SlideShare uma empresa Scribd logo
Concordância Verbal
Regra geral – verbo concorda com o sujeito em número e pessoa Júnior foi ao cinema                     Lucas e Carlos foram ao cinema CONCORDÂNCIA Lógica: Grande parte das mulheres é fiel. Atrativa: Grande parte das mulheres são fiéis (concorda com o mais próximo). Ideológica: Minas Gerais possui grandes riquezas. Sujeito verbo Verbo     Sujeito
Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo , este ficará no plural. Ex.: O ônibus e o caminhãodeslizaram na pista. Sujeito composto é aquele que apresenta dois ou mais núcleos. sujeito composto antes do verbo verbo no plural Observação: O verbo pode ficar no singular principalmente em dois casos: quando os núcleos são sinônimos e quando formam uma enumeração gradativa. Ex .1: A paz e a tranqüilidadereinava (reinavam) naquele lugar. Ex.2:  A angústia, a inquietação, o desespero  o dominou (dominaram).
II. Quando o sujeito composto estiver depois do verbo, este poderá concordar com o mais próximo, ou ficará no plural. Ex.: Foi ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. Verbo na 3ª pessoa do singular, concordando com o filho sujeito composto depois do verbo Foram ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. verbo na 3ª pessoa  do plural sujeito composto depois do verbo
III. Quando o verbo for constituído por pessoas gramaticais diferentes, ele ficará no plural.     Se a 1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito, o verbo ficará na 1ª pessoa do plural (nós). Ex.: Você, sua prima e euiremos ao cinema. verbo na 1ª pessoa do plural (nós) sujeito formado por  pessoas gramaticais diferentes, com a presença  da 1ª pessoa (eu)  Se a 1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito, o verbo ficará na 2ª pessoa do plural (vós) ou na 3ª pessoa do plural (vocês). Ex.: Tu e teu amigoficareis  aqui em casa. Tu e teu amigoficarão  aqui em casa.
A concordância pode ser feita entre o verbo e o adjunto adnominal do sujeito (Concordância atrativa) Coletivos especificados Uma nuvem de gafanhotos destruiu (ou destruíram) a plantação. Porcentagens especificadas 63% da população apóia (ou apóiam) essas medidas. Com as expressões: a maior parte dos..., A maioria dos..., Grande número de.... A maioria dos participantes preferiu (ou preferiram) interromper o curso.  Com as expressões: quantos de nós... quais de vós... etc. Quantos de nós não souberam (ou soubemos) viver.
Obs.  Porcentagens: a) Se há determinantes no plural, é obrigatória a pluralização do verbo. Ex: Os 63% da população apóiam essas medidas. b) Quando o verbo vem anteposto à expressão de porcentagem, a concordância se dá com o número. Ex: Serão importados 60% da produção alemã. c) Com o uso de 1%, é recomendável que o verbo fique no singular.  Ex: 1% dos brasileiros ganha bem.
O verbo ficará no singular quando tiver como sujeito as expressões: Um de..., Qual de...., Nenhum de..., Cada um.. Ex. Um de nós será escolhido para representar a turma. Ex. Qual de nós será o escolhido? Ex. Nenhum de vocês será responsabilizado.
O verbo ficará no singular quando tiver sujeito composto resumido pelos pronomes tudo, nada, ninguém. Ex. Homens, mulheres,crianças, ninguém sobreviveu.
Sujeito ligado por OU
Um e outro – verbo no singular ou no plural - ex.: Um e outro saiu no horário. / Um e outro saíram no horário. Obs.: se houver reciprocidade = plural – Ex.: Um e outro se distraíram durante o expediente Um ou outro – verbo no singular – ex.: um ou outro será inocentado.
Sujeitos formados por infinitivos – verbo no singular –  ex: Estudar e trabalhar é importante. Obs: Se os infinitivos vierem precedidos de artigo ou exprimirem idéias opostas, o verbo ficará no plural.  Exs: 1 -O comer e o beber são necessários à sobrevivência. 2 -Rir e chorar na devem fazer parte da personalidade.
Concordância com pronomes de tratamento = o verbo fica na 3ª pessoa Alguns autores classificam os pronomes de tratamento como sendo pronomes de 3ª pessoa; outros, como de 2ª. É mais apropriado, portanto, definir como: são formas de tratamento indireto de 2ª pessoa que levam o verbo para a 3ª pessoa. Exs.: Vossa Senhoria deverá encaminhar o projeto. Vossas Excelências serão homenageadas.
Sujeito representado por nomes próprios na forma do plural: a) precedidos de artigo: verbo concorda com o número do artigo. Ex.: Os Estados Unidos estão aceitando acordo. b) sem artigo: verbo no singular: Ex: Minas Gerais possuiu muitos minerais. c) Com nomes de obras no plural seguidos do verbo ser, este fica no singular desde que o predicativo esteja no singular. Ex: “Os Sertões” é um livro esplêndido.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
Fernando Vieira
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
Ana Paula Dos Santos
 
53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal
Kátia Zanardo
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Tio Pablo Virtual
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Blog Estudo
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
Vilmar Vilaça
 
Concordância verbal ii
Concordância verbal iiConcordância verbal ii
Concordância verbal ii
Nádia França
 
Concordância verbal i
Concordância verbal iConcordância verbal i
Concordância verbal i
Nádia França
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
Nádia França
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
Daniele Silva
 
Concordância verbal - Sujeito simples
Concordância verbal - Sujeito simplesConcordância verbal - Sujeito simples
Concordância verbal - Sujeito simples
VALQUIRIA BORGES
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Angela Santos
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
Marcos Emídio
 
Casos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbalCasos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbal
Caroline Capellari
 
Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
Walter Mendes
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
Isabel Sousa
 
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINALCONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
MGLAUCIA /LÍNGUA PORTUGUESA
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
Flávio Ferreira
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Walace Cestari
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Seduc/AM
 

Mais procurados (20)

[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
 
53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
 
Concordância verbal ii
Concordância verbal iiConcordância verbal ii
Concordância verbal ii
 
Concordância verbal i
Concordância verbal iConcordância verbal i
Concordância verbal i
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
 
Concordância verbal - Sujeito simples
Concordância verbal - Sujeito simplesConcordância verbal - Sujeito simples
Concordância verbal - Sujeito simples
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
Casos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbalCasos específicos da concordância verbal
Casos específicos da concordância verbal
 
Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
 
Concordância nominal
Concordância nominalConcordância nominal
Concordância nominal
 
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINALCONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
CONCORDÂNCIA VERBAL E NOMINAL
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 

Destaque

Coesão e coerência textual
Coesão e coerência textualCoesão e coerência textual
Coesão e coerência textual
Vera Pinho
 
Concordancia nominal esta
Concordancia nominal estaConcordancia nominal esta
Concordancia nominal esta
Vera Pinho
 
Apresentacao final
Apresentacao final Apresentacao final
Apresentacao final
Vera Pinho
 
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
Fladimy Rocha
 
Apresentação projeto final
Apresentação projeto final   Apresentação projeto final
Apresentação projeto final
Vera Pinho
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
Vera Pinho
 
Análise de textos não verbal e mistos
Análise de textos não verbal e mistosAnálise de textos não verbal e mistos
Análise de textos não verbal e mistos
Vera Pinho
 
Exercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesãoExercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesão
ma.no.el.ne.ves
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
Vera Pinho
 

Destaque (10)

Coesão e coerência textual
Coesão e coerência textualCoesão e coerência textual
Coesão e coerência textual
 
Concordancia nominal esta
Concordancia nominal estaConcordancia nominal esta
Concordancia nominal esta
 
Apresentacao final
Apresentacao final Apresentacao final
Apresentacao final
 
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
11389 3274 27.11.2012 21.03.23_11389_3274_30.05.2012 16.37.46_concordã¢ncia i...
 
Apresentação projeto final
Apresentação projeto final   Apresentação projeto final
Apresentação projeto final
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
Regnciaverbal 090704150622-phpapp01
 
Análise de textos não verbal e mistos
Análise de textos não verbal e mistosAnálise de textos não verbal e mistos
Análise de textos não verbal e mistos
 
Exercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesãoExercícios sobre coerência e coesão
Exercícios sobre coerência e coesão
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 

Semelhante a Concordância verbal 1

Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Lidiane Rodrigues
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
Gil Guimarães
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
Jomari
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
Jomari
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
ProfFernandaBraga
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbal
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
ProfFernandaBraga
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Andriane Cursino
 
Concordancia verbal[1]
Concordancia verbal[1]Concordancia verbal[1]
Concordancia verbal[1]
Luiz Fernando Prado
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]
Sadrak Silva
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Alessandra Regina Bergamaschi
 
1 concordância verbal
1   concordância verbal1   concordância verbal
1 concordância verbal
Aretusa Scheibler
 
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentaçãoAula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aline Alves
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
Aline Alves
 
ConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia VerbalConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia Verbal
guest927573a
 
Concordancia Verbal
Concordancia VerbalConcordancia Verbal
Concordancia Verbal
guest927573a
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
Rebeca Kaus
 
Concordâncias nominal e verbal.pptx
Concordâncias nominal e verbal.pptxConcordâncias nominal e verbal.pptx
Concordâncias nominal e verbal.pptx
AnaCarolina853021
 

Semelhante a Concordância verbal 1 (20)

Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbal
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordancia verbal[1]
Concordancia verbal[1]Concordancia verbal[1]
Concordancia verbal[1]
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
1 concordância verbal
1   concordância verbal1   concordância verbal
1 concordância verbal
 
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentaçãoAula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentação
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
 
ConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia VerbalConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia Verbal
 
Concordancia Verbal
Concordancia VerbalConcordancia Verbal
Concordancia Verbal
 
Concordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominalConcordancia verbal e nominal
Concordancia verbal e nominal
 
Concordâncias nominal e verbal.pptx
Concordâncias nominal e verbal.pptxConcordâncias nominal e verbal.pptx
Concordâncias nominal e verbal.pptx
 

Mais de Vera Pinho

A coerência textual
A coerência textualA coerência textual
A coerência textual
Vera Pinho
 
Apresentação1 funções da linguagem2
Apresentação1  funções da linguagem2Apresentação1  funções da linguagem2
Apresentação1 funções da linguagem2
Vera Pinho
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
Vera Pinho
 
Reforco escolar
Reforco escolarReforco escolar
Reforco escolar
Vera Pinho
 
Terefa 4
Terefa 4Terefa 4
Terefa 4
Vera Pinho
 
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Vera Pinho
 
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_dHipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Vera Pinho
 
Reforco escolar1
Reforco escolar1Reforco escolar1
Reforco escolar1
Vera Pinho
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
Vera Pinho
 
Fonética 3
Fonética 3Fonética 3
Fonética 3
Vera Pinho
 
Campo semântico3
Campo semântico3Campo semântico3
Campo semântico3
Vera Pinho
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
Vera Pinho
 
Reforco escolar2
Reforco escolar2Reforco escolar2
Reforco escolar2
Vera Pinho
 
Estudo o adverbio-2
Estudo o adverbio-2Estudo o adverbio-2
Estudo o adverbio-2
Vera Pinho
 

Mais de Vera Pinho (14)

A coerência textual
A coerência textualA coerência textual
A coerência textual
 
Apresentação1 funções da linguagem2
Apresentação1  funções da linguagem2Apresentação1  funções da linguagem2
Apresentação1 funções da linguagem2
 
Tipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuaisTipos textuais e gêneros textuais
Tipos textuais e gêneros textuais
 
Reforco escolar
Reforco escolarReforco escolar
Reforco escolar
 
Terefa 4
Terefa 4Terefa 4
Terefa 4
 
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
 
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_dHipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
 
Reforco escolar1
Reforco escolar1Reforco escolar1
Reforco escolar1
 
Novo Acordo Ortográfico
Novo Acordo OrtográficoNovo Acordo Ortográfico
Novo Acordo Ortográfico
 
Fonética 3
Fonética 3Fonética 3
Fonética 3
 
Campo semântico3
Campo semântico3Campo semântico3
Campo semântico3
 
Período composto por coordenação
Período composto por coordenaçãoPeríodo composto por coordenação
Período composto por coordenação
 
Reforco escolar2
Reforco escolar2Reforco escolar2
Reforco escolar2
 
Estudo o adverbio-2
Estudo o adverbio-2Estudo o adverbio-2
Estudo o adverbio-2
 

Último

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 

Último (20)

REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 

Concordância verbal 1

  • 2. Regra geral – verbo concorda com o sujeito em número e pessoa Júnior foi ao cinema Lucas e Carlos foram ao cinema CONCORDÂNCIA Lógica: Grande parte das mulheres é fiel. Atrativa: Grande parte das mulheres são fiéis (concorda com o mais próximo). Ideológica: Minas Gerais possui grandes riquezas. Sujeito verbo Verbo Sujeito
  • 3. Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo , este ficará no plural. Ex.: O ônibus e o caminhãodeslizaram na pista. Sujeito composto é aquele que apresenta dois ou mais núcleos. sujeito composto antes do verbo verbo no plural Observação: O verbo pode ficar no singular principalmente em dois casos: quando os núcleos são sinônimos e quando formam uma enumeração gradativa. Ex .1: A paz e a tranqüilidadereinava (reinavam) naquele lugar. Ex.2: A angústia, a inquietação, o desespero o dominou (dominaram).
  • 4. II. Quando o sujeito composto estiver depois do verbo, este poderá concordar com o mais próximo, ou ficará no plural. Ex.: Foi ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. Verbo na 3ª pessoa do singular, concordando com o filho sujeito composto depois do verbo Foram ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. verbo na 3ª pessoa do plural sujeito composto depois do verbo
  • 5. III. Quando o verbo for constituído por pessoas gramaticais diferentes, ele ficará no plural.  Se a 1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito, o verbo ficará na 1ª pessoa do plural (nós). Ex.: Você, sua prima e euiremos ao cinema. verbo na 1ª pessoa do plural (nós) sujeito formado por pessoas gramaticais diferentes, com a presença da 1ª pessoa (eu)  Se a 1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito, o verbo ficará na 2ª pessoa do plural (vós) ou na 3ª pessoa do plural (vocês). Ex.: Tu e teu amigoficareis aqui em casa. Tu e teu amigoficarão aqui em casa.
  • 6. A concordância pode ser feita entre o verbo e o adjunto adnominal do sujeito (Concordância atrativa) Coletivos especificados Uma nuvem de gafanhotos destruiu (ou destruíram) a plantação. Porcentagens especificadas 63% da população apóia (ou apóiam) essas medidas. Com as expressões: a maior parte dos..., A maioria dos..., Grande número de.... A maioria dos participantes preferiu (ou preferiram) interromper o curso. Com as expressões: quantos de nós... quais de vós... etc. Quantos de nós não souberam (ou soubemos) viver.
  • 7. Obs. Porcentagens: a) Se há determinantes no plural, é obrigatória a pluralização do verbo. Ex: Os 63% da população apóiam essas medidas. b) Quando o verbo vem anteposto à expressão de porcentagem, a concordância se dá com o número. Ex: Serão importados 60% da produção alemã. c) Com o uso de 1%, é recomendável que o verbo fique no singular. Ex: 1% dos brasileiros ganha bem.
  • 8. O verbo ficará no singular quando tiver como sujeito as expressões: Um de..., Qual de...., Nenhum de..., Cada um.. Ex. Um de nós será escolhido para representar a turma. Ex. Qual de nós será o escolhido? Ex. Nenhum de vocês será responsabilizado.
  • 9. O verbo ficará no singular quando tiver sujeito composto resumido pelos pronomes tudo, nada, ninguém. Ex. Homens, mulheres,crianças, ninguém sobreviveu.
  • 11. Um e outro – verbo no singular ou no plural - ex.: Um e outro saiu no horário. / Um e outro saíram no horário. Obs.: se houver reciprocidade = plural – Ex.: Um e outro se distraíram durante o expediente Um ou outro – verbo no singular – ex.: um ou outro será inocentado.
  • 12. Sujeitos formados por infinitivos – verbo no singular – ex: Estudar e trabalhar é importante. Obs: Se os infinitivos vierem precedidos de artigo ou exprimirem idéias opostas, o verbo ficará no plural. Exs: 1 -O comer e o beber são necessários à sobrevivência. 2 -Rir e chorar na devem fazer parte da personalidade.
  • 13. Concordância com pronomes de tratamento = o verbo fica na 3ª pessoa Alguns autores classificam os pronomes de tratamento como sendo pronomes de 3ª pessoa; outros, como de 2ª. É mais apropriado, portanto, definir como: são formas de tratamento indireto de 2ª pessoa que levam o verbo para a 3ª pessoa. Exs.: Vossa Senhoria deverá encaminhar o projeto. Vossas Excelências serão homenageadas.
  • 14. Sujeito representado por nomes próprios na forma do plural: a) precedidos de artigo: verbo concorda com o número do artigo. Ex.: Os Estados Unidos estão aceitando acordo. b) sem artigo: verbo no singular: Ex: Minas Gerais possuiu muitos minerais. c) Com nomes de obras no plural seguidos do verbo ser, este fica no singular desde que o predicativo esteja no singular. Ex: “Os Sertões” é um livro esplêndido.