SlideShare uma empresa Scribd logo
CONCORDÂNCIA
VERBAL E
NOMINAL
Concordância.
 A concordância refere-se ao mecanismo
pelo qual as palavras acomodam-se
(concordam) umas às outras.
Concordância Verbal.
 A regra geral é de que o verbo concorda com o
sujeito em pessoa e número.
 Ex: Eu gosto de sorvete.
Eu: sujeito simples(1º pessoa do singular)
gosto: verbo (1º pessoa do singular)
Quando sujeito for composto, o verbo vai para o plural.
 Ex: Adriana e Raquel são irmãs.
Adriana e Raquel (=elas): sujeito composto (3º pessoa do
plural)
são: verbo (3º pessoa do plural).
Sujeito Simples
 a) Constituído por substantivo coletivo= verbo no singular.
 Ex: O cardume passou por nós no mar.
 b) Constituído por um substantivo coletivo seguido de palavra que
o especifica= verbo no singular (preferencial) ou no plural.
 Ex: Um grupo de trabalhadores parou (pararam) o trânsito.
 c) Constituído por uma expressão de quantidade aproximada=
verbo no plural.
 Ex: Cerca de quinhentas pessoas assistiram ao show.
 d) Constituído por uma expressão que indica uma parte de um
todo= verbo no singular (preferencial) ou no plural(optativo).
 Ex: Grande parte das alunas não foi (foram) á festa.
 e) Constituído pelo pronome relativo que= verbo concorda
com o termo antecedente do pronome.
 Ex: Júlio que nos indicou este restaurante.
Obs: Se o pronome relativo vier precedido das expressões um
dos ou um dos + substantivo = verbo na 3º pessoa do plural.
Ex: José é um dos que ganharam o prêmio.
Ele é um dos alunos que entregaram a prova.
 f) Constituído pelo pronome relativo quem = verbo na 3º pessoa
do singular (ou concorda com o pronome pessoal = sujeito da
oração anterior).
 Ex: Era ele quem queria desligar o rádio.
 g) Constituído pelas expressões mais de um + substantivo =
verbo no singular.
 Ex: Mais de um animal foi ferido na caçada.
 h) Constituído pelas expressões quais de, quantos de, alguns de,
vários de etc. = verbo na 3º pessoa do plural ( ou concordando
com o pronome).
 Ex: Alguns de vocês estarão ocupados nas férias.
 i) Constituído por nomes de lugar ou títulos de obras nas
formas plurais = verbo no singular.
 Ex: Abrolhos é um paraíso ecológico.
 Mas, se o nome vier acompanhado de artigo plural = verbo vai
para o plural.
 Ex: Os Estados Unidos são um país rico.
Obs: Se a expressão estiver no singular, o verbo
também fica no singular.
Ex: Um de nós estará ocupado
Sujeito Composto
 a) Quando vem após o verbo, geralmente este concorda com o
termo mais próximo.
 Ex: Amedrontou-nos a raiva e a impaciência do rapaz.
 b) Se os núcleos do sujeito composto representam uma graduação =
o verbo fica no singular.
 Ex: A ternura, o amor, a paixão derrubou a tranquilidade.
 c) Quando os núcleos do sujeito composto são sinônimos = verbo
no singular.
 Ex: O temor e o medo que sentia não era suficiente.
 d) Se os núcleos do sujeito composto estão resumidos num
pronome indefinido(ninguém, nenhum, tudo, nada etc.) = verbo
no singular.
 Ex: Medo, apreensão, temor, nada o seguraria.
 e) Quando os núcleos do sujeito estão ligados por ou, nem =
verbo no plural ( quando a ação é atribuída a todos os núcleos).
 Ex: Lágrimas ou sorrisos o emocionavam do mesmo modo.
 Se a ação só pode ser atribuída a um dos núcleos = verbo no
singular.
 Ex: A minha felicidade ou infelicidade só depende de você.
 f) Sujeito formado por um ou outro, ou nem um, nem outro =
verbo no singular.
 Ex: Nem um nem outro estará a salvo.
 g) Sujeito formado pela locução um e outro= verbo no singular
ou plural ( optativo).
 Ex: Um e outro paciente dificulta (dificultam) o tratamento.
 h) Sujeito ligado pelos conectivos: assim... como, não só... mas
também, tanto... como etc.= verbo no plural.
 Ex: Tanto o marido como a esposa enfrentam problemas no
trabalho.
 i) Quando os núcleos do sujeitos são unidos por com= verbo no
singular ou no plural(optativo).
 Ex: O padre com seus discípulos enfrentou (enfrentaram) a
opinião pública.
 j) Quando os núcleos do sujeito são representados por
pronomes pessoais do caso reto= verbo no plural.
 Eu e tu nós
 Eu, tu e ele(s) nós
 Eu e ele(s) nós
 Ex: Eu, meu irmão e Felipe (=nós)iremos à festa.
 Tu e ele vós
 Ex: Tu e Elvira (vós) cantais a música nova.
Tipos especiais de concordância
Verbo ser
Concorda com o predicativo:
 Quando o sujeito é um dos pronomes isto, isso, aquilo, tudo.
Ex: Isto é incrível.
Tudo eram dificuldades naquela cidade.
 Quando o sujeito é formado de uma expressão de sentido coletivo.
Ex: A maior parte dos alunos eram jovens.
 Quando o sujeito for substantivo comum singular ( e o predicativo
estiver no plural).
Ex: A sua casa eram tijolos vazados e telhas.
 Quando o predicativo é pronome pessoal.
Ex: O marido desta mulher és tu.
 Em orações que indicam tempo e distância (impessoais).
Ex: São seis horas de viagem
Eram 9 de dezembro de 1957.
Concorda com o sujeito
Quando este é representado por nome de pessoa ou pronome pessoal.
Ex: Juliana era irmã mais velha.
Eles são amigos há anos.
 Fica no singular quando o sujeito é representado por uma expressão
numérica( ideia de conjunto).
 Ex: Oito dias é pouco tempo para se viajar por tantos lugares.
Verbos Bater / Soar/ Dar
 Concordam com o número de horas, quando são empregados para
representar as horas do dia.
Ex: Bateram três horas no relógio da torre.
 Quando aparece um sujeito explícito, a concordância é feita
normalmente.
Ex: O relógio do quarto bateu cinco horas.
Verbo Haver
Concorda de modo regular:
 Quando usado como auxiliar de um verbo pessoal.
Ex: Eu hei de vencer esta batalha.
 Quando usado com sentido de “comportar-se” ou “ ajustar as
contas”
Ex: Elas se houveram de modo corretíssimo na discussão.
 Os inimigos da minha cidade se haverão comigo.
Faz concordância na terceira pessoa do singular:
 Quando é impessoal (não possui sujeito) = existir.
Ex: Há três cadeiras nesta sala.
 Quando é empregado com sentido temporal.
Ex: Há vários dias que ele viajou.
 Quando empregado numa locução verbal.
Ex: Deveria haver método mais eficientes de combater as drogas.
Verbo Existir.
 Concorda sempre com seu sujeito(mesmo numa locução verbal).
Ex: Existem muitas pessoas sem moradia.
Deveriam existir mais moradias.
Verbo Fazer
Usado na terceira pessoa do singular(quando é impessoal).
 Quando tem sentido temporal.
Ex: Faz dias que não o vejo.
 Quando se refere a fenômenos atmosféricos.
Ex: Fez frio ontem.
 Quando faz parte de uma locução verbal.
Ex: Deve fazer tempos que ele sumiu.
Verbo Parecer.
 Seguido de infinitivo, pode ter duas formas:
 Parecer variável + infinitivo invariável
Ex: Muitos jovens pareciam acreditar naquelas
palavras.
 Parecer invariável + infinitivo variável.
Ex: Muitos jovens parecia acreditarem ...
Expressão “ Haja Vista”
 Invariável (seguida ou não de preposição).
Ex: Haja vista as esquisitices da menina.
Haja vista aos acontecimentos mais estranhos.
 Variável
Ex: Hajam vista os conselhos de sua avó.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
Angélica Manenti
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Rita Cunha
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
Andriane Cursino
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
Cláudia Heloísa
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Angela Santos
 
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e SubordinaçãoPeríodo Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Joyce de Oliveira
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
Sadrak Silva
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Kennedy Soares
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
Keu Oliveira
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
Alice Silva
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
Ivana Mayrink
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
Vilmar Vilaça
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
CDIM Daniel
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
Andreia Berto
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
Flávio Ferreira
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
Flávio Ferreira
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
Lucilene Barcelos
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
EstudareLegal
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
iamraphael
 
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimosHomônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
Eduarda Medeiros
 

Mais procurados (20)

9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
9º ano E. F. II - Pronomes Relativos
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Regência Nominal
Regência NominalRegência Nominal
Regência Nominal
 
Semântica
SemânticaSemântica
Semântica
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Período Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e SubordinaçãoPeríodo Composto por Coordenação e Subordinação
Período Composto por Coordenação e Subordinação
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Estrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavrasEstrutura e formação das palavras
Estrutura e formação das palavras
 
Preposições
PreposiçõesPreposições
Preposições
 
1.3 ortografia
1.3   ortografia1.3   ortografia
1.3 ortografia
 
Concordância verbal simples e composto - ppt
Concordância verbal   simples e composto - pptConcordância verbal   simples e composto - ppt
Concordância verbal simples e composto - ppt
 
Figuras de linguagem completo
Figuras de linguagem completoFiguras de linguagem completo
Figuras de linguagem completo
 
Substantivo slide
Substantivo slideSubstantivo slide
Substantivo slide
 
Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)Regencia verbal (1)
Regencia verbal (1)
 
Vozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 anoVozes verbais 8 ano
Vozes verbais 8 ano
 
Concordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adrianaConcordancia verbal-slide-adriana
Concordancia verbal-slide-adriana
 
Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.Pronomes Relativos.
Pronomes Relativos.
 
Classes gramaticais
Classes gramaticais Classes gramaticais
Classes gramaticais
 
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimosHomônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
Homônimos, parônimos, sinônimos e antônimos
 

Destaque

Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
Walter Mendes
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
Gisele Fernandes Loures Domith
 
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
Resumo Apostilas
 
Trabalho de português Pedro Fiuza
Trabalho de português Pedro FiuzaTrabalho de português Pedro Fiuza
Trabalho de português Pedro Fiuza
Dizzy Cesar
 
ConcordâNcia Verbal
ConcordâNcia VerbalConcordâNcia Verbal
ConcordâNcia Verbal
guestcc4296e
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALCONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINAL
guestcc4296e
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Walace Cestari
 
Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
Mara Virginia
 
Exercícios sobre concordância verbal e nominal
Exercícios sobre concordância verbal e nominalExercícios sobre concordância verbal e nominal
Exercícios sobre concordância verbal e nominal
ma.no.el.ne.ves
 
Variação Linguística
Variação LinguísticaVariação Linguística
Variação Linguística
PROFESSORACLEIA
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
ADRIANA BORDINHÃO VICIOLI
 
Exercícios sobre variação linguística
Exercícios sobre variação linguísticaExercícios sobre variação linguística
Exercícios sobre variação linguística
ma.no.el.ne.ves
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
Jaicinha
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Flavia Barretto Corrêa Catita
 
Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
Jaqueline Moura
 
As classes de palavras: substantivo
As classes de palavras: substantivoAs classes de palavras: substantivo
As classes de palavras: substantivo
nixsonmachado
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
Marcia Simone
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
Elza Silveira
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
7 de Setembro
 

Destaque (19)

Gramática concordância
Gramática concordânciaGramática concordância
Gramática concordância
 
Aula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominalAula concordância verbal e nominal
Aula concordância verbal e nominal
 
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Amazonas - IFAM 2014
 
Trabalho de português Pedro Fiuza
Trabalho de português Pedro FiuzaTrabalho de português Pedro Fiuza
Trabalho de português Pedro Fiuza
 
ConcordâNcia Verbal
ConcordâNcia VerbalConcordâNcia Verbal
ConcordâNcia Verbal
 
CONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINALCONCORDÂNCIA NOMINAL
CONCORDÂNCIA NOMINAL
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordancia Nominal
Concordancia NominalConcordancia Nominal
Concordancia Nominal
 
Exercícios sobre concordância verbal e nominal
Exercícios sobre concordância verbal e nominalExercícios sobre concordância verbal e nominal
Exercícios sobre concordância verbal e nominal
 
Variação Linguística
Variação LinguísticaVariação Linguística
Variação Linguística
 
Concordância nominal slides
Concordância nominal slidesConcordância nominal slides
Concordância nominal slides
 
Exercícios sobre variação linguística
Exercícios sobre variação linguísticaExercícios sobre variação linguística
Exercícios sobre variação linguística
 
Português- Artigo
Português- ArtigoPortuguês- Artigo
Português- Artigo
 
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º anoLinguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
Linguagem formal e informal/ variação linguística 6º ano
 
Artigos definidos e indefinidos teoria
Artigos definidos e indefinidos   teoriaArtigos definidos e indefinidos   teoria
Artigos definidos e indefinidos teoria
 
As classes de palavras: substantivo
As classes de palavras: substantivoAs classes de palavras: substantivo
As classes de palavras: substantivo
 
Aula 04 variacao linguistica
Aula 04   variacao linguisticaAula 04   variacao linguistica
Aula 04 variacao linguistica
 
VariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíSticaVariaçãO LinguíStica
VariaçãO LinguíStica
 
Variedades Linguísticas
Variedades LinguísticasVariedades Linguísticas
Variedades Linguísticas
 

Semelhante a Concordância verbal e nominal certo

Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Lidiane Rodrigues
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
Fernando Vieira
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
Marcos Emídio
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
Gil Guimarães
 
Verbos
VerbosVerbos
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
Flávio Ferreira
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
ProfFernandaBraga
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbal
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
ProfFernandaBraga
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
geisiene strelow
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Andriane Cursino
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Angela Santos
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
Jomari
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
Jomari
 
Portugues concordância verbal
Portugues concordância verbalPortugues concordância verbal
Portugues concordância verbal
Wellington Moreira
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Blog Estudo
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1
Vera Pinho
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Tio Pablo Virtual
 

Semelhante a Concordância verbal e nominal certo (20)

Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
 
Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
 
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbalCefet/Coltec Aula 18 -  concordância verbal
Cefet/Coltec Aula 18 - concordância verbal
 
Aula 18 concordância verbal
Aula 18   concordância verbalAula 18   concordância verbal
Aula 18 concordância verbal
 
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância VerbalCefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
 
Portugues concordância verbal
Portugues concordância verbalPortugues concordância verbal
Portugues concordância verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 

Concordância verbal e nominal certo

  • 2. Concordância.  A concordância refere-se ao mecanismo pelo qual as palavras acomodam-se (concordam) umas às outras.
  • 3. Concordância Verbal.  A regra geral é de que o verbo concorda com o sujeito em pessoa e número.  Ex: Eu gosto de sorvete. Eu: sujeito simples(1º pessoa do singular) gosto: verbo (1º pessoa do singular) Quando sujeito for composto, o verbo vai para o plural.  Ex: Adriana e Raquel são irmãs. Adriana e Raquel (=elas): sujeito composto (3º pessoa do plural) são: verbo (3º pessoa do plural).
  • 4. Sujeito Simples  a) Constituído por substantivo coletivo= verbo no singular.  Ex: O cardume passou por nós no mar.  b) Constituído por um substantivo coletivo seguido de palavra que o especifica= verbo no singular (preferencial) ou no plural.  Ex: Um grupo de trabalhadores parou (pararam) o trânsito.  c) Constituído por uma expressão de quantidade aproximada= verbo no plural.  Ex: Cerca de quinhentas pessoas assistiram ao show.
  • 5.  d) Constituído por uma expressão que indica uma parte de um todo= verbo no singular (preferencial) ou no plural(optativo).  Ex: Grande parte das alunas não foi (foram) á festa.  e) Constituído pelo pronome relativo que= verbo concorda com o termo antecedente do pronome.  Ex: Júlio que nos indicou este restaurante. Obs: Se o pronome relativo vier precedido das expressões um dos ou um dos + substantivo = verbo na 3º pessoa do plural. Ex: José é um dos que ganharam o prêmio. Ele é um dos alunos que entregaram a prova.
  • 6.  f) Constituído pelo pronome relativo quem = verbo na 3º pessoa do singular (ou concorda com o pronome pessoal = sujeito da oração anterior).  Ex: Era ele quem queria desligar o rádio.  g) Constituído pelas expressões mais de um + substantivo = verbo no singular.  Ex: Mais de um animal foi ferido na caçada.  h) Constituído pelas expressões quais de, quantos de, alguns de, vários de etc. = verbo na 3º pessoa do plural ( ou concordando com o pronome).  Ex: Alguns de vocês estarão ocupados nas férias.
  • 7.  i) Constituído por nomes de lugar ou títulos de obras nas formas plurais = verbo no singular.  Ex: Abrolhos é um paraíso ecológico.  Mas, se o nome vier acompanhado de artigo plural = verbo vai para o plural.  Ex: Os Estados Unidos são um país rico. Obs: Se a expressão estiver no singular, o verbo também fica no singular. Ex: Um de nós estará ocupado
  • 8. Sujeito Composto  a) Quando vem após o verbo, geralmente este concorda com o termo mais próximo.  Ex: Amedrontou-nos a raiva e a impaciência do rapaz.  b) Se os núcleos do sujeito composto representam uma graduação = o verbo fica no singular.  Ex: A ternura, o amor, a paixão derrubou a tranquilidade.  c) Quando os núcleos do sujeito composto são sinônimos = verbo no singular.  Ex: O temor e o medo que sentia não era suficiente.
  • 9.  d) Se os núcleos do sujeito composto estão resumidos num pronome indefinido(ninguém, nenhum, tudo, nada etc.) = verbo no singular.  Ex: Medo, apreensão, temor, nada o seguraria.  e) Quando os núcleos do sujeito estão ligados por ou, nem = verbo no plural ( quando a ação é atribuída a todos os núcleos).  Ex: Lágrimas ou sorrisos o emocionavam do mesmo modo.  Se a ação só pode ser atribuída a um dos núcleos = verbo no singular.  Ex: A minha felicidade ou infelicidade só depende de você.  f) Sujeito formado por um ou outro, ou nem um, nem outro = verbo no singular.  Ex: Nem um nem outro estará a salvo.
  • 10.  g) Sujeito formado pela locução um e outro= verbo no singular ou plural ( optativo).  Ex: Um e outro paciente dificulta (dificultam) o tratamento.  h) Sujeito ligado pelos conectivos: assim... como, não só... mas também, tanto... como etc.= verbo no plural.  Ex: Tanto o marido como a esposa enfrentam problemas no trabalho.  i) Quando os núcleos do sujeitos são unidos por com= verbo no singular ou no plural(optativo).  Ex: O padre com seus discípulos enfrentou (enfrentaram) a opinião pública.
  • 11.  j) Quando os núcleos do sujeito são representados por pronomes pessoais do caso reto= verbo no plural.  Eu e tu nós  Eu, tu e ele(s) nós  Eu e ele(s) nós  Ex: Eu, meu irmão e Felipe (=nós)iremos à festa.  Tu e ele vós  Ex: Tu e Elvira (vós) cantais a música nova.
  • 12. Tipos especiais de concordância Verbo ser Concorda com o predicativo:  Quando o sujeito é um dos pronomes isto, isso, aquilo, tudo. Ex: Isto é incrível. Tudo eram dificuldades naquela cidade.  Quando o sujeito é formado de uma expressão de sentido coletivo. Ex: A maior parte dos alunos eram jovens.  Quando o sujeito for substantivo comum singular ( e o predicativo estiver no plural). Ex: A sua casa eram tijolos vazados e telhas.
  • 13.  Quando o predicativo é pronome pessoal. Ex: O marido desta mulher és tu.  Em orações que indicam tempo e distância (impessoais). Ex: São seis horas de viagem Eram 9 de dezembro de 1957. Concorda com o sujeito Quando este é representado por nome de pessoa ou pronome pessoal. Ex: Juliana era irmã mais velha. Eles são amigos há anos.  Fica no singular quando o sujeito é representado por uma expressão numérica( ideia de conjunto).  Ex: Oito dias é pouco tempo para se viajar por tantos lugares.
  • 14. Verbos Bater / Soar/ Dar  Concordam com o número de horas, quando são empregados para representar as horas do dia. Ex: Bateram três horas no relógio da torre.  Quando aparece um sujeito explícito, a concordância é feita normalmente. Ex: O relógio do quarto bateu cinco horas. Verbo Haver Concorda de modo regular:  Quando usado como auxiliar de um verbo pessoal. Ex: Eu hei de vencer esta batalha.
  • 15.  Quando usado com sentido de “comportar-se” ou “ ajustar as contas” Ex: Elas se houveram de modo corretíssimo na discussão.  Os inimigos da minha cidade se haverão comigo. Faz concordância na terceira pessoa do singular:  Quando é impessoal (não possui sujeito) = existir. Ex: Há três cadeiras nesta sala.  Quando é empregado com sentido temporal. Ex: Há vários dias que ele viajou.  Quando empregado numa locução verbal. Ex: Deveria haver método mais eficientes de combater as drogas.
  • 16. Verbo Existir.  Concorda sempre com seu sujeito(mesmo numa locução verbal). Ex: Existem muitas pessoas sem moradia. Deveriam existir mais moradias. Verbo Fazer Usado na terceira pessoa do singular(quando é impessoal).  Quando tem sentido temporal. Ex: Faz dias que não o vejo.  Quando se refere a fenômenos atmosféricos. Ex: Fez frio ontem.  Quando faz parte de uma locução verbal. Ex: Deve fazer tempos que ele sumiu.
  • 17. Verbo Parecer.  Seguido de infinitivo, pode ter duas formas:  Parecer variável + infinitivo invariável Ex: Muitos jovens pareciam acreditar naquelas palavras.  Parecer invariável + infinitivo variável. Ex: Muitos jovens parecia acreditarem ...
  • 18. Expressão “ Haja Vista”  Invariável (seguida ou não de preposição). Ex: Haja vista as esquisitices da menina. Haja vista aos acontecimentos mais estranhos.  Variável Ex: Hajam vista os conselhos de sua avó.