SlideShare uma empresa Scribd logo
Tipos de EnergiaThomas EduardoVera LúciaPIBID - UFMT
Energia, o que é?	De um modo geral, a energia pode ser definida como a capacidade de realizar trabalho ou como o resultado da realização de um trabalho.
Fontes de Energia	Em nosso planeta encontramos diversos tipos de fontes de energia. A humanidade tem procurado usar essa energia que a cerca e a energia do próprio corpo, para obter maior conforto, melhores condições de vida, maior facilidade de trabalho, etc.	Neste trabalho são apresentadas energias, tais como: química, elétrica, nuclear, solar, térmica.
A energia não se cria nem se destrói apenas se transforma de um tipo em outro, em quantidades iguais.
Energia QuímicaO que é?	Energia química é a energia potencial das ligações químicas entre os átomos. Sua liberação é percebida, por exemplo, na pilha, conforme abaixo:
	A energia liberada pelas reações químicas que ocorrem nos diversos órgãos (estômago, intestinos, fígado, músculos, sangue, etc.) é convertida em ações ou movimentos (andar, correr, etc.).	Nesses casos, a energia química é convertida em energia cinética.
	Quando suamos, estamos eliminando o excesso de energia recebida pelo nosso corpo (exposição ao Sol, por exemplo) ou gerado por uma taxa anormal de reações químicas dentro dele, para que sua temperatura permaneça em um valor constante de 36,5 °C.	Esse calor é o resultado da transformação da energia química em energia térmica.
Energia ElétricaO que é?	É a energia gerada pela movimentação de elétrons devido à presença de um campo elétrico, sendo que este pode ter sido gerado pela presença de um campo magnético.	Numa Usina Hidrelétrica, converte-se em eletricidade a energia de movimento das correntes de água.Usina hidrelétrica de Itaipu, na fronteira do Brasil com o Paraguai
Como se calcula?O consumo de energia elétrica depende da potência e do tempo.Assim, para calcular o consumo mensal de energia elétrica de um aparelho, em quilowatt-hora, precisamos saber:A potência elétrica (Pot) do aparelho, medida em quilowatt (kW);
O tempo de uso mensal do aparelho, medido em horas (h).Na física, potência é a quantidade de energia transformada em um certo intervalo de tempo.Onde:    E = energia transformada	       t = intervalo de tempo consideradoNo Sistema Internacional de unidades a energia é medida em joules (símbolo: J), o tempo é medido em segundos (s) e a potência é medida em joules por segundo (J/s). Essa unidade derivada, é então denominada “watt” (W).
Energia NuclearO que é?	Este tipo de energia é obtido a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade.Esquema do reator de uma Usina Nuclear
Energia NuclearFissão Nuclear
Energia Solar
Energia SolarO que é?	 A conversão direta de energia solar em energia elétrica é realizada nas células solares através do efeito fotovoltaico, que consiste na geração de uma diferença de potencial elétrico através da radiação. 	O efeito fotovoltaico ocorre quando fótons incidem sobre átomos (no caso átomos de silício), provocando a emissão de elétrons, gerando corrente elétrica.Painel solar fotovoltaico que usa energia da luz solar para sustentar telefone celular público em local isolado na Austrália
Energia TérmicaO que é?	 Calor (ou energia térmica) é a modalidade de energia que migra sempre do corpo com maior temperatura para o corpo com menor temperatura.	Atingido o equilíbrio térmico entre os corpos, cessa-se a migração de energia térmica entre eles, visto que calor é energia em trânsito entre corpos com diferentes temperaturas.
Como se calcula?	O calor específico é definido da seguinte maneira: quanto maior o calor necessário para aquecer 1 grama de um material, de 1 °C, tanto maior será seu calor específico ou, matematicamente:Calor = massa x calor específico x diferença de temperaturaouQ = mcΔt	Na expressão matemática, o calor Q é normalmente expresso em calorias, a massa m em gramas e a temperatura t em graus Celsius.
Como se calcula?Calor latente é a grandeza física que está relacionada à quantidade de calor que um corpo precisa receber ou ceder para mudar de estado físico. Matematicamente essa definição fica da seguinte forma:Q = mL	Onde L é o calor latente da substância e tem como unidade a cal/g. O calor latente pode assumir tanto valores positivos quanto negativos. Se for positivo quer dizer que o corpo está recebendo calor, se negativo ele está cedendo calor.
Tipos de Usinas e seus Impactos no Meio Ambiente
Usina hidrelétrica: provoca o alagamento de grandes regiões, com consequente modificação da fauna e da flora, e a inundação de cidades, ocasionando o deslocamento de populações. Acresce-se a isso o eventual mau uso da água, que é um bem de múltipla utilização, e a possibilidade de emissão de gás metano, pela decomposição orgânica gerada pelos alagamentos.Usina hidrelétrica de Itaipu
Usina termelétrica: a queima de combustíveis fósseis na geração de energia elétrica produz CO2, agravando o efeito estufa e o aquecimento global. Também provoca a contaminação da atmosfera, do solo e da água pelas cinzas arrastadas pelo fluxo de gás. Além disso, os óxidos de nitrogênio e enxofre agravam enfermidades pulmonares, cardiovasculares e renais das populações residentes nas imediações.Vista panorâmica da Usina Termelétrica de Cuiabá
Usina termonuclear: além de envolver as questões vitais da segurança e do tratamento de resíduos nucleares, tem como fator negativo o aumento da temperatura dos cursos d’água empregados na refrigeração, prejudicando a biodiversidade local.Usina Termonuclear de Angra dos Reis

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
Rodrigo Pavesi
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
Denise Marinho
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
Elisabete Trentin
 
Consumo de energia eletrica
Consumo de energia eletricaConsumo de energia eletrica
Consumo de energia eletrica
Creuza201011
 
Máquinas térmicas
Máquinas térmicasMáquinas térmicas
Máquinas térmicas
Edinei Chagas
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
Wanessa Veloso
 
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 anoAula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Ronaldo Santana
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
Polo UAB de Alagoinhas
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
Marco Antonio Sanches
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
crisbassanimedeiros
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
Raquel Alves
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
Marco Antonio Sanches
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
URCA
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
Marilena Meira
 
Introdução a Física
Introdução a FísicaIntrodução a Física
Introdução a Física
fismatromulo
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
Renata Magalhães
 
Conceitos de temperatura e calor.ppt
Conceitos de temperatura e calor.pptConceitos de temperatura e calor.ppt
Conceitos de temperatura e calor.ppt
GiseleTavares18
 

Mais procurados (20)

Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
Energia Cinética e Potencial
Energia Cinética e PotencialEnergia Cinética e Potencial
Energia Cinética e Potencial
 
Maquinas simples
Maquinas simplesMaquinas simples
Maquinas simples
 
Consumo de energia eletrica
Consumo de energia eletricaConsumo de energia eletrica
Consumo de energia eletrica
 
Máquinas térmicas
Máquinas térmicasMáquinas térmicas
Máquinas térmicas
 
Energia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovávelEnergia renovável e não renovável
Energia renovável e não renovável
 
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 anoAula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
Aula 9º Ano (Ensino Fundamental) Fontes de energia 9 ano
 
Reações Químicas
Reações QuímicasReações Químicas
Reações Químicas
 
Força e movimento
Força e movimentoForça e movimento
Força e movimento
 
9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria9 ano propriedades da matéria
9 ano propriedades da matéria
 
Formas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energiaFormas de energia e transformação de energia
Formas de energia e transformação de energia
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 
Trabalho e potência
Trabalho e potênciaTrabalho e potência
Trabalho e potência
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Misturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e HeterogeneasMisturas homogêneas e Heterogeneas
Misturas homogêneas e Heterogeneas
 
Modelos atômicos
Modelos atômicosModelos atômicos
Modelos atômicos
 
Introdução a Física
Introdução a FísicaIntrodução a Física
Introdução a Física
 
Ecologia 3º ano
Ecologia 3º anoEcologia 3º ano
Ecologia 3º ano
 
Conceitos de temperatura e calor.ppt
Conceitos de temperatura e calor.pptConceitos de temperatura e calor.ppt
Conceitos de temperatura e calor.ppt
 

Semelhante a Tipos de Energia

Energia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana MariaEnergia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana Maria
Bruna Evelin
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
Bruna Evelin
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
Bruna Evelin
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e FrancimarTrabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
lucas10df
 
Trabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias PedroTrabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias Pedro
Bruna Evelin
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
Bruna Evelin
 
8 ano energia
8 ano energia8 ano energia
8 ano energia
AglisDelgadoCincias
 
Energia
EnergiaEnergia
Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia
Raquel Alves
 
Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica   Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica
Vania Lima "Somos Físicos"
 
A energia
A energiaA energia
A energia
tft1844
 
Trabalho de Física - Energia
Trabalho de Física - EnergiaTrabalho de Física - Energia
Trabalho de Física - Energia
matheusmourao
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
Anabela600
 
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAformas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
GeizaGeovannaSoaresd
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
Carlos Priante
 
Eletricidade básica senai mb
Eletricidade básica   senai mbEletricidade básica   senai mb
Eletricidade básica senai mb
Leonardo Duarte
 
Eletricidade Vol. 1 - Senai
Eletricidade Vol. 1 - SenaiEletricidade Vol. 1 - Senai
Eletricidade Vol. 1 - Senai
Antonio Lincoln Reginaldo
 
Eletrecidade senai
Eletrecidade senaiEletrecidade senai
Eletrecidade senai
FlavioAlves79
 

Semelhante a Tipos de Energia (20)

Energia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana MariaEnergia- Vanessa e Ana Maria
Energia- Vanessa e Ana Maria
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
 
Trabalho de ciências
Trabalho de ciênciasTrabalho de ciências
Trabalho de ciências
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e FrancimarTrabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
Trabalho de Ciências - Lucas Abreu e Francimar
 
Trabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias PedroTrabalho de ciencias Pedro
Trabalho de ciencias Pedro
 
Trabalho ciências energia
Trabalho ciências energiaTrabalho ciências energia
Trabalho ciências energia
 
8 ano energia
8 ano energia8 ano energia
8 ano energia
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia Formas de Energia e Transformação de Energia
Formas de Energia e Transformação de Energia
 
Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica   Física - Energia Térmica
Física - Energia Térmica
 
A energia
A energiaA energia
A energia
 
Trabalho de Física - Energia
Trabalho de Física - EnergiaTrabalho de Física - Energia
Trabalho de Física - Energia
 
Energia
EnergiaEnergia
Energia
 
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAformas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
formas de energia.pdfAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA
 
Energia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservaçãoEnergia: transformação e conservação
Energia: transformação e conservação
 
Eletricidade básica senai mb
Eletricidade básica   senai mbEletricidade básica   senai mb
Eletricidade básica senai mb
 
Eletricidade Vol. 1 - Senai
Eletricidade Vol. 1 - SenaiEletricidade Vol. 1 - Senai
Eletricidade Vol. 1 - Senai
 
Eletrecidade senai
Eletrecidade senaiEletrecidade senai
Eletrecidade senai
 

Mais de Pibid Física

Física Nuclear
Física NuclearFísica Nuclear
Física Nuclear
Pibid Física
 
Efeito Fotoelétrico
Efeito FotoelétricoEfeito Fotoelétrico
Efeito Fotoelétrico
Pibid Física
 
Radiação de Corpo Negro
Radiação de Corpo NegroRadiação de Corpo Negro
Radiação de Corpo Negro
Pibid Física
 
Breve Cronologia da Física Moderna
Breve Cronologia da Física ModernaBreve Cronologia da Física Moderna
Breve Cronologia da Física Moderna
Pibid Física
 
Trabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia MecânicaTrabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia Mecânica
Pibid Física
 
M.R.U.V.
M.R.U.V.M.R.U.V.
M.R.U.V.
Pibid Física
 
M.R.U.
M.R.U.M.R.U.
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
Pibid Física
 
Balanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na TerraBalanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na Terra
Pibid Física
 
Fotos das Oficinas
Fotos das OficinasFotos das Oficinas
Fotos das Oficinas
Pibid Física
 
Revista Mundo Estranho
Revista Mundo EstranhoRevista Mundo Estranho
Revista Mundo Estranho
Pibid Física
 

Mais de Pibid Física (11)

Física Nuclear
Física NuclearFísica Nuclear
Física Nuclear
 
Efeito Fotoelétrico
Efeito FotoelétricoEfeito Fotoelétrico
Efeito Fotoelétrico
 
Radiação de Corpo Negro
Radiação de Corpo NegroRadiação de Corpo Negro
Radiação de Corpo Negro
 
Breve Cronologia da Física Moderna
Breve Cronologia da Física ModernaBreve Cronologia da Física Moderna
Breve Cronologia da Física Moderna
 
Trabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia MecânicaTrabalho e Energia Mecânica
Trabalho e Energia Mecânica
 
M.R.U.V.
M.R.U.V.M.R.U.V.
M.R.U.V.
 
M.R.U.
M.R.U.M.R.U.
M.R.U.
 
Gravitação Universal
Gravitação UniversalGravitação Universal
Gravitação Universal
 
Balanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na TerraBalanço de Energia na Terra
Balanço de Energia na Terra
 
Fotos das Oficinas
Fotos das OficinasFotos das Oficinas
Fotos das Oficinas
 
Revista Mundo Estranho
Revista Mundo EstranhoRevista Mundo Estranho
Revista Mundo Estranho
 

Último

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Renato Henriques
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
shirleisousa9166
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
EsterGabriiela1
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2020 CENSIPAM.pdf
 
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: CronologiaOs Profetas do Velho Testamento: Cronologia
Os Profetas do Velho Testamento: Cronologia
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
apresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacionalapresentação metodologia terapia ocupacional
apresentação metodologia terapia ocupacional
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdfPERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO PDF.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 

Tipos de Energia

  • 1. Tipos de EnergiaThomas EduardoVera LúciaPIBID - UFMT
  • 2. Energia, o que é? De um modo geral, a energia pode ser definida como a capacidade de realizar trabalho ou como o resultado da realização de um trabalho.
  • 3. Fontes de Energia Em nosso planeta encontramos diversos tipos de fontes de energia. A humanidade tem procurado usar essa energia que a cerca e a energia do próprio corpo, para obter maior conforto, melhores condições de vida, maior facilidade de trabalho, etc. Neste trabalho são apresentadas energias, tais como: química, elétrica, nuclear, solar, térmica.
  • 4. A energia não se cria nem se destrói apenas se transforma de um tipo em outro, em quantidades iguais.
  • 5. Energia QuímicaO que é? Energia química é a energia potencial das ligações químicas entre os átomos. Sua liberação é percebida, por exemplo, na pilha, conforme abaixo:
  • 6. A energia liberada pelas reações químicas que ocorrem nos diversos órgãos (estômago, intestinos, fígado, músculos, sangue, etc.) é convertida em ações ou movimentos (andar, correr, etc.). Nesses casos, a energia química é convertida em energia cinética.
  • 7. Quando suamos, estamos eliminando o excesso de energia recebida pelo nosso corpo (exposição ao Sol, por exemplo) ou gerado por uma taxa anormal de reações químicas dentro dele, para que sua temperatura permaneça em um valor constante de 36,5 °C. Esse calor é o resultado da transformação da energia química em energia térmica.
  • 8. Energia ElétricaO que é? É a energia gerada pela movimentação de elétrons devido à presença de um campo elétrico, sendo que este pode ter sido gerado pela presença de um campo magnético. Numa Usina Hidrelétrica, converte-se em eletricidade a energia de movimento das correntes de água.Usina hidrelétrica de Itaipu, na fronteira do Brasil com o Paraguai
  • 9. Como se calcula?O consumo de energia elétrica depende da potência e do tempo.Assim, para calcular o consumo mensal de energia elétrica de um aparelho, em quilowatt-hora, precisamos saber:A potência elétrica (Pot) do aparelho, medida em quilowatt (kW);
  • 10. O tempo de uso mensal do aparelho, medido em horas (h).Na física, potência é a quantidade de energia transformada em um certo intervalo de tempo.Onde: E = energia transformada t = intervalo de tempo consideradoNo Sistema Internacional de unidades a energia é medida em joules (símbolo: J), o tempo é medido em segundos (s) e a potência é medida em joules por segundo (J/s). Essa unidade derivada, é então denominada “watt” (W).
  • 11. Energia NuclearO que é? Este tipo de energia é obtido a partir da fissão do núcleo do átomo de urânio enriquecido, liberando uma grande quantidade de energia. As usinas nucleares aproveitam esta energia para gerar eletricidade.Esquema do reator de uma Usina Nuclear
  • 14. Energia SolarO que é? A conversão direta de energia solar em energia elétrica é realizada nas células solares através do efeito fotovoltaico, que consiste na geração de uma diferença de potencial elétrico através da radiação. O efeito fotovoltaico ocorre quando fótons incidem sobre átomos (no caso átomos de silício), provocando a emissão de elétrons, gerando corrente elétrica.Painel solar fotovoltaico que usa energia da luz solar para sustentar telefone celular público em local isolado na Austrália
  • 15. Energia TérmicaO que é? Calor (ou energia térmica) é a modalidade de energia que migra sempre do corpo com maior temperatura para o corpo com menor temperatura. Atingido o equilíbrio térmico entre os corpos, cessa-se a migração de energia térmica entre eles, visto que calor é energia em trânsito entre corpos com diferentes temperaturas.
  • 16. Como se calcula? O calor específico é definido da seguinte maneira: quanto maior o calor necessário para aquecer 1 grama de um material, de 1 °C, tanto maior será seu calor específico ou, matematicamente:Calor = massa x calor específico x diferença de temperaturaouQ = mcΔt Na expressão matemática, o calor Q é normalmente expresso em calorias, a massa m em gramas e a temperatura t em graus Celsius.
  • 17. Como se calcula?Calor latente é a grandeza física que está relacionada à quantidade de calor que um corpo precisa receber ou ceder para mudar de estado físico. Matematicamente essa definição fica da seguinte forma:Q = mL Onde L é o calor latente da substância e tem como unidade a cal/g. O calor latente pode assumir tanto valores positivos quanto negativos. Se for positivo quer dizer que o corpo está recebendo calor, se negativo ele está cedendo calor.
  • 18. Tipos de Usinas e seus Impactos no Meio Ambiente
  • 19. Usina hidrelétrica: provoca o alagamento de grandes regiões, com consequente modificação da fauna e da flora, e a inundação de cidades, ocasionando o deslocamento de populações. Acresce-se a isso o eventual mau uso da água, que é um bem de múltipla utilização, e a possibilidade de emissão de gás metano, pela decomposição orgânica gerada pelos alagamentos.Usina hidrelétrica de Itaipu
  • 20. Usina termelétrica: a queima de combustíveis fósseis na geração de energia elétrica produz CO2, agravando o efeito estufa e o aquecimento global. Também provoca a contaminação da atmosfera, do solo e da água pelas cinzas arrastadas pelo fluxo de gás. Além disso, os óxidos de nitrogênio e enxofre agravam enfermidades pulmonares, cardiovasculares e renais das populações residentes nas imediações.Vista panorâmica da Usina Termelétrica de Cuiabá
  • 21. Usina termonuclear: além de envolver as questões vitais da segurança e do tratamento de resíduos nucleares, tem como fator negativo o aumento da temperatura dos cursos d’água empregados na refrigeração, prejudicando a biodiversidade local.Usina Termonuclear de Angra dos Reis