SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Dia Nacional Da Consciência Negra
• No dia 20 de novembro comemora-se o Dia 
Nacional da Consciência Negra, em 
homenagem à morte de Zumbi, líder do 
Quilombo dos Palmares. 
• O quilombo era uma localidade situada na 
Serra da Barriga, onde escravos se refugiavam. 
Com o passar dos anos, chegou a atingir uma 
população de vinte mil habitantes, em razão 
do aumento das fugas dos escravos.
• Muitas pessoas eram contra essa forma de tratar os 
negros e várias tentativas aconteceram ao longo da 
história para defender seus direitos. Em 1871 a Lei do 
Ventre Livre libertou os filhos de escravos que ainda 
iriam nascer; em 1885 a Lei dos Sexagenários deu 
direito à liberdade aos escravos com mais de sessenta 
anos. 
• Mas Princesa Isabel foi a responsável pela libertação 
dos escravos, quando assinou a Lei Áurea, em 13 de 
maio de 1888, dando-os direito de ir embora das 
fazendas em que trabalhavam ou de continuar 
morando com seus patrões, como empregados e não 
mais como escravos.
• Na época da escravidão os negros não tinham direito ao 
estudo ou a aprender outros tipos de trabalho que não 
fossem os braçais, ficando presos a esse tipo de tarefa. 
• Muitos deles, estando libertos, continuaram na mesma vida 
por não terem condições de se sustentar. 
• O dia da consciência negra é marcado pela luta contra o 
preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante 
a sociedade. Além desses assuntos, enfatizam sobre o 
respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e 
trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da 
raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro 
e da cultura do nosso país.
• Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior 
do gênero no país) organizam palestras e eventos 
educativos, visando principalmente crianças negras. A 
instituição procura evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, 
ou seja, da inferiorização perante a 
sociedade. 
• Outros temas debatidos pela comunidade negra e que 
ganham evidência neste dia são: inserção do negro no 
mercado de trabalho, cotas universitárias, se há 
discriminação por parte da polícia, identificação de 
etnias, moda e beleza negra, etc.
Não precisamos de um dia de 
consciência negra, branca, amarela, 
parda, albina etc... 
Precisamos de 365 dias conciência 
humana.!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012vaniamariaazevedo
 
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01Odairdesouza
 
Direitos humanos e pluralidade cultural
Direitos humanos e pluralidade culturalDireitos humanos e pluralidade cultural
Direitos humanos e pluralidade culturalElaine Krauze
 
Diversidade racial
Diversidade racialDiversidade racial
Diversidade racialp01152
 
Pluralidade cultural
Pluralidade culturalPluralidade cultural
Pluralidade culturalAna Lúcia
 
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraOT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraClaudia Elisabete Silva
 
Pcn 10.2 Tt Pluralidade Cultural
Pcn   10.2   Tt Pluralidade CulturalPcn   10.2   Tt Pluralidade Cultural
Pcn 10.2 Tt Pluralidade Culturalliteratoliberato
 
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a Distancia
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a DistanciaO ensino de História e Cultura Afro-brasileira a Distancia
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a DistanciaZelinda Barros
 
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Instituto Uka
 
Pluralidade Cultural, Diversidade e Cidadania
Pluralidade Cultural, Diversidade e CidadaniaPluralidade Cultural, Diversidade e Cidadania
Pluralidade Cultural, Diversidade e CidadaniaOdairdesouza
 
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppt
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.pptBoa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppt
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppttemastransversais
 
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. Cinara
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. CinaraA Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. Cinara
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. CinaraAlexandre da Rosa
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Prof. Noe Assunção
 
Educar Para A Diversidade SimpóSio Paraná (2)
Educar Para A Diversidade   SimpóSio Paraná (2)Educar Para A Diversidade   SimpóSio Paraná (2)
Educar Para A Diversidade SimpóSio Paraná (2)culturaafro
 
Ensino de história e diversidade étnica cultural
Ensino de história e diversidade étnica culturalEnsino de história e diversidade étnica cultural
Ensino de história e diversidade étnica culturalmontorri
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03André Santos Luigi
 

Mais procurados (20)

Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012Projeto consciência negra 2012
Projeto consciência negra 2012
 
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01
Pluralidade cultural, diversidade e cidadania 01
 
Direitos humanos e pluralidade cultural
Direitos humanos e pluralidade culturalDireitos humanos e pluralidade cultural
Direitos humanos e pluralidade cultural
 
Diversidade racial
Diversidade racialDiversidade racial
Diversidade racial
 
Projeto consciência negra powerpoint
Projeto consciência negra powerpointProjeto consciência negra powerpoint
Projeto consciência negra powerpoint
 
Pluralidade cultural
Pluralidade culturalPluralidade cultural
Pluralidade cultural
 
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileiraOT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
OT Currículo e histórias indígena, africana e afro-brasileira
 
Pcn 10.2 Tt Pluralidade Cultural
Pcn   10.2   Tt Pluralidade CulturalPcn   10.2   Tt Pluralidade Cultural
Pcn 10.2 Tt Pluralidade Cultural
 
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a Distancia
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a DistanciaO ensino de História e Cultura Afro-brasileira a Distancia
O ensino de História e Cultura Afro-brasileira a Distancia
 
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
Literatura afro-brasileira e indígena na escola: A mediação docente na constr...
 
Pluralidade Cultural, Diversidade e Cidadania
Pluralidade Cultural, Diversidade e CidadaniaPluralidade Cultural, Diversidade e Cidadania
Pluralidade Cultural, Diversidade e Cidadania
 
Projeto feira de cultura
Projeto feira de culturaProjeto feira de cultura
Projeto feira de cultura
 
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppt
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.pptBoa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppt
Boa esperança.santa rita pluralidade cultural 1.ppt
 
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. Cinara
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. CinaraA Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. Cinara
A Importância da Formação para a Educação Étnico-Racial - Prof. Cinara
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
 
Plano de aula Consciência Negra
Plano de aula Consciência Negra Plano de aula Consciência Negra
Plano de aula Consciência Negra
 
Educar Para A Diversidade SimpóSio Paraná (2)
Educar Para A Diversidade   SimpóSio Paraná (2)Educar Para A Diversidade   SimpóSio Paraná (2)
Educar Para A Diversidade SimpóSio Paraná (2)
 
Multiculturalismo e ética
Multiculturalismo e éticaMulticulturalismo e ética
Multiculturalismo e ética
 
Ensino de história e diversidade étnica cultural
Ensino de história e diversidade étnica culturalEnsino de história e diversidade étnica cultural
Ensino de história e diversidade étnica cultural
 
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03Racismo e Educação - A Lei 10639/03
Racismo e Educação - A Lei 10639/03
 

Destaque

ConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio AConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio ASimone Morais
 
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1kassiarios
 
Avaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º BimestreAvaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º BimestreSusana Felix
 
1º ano língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano língua portuguesa - caderno do alunoSilvânia Silveira
 
Dia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra viníciusDia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra viníciuselienabetete
 
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestre
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestreAvaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestre
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestreSusana Felix
 
Avaliação semestral de português 1º ano (1)
Avaliação semestral de português 1º ano (1)Avaliação semestral de português 1º ano (1)
Avaliação semestral de português 1º ano (1)Eliete Soares E Soares
 
Consciencia Negra1
Consciencia Negra1Consciencia Negra1
Consciencia Negra1emacon
 

Destaque (18)

Consciencia negra para bebes
Consciencia negra para bebesConsciencia negra para bebes
Consciencia negra para bebes
 
Consciência Negra
Consciência NegraConsciência Negra
Consciência Negra
 
Bioclimatologia caprinos
Bioclimatologia caprinosBioclimatologia caprinos
Bioclimatologia caprinos
 
Dia da conciência negra
Dia da conciência negraDia da conciência negra
Dia da conciência negra
 
Marcuscompleto
MarcuscompletoMarcuscompleto
Marcuscompleto
 
Dia da conciência negra
Dia da conciência negraDia da conciência negra
Dia da conciência negra
 
ConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio AConciêNcia Negra 2º máedio A
ConciêNcia Negra 2º máedio A
 
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1
Trabalho Sobre ConciêNcia Negra1
 
Avaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º BimestreAvaliação Port 1º ano 2º Bimestre
Avaliação Port 1º ano 2º Bimestre
 
1º ano língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno1º ano   língua portuguesa - caderno do aluno
1º ano língua portuguesa - caderno do aluno
 
Dia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra viníciusDia da conciência negra vinícius
Dia da conciência negra vinícius
 
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestre
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestreAvaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestre
Avaliação diagnóstica mat. 1º ano 2º bimestre
 
Avaliação semestral de português 1º ano (1)
Avaliação semestral de português 1º ano (1)Avaliação semestral de português 1º ano (1)
Avaliação semestral de português 1º ano (1)
 
Avaliação diagnóstica de Língua Portuguesa 1º ano - 2015
Avaliação diagnóstica de Língua Portuguesa   1º ano - 2015Avaliação diagnóstica de Língua Portuguesa   1º ano - 2015
Avaliação diagnóstica de Língua Portuguesa 1º ano - 2015
 
Consciencia Negra1
Consciencia Negra1Consciencia Negra1
Consciencia Negra1
 
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º anoAvaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
Avaliação Diagnóstica de Matematica 1º ano
 
Consciencia negra
Consciencia negraConsciencia negra
Consciencia negra
 
Cultura negra3
Cultura negra3Cultura negra3
Cultura negra3
 

Semelhante a Grupo da Any 2ºC

Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Loredana Ruffo
 
Trabalho conciência negra, adrian e ewerton
Trabalho conciência negra, adrian e ewertonTrabalho conciência negra, adrian e ewerton
Trabalho conciência negra, adrian e ewertonjoaosilva2012
 
O Negro ApóS A AboliçãO
O Negro ApóS A AboliçãOO Negro ApóS A AboliçãO
O Negro ApóS A AboliçãOecsette
 
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...Maísa Fernandes
 
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania   uma trajetória de lutasAbolição e cidadania   uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania uma trajetória de lutasKleyton Skankara
 
A Educação Do Negro No Brasil Palestra
A Educação Do Negro No Brasil   PalestraA Educação Do Negro No Brasil   Palestra
A Educação Do Negro No Brasil PalestraFabiana Santos Costa
 
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos HumanosTrabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanosjoana
 
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGRO
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGROMódulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGRO
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGROMonalisa Barboza
 

Semelhante a Grupo da Any 2ºC (20)

Documento
DocumentoDocumento
Documento
 
Projeto de vida.docx
Projeto de vida.docxProjeto de vida.docx
Projeto de vida.docx
 
Movimento negro
Movimento negro Movimento negro
Movimento negro
 
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
Povos indígenas, afrodescendentes e mulheres na primeira república.
 
Movimento negro brasil
Movimento negro  brasilMovimento negro  brasil
Movimento negro brasil
 
Trabalho conciência negra, adrian e ewerton
Trabalho conciência negra, adrian e ewertonTrabalho conciência negra, adrian e ewerton
Trabalho conciência negra, adrian e ewerton
 
O Negro ApóS A AboliçãO
O Negro ApóS A AboliçãOO Negro ApóS A AboliçãO
O Negro ApóS A AboliçãO
 
Dia da Consciência Negra
Dia da Consciência NegraDia da Consciência Negra
Dia da Consciência Negra
 
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
Diálogos do Turismo: Uma viagem de Inclusão - IGUALDADE RACIAL E TURISMO (P. ...
 
Minorias etnicas
Minorias etnicasMinorias etnicas
Minorias etnicas
 
Educação Antirracista-1.pptx
Educação Antirracista-1.pptxEducação Antirracista-1.pptx
Educação Antirracista-1.pptx
 
Dia da consciencia negra. texto
Dia da consciencia negra.   textoDia da consciencia negra.   texto
Dia da consciencia negra. texto
 
Cosciência negra natasha .
Cosciência negra natasha .Cosciência negra natasha .
Cosciência negra natasha .
 
Cosciência negra
Cosciência negra Cosciência negra
Cosciência negra
 
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania   uma trajetória de lutasAbolição e cidadania   uma trajetória de lutas
Abolição e cidadania uma trajetória de lutas
 
A Educação Do Negro No Brasil Palestra
A Educação Do Negro No Brasil   PalestraA Educação Do Negro No Brasil   Palestra
A Educação Do Negro No Brasil Palestra
 
A desigualdade racial
A desigualdade racialA desigualdade racial
A desigualdade racial
 
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos HumanosTrabalho Escravo Vs Direitos Humanos
Trabalho Escravo Vs Direitos Humanos
 
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGRO
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGROMódulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGRO
Módulo - LITERATURA MARGINAL: A RELAÇÃO COM O SOCIAL E O NEGRO
 
Módulo - Literatura marginal
Módulo - Literatura marginalMódulo - Literatura marginal
Módulo - Literatura marginal
 

Mais de João Víctor

Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºC
Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºCJornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºC
Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºCJoão Víctor
 
Grupo da Larissa 1ºA
Grupo da Larissa 1ºAGrupo da Larissa 1ºA
Grupo da Larissa 1ºAJoão Víctor
 
Grupo da Débora 1ºC
Grupo da Débora 1ºCGrupo da Débora 1ºC
Grupo da Débora 1ºCJoão Víctor
 
Grupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºAGrupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºAJoão Víctor
 
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºA
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºAApartheid Grupo da Gabriela 3ºA
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºAJoão Víctor
 

Mais de João Víctor (8)

Talícia 1ºB
Talícia 1ºBTalícia 1ºB
Talícia 1ºB
 
Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºC
Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºCJornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºC
Jornal da época com as leis abolicionistas - Grupo João Víctor 1ºC
 
Grupo Sara 2ºD
Grupo Sara 2ºDGrupo Sara 2ºD
Grupo Sara 2ºD
 
Grupo da Larissa 1ºA
Grupo da Larissa 1ºAGrupo da Larissa 1ºA
Grupo da Larissa 1ºA
 
Grupo do Luan 3ºB
Grupo do Luan 3ºBGrupo do Luan 3ºB
Grupo do Luan 3ºB
 
Grupo da Débora 1ºC
Grupo da Débora 1ºCGrupo da Débora 1ºC
Grupo da Débora 1ºC
 
Grupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºAGrupo da Raiane 2ºA
Grupo da Raiane 2ºA
 
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºA
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºAApartheid Grupo da Gabriela 3ºA
Apartheid Grupo da Gabriela 3ºA
 

Último

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...WelitaDiaz1
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Pauloririg29454
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )MayaraDaSilvaAssis
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 

Último (20)

SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
atividade para 3ª serie do ensino medi sobrw biotecnologia( transgenicos, clo...
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
Atividades adaptada de matemática (Adição pop )
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 

Grupo da Any 2ºC

  • 1. Dia Nacional Da Consciência Negra
  • 2. • No dia 20 de novembro comemora-se o Dia Nacional da Consciência Negra, em homenagem à morte de Zumbi, líder do Quilombo dos Palmares. • O quilombo era uma localidade situada na Serra da Barriga, onde escravos se refugiavam. Com o passar dos anos, chegou a atingir uma população de vinte mil habitantes, em razão do aumento das fugas dos escravos.
  • 3. • Muitas pessoas eram contra essa forma de tratar os negros e várias tentativas aconteceram ao longo da história para defender seus direitos. Em 1871 a Lei do Ventre Livre libertou os filhos de escravos que ainda iriam nascer; em 1885 a Lei dos Sexagenários deu direito à liberdade aos escravos com mais de sessenta anos. • Mas Princesa Isabel foi a responsável pela libertação dos escravos, quando assinou a Lei Áurea, em 13 de maio de 1888, dando-os direito de ir embora das fazendas em que trabalhavam ou de continuar morando com seus patrões, como empregados e não mais como escravos.
  • 4. • Na época da escravidão os negros não tinham direito ao estudo ou a aprender outros tipos de trabalho que não fossem os braçais, ficando presos a esse tipo de tarefa. • Muitos deles, estando libertos, continuaram na mesma vida por não terem condições de se sustentar. • O dia da consciência negra é marcado pela luta contra o preconceito racial, contra a inferioridade da classe perante a sociedade. Além desses assuntos, enfatizam sobre o respeito enquanto pessoas humanas, além de discutir e trabalhar para conscientizar as pessoas da importância da raça negra e de sua cultura na formação do povo brasileiro e da cultura do nosso país.
  • 5. • Algumas entidades como o Movimento Negro (o maior do gênero no país) organizam palestras e eventos educativos, visando principalmente crianças negras. A instituição procura evitar o desenvolvimento do auto-preconceito, ou seja, da inferiorização perante a sociedade. • Outros temas debatidos pela comunidade negra e que ganham evidência neste dia são: inserção do negro no mercado de trabalho, cotas universitárias, se há discriminação por parte da polícia, identificação de etnias, moda e beleza negra, etc.
  • 6.
  • 7. Não precisamos de um dia de consciência negra, branca, amarela, parda, albina etc... Precisamos de 365 dias conciência humana.!