2. 3   a romanização da península ibérica2. 3   a romanização da península ibérica
2. 3 a romanização da península ibérica
Maria Cristina Ribeiro
 
A civilização romana
A civilização romanaA civilização romana
A civilização romana
Pedro Henriques
 
Roma antiga resumo
Roma antiga resumoRoma antiga resumo
Roma antiga resumo
Gisele Finatti Baraglio
 
Roma, cidade imperial
Roma, cidade imperialRoma, cidade imperial
Roma, cidade imperial
Carla Teixeira
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
Isabel Mendinhos
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
crisanadu
 
Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3
cattonia
 
Romanização
RomanizaçãoRomanização
Romanização
Escoladocs
 
EF - 7º ano - Invasões bárbaras
EF - 7º ano - Invasões bárbarasEF - 7º ano - Invasões bárbaras
EF - 7º ano - Invasões bárbaras
Guilherme Drumond
 
O império romano, romanização e economia
O império romano, romanização e economiaO império romano, romanização e economia
O império romano, romanização e economia
Lúcia Texeira
 

Mais procurados (20)

Romanos
RomanosRomanos
Romanos
 
A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)A romanização em portugal helena 5_c (3)
A romanização em portugal helena 5_c (3)
 
Os romanos e a romanização
Os romanos e a romanizaçãoOs romanos e a romanização
Os romanos e a romanização
 
Prenúncios de uma nova ordem
Prenúncios de uma nova ordemPrenúncios de uma nova ordem
Prenúncios de uma nova ordem
 
Romanização da Península Ibérica
Romanização da Península IbéricaRomanização da Península Ibérica
Romanização da Península Ibérica
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
Romanização blogue
Romanização blogueRomanização blogue
Romanização blogue
 
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...O Modelo Romano -   a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
O Modelo Romano - a fixação de modelos artísticos: arquitetura, escultura e...
 
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
9. O Modelo Romano: A Romanização na Península Ibérica
 
A romanização da hispânia
A romanização da hispâniaA romanização da hispânia
A romanização da hispânia
 
2. 3 a romanização da península ibérica
2. 3   a romanização da península ibérica2. 3   a romanização da península ibérica
2. 3 a romanização da península ibérica
 
A civilização romana
A civilização romanaA civilização romana
A civilização romana
 
Roma antiga resumo
Roma antiga resumoRoma antiga resumo
Roma antiga resumo
 
Roma, cidade imperial
Roma, cidade imperialRoma, cidade imperial
Roma, cidade imperial
 
Os romanos
Os romanosOs romanos
Os romanos
 
Os Romanos
Os RomanosOs Romanos
Os Romanos
 
Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3Modelo romano parte 3
Modelo romano parte 3
 
Romanização
RomanizaçãoRomanização
Romanização
 
EF - 7º ano - Invasões bárbaras
EF - 7º ano - Invasões bárbarasEF - 7º ano - Invasões bárbaras
EF - 7º ano - Invasões bárbaras
 
O império romano, romanização e economia
O império romano, romanização e economiaO império romano, romanização e economia
O império romano, romanização e economia
 

Destaque

Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
Carlos Vieira
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
Fatima Freitas
 
O mundo romano no apogeu do império i
O mundo romano no apogeu do império iO mundo romano no apogeu do império i
O mundo romano no apogeu do império i
Teresa Maia
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
qsedani
 
B. o império romano no seu apogeu
B. o império romano no seu apogeuB. o império romano no seu apogeu
B. o império romano no seu apogeu
profisabelfranco
 
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRioO Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
Sílvia Mendonça
 
O Império Romano no apogeu do império
O Império Romano no apogeu do impérioO Império Romano no apogeu do império
O Império Romano no apogeu do império
Arlindo Rodrigues Vieira
 
Egipto
EgiptoEgipto
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantinaCultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Carlos Vieira
 
Arquitetura romana ii
Arquitetura romana iiArquitetura romana ii
Arquitetura romana ii
Ana Barreiros
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1
cattonia
 
Roma
RomaRoma
13 o império romano
13   o império romano13   o império romano
13 o império romano
Carla Freitas
 

Destaque (13)

Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
O império romano
O império romanoO império romano
O império romano
 
O mundo romano no apogeu do império i
O mundo romano no apogeu do império iO mundo romano no apogeu do império i
O mundo romano no apogeu do império i
 
Arte bizantina
Arte bizantinaArte bizantina
Arte bizantina
 
B. o império romano no seu apogeu
B. o império romano no seu apogeuB. o império romano no seu apogeu
B. o império romano no seu apogeu
 
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRioO Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
O Mundo Romano No Apogeu Do ImpéRio
 
O Império Romano no apogeu do império
O Império Romano no apogeu do impérioO Império Romano no apogeu do império
O Império Romano no apogeu do império
 
Egipto
EgiptoEgipto
Egipto
 
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantinaCultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
Cultura do Mosteiro - Arte paleocristã e bizantina
 
Arquitetura romana ii
Arquitetura romana iiArquitetura romana ii
Arquitetura romana ii
 
Modelo romano parte 1
Modelo romano   parte 1Modelo romano   parte 1
Modelo romano parte 1
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
13 o império romano
13   o império romano13   o império romano
13 o império romano
 

Semelhante a O mundo romano no apogeu do império

A cultura do belo ii
A cultura do belo iiA cultura do belo ii
A cultura do belo ii
cattonia
 
Roma
RomaRoma
Roma
cattonia
 
A cultura do senado
A cultura do senadoA cultura do senado
A cultura do senado
Ana Barreiros
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf
Vítor Santos
 
Roma1 120103075852-phpapp01
Roma1 120103075852-phpapp01Roma1 120103075852-phpapp01
Roma1 120103075852-phpapp01
ElisabeteBrancoSarai
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
cattonia
 
Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senado
TLopes
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
eb23ja
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
Sílvia Pinto
 
Império romano 2011
Império romano 2011Império romano 2011
Império romano 2011
BriefCase
 
1grega
1grega1grega
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império Romano
Mariana Neves
 
Modelo romano
Modelo romanoModelo romano
Modelo romano
Parfree
 
História Roma
História RomaHistória Roma
História Roma
BriefCase
 
Roma
RomaRoma
Império romano blogue
Império romano blogueImpério romano blogue
Império romano blogue
Vítor Santos
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
Paula Frias
 
Império romano
Império romanoImpério romano
Império romano
Vítor Santos
 
Roma imperial.ppt
Roma imperial.pptRoma imperial.ppt
Roma imperial.ppt
Patrícia Alves
 

Semelhante a O mundo romano no apogeu do império (20)

A cultura do belo ii
A cultura do belo iiA cultura do belo ii
A cultura do belo ii
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
A cultura do senado
A cultura do senadoA cultura do senado
A cultura do senado
 
01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf01_02_o_modelo_romano.pdf
01_02_o_modelo_romano.pdf
 
Roma1 120103075852-phpapp01
Roma1 120103075852-phpapp01Roma1 120103075852-phpapp01
Roma1 120103075852-phpapp01
 
Módulo 2 contextualização
Módulo 2   contextualizaçãoMódulo 2   contextualização
Módulo 2 contextualização
 
Módulo 2 a cultura do senado
Módulo 2   a cultura do senadoMódulo 2   a cultura do senado
Módulo 2 a cultura do senado
 
A civilização romana
A civilização romana  A civilização romana
A civilização romana
 
ROMANOS.pptx
ROMANOS.pptxROMANOS.pptx
ROMANOS.pptx
 
Roma antiga
Roma antigaRoma antiga
Roma antiga
 
Império romano 2011
Império romano 2011Império romano 2011
Império romano 2011
 
1grega
1grega1grega
1grega
 
A Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império RomanoA Integração Dos Povos No Império Romano
A Integração Dos Povos No Império Romano
 
Modelo romano
Modelo romanoModelo romano
Modelo romano
 
História Roma
História RomaHistória Roma
História Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Império romano blogue
Império romano blogueImpério romano blogue
Império romano blogue
 
Civilização romana
Civilização romanaCivilização romana
Civilização romana
 
Império romano
Império romanoImpério romano
Império romano
 
Roma imperial.ppt
Roma imperial.pptRoma imperial.ppt
Roma imperial.ppt
 

Mais de HizqeelMajoka

A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºanoA rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºanoO mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºanoSalazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
A revolução soviética - Resumo
A revolução soviética - ResumoA revolução soviética - Resumo
A revolução soviética - Resumo
HizqeelMajoka
 
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºanoO período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
Trabalho sobre Theatre em Inglês
Trabalho sobre Theatre em InglêsTrabalho sobre Theatre em Inglês
Trabalho sobre Theatre em Inglês
HizqeelMajoka
 
Trabalho sobre Le environnement em Francês
Trabalho sobre Le environnement em FrancêsTrabalho sobre Le environnement em Francês
Trabalho sobre Le environnement em Francês
HizqeelMajoka
 
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºanoA segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºanoAs transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºanoOs regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºanoAs transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºanoAs realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
HizqeelMajoka
 
Trabalho sobre The technological world em Inglês.
Trabalho sobre The technological world em Inglês.Trabalho sobre The technological world em Inglês.
Trabalho sobre The technological world em Inglês.
HizqeelMajoka
 
Trabalho sobre Impressora 3D em Francês
Trabalho sobre Impressora 3D em FrancêsTrabalho sobre Impressora 3D em Francês
Trabalho sobre Impressora 3D em Francês
HizqeelMajoka
 
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºano
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºanoTrabalho sobre Ementa diária de 8ºano
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºano
HizqeelMajoka
 
Cartaz sobre asma de 9ºano
Cartaz sobre asma de 9ºanoCartaz sobre asma de 9ºano
Cartaz sobre asma de 9ºano
HizqeelMajoka
 
PowerPoint sobre Conjunções coordenativas
PowerPoint sobre Conjunções coordenativasPowerPoint sobre Conjunções coordenativas
PowerPoint sobre Conjunções coordenativas
HizqeelMajoka
 
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano. Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
HizqeelMajoka
 
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano. Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
HizqeelMajoka
 
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano. Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
HizqeelMajoka
 

Mais de HizqeelMajoka (20)

A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºanoA rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
A rússia do antigo regime - Resumo - 9ºano
 
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºanoO mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
O mundo saído da guerra - Resumo - 9ºano
 
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºanoSalazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
Salazar e o estado novo - Resumo - 9ºano
 
A revolução soviética - Resumo
A revolução soviética - ResumoA revolução soviética - Resumo
A revolução soviética - Resumo
 
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºanoO período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
O período após a 2ª guerra mundial - Resumo - 9ºano
 
Trabalho sobre Theatre em Inglês
Trabalho sobre Theatre em InglêsTrabalho sobre Theatre em Inglês
Trabalho sobre Theatre em Inglês
 
Trabalho sobre Le environnement em Francês
Trabalho sobre Le environnement em FrancêsTrabalho sobre Le environnement em Francês
Trabalho sobre Le environnement em Francês
 
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºanoA segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
A segunda guerra mundial - Resumo - 9ºano
 
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºanoAs transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
As transformações económicas e sociais do após guerra - Resumo - 9ºano
 
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºanoOs regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
Os regimes fascista e nazi - Resumo - 9ºano
 
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºanoAs transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
As transformações socioculturais das 1ªs Décadas do Século XX - Resumo - 9ºano
 
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºanoAs realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
As realizações e as dificuldades da 1ª república - Resumo - 9ºano
 
Trabalho sobre The technological world em Inglês.
Trabalho sobre The technological world em Inglês.Trabalho sobre The technological world em Inglês.
Trabalho sobre The technological world em Inglês.
 
Trabalho sobre Impressora 3D em Francês
Trabalho sobre Impressora 3D em FrancêsTrabalho sobre Impressora 3D em Francês
Trabalho sobre Impressora 3D em Francês
 
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºano
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºanoTrabalho sobre Ementa diária de 8ºano
Trabalho sobre Ementa diária de 8ºano
 
Cartaz sobre asma de 9ºano
Cartaz sobre asma de 9ºanoCartaz sobre asma de 9ºano
Cartaz sobre asma de 9ºano
 
PowerPoint sobre Conjunções coordenativas
PowerPoint sobre Conjunções coordenativasPowerPoint sobre Conjunções coordenativas
PowerPoint sobre Conjunções coordenativas
 
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano. Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Fórum) de 8ºano.
 
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano. Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
Trabalho de T.I.C. (Netiquetas e plágio na net) de 8ºano.
 
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano. Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
Trabalho T.I.C. (A história da internet e os seus perigos) de 8ºano.
 

Último

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 

Último (20)

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 

O mundo romano no apogeu do império

  • 1. O mundo romano no apogeu do Império
  • 2. Lenda da fundação de Roma • Segundo os romanos, a cidade tinha sido fundada por 2 irmãos gémeos, Rómulo e Remo, que tinham sido criados por uma loba (Capitolina) • Rómulo tornara-se o primeiro rei de Roma após ter morto o irmão durante uma discussão
  • 3. Expansão do Império Romano (sécs. IV a.C a II d.C.) • “Mare Nostrum” – designação dada ao Mar Mediterrâneo pelos romanos, pelo facto de terem conquistado todos os territórios que estavam à sua volta
  • 4. Integração dos Povos Conquistados no Império • Pax Romana – após a conquista, o exército romano permanecia nos territórios para evitar as revoltas • Romanização – transmissão da cultura romana aos povos dominados – Meios usados: • Divisão do Império em províncias e municípios; • Aplicação das leis romanas a todo o território; • O latim torna-se a língua oficial; • Construção de uma rede de estradas (“todos os caminhos vão dar a Roma”) • Édito de Caracala (212 d.C.) – alarga a cidadania romana a todos os homens livres do Império
  • 6. Economia Romana (sécs. I e II) • O comércio no Império Romano era facilitado pela boa rede de estradas e pelo domínio do Mediterrâneo
  • 7. Sociedade nos Séculos I e II a. C. • Grandes desigualdades sociais • Hierarquia social baseada na riqueza 1. Ordem Senatorial – Grandes proprietários – Fortuna superior a 1 milhão de sestércios – Altos cargos políticos
  • 8. Sociedade nos Séculos I e II a. C. 2. Ordem Equestre (Cavaleiros) – Antigos plebeus que enriquecem e ascendem à categoria social superior – Fortuna superior a 400 mil sestércios – Servem no exército a cavalo e podem exercer cargos políticos
  • 9. Sociedade nos Séculos I e II a. C. 3. Plebe – Camponeses, artesãos, pequenos comerciantes – Devido à sua pobreza, dependem da ajuda dos mais ricos ou do Estado (recebem dinheiro ou alimentos)
  • 10. Sociedade nos Séculos I e II a. C. 4. Libertos – Antigos escravos que tinham sido libertos pelo dono ou comprado a sua alforria 5. Escravos – Grande número – Geralmente prisioneiros de guerra – Não tinham direitos – Exerciam as tarefas habituais, por ex. na agricultura e nas minas, e alguns eram pedagogos
  • 11. As Instituições Políticas do Império • 1º Regime Político – República – Instituições republicanas: • Comícios – assembleias de cidadãos que elegiam os magistrados e votavam as leis; • Magistrados – tinham o poder executivo; • Senado – órgão principal: aprova as leis, controla os magistrados e o exército, dirige a política externa, etc.
  • 12. As Instituições Políticas do Império • 2º Regime Político – Império (século I a. C.) – Em consequência das lutas políticas entre governadores e generais, atribui-se o “imperium” a uma só pessoa – 1º Imperador – Octávio César Augusto
  • 13. As Instituições Políticas do Império – Poderes do Imperador: • Supremo Sacerdote (Pontifex Maximus) • Chefe do exército (Imperator) • Magistrado Supremo (Consul) • Controla o poder legislativo – Institui-se o culto imperial – Mantêm-se as instituições republicanas sob o controlo do Imperador
  • 14. A Originalidade da Cultura Romana • O Direito – Conjunto de leis escritas aplicadas a todo o Império – Muitas das suas noções e normas são a base do Direito Contemporâneo • O Urbanismo – Preocupação com a organização do espaço das cidades (plantas com traçados geométricos) e com as infraestruturas – Resposta às necessidades das populações através da construção de aquedutos, esgotos, termas, arruamentos, etc. – Roma serve de modelo urbanístico para a construção das outras cidades do Império
  • 15. A Originalidade da Cultura Romana • Arquitetura – Aspeto original - Caráter prático e funcional das construções: • Constroem-se anfiteatros, teatros, circos, termas, pontes, aquedutos e templos para satisfazer às necessidades das populações – Monumentalidade dos edifícios
  • 16. A Originalidade da Cultura Romana • Arquitetura – Influências gregas: frontões, frisos, colunas e ordens arquitetónicas – Uso da cúpula Panteão (Roma)
  • 17. A Originalidade da Cultura Romana – Influências etruscas: arco de volta perfeita e abóbada de berço – Uso da pintura a fresco e do mosaico Coliseu de Roma
  • 18. A Religião Romana • Politeísmo • Dois tipos de culto: – Culto doméstico – dirigido pelo chefe de família, veneravam os deuses protetores da casa e da família (deuses Lares, Penates e Manes) – Culto público – dirigido pelos sacerdotes nos templos, adoravam os deuses protetores da cidade e do Império – Tolerantes em relação à religião dos povos conquistados – No caso da religião grega, os seus deuses vêm a tornar-se nas divindades romanas mais importantes • Século I – culto ao Imperador - reforço da unidade do Império