SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 5
Podemos definir juros como o rendimento de uma aplicação financeira, valor
referente ao atraso no pagamento de uma prestação ou a quantia paga pelo
empréstimo de um capital. Atualmente, o sistema financeiro utiliza o regime de
juros compostos, por ser mais lucrativo. Os juros simples eram utilizados nas
situações de curto prazo, hoje não utilizamos a capitalização baseada no regime
simples. Mas vamos entender como funcionava a capitalização no sistema de juros
simples.
No sistema de capitalização simples, os juros são calculados baseados no valor da
dívida ou da aplicação. Dessa forma, o valor dos juros é igual no período de
aplicação ou composição da dívida.
A expressão matemática utilizada para o cálculo das situações envolvendo juros
simples é a seguinte:
J = C * i * t, onde

J = juros
C = capital
i = taxa de juros
t = tempo de aplicação (mês, bimestre, trimestre, semestre, ano...)
M=C+J
M = montante final
C = capital
J = juros
Exemplo 1
Qual o valor do montante produzido por um capital de R$ 1.200,00, aplicado no
regime de juros simples a uma taxa mensal de 2%, durante 10 meses?
Capital: 1200
i = 2% = 2/100 = 0,02 ao mês (a.m.)
t = 10 meses
J=C*i*t
J = 1200 * 0,02 * 10
J = 240
M=C+j
M = 1200 + 240
M = 1440
O montante produzido será de R$ 1.440,00.
Exemplo 2
Vamos construir uma planilha especificando passo a passo a aplicação de um
capital durante o período estabelecido inicialmente.
Um capital de R$ 5.000,00 foi aplicado a uma taxa de juros mensais de 3% ao mês
durante 12 meses. Determine o valor dos juros produzidos e do montante final da
aplicação.

O montante final foi equivalente a R$ 6.800,00, e os juros produzidos foram iguais
a R$ 1.800,00.

Exemplo 3
Determine o valor do capital que aplicado durante 14 meses, a uma taxa de 6%,
rendeu juros de R$ 2.688,00.
J=C*i*t
2688 = C * 0,06 * 14
2688 = C * 0,84
C = 2688 / 0,84
C = 3200
O valor do capital é de R$ 3.200,00.

Exemplo 4
Qual o capital que, aplicado a juros simples de 1,5% ao mês, rende R$ 3.000,00
de juros em 45 dias?
J = 3000
i = 1,5% = 1,5/100 = 0,015
t = 45 dias = 45/30 = 1,5
J=C*i*t
3000 = C * 0,015 * 1,5
3000 = C * 0,0225
C = 3000 / 0,0225
C = 133.333,33
O capital é de R$ 133.333,33.
Exemplo 5
Qual foi o capital que, aplicado à taxa de juros simples de 2% ao mês, rendeu R$
90,00 em um trimestre?
J=C*i*t
90 = C * 0,02 * 3
90 = C * 0,06
C = 90 / 0,06
C = 1500
O capital corresponde a R$ 1.500,00.

Exemplo 6
Qual o tempo de aplicação para que um capital dobre, considerando uma taxa
mensal de juros de 2% ao mês, no regime de capitalização simples?
M = C * [1 + (i *t)]
2C = C * [1 + (0,02 * t)]
2C = C * 1 + 0,02t
2C/C = 1 + 0,02t
2 = 1 + 0,02t
2 – 1 = 0,02t
1 = 0,02t
t = 1 / 0,02
t = 50
O tempo para que o capital aplicado a uma taxa mensal de 2% dobre é de 50
meses.
O juro de cada intervalo de tempo sempre é calculado sobre o capital
inicial emprestado ou aplicado. Raramente encontramos uso para o
regime de juros simples: é o caso das operações de curtíssimo prazo, e
do processo de desconto simples de duplicatas.
O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidir
apenas sobre o valor principal. Sobre os juros gerados a cada período
não incidirão novos juros. Valor Principal ou simplesmente principal é o
valor inicial emprestado ou aplicado, antes de somarmos os juros.
Transformando em fórmula temos:
J = (C . i . t): 100 OU J = C . (i:100) . t

Obs: O C (capital), também é conhecido por P(principal), e o t (tempo),
também é conhecido por n]
Onde:
J = juros
C = Capital
i = taxa de juros
t = tempo
A soma, capital+juros, resulta no montante. Então temos que:
M=C+J
Exemplo 1: Temos uma dívida de R$ 1 000,00 que deve ser paga com juros de
8% a.m. pelo regime de juros simples e devemos pagá-la em 2 meses. Quanto
pagaremos de juros, e quanto pagaremos no total (montante)?
Usamos a fórmula J=(cit): 100, e obtemos:

J = (1 000 x 8 x 2): 100 J = 160
Usamos a fórmula M=C+J, e obtemos:

M = 1 000 + 160 M = 1 160
resp: Pagaremos R$ 160,00 de juros ( R$ 80,00 para cada mês ), e no
total, o montante, será de R$ 1 160,00.
Exemplo 2: Calcule o montante resultante da aplicação de R$70 000,00 à taxa de
10,5% a.a. durante 145 dias.

Repare que a taxa está ao ano, e o tempo em dias, então vamos passar
o tempo para ano.
Um ano = 360 dias
Se temos 145 dias, então:
145 : 360 = aproximadamente 0,4027
Observe que expressamos a taxa, i, e o tempo, t, na mesma unidade de
tempo, ou seja, anos. Daí ter dividido 145 dias por 360, para obter o valor
equivalente em anos, já que um ano comercial possui 360 dias.
Vamos raciocinar devagar:

M=C+J
C = 70 000
J=?
Então, descobrimos J através da fórmula:
J = (70 000 x 10,5 x 0,4027): 100
J = aproximadamente 2959,85
Portanto, temos o montante de:
M = 70 000 + 2959,85 = aprox. 72 959,85
resp: O montante será de aproximadamente R$ 72 959,85

1) Calcular os juros simples produzidos por R$40.000,00, aplicados à
taxa de 36% a.a., durante 125 dias.
Temos: J = C.(i:100).t
A taxa de 36% a.a. equivale a 0,36/360 dias = 0,001 a.d.
Agora, como a taxa e o período estão referidos à mesma unidade de tempo, ou seja,
dias, poderemos calcular diretamente:
J = 40000.0,001.125 = R$5000,00

2) Qual o capital que aplicado a juros simples de 1,2% a.m. rende
R$3.500,00 de juros em 75 dias?
Temos imediatamente: J = C.(i:100).t, ou seja, 3500 = C.(1,2/100).(75/30)
Observe que expressamos a taxa, i, e o tempo, t, em relação à mesma unidade de
tempo, ou seja, meses.
Logo,
3500 = C. 0,012 . 2,5 = C . 0,030;
Daí, vem:
C = 3500 / 0,030 = R$116.666,67

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aulas de matematica financeira (juros simples)
Aulas de matematica financeira (juros simples)Aulas de matematica financeira (juros simples)
Aulas de matematica financeira (juros simples)Adriano Bruni
 
Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMarcus Santos
 
Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2CursosEstadodeJornal
 
Gesfin 03 - taxas equivalentes e taxas efetivas
Gesfin   03 - taxas equivalentes e taxas efetivasGesfin   03 - taxas equivalentes e taxas efetivas
Gesfin 03 - taxas equivalentes e taxas efetivasFabio Lima
 
Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2CursosEstadodeJornal
 
Resumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeiraResumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeiraWalcimar Sant'Ana
 
Gesfin 01 - conceitos gerais de finanças e juros simples
Gesfin   01 - conceitos gerais de finanças e juros simplesGesfin   01 - conceitos gerais de finanças e juros simples
Gesfin 01 - conceitos gerais de finanças e juros simplesFabio Lima
 
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeira
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeiraFórmulas e nomenclaturas de matemática financeira
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeiramarioferreiraneto
 
Matemática financeira aula 3
Matemática financeira aula 3Matemática financeira aula 3
Matemática financeira aula 3Augusto Junior
 
Porcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosPorcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosEgonDaniel
 
Matemática Financeira da Teoria à Prática
Matemática Financeira da Teoria à PráticaMatemática Financeira da Teoria à Prática
Matemática Financeira da Teoria à PráticaCarmel
 
Matemática Financeira - Juros Compostos
Matemática Financeira - Juros CompostosMatemática Financeira - Juros Compostos
Matemática Financeira - Juros Compostosguest20a5fb
 
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIResolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIEstratégia Concursos
 

Mais procurados (20)

Matematica Financeira
Matematica FinanceiraMatematica Financeira
Matematica Financeira
 
Aulas de matematica financeira (juros simples)
Aulas de matematica financeira (juros simples)Aulas de matematica financeira (juros simples)
Aulas de matematica financeira (juros simples)
 
Matemática Financeira Básica
Matemática Financeira BásicaMatemática Financeira Básica
Matemática Financeira Básica
 
Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2
 
Juros simples e compostos
Juros simples e compostosJuros simples e compostos
Juros simples e compostos
 
Gesfin 03 - taxas equivalentes e taxas efetivas
Gesfin   03 - taxas equivalentes e taxas efetivasGesfin   03 - taxas equivalentes e taxas efetivas
Gesfin 03 - taxas equivalentes e taxas efetivas
 
Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2Matemática Financeira - Módulo 2
Matemática Financeira - Módulo 2
 
Resumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeiraResumo de matemática financeira
Resumo de matemática financeira
 
Gesfin 01 - conceitos gerais de finanças e juros simples
Gesfin   01 - conceitos gerais de finanças e juros simplesGesfin   01 - conceitos gerais de finanças e juros simples
Gesfin 01 - conceitos gerais de finanças e juros simples
 
Exercicios jc aula 1
Exercicios jc aula 1Exercicios jc aula 1
Exercicios jc aula 1
 
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeira
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeiraFórmulas e nomenclaturas de matemática financeira
Fórmulas e nomenclaturas de matemática financeira
 
Matemática financeira aula 3
Matemática financeira aula 3Matemática financeira aula 3
Matemática financeira aula 3
 
Matematica financeira
Matematica financeiraMatematica financeira
Matematica financeira
 
Porcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostosPorcentagem e juros simples e compostos
Porcentagem e juros simples e compostos
 
Juros compostos
Juros compostosJuros compostos
Juros compostos
 
Matemática Financeira da Teoria à Prática
Matemática Financeira da Teoria à PráticaMatemática Financeira da Teoria à Prática
Matemática Financeira da Teoria à Prática
 
1ªLista de Exercícios - 1º Termo Gestão Financeira
1ªLista de Exercícios - 1º Termo Gestão Financeira1ªLista de Exercícios - 1º Termo Gestão Financeira
1ªLista de Exercícios - 1º Termo Gestão Financeira
 
Matemática Financeira - Juros Compostos
Matemática Financeira - Juros CompostosMatemática Financeira - Juros Compostos
Matemática Financeira - Juros Compostos
 
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PIResolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
Resolução da Prova de Matemática Financeira da CGE-PI
 
Juros
JurosJuros
Juros
 

Semelhante a Juros simples: exemplos e cálculos

Semelhante a Juros simples: exemplos e cálculos (20)

Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeira
 
Introdução mat financeira
Introdução mat financeiraIntrodução mat financeira
Introdução mat financeira
 
Matematica financeira
Matematica financeiraMatematica financeira
Matematica financeira
 
Matemática financeira
Matemática financeiraMatemática financeira
Matemática financeira
 
juros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.ppttttttttttttttttttttttjuros compostos.pptttttttttttttttttttttt
juros compostos.pptttttttttttttttttttttt
 
Apostila Matemática Financeira
Apostila Matemática FinanceiraApostila Matemática Financeira
Apostila Matemática Financeira
 
MATEMÁTICA FIN.pptx
MATEMÁTICA FIN.pptxMATEMÁTICA FIN.pptx
MATEMÁTICA FIN.pptx
 
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2Apostila matemática financeira   básica - concurso cef-2012 2
Apostila matemática financeira básica - concurso cef-2012 2
 
Matemática financeira 2
Matemática financeira 2Matemática financeira 2
Matemática financeira 2
 
Mat financeira
Mat financeiraMat financeira
Mat financeira
 
Mat Financeira
Mat FinanceiraMat Financeira
Mat Financeira
 
Bizcool matemática financeira
Bizcool   matemática financeiraBizcool   matemática financeira
Bizcool matemática financeira
 
Apostila gestao financeira 2008
Apostila gestao financeira 2008Apostila gestao financeira 2008
Apostila gestao financeira 2008
 
Juros
JurosJuros
Juros
 
Matemática Financeira
Matemática FinanceiraMatemática Financeira
Matemática Financeira
 
Aula 03 matemática financeira
Aula 03 matemática financeiraAula 03 matemática financeira
Aula 03 matemática financeira
 
Matemática financeira.
Matemática financeira.Matemática financeira.
Matemática financeira.
 
Apostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeiraApostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeira
 
Apostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeiraApostila de matemática financeira
Apostila de matemática financeira
 
Juros simples1345 educação financeira
Juros simples1345 educação financeiraJuros simples1345 educação financeira
Juros simples1345 educação financeira
 

Mais de lucasjatem

Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.lucasjatem
 
Direito Ambiental esquematizado
Direito Ambiental  esquematizadoDireito Ambiental  esquematizado
Direito Ambiental esquematizadolucasjatem
 
120 pegadinhas lingua portuguesa
120 pegadinhas lingua portuguesa120 pegadinhas lingua portuguesa
120 pegadinhas lingua portuguesalucasjatem
 
Teoria das finanças públicas
Teoria das finanças públicasTeoria das finanças públicas
Teoria das finanças públicaslucasjatem
 
Síntese histórica da macroeconomia
Síntese histórica da macroeconomiaSíntese histórica da macroeconomia
Síntese histórica da macroeconomialucasjatem
 
Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiaislucasjatem
 
Raciocínio lógico para concurso
Raciocínio lógico para concursoRaciocínio lógico para concurso
Raciocínio lógico para concursolucasjatem
 
Fundamentos de contabilidade 1
Fundamentos de contabilidade 1Fundamentos de contabilidade 1
Fundamentos de contabilidade 1lucasjatem
 
Fundamentos de contabilidade 2
Fundamentos de contabilidade 2Fundamentos de contabilidade 2
Fundamentos de contabilidade 2lucasjatem
 
Resumo esquemático da lei 8112
Resumo esquemático da lei 8112Resumo esquemático da lei 8112
Resumo esquemático da lei 8112lucasjatem
 
Regime juridico unico
Regime juridico unicoRegime juridico unico
Regime juridico unicolucasjatem
 
Questões+8.112 90+cespe
Questões+8.112 90+cespeQuestões+8.112 90+cespe
Questões+8.112 90+cespelucasjatem
 
Questoes da lei_8.112
Questoes da lei_8.112Questoes da lei_8.112
Questoes da lei_8.112lucasjatem
 
Exercicios rju
Exercicios rjuExercicios rju
Exercicios rjulucasjatem
 
Exerccios lei 8112
Exerccios lei 8112Exerccios lei 8112
Exerccios lei 8112lucasjatem
 
8112 90 questões
8112 90 questões8112 90 questões
8112 90 questõeslucasjatem
 

Mais de lucasjatem (20)

Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
Manual de procedimentos de protocolo, expedição e arquivo.
 
Direito Ambiental esquematizado
Direito Ambiental  esquematizadoDireito Ambiental  esquematizado
Direito Ambiental esquematizado
 
120 pegadinhas lingua portuguesa
120 pegadinhas lingua portuguesa120 pegadinhas lingua portuguesa
120 pegadinhas lingua portuguesa
 
Juros simples
Juros simplesJuros simples
Juros simples
 
Teoria das finanças públicas
Teoria das finanças públicasTeoria das finanças públicas
Teoria das finanças públicas
 
Keynesianismo
KeynesianismoKeynesianismo
Keynesianismo
 
Síntese histórica da macroeconomia
Síntese histórica da macroeconomiaSíntese histórica da macroeconomia
Síntese histórica da macroeconomia
 
Arquivologia2
Arquivologia2Arquivologia2
Arquivologia2
 
Arquivologia1
Arquivologia1Arquivologia1
Arquivologia1
 
Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiais
 
Raciocínio lógico para concurso
Raciocínio lógico para concursoRaciocínio lógico para concurso
Raciocínio lógico para concurso
 
Fundamentos de contabilidade 1
Fundamentos de contabilidade 1Fundamentos de contabilidade 1
Fundamentos de contabilidade 1
 
Fundamentos de contabilidade 2
Fundamentos de contabilidade 2Fundamentos de contabilidade 2
Fundamentos de contabilidade 2
 
Resumo esquemático da lei 8112
Resumo esquemático da lei 8112Resumo esquemático da lei 8112
Resumo esquemático da lei 8112
 
Regime juridico unico
Regime juridico unicoRegime juridico unico
Regime juridico unico
 
Questões+8.112 90+cespe
Questões+8.112 90+cespeQuestões+8.112 90+cespe
Questões+8.112 90+cespe
 
Questoes da lei_8.112
Questoes da lei_8.112Questoes da lei_8.112
Questoes da lei_8.112
 
Exercicios rju
Exercicios rjuExercicios rju
Exercicios rju
 
Exerccios lei 8112
Exerccios lei 8112Exerccios lei 8112
Exerccios lei 8112
 
8112 90 questões
8112 90 questões8112 90 questões
8112 90 questões
 

Último

Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfIedaGoethe
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdfCurrículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
Currículo escolar na perspectiva da educação inclusiva.pdf
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 

Juros simples: exemplos e cálculos

  • 1. Podemos definir juros como o rendimento de uma aplicação financeira, valor referente ao atraso no pagamento de uma prestação ou a quantia paga pelo empréstimo de um capital. Atualmente, o sistema financeiro utiliza o regime de juros compostos, por ser mais lucrativo. Os juros simples eram utilizados nas situações de curto prazo, hoje não utilizamos a capitalização baseada no regime simples. Mas vamos entender como funcionava a capitalização no sistema de juros simples. No sistema de capitalização simples, os juros são calculados baseados no valor da dívida ou da aplicação. Dessa forma, o valor dos juros é igual no período de aplicação ou composição da dívida. A expressão matemática utilizada para o cálculo das situações envolvendo juros simples é a seguinte: J = C * i * t, onde J = juros C = capital i = taxa de juros t = tempo de aplicação (mês, bimestre, trimestre, semestre, ano...) M=C+J M = montante final C = capital J = juros Exemplo 1 Qual o valor do montante produzido por um capital de R$ 1.200,00, aplicado no regime de juros simples a uma taxa mensal de 2%, durante 10 meses? Capital: 1200 i = 2% = 2/100 = 0,02 ao mês (a.m.) t = 10 meses J=C*i*t J = 1200 * 0,02 * 10 J = 240 M=C+j M = 1200 + 240 M = 1440 O montante produzido será de R$ 1.440,00.
  • 2. Exemplo 2 Vamos construir uma planilha especificando passo a passo a aplicação de um capital durante o período estabelecido inicialmente. Um capital de R$ 5.000,00 foi aplicado a uma taxa de juros mensais de 3% ao mês durante 12 meses. Determine o valor dos juros produzidos e do montante final da aplicação. O montante final foi equivalente a R$ 6.800,00, e os juros produzidos foram iguais a R$ 1.800,00. Exemplo 3 Determine o valor do capital que aplicado durante 14 meses, a uma taxa de 6%, rendeu juros de R$ 2.688,00. J=C*i*t 2688 = C * 0,06 * 14 2688 = C * 0,84 C = 2688 / 0,84 C = 3200 O valor do capital é de R$ 3.200,00. Exemplo 4 Qual o capital que, aplicado a juros simples de 1,5% ao mês, rende R$ 3.000,00 de juros em 45 dias?
  • 3. J = 3000 i = 1,5% = 1,5/100 = 0,015 t = 45 dias = 45/30 = 1,5 J=C*i*t 3000 = C * 0,015 * 1,5 3000 = C * 0,0225 C = 3000 / 0,0225 C = 133.333,33 O capital é de R$ 133.333,33. Exemplo 5 Qual foi o capital que, aplicado à taxa de juros simples de 2% ao mês, rendeu R$ 90,00 em um trimestre? J=C*i*t 90 = C * 0,02 * 3 90 = C * 0,06 C = 90 / 0,06 C = 1500 O capital corresponde a R$ 1.500,00. Exemplo 6 Qual o tempo de aplicação para que um capital dobre, considerando uma taxa mensal de juros de 2% ao mês, no regime de capitalização simples? M = C * [1 + (i *t)] 2C = C * [1 + (0,02 * t)] 2C = C * 1 + 0,02t 2C/C = 1 + 0,02t 2 = 1 + 0,02t 2 – 1 = 0,02t 1 = 0,02t t = 1 / 0,02 t = 50 O tempo para que o capital aplicado a uma taxa mensal de 2% dobre é de 50 meses.
  • 4. O juro de cada intervalo de tempo sempre é calculado sobre o capital inicial emprestado ou aplicado. Raramente encontramos uso para o regime de juros simples: é o caso das operações de curtíssimo prazo, e do processo de desconto simples de duplicatas. O regime de juros será simples quando o percentual de juros incidir apenas sobre o valor principal. Sobre os juros gerados a cada período não incidirão novos juros. Valor Principal ou simplesmente principal é o valor inicial emprestado ou aplicado, antes de somarmos os juros. Transformando em fórmula temos: J = (C . i . t): 100 OU J = C . (i:100) . t Obs: O C (capital), também é conhecido por P(principal), e o t (tempo), também é conhecido por n] Onde: J = juros C = Capital i = taxa de juros t = tempo A soma, capital+juros, resulta no montante. Então temos que: M=C+J Exemplo 1: Temos uma dívida de R$ 1 000,00 que deve ser paga com juros de 8% a.m. pelo regime de juros simples e devemos pagá-la em 2 meses. Quanto pagaremos de juros, e quanto pagaremos no total (montante)? Usamos a fórmula J=(cit): 100, e obtemos: J = (1 000 x 8 x 2): 100 J = 160 Usamos a fórmula M=C+J, e obtemos: M = 1 000 + 160 M = 1 160 resp: Pagaremos R$ 160,00 de juros ( R$ 80,00 para cada mês ), e no total, o montante, será de R$ 1 160,00. Exemplo 2: Calcule o montante resultante da aplicação de R$70 000,00 à taxa de 10,5% a.a. durante 145 dias. Repare que a taxa está ao ano, e o tempo em dias, então vamos passar o tempo para ano. Um ano = 360 dias Se temos 145 dias, então: 145 : 360 = aproximadamente 0,4027 Observe que expressamos a taxa, i, e o tempo, t, na mesma unidade de tempo, ou seja, anos. Daí ter dividido 145 dias por 360, para obter o valor equivalente em anos, já que um ano comercial possui 360 dias. Vamos raciocinar devagar: M=C+J C = 70 000 J=?
  • 5. Então, descobrimos J através da fórmula: J = (70 000 x 10,5 x 0,4027): 100 J = aproximadamente 2959,85 Portanto, temos o montante de: M = 70 000 + 2959,85 = aprox. 72 959,85 resp: O montante será de aproximadamente R$ 72 959,85 1) Calcular os juros simples produzidos por R$40.000,00, aplicados à taxa de 36% a.a., durante 125 dias. Temos: J = C.(i:100).t A taxa de 36% a.a. equivale a 0,36/360 dias = 0,001 a.d. Agora, como a taxa e o período estão referidos à mesma unidade de tempo, ou seja, dias, poderemos calcular diretamente: J = 40000.0,001.125 = R$5000,00 2) Qual o capital que aplicado a juros simples de 1,2% a.m. rende R$3.500,00 de juros em 75 dias? Temos imediatamente: J = C.(i:100).t, ou seja, 3500 = C.(1,2/100).(75/30) Observe que expressamos a taxa, i, e o tempo, t, em relação à mesma unidade de tempo, ou seja, meses. Logo, 3500 = C. 0,012 . 2,5 = C . 0,030; Daí, vem: C = 3500 / 0,030 = R$116.666,67