SlideShare uma empresa Scribd logo
Na literatura portuguesa, o classicismo corresponde ao
período entre 1527 e 1580. Teve início com a chegada do
poeta português Sá de Miranda da Itália.
Quando ele retornou do berço do renascimento, trouxe
consigo um novo modelo que ficou conhecido como “dolce
stil nuevo” (Doce estilo novo).
Sem dúvida, o soneto, criado pelo poeta italiano humanista
Francesco Petrarca, foi a principal contribuição trazida para
Portugal.
Além dessa forma fixa, formada por dois quartetos e dois
tercetos, merecem destaques: a ode, a elegia, e écloga e a
epopeia.
Outra característica muito importante e que faz parte da
produção literária classicista foi o uso dos versos
decassílabos.
Decerto que Luís de Camões (1524-1580) foi o maior
representante do classicismo e sua obra Os
Lusíadas (1572), a mais importante.
Escrita em versos decassílabos heroicos, esse grande
poema épico tem como tema as conquistas do povo
português na época das grandes navegações.
CONTEXTO HISTÓRICO
Esse momento esteve marcado por
grandes transformações e descobertas
históricas:
 As Grandes Navegações;
 A Reforma Protestante (que levou
a uma crise religiosa) encabeçada
por Martinho Lutero;
 A invenção da Imprensa pelo
alemão Gutenberg;
 O fim do sistema feudal (início do
capitalismo);
 O cientificismo de Copérnico e
Galileu.
 Foi nesse contexto que as pessoas
buscavam novas expressões
artísticas pautadas no equilíbrio
clássico.
As principais características são:
 Antiguidade clássica
 Antropocentrismo
 Humanismo
 Universalismo
 Racionalismo
 Cientificismo
 Paganismo
 Objetividade
 Equilíbrio
 Harmonia
 Rigor formal
 Mitologia greco-romana
 Ideal platônico e de beleza
Os Lusíadas
é um poema épico do gênero
narrativo, escrita em dez cantos, tem como
tema as navegações ultramarinas do século
XVI, as grandes conquistas do povo
português e a Viagem de Vasco da
Gama às Índias. A mitologia greco-
romana a o Cristianismo são temas
recorrentes na obra.
No início ele narra sobre a frota de Vasco
da Gama que vai em direção ao Cabo da
Boa Esperança.
A epopeia termina com o encontro dos
viajantes e as musas na Ilha dos Amores.
Os principais episódios da obra são:

 Inês de Castro (Canto III)
 Velho do Restelo (Conto IV)
 Gigante Adamastor (Canto V)
 Ilha dos Amores (Canto IX)
INFLUÊNCIAS
A imitação da Antiguidade clássica
greco-romana surge uma vez que os
pensadores do Classicismo
acreditavam que seriam os gregos e os
romanos a dominarem os ideais de
beleza. São modelos para o
Classicismo: Platão, Homero e
Virgílio.
A literatura classicista, também
chamada de renascentista, esteve
marcada pela perfeição estética bem
como pelo reencontro com a mitologia
pagã.
Principais autores e suas obras
Decerto que na literatura portuguesa o autor que
recebe destaque é Luís Vaz de Camões, com
sua obra “Os Lusíadas” (1542). Já na
Espanha, Miguel de Cervantes (1547-1616)
com sua obra mais notável “Dom Quixote”
(1605).
CLASSICISMO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
Abrahão Costa de Freitas
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Ana Paula Brisolar
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
Faell Vasconcelos
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Lucas Queiroz
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
Edna Brito
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
Cláudia Heloísa
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
Denise
 
Vanguarda europeia
Vanguarda europeiaVanguarda europeia
Vanguarda europeia
Ana Batista
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Ana Claudia André
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
Rita Tramonte
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Metrificação e escansão
Metrificação e escansãoMetrificação e escansão
Metrificação e escansão
Flavio Maia Custodio
 
Linha do tempo - Literatura
Linha do tempo - LiteraturaLinha do tempo - Literatura
Linha do tempo - Literatura
Marô de Paula
 
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Paula Meyer Piagentini
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
Edson Alves
 
Romance
RomanceRomance
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
O barroco
O barrocoO barroco
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
Aliffer Murillo Laguna
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Adrielle Itaparica
 

Mais procurados (20)

Aula intertextualidade
Aula intertextualidadeAula intertextualidade
Aula intertextualidade
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
O que é Literatura?
O que é Literatura?O que é Literatura?
O que é Literatura?
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Gêneros Textuais
Gêneros TextuaisGêneros Textuais
Gêneros Textuais
 
Trovadorismo I
Trovadorismo ITrovadorismo I
Trovadorismo I
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Vanguarda europeia
Vanguarda europeiaVanguarda europeia
Vanguarda europeia
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Pronomes
PronomesPronomes
Pronomes
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Metrificação e escansão
Metrificação e escansãoMetrificação e escansão
Metrificação e escansão
 
Linha do tempo - Literatura
Linha do tempo - LiteraturaLinha do tempo - Literatura
Linha do tempo - Literatura
 
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
Lista de exercícios de Literatura (Trovadorismo, Humanismo, Classicismo, Quih...
 
Gênero poesia
Gênero poesiaGênero poesia
Gênero poesia
 
Romance
RomanceRomance
Romance
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
O barroco
O barrocoO barroco
O barroco
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 

Semelhante a Mapa Resumo classicismo

Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Claudia Ribeiro
 
Amanda e Even1m9 - Classicismo
Amanda e Even1m9 - ClassicismoAmanda e Even1m9 - Classicismo
Amanda e Even1m9 - Classicismo
Ntevaiaescola
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Francisco
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Adeildo Júnior
 
Matheus 1M9
Matheus 1M9Matheus 1M9
Matheus 1M9
guest11065ac
 
Matheus 1M9
Matheus 1M9Matheus 1M9
Matheus 1M9
Ntevaiaescola
 
Camões e o classicismo português
Camões e o classicismo portuguêsCamões e o classicismo português
Camões e o classicismo português
José Vaz
 
O renascimento ou classicismo 1º ano
O renascimento ou classicismo  1º anoO renascimento ou classicismo  1º ano
O renascimento ou classicismo 1º ano
Colégio Santa Luzia
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Luís de camões
Luís de camõesLuís de camões
Luís de camões
Ana Helena
 
Classicismo
Classicismo Classicismo
Classicismo
PATRICIA VIANA
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Simone Giglio
 
Origens da literatura portuguesa
Origens da literatura portuguesaOrigens da literatura portuguesa
Origens da literatura portuguesa
diegopla
 
Escolas literárias .pdf
Escolas literárias   .pdfEscolas literárias   .pdf
Escolas literárias .pdf
CindiaAianaFariaLima1
 
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 
Os lusiadas
Os lusiadasOs lusiadas
Os lusiadas
Nataly Silva
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Marta Morais
 
Português - Renascimento ou Classicismo
Português - Renascimento ou ClassicismoPortuguês - Renascimento ou Classicismo
Português - Renascimento ou Classicismo
Luana D'Luna
 
O romantismo em_portugal
O romantismo em_portugalO romantismo em_portugal
O romantismo em_portugal
DaianniSilv
 

Semelhante a Mapa Resumo classicismo (20)

Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Amanda e Even1m9 - Classicismo
Amanda e Even1m9 - ClassicismoAmanda e Even1m9 - Classicismo
Amanda e Even1m9 - Classicismo
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Matheus 1M9
Matheus 1M9Matheus 1M9
Matheus 1M9
 
Matheus 1M9
Matheus 1M9Matheus 1M9
Matheus 1M9
 
Camões e o classicismo português
Camões e o classicismo portuguêsCamões e o classicismo português
Camões e o classicismo português
 
O renascimento ou classicismo 1º ano
O renascimento ou classicismo  1º anoO renascimento ou classicismo  1º ano
O renascimento ou classicismo 1º ano
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Luís de camões
Luís de camõesLuís de camões
Luís de camões
 
Classicismo
Classicismo Classicismo
Classicismo
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Origens da literatura portuguesa
Origens da literatura portuguesaOrigens da literatura portuguesa
Origens da literatura portuguesa
 
Escolas literárias .pdf
Escolas literárias   .pdfEscolas literárias   .pdf
Escolas literárias .pdf
 
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
Movimento Literário Classicismo em Portugal 1º ano D 2013
 
Os lusiadas
Os lusiadasOs lusiadas
Os lusiadas
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Português - Renascimento ou Classicismo
Português - Renascimento ou ClassicismoPortuguês - Renascimento ou Classicismo
Português - Renascimento ou Classicismo
 
O romantismo em_portugal
O romantismo em_portugalO romantismo em_portugal
O romantismo em_portugal
 

Mais de Julimac

Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
Julimac
 
Mapa mental humanismo
Mapa mental humanismoMapa mental humanismo
Mapa mental humanismo
Julimac
 
O Ateneu e o Bom Crioulo
O Ateneu e o Bom CriouloO Ateneu e o Bom Crioulo
O Ateneu e o Bom Crioulo
Julimac
 
Quincas borbas
Quincas borbas  Quincas borbas
Quincas borbas
Julimac
 
Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias
Julimac
 
Dom casmurro
Dom casmurro Dom casmurro
Dom casmurro
Julimac
 
Luzia homem
Luzia homemLuzia homem
Luzia homem
Julimac
 

Mais de Julimac (7)

Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias Vanguardas Europeias
Vanguardas Europeias
 
Mapa mental humanismo
Mapa mental humanismoMapa mental humanismo
Mapa mental humanismo
 
O Ateneu e o Bom Crioulo
O Ateneu e o Bom CriouloO Ateneu e o Bom Crioulo
O Ateneu e o Bom Crioulo
 
Quincas borbas
Quincas borbas  Quincas borbas
Quincas borbas
 
Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias Mapa mental Vanguardas Europeias
Mapa mental Vanguardas Europeias
 
Dom casmurro
Dom casmurro Dom casmurro
Dom casmurro
 
Luzia homem
Luzia homemLuzia homem
Luzia homem
 

Último

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
katbrochier1
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
JohnnyLima16
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
maria-oliveira
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
WilianeBarbosa2
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 

Último (20)

Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTALPlanejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
Planejamento BNCC - 4 ANO -TRIMESTRAL - ENSINO FUNDAMENTAL
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
12072423052012Critica_Literaria_-_Aula_07.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.pptESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
ESTRUTURA E FORMAÇÃO DE PALAVRAS- 9º ANO A - 2024.ppt
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....pptA Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
A Núbia e o Reino De Cuxe- 6º ano....ppt
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 

Mapa Resumo classicismo

  • 1. Na literatura portuguesa, o classicismo corresponde ao período entre 1527 e 1580. Teve início com a chegada do poeta português Sá de Miranda da Itália. Quando ele retornou do berço do renascimento, trouxe consigo um novo modelo que ficou conhecido como “dolce stil nuevo” (Doce estilo novo). Sem dúvida, o soneto, criado pelo poeta italiano humanista Francesco Petrarca, foi a principal contribuição trazida para Portugal. Além dessa forma fixa, formada por dois quartetos e dois tercetos, merecem destaques: a ode, a elegia, e écloga e a epopeia. Outra característica muito importante e que faz parte da produção literária classicista foi o uso dos versos decassílabos. Decerto que Luís de Camões (1524-1580) foi o maior representante do classicismo e sua obra Os Lusíadas (1572), a mais importante. Escrita em versos decassílabos heroicos, esse grande poema épico tem como tema as conquistas do povo português na época das grandes navegações. CONTEXTO HISTÓRICO Esse momento esteve marcado por grandes transformações e descobertas históricas:  As Grandes Navegações;  A Reforma Protestante (que levou a uma crise religiosa) encabeçada por Martinho Lutero;  A invenção da Imprensa pelo alemão Gutenberg;  O fim do sistema feudal (início do capitalismo);  O cientificismo de Copérnico e Galileu.  Foi nesse contexto que as pessoas buscavam novas expressões artísticas pautadas no equilíbrio clássico. As principais características são:  Antiguidade clássica  Antropocentrismo  Humanismo  Universalismo  Racionalismo  Cientificismo  Paganismo  Objetividade  Equilíbrio  Harmonia  Rigor formal  Mitologia greco-romana  Ideal platônico e de beleza Os Lusíadas é um poema épico do gênero narrativo, escrita em dez cantos, tem como tema as navegações ultramarinas do século XVI, as grandes conquistas do povo português e a Viagem de Vasco da Gama às Índias. A mitologia greco- romana a o Cristianismo são temas recorrentes na obra. No início ele narra sobre a frota de Vasco da Gama que vai em direção ao Cabo da Boa Esperança. A epopeia termina com o encontro dos viajantes e as musas na Ilha dos Amores. Os principais episódios da obra são:   Inês de Castro (Canto III)  Velho do Restelo (Conto IV)  Gigante Adamastor (Canto V)  Ilha dos Amores (Canto IX) INFLUÊNCIAS A imitação da Antiguidade clássica greco-romana surge uma vez que os pensadores do Classicismo acreditavam que seriam os gregos e os romanos a dominarem os ideais de beleza. São modelos para o Classicismo: Platão, Homero e Virgílio. A literatura classicista, também chamada de renascentista, esteve marcada pela perfeição estética bem como pelo reencontro com a mitologia pagã. Principais autores e suas obras Decerto que na literatura portuguesa o autor que recebe destaque é Luís Vaz de Camões, com sua obra “Os Lusíadas” (1542). Já na Espanha, Miguel de Cervantes (1547-1616) com sua obra mais notável “Dom Quixote” (1605). CLASSICISMO