SlideShare uma empresa Scribd logo
Essa aplicação não é intuitiva…
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Tipos de Affordance
1. Explícita
2. Convencional
3. Oculta
4. Metafórica
5. Interação não-permitida
Importante pensar:
Quais são as qualidades
que fazem um objeto
convidar o usuário ao clique,
scroll ou qualquer outra ação?
Existem visões
sobre mudanças
que afetam a casca,
IHC ou a interface de um
sistema dentro de uma
empresa.
1. COSMÉTICAS/ESTÉTICAS:
Dar um tapa no visual e deixar mais bonito.
2. USABILIDADE:
Resolver problemas graves de utilização.
3. ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO:
Melhorar navegação hierárquica e lógica.
Isso
Usabilidade
Origem: NNGroup.
É o fator que assegura ao usuário facilidade de uso
de um Sistema de interação humano-computador,
mas existem inúmeros conceitos para o termo,
em sintonia em um determinado ponto.
ISO 9126: Software engineering - Product
quality - Part 1: Quality model
Utiliza para isso termos diferentes para as
medições: efetividade: (uma mistura de eficácia e
eficiência), produtividade (quantidade adequada de
recursos do sistema em relação à efetividade
alcançada), segurança (oferecer níveis aceitáveis
de risco de danos) e satisfação.
NBR 9241-11: Requisitos ergonômicos para
o trabalho com dispositivos de interação
visual - Parte 11: Orientações sobre
usabilidade , adoção da ISO 9241-11:1998
A ISO 9241, criada em 1998, também foi
adotada pela ABNT no Brasil em agosto de
2002. É neste momento que o conceito de
usabilidade se estabelece como um conjunto
de diretrizes que permitem ao usuário atingir
seu objetivo e satisfação dentro de um
contexto particular de necessidades.
Nielsen é um pesquisador
conhecido como o pai da usabilidade
e das normas que determinam
o bom uso das coisas.
METAS
São indicadores que, garantirão sua boa usabilidade.
1. Eficácia: ser eficaz no uso;
2. Eficiência: ser eficiente no uso;
3. Segurança: ser seguro no uso;
4. Utilidade: ser de boa utilidade;
5. Aprendizado: ser fácil de aprender;
6. Memorização: ser fácil de lembrar como se usa.
OS 5 ATRIBUTOS
(NIELSEN, 1993)
1. Ser fácil de aprender;
2. Ser eficiente na utilização;
3. Ser fácil de recordar;
4. Evitar, e não induzir, a erros (Segurança) ;
5. Satisfação, ser subjetivamente agradável.
Crédito. The New York Times.
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Como evitar
estes problemas
de usabilidade?
1. Visibilidade de qual estado estamos no sistema;
2. Correspondência entre o sistema e o mundo real;
3. Liberdade de controle fácil pro usuário;
4. Consistência e padrões;
5. Prevenção de erros;
6. Reconhecimento em vez de memorização;
7. Flexibilidade e eficiência de uso;
8. Estética e design minimalista;
9. Ajude os usuários a diagnosticarem e recuperarem-se de erros;
10. Ajuda e documentação
HEURÍSTICAS DE NIELSEN
Visibilidade de qual estado
estamos no sistema
01
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Correspondência entre
o sistema e o mundo real
02
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Liberdade de controle fácil
pro usuário
03
Consistência e padrões
04
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Prevenção de erros
05
Reconhecimento
em vez de memorização
06
Flexibilidade
e eficiência de uso
07
Estética e design minimalista
08
Ajude os usuários
a diagnosticarem e
recuperarem-se de erros
09
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Ajuda e documentação
10
Testes A/B Testes de
usabilidade
Avaliação
Heurística
AVALIAÇÃO HEURÍSTICA
Preparação:
1. Especialistas em usabilidade (de 3 a 5);
2. Um protótipo do aplicativo (papel, wireframe, implementação inicial);
3. Hipóteses iniciais sobre os usuários (opcional);
4. Lista de atividades. (opcional)
EXECUTANDO A AVALIAÇÃO
1. Análise individual
2. Consolidação da análise
3. Reunião final
METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO
Nível 0: Encarado não necessariamente como
problema de usabilidade;
Nivel 1: Problema estético que não necessita ser
corrigido, a menos que tenha tempo;
Nível 2: Pequeno problema com baixa prioridade;
Nível 3: Problema com alta prioridade;
Nível 4: Catástrofe de usabilidade. Produto só
deve ser liberado com a correção.
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
Relatório de Avaliação Heurística
Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam
“
Lembre-se da primeira lei de usabilidade:
Seu design será testado pelos usuários.
Sua única escolha é executar o teste você
mesmo antes do lançamento para que
você possa consertar os inevitáveis
problemas enquanto é barato.
Jakob Nielsen
“
Heurísticas específicas
Heurísticas para avaliação de sistemas interativos cross-channel (2016)
Conjunto de nove heurísticas propostas por Adriano Renzi para avaliar a experiencia de produtos com
presença em vários devices.
Heurísticas de Jogabilidade para jogos de computador (2008)
Dissertação de mestrado da Ana Regina Mizrahy Cuperschmid com heurísticas para avaliar a
usabilidade, o entretenimento e a qualidade de jogos digitais.
Content Analysis Heuristics (2007)
Lista de heurísticas desenvolvida por Fred Leise para análise de conteúdo de sites.
Heurísticas específicas
E-commerce User Experience (2018)
Baymard Institute Guidelines (2019)
Lista recomendações para e-commerces.
Diretrizes de Stanford para credibilidade na web (2002)
Conjunto de dez recomendações para criar produtos digitais que transmitam confiabilidade.
Design Social Interfaces (2014)
Livro de Christian Crumlish e Erin Malone com padrões, princípios e boas práticas para o design de
interfaces sociais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
Ergonomia e Usabilidade AULA 6.Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
Dra. Camila Hamdan
 
Usabilidade aula-02. Metas e princípios
Usabilidade aula-02. Metas e princípiosUsabilidade aula-02. Metas e princípios
Usabilidade aula-02. Metas e princípios
Alan Vasconcelos
 
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & ScapinAvaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
Kelvin Campelo
 
Aula 4 - Avaliação de Interface - Parte 1
Aula 4 -  Avaliação de Interface - Parte 1Aula 4 -  Avaliação de Interface - Parte 1
Aula 4 - Avaliação de Interface - Parte 1
André Constantino da Silva
 
Avaliaçãp
AvaliaçãpAvaliaçãp
Avaliaçãp
climack
 
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
Henrique Perticarati
 
Artigo Do Cassio
Artigo Do CassioArtigo Do Cassio
Artigo Do Cassio
MaoNeto
 
Regras de ouro
Regras de ouroRegras de ouro
Regras de ouro
Catarina Belchior
 
Ciclo desenvolvimento de sistemas
Ciclo desenvolvimento de sistemasCiclo desenvolvimento de sistemas
Ciclo desenvolvimento de sistemas
Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia
 
Ihc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
Ihc Aula8 M I Avaliacao HeuristicaIhc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
Ihc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
Fabiano Damiati
 
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
Fabio Vieira
 
User experience ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
User experience   ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvaoUser experience   ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
User experience ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
Vinicius Galvão
 
Apresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicosApresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicos
irlss
 
Teste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
Teste de Usabilidade e Percurso CognitivoTeste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
Teste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
Laís Berlatto
 
Análise Heuristica
Análise HeuristicaAnálise Heuristica
Análise Heuristica
Guilherme Serrano
 
Analise sistemas 02
Analise sistemas 02Analise sistemas 02
Analise sistemas 02
Caroline Raquel Rodrigues
 
Usabilidade
UsabilidadeUsabilidade
Usabilidade
Profª Ligia Ghisi
 
IHC - Questionario
IHC - QuestionarioIHC - Questionario
IHC - Questionario
Jonatas Melo
 

Mais procurados (18)

Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
Ergonomia e Usabilidade AULA 6.Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
Ergonomia e Usabilidade AULA 6.
 
Usabilidade aula-02. Metas e princípios
Usabilidade aula-02. Metas e princípiosUsabilidade aula-02. Metas e princípios
Usabilidade aula-02. Metas e princípios
 
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & ScapinAvaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
Avaliação do Google Docs utilizando critérios ergonômicos de Batien & Scapin
 
Aula 4 - Avaliação de Interface - Parte 1
Aula 4 -  Avaliação de Interface - Parte 1Aula 4 -  Avaliação de Interface - Parte 1
Aula 4 - Avaliação de Interface - Parte 1
 
Avaliaçãp
AvaliaçãpAvaliaçãp
Avaliaçãp
 
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
Usabilidade & heurísticas para a todos guiar!
 
Artigo Do Cassio
Artigo Do CassioArtigo Do Cassio
Artigo Do Cassio
 
Regras de ouro
Regras de ouroRegras de ouro
Regras de ouro
 
Ciclo desenvolvimento de sistemas
Ciclo desenvolvimento de sistemasCiclo desenvolvimento de sistemas
Ciclo desenvolvimento de sistemas
 
Ihc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
Ihc Aula8 M I Avaliacao HeuristicaIhc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
Ihc Aula8 M I Avaliacao Heuristica
 
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
Analise dos Processos para Tomada de Decisoes
 
User experience ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
User experience   ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvaoUser experience   ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
User experience ihm 2015.2 - felipe pinheiro levi andrade vinicius galvao
 
Apresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicosApresentação criterios ergonômicos
Apresentação criterios ergonômicos
 
Teste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
Teste de Usabilidade e Percurso CognitivoTeste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
Teste de Usabilidade e Percurso Cognitivo
 
Análise Heuristica
Análise HeuristicaAnálise Heuristica
Análise Heuristica
 
Analise sistemas 02
Analise sistemas 02Analise sistemas 02
Analise sistemas 02
 
Usabilidade
UsabilidadeUsabilidade
Usabilidade
 
IHC - Questionario
IHC - QuestionarioIHC - Questionario
IHC - Questionario
 

Semelhante a Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam

Palestra - Heurísticas e Usabilidade
Palestra - Heurísticas e UsabilidadePalestra - Heurísticas e Usabilidade
Palestra - Heurísticas e Usabilidade
Luiz Agner
 
Usabilidade com Paper Prototype
Usabilidade com Paper PrototypeUsabilidade com Paper Prototype
Usabilidade com Paper Prototype
eudisnet
 
Usabilidade - Metas, Principios e Heuristicas
Usabilidade -  Metas, Principios e HeuristicasUsabilidade -  Metas, Principios e Heuristicas
Usabilidade - Metas, Principios e Heuristicas
Lidiane Dos Santos Carvalho
 
MPP-III - Aula 08 - Usabilidade
MPP-III - Aula 08 - UsabilidadeMPP-III - Aula 08 - Usabilidade
MPP-III - Aula 08 - Usabilidade
Alan Vasconcelos
 
Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística
Ergo2 aula-14 Avaliação HeurísticaErgo2 aula-14 Avaliação Heurística
Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística
Alan Vasconcelos
 
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
Rafael Burity
 
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
tdc-globalcode
 
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
CEULJI/ULBRA Centro Universitário Luterano de Ji-Paraná
 
Usabilidade1
Usabilidade1Usabilidade1
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: BbRELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
rafahreis
 
Apresentação geral do gqs - Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
Apresentação geral do gqs -  Usabilidade na convergência digital - Customizaç...Apresentação geral do gqs -  Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
Apresentação geral do gqs - Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
PET Computação
 
Usabilidade - Uma introdução
Usabilidade - Uma introduçãoUsabilidade - Uma introdução
Usabilidade - Uma introdução
Erico Fileno
 
Conceitos de Usabilidade
Conceitos de UsabilidadeConceitos de Usabilidade
Conceitos de Usabilidade
Odair Cavichioli
 
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e WebAvalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
Bruno Dadalt Zambiazi
 
Seminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge SlideshareSeminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge Slideshare
guest5ccda
 
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGEUsabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Luiz Agner
 
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USARUSABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
Carla De Bona
 
Heurística de Nielsen
Heurística de NielsenHeurística de Nielsen
Heurística de Nielsen
Renato Wajnberg
 
Curso/Aula de Interface Homem Máquina
Curso/Aula de Interface Homem MáquinaCurso/Aula de Interface Homem Máquina
Curso/Aula de Interface Homem Máquina
kenethyf
 
Mta1 aula-05 Avaliação Heurística
Mta1 aula-05 Avaliação HeurísticaMta1 aula-05 Avaliação Heurística
Mta1 aula-05 Avaliação Heurística
Alan Vasconcelos
 

Semelhante a Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam (20)

Palestra - Heurísticas e Usabilidade
Palestra - Heurísticas e UsabilidadePalestra - Heurísticas e Usabilidade
Palestra - Heurísticas e Usabilidade
 
Usabilidade com Paper Prototype
Usabilidade com Paper PrototypeUsabilidade com Paper Prototype
Usabilidade com Paper Prototype
 
Usabilidade - Metas, Principios e Heuristicas
Usabilidade -  Metas, Principios e HeuristicasUsabilidade -  Metas, Principios e Heuristicas
Usabilidade - Metas, Principios e Heuristicas
 
MPP-III - Aula 08 - Usabilidade
MPP-III - Aula 08 - UsabilidadeMPP-III - Aula 08 - Usabilidade
MPP-III - Aula 08 - Usabilidade
 
Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística
Ergo2 aula-14 Avaliação HeurísticaErgo2 aula-14 Avaliação Heurística
Ergo2 aula-14 Avaliação Heurística
 
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema?
 
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
TDC2018SP | Trilha UX Design - Seguranca vs UX: Qual relacao do usuario com a...
 
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
Interface Humano Computador - Aula03 - design de experiência de usuário e aná...
 
Usabilidade1
Usabilidade1Usabilidade1
Usabilidade1
 
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: BbRELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
RELATÓRIO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE USABILIDADE OBJETO DA AVALIAÇÃO: Bb
 
Apresentação geral do gqs - Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
Apresentação geral do gqs -  Usabilidade na convergência digital - Customizaç...Apresentação geral do gqs -  Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
Apresentação geral do gqs - Usabilidade na convergência digital - Customizaç...
 
Usabilidade - Uma introdução
Usabilidade - Uma introduçãoUsabilidade - Uma introdução
Usabilidade - Uma introdução
 
Conceitos de Usabilidade
Conceitos de UsabilidadeConceitos de Usabilidade
Conceitos de Usabilidade
 
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e WebAvalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
Avalição Heurística de aplicativos Desktop e Web
 
Seminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge SlideshareSeminario Lep Ibge Slideshare
Seminario Lep Ibge Slideshare
 
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGEUsabilidade: Palestra no auditório do IBGE
Usabilidade: Palestra no auditório do IBGE
 
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USARUSABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
USABILIDADE - TORNE SEU PRODUTO MAIS FÁCIL DE USAR
 
Heurística de Nielsen
Heurística de NielsenHeurística de Nielsen
Heurística de Nielsen
 
Curso/Aula de Interface Homem Máquina
Curso/Aula de Interface Homem MáquinaCurso/Aula de Interface Homem Máquina
Curso/Aula de Interface Homem Máquina
 
Mta1 aula-05 Avaliação Heurística
Mta1 aula-05 Avaliação HeurísticaMta1 aula-05 Avaliação Heurística
Mta1 aula-05 Avaliação Heurística
 

Mais de Rafael Burity

UX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
UX Talks: Current UX market expectations for Designers and LeadersUX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
UX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
Rafael Burity
 
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
Rafael Burity
 
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience  Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
Rafael Burity
 
O design pode (ou deve) ser estratégico
O design pode (ou deve) ser estratégico O design pode (ou deve) ser estratégico
O design pode (ou deve) ser estratégico
Rafael Burity
 
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
Rafael Burity
 
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
Rafael Burity
 
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
Rafael Burity
 
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industryFrom HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
Rafael Burity
 
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
Rafael Burity
 
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
Rafael Burity
 
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
Rafael Burity
 
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
Rafael Burity
 
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
Rafael Burity
 
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
Rafael Burity
 
Qual o papel do ux na transformação digital?
Qual o papel do ux na transformação digital?Qual o papel do ux na transformação digital?
Qual o papel do ux na transformação digital?
Rafael Burity
 
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Rafael Burity
 
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
Rafael Burity
 
[Palestra] Profissão Designer
[Palestra] Profissão Designer[Palestra] Profissão Designer
[Palestra] Profissão Designer
Rafael Burity
 
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
Rafael Burity
 
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
Rafael Burity
 

Mais de Rafael Burity (20)

UX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
UX Talks: Current UX market expectations for Designers and LeadersUX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
UX Talks: Current UX market expectations for Designers and Leaders
 
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
(Petrobras) Repensando o design de experiências e processos
 
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience  Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
Data-driven e Customer Experience | Senior Design Experience
 
O design pode (ou deve) ser estratégico
O design pode (ou deve) ser estratégico O design pode (ou deve) ser estratégico
O design pode (ou deve) ser estratégico
 
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
[Figma Meetup Brasil] Eu realmente preciso ser um líder?
 
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?[Mentorama] Afinal, qual o papel  do UX designer na Transformação digital?
[Mentorama] Afinal, qual o papel do UX designer na Transformação digital?
 
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
Palestra 3: "Estamos resolvendo o problema certo?" - Dia do Programador 2020
 
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industryFrom HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
From HCI to UX: Building a New meaning through the history in the industry
 
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação  para o mercado / Webinar BR-CH...
Da IHC ao UX: Uma história de ressignificação para o mercado / Webinar BR-CH...
 
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
[UX Cafe] O poder da arquitetura de informação na construção de produtos digi...
 
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
[Farol UX Santander] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segur...
 
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
[Ifood] Segurança vs UX: Qual relação do usuário com a segurança do sistema
 
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
[UX Conf BR 2019] Indo audaciosamente onde nenhum outro designer esteve: A tr...
 
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
[GDGSP] android meetup #67 | Realmente preciso de ux no projeto mobile?
 
Qual o papel do ux na transformação digital?
Qual o papel do ux na transformação digital?Qual o papel do ux na transformação digital?
Qual o papel do ux na transformação digital?
 
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
 
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
Ux Café s02e05 | 04.06.18 - ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Como organizar e prior...
 
[Palestra] Profissão Designer
[Palestra] Profissão Designer[Palestra] Profissão Designer
[Palestra] Profissão Designer
 
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
[Oficina] UX e Smart Cities: Aplicando design como forma de pensar
 
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
SEGURANÇA X USABILIDADE: Estudando o caso "Havaí" - UX Café s02e01
 

Encontrão sobre Heuristicas do DesignTeam

  • 1. Essa aplicação não é intuitiva…
  • 6. Tipos de Affordance 1. Explícita 2. Convencional 3. Oculta 4. Metafórica 5. Interação não-permitida
  • 7. Importante pensar: Quais são as qualidades que fazem um objeto convidar o usuário ao clique, scroll ou qualquer outra ação?
  • 8. Existem visões sobre mudanças que afetam a casca, IHC ou a interface de um sistema dentro de uma empresa. 1. COSMÉTICAS/ESTÉTICAS: Dar um tapa no visual e deixar mais bonito. 2. USABILIDADE: Resolver problemas graves de utilização. 3. ARQUITETURA DE INFORMAÇÃO: Melhorar navegação hierárquica e lógica.
  • 10. Usabilidade Origem: NNGroup. É o fator que assegura ao usuário facilidade de uso de um Sistema de interação humano-computador, mas existem inúmeros conceitos para o termo, em sintonia em um determinado ponto. ISO 9126: Software engineering - Product quality - Part 1: Quality model Utiliza para isso termos diferentes para as medições: efetividade: (uma mistura de eficácia e eficiência), produtividade (quantidade adequada de recursos do sistema em relação à efetividade alcançada), segurança (oferecer níveis aceitáveis de risco de danos) e satisfação. NBR 9241-11: Requisitos ergonômicos para o trabalho com dispositivos de interação visual - Parte 11: Orientações sobre usabilidade , adoção da ISO 9241-11:1998 A ISO 9241, criada em 1998, também foi adotada pela ABNT no Brasil em agosto de 2002. É neste momento que o conceito de usabilidade se estabelece como um conjunto de diretrizes que permitem ao usuário atingir seu objetivo e satisfação dentro de um contexto particular de necessidades. Nielsen é um pesquisador conhecido como o pai da usabilidade e das normas que determinam o bom uso das coisas.
  • 11. METAS São indicadores que, garantirão sua boa usabilidade. 1. Eficácia: ser eficaz no uso; 2. Eficiência: ser eficiente no uso; 3. Segurança: ser seguro no uso; 4. Utilidade: ser de boa utilidade; 5. Aprendizado: ser fácil de aprender; 6. Memorização: ser fácil de lembrar como se usa.
  • 12. OS 5 ATRIBUTOS (NIELSEN, 1993) 1. Ser fácil de aprender; 2. Ser eficiente na utilização; 3. Ser fácil de recordar; 4. Evitar, e não induzir, a erros (Segurança) ; 5. Satisfação, ser subjetivamente agradável.
  • 13. Crédito. The New York Times.
  • 19. 1. Visibilidade de qual estado estamos no sistema; 2. Correspondência entre o sistema e o mundo real; 3. Liberdade de controle fácil pro usuário; 4. Consistência e padrões; 5. Prevenção de erros; 6. Reconhecimento em vez de memorização; 7. Flexibilidade e eficiência de uso; 8. Estética e design minimalista; 9. Ajude os usuários a diagnosticarem e recuperarem-se de erros; 10. Ajuda e documentação HEURÍSTICAS DE NIELSEN
  • 20. Visibilidade de qual estado estamos no sistema 01
  • 22. Correspondência entre o sistema e o mundo real 02
  • 25. Liberdade de controle fácil pro usuário 03
  • 30. Reconhecimento em vez de memorização 06
  • 32. Estética e design minimalista 08
  • 33. Ajude os usuários a diagnosticarem e recuperarem-se de erros 09
  • 36. Testes A/B Testes de usabilidade Avaliação Heurística
  • 37. AVALIAÇÃO HEURÍSTICA Preparação: 1. Especialistas em usabilidade (de 3 a 5); 2. Um protótipo do aplicativo (papel, wireframe, implementação inicial); 3. Hipóteses iniciais sobre os usuários (opcional); 4. Lista de atividades. (opcional)
  • 38. EXECUTANDO A AVALIAÇÃO 1. Análise individual 2. Consolidação da análise 3. Reunião final
  • 39. METODOLOGIA DE AVALIAÇÃO Nível 0: Encarado não necessariamente como problema de usabilidade; Nivel 1: Problema estético que não necessita ser corrigido, a menos que tenha tempo; Nível 2: Pequeno problema com baixa prioridade; Nível 3: Problema com alta prioridade; Nível 4: Catástrofe de usabilidade. Produto só deve ser liberado com a correção.
  • 43. “ Lembre-se da primeira lei de usabilidade: Seu design será testado pelos usuários. Sua única escolha é executar o teste você mesmo antes do lançamento para que você possa consertar os inevitáveis problemas enquanto é barato. Jakob Nielsen “
  • 44. Heurísticas específicas Heurísticas para avaliação de sistemas interativos cross-channel (2016) Conjunto de nove heurísticas propostas por Adriano Renzi para avaliar a experiencia de produtos com presença em vários devices. Heurísticas de Jogabilidade para jogos de computador (2008) Dissertação de mestrado da Ana Regina Mizrahy Cuperschmid com heurísticas para avaliar a usabilidade, o entretenimento e a qualidade de jogos digitais. Content Analysis Heuristics (2007) Lista de heurísticas desenvolvida por Fred Leise para análise de conteúdo de sites.
  • 45. Heurísticas específicas E-commerce User Experience (2018) Baymard Institute Guidelines (2019) Lista recomendações para e-commerces. Diretrizes de Stanford para credibilidade na web (2002) Conjunto de dez recomendações para criar produtos digitais que transmitam confiabilidade. Design Social Interfaces (2014) Livro de Christian Crumlish e Erin Malone com padrões, princípios e boas práticas para o design de interfaces sociais.