SlideShare uma empresa Scribd logo
Eletricidade
 A maior parte do espaço do átomo é espaço
  vazio.

 No seu interior, existe uma pequena região
  central positiva (núcleo).

 No núcleo encontra-se a maior parte da massa
  do átomo.

 Os elétrons giram à volta do núcleo em órbitas
  circulares.

 Também conhecido como o modelo Planetário.
Modelo Atual – Modelo da Nuvem
                 eletrônica
 Os elétrons nos átomos movem-se em torno do núcleo com elevada rapidez.

 É impossível determinar, simultaneamente, com exatidão a posição e a
  velocidade de um elétron. (Princípio da Incerteza de Heisenberg)




                Representação simbólica da nuvem eletrônica
Modelo Atual – Modelo da Nuvem
                Eletrônica
 O átomo possui um núcleo central de
  reduzidas dimensões e uma nuvem
  eletrônica.

 No núcleo encontram-se os prótons e os
  neutrons.

 Os elétrons encontram-se à volta do
  núcleo, na nuvem eletrônica.

 É possível falar em zonas onde a
  probabilidade de encontrar o elétron é
                                           ORBITAIS
  maior.
Estudo dos fenômenos associados com as cargas elétricas;

Carga elétrica – propriedade intrínseca da matéria (como a
massa, por exemplo);

Existem dois tipos de carga elétrica ( + e – );

Carga + :associada aos prótons;

Carga – :associada aos elétrons;

Corpo neutro: possui os dois tipos de carga em igual número e
homogeneamente distribuídas

Corpo carregado: possui excesso total ou local de um tipo de
carga
Cargas elétricas de mesmo sinal se       e de sinais
                contrários se        .
Num sistema eletricamente
isolado, é CONSTANTE a soma
  algébrica das cargas elétricas
Pelo atrito (esfregação) entre dois corpos, elétrons são transferidos
de um corpo para o outro de acordo com a série triboelétrica.

Ao final do processo, os dois corpos ficam eletrizados com carga de
sinais contrários.




Mica = minério
Ebonite e celuloide = tipos de plástico
- quando se faz contato entre um corpo carregado e outro neutro, o
excesso de cargas em um dos corpos se distribui pelo sistema
único. Quando separa-se novamente os corpos, a carga líquida fica
dividida entre os dois – NÃO NECESSARIAMENTE AO MEIO;

Ao final do processo, os dois corpos ficam carregados com carga de
mesmo sinal.
- pela aproximação de um corpo carregado (indutor), induz-se uma
separação interna de cargas em um corpo inicialmente neutro
(induzido), aterra-se convenientemente o induzido e depois afasta-
se o indutor;

Ao final do processo, os indutor e induzido estão carregado com
cargas de sinal contrário.
Pikachu?

Roedor amarelo eletrificado que se
 comunica falando repetidamente
       seu próprio nome.

 Geralmente são encontrados em
 florestas ou em tomadas de suas
               casas.

  Choque do Trovão: ele utiliza o
   próprio rabo para criar uma
quantidade de eletricidade estática
 para descarregar em criancinhas
            japonesas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

condutores e isolantes
condutores e isolantescondutores e isolantes
condutores e isolantes
Daniela Lana
 
Propagação de Calor
Propagação de CalorPropagação de Calor
Propagação de Calor
Bruno De Siqueira Costa
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
Vivian Reis
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
João Paulo Luna
 
Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
Colégio Espaço Aberto
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Sandra Peixoto
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
Warlle1992
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
O mundo da FÍSICA
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
Rildo Borges
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
Estude Mais
 
Carga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrizaçãoCarga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrização
Prof. JC
 
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
joana bolsi
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
Sergio Madureira
 
Transformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaTransformações químicas da matéria
Transformações químicas da matéria
Layanne Caetano
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Ivanise Meyer
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
Pibid Física
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vida
César Milani
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
O mundo da FÍSICA
 

Mais procurados (20)

condutores e isolantes
condutores e isolantescondutores e isolantes
condutores e isolantes
 
Propagação de Calor
Propagação de CalorPropagação de Calor
Propagação de Calor
 
Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano] Fontes de Energia [8 ano]
Fontes de Energia [8 ano]
 
Aula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energiaAula 3 - Transformação de energia
Aula 3 - Transformação de energia
 
Introdução à Astronomia
Introdução à AstronomiaIntrodução à Astronomia
Introdução à Astronomia
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Slides eletrostatica
Slides eletrostaticaSlides eletrostatica
Slides eletrostatica
 
Cicuito elétrico
Cicuito elétricoCicuito elétrico
Cicuito elétrico
 
Magnetismo
MagnetismoMagnetismo
Magnetismo
 
Átomos
ÁtomosÁtomos
Átomos
 
Carga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrizaçãoCarga elétrica e eletrização
Carga elétrica e eletrização
 
Modelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9anoModelos atomicos 9ano
Modelos atomicos 9ano
 
Ondas 9° ano cec
Ondas 9° ano cecOndas 9° ano cec
Ondas 9° ano cec
 
Transformações químicas da matéria
Transformações químicas da matériaTransformações químicas da matéria
Transformações químicas da matéria
 
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria  prof Ivanise MeyerEstrutura da matéria  prof Ivanise Meyer
Estrutura da matéria prof Ivanise Meyer
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 
Aulão a origem da vida
Aulão a origem da vidaAulão a origem da vida
Aulão a origem da vida
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 

Destaque

Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
FabianeGremista
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
Colegio CMC
 
A Electricidade
A ElectricidadeA Electricidade
A Electricidade
carlos santana
 
Eletricidade 9º ano
Eletricidade 9º anoEletricidade 9º ano
Eletricidade 9º ano
Rildo Borges
 
Eletricidade 9º ano
Eletricidade 9º anoEletricidade 9º ano
Eletricidade 9º ano
Rildo Borges
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
Alexandre Cardoso
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
marinarruda
 
Aula 1 - Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
Aula 1  -  Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introduçãoAula 1  -  Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
Aula 1 - Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
Guilherme Nonino Rosa
 
Electricidade
ElectricidadeElectricidade
Circuitos electricos 9º ano, Fisica
Circuitos electricos 9º ano, FisicaCircuitos electricos 9º ano, Fisica
Circuitos electricos 9º ano, Fisica
Yolanda Maria
 
Cargas elétricas
Cargas elétricasCargas elétricas
Cargas elétricas
Kátia Cilene Suptitz
 
Aula de fisica conceitos de eletricidade
Aula de fisica   conceitos de eletricidade Aula de fisica   conceitos de eletricidade
Aula de fisica conceitos de eletricidade
Zilda Gomes Santos
 
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicosFundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Robson Josué Molgaro
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
fisicaatual
 
Eletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismoEletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismo
Gr0R
 
Eletricidade basica
Eletricidade basicaEletricidade basica
Eletricidade basica
Paulo Roberto
 
Seguranca Eletricidade - Apresentação
Seguranca Eletricidade - ApresentaçãoSeguranca Eletricidade - Apresentação
Seguranca Eletricidade - Apresentação
Jonas Abilio Sestrem Jr
 
6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos
Fisica-Quimica
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
Pedro Bittencourt
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica

Destaque (20)

Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
 
A Electricidade
A ElectricidadeA Electricidade
A Electricidade
 
Eletricidade 9º ano
Eletricidade 9º anoEletricidade 9º ano
Eletricidade 9º ano
 
Eletricidade 9º ano
Eletricidade 9º anoEletricidade 9º ano
Eletricidade 9º ano
 
Eletricidade
EletricidadeEletricidade
Eletricidade
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
 
Aula 1 - Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
Aula 1  -  Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introduçãoAula 1  -  Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
Aula 1 - Eletricidade e Eletrônica - Apresentação e introdução
 
Electricidade
ElectricidadeElectricidade
Electricidade
 
Circuitos electricos 9º ano, Fisica
Circuitos electricos 9º ano, FisicaCircuitos electricos 9º ano, Fisica
Circuitos electricos 9º ano, Fisica
 
Cargas elétricas
Cargas elétricasCargas elétricas
Cargas elétricas
 
Aula de fisica conceitos de eletricidade
Aula de fisica   conceitos de eletricidade Aula de fisica   conceitos de eletricidade
Aula de fisica conceitos de eletricidade
 
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicosFundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
Fundamentos da eletricidade - Conceitos básicos
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Eletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismoEletricidade e magnetismo
Eletricidade e magnetismo
 
Eletricidade basica
Eletricidade basicaEletricidade basica
Eletricidade basica
 
Seguranca Eletricidade - Apresentação
Seguranca Eletricidade - ApresentaçãoSeguranca Eletricidade - Apresentação
Seguranca Eletricidade - Apresentação
 
6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos6 circuitos-eletricos
6 circuitos-eletricos
 
Corrente elétrica
Corrente elétricaCorrente elétrica
Corrente elétrica
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
 

Semelhante a Eletricidade

aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdfaula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
Emerson Assis
 
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1 eletrostática
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1   eletrostáticaELETRICIDADE BASICA T- Aula 1   eletrostática
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1 eletrostática
engciviluniplan14
 
Modelos atômicos e Processos de Eletrização
Modelos atômicos e Processos de EletrizaçãoModelos atômicos e Processos de Eletrização
Modelos atômicos e Processos de Eletrização
Wellington Sampaio
 
Eletriidade 1
Eletriidade 1Eletriidade 1
Eletriidade 1
Fabiana Gonçalves
 
Eletriidade 1
Eletriidade 1Eletriidade 1
Eletriidade 1
Fabiana Gonçalves
 
HarryAmorim
HarryAmorimHarryAmorim
HarryAmorim
HarryAmorim
 
Apostila eja-3-serie-medio-20111
Apostila eja-3-serie-medio-20111Apostila eja-3-serie-medio-20111
Apostila eja-3-serie-medio-20111
Marcia Marcia.Cristina2
 
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
Fisica   003 eletrização e lei de coulombFisica   003 eletrização e lei de coulomb
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
con_seguir
 
Plantão eletrostática
Plantão eletrostáticaPlantão eletrostática
Plantão eletrostática
Roberto Bagatini
 
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
leandro50276492
 
Apostila de análise de circuitos elétricos
Apostila de análise de circuitos elétricosApostila de análise de circuitos elétricos
Apostila de análise de circuitos elétricos
luizgraf
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
Carol Higa
 
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdfM2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
desportistaluis
 
Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000
Tembe1988
 
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisieletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
kauannogueira700
 
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de CoulombProcessos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
O mundo da FÍSICA
 
EletrostáTica
EletrostáTicaEletrostáTica
EletrostáTica
guestafb584
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletricidade, conceito, história e textos bases
Eletricidade, conceito, história e textos basesEletricidade, conceito, história e textos bases
Eletricidade, conceito, história e textos bases
MarceloGuimares91
 
Aula eletrostática prof waldir montenegro
Aula  eletrostática prof waldir montenegroAula  eletrostática prof waldir montenegro
Aula eletrostática prof waldir montenegro
Waldir Montenegro
 

Semelhante a Eletricidade (20)

aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdfaula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
aula1-eletrosttica-150210200346-conversion-gate02.pdf
 
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1 eletrostática
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1   eletrostáticaELETRICIDADE BASICA T- Aula 1   eletrostática
ELETRICIDADE BASICA T- Aula 1 eletrostática
 
Modelos atômicos e Processos de Eletrização
Modelos atômicos e Processos de EletrizaçãoModelos atômicos e Processos de Eletrização
Modelos atômicos e Processos de Eletrização
 
Eletriidade 1
Eletriidade 1Eletriidade 1
Eletriidade 1
 
Eletriidade 1
Eletriidade 1Eletriidade 1
Eletriidade 1
 
HarryAmorim
HarryAmorimHarryAmorim
HarryAmorim
 
Apostila eja-3-serie-medio-20111
Apostila eja-3-serie-medio-20111Apostila eja-3-serie-medio-20111
Apostila eja-3-serie-medio-20111
 
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
Fisica   003 eletrização e lei de coulombFisica   003 eletrização e lei de coulomb
Fisica 003 eletrização e lei de coulomb
 
Plantão eletrostática
Plantão eletrostáticaPlantão eletrostática
Plantão eletrostática
 
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
Aula de eletrostática - eletrodinamica - eletricidade - magnetismo e eletroma...
 
Apostila de análise de circuitos elétricos
Apostila de análise de circuitos elétricosApostila de análise de circuitos elétricos
Apostila de análise de circuitos elétricos
 
Eletrostatica
EletrostaticaEletrostatica
Eletrostatica
 
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdfM2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
M2_CIRCUITOS_CORRENTE_CONTINUA.pdf
 
Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000Escola secundaria Ndambine 2000
Escola secundaria Ndambine 2000
 
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisieletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
eletricidade.pdfprofessorhistoriafisicauaiwiwiwiwisi
 
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de CoulombProcessos de eletrização e Lei de Coulomb
Processos de eletrização e Lei de Coulomb
 
EletrostáTica
EletrostáTicaEletrostáTica
EletrostáTica
 
Eletrostática
EletrostáticaEletrostática
Eletrostática
 
Eletricidade, conceito, história e textos bases
Eletricidade, conceito, história e textos basesEletricidade, conceito, história e textos bases
Eletricidade, conceito, história e textos bases
 
Aula eletrostática prof waldir montenegro
Aula  eletrostática prof waldir montenegroAula  eletrostática prof waldir montenegro
Aula eletrostática prof waldir montenegro
 

Mais de Wellington Sampaio

Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de NewtonCartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Wellington Sampaio
 
Astrobiologia
AstrobiologiaAstrobiologia
Astrobiologia
Wellington Sampaio
 
Nos ombros dos gigantes mágicos
Nos ombros dos gigantes mágicosNos ombros dos gigantes mágicos
Nos ombros dos gigantes mágicos
Wellington Sampaio
 
Via Láctea
Via LácteaVia Láctea
Via Láctea
Wellington Sampaio
 
Almanaque socioambiental 2008
Almanaque socioambiental 2008Almanaque socioambiental 2008
Almanaque socioambiental 2008
Wellington Sampaio
 
Lista 1 termometria - dilatação
Lista 1   termometria - dilataçãoLista 1   termometria - dilatação
Lista 1 termometria - dilatação
Wellington Sampaio
 
Fenômenos Ondulatórios
Fenômenos OndulatóriosFenômenos Ondulatórios
Fenômenos Ondulatórios
Wellington Sampaio
 
Espelhos
EspelhosEspelhos
Óptica da Visão e Lentes
Óptica da Visão e LentesÓptica da Visão e Lentes
Óptica da Visão e Lentes
Wellington Sampaio
 
Fenômenos Ópticos
Fenômenos ÓpticosFenômenos Ópticos
Fenômenos Ópticos
Wellington Sampaio
 
Exercícios 8° ano REC
Exercícios 8° ano RECExercícios 8° ano REC
Exercícios 8° ano REC
Wellington Sampaio
 
Mudança de fase
Mudança de faseMudança de fase
Mudança de fase
Wellington Sampaio
 
Lista de Exercícios
Lista de ExercíciosLista de Exercícios
Lista de Exercícios
Wellington Sampaio
 
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semLista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semWellington Sampaio
 
Sociedade de consumo
Sociedade de consumoSociedade de consumo
Sociedade de consumo
Wellington Sampaio
 
Circuitos elétricos
Circuitos elétricosCircuitos elétricos
Circuitos elétricos
Wellington Sampaio
 
Potencial elétrico
Potencial elétricoPotencial elétrico
Potencial elétrico
Wellington Sampaio
 
Calorimetria
CalorimetriaCalorimetria
Calorimetria
Wellington Sampaio
 
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as criançasPara Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
Wellington Sampaio
 
Campo e potencial elétrico
Campo e potencial elétricoCampo e potencial elétrico
Campo e potencial elétrico
Wellington Sampaio
 

Mais de Wellington Sampaio (20)

Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de NewtonCartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
Cartilha Inércia e a Primeira Lei de Newton
 
Astrobiologia
AstrobiologiaAstrobiologia
Astrobiologia
 
Nos ombros dos gigantes mágicos
Nos ombros dos gigantes mágicosNos ombros dos gigantes mágicos
Nos ombros dos gigantes mágicos
 
Via Láctea
Via LácteaVia Láctea
Via Láctea
 
Almanaque socioambiental 2008
Almanaque socioambiental 2008Almanaque socioambiental 2008
Almanaque socioambiental 2008
 
Lista 1 termometria - dilatação
Lista 1   termometria - dilataçãoLista 1   termometria - dilatação
Lista 1 termometria - dilatação
 
Fenômenos Ondulatórios
Fenômenos OndulatóriosFenômenos Ondulatórios
Fenômenos Ondulatórios
 
Espelhos
EspelhosEspelhos
Espelhos
 
Óptica da Visão e Lentes
Óptica da Visão e LentesÓptica da Visão e Lentes
Óptica da Visão e Lentes
 
Fenômenos Ópticos
Fenômenos ÓpticosFenômenos Ópticos
Fenômenos Ópticos
 
Exercícios 8° ano REC
Exercícios 8° ano RECExercícios 8° ano REC
Exercícios 8° ano REC
 
Mudança de fase
Mudança de faseMudança de fase
Mudança de fase
 
Lista de Exercícios
Lista de ExercíciosLista de Exercícios
Lista de Exercícios
 
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° semLista de exercícios 8° ano 2° sem
Lista de exercícios 8° ano 2° sem
 
Sociedade de consumo
Sociedade de consumoSociedade de consumo
Sociedade de consumo
 
Circuitos elétricos
Circuitos elétricosCircuitos elétricos
Circuitos elétricos
 
Potencial elétrico
Potencial elétricoPotencial elétrico
Potencial elétrico
 
Calorimetria
CalorimetriaCalorimetria
Calorimetria
 
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as criançasPara Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
Para Sara, Raquel, Lia e para todas as crianças
 
Campo e potencial elétrico
Campo e potencial elétricoCampo e potencial elétrico
Campo e potencial elétrico
 

Último

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 

Último (20)

Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 

Eletricidade

  • 2.  A maior parte do espaço do átomo é espaço vazio.  No seu interior, existe uma pequena região central positiva (núcleo).  No núcleo encontra-se a maior parte da massa do átomo.  Os elétrons giram à volta do núcleo em órbitas circulares.  Também conhecido como o modelo Planetário.
  • 3. Modelo Atual – Modelo da Nuvem eletrônica  Os elétrons nos átomos movem-se em torno do núcleo com elevada rapidez.  É impossível determinar, simultaneamente, com exatidão a posição e a velocidade de um elétron. (Princípio da Incerteza de Heisenberg) Representação simbólica da nuvem eletrônica
  • 4. Modelo Atual – Modelo da Nuvem Eletrônica  O átomo possui um núcleo central de reduzidas dimensões e uma nuvem eletrônica.  No núcleo encontram-se os prótons e os neutrons.  Os elétrons encontram-se à volta do núcleo, na nuvem eletrônica.  É possível falar em zonas onde a probabilidade de encontrar o elétron é ORBITAIS maior.
  • 5. Estudo dos fenômenos associados com as cargas elétricas; Carga elétrica – propriedade intrínseca da matéria (como a massa, por exemplo); Existem dois tipos de carga elétrica ( + e – ); Carga + :associada aos prótons; Carga – :associada aos elétrons; Corpo neutro: possui os dois tipos de carga em igual número e homogeneamente distribuídas Corpo carregado: possui excesso total ou local de um tipo de carga
  • 6. Cargas elétricas de mesmo sinal se e de sinais contrários se .
  • 7. Num sistema eletricamente isolado, é CONSTANTE a soma algébrica das cargas elétricas
  • 8.
  • 9. Pelo atrito (esfregação) entre dois corpos, elétrons são transferidos de um corpo para o outro de acordo com a série triboelétrica. Ao final do processo, os dois corpos ficam eletrizados com carga de sinais contrários. Mica = minério Ebonite e celuloide = tipos de plástico
  • 10. - quando se faz contato entre um corpo carregado e outro neutro, o excesso de cargas em um dos corpos se distribui pelo sistema único. Quando separa-se novamente os corpos, a carga líquida fica dividida entre os dois – NÃO NECESSARIAMENTE AO MEIO; Ao final do processo, os dois corpos ficam carregados com carga de mesmo sinal.
  • 11. - pela aproximação de um corpo carregado (indutor), induz-se uma separação interna de cargas em um corpo inicialmente neutro (induzido), aterra-se convenientemente o induzido e depois afasta- se o indutor; Ao final do processo, os indutor e induzido estão carregado com cargas de sinal contrário.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Pikachu? Roedor amarelo eletrificado que se comunica falando repetidamente seu próprio nome. Geralmente são encontrados em florestas ou em tomadas de suas casas. Choque do Trovão: ele utiliza o próprio rabo para criar uma quantidade de eletricidade estática para descarregar em criancinhas japonesas.