SlideShare uma empresa Scribd logo
O barroco
 O barroco foi o movimento artístico mais
 importante do período colonial, aumentando o
 catolicismo e a fé;

 Nasceu da crise de valores renascentistas
 ocasionado pelas lutas religiosas e pela falência
 com o comercio com o oriente;

 Inicia-se no Brasil em 1601, com a publicação do
 poema épico Prosopopéia, de Bento Teixeira;
 Seu rebuscamento reflete o conflito entre o
  homem e Deus, o pecado e o perdão, o material
  e o espiritual;
 Se caracteriza pela busca do detalhe num
  exagerado rebuscamento formal;
 Podem ser notados dois estilos na literatura
  Barroca : O Cultismo caracterizado pela
  linguagem rebuscada, culta, extravagante; a
  valorização do detalhe mediante jogo de
  palavras . Conceptismo marcada pelo jogo de
  idéias, de conceitos, seguindo um raciocínio
  lógico, racionalista, usando uma retórica
  aprimorada .
Padre Antônio
    Vieira


Ninguém obteve
tantas críticas e
inimizades quanto
o "impiedoso"
Padre Antônio
Vieira, detentor de
um invejável
volume de obras
literárias, inquieta
ntes para os
padrões da
época.
 A obra do Padre Antônio Vieira pode ser dividida
 em três tipos de trabalhos: Profecias, cartas e
 Sermões;

 As Profecias constam de três obras: História do
 Futuro, Esperanças de Portugal e Clavis
 Prophetarum. Nelas se notam o sebastianismo e
 as esperanças de que Portugal se tornaria o
 “quinto império do Mundo”;
 Cartas: a produção literária do Padre Antônio
 Vieira chegou em cerca de 500 cartas, nelas
 contendo a relação entre Portugal e Holanda,
 sobre a Inquisição e os cristãos novos e a
 situação da colônia;

 Sermões: o melhor de sua obra são os 200
 sermões. Um dos seus principais trabalhos é o
 Sermão da Sexagésima, pregado na capela
 Real de Lisboa, em 1655;
 A obra também ficou conhecida como “ A palavra
 de Deus”;

 Este sermão polemico resume a arte de pregar.
 Período artístico que Envolveu todas as atividades
 culturais e foi a primeira escola artística que
 conseguiu formular expressões tipicamente
 brasileiras, símbolos do nascente sentimento
 nacionalista ;

 O Barroco, apesar de ter sido iniciado na Bahia teve
 em Minas o seu ponto alto como arte na
 escultura,arquitetura, pintura ou música ;

 O Barroco tornou-se a verdadeira expressão de
 liberdade, em uma fase de dominação e opressão ;
 Os aperfeiçoamentos na arte de construir foram
 sucessivos para estimular o surgimento dos
 artistas, especialmente na região das minas ;

 Os arquitetos e mestres passaram a construir igrejas
 com duas torres cilíndricas nos flancos dos
 frontispícios e a decoração interior sugeria a
 sinuosidade das pedras entalhadas ;

 Este novo estilo foi usado na Matriz de Nossa
 Senhora da Conceição, catas altas –MG, e na Igreja
 de Santa Efigênia, também em Ouro Preto;
O barroco
 No Rio de Janeiro, uma nova linguagem artística
 surgiu com características próprias: imagens de
 santos destacados da formas arquitetônicas e mais
 leveza nos maiores espaços lisos entre os ornatos;
 O Barroco desenvolveu-se dentro de um período
 que alternava momentos de depressão e
 pessimismo com instantes de euforia e
 nacionalismo;

 É uma época de crise, turbulência e incertezas que
 serviu de inspiração para uma arte dinâmica,
 violenta, perturbada, diferente da clareza, do
 racionalismo e da serenidade desejados pelos
 clássicos;
 É expressão de um homem repartido entre forças e
 princípios rivais: esta vida e a outra vida; o mundo
 daqui e o de além; o natural e o sobrenatural;

 Desse espírito dualista decorrem: na Literatura, a
 sobrecarga de antíteses, paradoxos e oxímoros;

 Na Pintura, o jogo de luz e sombra, de claros e
 escuros;
 Na Escultura e na Arquitetura, a excitação dos
 contrastes alto-relevo e baixo-relevo, formas
 côncavas e convexas;

 Na Música, os esquemas polifônicos geradores do
 contraponto e da fuga;

 O Barroco em Portugal deixou algumas
 contribuições importantes como o enriquecimento
 das possibilidades expressivas e impressivas da
 imagética (imagens, metáforas, símbolos, alegorias);
 O Barroco desenvolveu-se em um período especial,
  época em que Portugal passava por momentos de
  pessimismo, fato que tornou a literatura barroca
  diferente dos clássicos conhecidos na época;
 No Brasil o Barroco iniciou-se a partir do ciclo do
  ouro, e foi a primeira escola artística que conseguiu
  criar expressões tipicamente brasileiras, um fato
  muito importante para o começo de um sentimento
  nacionalista;
 Um dos nomes luso-brasileiro mais destacados foi o
 do padre Antonio Vieira com o seu Sermão da
 Sexagésima, no qual repreende os pregadores de
 sua época por usarem o interesse dos homens ao
 invés da vontade de Deus nas pregações.

 Trecho do Sermão da Sexagésima, no qual o padre
  critica seus contemporâneos:
 “Ter nome de pregador, ou ser pregador de
  nome, não importa nada; as ações, a vida, o
  exemplo, as obras, são as que convertem o mundo.”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
guesta61019
 
Realismo no brasil
Realismo no brasilRealismo no brasil
Realismo no brasil
Karoline Tavares
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
Ana Paula Brisolar
 
Parnasianismo'
Parnasianismo'Parnasianismo'
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
Ana Paula Brisolar
 
Parnasianismo brasileiro
Parnasianismo brasileiroParnasianismo brasileiro
Parnasianismo brasileiro
Andréia Peixoto
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
Cláudia Heloísa
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
Junior Onildo
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
Jaciara Mota
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
Luciene Gomes
 
O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
Ana Batista
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
Gracita Fraga
 
Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
Luciene Gomes
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
Fernando Henning
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
MissBlackBerryBush
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
Carolina Loçasso Pereira
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
fabrinnem
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
Cynthia Funchal
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Verônica Carvalho
 

Mais procurados (20)

Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..Arcadismo[1]..
Arcadismo[1]..
 
Realismo no brasil
Realismo no brasilRealismo no brasil
Realismo no brasil
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Parnasianismo'
Parnasianismo'Parnasianismo'
Parnasianismo'
 
Quinhentismo
QuinhentismoQuinhentismo
Quinhentismo
 
Parnasianismo brasileiro
Parnasianismo brasileiroParnasianismo brasileiro
Parnasianismo brasileiro
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Figuras de linguagem slide
Figuras de linguagem   slideFiguras de linguagem   slide
Figuras de linguagem slide
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo
 
O pré modernismo
O pré modernismoO pré modernismo
O pré modernismo
 
Literatura de cordel
Literatura de cordelLiteratura de cordel
Literatura de cordel
 
Realismo e naturalismo
Realismo e naturalismoRealismo e naturalismo
Realismo e naturalismo
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
 
O Realismo
O RealismoO Realismo
O Realismo
 
Gêneros literários
Gêneros literáriosGêneros literários
Gêneros literários
 
Slide introdução à literatura
Slide introdução à literaturaSlide introdução à literatura
Slide introdução à literatura
 
Realismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - LiteraturaRealismo e Naturalismo - Literatura
Realismo e Naturalismo - Literatura
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 

Destaque

Barroco Brasileiro
Barroco  BrasileiroBarroco  Brasileiro
Barroco Brasileiro
Thalles Yvson
 
O Barroco No Brasil
O Barroco No BrasilO Barroco No Brasil
O Barroco No Brasil
Alessandra Oliveira
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasil
CEF16
 
A cultura do salão arte rococó
A cultura do salão   arte rococóA cultura do salão   arte rococó
A cultura do salão arte rococó
cattonia
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
Carlos Vieira
 
Barroco ou barrocos
Barroco ou barrocosBarroco ou barrocos
Barroco ou barrocos
Ana Barreiros
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
Ana Barreiros
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
Carlos Pinheiro
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
Carlos Pinheiro
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
Ana Barreiros
 

Destaque (10)

Barroco Brasileiro
Barroco  BrasileiroBarroco  Brasileiro
Barroco Brasileiro
 
O Barroco No Brasil
O Barroco No BrasilO Barroco No Brasil
O Barroco No Brasil
 
O barroco no brasil
O barroco no brasilO barroco no brasil
O barroco no brasil
 
A cultura do salão arte rococó
A cultura do salão   arte rococóA cultura do salão   arte rococó
A cultura do salão arte rococó
 
Cultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacionalCultura do Salão – Rococo internacional
Cultura do Salão – Rococo internacional
 
Barroco ou barrocos
Barroco ou barrocosBarroco ou barrocos
Barroco ou barrocos
 
Cultura do salao
Cultura do salaoCultura do salao
Cultura do salao
 
A Arte Rococó
A Arte RococóA Arte Rococó
A Arte Rococó
 
Arte Barroca
Arte BarrocaArte Barroca
Arte Barroca
 
Rococó
RococóRococó
Rococó
 

Semelhante a O barroco

O BARROCO.pptx
O BARROCO.pptxO BARROCO.pptx
O BARROCO.pptx
aldyvip
 
obarroco-121120033949-phpapp01.pdf
obarroco-121120033949-phpapp01.pdfobarroco-121120033949-phpapp01.pdf
obarroco-121120033949-phpapp01.pdf
Abnerff
 
Características do barroco
Características do barrocoCaracterísticas do barroco
Características do barroco
Wesley Henrique
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
peterloco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
0009222
 
Aula 05 barroco em portugal e literatura informativa
Aula 05   barroco em portugal e literatura informativaAula 05   barroco em portugal e literatura informativa
Aula 05 barroco em portugal e literatura informativa
Jonatas Carlos
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptxBarroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
LucasPereira913631
 
Barroco
BarrocoBarroco
Movimento Literário Barroco do 1º ANO D
Movimento Literário Barroco do 1º ANO DMovimento Literário Barroco do 1º ANO D
Movimento Literário Barroco do 1º ANO D
Doutora em Linguística Aplicada pela PUC-SP
 
A Religiosidade e a Cultura do Barroco
A Religiosidade e a Cultura do BarrocoA Religiosidade e a Cultura do Barroco
A Religiosidade e a Cultura do Barroco
Esther Brito
 
Barroco 1 ano
Barroco 1 anoBarroco 1 ano
Barroco 1 ano
Marilene dos Santos
 
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
LuKaoGames
 
Barroco pdf
Barroco pdfBarroco pdf
Barroco pdf
André Lima
 
Barroco contexto e caract
Barroco   contexto e caractBarroco   contexto e caract
Barroco contexto e caract
Helena Coutinho
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
Lú Carvalho
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
Lú Carvalho
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
Zeneide Cordeiro
 

Semelhante a O barroco (20)

O BARROCO.pptx
O BARROCO.pptxO BARROCO.pptx
O BARROCO.pptx
 
obarroco-121120033949-phpapp01.pdf
obarroco-121120033949-phpapp01.pdfobarroco-121120033949-phpapp01.pdf
obarroco-121120033949-phpapp01.pdf
 
Características do barroco
Características do barrocoCaracterísticas do barroco
Características do barroco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco
Barroco Barroco
Barroco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Aula 05 barroco em portugal e literatura informativa
Aula 05   barroco em portugal e literatura informativaAula 05   barroco em portugal e literatura informativa
Aula 05 barroco em portugal e literatura informativa
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptxBarroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
Barroque and Arcadism in Brazilian literature..pptx
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Movimento Literário Barroco do 1º ANO D
Movimento Literário Barroco do 1º ANO DMovimento Literário Barroco do 1º ANO D
Movimento Literário Barroco do 1º ANO D
 
A Religiosidade e a Cultura do Barroco
A Religiosidade e a Cultura do BarrocoA Religiosidade e a Cultura do Barroco
A Religiosidade e a Cultura do Barroco
 
Barroco 1 ano
Barroco 1 anoBarroco 1 ano
Barroco 1 ano
 
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
APznzaZt11G68BI2Z7sAqlkhput_WDQVoMnKH9sn1uZRiTdYK-4sZpD_WMbMtOzwilcbd-olo82bf...
 
Barroco pdf
Barroco pdfBarroco pdf
Barroco pdf
 
Barroco contexto e caract
Barroco   contexto e caractBarroco   contexto e caract
Barroco contexto e caract
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Barroco
BarrocoBarroco
Barroco
 
Arte barroca
Arte barrocaArte barroca
Arte barroca
 

O barroco

  • 2.  O barroco foi o movimento artístico mais importante do período colonial, aumentando o catolicismo e a fé;  Nasceu da crise de valores renascentistas ocasionado pelas lutas religiosas e pela falência com o comercio com o oriente;  Inicia-se no Brasil em 1601, com a publicação do poema épico Prosopopéia, de Bento Teixeira;
  • 3.  Seu rebuscamento reflete o conflito entre o homem e Deus, o pecado e o perdão, o material e o espiritual;  Se caracteriza pela busca do detalhe num exagerado rebuscamento formal;  Podem ser notados dois estilos na literatura Barroca : O Cultismo caracterizado pela linguagem rebuscada, culta, extravagante; a valorização do detalhe mediante jogo de palavras . Conceptismo marcada pelo jogo de idéias, de conceitos, seguindo um raciocínio lógico, racionalista, usando uma retórica aprimorada .
  • 4. Padre Antônio Vieira Ninguém obteve tantas críticas e inimizades quanto o "impiedoso" Padre Antônio Vieira, detentor de um invejável volume de obras literárias, inquieta ntes para os padrões da época.
  • 5.  A obra do Padre Antônio Vieira pode ser dividida em três tipos de trabalhos: Profecias, cartas e Sermões;  As Profecias constam de três obras: História do Futuro, Esperanças de Portugal e Clavis Prophetarum. Nelas se notam o sebastianismo e as esperanças de que Portugal se tornaria o “quinto império do Mundo”;
  • 6.  Cartas: a produção literária do Padre Antônio Vieira chegou em cerca de 500 cartas, nelas contendo a relação entre Portugal e Holanda, sobre a Inquisição e os cristãos novos e a situação da colônia;  Sermões: o melhor de sua obra são os 200 sermões. Um dos seus principais trabalhos é o Sermão da Sexagésima, pregado na capela Real de Lisboa, em 1655;
  • 7.  A obra também ficou conhecida como “ A palavra de Deus”;  Este sermão polemico resume a arte de pregar.
  • 8.  Período artístico que Envolveu todas as atividades culturais e foi a primeira escola artística que conseguiu formular expressões tipicamente brasileiras, símbolos do nascente sentimento nacionalista ;  O Barroco, apesar de ter sido iniciado na Bahia teve em Minas o seu ponto alto como arte na escultura,arquitetura, pintura ou música ;  O Barroco tornou-se a verdadeira expressão de liberdade, em uma fase de dominação e opressão ;
  • 9.  Os aperfeiçoamentos na arte de construir foram sucessivos para estimular o surgimento dos artistas, especialmente na região das minas ;  Os arquitetos e mestres passaram a construir igrejas com duas torres cilíndricas nos flancos dos frontispícios e a decoração interior sugeria a sinuosidade das pedras entalhadas ;  Este novo estilo foi usado na Matriz de Nossa Senhora da Conceição, catas altas –MG, e na Igreja de Santa Efigênia, também em Ouro Preto;
  • 11.  No Rio de Janeiro, uma nova linguagem artística surgiu com características próprias: imagens de santos destacados da formas arquitetônicas e mais leveza nos maiores espaços lisos entre os ornatos;
  • 12.  O Barroco desenvolveu-se dentro de um período que alternava momentos de depressão e pessimismo com instantes de euforia e nacionalismo;  É uma época de crise, turbulência e incertezas que serviu de inspiração para uma arte dinâmica, violenta, perturbada, diferente da clareza, do racionalismo e da serenidade desejados pelos clássicos;
  • 13.  É expressão de um homem repartido entre forças e princípios rivais: esta vida e a outra vida; o mundo daqui e o de além; o natural e o sobrenatural;  Desse espírito dualista decorrem: na Literatura, a sobrecarga de antíteses, paradoxos e oxímoros;  Na Pintura, o jogo de luz e sombra, de claros e escuros;
  • 14.  Na Escultura e na Arquitetura, a excitação dos contrastes alto-relevo e baixo-relevo, formas côncavas e convexas;  Na Música, os esquemas polifônicos geradores do contraponto e da fuga;  O Barroco em Portugal deixou algumas contribuições importantes como o enriquecimento das possibilidades expressivas e impressivas da imagética (imagens, metáforas, símbolos, alegorias);
  • 15.  O Barroco desenvolveu-se em um período especial, época em que Portugal passava por momentos de pessimismo, fato que tornou a literatura barroca diferente dos clássicos conhecidos na época;  No Brasil o Barroco iniciou-se a partir do ciclo do ouro, e foi a primeira escola artística que conseguiu criar expressões tipicamente brasileiras, um fato muito importante para o começo de um sentimento nacionalista;
  • 16.  Um dos nomes luso-brasileiro mais destacados foi o do padre Antonio Vieira com o seu Sermão da Sexagésima, no qual repreende os pregadores de sua época por usarem o interesse dos homens ao invés da vontade de Deus nas pregações.  Trecho do Sermão da Sexagésima, no qual o padre critica seus contemporâneos:  “Ter nome de pregador, ou ser pregador de nome, não importa nada; as ações, a vida, o exemplo, as obras, são as que convertem o mundo.”