SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 3
Baixar para ler offline
JUROS COMPOSTOS
Da capitalização simples, sabemos que o rendimento se dá de forma linear ou proporcional. A base de
cálculo é sempre o capital inicial. No regime composto de capitalização, dizemos que o rendimento se
dá de forma exponencial. Os juros do período, são calculados com base num capital, formando um
montante, que será a nova base de cálculo para o período seguinte.
EXEMPLO:
Na aplicação de R$ 1.000,00 durante 5 meses, à taxa de 2% a.m., temos, contada uma capitalização
mensal, 5 períodos de capitalização, ou seja, a aplicação inicial vai render 5 vezes.
Observando o crescimento do capital a cada período de capitalização, temos:
1º período:
100% R$ 1.000
102% M ⇒ M = R$ 1.020,00 (esta é a nova base de cálculo para o período seguinte)
CAPITAL MONTANTE
2º período: R$ 1.020,00 ⋅ 1,02 = R$ 1.040,40
3º período: R$ 1.040,40 ⋅ 1,02 = R$ 1.061,21
4º período: R$ 1.061,21 ⋅ 1,02 = R$ 1.082,43
5º período: R$ 1.082,43 ⋅ 1,02 = R$ 1.104,08
Portanto, o montante ao final dos 5 meses será R$ 1.104,08.
No cálculo, tivemos
R$ 1.000 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02
= R$ 1.000 ⋅ (1,02)5
= R$ 1.000 ⋅ 1,10408
= R$ 1.104,08
Observamos o fator (1,02)5
. Essa potência pode ser calculada com calculadoras científicas ou com
auxílio das tabelas financeiras.
Generalizando, o cálculo do montante a juros compostos será dado pela expressão abaixo, na qual M é
o montante, C o capital, i é a taxa de juros e n é a quantidade de capitalizações.
M = C ⋅ (1 + i)n
Comparando o cálculo composto (exponencial) com o cálculo simples (linear), vemos no cálculo
simples:
CAPITAL JUROS MONTANTE
R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.020,00
R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.040,00
R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.060,00
R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.080,00
R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.100,00
Portanto, o montante simples, ao final dos 5 meses será R$ 1.100,00.
Pelas duas tabelas anteriores observamos que ao final do primeiro período de capitalização, os juros
compostos e os juros simples, apresentam valores iguais. A partir daí, o rendimento composto passa a
superar o simples.
MATEMÁTICA FINANCEIRA
EXEMPLOS RESOLVIDOS
1) Calcular o montante, ao final de um ano de aplicação, do capital R$ 600,00, à taxa composta de 4%
ao mês.
Resolução:
A capitalização é mensal, portanto, no tempo de aplicação considerado teremos 12 capitalizações.
C = R$ 600
i = 4% = 0,04
n = 12
M = C ⋅ (1 + i)n
⇒ M = 600 ⋅ (1 + 0,04)12
⇒ M = 600 ⋅ (1,04)12
⇒ M = 600 ⋅ 1,60103
M = R$ 960,62
2) O capital R$ 500,00 foi aplicado durante 8 meses à taxa de 5% ao mês. Qual o valor dos juros
compostos produzidos?
Resolução:
C = R$ 500
i = 5% = 0,05
n = 8 (as capitalizações são mensais)
M = C ⋅ (1 + i)n
⇒ M = 500 ⋅ (1,05)8
⇒ M = R$ 738,73
O valor dos juros será:
J = 738,73 – 500
J = R$ 238,73
3) Qual a aplicação inicial que, empregada por 1 ano e seis meses, à taxa de juros compostos de 3% ao
trimestre, se torna igual a R$ 477,62?
Resolução:
M = R$ 477,62
i = 3% = 0,03
n = 6 (as capitalizações são trimestrais)
M = C ⋅ (1 + i)n
477,62 = C ⋅ (1,03)6
C =
19405,1
62,477
C = R$ 400,00
Exercícios
1) Calcular o montante gerado a partir de R$ 1.500,00, quando aplicado à taxa de 5% ao mês com
capitalização mensal, durante 1 ano.
2) Aplicando R$ 800,00 à taxa de juros de 1% ao mês, durante um ano e meio, qual o valor do
montante?
3) Um capital de R$ 300,00 foi aplicado em regime de juros compostos com uma taxa de 10% ao
mês. Calcule o Montante desta aplicação após dois meses.
MATEMÁTICA FINANCEIRA
4) Um dono de empresa consegue um empréstimo de R$ 30.000,00 que deverá ser pago, no fim de
um ano, acrescidos de juros compostos de 3% ao mês. Quanto o dono da empresa deverá pagar ao
final do prazo estabelecido.
5) Calcule o capital que aplicado à taxa composta de 4% a.m. dará origem a um montante de R$
4.650,00 no fim de 08 meses.
6) Calcule o valor do capital que, aplicado a uma taxa de 2% ao mês, rendeu em 10 meses a quantia de
R$ 15.237,43?
7) Fernando empresta o capital inicial de R$ 4000,00 (quatro mil reais) para Pedro cobrando juros
compostos de 4% ao mês. Pedro prometeu pagar tudo após 5 meses. Qual será o valor que ele terá que
pagar?
MATEMÁTICA FINANCEIRA

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lista juros simples
Lista juros simplesLista juros simples
Lista juros simplesLúcio Costa
 
Matematica exercicios capitalizacao simples
Matematica exercicios capitalizacao simplesMatematica exercicios capitalizacao simples
Matematica exercicios capitalizacao simplesgabaritocontabil
 
Matemática financeira 2
Matemática financeira 2Matemática financeira 2
Matemática financeira 2rosania39
 
Matematica Juros Simples
Matematica Juros SimplesMatematica Juros Simples
Matematica Juros SimplesRASC EAD
 
Matemática financeira parte 3
Matemática financeira parte 3Matemática financeira parte 3
Matemática financeira parte 3rosania39
 
Gesfin 02 - Juros Compostos
Gesfin 02 - Juros CompostosGesfin 02 - Juros Compostos
Gesfin 02 - Juros CompostosFabio Lima
 
Apresentação juros compostos
Apresentação juros compostosApresentação juros compostos
Apresentação juros compostosDanielle Karla
 
Lista de Exercícios – Juros Simples
Lista de Exercícios – Juros Simples Lista de Exercícios – Juros Simples
Lista de Exercícios – Juros Simples Everton Moraes
 
2. juros simples e compostos
2. juros simples e compostos2. juros simples e compostos
2. juros simples e compostosHeron Soares
 
Aulas de matematica financeira (juros compostos)
Aulas de matematica financeira (juros compostos)Aulas de matematica financeira (juros compostos)
Aulas de matematica financeira (juros compostos)Adriano Bruni
 
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIResolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIEstratégia Concursos
 
2 exerc. matem.financ
2 exerc. matem.financ2 exerc. matem.financ
2 exerc. matem.financAna Maria
 
Exercícios Matemática Financeira
Exercícios Matemática FinanceiraExercícios Matemática Financeira
Exercícios Matemática Financeiraarpetry
 
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2gabaritocontabil
 

Mais procurados (20)

Lista juros simples
Lista juros simplesLista juros simples
Lista juros simples
 
Juros simples
Juros simplesJuros simples
Juros simples
 
Matematica exercicios capitalizacao simples
Matematica exercicios capitalizacao simplesMatematica exercicios capitalizacao simples
Matematica exercicios capitalizacao simples
 
Matemática financeira 2
Matemática financeira 2Matemática financeira 2
Matemática financeira 2
 
Matematica Juros Simples
Matematica Juros SimplesMatematica Juros Simples
Matematica Juros Simples
 
5 - 2014 juros compostos
5  - 2014 juros compostos5  - 2014 juros compostos
5 - 2014 juros compostos
 
Matemática financeira parte 3
Matemática financeira parte 3Matemática financeira parte 3
Matemática financeira parte 3
 
Gesfin 02 - Juros Compostos
Gesfin 02 - Juros CompostosGesfin 02 - Juros Compostos
Gesfin 02 - Juros Compostos
 
Apresentação juros compostos
Apresentação juros compostosApresentação juros compostos
Apresentação juros compostos
 
Lista de Exercícios – Juros Simples
Lista de Exercícios – Juros Simples Lista de Exercícios – Juros Simples
Lista de Exercícios – Juros Simples
 
2. juros simples e compostos
2. juros simples e compostos2. juros simples e compostos
2. juros simples e compostos
 
Aulas de matematica financeira (juros compostos)
Aulas de matematica financeira (juros compostos)Aulas de matematica financeira (juros compostos)
Aulas de matematica financeira (juros compostos)
 
6 - 2014 descontos juros compostos
6  - 2014 descontos juros compostos6  - 2014 descontos juros compostos
6 - 2014 descontos juros compostos
 
Exercicios jc aula 1
Exercicios jc aula 1Exercicios jc aula 1
Exercicios jc aula 1
 
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIResolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
 
7 - 2014 taxas de juros
7  - 2014 taxas de juros7  - 2014 taxas de juros
7 - 2014 taxas de juros
 
2 exerc. matem.financ
2 exerc. matem.financ2 exerc. matem.financ
2 exerc. matem.financ
 
Exercícios Matemática Financeira
Exercícios Matemática FinanceiraExercícios Matemática Financeira
Exercícios Matemática Financeira
 
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2
Matematica exercicios lista amortiza_o_i_gabarito2
 
Juros compostos
Juros compostosJuros compostos
Juros compostos
 

Semelhante a Juroscompostos

Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMarcus Santos
 
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2Marcos Aleksander Brandão
 
juros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.ppttttttttttttttttttttttjuros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.ppttttttttttttttttttttttPedroSouza907373
 
Apostila mat financ_aplicada
Apostila mat financ_aplicadaApostila mat financ_aplicada
Apostila mat financ_aplicadaLeandro Goiano
 
Porcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosPorcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosEgonDaniel
 
Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeiravaragrande
 
Apostila Matemática Financeira
Apostila Matemática FinanceiraApostila Matemática Financeira
Apostila Matemática Financeiraprofzoom
 
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2profzoom
 
Introdução mat financeira
Introdução mat financeiraIntrodução mat financeira
Introdução mat financeiraCaio Henrique
 
Apostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeiraApostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeiraAdriana Alves
 

Semelhante a Juroscompostos (20)

Juros compostos
Juros compostosJuros compostos
Juros compostos
 
Juroscompostos
JuroscompostosJuroscompostos
Juroscompostos
 
Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira Básica
 
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2
Caderno de exercícios matematica para gestores unidade 2
 
juros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.ppttttttttttttttttttttttjuros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.pptttttttttttttttttttttt
 
Apostila mat financ_aplicada
Apostila mat financ_aplicadaApostila mat financ_aplicada
Apostila mat financ_aplicada
 
Porcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosPorcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostos
 
Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeira
 
Apostila Matemática Financeira
Apostila Matemática FinanceiraApostila Matemática Financeira
Apostila Matemática Financeira
 
Mat fin
Mat finMat fin
Mat fin
 
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2
 
Introdução mat financeira
Introdução mat financeiraIntrodução mat financeira
Introdução mat financeira
 
Matematica financeira
Matematica financeiraMatematica financeira
Matematica financeira
 
Gestão financeira
Gestão financeiraGestão financeira
Gestão financeira
 
Bizcool matemática financeira
Bizcool   matemática financeiraBizcool   matemática financeira
Bizcool matemática financeira
 
Apostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeiraApostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeira
 
Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeira
 
Juros Simples
Juros SimplesJuros Simples
Juros Simples
 
Juros
JurosJuros
Juros
 
Mat juros simples
Mat juros simplesMat juros simples
Mat juros simples
 

Mais de JADSON SANTOS

Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zener
Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zenerCapitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zener
Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zenerJADSON SANTOS
 
Indutores e transformadores
Indutores e transformadoresIndutores e transformadores
Indutores e transformadoresJADSON SANTOS
 
Doc matematica _744794884
Doc matematica _744794884Doc matematica _744794884
Doc matematica _744794884JADSON SANTOS
 
Capítulo4 interpolação
Capítulo4 interpolaçãoCapítulo4 interpolação
Capítulo4 interpolaçãoJADSON SANTOS
 
Mn aula06-interpolacao
Mn aula06-interpolacaoMn aula06-interpolacao
Mn aula06-interpolacaoJADSON SANTOS
 
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e53886343b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634JADSON SANTOS
 
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...JADSON SANTOS
 

Mais de JADSON SANTOS (16)

Aula4 reguladores
Aula4 reguladoresAula4 reguladores
Aula4 reguladores
 
Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zener
Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zenerCapitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zener
Capitulo 3 -_circuitos_con_diodos_diodos_zener
 
Lista05
Lista05Lista05
Lista05
 
Capítulo 5
Capítulo 5Capítulo 5
Capítulo 5
 
Elepot2006 proj (1)
Elepot2006 proj (1)Elepot2006 proj (1)
Elepot2006 proj (1)
 
Indutores e transformadores
Indutores e transformadoresIndutores e transformadores
Indutores e transformadores
 
16 resolvidas
16 resolvidas16 resolvidas
16 resolvidas
 
Doc matematica _744794884
Doc matematica _744794884Doc matematica _744794884
Doc matematica _744794884
 
Resolvidas
ResolvidasResolvidas
Resolvidas
 
Segundaultduaslinha
SegundaultduaslinhaSegundaultduaslinha
Segundaultduaslinha
 
Capítulo4 interpolação
Capítulo4 interpolaçãoCapítulo4 interpolação
Capítulo4 interpolação
 
Mn aula06-interpolacao
Mn aula06-interpolacaoMn aula06-interpolacao
Mn aula06-interpolacao
 
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e53886343b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634
3b5d17 748a8b99e224a1bf91f42123e5388634
 
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...
Aplicac3a7c3a3o da-abordagem-gqm-para-a-definic3a7c3a3o-de-um-processo-de-eng...
 
Embarcado
EmbarcadoEmbarcado
Embarcado
 
Inter pol
Inter polInter pol
Inter pol
 

Último

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º BimestreProfaCintiaDosSantos
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 

Último (20)

Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Primeira Série do E.M.
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º BimestreLer e compreender 7º ano -  Aula 7 - 1º Bimestre
Ler e compreender 7º ano - Aula 7 - 1º Bimestre
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025Os Ratos  -  Dyonelio Machado  FUVEST 2025
Os Ratos - Dyonelio Machado FUVEST 2025
 

Juroscompostos

  • 1. JUROS COMPOSTOS Da capitalização simples, sabemos que o rendimento se dá de forma linear ou proporcional. A base de cálculo é sempre o capital inicial. No regime composto de capitalização, dizemos que o rendimento se dá de forma exponencial. Os juros do período, são calculados com base num capital, formando um montante, que será a nova base de cálculo para o período seguinte. EXEMPLO: Na aplicação de R$ 1.000,00 durante 5 meses, à taxa de 2% a.m., temos, contada uma capitalização mensal, 5 períodos de capitalização, ou seja, a aplicação inicial vai render 5 vezes. Observando o crescimento do capital a cada período de capitalização, temos: 1º período: 100% R$ 1.000 102% M ⇒ M = R$ 1.020,00 (esta é a nova base de cálculo para o período seguinte) CAPITAL MONTANTE 2º período: R$ 1.020,00 ⋅ 1,02 = R$ 1.040,40 3º período: R$ 1.040,40 ⋅ 1,02 = R$ 1.061,21 4º período: R$ 1.061,21 ⋅ 1,02 = R$ 1.082,43 5º período: R$ 1.082,43 ⋅ 1,02 = R$ 1.104,08 Portanto, o montante ao final dos 5 meses será R$ 1.104,08. No cálculo, tivemos R$ 1.000 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 ⋅ 1,02 = R$ 1.000 ⋅ (1,02)5 = R$ 1.000 ⋅ 1,10408 = R$ 1.104,08 Observamos o fator (1,02)5 . Essa potência pode ser calculada com calculadoras científicas ou com auxílio das tabelas financeiras. Generalizando, o cálculo do montante a juros compostos será dado pela expressão abaixo, na qual M é o montante, C o capital, i é a taxa de juros e n é a quantidade de capitalizações. M = C ⋅ (1 + i)n Comparando o cálculo composto (exponencial) com o cálculo simples (linear), vemos no cálculo simples: CAPITAL JUROS MONTANTE R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.020,00 R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.040,00 R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.060,00 R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.080,00 R$ 1.000,00 ⋅ 0,02 = R$ 20,00 ⇒ M = R$ 1.100,00 Portanto, o montante simples, ao final dos 5 meses será R$ 1.100,00. Pelas duas tabelas anteriores observamos que ao final do primeiro período de capitalização, os juros compostos e os juros simples, apresentam valores iguais. A partir daí, o rendimento composto passa a superar o simples. MATEMÁTICA FINANCEIRA
  • 2. EXEMPLOS RESOLVIDOS 1) Calcular o montante, ao final de um ano de aplicação, do capital R$ 600,00, à taxa composta de 4% ao mês. Resolução: A capitalização é mensal, portanto, no tempo de aplicação considerado teremos 12 capitalizações. C = R$ 600 i = 4% = 0,04 n = 12 M = C ⋅ (1 + i)n ⇒ M = 600 ⋅ (1 + 0,04)12 ⇒ M = 600 ⋅ (1,04)12 ⇒ M = 600 ⋅ 1,60103 M = R$ 960,62 2) O capital R$ 500,00 foi aplicado durante 8 meses à taxa de 5% ao mês. Qual o valor dos juros compostos produzidos? Resolução: C = R$ 500 i = 5% = 0,05 n = 8 (as capitalizações são mensais) M = C ⋅ (1 + i)n ⇒ M = 500 ⋅ (1,05)8 ⇒ M = R$ 738,73 O valor dos juros será: J = 738,73 – 500 J = R$ 238,73 3) Qual a aplicação inicial que, empregada por 1 ano e seis meses, à taxa de juros compostos de 3% ao trimestre, se torna igual a R$ 477,62? Resolução: M = R$ 477,62 i = 3% = 0,03 n = 6 (as capitalizações são trimestrais) M = C ⋅ (1 + i)n 477,62 = C ⋅ (1,03)6 C = 19405,1 62,477 C = R$ 400,00 Exercícios 1) Calcular o montante gerado a partir de R$ 1.500,00, quando aplicado à taxa de 5% ao mês com capitalização mensal, durante 1 ano. 2) Aplicando R$ 800,00 à taxa de juros de 1% ao mês, durante um ano e meio, qual o valor do montante? 3) Um capital de R$ 300,00 foi aplicado em regime de juros compostos com uma taxa de 10% ao mês. Calcule o Montante desta aplicação após dois meses. MATEMÁTICA FINANCEIRA
  • 3. 4) Um dono de empresa consegue um empréstimo de R$ 30.000,00 que deverá ser pago, no fim de um ano, acrescidos de juros compostos de 3% ao mês. Quanto o dono da empresa deverá pagar ao final do prazo estabelecido. 5) Calcule o capital que aplicado à taxa composta de 4% a.m. dará origem a um montante de R$ 4.650,00 no fim de 08 meses. 6) Calcule o valor do capital que, aplicado a uma taxa de 2% ao mês, rendeu em 10 meses a quantia de R$ 15.237,43? 7) Fernando empresta o capital inicial de R$ 4000,00 (quatro mil reais) para Pedro cobrando juros compostos de 4% ao mês. Pedro prometeu pagar tudo após 5 meses. Qual será o valor que ele terá que pagar? MATEMÁTICA FINANCEIRA