SlideShare uma empresa Scribd logo
CORPOREIDADE
AULA I
DEFINIÇÕES
 CORPOREIDADE: é a maneira pela qual o
cérebro reconhece e utiliza o corpo como
instrumento relacional com o mundo.
 Porto diz: a relação com o mundo se dá
PELO/NO corpo que surge DO/NO ser.
Corpo que SENSAÇÃO/AÇÃO ao mesmo
tempo
ASSIM:
 SENSAÇÃO/AÇÃO: OCORRE AO MESMO
TEMPO, constituindo uma unidade que
está presente no mundo e pelas minhas
ações me expresso como SER-NO-
MUNDO.
 Sou CORPO/INSTRUMENTO DO MUNDO:
pelas minhas ações me expresso como
SER/NO MUNDO
VAMOS TRABALHAR
 A imagem e vivências da corporeidade humana ao longo da
história
 Identificação dos paradigmas científicos que influenciam
suas diversas concepções
 Estudo das contribuições da corporeidade
 VIVÊNCIAS das possibilidades de IDENTIFICAR E
PERCEBER o corpo, de modo sensível e reflexivo
 As relações do corpo com sigo mesmo e com o mundo
 O corpo como lugar de construção
de saberes, de abrigo de múltiplas
inteligências, emoções e
iniciativas crítico-criativo.
O corpo é o princípio e a condição estruturante
da existência humana e o veículo do ser no
mundo. Dessa forma ele não pode ser
encarado somente sob o ponto de vista físico
ou "coisificado", mas dentro de uma
perspectiva mais ampla já que não estamos no
mundo diante do nosso corpo; estamos no
nosso corpo, ou melhor, nós somos o nosso
corpo.(MERLEAU-PONTY,1994)
 Através de suas manifestações corporais
o ser humano se comunica e se expressa,
deixando transparecer suas carências,
privações, necessidades, dificuldades
existenciais e emocionais. Em cada
palavra da linguagem corporal, cresce o
diálogo entre os homens e o corpo
proporciona diversas e sucessivas
leituras. (CUNHA, 1994)
 Fonseca (1996,p.9) ressalta que "o
essencial é a intencionalidade, a
significação e a expressão do movimento,
e desta forma o movimento põe em jogo
toda a personalidade do indivíduo". A
motricidade é a projeção de um mundo (o
próprio homem) em outro mundo
(envolvimento), sendo, portanto
inconcebível perceber o homem sem
movimento e envolvimento.
PLANO DE ENSINO
 Aulas expositivas e dialogadas, apoiadas
em textos e vídeos. Leituras sobre temas
relacionados. Apresentação de
seminários.
AVALIAÇÃO
 NP1 - AVALIAÇÃO TEÓRICA - 10
 NP2 – SEMINÁRIO 2,0 + AVALIAÇÃO
TEÓRICA 8,0
BIBLIOGRAFIA
 GONÇALVES, M. A. S. Sentir, pensar e
agir: corporeidade e educação. 4º Ed.
Campinas: Papirus, 2000.
 ARANHA, M. L. A Filosofando. 3º Ed. São
Paulo: Moderna, 2002.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slides ginástica
Slides ginásticaSlides ginástica
Slides ginástica
Ana Lucia Costa
 
Historia da Educação Física
Historia da Educação FísicaHistoria da Educação Física
Historia da Educação Física
Prof. Saulo Bezerra
 
Corpo, Cultura e Sociedade
Corpo, Cultura e SociedadeCorpo, Cultura e Sociedade
Corpo, Cultura e Sociedade
Luís Fernando Tófoli
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
estudosacademicospedag
 
História da dança
História da dançaHistória da dança
História da dança
Isaque Marques Pascoal
 
Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação física
Ana Lucia Costa
 
Padroes de beleza
Padroes de belezaPadroes de beleza
Padroes de beleza
Herizete Staneck
 
Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!
Joemille Leal
 
Capacidades físicas
Capacidades físicasCapacidades físicas
Capacidades físicas
Joana Lima
 
Recreação e lazer
Recreação e lazerRecreação e lazer
Recreação e lazer
Leonardo Soares
 
Ed fisica escolar
Ed fisica escolarEd fisica escolar
Ed fisica escolar
Educação Fisica
 
Atividade física adaptada
Atividade física adaptadaAtividade física adaptada
Atividade física adaptada
Annalethycia Siqueira
 
Slide de educação fisica
Slide de educação fisicaSlide de educação fisica
Slide de educação fisica
Gabriel15762
 
Corpolatria imagem do corpo perfeito
Corpolatria imagem do corpo perfeitoCorpolatria imagem do corpo perfeito
Corpolatria imagem do corpo perfeito
Katiucia Ferreira
 
Ginastica rítmica
Ginastica rítmicaGinastica rítmica
Ginastica rítmica
Morais Neto
 
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.
Nicole Gouveia
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
Thelsy
 
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEADANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
VIVIAN TROMBINI
 
Condicionamento físico
Condicionamento físicoCondicionamento físico
Condicionamento físico
NatanaelMoreiraAmori
 
Ginástica - Educação Física
Ginástica - Educação FísicaGinástica - Educação Física
Ginástica - Educação Física
Profissional de Educação Física
 

Mais procurados (20)

Slides ginástica
Slides ginásticaSlides ginástica
Slides ginástica
 
Historia da Educação Física
Historia da Educação FísicaHistoria da Educação Física
Historia da Educação Física
 
Corpo, Cultura e Sociedade
Corpo, Cultura e SociedadeCorpo, Cultura e Sociedade
Corpo, Cultura e Sociedade
 
Slide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blogSlide história da educação física-blog
Slide história da educação física-blog
 
História da dança
História da dançaHistória da dança
História da dança
 
Slides avaliação física
Slides avaliação físicaSlides avaliação física
Slides avaliação física
 
Padroes de beleza
Padroes de belezaPadroes de beleza
Padroes de beleza
 
Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!Diferença de atividade física para Exercício físico!
Diferença de atividade física para Exercício físico!
 
Capacidades físicas
Capacidades físicasCapacidades físicas
Capacidades físicas
 
Recreação e lazer
Recreação e lazerRecreação e lazer
Recreação e lazer
 
Ed fisica escolar
Ed fisica escolarEd fisica escolar
Ed fisica escolar
 
Atividade física adaptada
Atividade física adaptadaAtividade física adaptada
Atividade física adaptada
 
Slide de educação fisica
Slide de educação fisicaSlide de educação fisica
Slide de educação fisica
 
Corpolatria imagem do corpo perfeito
Corpolatria imagem do corpo perfeitoCorpolatria imagem do corpo perfeito
Corpolatria imagem do corpo perfeito
 
Ginastica rítmica
Ginastica rítmicaGinastica rítmica
Ginastica rítmica
 
Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.Educação Física e saúde e nutrição.
Educação Física e saúde e nutrição.
 
Atividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de VidaAtividade Física e Qualidade de Vida
Atividade Física e Qualidade de Vida
 
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEADANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
DANÇA - CONCEITOS E DANÇA CONTEMPORÂNEA
 
Condicionamento físico
Condicionamento físicoCondicionamento físico
Condicionamento físico
 
Ginástica - Educação Física
Ginástica - Educação FísicaGinástica - Educação Física
Ginástica - Educação Física
 

Semelhante a Corporeidade aula 1

TransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
TransPsicomotricidade 2017 - 17 anosTransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
TransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
Eduardo Costa
 
A criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantilA criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantil
Maria Teixeira
 
O corpo na educação
O corpo na educaçãoO corpo na educação
O corpo na educação
Luciane Chumber
 
Módulo 3 - Corporeidade
Módulo 3 - CorporeidadeMódulo 3 - Corporeidade
Módulo 3 - Corporeidade
Tatiana Teixeira
 
Ida mara freire_22
Ida mara freire_22Ida mara freire_22
Ida mara freire_22
Sonia Borges
 
A percepção do corpo proprio e o ser surdo
A percepção do corpo proprio e o ser surdoA percepção do corpo proprio e o ser surdo
A percepção do corpo proprio e o ser surdo
Priscila Macedo
 
Cultura Corporal Resumo
Cultura Corporal ResumoCultura Corporal Resumo
Cultura Corporal Resumo
Deborah Miranda
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
4 elementos basicos_da_psicomotricidade
4 elementos basicos_da_psicomotricidade4 elementos basicos_da_psicomotricidade
4 elementos basicos_da_psicomotricidade
Joao Paulo Carvalho
 
Introdução à Filosofia - O Homem e a Cultura
Introdução à Filosofia - O Homem e a CulturaIntrodução à Filosofia - O Homem e a Cultura
Introdução à Filosofia - O Homem e a Cultura
Diego Sampaio
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
Alcides Almeida
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
Alcides Almeida
 
Fabiene Gama RBSE
Fabiene Gama RBSEFabiene Gama RBSE
Fabiene Gama RBSE
Fabiene Gama
 
A revisão
A       revisãoA       revisão
A revisão
UP-TETE
 
psicomotricidade na educação fisica.pptx
psicomotricidade na educação fisica.pptxpsicomotricidade na educação fisica.pptx
psicomotricidade na educação fisica.pptx
EsequielGuedes
 
A filosofia do diálogo de Martin Buber
A filosofia do diálogo de Martin BuberA filosofia do diálogo de Martin Buber
A filosofia do diálogo de Martin Buber
Felipe Pinho
 
Teorico 1
Teorico 1Teorico 1
Teorico 1
Lucelaine Lopes
 
Artigo improvisação
Artigo improvisaçãoArtigo improvisação
Artigo improvisação
ETECProfessores
 
Artigo 4
Artigo 4Artigo 4
Eutonia e performance
Eutonia e performanceEutonia e performance
Eutonia e performance
Vera Cristina Marcellino
 

Semelhante a Corporeidade aula 1 (20)

TransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
TransPsicomotricidade 2017 - 17 anosTransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
TransPsicomotricidade 2017 - 17 anos
 
A criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantilA criança e a dança na educaçao infantil
A criança e a dança na educaçao infantil
 
O corpo na educação
O corpo na educaçãoO corpo na educação
O corpo na educação
 
Módulo 3 - Corporeidade
Módulo 3 - CorporeidadeMódulo 3 - Corporeidade
Módulo 3 - Corporeidade
 
Ida mara freire_22
Ida mara freire_22Ida mara freire_22
Ida mara freire_22
 
A percepção do corpo proprio e o ser surdo
A percepção do corpo proprio e o ser surdoA percepção do corpo proprio e o ser surdo
A percepção do corpo proprio e o ser surdo
 
Cultura Corporal Resumo
Cultura Corporal ResumoCultura Corporal Resumo
Cultura Corporal Resumo
 
Caderno 03
Caderno 03Caderno 03
Caderno 03
 
4 elementos basicos_da_psicomotricidade
4 elementos basicos_da_psicomotricidade4 elementos basicos_da_psicomotricidade
4 elementos basicos_da_psicomotricidade
 
Introdução à Filosofia - O Homem e a Cultura
Introdução à Filosofia - O Homem e a CulturaIntrodução à Filosofia - O Homem e a Cultura
Introdução à Filosofia - O Homem e a Cultura
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
Fabiene Gama RBSE
Fabiene Gama RBSEFabiene Gama RBSE
Fabiene Gama RBSE
 
A revisão
A       revisãoA       revisão
A revisão
 
psicomotricidade na educação fisica.pptx
psicomotricidade na educação fisica.pptxpsicomotricidade na educação fisica.pptx
psicomotricidade na educação fisica.pptx
 
A filosofia do diálogo de Martin Buber
A filosofia do diálogo de Martin BuberA filosofia do diálogo de Martin Buber
A filosofia do diálogo de Martin Buber
 
Teorico 1
Teorico 1Teorico 1
Teorico 1
 
Artigo improvisação
Artigo improvisaçãoArtigo improvisação
Artigo improvisação
 
Artigo 4
Artigo 4Artigo 4
Artigo 4
 
Eutonia e performance
Eutonia e performanceEutonia e performance
Eutonia e performance
 

Mais de laiscarlini

0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
laiscarlini
 
0520 incapacidades - Daniela
0520 incapacidades - Daniela0520 incapacidades - Daniela
0520 incapacidades - Daniela
laiscarlini
 
0515 Reservatório - Rose
0515 Reservatório - Rose0515 Reservatório - Rose
0515 Reservatório - Rose
laiscarlini
 
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
laiscarlini
 
0514 Acidente vascular encefálico - Marion
0514 Acidente vascular encefálico - Marion0514 Acidente vascular encefálico - Marion
0514 Acidente vascular encefálico - Marion
laiscarlini
 
Np2
Np2Np2
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
laiscarlini
 
Polinizaçao cruzada
Polinizaçao cruzadaPolinizaçao cruzada
Polinizaçao cruzada
laiscarlini
 
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
laiscarlini
 
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - Rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose  - Rose0508 ascaridíase, escabiose, pediculose  - Rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - Rose
laiscarlini
 
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
laiscarlini
 
0508 Educação sanitária - Rose
0508 Educação sanitária - Rose0508 Educação sanitária - Rose
0508 Educação sanitária - Rose
laiscarlini
 
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
laiscarlini
 
0508 Aterro sanitário - Rose
0508 Aterro sanitário - Rose0508 Aterro sanitário - Rose
0508 Aterro sanitário - Rose
laiscarlini
 
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
laiscarlini
 
0506 Luto - Daniela
0506 Luto - Daniela 0506 Luto - Daniela
0506 Luto - Daniela
laiscarlini
 
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
laiscarlini
 
02 26 sinais vitais - Marion
02 26 sinais vitais  - Marion02 26 sinais vitais  - Marion
02 26 sinais vitais - Marion
laiscarlini
 
0416 emergências hipertensivas - Marion
0416 emergências hipertensivas - Marion0416 emergências hipertensivas - Marion
0416 emergências hipertensivas - Marion
laiscarlini
 
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
laiscarlini
 

Mais de laiscarlini (20)

0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
0521 abordagem das vias aéreas e ressuscitação cardiopulmonar
 
0520 incapacidades - Daniela
0520 incapacidades - Daniela0520 incapacidades - Daniela
0520 incapacidades - Daniela
 
0515 Reservatório - Rose
0515 Reservatório - Rose0515 Reservatório - Rose
0515 Reservatório - Rose
 
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
0514 Acidente vascular encefálico + i.a.m - Marion
 
0514 Acidente vascular encefálico - Marion
0514 Acidente vascular encefálico - Marion0514 Acidente vascular encefálico - Marion
0514 Acidente vascular encefálico - Marion
 
Np2
Np2Np2
Np2
 
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
0509 Código de ética profissional de fisioterapia e terapia ocupacional - Fab...
 
Polinizaçao cruzada
Polinizaçao cruzadaPolinizaçao cruzada
Polinizaçao cruzada
 
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - rose
 
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - Rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose  - Rose0508 ascaridíase, escabiose, pediculose  - Rose
0508 ascaridíase, escabiose, pediculose - Rose
 
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
0508 Vigilância alimentar e nutricional - Rose
 
0508 Educação sanitária - Rose
0508 Educação sanitária - Rose0508 Educação sanitária - Rose
0508 Educação sanitária - Rose
 
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
0508 Controle de artrópodes e roedores - Rose
 
0508 Aterro sanitário - Rose
0508 Aterro sanitário - Rose0508 Aterro sanitário - Rose
0508 Aterro sanitário - Rose
 
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
0507 Obstrução de vias aéreas - Marion
 
0506 Luto - Daniela
0506 Luto - Daniela 0506 Luto - Daniela
0506 Luto - Daniela
 
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
0505 Prevenção incêndios - Antônio Carlos
 
02 26 sinais vitais - Marion
02 26 sinais vitais  - Marion02 26 sinais vitais  - Marion
02 26 sinais vitais - Marion
 
0416 emergências hipertensivas - Marion
0416 emergências hipertensivas - Marion0416 emergências hipertensivas - Marion
0416 emergências hipertensivas - Marion
 
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
0430 queimaduras desidratação choque elétrico - Marion
 

Último

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
DeuzinhaAzevedo
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
DanielCastro80471
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 

Último (20)

Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmenteeducação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
educação inclusiva na atualidade como ela se estabelece atualmente
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdfEspecialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
Especialidade - Animais Ameaçados de Extinção(1).pdf
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 

Corporeidade aula 1

  • 2. DEFINIÇÕES  CORPOREIDADE: é a maneira pela qual o cérebro reconhece e utiliza o corpo como instrumento relacional com o mundo.  Porto diz: a relação com o mundo se dá PELO/NO corpo que surge DO/NO ser. Corpo que SENSAÇÃO/AÇÃO ao mesmo tempo
  • 3. ASSIM:  SENSAÇÃO/AÇÃO: OCORRE AO MESMO TEMPO, constituindo uma unidade que está presente no mundo e pelas minhas ações me expresso como SER-NO- MUNDO.  Sou CORPO/INSTRUMENTO DO MUNDO: pelas minhas ações me expresso como SER/NO MUNDO
  • 4. VAMOS TRABALHAR  A imagem e vivências da corporeidade humana ao longo da história  Identificação dos paradigmas científicos que influenciam suas diversas concepções  Estudo das contribuições da corporeidade  VIVÊNCIAS das possibilidades de IDENTIFICAR E PERCEBER o corpo, de modo sensível e reflexivo  As relações do corpo com sigo mesmo e com o mundo
  • 5.  O corpo como lugar de construção de saberes, de abrigo de múltiplas inteligências, emoções e iniciativas crítico-criativo.
  • 6. O corpo é o princípio e a condição estruturante da existência humana e o veículo do ser no mundo. Dessa forma ele não pode ser encarado somente sob o ponto de vista físico ou "coisificado", mas dentro de uma perspectiva mais ampla já que não estamos no mundo diante do nosso corpo; estamos no nosso corpo, ou melhor, nós somos o nosso corpo.(MERLEAU-PONTY,1994)
  • 7.  Através de suas manifestações corporais o ser humano se comunica e se expressa, deixando transparecer suas carências, privações, necessidades, dificuldades existenciais e emocionais. Em cada palavra da linguagem corporal, cresce o diálogo entre os homens e o corpo proporciona diversas e sucessivas leituras. (CUNHA, 1994)
  • 8.  Fonseca (1996,p.9) ressalta que "o essencial é a intencionalidade, a significação e a expressão do movimento, e desta forma o movimento põe em jogo toda a personalidade do indivíduo". A motricidade é a projeção de um mundo (o próprio homem) em outro mundo (envolvimento), sendo, portanto inconcebível perceber o homem sem movimento e envolvimento.
  • 9. PLANO DE ENSINO  Aulas expositivas e dialogadas, apoiadas em textos e vídeos. Leituras sobre temas relacionados. Apresentação de seminários.
  • 10. AVALIAÇÃO  NP1 - AVALIAÇÃO TEÓRICA - 10  NP2 – SEMINÁRIO 2,0 + AVALIAÇÃO TEÓRICA 8,0
  • 11. BIBLIOGRAFIA  GONÇALVES, M. A. S. Sentir, pensar e agir: corporeidade e educação. 4º Ed. Campinas: Papirus, 2000.  ARANHA, M. L. A Filosofando. 3º Ed. São Paulo: Moderna, 2002.