SlideShare uma empresa Scribd logo
TERMOLOGIA
Escalas termométricas
Introdução

          Termo +          logia

           Temperatur       Estud
               a              o

Ramo da Física que estuda os fenômenos
relacionados ao aquecimento e resfriamento dos
corpos.
Conceito de temperatura
   O valor da temperatura está associada ao nível
    de agitação das partículas de um corpo.
    Portanto quanto maior a temperatura maior o
    estado de agitação.




       Menor temperatura    Maior temperatura
Conceito de calor
   Energia em trânsito que se transfere de um
    corpo para outro, quando entre eles existir uma
    diferença de temperatura, até atingir o equilíbrio
    térmico (temperaturas iguais).




                    O equilíbrio térmico ocorre
                    quando a temperatura dos
                    corpos se igualam, ou seja,
                    possuem o mesmo valor.
Termômetros
   São os instrumentos usados na determinação
    da temperatura de um corpo.
   Um termômetro comum deve ter uma
    substância termométrica que varia seu volume
    ao sofrer alguma variação de temperatura,
    como o mercúrio por exemplo.
   Uma     escala   que    registrará  o   valor
    correspondente da temperatura.
Termômetros




                 Termômetros
 Termômetros      industriais   Termômetro clinico
para ambientes
Escalas termométricas
   É o conjunto de valores numéricos que a
    temperatura pode assumir.

   Define em graus, os estados térmicos,
    ordenados a partir dos mais frios aos mais
    quentes.
Escalas termométricas
1.   Escolhemos duas
     temperaturas fixas de
     fácil reprodução, que       2° Ponto Fixo ou
     serão denominadas de        Ponto de vapor
                                 (PV)
     pontos fixos da escala.
2.   Atribuímos valores
     numéricos arbitrários aos
     pontos fixos.               1° Ponto Fixo ou
                                 Ponto de gelo
3.   Dividimos o intervalo em    (PG)
     partes iguais.
Escalas termométricas
    Abordaremos três escalas

                    É mais utilizada no Brasil.
                    Era denominada centígrada.
                    O 1° ponto fixo corresponde a 0 e
                     o 2° ponto fixo a 100.
                    Sua denominação é feita com o
                     número seguido ordinal e da
                     letra C, por exemplo 0ºC, 15ºC.
Anders Celsius
 1701- 1744
Escalas termométricas


                               É utilizada pelo Estados Unidos
                                e países europeus.
                               O 1° ponto fixo corresponde a
                                32 e o 2° ponto fixo a 212.
                               Sua denominação é feita com o
                                número seguido ordinal e da
Daniel Gabriel Fharenheit       letra F, por exemplo 32 ºF, 130
       1686- 1736               °F.
Escalas termométricas


                           Também conhecida como
                            escala absoluta.
                           É utilizada pelo SI.
                           O 1° ponto fixo corresponde a
                            273 e o 2° ponto fixo a 373.
                           Sua denominação é feita com
                            o número seguido da letra K,
                            por exemplo 400 K, 27 K.
William Thomson (Lord
        Kelvin)
      1824- 1907
Zero absoluto
   O zero absoluto é a temperatura mais baixa
    que poderia ser obtida teoricamente.

   O zero absoluto vale aproximadamente -
    273oC.
Conversão entre as escalas

  Celsius            Fahrenheit                      Kelvin
                                                                               C    F − 32 K − 273
100 °                212 °                 373 °
                                                                      2° PF
                                                                                  =       =
                                                                              100    180    100
                              180 partes




                                                         100 partes
        100 partes




   C                     F                           K
                                                                              C F − 32 K − 273
                                                                                =     =
                                           K – 273
                     F – 32




                                                                              5   9       5
 C-0




  0°                  32 °                 273 °
                                                                      1° PF
Variação entre as escalas

  Celsius             Fahrenheit                Kelvin
                                                                         ∆C ∆F ∆K
100 °                 212 °                373 °
                                                                 2° PF
                                                                            =   =
                                                                         100 180 100
                              180 partes




                                                    100 partes
         100 partes




  C                     F                       K
                                                                         ∆C ∆F ∆K
                                                                            =   =
                                           ∆K




                                                                          5   9   5
                      ∆F
∆C




  0°                   32 °                273 °
                                                                 1° PF
Escala arbitrária

    Escala X         Escala Y

    X2                 Y2
                                         2° PF

                                                 X − X1     Y − Y1
                                                          =
           X2 – X1




                              Y2 – y1
      X                  Y
                                                 X 2 − X 1 Y2 − Y1
                     Y – Y1
  X – X1




   X1                Y1
                                        1° PF
Acesse o blog e divirta!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
O mundo da FÍSICA
 
9 ano mudanças de estado físico
9 ano mudanças de estado físico9 ano mudanças de estado físico
9 ano mudanças de estado físico
crisbassanimedeiros
 
Calor sensivel e calor latente
Calor sensivel e calor latenteCalor sensivel e calor latente
Calor sensivel e calor latente
ReinaldoMassayuki1
 
Ondas
OndasOndas
Transmissão de calor
Transmissão de calorTransmissão de calor
Transmissão de calor
Arthur Carlos de Oliveira
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
Rildo Borges
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
Warlle1992
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
Sergio Madureira
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
Adrianne Mendonça
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
luam1969
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Wellington Sampaio
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
Rildo Borges
 
Eletrização
EletrizaçãoEletrização
Eletrização
Vlamir Gama Rocha
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
Fábio Ribeiro
 
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
Ronaldo Santana
 
Propagação de Calor
Propagação de CalorPropagação de Calor
Propagação de Calor
Bruno De Siqueira Costa
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
laizdiniz
 
Processos de eletrização
Processos de eletrizaçãoProcessos de eletrização
Processos de eletrização
O mundo da FÍSICA
 
Introduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da químicaIntroduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da química
V
 

Mais procurados (20)

Processos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calorProcessos de transmissão de calor
Processos de transmissão de calor
 
9 ano mudanças de estado físico
9 ano mudanças de estado físico9 ano mudanças de estado físico
9 ano mudanças de estado físico
 
Calor sensivel e calor latente
Calor sensivel e calor latenteCalor sensivel e calor latente
Calor sensivel e calor latente
 
Ondas
OndasOndas
Ondas
 
Transmissão de calor
Transmissão de calorTransmissão de calor
Transmissão de calor
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Eletrização
EletrizaçãoEletrização
Eletrização
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Dinâmica
DinâmicaDinâmica
Dinâmica
 
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
Aula de Física - Calor e energia térmica (Ciências 9º Ano)
 
Propagação de Calor
Propagação de CalorPropagação de Calor
Propagação de Calor
 
Princípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica GeométricaPrincípios da Óptica Geométrica
Princípios da Óptica Geométrica
 
Processos de eletrização
Processos de eletrizaçãoProcessos de eletrização
Processos de eletrização
 
Introduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da químicaIntroduçao ao estudo da química
Introduçao ao estudo da química
 

Destaque

Temperatura e dilatação de sólidos
Temperatura e dilatação de sólidosTemperatura e dilatação de sólidos
Temperatura e dilatação de sólidos
fisicaatual
 
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricasSlide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Kátia Cilene Suptitz
 
Slide sobre termometria
Slide sobre termometriaSlide sobre termometria
Slide sobre termometria
joaberb
 
Aula de TERMOMETRIA
Aula de TERMOMETRIAAula de TERMOMETRIA
Aula de TERMOMETRIA
marcosconvest
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
Adrianne Mendonça
 
Escalas termométricas
Escalas termométricasEscalas termométricas
Escalas termométricas
Bruno De Siqueira Costa
 
Calor e escalas termométricas
Calor e escalas termométricasCalor e escalas termométricas
Calor e escalas termométricas
Marcos Júnior
 
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
Rildo Borges
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
Fabricio Scheffer
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Física Escalas Termométricas
Física Escalas TermométricasFísica Escalas Termométricas
Física Escalas Termométricas
Wesley Germano Otávio
 
Termometria aula
Termometria   aulaTermometria   aula
Termometria aula
Roberto Bagatini
 
Exercícios extras_Termometria
Exercícios extras_TermometriaExercícios extras_Termometria
Exercícios extras_Termometria
O mundo da FÍSICA
 
Eletrodinamica exercicos
Eletrodinamica exercicosEletrodinamica exercicos
Eletrodinamica exercicos
zeu1507
 
Convecção no catavento
Convecção no cataventoConvecção no catavento
Convecção no catavento
ALSS010
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
ALSS010
 
Condução térmica
Condução térmicaCondução térmica
Condução térmica
ALSS010
 
Gref física térmica
Gref   física térmicaGref   física térmica
Gref física térmica
Wellington Sampaio
 
Calorimetria
CalorimetriaCalorimetria
Calorimetria
fisicaatual
 
Fisica 002 transmissão de calor
Fisica   002 transmissão de calorFisica   002 transmissão de calor
Fisica 002 transmissão de calor
con_seguir
 

Destaque (20)

Temperatura e dilatação de sólidos
Temperatura e dilatação de sólidosTemperatura e dilatação de sólidos
Temperatura e dilatação de sólidos
 
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricasSlide Sobre Escalas TermoméTricas
Slide Sobre Escalas TermoméTricas
 
Slide sobre termometria
Slide sobre termometriaSlide sobre termometria
Slide sobre termometria
 
Aula de TERMOMETRIA
Aula de TERMOMETRIAAula de TERMOMETRIA
Aula de TERMOMETRIA
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
 
Escalas termométricas
Escalas termométricasEscalas termométricas
Escalas termométricas
 
Calor e escalas termométricas
Calor e escalas termométricasCalor e escalas termométricas
Calor e escalas termométricas
 
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Temperatura
 
Física Escalas Termométricas
Física Escalas TermométricasFísica Escalas Termométricas
Física Escalas Termométricas
 
Termometria aula
Termometria   aulaTermometria   aula
Termometria aula
 
Exercícios extras_Termometria
Exercícios extras_TermometriaExercícios extras_Termometria
Exercícios extras_Termometria
 
Eletrodinamica exercicos
Eletrodinamica exercicosEletrodinamica exercicos
Eletrodinamica exercicos
 
Convecção no catavento
Convecção no cataventoConvecção no catavento
Convecção no catavento
 
Efeito estufa
Efeito estufaEfeito estufa
Efeito estufa
 
Condução térmica
Condução térmicaCondução térmica
Condução térmica
 
Gref física térmica
Gref   física térmicaGref   física térmica
Gref física térmica
 
Calorimetria
CalorimetriaCalorimetria
Calorimetria
 
Fisica 002 transmissão de calor
Fisica   002 transmissão de calorFisica   002 transmissão de calor
Fisica 002 transmissão de calor
 

Semelhante a Escalas termométricas

Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
parreiraoliveira
 
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
O mundo da FÍSICA
 
Termometria - Escalas termométricas
Termometria - Escalas termométricasTermometria - Escalas termométricas
Termometria - Escalas termométricas
Lara Lídia
 
Conversão de graus iago quimica
Conversão de graus iago quimicaConversão de graus iago quimica
Conversão de graus iago quimica
Iago Silva
 
Fórmulas de Termometria
Fórmulas de TermometriaFórmulas de Termometria
Fórmulas de Termometria
O mundo da FÍSICA
 
Termo
TermoTermo
Termometria-aula-1.ppt
Termometria-aula-1.pptTermometria-aula-1.ppt
Termometria-aula-1.ppt
Cleiton Rosa
 
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
Vídeo Aulas Apoio
 
Física 2º ano prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
Física 2º ano   prof. pedro ivo - (introdução à termometria )Física 2º ano   prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
Física 2º ano prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
Pedro Ivo Andrade Sousa
 
2 termologia termometria (frente 2) 2017
2 termologia   termometria (frente 2) 20172 termologia   termometria (frente 2) 2017
2 termologia termometria (frente 2) 2017
Gilberto Rocha
 
Revisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologiaRevisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologia
Marcia Marcia.Cristina2
 
Apostila fisica2
Apostila fisica2Apostila fisica2
Apostila fisica2
resolvidos
 
Apostila física 1serie
Apostila física 1serieApostila física 1serie
Enem módulo 05
Enem módulo 05Enem módulo 05
Enem módulo 05
Rildo Borges
 
Fisica 002 termometria
Fisica   002 termometriaFisica   002 termometria
Fisica 002 termometria
con_seguir
 
Física 2 Ramalho (testes propostos)
Física 2 Ramalho (testes propostos)Física 2 Ramalho (testes propostos)
Física 2 Ramalho (testes propostos)
Guilherme Fernando
 
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperaturaLista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Luis Paulo Oliveira
 
Lista 1 2013 escalas termométricas
Lista 1 2013   escalas termométricasLista 1 2013   escalas termométricas
Lista 1 2013 escalas termométricas
Péricles Penuel
 
Td 1 física ii
Td 1   física iiTd 1   física ii
Td 1 física ii
MatheusMesquitaMelo
 

Semelhante a Escalas termométricas (20)

Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
 
Termometria
TermometriaTermometria
Termometria
 
Termometria - Escalas termométricas
Termometria - Escalas termométricasTermometria - Escalas termométricas
Termometria - Escalas termométricas
 
Conversão de graus iago quimica
Conversão de graus iago quimicaConversão de graus iago quimica
Conversão de graus iago quimica
 
Fórmulas de Termometria
Fórmulas de TermometriaFórmulas de Termometria
Fórmulas de Termometria
 
Termo
TermoTermo
Termo
 
Termometria-aula-1.ppt
Termometria-aula-1.pptTermometria-aula-1.ppt
Termometria-aula-1.ppt
 
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
 
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aulawww.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
www.CentroApoio.com - Física - Introdução a Termologia - Vídeo Aula
 
Física 2º ano prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
Física 2º ano   prof. pedro ivo - (introdução à termometria )Física 2º ano   prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
Física 2º ano prof. pedro ivo - (introdução à termometria )
 
2 termologia termometria (frente 2) 2017
2 termologia   termometria (frente 2) 20172 termologia   termometria (frente 2) 2017
2 termologia termometria (frente 2) 2017
 
Revisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologiaRevisão geral-de-termologia
Revisão geral-de-termologia
 
Apostila fisica2
Apostila fisica2Apostila fisica2
Apostila fisica2
 
Apostila física 1serie
Apostila física 1serieApostila física 1serie
Apostila física 1serie
 
Enem módulo 05
Enem módulo 05Enem módulo 05
Enem módulo 05
 
Fisica 002 termometria
Fisica   002 termometriaFisica   002 termometria
Fisica 002 termometria
 
Física 2 Ramalho (testes propostos)
Física 2 Ramalho (testes propostos)Física 2 Ramalho (testes propostos)
Física 2 Ramalho (testes propostos)
 
Lista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperaturaLista de exercícios - escalas de temperatura
Lista de exercícios - escalas de temperatura
 
Lista 1 2013 escalas termométricas
Lista 1 2013   escalas termométricasLista 1 2013   escalas termométricas
Lista 1 2013 escalas termométricas
 
Td 1 física ii
Td 1   física iiTd 1   física ii
Td 1 física ii
 

Mais de O mundo da FÍSICA

3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
O mundo da FÍSICA
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
O mundo da FÍSICA
 
Potência e energia
Potência e energiaPotência e energia
Potência e energia
O mundo da FÍSICA
 
Espelho planos
Espelho planosEspelho planos
Espelho planos
O mundo da FÍSICA
 
Reflexão da luz
Reflexão da luzReflexão da luz
Reflexão da luz
O mundo da FÍSICA
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
O mundo da FÍSICA
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
O mundo da FÍSICA
 
Exercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetriaExercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetria
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
O mundo da FÍSICA
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
O mundo da FÍSICA
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
O mundo da FÍSICA
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
O mundo da FÍSICA
 
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
O mundo da FÍSICA
 

Mais de O mundo da FÍSICA (20)

3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo II_3° ano
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_3° ano
 
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
3° etapa_3° avaliaçã_Tipo II_2° ano
 
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
3° etapa_3° avaliação_Tipo I_2° ano
 
Potência e energia
Potência e energiaPotência e energia
Potência e energia
 
Espelho planos
Espelho planosEspelho planos
Espelho planos
 
Reflexão da luz
Reflexão da luzReflexão da luz
Reflexão da luz
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
 
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
3° Etapa_2° Avaliação Simulado_3° Ano
 
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
3° Etapa_2° Avaliação_Simulado_2° Ano
 
Associação de resistores
Associação de resistoresAssociação de resistores
Associação de resistores
 
Exercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetriaExercícios extras_calorimetria
Exercícios extras_calorimetria
 
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
3° Bimestre_2° Avaliação_1° ano_A_B_C
 
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
3° Bimestre_2° Avaliação_2° ano EJA_AM
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
3° Bimestre_2° Avaliação_3° ano_A_B
 
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
3° Bimestre_2° Avaliação_3° Ano EJA_AM_BM
 
Óptica introdução
Óptica introduçãoÓptica introdução
Óptica introdução
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo II_3° Ano
 
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
3° Eetapa_1° Avaliação_Tipo I_3° Ano
 
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
3° Etapa_1° Avaliação_Tipo II_2° Ano
 

Último

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
marcos oliveira
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Mary Alvarenga
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
AngelicaCostaMeirele2
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
C4io99
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 

Último (20)

Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptxA perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
A perspectiva colaborativa e as novas práticas de inclusão. (1).pptx
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.Caça-palavras e cruzadinha -  Encontros consonantais.
Caça-palavras e cruzadinha - Encontros consonantais.
 
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
farmacologia-segura-em-mapas-mentais-reduzindo-os-riscos-da-terapeutica-24040...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p..._jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
_jogo-brinquedo-brincadeira-e-a-e-ducacao-tizuko-morchida-kishimoto-leandro-p...
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. WeaverAs Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
As Ideias Têm Consequências - Richard M. Weaver
 
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 

Escalas termométricas

  • 2. Introdução Termo + logia Temperatur Estud a o Ramo da Física que estuda os fenômenos relacionados ao aquecimento e resfriamento dos corpos.
  • 3. Conceito de temperatura  O valor da temperatura está associada ao nível de agitação das partículas de um corpo. Portanto quanto maior a temperatura maior o estado de agitação. Menor temperatura Maior temperatura
  • 4. Conceito de calor  Energia em trânsito que se transfere de um corpo para outro, quando entre eles existir uma diferença de temperatura, até atingir o equilíbrio térmico (temperaturas iguais). O equilíbrio térmico ocorre quando a temperatura dos corpos se igualam, ou seja, possuem o mesmo valor.
  • 5. Termômetros  São os instrumentos usados na determinação da temperatura de um corpo.  Um termômetro comum deve ter uma substância termométrica que varia seu volume ao sofrer alguma variação de temperatura, como o mercúrio por exemplo.  Uma escala que registrará o valor correspondente da temperatura.
  • 6. Termômetros Termômetros Termômetros industriais Termômetro clinico para ambientes
  • 7. Escalas termométricas  É o conjunto de valores numéricos que a temperatura pode assumir.  Define em graus, os estados térmicos, ordenados a partir dos mais frios aos mais quentes.
  • 8. Escalas termométricas 1. Escolhemos duas temperaturas fixas de fácil reprodução, que 2° Ponto Fixo ou serão denominadas de Ponto de vapor (PV) pontos fixos da escala. 2. Atribuímos valores numéricos arbitrários aos pontos fixos. 1° Ponto Fixo ou Ponto de gelo 3. Dividimos o intervalo em (PG) partes iguais.
  • 9. Escalas termométricas  Abordaremos três escalas  É mais utilizada no Brasil.  Era denominada centígrada.  O 1° ponto fixo corresponde a 0 e o 2° ponto fixo a 100.  Sua denominação é feita com o número seguido ordinal e da letra C, por exemplo 0ºC, 15ºC. Anders Celsius 1701- 1744
  • 10. Escalas termométricas  É utilizada pelo Estados Unidos e países europeus.  O 1° ponto fixo corresponde a 32 e o 2° ponto fixo a 212.  Sua denominação é feita com o número seguido ordinal e da Daniel Gabriel Fharenheit letra F, por exemplo 32 ºF, 130 1686- 1736 °F.
  • 11. Escalas termométricas  Também conhecida como escala absoluta.  É utilizada pelo SI.  O 1° ponto fixo corresponde a 273 e o 2° ponto fixo a 373.  Sua denominação é feita com o número seguido da letra K, por exemplo 400 K, 27 K. William Thomson (Lord Kelvin) 1824- 1907
  • 12. Zero absoluto  O zero absoluto é a temperatura mais baixa que poderia ser obtida teoricamente.  O zero absoluto vale aproximadamente - 273oC.
  • 13. Conversão entre as escalas Celsius Fahrenheit Kelvin C F − 32 K − 273 100 ° 212 ° 373 ° 2° PF = = 100 180 100 180 partes 100 partes 100 partes C F K C F − 32 K − 273 = = K – 273 F – 32 5 9 5 C-0 0° 32 ° 273 ° 1° PF
  • 14. Variação entre as escalas Celsius Fahrenheit Kelvin ∆C ∆F ∆K 100 ° 212 ° 373 ° 2° PF = = 100 180 100 180 partes 100 partes 100 partes C F K ∆C ∆F ∆K = = ∆K 5 9 5 ∆F ∆C 0° 32 ° 273 ° 1° PF
  • 15. Escala arbitrária Escala X Escala Y X2 Y2 2° PF X − X1 Y − Y1 = X2 – X1 Y2 – y1 X Y X 2 − X 1 Y2 − Y1 Y – Y1 X – X1 X1 Y1 1° PF
  • 16. Acesse o blog e divirta!!!