SlideShare uma empresa Scribd logo
BARROCO NO BRASIL
Contexto Histórico










O Barroco no Brasil corresponde à consolidação de
uma aristocracia:
A presença cada vez mais acentuada de
comerciantes estrangeiros;
As transformações sociais, econômicas e culturais,
provocadas pelas invasões francesas e holandesas;
O apogeu e o declínio da cana-de-açúcar no
Nordeste;
A ação dos bandeirantes e a descoberta do ouro,
principalmente na região de Minas Gerais.
O Barroco no Brasil













Costuma-se dar como o marco inicial do Barroco no Brasil o ano de
1601 com a publicação do poema épica “Prosopopéia”, de Bento
Teixeira Pinto, e o seu final, com a publicação de “Obras”, de Cláudio
Manuel da Costa, em 1768.
A poesia barroca atravessou três fases no Brasil.
1ª fase: Influencia de Camões nos poetas brasileiros. Principal
representante: Bento Teixeira.
2ª fase: Começa a surgir uma poesia com características brasileiras,
mas ainda continua a influência camoniana e espanhola.
Destaca-se o grupo baiano representado por Gregório de Matos
Guerra, Eusébio de Matos, Domingos Barbosa, etc.
3ª fase: Caracteriza-se pelo exagero e pelo aparecimento das
academias literárias: Academia Brasílica dos Esquecidos, Academia
dos Nobres, Academia dos Seletos, etc.
Pertencem a essa fase Manuel Botelho de Oliveira, Frei Manuel de
Santa Maria Itaparica, etc.
VIDA E OBRA DE
GREGÓRIO DE MATTOS


O maior poeta barroco em Língua Portuguesa
foi o baiano Gregório de Mattos Guerra –
primeiro grande escritor brasileiro. Sua obra
oscila do sublime ao grotesco e seu estilo
combina gongorismo e conceptismo. Alguns de
seus poemas são imitações de Góngora,
outros são inspirados em Quevedo. Muitos são
originalíssimos, na descrição bem humorada
da terra brasileira, no deboche a política
baiana, no uso do vocabulário indígena. Há
dúvidas tanto sobre sua vida quanto sobre a
real autoria de muitos poemas a ele
atribuídos.
GREGÓRIO DE MATTOS
Dúvidas sobre sua vida


Há dúvidas, mas ao que parece Gregório de Mattos teria
nascido de família abastada em Salvador, provavelmente em
1636. Em 1651 foi para Portugal e ingressou no ano seguinte
na Universidade de Coimbra, formando-se em 1661, casa-se
com Micaela de Andrade e ocupa vários cargos na magistratura
Portuguesa. Fica viúvo em 1678 e retorna ao Brasil em 1681.
Em Salvador leva uma vida desregrada, improvisando poemas
acompanhando viola e satirizando os poderosos. Casa-se com
Maria dos Povos e é banido, talvez em 1694, para Angola. Um
ano depois volta para o Brasil, mas é impedido de regressar
para Salvador, vai para o Recife onde morre em 1696.
Preservação da obra


Gregório de Mattos jamais publicou um
poema em vida. Sua obra só começou a ser
publicada em 1831 e só foi integralmente,
ainda que com certo descuido, por James
Amado em 1968. Espalhados em diversos
códices, seus poemas sobreviveram graças a
memória coletiva de seus admiradores
baianos, que o registraram com inúmeras
incorreções e prováveis alterações.
Sua obra costuma ser
dividida em:


Poesia lírico-amorosa:

Ontem quando te vi, meu doce emprego,
Tão perdido fiquei por ti, meu bem,
Que parece, este amor nasce, de quem
Por amar-te já vive sem sossego.


Poesia religiosa:

Estou, Senhor, da vossa mão tocado,
E este toque em flagelo desmentido
Era à vossa justiça tão devido,
Quão merecido foi o meu pecado.


Poesia satírica:

Ilustre, e reverendo Frei Lourenço,
Quem vos disse que um burro tão
imenso,
Siso em agraz, miolos de pateta
Pode meter-se em réstia de poeta?
Vídeo explicativo sobre a vida
de Gregório de Matos Guerra


http://www.youtube.com/watch?v=pcMCc0

Pesquisem por “Gregório de Matos
Guerra” no Youtube
Filme







Gênero: drama
Ano: 2002
Duração: 70 minutos
Elenco: Waly Salomão
(Gregório de Mattos), Marília
Gabriela (Abadessa), Ruth
Escobar.
Sinopse: Em pleno século XVII
surge na Bahia o poeta
Gregório de Mattos, que com
sua obra e vida trágicas anuncia
o perfil tenso e dividido do povo
brasileiro. Com sua produção
literária o poeta cria situações
desconfortáveis aos poderosos
da época, que passam a
combatê-lo até transformar sua
vida em um verdadeiro inferno.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
colveromachado
 
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVADISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
Christiane Queiroz
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Lucas Queiroz
 
Escolas literarias aula 01
Escolas literarias aula 01Escolas literarias aula 01
Escolas literarias aula 01
murilotome
 
Barroco no Brasil
Barroco no BrasilBarroco no Brasil
Barroco no Brasil
Diego Barcelar
 
Barroco em Portugal
Barroco em PortugalBarroco em Portugal
Barroco em Portugal
Andréia Peixoto
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
Elza Silveira
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
vanysouza
 
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geraçãoRomantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Quezia Neves
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
Fernando Henning
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
Cláudia Heloísa
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Cláudia Heloísa
 
Arcadismo no Brasil
Arcadismo no BrasilArcadismo no Brasil
Arcadismo no Brasil
Bruna Wagner
 
Modernismo em Portugal
Modernismo em PortugalModernismo em Portugal
Modernismo em Portugal
Colégio Santa Luzia
 
Crase
CraseCrase
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
Luciene Gomes
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
guesta61019
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
jairanselmo
 
O Realismo no Brasil
O Realismo no BrasilO Realismo no Brasil
O Realismo no Brasil
Israel Ferreira
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Naldinho Amorim
 

Mais procurados (20)

Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
 
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVADISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Escolas literarias aula 01
Escolas literarias aula 01Escolas literarias aula 01
Escolas literarias aula 01
 
Barroco no Brasil
Barroco no BrasilBarroco no Brasil
Barroco no Brasil
 
Barroco em Portugal
Barroco em PortugalBarroco em Portugal
Barroco em Portugal
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
Romantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geraçãoRomantismo no Brasil - 1ª geração
Romantismo no Brasil - 1ª geração
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
 
Modernismo
Modernismo Modernismo
Modernismo
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Arcadismo no Brasil
Arcadismo no BrasilArcadismo no Brasil
Arcadismo no Brasil
 
Modernismo em Portugal
Modernismo em PortugalModernismo em Portugal
Modernismo em Portugal
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
1 coesão textual - referencial e sequencial
1   coesão textual - referencial e sequencial1   coesão textual - referencial e sequencial
1 coesão textual - referencial e sequencial
 
Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
 
Naturalismo
NaturalismoNaturalismo
Naturalismo
 
O Realismo no Brasil
O Realismo no BrasilO Realismo no Brasil
O Realismo no Brasil
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 

Semelhante a Barroco no Brasil - atividade hipermidiática - Plano de Aula

Aula 06 barroco no brasil
Aula 06   barroco no brasilAula 06   barroco no brasil
Aula 06 barroco no brasil
Jonatas Carlos
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
rafabebum
 
Aula 10 romantismo no brasil e em portugal
Aula 10   romantismo no brasil e em portugalAula 10   romantismo no brasil e em portugal
Aula 10 romantismo no brasil e em portugal
Jonatas Carlos
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
Miguel Silva Bastos
 
Barroco
BarrocoBarroco
Movimento Literário Barroco no Brasil
Movimento Literário Barroco no BrasilMovimento Literário Barroco no Brasil
Movimento Literário Barroco no Brasil
Murilo Donini
 
GregóRio De Matos Caroline
GregóRio De Matos CarolineGregóRio De Matos Caroline
GregóRio De Matos Caroline
martinsramon
 
Os bruzundangas
Os bruzundangasOs bruzundangas
Os bruzundangas
Ana Batista
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
teresakashino
 
Romantismo II
Romantismo IIRomantismo II
Romantismo II
CarlaRosario
 
Trabalho 1
Trabalho 1Trabalho 1
Trabalho 1
Dauro Moura
 
Resumão da escola literária BARROCO SLIDE
Resumão da escola literária BARROCO SLIDEResumão da escola literária BARROCO SLIDE
Resumão da escola literária BARROCO SLIDE
CamilaOliveira83116
 
Gregório de Matos Guerra
Gregório de Matos GuerraGregório de Matos Guerra
Gregório de Matos Guerra
aluna1f
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
Sinziana Socol
 
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
Danillo Rodrigues
 
Manuel Barbosa du Bocage
Manuel Barbosa du BocageManuel Barbosa du Bocage
Manuel Barbosa du Bocage
Daniele dos Santos Souza Onodera
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdfromantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
GANHADODINHEIRO
 
Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações. Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações.
Jéssica Moresi
 

Semelhante a Barroco no Brasil - atividade hipermidiática - Plano de Aula (20)

Aula 06 barroco no brasil
Aula 06   barroco no brasilAula 06   barroco no brasil
Aula 06 barroco no brasil
 
Poemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdfPoemas Escolhidos - análise.pdf
Poemas Escolhidos - análise.pdf
 
Aula 10 romantismo no brasil e em portugal
Aula 10   romantismo no brasil e em portugalAula 10   romantismo no brasil e em portugal
Aula 10 romantismo no brasil e em portugal
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Arcadismo no brasil
Arcadismo no brasilArcadismo no brasil
Arcadismo no brasil
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Movimento Literário Barroco no Brasil
Movimento Literário Barroco no BrasilMovimento Literário Barroco no Brasil
Movimento Literário Barroco no Brasil
 
GregóRio De Matos Caroline
GregóRio De Matos CarolineGregóRio De Matos Caroline
GregóRio De Matos Caroline
 
Os bruzundangas
Os bruzundangasOs bruzundangas
Os bruzundangas
 
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo- Os lusíadas  luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
Os lusíadas luís de camões- Poesia Lirica- marcos, mariana, paulo-
 
Romantismo II
Romantismo IIRomantismo II
Romantismo II
 
Trabalho 1
Trabalho 1Trabalho 1
Trabalho 1
 
Resumão da escola literária BARROCO SLIDE
Resumão da escola literária BARROCO SLIDEResumão da escola literária BARROCO SLIDE
Resumão da escola literária BARROCO SLIDE
 
Gregório de Matos Guerra
Gregório de Matos GuerraGregório de Matos Guerra
Gregório de Matos Guerra
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
GONÇALVES DIAS - ROMANTISMO (Vida, obra e características)
 
Manuel Barbosa du Bocage
Manuel Barbosa du BocageManuel Barbosa du Bocage
Manuel Barbosa du Bocage
 
Literatura
LiteraturaLiteratura
Literatura
 
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdfromantismo-140720124010-phpapp01.pdf
romantismo-140720124010-phpapp01.pdf
 
Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações. Romantismo e suas gerações.
Romantismo e suas gerações.
 

Último

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
orquestrasinfonicaam
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
Sandra Pratas
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptxAPA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
APA fonoaudiologia Pratica Trabalho Prontos.pptx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
FILMES DE ABRIL_BECRE D. CARLOS I_2023_24
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 

Barroco no Brasil - atividade hipermidiática - Plano de Aula

  • 2. Contexto Histórico      O Barroco no Brasil corresponde à consolidação de uma aristocracia: A presença cada vez mais acentuada de comerciantes estrangeiros; As transformações sociais, econômicas e culturais, provocadas pelas invasões francesas e holandesas; O apogeu e o declínio da cana-de-açúcar no Nordeste; A ação dos bandeirantes e a descoberta do ouro, principalmente na região de Minas Gerais.
  • 3. O Barroco no Brasil        Costuma-se dar como o marco inicial do Barroco no Brasil o ano de 1601 com a publicação do poema épica “Prosopopéia”, de Bento Teixeira Pinto, e o seu final, com a publicação de “Obras”, de Cláudio Manuel da Costa, em 1768. A poesia barroca atravessou três fases no Brasil. 1ª fase: Influencia de Camões nos poetas brasileiros. Principal representante: Bento Teixeira. 2ª fase: Começa a surgir uma poesia com características brasileiras, mas ainda continua a influência camoniana e espanhola. Destaca-se o grupo baiano representado por Gregório de Matos Guerra, Eusébio de Matos, Domingos Barbosa, etc. 3ª fase: Caracteriza-se pelo exagero e pelo aparecimento das academias literárias: Academia Brasílica dos Esquecidos, Academia dos Nobres, Academia dos Seletos, etc. Pertencem a essa fase Manuel Botelho de Oliveira, Frei Manuel de Santa Maria Itaparica, etc.
  • 4. VIDA E OBRA DE GREGÓRIO DE MATTOS  O maior poeta barroco em Língua Portuguesa foi o baiano Gregório de Mattos Guerra – primeiro grande escritor brasileiro. Sua obra oscila do sublime ao grotesco e seu estilo combina gongorismo e conceptismo. Alguns de seus poemas são imitações de Góngora, outros são inspirados em Quevedo. Muitos são originalíssimos, na descrição bem humorada da terra brasileira, no deboche a política baiana, no uso do vocabulário indígena. Há dúvidas tanto sobre sua vida quanto sobre a real autoria de muitos poemas a ele atribuídos.
  • 6. Dúvidas sobre sua vida  Há dúvidas, mas ao que parece Gregório de Mattos teria nascido de família abastada em Salvador, provavelmente em 1636. Em 1651 foi para Portugal e ingressou no ano seguinte na Universidade de Coimbra, formando-se em 1661, casa-se com Micaela de Andrade e ocupa vários cargos na magistratura Portuguesa. Fica viúvo em 1678 e retorna ao Brasil em 1681. Em Salvador leva uma vida desregrada, improvisando poemas acompanhando viola e satirizando os poderosos. Casa-se com Maria dos Povos e é banido, talvez em 1694, para Angola. Um ano depois volta para o Brasil, mas é impedido de regressar para Salvador, vai para o Recife onde morre em 1696.
  • 7. Preservação da obra  Gregório de Mattos jamais publicou um poema em vida. Sua obra só começou a ser publicada em 1831 e só foi integralmente, ainda que com certo descuido, por James Amado em 1968. Espalhados em diversos códices, seus poemas sobreviveram graças a memória coletiva de seus admiradores baianos, que o registraram com inúmeras incorreções e prováveis alterações.
  • 8. Sua obra costuma ser dividida em:  Poesia lírico-amorosa: Ontem quando te vi, meu doce emprego, Tão perdido fiquei por ti, meu bem, Que parece, este amor nasce, de quem Por amar-te já vive sem sossego.
  • 9.  Poesia religiosa: Estou, Senhor, da vossa mão tocado, E este toque em flagelo desmentido Era à vossa justiça tão devido, Quão merecido foi o meu pecado.
  • 10.  Poesia satírica: Ilustre, e reverendo Frei Lourenço, Quem vos disse que um burro tão imenso, Siso em agraz, miolos de pateta Pode meter-se em réstia de poeta?
  • 11. Vídeo explicativo sobre a vida de Gregório de Matos Guerra  http://www.youtube.com/watch?v=pcMCc0 Pesquisem por “Gregório de Matos Guerra” no Youtube
  • 12. Filme      Gênero: drama Ano: 2002 Duração: 70 minutos Elenco: Waly Salomão (Gregório de Mattos), Marília Gabriela (Abadessa), Ruth Escobar. Sinopse: Em pleno século XVII surge na Bahia o poeta Gregório de Mattos, que com sua obra e vida trágicas anuncia o perfil tenso e dividido do povo brasileiro. Com sua produção literária o poeta cria situações desconfortáveis aos poderosos da época, que passam a combatê-lo até transformar sua vida em um verdadeiro inferno.