SlideShare uma empresa Scribd logo
Concordância Verbal
   Prof. Fernanda Braga
Concordância Verbal
A concordância verbal é quando o verbo se
flexiona para concordar com seu sujeito.

Ex.: O homem não é um dos mamíferos mais dorminhocos.



   sujeito na   Verbo na 3ª
  3ª pessoa       pessoa
  do singular   do singular
Concordância do verbo com o
  sujeito simples
 O verbo concordará com o sujeito em número (singular e
 plural) e pessoa (1ª, 2ª e 3ª), mesmo que este venha
 deslocado.

Ex1.: Nós nunca discordamos de você.


                                     1. Sujeito simples é aquele que
  sujeito na 1ª                         possui um único núcleo, isto é,
                    verbo na 1ª         uma única palavra principal.
   pessoa do
                  pessoa do plural                    .
                                     2. O núcleo do sujeito nunca é
     plural
                                        determinado por preposição
                                        (de, em, com etc...)
Ex2: Sumia na estrada poeirenta a última boiada da fazenda.


                                      sujeito na 3ª
  Verbo na                             pessoa do
3ª pessoa do                         singular (=ela)
   singular




 Não importa a posição do verbo (antes ou
 depois do sujeito simples): a concordância
 é sempre feita com o núcleo dele.
Concordância do verbo com o
                  sujeito composto
I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do
verbo , este ficará no plural.
Ex.: O ônibus e o caminhão deslizaram na
pista.
                                                 Sujeito composto é
      sujeito composto antes                     aquele que apresenta
                               verbo no plural   dois ou mais núcleos.
              do verbo

Observação: O verbo pode ficar no singular principalmente em
dois casos: quando os núcleos são sinônimos e quando
formam uma enumeração gradativa.
 Ex.1: A paz e a tranqüilidade reinava (reinavam) naquele
 lugar.
Ex.2: A angústia, a inquietação, o desespero o dominou
(dominaram).
II. Quando o sujeito composto estiver depois do verbo, este
poderá concordar com o mais próximo, ou ficará no plural.

 Ex.: Foi ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai.

   Verbo na 3ª pessoa         sujeito composto
 do singular, concordando     depois do verbo
        com o filho

Foram ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai.


verbo na 3ª pessoa               sujeito composto
     do plural                   depois do verbo
III. Quando o verbo for constituído por pessoas gramaticais
    diferentes, ele ficará no plural.
 Se a 1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito, o verbo ficará
    na 1ª pessoa do plural (nós).
    Ex.: Você, sua prima e eu iremos ao cinema.



        sujeito formado por
        pessoas gramaticais      verbo na 1ª pessoa
    diferentes, com a presença     do plural (nós)
          da 1ª pessoa (eu)

Se a 1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito, o verbo
ficará na 2ª pessoa do plural (vós) ou na 3ª pessoa do plural
(vocês).
Ex.: Tu e teu amigo ficareis aqui em casa.
      Tu e teu amigo ficarão aqui em casa.
Obs.: Pronomes pessoais de tratamento = sempre 3ª pessoa.
 Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela
  conjunção "ou" , o verbo ficará no singular se
  houver idéia de exclusão. Se houver idéia de
  inclusão o verbo irá para o plural.

   Pedro ou Antônio será o presidente do clube.
  (Exclusão)
   Laranja ou mamão fazem bem a saúde.
  (Inclusão)


 Quando o sujeito for formado por um pronome de
  tratamento o verbo irá sempre para 3º pessoa.
  Vossa Excelência leu meus relatórios?
Concordância dos verbos Impessoais
 a) Verbo Haver
É impessoal quando empregado com o sentido de “existir” ou
“acontecer”.
   Ex.1: Havia muitos alunos na sala de aula.
                                                Em locuções verbais, o verbo
                                                haver transmite a impessoalidade
      3ª pessoa do    Não é sujeito,            para o outro verbo (verbo
         singular     é objeto direto           auxiliar), que também fica no
                                                singular.
Ex.2: Aqui nunca houve brigas                   Ex.: Deve haver vinte pessoas na
                                                sala.
antes.

               3ª pessoa do   Não é sujeito,
                  singular    é objeto direto
Observações:
O verbo haver com sentido de existir é impessoal, entretanto
o verbo existir, não é impessoal, ele concorda normalmente
com o sujeito ao qual se refere.

Ex.: Antigamente havia poucas escolas particulares.


               3ª pessoa do        Não é sujeito,
                  singular         é objeto direto
Antigamente existiam poucas escolas particulares.

             3ª pessoa do
                                     sujeito plural
                 plural
Antigamente deviam existir poucas escolas particulares.


             3ª pessoa do plural          sujeito plural
Verbo haver como auxiliar de outro verbo


Quando haver funciona como auxiliar de outro verbo, deve
concordar normalmente com seu sujeito.


Ex.: Os professores já haviam entrado, quando ele chegou



        Sujeito
      3ªpessoa do
        plural      Verbo na 3ª pessoa do
                    plural
b) Verbo Fazer
O verbo fazer é impessoal quando empregado na indicação de
tempo transcorrido (ou a transcorrer). Nesses casos, como ele
não tem sujeito fica na 3ª pessoa do singular.

Ex.: Já faz muitos anos que não a vejo.

     3ª pessoa do
        singular     Não é sujeito,
    Observação:      é objeto direto

Nas locuções verbais, o verbo fazer, como todo verbo
impessoal, transmite o singular para o auxiliar.
 Ex.: Já deve fazer muitos anos que não a vejo.


    3ª pessoa do singular    Não é sujeito, é objeto direto.
c) Verbo Ser indicando horas e distância
Quando indicar horas, distância e datas, o verbo ser
concordará com o predicativo. Nesse caso ele é impessoal,
ou seja, não apresenta sujeito.
   Ex.: É uma hora. São três horas.
      Daqui até a fazenda é um quilômetro.
       Daqui até o sítio são dez quilômetros.
Observação:
Nas indicações referentes a dia do mês, o verbo admite duas
construções.
   Ex.: Hoje é dia dez de julho.
        Hoje são dez de julho.
Verbo + pronome se
1. Os verbos transitivos diretos ou os transitivos diretos e
indiretos, quando apassivados pelo pronome se, concordam
com o sujeito.
                           pronome apassivador

  Ex.1: Vendem-se carros e terrenos a prazo.

      verbo transitivo     sujeito no plural
          direto
Observe que, se passarmos essa frase para a voz passiva
analítica, a concordância do verbo com o sujeito ficará bem
clara, veja:
      Carros e terrenos são vendidos a prazo.

       Sujeito no plural             Verbo na 3ª pessoa do plural
Ex.: Divulgaram-se os planos.


    verbo transitivo
                       sujeito   Os planos foram divulgados.
   direto + pronome
           se


                                  sujeito       locução verbal


Compare essas duas construções e observe que:
1º.) Elas são equivalentes quanto ao sentido;
2º.) Em ambas o sujeito é o mesmo;
3º.) Em ambas o verbo concorda com o sujeito.
2. Os demais verbos – de ligação, intransitivo e transitivo
indireto - , quando seguidos do pronome se (índice de
indeterminação do sujeito), ficam na 3ª pessoa do singular.




                      índice de indeterminação do sujeito

 Ex.: Precisa-se de serventes de pedreiro.


   Verbo transitivo
                           objeto indireto
       indireto
 Não se deve confundir se pronome apassivador com
se índice de indeterminação do sujeito. As orações
que possuem sujeito indeterminado são formadas por
verbo de ligação, verbo transitivo indireto ou verbo
intransitivo + se. Nesses casos o verbo fica na 3ª
pessoa do singular
Ex.: Não se confiava nos planos.            Nos planos não eram confiados.


      3ª pessoa do     Não é o sujeito,       construção inexistente no idioma
         singular    é o objeto indireto.

Observações:
1ª) Convém lembrar que o núcleo do sujeito nunca é regido de preposição.
2ª) Na maioria dos casos, o que impossibilita a transformação é a
presença da preposição exigida pelo verbo (no exemplo: confiar em).
1º. Caso:
        Com a expressão "um dos que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante.
        Ex: Você expressão que mais que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante.
          Com a é um dos "um dos estudam (estuda).
          Ex: Você é um dos que mais estudam (estuda).

Casos especiais de concordância verbal:
1º. Caso:
Com a expressão "um dos que" o verbo ficará no singular e no
plural. O plural é construção dominante.
Ex: Você é um dos que mais estudam (estuda).
2º. Caso:
Quando o sujeito for constituído das expressões "mais de",
"menos de", "cerca de" o verbo concordará com o numeral que
segue as expressões.
Ex: Mais de uma pessoa protestou contra a lei.
    Mais de vinte pessoas protestaram contra a decisão.
Obs.: Com a expressão "mais de um“ pode ocorrer o plural:
- Quando o verbo dá ideia de ação recíproca (troca de ações).
  Ex: Mais de uma pessoa de abraçaram.
- Quando a expressão "mais de um" vêm repetida.
  Ex: Mais de um amigo, mais de um parente estavam
presentes.
3º. Caso:
Se o pronome interrogativo ou indefinido estiver no singular o
verbo só concordará com ele. Se esses pronomes estiverem no
plural o verbo concordará com ele ou com o pronome pessoal.
Ex: Qual de nós?
     Alguns de nós.
    Qual de nós viajará?
    Quais de nós viajarão (viajaremos)?
4º. Caso:
Quando o sujeito for um coletivo o verbo ficará no singular.
Ex: A multidão gritava desesperadamente.
Obs.:
- Quando o coletivo vier seguido de um adjunto no plural, o
verbo ficará no singular ou poderá ir para o plural.
  Ex: A multidão de torcedores gritava (gritavam)
desesperadamente.
5º. Caso:
Quando o sujeito de um verbo for pronome relativo "que", o
verbo concordará com o antecedente deste pronome.
Ex: Sou eu que pago.
6º. Caso:
Quando o sujeito de um verbo for um pronome relativo
"quem", o verbo concordará com o antecedente ou ficará na 3º
pessoa do singular concordando com o sujeito quem.
Ex: Sou eu quem paga (pago).
7º. Caso:
Quando o sujeito for formado por nome próprio que só tem
plural, não antecipado de artigo, o verbo ficará no singular; se
o nome próprio vier antecipado de artigo o verbo irá para o
plural.
Ex: Minas Gerais possui grandes fazendas.
    Os Estados Unidos são uma nação poderosa.
8º. Caso:
Os verbos impessoais ficam sempre na 3º pessoa do singular.
Ex: Faz 5 anos...
    Havia crianças na fila.
Obs.:
- Também fica na 3º pessoa de singular o verbo auxiliar que se põe
junto a um verbo impessoal formando uma locução verbal.
   Ex: Deve haver crianças na fila.
- O verbo existir não é impessoal.
   Ex: Existiam crianças na fila.
       Devem existir crianças na fila. (O verbo auxiliar de um verbo
pessoal concordará com o sujeito).
9º. Caso:
Com os verbos "dar", "bater", "soar" se aparecer o sujeito "relógio“ a
concordância se fará com ele; se não aparecer com o sujeito
"relógio" a concordância se fará com o número de horas.
Ex: O relógio deu cinco horas.
     Deram cinco horas no relógio da matriz.
         ... relógio da matriz: Adjunto adverbial de lugar.
1 – (UFPR) – Observe a concordância verbal:

1 – Algum de vós conseguirei a bolsa de estudo?
2 – Sei que pelo menos um terço dos jogadores estavam dentro
do campo naquela hora.
3 – Os Estados Unidos são um país muito rico.
4 – No relógio do Largo da Matriz bateu cinco horas: era o sinal
esperado.

a)   Somente a frase 1 está errada.
b)   Somente a frase 2 está errada.
c)   As frases 2 e 3 estão erradas.
d)   As frases 1 e 4 estão erradas.
e)   As frases 2 e 4 estão erradas.

2 – (UEPG – PR) - Assinale a alternativa incorreta,
segundo a norma gramatical:

a)   Os Estados Unidos, em 1941, declararam guerra à Alemanha.
b)   Aqueles casais parecia viverem felizes.
c)   Cancelamos o passeio, haja visto o mau tempo.
d)   Mais de um dos candidatos se cumprimentaram.
e)   Não tínhamos visto as crianças que faziam oito anos.
3– (CESGRANRIO) – Há concordância inadequada em:
a) clima e terras desconhecidas.
b) clima e terra desconhecidos.
c) terras e clima desconhecidas.
d) terras e clima desconhecido.
e) terras e clima desconhecidos.

4 – (UEPG – PR) – Marque a frase absolutamente
inaceitável, do ponto de vista da concordância nominal:

a) É necessária paciência.
b) Não é bonito ofendermos aos outros.
c) É bom bebermos muita água.
d) Não é permitido presença de estranhos.
e) Água de Melissa é ótimo para os nervos.
5 – (CESCEM – SP) – Já ... anos, ... neste local árvores e
flores. Hoje, só ... ervas daninhas.
a) fazem/havia/existe
b) fazem/havia/existe
c) fazem/haviam/existem
d) faz/havia/existem
e) faz/havia/existe
6 – (UFPR) – Qual a alternativa em que as formas dos
verbos bater, consertar e haver nas frases abaixo, são
usadas na concordância correta?
- As aulas começam quando ... oito horas.
- Nessa loja ... relógios de parede.
- Ontem ... ótimos programas na televisão.
a) batem – consertam-se – houve
b) bate – consertam-se – havia
c) bateram – conserta-se – houveram
d) batiam – conserta-se-ão – haverá
e) batem – consertarei – haviam

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Blog Estudo
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
Fernando Vieira
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Kennedy Soares
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
Marcos Emídio
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Isabella Silva
 
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentaçãoAula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aline Alves
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
Nádia França
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Seduc/AM
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
Ana Paula Dos Santos
 
Concordância verbal i
Concordância verbal iConcordância verbal i
Concordância verbal i
Nádia França
 
Concordância verbal ii
Concordância verbal iiConcordância verbal ii
Concordância verbal ii
Nádia França
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Rita Cunha
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
Jomari
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
Daniele Silva
 
Concordancia verbal
Concordancia verbalConcordancia verbal
Concordancia verbal
Tati Borlote Varanda
 
53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal
Kátia Zanardo
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Christiane Queiroz
 

Mais procurados (17)

Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase[02 11 07] ConcordâNcia Verbal   RegêNcia   Crase
[02 11 07] ConcordâNcia Verbal RegêNcia Crase
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
8ª Série - ConcordâNcia Verbal (Material Complementar)
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Aula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentaçãoAula concordância verbal e nominal apresentação
Aula concordância verbal e nominal apresentação
 
Concordância nominal i
Concordância nominal iConcordância nominal i
Concordância nominal i
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certoConcordância verbal e nominal certo
Concordância verbal e nominal certo
 
Concordância verbal i
Concordância verbal iConcordância verbal i
Concordância verbal i
 
Concordância verbal ii
Concordância verbal iiConcordância verbal ii
Concordância verbal ii
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concrdância verbal
Concrdância verbalConcrdância verbal
Concrdância verbal
 
Concordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e NominalConcordância Verbal e Nominal
Concordância Verbal e Nominal
 
Concordancia verbal
Concordancia verbalConcordancia verbal
Concordancia verbal
 
53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal53298597 concordancia-verbal
53298597 concordancia-verbal
 
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015Concordância verbal   9º ano - atualizado - 2015
Concordância verbal 9º ano - atualizado - 2015
 

Destaque

Presentacion postulantes cpic 2014 2016
Presentacion postulantes cpic 2014 2016Presentacion postulantes cpic 2014 2016
Presentacion postulantes cpic 2014 2016
xmorera
 
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22 intertextualidade
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22  intertextualidadeCefet/Coltec Extensivo - Aula 22  intertextualidade
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22 intertextualidade
ProfFernandaBraga
 
Principe_Telegraph_Sept10
Principe_Telegraph_Sept10Principe_Telegraph_Sept10
Principe_Telegraph_Sept10Maggie Zelinka
 
biomoleculas
biomoleculasbiomoleculas
Lessons Learned #5 - Equipa 23
Lessons Learned #5 - Equipa 23Lessons Learned #5 - Equipa 23
Lessons Learned #5 - Equipa 23
laurusvillages
 
MBF Resume
MBF ResumeMBF Resume
Proposta de redação I
Proposta de redação IProposta de redação I
Proposta de redação I
ProfFernandaBraga
 
Qué es la comunicación
Qué es la comunicaciónQué es la comunicación
Qué es la comunicación
museocomu
 
Orações Subordinadas Adjetivas
Orações Subordinadas AdjetivasOrações Subordinadas Adjetivas
Orações Subordinadas Adjetivas
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
ProfFernandaBraga
 
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20 regência
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20   regênciaCefet/Coltec - Extensivo Aula 20   regência
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20 regência
ProfFernandaBraga
 
Presentacion robert rivera
Presentacion  robert riveraPresentacion  robert rivera
Presentacion robert rivera
agnesangeles
 
Fedora 10 let
Fedora 10 letFedora 10 let
Fedora 10 let
Jaroslav Reznik
 
Next
NextNext
Graficos por disciplina 2º 2013
Graficos por disciplina 2º 2013Graficos por disciplina 2º 2013
Graficos por disciplina 2º 2013
Eduardojr-professor
 

Destaque (16)

Presentacion postulantes cpic 2014 2016
Presentacion postulantes cpic 2014 2016Presentacion postulantes cpic 2014 2016
Presentacion postulantes cpic 2014 2016
 
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22 intertextualidade
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22  intertextualidadeCefet/Coltec Extensivo - Aula 22  intertextualidade
Cefet/Coltec Extensivo - Aula 22 intertextualidade
 
Principe_Telegraph_Sept10
Principe_Telegraph_Sept10Principe_Telegraph_Sept10
Principe_Telegraph_Sept10
 
biomoleculas
biomoleculasbiomoleculas
biomoleculas
 
Lessons Learned #5 - Equipa 23
Lessons Learned #5 - Equipa 23Lessons Learned #5 - Equipa 23
Lessons Learned #5 - Equipa 23
 
MBF Resume
MBF ResumeMBF Resume
MBF Resume
 
Proposta de redação I
Proposta de redação IProposta de redação I
Proposta de redação I
 
Doc4
Doc4Doc4
Doc4
 
Qué es la comunicación
Qué es la comunicaciónQué es la comunicación
Qué es la comunicación
 
Orações Subordinadas Adjetivas
Orações Subordinadas AdjetivasOrações Subordinadas Adjetivas
Orações Subordinadas Adjetivas
 
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas AdverbiaisCefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
Cefet/Coltec Intensivo - Aula 13 Orações Subordinadas Adverbiais
 
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20 regência
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20   regênciaCefet/Coltec - Extensivo Aula 20   regência
Cefet/Coltec - Extensivo Aula 20 regência
 
Presentacion robert rivera
Presentacion  robert riveraPresentacion  robert rivera
Presentacion robert rivera
 
Fedora 10 let
Fedora 10 letFedora 10 let
Fedora 10 let
 
Next
NextNext
Next
 
Graficos por disciplina 2º 2013
Graficos por disciplina 2º 2013Graficos por disciplina 2º 2013
Graficos por disciplina 2º 2013
 

Semelhante a Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal

Verbos
VerbosVerbos
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
Gil Guimarães
 
Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]
Sadrak Silva
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1
Vera Pinho
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
Jomari
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
Flávio Ferreira
 
ConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia VerbalConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia Verbal
guest927573a
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
Edson Alves
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Alessandra Regina Bergamaschi
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Andriane Cursino
 
1 concordância verbal
1   concordância verbal1   concordância verbal
1 concordância verbal
Aretusa Scheibler
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
Tio Pablo Virtual
 
Concordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptxConcordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptx
Ana Vaz
 
Concordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptxConcordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptx
VvianCorreia1
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Don Veneziani
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
Ana Paula Maganha
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Blog Estudo
 
Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominal
RedeConcurso
 
Lesson3
Lesson3Lesson3

Semelhante a Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal (20)

Verbos
VerbosVerbos
Verbos
 
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
02-11-07-concordncia-verbal-regncia-crase-1198038839748798-4.ppt
 
Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]Concordancia%20verbal[1]
Concordancia%20verbal[1]
 
Concordância verbal 1
Concordância verbal 1Concordância verbal 1
Concordância verbal 1
 
Concrdância Verbal
Concrdância VerbalConcrdância Verbal
Concrdância Verbal
 
Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015Concordancia verbal 2015
Concordancia verbal 2015
 
ConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia VerbalConcordâNicia Verbal
ConcordâNicia Verbal
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância
ConcordânciaConcordância
Concordância
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
1 concordância verbal
1   concordância verbal1   concordância verbal
1 concordância verbal
 
Concordância Verbal
Concordância VerbalConcordância Verbal
Concordância Verbal
 
Concordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptxConcordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptx
 
Concordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptxConcordância verbal.pptx
Concordância verbal.pptx
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância verbal
Concordância verbalConcordância verbal
Concordância verbal
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Concordncia nominal
Concordncia nominalConcordncia nominal
Concordncia nominal
 
Lesson3
Lesson3Lesson3
Lesson3
 

Mais de ProfFernandaBraga

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
ProfFernandaBraga
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
ProfFernandaBraga
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
ProfFernandaBraga
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
ProfFernandaBraga
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
ProfFernandaBraga
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
ProfFernandaBraga
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
ProfFernandaBraga
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
ProfFernandaBraga
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
ProfFernandaBraga
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
ProfFernandaBraga
 

Mais de ProfFernandaBraga (20)

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
 

Cefet/Coltec Intensivo Aula 15 - Concordância Verbal

  • 1. Concordância Verbal Prof. Fernanda Braga
  • 2. Concordância Verbal A concordância verbal é quando o verbo se flexiona para concordar com seu sujeito. Ex.: O homem não é um dos mamíferos mais dorminhocos. sujeito na Verbo na 3ª 3ª pessoa pessoa do singular do singular
  • 3. Concordância do verbo com o sujeito simples O verbo concordará com o sujeito em número (singular e plural) e pessoa (1ª, 2ª e 3ª), mesmo que este venha deslocado. Ex1.: Nós nunca discordamos de você. 1. Sujeito simples é aquele que sujeito na 1ª possui um único núcleo, isto é, verbo na 1ª uma única palavra principal. pessoa do pessoa do plural . 2. O núcleo do sujeito nunca é plural determinado por preposição (de, em, com etc...)
  • 4. Ex2: Sumia na estrada poeirenta a última boiada da fazenda. sujeito na 3ª Verbo na pessoa do 3ª pessoa do singular (=ela) singular Não importa a posição do verbo (antes ou depois do sujeito simples): a concordância é sempre feita com o núcleo dele.
  • 5. Concordância do verbo com o sujeito composto I. Quando o sujeito composto estiver posicionado antes do verbo , este ficará no plural. Ex.: O ônibus e o caminhão deslizaram na pista. Sujeito composto é sujeito composto antes aquele que apresenta verbo no plural dois ou mais núcleos. do verbo Observação: O verbo pode ficar no singular principalmente em dois casos: quando os núcleos são sinônimos e quando formam uma enumeração gradativa. Ex.1: A paz e a tranqüilidade reinava (reinavam) naquele lugar. Ex.2: A angústia, a inquietação, o desespero o dominou (dominaram).
  • 6. II. Quando o sujeito composto estiver depois do verbo, este poderá concordar com o mais próximo, ou ficará no plural. Ex.: Foi ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. Verbo na 3ª pessoa sujeito composto do singular, concordando depois do verbo com o filho Foram ao parque de diversão o filho, a mãe e o pai. verbo na 3ª pessoa sujeito composto do plural depois do verbo
  • 7. III. Quando o verbo for constituído por pessoas gramaticais diferentes, ele ficará no plural.  Se a 1ª pessoa (eu, nós) faz parte do sujeito, o verbo ficará na 1ª pessoa do plural (nós). Ex.: Você, sua prima e eu iremos ao cinema. sujeito formado por pessoas gramaticais verbo na 1ª pessoa diferentes, com a presença do plural (nós) da 1ª pessoa (eu) Se a 1ª pessoa (eu, nós) não faz parte do sujeito, o verbo ficará na 2ª pessoa do plural (vós) ou na 3ª pessoa do plural (vocês). Ex.: Tu e teu amigo ficareis aqui em casa. Tu e teu amigo ficarão aqui em casa. Obs.: Pronomes pessoais de tratamento = sempre 3ª pessoa.
  • 8.  Quando os núcleos do sujeito vierem ligados pela conjunção "ou" , o verbo ficará no singular se houver idéia de exclusão. Se houver idéia de inclusão o verbo irá para o plural. Pedro ou Antônio será o presidente do clube. (Exclusão) Laranja ou mamão fazem bem a saúde. (Inclusão)  Quando o sujeito for formado por um pronome de tratamento o verbo irá sempre para 3º pessoa. Vossa Excelência leu meus relatórios?
  • 9. Concordância dos verbos Impessoais a) Verbo Haver É impessoal quando empregado com o sentido de “existir” ou “acontecer”. Ex.1: Havia muitos alunos na sala de aula. Em locuções verbais, o verbo haver transmite a impessoalidade 3ª pessoa do Não é sujeito, para o outro verbo (verbo singular é objeto direto auxiliar), que também fica no singular. Ex.2: Aqui nunca houve brigas Ex.: Deve haver vinte pessoas na sala. antes. 3ª pessoa do Não é sujeito, singular é objeto direto
  • 10. Observações: O verbo haver com sentido de existir é impessoal, entretanto o verbo existir, não é impessoal, ele concorda normalmente com o sujeito ao qual se refere. Ex.: Antigamente havia poucas escolas particulares. 3ª pessoa do Não é sujeito, singular é objeto direto Antigamente existiam poucas escolas particulares. 3ª pessoa do sujeito plural plural Antigamente deviam existir poucas escolas particulares. 3ª pessoa do plural sujeito plural
  • 11. Verbo haver como auxiliar de outro verbo Quando haver funciona como auxiliar de outro verbo, deve concordar normalmente com seu sujeito. Ex.: Os professores já haviam entrado, quando ele chegou Sujeito 3ªpessoa do plural Verbo na 3ª pessoa do plural
  • 12. b) Verbo Fazer O verbo fazer é impessoal quando empregado na indicação de tempo transcorrido (ou a transcorrer). Nesses casos, como ele não tem sujeito fica na 3ª pessoa do singular. Ex.: Já faz muitos anos que não a vejo. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, Observação: é objeto direto Nas locuções verbais, o verbo fazer, como todo verbo impessoal, transmite o singular para o auxiliar. Ex.: Já deve fazer muitos anos que não a vejo. 3ª pessoa do singular Não é sujeito, é objeto direto.
  • 13. c) Verbo Ser indicando horas e distância Quando indicar horas, distância e datas, o verbo ser concordará com o predicativo. Nesse caso ele é impessoal, ou seja, não apresenta sujeito. Ex.: É uma hora. São três horas. Daqui até a fazenda é um quilômetro. Daqui até o sítio são dez quilômetros. Observação: Nas indicações referentes a dia do mês, o verbo admite duas construções. Ex.: Hoje é dia dez de julho. Hoje são dez de julho.
  • 14. Verbo + pronome se 1. Os verbos transitivos diretos ou os transitivos diretos e indiretos, quando apassivados pelo pronome se, concordam com o sujeito. pronome apassivador Ex.1: Vendem-se carros e terrenos a prazo. verbo transitivo sujeito no plural direto Observe que, se passarmos essa frase para a voz passiva analítica, a concordância do verbo com o sujeito ficará bem clara, veja: Carros e terrenos são vendidos a prazo. Sujeito no plural Verbo na 3ª pessoa do plural
  • 15. Ex.: Divulgaram-se os planos. verbo transitivo sujeito Os planos foram divulgados. direto + pronome se sujeito locução verbal Compare essas duas construções e observe que: 1º.) Elas são equivalentes quanto ao sentido; 2º.) Em ambas o sujeito é o mesmo; 3º.) Em ambas o verbo concorda com o sujeito.
  • 16. 2. Os demais verbos – de ligação, intransitivo e transitivo indireto - , quando seguidos do pronome se (índice de indeterminação do sujeito), ficam na 3ª pessoa do singular. índice de indeterminação do sujeito Ex.: Precisa-se de serventes de pedreiro. Verbo transitivo objeto indireto indireto
  • 17.  Não se deve confundir se pronome apassivador com se índice de indeterminação do sujeito. As orações que possuem sujeito indeterminado são formadas por verbo de ligação, verbo transitivo indireto ou verbo intransitivo + se. Nesses casos o verbo fica na 3ª pessoa do singular Ex.: Não se confiava nos planos. Nos planos não eram confiados. 3ª pessoa do Não é o sujeito, construção inexistente no idioma singular é o objeto indireto. Observações: 1ª) Convém lembrar que o núcleo do sujeito nunca é regido de preposição. 2ª) Na maioria dos casos, o que impossibilita a transformação é a presença da preposição exigida pelo verbo (no exemplo: confiar em).
  • 18. 1º. Caso: Com a expressão "um dos que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante. Ex: Você expressão que mais que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante. Com a é um dos "um dos estudam (estuda). Ex: Você é um dos que mais estudam (estuda). Casos especiais de concordância verbal: 1º. Caso: Com a expressão "um dos que" o verbo ficará no singular e no plural. O plural é construção dominante. Ex: Você é um dos que mais estudam (estuda). 2º. Caso: Quando o sujeito for constituído das expressões "mais de", "menos de", "cerca de" o verbo concordará com o numeral que segue as expressões. Ex: Mais de uma pessoa protestou contra a lei. Mais de vinte pessoas protestaram contra a decisão. Obs.: Com a expressão "mais de um“ pode ocorrer o plural: - Quando o verbo dá ideia de ação recíproca (troca de ações). Ex: Mais de uma pessoa de abraçaram. - Quando a expressão "mais de um" vêm repetida. Ex: Mais de um amigo, mais de um parente estavam presentes.
  • 19. 3º. Caso: Se o pronome interrogativo ou indefinido estiver no singular o verbo só concordará com ele. Se esses pronomes estiverem no plural o verbo concordará com ele ou com o pronome pessoal. Ex: Qual de nós? Alguns de nós. Qual de nós viajará? Quais de nós viajarão (viajaremos)? 4º. Caso: Quando o sujeito for um coletivo o verbo ficará no singular. Ex: A multidão gritava desesperadamente. Obs.: - Quando o coletivo vier seguido de um adjunto no plural, o verbo ficará no singular ou poderá ir para o plural. Ex: A multidão de torcedores gritava (gritavam) desesperadamente.
  • 20. 5º. Caso: Quando o sujeito de um verbo for pronome relativo "que", o verbo concordará com o antecedente deste pronome. Ex: Sou eu que pago. 6º. Caso: Quando o sujeito de um verbo for um pronome relativo "quem", o verbo concordará com o antecedente ou ficará na 3º pessoa do singular concordando com o sujeito quem. Ex: Sou eu quem paga (pago). 7º. Caso: Quando o sujeito for formado por nome próprio que só tem plural, não antecipado de artigo, o verbo ficará no singular; se o nome próprio vier antecipado de artigo o verbo irá para o plural. Ex: Minas Gerais possui grandes fazendas. Os Estados Unidos são uma nação poderosa.
  • 21. 8º. Caso: Os verbos impessoais ficam sempre na 3º pessoa do singular. Ex: Faz 5 anos... Havia crianças na fila. Obs.: - Também fica na 3º pessoa de singular o verbo auxiliar que se põe junto a um verbo impessoal formando uma locução verbal. Ex: Deve haver crianças na fila. - O verbo existir não é impessoal. Ex: Existiam crianças na fila. Devem existir crianças na fila. (O verbo auxiliar de um verbo pessoal concordará com o sujeito). 9º. Caso: Com os verbos "dar", "bater", "soar" se aparecer o sujeito "relógio“ a concordância se fará com ele; se não aparecer com o sujeito "relógio" a concordância se fará com o número de horas. Ex: O relógio deu cinco horas. Deram cinco horas no relógio da matriz. ... relógio da matriz: Adjunto adverbial de lugar.
  • 22.
  • 23.
  • 24. 1 – (UFPR) – Observe a concordância verbal: 1 – Algum de vós conseguirei a bolsa de estudo? 2 – Sei que pelo menos um terço dos jogadores estavam dentro do campo naquela hora. 3 – Os Estados Unidos são um país muito rico. 4 – No relógio do Largo da Matriz bateu cinco horas: era o sinal esperado. a) Somente a frase 1 está errada. b) Somente a frase 2 está errada. c) As frases 2 e 3 estão erradas. d) As frases 1 e 4 estão erradas. e) As frases 2 e 4 estão erradas. 2 – (UEPG – PR) - Assinale a alternativa incorreta, segundo a norma gramatical: a) Os Estados Unidos, em 1941, declararam guerra à Alemanha. b) Aqueles casais parecia viverem felizes. c) Cancelamos o passeio, haja visto o mau tempo. d) Mais de um dos candidatos se cumprimentaram. e) Não tínhamos visto as crianças que faziam oito anos.
  • 25. 3– (CESGRANRIO) – Há concordância inadequada em: a) clima e terras desconhecidas. b) clima e terra desconhecidos. c) terras e clima desconhecidas. d) terras e clima desconhecido. e) terras e clima desconhecidos. 4 – (UEPG – PR) – Marque a frase absolutamente inaceitável, do ponto de vista da concordância nominal: a) É necessária paciência. b) Não é bonito ofendermos aos outros. c) É bom bebermos muita água. d) Não é permitido presença de estranhos. e) Água de Melissa é ótimo para os nervos.
  • 26. 5 – (CESCEM – SP) – Já ... anos, ... neste local árvores e flores. Hoje, só ... ervas daninhas. a) fazem/havia/existe b) fazem/havia/existe c) fazem/haviam/existem d) faz/havia/existem e) faz/havia/existe 6 – (UFPR) – Qual a alternativa em que as formas dos verbos bater, consertar e haver nas frases abaixo, são usadas na concordância correta? - As aulas começam quando ... oito horas. - Nessa loja ... relógios de parede. - Ontem ... ótimos programas na televisão. a) batem – consertam-se – houve b) bate – consertam-se – havia c) bateram – conserta-se – houveram d) batiam – conserta-se-ão – haverá e) batem – consertarei – haviam