SlideShare uma empresa Scribd logo
LIPÍDIOS
Professora: Katia Queiroz
CARACTERÍSTICAS GERAIS

São representados pelas gorduras, óleos,
ceras, hormônios sexuais.

São insolúveis em água.

São solúveis em solventes orgânicos ( éter,
clorofórmio, benzina, álcool ).

São ésteres formados a partir da reação
entre ácido graxo e álcool.
CLASSIFICAÇÃO
GLICERÍDEOS
CERÍDEOS
ESTERÓIDES
LIPÍDIOS COMPLEXOS
GLICERÍDEOS
SÃO FORMADOS A PARTIR DA REAÇÃO DE
ESTERIFICAÇÃO ENTRE ÁCIDO GRAXO E O
ÁLCOOL GLICEROL ( GLICERINA )
EXEMPLO: ÓLEOS E GORDURAS
Triglicerídeo ou Triacilglicerol
Associação de 3 ácidos graxos com uma
molécula de glicerol
CERÍDEOS
FORMADOS PELA REAÇÃO ENTRE ÁCIDO GRAXO
COM ÁLCOOL DE PESO MOLECULAR MAIOR QUE O
GLICEROL, OU SEJA, ÁLCOOL DE CADEIA LONGA
EVITAM A PERDA EXCESSIVA DE ÁGUA EM
FOLHAS E FRUTOS
( FUNÇÃO IMPERMEABILIZANTE )
EXEMPLO: CERA DE CARNAÚBA, CERA DE ABELHA
LIPÍDIOS COMPLEXOS
APRESENTAM EM SUA ESTRUTURA
MOLECULAR, OS ELEMENTOS :
FÓSFORO
NITROGÊNIO
ENXOFRE
EXEMPLOS DE LIPÍDIOS COMPLEXOS
FOSFOLIPÍDIOS
PRESENTES NA CONSTITUIÇÃO DA MEMBRANA
PLASMÁTICA
ESFINGOLIPÍDIOS
PRESENTES NA CONSTITUIÇÃO DO ESTRATO
MIELÍNICO EM NEURÔNIOS
ESTERÓIDES
SÃO LIPÍDIOS DERIVADOS DO COLESTEROL
EXEMPLOS: HORMÔNIOS SEXUAIS,
CORTISOL, VITAMINA D
COLESTEROL
PRECURSOR DOS LIPÍDIOS ESTERÓIDES
LIPOPROTEÍNAS TRANSPORTADORAS DE
COLESTEROL:
LDL LIPOPROTEINA DE BAIXA DENSIDADE QUE
TRANSPORTA COLESTEROL PARA O SANGUE
HDL LIPOPROTEÍNA DE ALTA DENSIDADE QUE
TRANSPORTA COLESTEROL DO SANGUE PARA O
FÍGADO
FUNÇÕES DOS LIPÍDIOS

FONTE DE ENERGIA

ISOLANTE TÉRMICO

FUNÇÃO HORMONAL

PROTEÇÃO MECÂNICA

FUNÇÃO ESTRUTURAL

LUBRIFICANTE

FUNÇÃO IMPERMEABILIZANTE
ANABOLIZANTES
Os anabolizantes, ou esteróides androgênicos
anabólicos, são hormônios sintéticos que
estimulam o desenvolvimento de vários
tecidos do corpo a partir do crescimento da
célula e sua posterior divisão. Apesar de
serem utilizados no tratamento de algumas
doenças, os anabolizantes são utilizados em
grande quantidade por pessoas que desejam
aumentar o volume dos músculos e a força
física.
EFEITOS DOS ANABOLIZANTES

A capacidade do organismo de incorporar proteína extra
em grande quantidade no músculo;

O tamanho e a força muscular mais rápido do que sistema
normal entre treinamento e alimentação e suplementação;

No sangue, aumentam a contagem de células vermelhas,
volume e concentração de hemoglobina, sendo que todos
estes fatores aumentem a performance a nível esportivo;

Aumenta o metabolismo basal ( aumenta a queima de
calorias );

Facilitam a atenção e o raciocínio;

Diminuem a quebra e perda de proteína muscular causada
pelo treinamento;
A autoconfiança e a auto-estima, bem como a
tolerância á dor, Permitindo maior intensidade de
treinamento;
Atrofia dos testículos;
Amarelamento da pele e dos olhos;
Níveis de colesterol LDL ( ruim );
Arritmia cardíaca;
Aumento da pressão arterial;
Câimbras;
Câncer hepático;
Cansaço;
Calvície ( crescimento irreversível na mulher,
reversível no homem );
Crescimento irreversível de pêlos nas mulheres;
Esterilidade
Hálito forte;
Insônia;
Acne;
Náusea e vômitos freqüentes;
Manchas na pele;
Mulheres grávidas: dano irreversível ao feto;
Pele oleosa na mulher;
Sangramentos do nariz;
Morte.
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
EXERCÍCIOS
Lipoproteínas são proteínas transportadoras de lipídios na corrente
sangüínea. O esquema adiante representa a captação hepática e o
controle da produção dessas lipoproteínas que podem ser: de baixa
densidade (LDL), de muito baixa densidade (VLDL), de densidade
intermediária (IDL) e ainda a de alta densidade (HDL), que não está
representada no desenho. Marque a opção INCORRETA:
a) Altos níveis plasmáticos de LDL favorecem
a redução dos riscos de enfarto do miocárdio.
b) Em uma dieta rica em colesterol, o fígado
fica repleto de colesterol, o que reprime os
níveis de produção de receptores de LDL.
c) A deficiência do receptor, por origem
genética ou dietética, eleva os níveis
plasmáticos de LDL.
d) Em uma dieta normal, a VLDL é secretada
pelo fígado e convertida em IDL nos capilares
dos tecidos periféricos.
O colesterol tem sido considerado um vilão nos últimos tempos, uma
vez que as doenças cardiovasculares estão associadas a altos níveis
desse composto no sangue. No entanto, o colesterol desempenha
importantes papéis no organismo.
Analise os itens a seguir.
I. O colesterol é importante para a integridade da membrana celular
em células vegetais e animais.
II. O colesterol participa da síntese de testosterona.
III. O metabolismo do colesterol promove a síntese dos sais biliares
no pâncreas.
Da análise dos itens, é correto afirmar que:
a) somente I é verdadeiro.
b) somente II é verdadeiro.
c) somente III é verdadeiro.
d) somente I e II são verdadeiros.
e) I, II e III são verdadeiros.
Leia as informações a seguir.
A ingestão de gordura trans promove um aumento mais significativo na razão:
lipoproteína de baixa densidade/lipoproteína de alta densidade (LDL/HDL), do que
a ingestão de gordura saturada.
Aued-Pimentel, S. et al. "Revista do Instituto Adolfo Lutz", 62 (2):131-137, 2003.
[Adaptado].
Para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, um alimento só pode ser
considerado "zero trans" quando contiver quantidade menor ou igual a 0,2 g
desse nutriente, não sendo recomendado consumir mais que 2 g de gordura trans
por dia. O quadro abaixo representa um rótulo de um biscoito comercialmente
vendido que atende às especificações do porcentual de gorduras trans, exigidas
pela nova legislação brasileira.
As informações apresentadas permitem concluir que o
consumo diário excessivo do biscoito poderia provocar
alteração de:
a) triglicéride, reduzindo sua concentração plasmática.
b) triacilglicerol, diminuindo sua síntese no tecido adiposo.
c) LDL-colesterol, aumentando sua concentração plasmática.
d) HDL-colesterol, elevando sua concentração plasmática.
e) colesterol, reduzindo sua concentração plasmática.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
moroni damasio
 
Apresentação gorduras
Apresentação gordurasApresentação gorduras
Apresentação gorduras
Luan Queiroz
 
Lipideos. .aula.208709390
Lipideos. .aula.208709390Lipideos. .aula.208709390
Lipideos. .aula.208709390
ftprimo
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
marcossage
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
kally
 
Tipos de ácidos graxos
Tipos de ácidos graxosTipos de ácidos graxos
Tipos de ácidos graxos
Carlos Kramer
 
áCidos graxos
áCidos graxosáCidos graxos
áCidos graxos
Dagno Salvador
 
BIOQUIMICA CLINICA
BIOQUIMICA CLINICABIOQUIMICA CLINICA
BIOQUIMICA CLINICA
Brenda Oliveira
 
Beneficios da proteina animal
Beneficios da proteina animalBeneficios da proteina animal
Beneficios da proteina animal
Priscila de Oliveira
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
Raquel Freiry
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
alimentacao
 
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitosRegulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
Van Der Häägen Brazil
 
Nutricao esportiva-teoria-e-pratica
Nutricao esportiva-teoria-e-praticaNutricao esportiva-teoria-e-pratica
Nutricao esportiva-teoria-e-pratica
Paulo Câmara Araújo
 
Colestrol 090520060057-phpapp02
Colestrol 090520060057-phpapp02Colestrol 090520060057-phpapp02
Colestrol 090520060057-phpapp02
SilipeFergioXabinho
 
VITAMINAS
VITAMINASVITAMINAS
VITAMINAS
CristinaBrandao
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
ProfDeboraCursinho
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
ProfDeboraCursinho
 
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
Alice Amorim
 
DISLIPIDEMIA
DISLIPIDEMIADISLIPIDEMIA
DISLIPIDEMIA
Bruna Alencar
 
Aconselhamento alimentar na dislipidemia
Aconselhamento alimentar na dislipidemiaAconselhamento alimentar na dislipidemia
Aconselhamento alimentar na dislipidemia
Cláudia Sofia
 

Mais procurados (20)

Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
 
Apresentação gorduras
Apresentação gordurasApresentação gorduras
Apresentação gorduras
 
Lipideos. .aula.208709390
Lipideos. .aula.208709390Lipideos. .aula.208709390
Lipideos. .aula.208709390
 
Macronutrientes
MacronutrientesMacronutrientes
Macronutrientes
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
 
Tipos de ácidos graxos
Tipos de ácidos graxosTipos de ácidos graxos
Tipos de ácidos graxos
 
áCidos graxos
áCidos graxosáCidos graxos
áCidos graxos
 
BIOQUIMICA CLINICA
BIOQUIMICA CLINICABIOQUIMICA CLINICA
BIOQUIMICA CLINICA
 
Beneficios da proteina animal
Beneficios da proteina animalBeneficios da proteina animal
Beneficios da proteina animal
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
 
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitosRegulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
Regulação do metabolismo de lipídios nos adipócitos
 
Nutricao esportiva-teoria-e-pratica
Nutricao esportiva-teoria-e-praticaNutricao esportiva-teoria-e-pratica
Nutricao esportiva-teoria-e-pratica
 
Colestrol 090520060057-phpapp02
Colestrol 090520060057-phpapp02Colestrol 090520060057-phpapp02
Colestrol 090520060057-phpapp02
 
VITAMINAS
VITAMINASVITAMINAS
VITAMINAS
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Carboidratos
CarboidratosCarboidratos
Carboidratos
 
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
Lipídios, proteínas, vitaminas e ácidos nucleicos.
 
DISLIPIDEMIA
DISLIPIDEMIADISLIPIDEMIA
DISLIPIDEMIA
 
Aconselhamento alimentar na dislipidemia
Aconselhamento alimentar na dislipidemiaAconselhamento alimentar na dislipidemia
Aconselhamento alimentar na dislipidemia
 

Semelhante a Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02

Lipídios ( Power Point )
Lipídios ( Power Point )Lipídios ( Power Point )
Lipídios ( Power Point )
Bio
 
Colesterol 1 D
Colesterol 1 DColesterol 1 D
cholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdfcholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdf
MarciaRodrigues615662
 
cholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdfcholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdf
MarciaRodrigues615662
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
Estude Mais
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
isabelmcgodinho
 
modelo de Relatório
modelo de Relatóriomodelo de Relatório
modelo de Relatório
Renata Lima
 
Lípidios
LípidiosLípidios
Colesterol 2
Colesterol 2Colesterol 2
Colesterol 2
Heloísa Ximenes
 
Lipídeos1
Lipídeos1Lipídeos1
Lipídeos1
gabrieladiogenes
 
Interpretaçao de texto gordura trans
Interpretaçao de texto gordura transInterpretaçao de texto gordura trans
Interpretaçao de texto gordura trans
Atividades Diversas Cláudia
 
Lipídios prof. Sandro Baldez
Lipídios  prof. Sandro BaldezLipídios  prof. Sandro Baldez
Lipídios prof. Sandro Baldez
Sandro Baldez
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
Paula Fletcher
 
Controlando Colesterol
Controlando ColesterolControlando Colesterol
Controlando Colesterol
quituteira quitutes
 
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃOAULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
jhordana1
 
Lipideos metabolismo.pptx
Lipideos metabolismo.pptxLipideos metabolismo.pptx
Lipideos metabolismo.pptx
AnaOrtiz731600
 
Componentes orgânicos: Lipídios
Componentes orgânicos: LipídiosComponentes orgânicos: Lipídios
Componentes orgânicos: Lipídios
Werner Mendoza Blanco
 
Saber Mais Para Viver Mais!
Saber Mais Para Viver Mais!Saber Mais Para Viver Mais!
Saber Mais Para Viver Mais!
guest0185612f
 
Nh 2.3 - lipídeos
Nh   2.3 - lipídeosNh   2.3 - lipídeos
Nh 2.3 - lipídeos
Eric Liberato
 
COLESTEROL
 COLESTEROL COLESTEROL

Semelhante a Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02 (20)

Lipídios ( Power Point )
Lipídios ( Power Point )Lipídios ( Power Point )
Lipídios ( Power Point )
 
Colesterol 1 D
Colesterol 1 DColesterol 1 D
Colesterol 1 D
 
cholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdfcholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdf
 
cholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdfcholesterol_portuguese_final.pdf
cholesterol_portuguese_final.pdf
 
Lipídios
LipídiosLipídios
Lipídios
 
Colesterol
ColesterolColesterol
Colesterol
 
modelo de Relatório
modelo de Relatóriomodelo de Relatório
modelo de Relatório
 
Lípidios
LípidiosLípidios
Lípidios
 
Colesterol 2
Colesterol 2Colesterol 2
Colesterol 2
 
Lipídeos1
Lipídeos1Lipídeos1
Lipídeos1
 
Interpretaçao de texto gordura trans
Interpretaçao de texto gordura transInterpretaçao de texto gordura trans
Interpretaçao de texto gordura trans
 
Lipídios prof. Sandro Baldez
Lipídios  prof. Sandro BaldezLipídios  prof. Sandro Baldez
Lipídios prof. Sandro Baldez
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
 
Controlando Colesterol
Controlando ColesterolControlando Colesterol
Controlando Colesterol
 
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃOAULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
AULA LIPIDIOS E SUS FUNÇOES/ MATERIA DE NUTRIÇÃO
 
Lipideos metabolismo.pptx
Lipideos metabolismo.pptxLipideos metabolismo.pptx
Lipideos metabolismo.pptx
 
Componentes orgânicos: Lipídios
Componentes orgânicos: LipídiosComponentes orgânicos: Lipídios
Componentes orgânicos: Lipídios
 
Saber Mais Para Viver Mais!
Saber Mais Para Viver Mais!Saber Mais Para Viver Mais!
Saber Mais Para Viver Mais!
 
Nh 2.3 - lipídeos
Nh   2.3 - lipídeosNh   2.3 - lipídeos
Nh 2.3 - lipídeos
 
COLESTEROL
 COLESTEROL COLESTEROL
COLESTEROL
 

Mais de MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS

Acidosnucleicos
AcidosnucleicosAcidosnucleicos
Verminoses
VerminosesVerminoses
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Preparação para obb
Preparação para obbPreparação para obb
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 

Mais de MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS (20)

Acidosnucleicos
AcidosnucleicosAcidosnucleicos
Acidosnucleicos
 
Verminoses
VerminosesVerminoses
Verminoses
 
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
 
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
Tecidosanguineo 110316111550-phpapp02
 
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02
 
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
Protenas 121119130742-phpapp01 (2)
 
Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114Saisminerais 170307141114
Saisminerais 170307141114
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
 
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
Aularelaesecolgicas 120313120118-phpapp01
 
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02Aulacitologia 091108142823-phpapp02
Aulacitologia 091108142823-phpapp02
 
Preparação para obb
Preparação para obbPreparação para obb
Preparação para obb
 
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
Histologiaanimal 131019202849-phpapp01
 
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
Auladebioqumicacelular 120520175133-phpapp02
 
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
Metabolismoenergtico 100509214926-phpapp02
 
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
Mtodos contraceptivos-1199534859604562-3
 
Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01Genetica 110513181400-phpapp01
Genetica 110513181400-phpapp01
 
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
Desenvolvimentoembrionario 121103093615-phpapp02
 
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
Apresentaomtodohipottico dedutivo-131102095730-phpapp01
 
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
Reinoplantae powerpoint-090726184322-phpapp02 (2)
 
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
Aula4embriologia 150510143838-lva1-app6892
 

Lipdiosaulapowerpoint 100530095934-phpapp02

  • 2. CARACTERÍSTICAS GERAIS  São representados pelas gorduras, óleos, ceras, hormônios sexuais.  São insolúveis em água.  São solúveis em solventes orgânicos ( éter, clorofórmio, benzina, álcool ).  São ésteres formados a partir da reação entre ácido graxo e álcool.
  • 4. GLICERÍDEOS SÃO FORMADOS A PARTIR DA REAÇÃO DE ESTERIFICAÇÃO ENTRE ÁCIDO GRAXO E O ÁLCOOL GLICEROL ( GLICERINA ) EXEMPLO: ÓLEOS E GORDURAS
  • 5. Triglicerídeo ou Triacilglicerol Associação de 3 ácidos graxos com uma molécula de glicerol
  • 6. CERÍDEOS FORMADOS PELA REAÇÃO ENTRE ÁCIDO GRAXO COM ÁLCOOL DE PESO MOLECULAR MAIOR QUE O GLICEROL, OU SEJA, ÁLCOOL DE CADEIA LONGA EVITAM A PERDA EXCESSIVA DE ÁGUA EM FOLHAS E FRUTOS ( FUNÇÃO IMPERMEABILIZANTE ) EXEMPLO: CERA DE CARNAÚBA, CERA DE ABELHA
  • 7. LIPÍDIOS COMPLEXOS APRESENTAM EM SUA ESTRUTURA MOLECULAR, OS ELEMENTOS : FÓSFORO NITROGÊNIO ENXOFRE
  • 8. EXEMPLOS DE LIPÍDIOS COMPLEXOS FOSFOLIPÍDIOS PRESENTES NA CONSTITUIÇÃO DA MEMBRANA PLASMÁTICA ESFINGOLIPÍDIOS PRESENTES NA CONSTITUIÇÃO DO ESTRATO MIELÍNICO EM NEURÔNIOS
  • 9. ESTERÓIDES SÃO LIPÍDIOS DERIVADOS DO COLESTEROL EXEMPLOS: HORMÔNIOS SEXUAIS, CORTISOL, VITAMINA D
  • 10. COLESTEROL PRECURSOR DOS LIPÍDIOS ESTERÓIDES LIPOPROTEÍNAS TRANSPORTADORAS DE COLESTEROL: LDL LIPOPROTEINA DE BAIXA DENSIDADE QUE TRANSPORTA COLESTEROL PARA O SANGUE HDL LIPOPROTEÍNA DE ALTA DENSIDADE QUE TRANSPORTA COLESTEROL DO SANGUE PARA O FÍGADO
  • 11. FUNÇÕES DOS LIPÍDIOS  FONTE DE ENERGIA  ISOLANTE TÉRMICO  FUNÇÃO HORMONAL  PROTEÇÃO MECÂNICA  FUNÇÃO ESTRUTURAL  LUBRIFICANTE  FUNÇÃO IMPERMEABILIZANTE
  • 12. ANABOLIZANTES Os anabolizantes, ou esteróides androgênicos anabólicos, são hormônios sintéticos que estimulam o desenvolvimento de vários tecidos do corpo a partir do crescimento da célula e sua posterior divisão. Apesar de serem utilizados no tratamento de algumas doenças, os anabolizantes são utilizados em grande quantidade por pessoas que desejam aumentar o volume dos músculos e a força física.
  • 13. EFEITOS DOS ANABOLIZANTES  A capacidade do organismo de incorporar proteína extra em grande quantidade no músculo;  O tamanho e a força muscular mais rápido do que sistema normal entre treinamento e alimentação e suplementação;  No sangue, aumentam a contagem de células vermelhas, volume e concentração de hemoglobina, sendo que todos estes fatores aumentem a performance a nível esportivo;  Aumenta o metabolismo basal ( aumenta a queima de calorias );  Facilitam a atenção e o raciocínio;  Diminuem a quebra e perda de proteína muscular causada pelo treinamento;
  • 14. A autoconfiança e a auto-estima, bem como a tolerância á dor, Permitindo maior intensidade de treinamento; Atrofia dos testículos; Amarelamento da pele e dos olhos; Níveis de colesterol LDL ( ruim ); Arritmia cardíaca; Aumento da pressão arterial; Câimbras; Câncer hepático; Cansaço; Calvície ( crescimento irreversível na mulher, reversível no homem ); Crescimento irreversível de pêlos nas mulheres;
  • 15. Esterilidade Hálito forte; Insônia; Acne; Náusea e vômitos freqüentes; Manchas na pele; Mulheres grávidas: dano irreversível ao feto; Pele oleosa na mulher; Sangramentos do nariz; Morte.
  • 22. EXERCÍCIOS Lipoproteínas são proteínas transportadoras de lipídios na corrente sangüínea. O esquema adiante representa a captação hepática e o controle da produção dessas lipoproteínas que podem ser: de baixa densidade (LDL), de muito baixa densidade (VLDL), de densidade intermediária (IDL) e ainda a de alta densidade (HDL), que não está representada no desenho. Marque a opção INCORRETA:
  • 23. a) Altos níveis plasmáticos de LDL favorecem a redução dos riscos de enfarto do miocárdio. b) Em uma dieta rica em colesterol, o fígado fica repleto de colesterol, o que reprime os níveis de produção de receptores de LDL. c) A deficiência do receptor, por origem genética ou dietética, eleva os níveis plasmáticos de LDL. d) Em uma dieta normal, a VLDL é secretada pelo fígado e convertida em IDL nos capilares dos tecidos periféricos.
  • 24. O colesterol tem sido considerado um vilão nos últimos tempos, uma vez que as doenças cardiovasculares estão associadas a altos níveis desse composto no sangue. No entanto, o colesterol desempenha importantes papéis no organismo. Analise os itens a seguir. I. O colesterol é importante para a integridade da membrana celular em células vegetais e animais. II. O colesterol participa da síntese de testosterona. III. O metabolismo do colesterol promove a síntese dos sais biliares no pâncreas. Da análise dos itens, é correto afirmar que: a) somente I é verdadeiro. b) somente II é verdadeiro. c) somente III é verdadeiro. d) somente I e II são verdadeiros. e) I, II e III são verdadeiros.
  • 25. Leia as informações a seguir. A ingestão de gordura trans promove um aumento mais significativo na razão: lipoproteína de baixa densidade/lipoproteína de alta densidade (LDL/HDL), do que a ingestão de gordura saturada. Aued-Pimentel, S. et al. "Revista do Instituto Adolfo Lutz", 62 (2):131-137, 2003. [Adaptado]. Para a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, um alimento só pode ser considerado "zero trans" quando contiver quantidade menor ou igual a 0,2 g desse nutriente, não sendo recomendado consumir mais que 2 g de gordura trans por dia. O quadro abaixo representa um rótulo de um biscoito comercialmente vendido que atende às especificações do porcentual de gorduras trans, exigidas pela nova legislação brasileira.
  • 26. As informações apresentadas permitem concluir que o consumo diário excessivo do biscoito poderia provocar alteração de: a) triglicéride, reduzindo sua concentração plasmática. b) triacilglicerol, diminuindo sua síntese no tecido adiposo. c) LDL-colesterol, aumentando sua concentração plasmática. d) HDL-colesterol, elevando sua concentração plasmática. e) colesterol, reduzindo sua concentração plasmática.