SlideShare uma empresa Scribd logo
Cidades inteligentes
Referências
Considerações Finais
Introdução
A pesquisa O Sonho Brasileiro e o jovem na Cidade Inteligente
O cidadão e seu protagonismo numa Cidade Inteligente
O “problema” das Cidades Inteligentes
Cidades Inteligentes
Do povoamento de regiões às grandes cidades
ESCOLHA DO TEMA
OBJETO DE ESTUDO
METODOLOGIA
As cidades ocupam apenas 2% da superfície da Terra.
Dos poços às redes
54% da população mundial vive em cidades.
1990 – Dez cidades com mais de 10 milhões de habitantes.
Hoje, 30.
O relatório World Urbanization Projects (ONU 2014)
Como evitar que as cidades sejam devoradas por elas mesmas? Como reduzir
os impactos ambientais e impedir o colapso? Como as autoridades podem
conduzir a soluções inteligentes e acertadas em busca de uma cidade mais
inteligente e equilibrada??
EUROPA
AFRICA
ASIA
EUROPA
OCEANIA
AMERICA
LATINA
e CARIBE
Percentagem da população residente em áreas urbanas em 2014
(regiões e países selecionados)PROPORÇÃO URBANA (PER CENT)
IMAGEM: World Urbanization Prospects: 2 The 2014 Revision
De acordo com Farias et al.
A ideia básica para a realização do conceito de
CIDADE INTELIGENTE é a criação de espaços
urbanos ambientalmente balanceados, onde as
pessoas possam trabalhar e ter suas necessidades e
desejos razoavelmente satisfeitos no tocante aos
serviços oferecidos pela infraestrutura urbana. O
ambiente-alvo deverá ser dotado de uma capacidade
funcional sustentável, à prova de futuro. Uma cidade
inteligente utiliza tecnologia para transformar a sua
infraestrutura básica e otimizar o uso de energia e de
outros recursos. (p.1)
Envolve inteligência, inventividade e
criatividade além do conhecimento
de cientistas, artistas, empresários e
capital de risco.
Envolve inteligência coletiva da
população e cooperação.
Envolve inteligência artificial ou digital.
Interação da tecnologia como suporte para
o diálogo de avanço das cidades.
contempla
3 dimensões:
Uma
O poder da internet na circulação da informação
A crítica de Tom Dassen
Internet das Coisas
http://f.i.uol.com.br/folha/cotidiano/images/15143328.jpeg
TOM DASSEN
Urbanista e co-autor do livro: "Smart About Cities -
Visualising the Challenge for 21st Century Urbanism"
A cidade somos nós. A retomada do papel agente.
Demodinâmica. (Pierre Lévy)
Cidade e cidadão mediados pela tecnologia.
Pensando nas Cidades Inteligentes, os jovens são apontados como catalizadores das grandes mudanças porque
dominam com mais facilidades as tecnologias e cresceram dentro de uma nova realidade em que o
empreendedorismo, a ação transformadora e a capacitação em nível local e global são realidades.
“ouvir a primeira geração global de brasileiros para entender seus
valores, a forma como enxerga o país, os papéis que se propõe a
desempenhar nele e os cenários futuros em que se vê atuando.”
(O Sonho Brasileiro, pg.3)
45 milhões de pessoas
8% Jovem-Ponte | 2 milhões de pessoas
Produtores de micro revoluções cotidianas
18a24
JOVENS
A|B|C|D|E
CLASSES
POA | REC
SÃO | RIO
1.200
entrevistas entre
outras ações
Inteligência Artificial – avanço no desenvolvimento de tecnologia deve ser
estimulado. Investimento do governo em pesquisa e desenvolvimento;
Autoridades políticas como responsabilidade no cerne da vida da cidade encorajando
e investindo em ações locais promovidas pelo cidadãos;
Abertura de canais locais (subprefeituras e secretarias);
Dimensão coletiva – suporte às ações de grêmios associações, centros comunitários,
coletivos artísticos etc.;
Reforço às ações de cultura, arte e educação; coleta de resíduos; recuperação e
manutenção das áreas verdes; uso consciente da energia; ações a favor da
segurança pública etc.
O despertamento e estímulo a novas iniciativas a partir dos jovens
pode ser um pontapé para o aumento local de ações que visem o
avanço da comunidade e consequentemente da Cidade Inteligente. O
esperado é que além dos esforços municipais e federais, exista um
estímulo partindo dos próprios educadores no sentido de auxiliar os
jovens nesse empoderamento de seu meio dando-lhes capacitação e
espaço para soluções criativas de construção coletiva que toquem as
questões críticas que toda grande cidade tem enfrentado como:
mobilidade urbana, re-apropriação pelos cidadãos dos espaços
urbanos; reforço às ações de cultura, arte e educação; coleta de
resíduos; recuperação e manutenção das áreas verdes; uso
consciente da energia; ações a favor da segurança pública etc.
ANDERLE, D. & FREITAS JR., V. (2013). A utilização da Tecnologia da Informação nas Smart Cities um estudo bibliométrico, Porto
Alegre. Disponível em: http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/artigo__a_utilizacao_da_tecnologia_da_informacao_nas_smart_cities_-_um_estudo_bibliometrico.pdf Acesso em:
30/04/2015
DUARTE, Fábio. Cidades inteligentes: inovação tecnológica no meio urbano. São Paulo Perspec, São Paulo, v.19, n.1, p.122-
131, Mar. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392005000100011&lng=en&nrm=iso Acesso em: 30/04/2015
EIDELWEIN, Karen; MARASCHIN, Cleci. O operar de um coletivo na WEB. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 23, n. 4, p. 48-
55, Dec. 2003 . Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932003000400008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 29/05/2015
FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Cadernos FGV Projetos Jun/Jul2014 – Ano 9 – nº 24 – ISSN 19844883
GAMBERT, Gilberto. Cidades Inteligentes – Princípios, Tecnologias e Aplicações. Dissertação em Computação Aplicada – (Instituto
de Ciências Exatas e Geociências /UPF) – Passo Fundo, 2014
LÉVY, Pierre. A Inteligência Coletiva. São Paulo:Loyola, 1998.
SINGER, Talyta. Internet das coisas: controvérsias nas notícias e redes temáticas. 132 f.: il. Dissertação em Comunicação –
Faculdade de Comunicação (FACOM/UFBA) – Salvador, 2014
UNITED NATIONS, Department of Economic and Social Affairs, Population Division (2014). World Urbanization Prospects: The 2014
Revision, Highlights (ST/ESA/SER.A/352). Disponível em: http://esa.un.org/unpd/wup/Highlights/WUP2014-Highlights.pdf Acesso em: 30/04/2015
Pesquisa O Sonho Brasileiro Disponível em: http://pesquisa.osonhobrasileiro.com.br/indexn.php Acesso em 01/05/2015
LINKOGRAFIA
ASCENSO, Rita. Inteligência Sustentável. Disponível em: http://www.smart-cities.pt/pt/noticia/inteligencia-sustentavel5464/ Acesso em: 30/04/2015
FRANCO, Luiza. "Cidade inteligente" não é garantia de melhorias sociais, diz urbanista. Disponível em:
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/05/1633023-cidade-inteligente-nao-e-garantia-de-melhorias-sociais-diz-urbanista.shtml Acesso em: 29/05/2015
NASCIMENTO, Rodrigo. Smart Cities: Como a tecnologia se tornou uma aliada da gestão urbana. Disponível em:
http://www.administradores.com.br/artigos/tecnologia/smart-cities-como-a-tecnologia-se-tornou-uma-aliada-da-gestao-urbana/84695/ Acesso em: 30/04/2015
SABINO, Horácio. O cidadão está no centro das smart cities. Disponível em: http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/o-cidadao-esta-no-centro-dassmart-
cities-7yhkqcr94p1sts2kbhxeftr0y Texto publicado na edição impressa de 02 de abril de 2015 Acesso em: 30/04/2015
Criadores falam sobre Colab, melhor app urbano do mundo Disponível em: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/criadores-falam-sobre-colab-melhor-app-
urbano-do-mundo Acesso em 12/05/2014
Barcelona usa sistema subterrâneo para descartar lixo Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=rBJ3QrI4V60 Acesso em: 09/04/2014
CONECTA - André Lemos discute internet, cibercultura e sociabilidade Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=D4x5tIiWGpA Acesso em:
29/05/2015
UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA
Instituto de Humanidades, Artes e Ciências
Meio Ambiente, Energia e Cidade
Prof. Francisco Antônio Zorzo
THIAGO ASSUMPÇÃO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
Aline Corso
 
Aula 2 introdução a qualidade ambiental qualidade
Aula 2   introdução a qualidade ambiental qualidadeAula 2   introdução a qualidade ambiental qualidade
Aula 2 introdução a qualidade ambiental qualidade
Giovanna Ortiz
 
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)
OBJETIVOS DE  DESENVOLVIMENTO  SUSTENTÁVEL  (ODS)OBJETIVOS DE  DESENVOLVIMENTO  SUSTENTÁVEL  (ODS)
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)
ObsDrFurb
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
sionara14
 
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e DefiniçõesSustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Universidade Federal de Alfenas - Campus Varginha
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
Marília Gomes
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Vitor Vieira Vasconcelos
 
Aula 6 planejamento urbano e amb
Aula 6   planejamento urbano e ambAula 6   planejamento urbano e amb
Aula 6 planejamento urbano e amb
Giovanna Ortiz
 
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias InteligentesMobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Jaguaraci Silva
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
lupajero
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Carlos Priante
 
Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
Artur Lara
 
Aula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambientalAula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambiental
sionara14
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
Elizeu Nascimento Silva
 
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Talita Moretto
 
As cidades sustentáveis
As cidades sustentáveisAs cidades sustentáveis
As cidades sustentáveis
CriatividadeTechno
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
Mariana Cordeiro
 
Aula 20 indicadores
Aula 20 indicadoresAula 20 indicadores
Aula 20 indicadores
Giovanna Ortiz
 
As Cidades Brasileiras
As Cidades BrasileirasAs Cidades Brasileiras
As Cidades Brasileiras
André Luiz Marques
 
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e SustentabilidadeGestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Milton Henrique do Couto Neto
 

Mais procurados (20)

O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?O que é cibercultura e ciberespaço?
O que é cibercultura e ciberespaço?
 
Aula 2 introdução a qualidade ambiental qualidade
Aula 2   introdução a qualidade ambiental qualidadeAula 2   introdução a qualidade ambiental qualidade
Aula 2 introdução a qualidade ambiental qualidade
 
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)
OBJETIVOS DE  DESENVOLVIMENTO  SUSTENTÁVEL  (ODS)OBJETIVOS DE  DESENVOLVIMENTO  SUSTENTÁVEL  (ODS)
OBJETIVOS DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL (ODS)
 
Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental Aula 3 gestao ambiental
Aula 3 gestao ambiental
 
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e DefiniçõesSustentabilidade: Conceitos e Definições
Sustentabilidade: Conceitos e Definições
 
Fundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambientalFundamentos de educação ambiental
Fundamentos de educação ambiental
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Aula 6 planejamento urbano e amb
Aula 6   planejamento urbano e ambAula 6   planejamento urbano e amb
Aula 6 planejamento urbano e amb
 
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias InteligentesMobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
Mobilidade Urbana por Meio de Vias Inteligentes
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
 
Aula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentávelAula 1 desenvolvimento sustentável
Aula 1 desenvolvimento sustentável
 
Conferências ambientais
Conferências ambientaisConferências ambientais
Conferências ambientais
 
Aula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambientalAula 6 legislação ambiental
Aula 6 legislação ambiental
 
Aula 15 A Sociedade em Rede
Aula 15   A Sociedade em RedeAula 15   A Sociedade em Rede
Aula 15 A Sociedade em Rede
 
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
Mídias digitais - Apresentação da Aula 01 (04/08/12)
 
As cidades sustentáveis
As cidades sustentáveisAs cidades sustentáveis
As cidades sustentáveis
 
Desenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento SustentávelDesenvolvimento Sustentável
Desenvolvimento Sustentável
 
Aula 20 indicadores
Aula 20 indicadoresAula 20 indicadores
Aula 20 indicadores
 
As Cidades Brasileiras
As Cidades BrasileirasAs Cidades Brasileiras
As Cidades Brasileiras
 
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e SustentabilidadeGestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
Gestão Ambiental 01 - Introdução a Gestão Ambiental e Sustentabilidade
 

Semelhante a Cidades inteligentes

Hermano
HermanoHermano
Hermano
thcuim1234
 
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
Diogo Monteiro
 
Geração de Inovação para Cidades Inteligentes
Geração de Inovação para Cidades InteligentesGeração de Inovação para Cidades Inteligentes
Geração de Inovação para Cidades Inteligentes
Kiev Gama
 
Juventude Conectada
Juventude ConectadaJuventude Conectada
Juventude Conectada
Acontecendo Aqui
 
Cidades pela Retoma
Cidades pela RetomaCidades pela Retoma
Cidades pela Retoma
cidadespelaretoma
 
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
André Gonzalez
 
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Rafael Burity
 
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentaçãoPensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
Andreia Regina Moura Mendes
 
Entendendo o contexto sócio técnico
Entendendo o contexto sócio técnicoEntendendo o contexto sócio técnico
Entendendo o contexto sócio técnico
Alessandra Medeiros
 
Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"
Diego Lusa
 
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda UrbanaZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
Alexandre Pereira Santos
 
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para PessoasUrbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
MonicaAlmeida65
 
Aula_Planejamento Urbano.pdf
Aula_Planejamento Urbano.pdfAula_Planejamento Urbano.pdf
Aula_Planejamento Urbano.pdf
MarcosTarlombani1
 
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianosCibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
Edmea Santos
 
Território: implicações do digital
Território: implicações do digitalTerritório: implicações do digital
Território: implicações do digital
Luis Borges Gouveia
 
Evidence-based Public Policymaking in Smart Cities
Evidence-based Public Policymaking in Smart CitiesEvidence-based Public Policymaking in Smart Cities
Evidence-based Public Policymaking in Smart Cities
Fabio Kon
 
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
Conselho Regional de Administração de São Paulo
 
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa SampaSeminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
Rene Jose Rodrigues Fernandes
 
Reinventar o território
Reinventar o territórioReinventar o território
Reinventar o território
Luis Borges Gouveia
 
Ebook iot-iluminacaopublica
Ebook iot-iluminacaopublicaEbook iot-iluminacaopublica
Ebook iot-iluminacaopublica
Jorge Stang Coan
 

Semelhante a Cidades inteligentes (20)

Hermano
HermanoHermano
Hermano
 
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
478 texto do artigo-1114-2-10-20160323
 
Geração de Inovação para Cidades Inteligentes
Geração de Inovação para Cidades InteligentesGeração de Inovação para Cidades Inteligentes
Geração de Inovação para Cidades Inteligentes
 
Juventude Conectada
Juventude ConectadaJuventude Conectada
Juventude Conectada
 
Cidades pela Retoma
Cidades pela RetomaCidades pela Retoma
Cidades pela Retoma
 
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: governo e cidadão integrados com transparência, colaboraç...
 
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
Cidades um para um: Governo e Cidadão integrados com transparência, colaboraç...
 
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentaçãoPensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
Pensar a cidade nos contextos da cibercultura apresentação
 
Entendendo o contexto sócio técnico
Entendendo o contexto sócio técnicoEntendendo o contexto sócio técnico
Entendendo o contexto sócio técnico
 
Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"Rede "Olhos do Bem"
Rede "Olhos do Bem"
 
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda UrbanaZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
ZISTalk de 28/nov - Habitat III, GeoSUMR, ZISPOA e a Nova Agenda Urbana
 
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para PessoasUrbanismo II - Cidade para Pessoas
Urbanismo II - Cidade para Pessoas
 
Aula_Planejamento Urbano.pdf
Aula_Planejamento Urbano.pdfAula_Planejamento Urbano.pdf
Aula_Planejamento Urbano.pdf
 
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianosCibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
Cibercultura e educação em tempos de mobilidade: conversando com os cotidianos
 
Território: implicações do digital
Território: implicações do digitalTerritório: implicações do digital
Território: implicações do digital
 
Evidence-based Public Policymaking in Smart Cities
Evidence-based Public Policymaking in Smart CitiesEvidence-based Public Policymaking in Smart Cities
Evidence-based Public Policymaking in Smart Cities
 
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
ENCOAD 2017 - Inovação em Cidades Inteligentes e Sustentáveis - Modelos e Exp...
 
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa SampaSeminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
Seminário - Acampa Sampa / Ocupa Sampa
 
Reinventar o território
Reinventar o territórioReinventar o território
Reinventar o território
 
Ebook iot-iluminacaopublica
Ebook iot-iluminacaopublicaEbook iot-iluminacaopublica
Ebook iot-iluminacaopublica
 

Mais de Thiago Assumpção

Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
Thiago Assumpção
 
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisualCaracterísticas fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Thiago Assumpção
 
Teoria e história da montagem cinematográfica
Teoria e história da montagem cinematográficaTeoria e história da montagem cinematográfica
Teoria e história da montagem cinematográfica
Thiago Assumpção
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
Thiago Assumpção
 
Gêneros cinematográficos
Gêneros cinematográficosGêneros cinematográficos
Gêneros cinematográficos
Thiago Assumpção
 
Elipses, ligações e transições
Elipses, ligações e transiçõesElipses, ligações e transições
Elipses, ligações e transições
Thiago Assumpção
 
O papel criador da câmera
O papel criador da câmeraO papel criador da câmera
O papel criador da câmera
Thiago Assumpção
 
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdfUnidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Thiago Assumpção
 
Breve história do cinema
Breve história do cinemaBreve história do cinema
Breve história do cinema
Thiago Assumpção
 
Introdução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisualIntrodução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisual
Thiago Assumpção
 
Empreendedorismo digital
Empreendedorismo digitalEmpreendedorismo digital
Empreendedorismo digital
Thiago Assumpção
 
Escolha do negócio e definição do mercado alvo
Escolha do negócio e definição do mercado alvoEscolha do negócio e definição do mercado alvo
Escolha do negócio e definição do mercado alvo
Thiago Assumpção
 
Introdução ao Empreendedorismo
Introdução ao EmpreendedorismoIntrodução ao Empreendedorismo
Introdução ao Empreendedorismo
Thiago Assumpção
 
Processo Criativo
Processo CriativoProcesso Criativo
Processo Criativo
Thiago Assumpção
 
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Thiago Assumpção
 
Identidade | Said &Canclini
Identidade | Said &CancliniIdentidade | Said &Canclini
Identidade | Said &Canclini
Thiago Assumpção
 
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
Thiago Assumpção
 
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
Thiago Assumpção
 
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
Thiago Assumpção
 
Television’s Cultivation of Material Values
Television’s Cultivation of Material ValuesTelevision’s Cultivation of Material Values
Television’s Cultivation of Material Values
Thiago Assumpção
 

Mais de Thiago Assumpção (20)

Cultura da convergência
Cultura da convergênciaCultura da convergência
Cultura da convergência
 
Características fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisualCaracterísticas fundamentais da linguagem audiovisual
Características fundamentais da linguagem audiovisual
 
Teoria e história da montagem cinematográfica
Teoria e história da montagem cinematográficaTeoria e história da montagem cinematográfica
Teoria e história da montagem cinematográfica
 
Empreendedorismo Social
Empreendedorismo SocialEmpreendedorismo Social
Empreendedorismo Social
 
Gêneros cinematográficos
Gêneros cinematográficosGêneros cinematográficos
Gêneros cinematográficos
 
Elipses, ligações e transições
Elipses, ligações e transiçõesElipses, ligações e transições
Elipses, ligações e transições
 
O papel criador da câmera
O papel criador da câmeraO papel criador da câmera
O papel criador da câmera
 
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdfUnidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
Unidade A3 - Breve história do cinema BRASILEIRO.pdf
 
Breve história do cinema
Breve história do cinemaBreve história do cinema
Breve história do cinema
 
Introdução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisualIntrodução à linguagem audiovisual
Introdução à linguagem audiovisual
 
Empreendedorismo digital
Empreendedorismo digitalEmpreendedorismo digital
Empreendedorismo digital
 
Escolha do negócio e definição do mercado alvo
Escolha do negócio e definição do mercado alvoEscolha do negócio e definição do mercado alvo
Escolha do negócio e definição do mercado alvo
 
Introdução ao Empreendedorismo
Introdução ao EmpreendedorismoIntrodução ao Empreendedorismo
Introdução ao Empreendedorismo
 
Processo Criativo
Processo CriativoProcesso Criativo
Processo Criativo
 
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
Memealizando a vida | II Encontro ABCIBER 2021
 
Identidade | Said &Canclini
Identidade | Said &CancliniIdentidade | Said &Canclini
Identidade | Said &Canclini
 
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
The Causes of Third-Person Effects: Unrealistic Optimism, Impersonal Impact, ...
 
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
Mainstreaming, Resonance, and Impersonal Impact.
 
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
A Longitudinal Study on the Relationship Between Video Game Use and Sexist At...
 
Television’s Cultivation of Material Values
Television’s Cultivation of Material ValuesTelevision’s Cultivation of Material Values
Television’s Cultivation of Material Values
 

Último

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
Estuda.com
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
luggio9854
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Falcão Brasil
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
ProfessoraSilmaraArg
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
17 Coisas que seus alunos deveriam saber sobre TRI para melhorar sua nota no ...
 
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LEDPlano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
Plano_Aula_01_Introdução_com_Circuito_Piscar_LED
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdfRelatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
Relatório do Ministério da Defesa (MD) 2017.pdf
 
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdfAula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
Aula 3 CURSO LETRANDO (classes gramaticais).pdf
 
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdfO Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
O Ministério da Defesa e a Sociedade no Tema de Defesa Nacional.pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdfEscola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
Escola Preparatória de Cadetes do Ar (EPCAR).pdf
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 

Cidades inteligentes

  • 2. Referências Considerações Finais Introdução A pesquisa O Sonho Brasileiro e o jovem na Cidade Inteligente O cidadão e seu protagonismo numa Cidade Inteligente O “problema” das Cidades Inteligentes Cidades Inteligentes Do povoamento de regiões às grandes cidades
  • 3. ESCOLHA DO TEMA OBJETO DE ESTUDO METODOLOGIA
  • 4. As cidades ocupam apenas 2% da superfície da Terra. Dos poços às redes 54% da população mundial vive em cidades. 1990 – Dez cidades com mais de 10 milhões de habitantes. Hoje, 30. O relatório World Urbanization Projects (ONU 2014) Como evitar que as cidades sejam devoradas por elas mesmas? Como reduzir os impactos ambientais e impedir o colapso? Como as autoridades podem conduzir a soluções inteligentes e acertadas em busca de uma cidade mais inteligente e equilibrada??
  • 5. EUROPA AFRICA ASIA EUROPA OCEANIA AMERICA LATINA e CARIBE Percentagem da população residente em áreas urbanas em 2014 (regiões e países selecionados)PROPORÇÃO URBANA (PER CENT) IMAGEM: World Urbanization Prospects: 2 The 2014 Revision
  • 6. De acordo com Farias et al. A ideia básica para a realização do conceito de CIDADE INTELIGENTE é a criação de espaços urbanos ambientalmente balanceados, onde as pessoas possam trabalhar e ter suas necessidades e desejos razoavelmente satisfeitos no tocante aos serviços oferecidos pela infraestrutura urbana. O ambiente-alvo deverá ser dotado de uma capacidade funcional sustentável, à prova de futuro. Uma cidade inteligente utiliza tecnologia para transformar a sua infraestrutura básica e otimizar o uso de energia e de outros recursos. (p.1)
  • 7. Envolve inteligência, inventividade e criatividade além do conhecimento de cientistas, artistas, empresários e capital de risco. Envolve inteligência coletiva da população e cooperação. Envolve inteligência artificial ou digital. Interação da tecnologia como suporte para o diálogo de avanço das cidades. contempla 3 dimensões: Uma
  • 8. O poder da internet na circulação da informação A crítica de Tom Dassen Internet das Coisas http://f.i.uol.com.br/folha/cotidiano/images/15143328.jpeg TOM DASSEN Urbanista e co-autor do livro: "Smart About Cities - Visualising the Challenge for 21st Century Urbanism"
  • 9. A cidade somos nós. A retomada do papel agente. Demodinâmica. (Pierre Lévy) Cidade e cidadão mediados pela tecnologia.
  • 10. Pensando nas Cidades Inteligentes, os jovens são apontados como catalizadores das grandes mudanças porque dominam com mais facilidades as tecnologias e cresceram dentro de uma nova realidade em que o empreendedorismo, a ação transformadora e a capacitação em nível local e global são realidades. “ouvir a primeira geração global de brasileiros para entender seus valores, a forma como enxerga o país, os papéis que se propõe a desempenhar nele e os cenários futuros em que se vê atuando.” (O Sonho Brasileiro, pg.3) 45 milhões de pessoas 8% Jovem-Ponte | 2 milhões de pessoas Produtores de micro revoluções cotidianas 18a24 JOVENS A|B|C|D|E CLASSES POA | REC SÃO | RIO 1.200 entrevistas entre outras ações
  • 11. Inteligência Artificial – avanço no desenvolvimento de tecnologia deve ser estimulado. Investimento do governo em pesquisa e desenvolvimento; Autoridades políticas como responsabilidade no cerne da vida da cidade encorajando e investindo em ações locais promovidas pelo cidadãos; Abertura de canais locais (subprefeituras e secretarias); Dimensão coletiva – suporte às ações de grêmios associações, centros comunitários, coletivos artísticos etc.; Reforço às ações de cultura, arte e educação; coleta de resíduos; recuperação e manutenção das áreas verdes; uso consciente da energia; ações a favor da segurança pública etc.
  • 12. O despertamento e estímulo a novas iniciativas a partir dos jovens pode ser um pontapé para o aumento local de ações que visem o avanço da comunidade e consequentemente da Cidade Inteligente. O esperado é que além dos esforços municipais e federais, exista um estímulo partindo dos próprios educadores no sentido de auxiliar os jovens nesse empoderamento de seu meio dando-lhes capacitação e espaço para soluções criativas de construção coletiva que toquem as questões críticas que toda grande cidade tem enfrentado como: mobilidade urbana, re-apropriação pelos cidadãos dos espaços urbanos; reforço às ações de cultura, arte e educação; coleta de resíduos; recuperação e manutenção das áreas verdes; uso consciente da energia; ações a favor da segurança pública etc.
  • 13. ANDERLE, D. & FREITAS JR., V. (2013). A utilização da Tecnologia da Informação nas Smart Cities um estudo bibliométrico, Porto Alegre. Disponível em: http://www.egov.ufsc.br/portal/sites/default/files/artigo__a_utilizacao_da_tecnologia_da_informacao_nas_smart_cities_-_um_estudo_bibliometrico.pdf Acesso em: 30/04/2015 DUARTE, Fábio. Cidades inteligentes: inovação tecnológica no meio urbano. São Paulo Perspec, São Paulo, v.19, n.1, p.122- 131, Mar. 2005. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-88392005000100011&lng=en&nrm=iso Acesso em: 30/04/2015 EIDELWEIN, Karen; MARASCHIN, Cleci. O operar de um coletivo na WEB. Psicol. cienc. prof., Brasília, v. 23, n. 4, p. 48- 55, Dec. 2003 . Disponível em http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1414-98932003000400008&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 29/05/2015 FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS. Cadernos FGV Projetos Jun/Jul2014 – Ano 9 – nº 24 – ISSN 19844883 GAMBERT, Gilberto. Cidades Inteligentes – Princípios, Tecnologias e Aplicações. Dissertação em Computação Aplicada – (Instituto de Ciências Exatas e Geociências /UPF) – Passo Fundo, 2014 LÉVY, Pierre. A Inteligência Coletiva. São Paulo:Loyola, 1998. SINGER, Talyta. Internet das coisas: controvérsias nas notícias e redes temáticas. 132 f.: il. Dissertação em Comunicação – Faculdade de Comunicação (FACOM/UFBA) – Salvador, 2014 UNITED NATIONS, Department of Economic and Social Affairs, Population Division (2014). World Urbanization Prospects: The 2014 Revision, Highlights (ST/ESA/SER.A/352). Disponível em: http://esa.un.org/unpd/wup/Highlights/WUP2014-Highlights.pdf Acesso em: 30/04/2015
  • 14. Pesquisa O Sonho Brasileiro Disponível em: http://pesquisa.osonhobrasileiro.com.br/indexn.php Acesso em 01/05/2015 LINKOGRAFIA ASCENSO, Rita. Inteligência Sustentável. Disponível em: http://www.smart-cities.pt/pt/noticia/inteligencia-sustentavel5464/ Acesso em: 30/04/2015 FRANCO, Luiza. "Cidade inteligente" não é garantia de melhorias sociais, diz urbanista. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2015/05/1633023-cidade-inteligente-nao-e-garantia-de-melhorias-sociais-diz-urbanista.shtml Acesso em: 29/05/2015 NASCIMENTO, Rodrigo. Smart Cities: Como a tecnologia se tornou uma aliada da gestão urbana. Disponível em: http://www.administradores.com.br/artigos/tecnologia/smart-cities-como-a-tecnologia-se-tornou-uma-aliada-da-gestao-urbana/84695/ Acesso em: 30/04/2015 SABINO, Horácio. O cidadão está no centro das smart cities. Disponível em: http://www.gazetadopovo.com.br/opiniao/artigos/o-cidadao-esta-no-centro-dassmart- cities-7yhkqcr94p1sts2kbhxeftr0y Texto publicado na edição impressa de 02 de abril de 2015 Acesso em: 30/04/2015 Criadores falam sobre Colab, melhor app urbano do mundo Disponível em: http://exame.abril.com.br/tecnologia/noticias/criadores-falam-sobre-colab-melhor-app- urbano-do-mundo Acesso em 12/05/2014 Barcelona usa sistema subterrâneo para descartar lixo Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=rBJ3QrI4V60 Acesso em: 09/04/2014 CONECTA - André Lemos discute internet, cibercultura e sociabilidade Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=D4x5tIiWGpA Acesso em: 29/05/2015
  • 15. UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Meio Ambiente, Energia e Cidade Prof. Francisco Antônio Zorzo THIAGO ASSUMPÇÃO