SlideShare uma empresa Scribd logo
Perfeição moral
A construção harmoniosa entre o espirito e matéria
“Esmagado por conflitos
que não amainam de
intensidade,
o homem moderno
procura mecanismos
escapistas em vãs
tentativas de driblar
aflições, transferindo –se
para os setores do êxito
exterior, do aplauso e da
admiração social ,embora
sentimentos permaneçam
agrilhoados pela angustia
e pela insatisfação.”
O homem Moderno
O Ser consciente – Joanna Angelis
( introdução )
As realizações externas podem acalmar as ansiedades
do coração, momentaneamente, não , porem erradica-
las , razão por que o triunfo externo não apazigua
internamente.
Conflito entre o espirito e a
matéria
Paradoxo do homem moderno
Saindo do miolo para casca
Flavio Gikovate
1960
SER -
Os valores mais relevantes tinham
a ver com o conteúdo das pessoas
mais do que com a aparência
delas.
Ser médico, professor, engenheiro
1970
TER
O que mais se passou a valorizar foi
o montante que se ganha e quais os
bens que podem ser adquiridos com
esse dinheiro. As marcas de grife
ganharam fama enorme e se
tornaram cada vez mais conhecidas
de todos passando indicar a
importância e a posição social de
quem as possui.
Ultima
década
PARECER
Na última década fomos introduzidos,
via internet, às redes sociais, ao
universo novo dos contatos
virtuais. as pessoas passaram a
querer mais que tudo “aparecer”.
disfarçando seus reais sentimentos.
• Inquietações
• Tendências que o comandam
Homem multifacetado
Paradoxo existencial
Joanna Angelis
O homem é sua mente.
Aquilo que cultiva no mundo
intimo, ou propele com
insistência a realizações
constitui a sua essência e
legitimidade, que devem ser
estudadas pacientemente, a
fim de poder enfrentar os
paradoxos existenciais.
Joanna de Angelis
Paradoxos
existenciais
Parecer X Ser
contradição
O homem está
condicionado para
conquistas das
“coisas” como metas
plenificadoras
Procura soterrar os
conflitos sob preocupações
continuas.
Mantendo-os no entanto
vivos e pulsantes até que
ressumam e sobrepõe-se
a todos os disfarces
Desencadeando novos
sofrimentos e perturbações
devastadoras
Paradigma
Modelo
padrão
Conflitos psicológicos
1-Não dá valor,
evita deter-se
neles, analisar a
própria fragilidade
2-De modo a
encontrar
recursos que
lhe facultem
dilui-los
4- Complexos de inferioridade
• narcisismos,
• agressividade
• culpa
• timidez
• alienação mental
3-Enraizados
profundamente
apresentam –se
na consciência
sob disfarces
diferentes
confronto
?
Por que aqui
estou?
Quem sou
Para onde vou
Conflito
existencial
Sócrates e Platão
Precursores
da Doutrina Cristã do
Espiritismo
ESE – introd.
“A busca do saber é o caminho
para a perfeição humana, dizia,
introduzindo na história do
pensamento a discussão sobre a
finalidade da vida.”
“Homem conhece-te a ti mesmo”
A perfeição existe ? É possível alcança-la ?
A perfeição segundo:
Platão :
Aristóteles :
A perfeição certamente é um conceito extremamente relativo, o que
gera um paradoxo, pois, por definição, o perfeito seria o irretocável.
E se assim fosse, aceitaríamos o definitivo, o imutável, coisa que
não combina com o mundo como o conhecemos.
Perfeição
Perfeito seria
irretocável
Conceito
relativo
Paradoxo
Mundo dos sentidos
Mundo das ideias
Excelência
contradição
Conceito :
Perfeição é um conceito que deriva do latim perfectĭo e que se
refere à condição daquilo que é perfeito.
Perfeito, por sua vez, diz-se daquilo que não apresenta erros,
defeitos ou falhas/falências: trata-se, por conseguinte, de algo que
alcançou o máximo nível possível
Significado
1-o mais alto nível numa escala de valores.
2.excelência no mais alto grau
Favo de Mel
”Somente Deus possui a perfeição infinita em todas as coisas “
Quando se fala em perfeição humana, cogita-se de uma perfeição
relativa e não absoluta, porque somente Deus possui a perfeição
infinita em todas as coisas. Se a criatura fosse dado ser tão
perfeita quanto o Criador tornar-se-ia igual a este o que é
inadmissível.
Moral : é o conjunto de regras
adquiridas através da cultura,
da educação, da tradição e do cotidiano,
e que orientam o comportamento
humano dentro de uma sociedade.
“Portanto senso moral e consciência
moral são coisas diferentes.”
Senso moral é o sentimento e a ação
imediata em resposta às emoções
Consciência moral fala da individualidade, das decisões e escolhas
que a pessoa tomou, da bagagem das experiências vividas pelo
espírito eterno, e consequências já aferidas pela lei de causa e
efeito.
Senso moral : É o desenvolvimento
de valores do individuo.
É o entendimento entre o bem e o
mal, o certo e o errado presentes em
uma determinada sociedade.
Universidade Yale USA – pesquisa
Bebes de 1 ano tem senso moral
Amarmos os nossos inimigos em fazermos o bem
aos que nos odeiam em orarmos pelos que nos
perseguem .
A essência da perfeição é a caridade na sua mais
ampla acepção porque implica a pratica de todas
as virtudes.
Virtudes:
Resistencia voluntaria ao arrastamento das más
tendências.
Sublimidade da virtude ,consiste no sacrifício do
interesse pessoal para o bem do próximo sem
segunda intenção.(desinteresse)
Imperfeição:
Interesse pessoal. O apego as coisas materiais é
um indicio notório de inferioridade. (paixões)
"Sede perfeitos como vosso Pai celestial é perfeito",
A perfeição humana segundo Jesus consiste :
Das paixões 
A paixão está no excesso de vontade
O princípio das paixões é inerente à natureza do ser humano. Quando
bem dosado e orientado leva o homem a grandes feitos, a grandes
realizações. Em tudo na vida o erro está no abuso e não no uso. Por
exemplo: trabalhar e comer são atividades positivas, mas trabalhar e
comer excessivamente é prejudicial. As paixões são como um cavalo
que é útil quando governado e perigoso quando governa (LÊ 908); em
assim sendo, a paixão negativa consiste no fato de o homem ser
dependente de algo exterior a si; quanto mais domínio sobre si tiver,
mais livre será.
Egoísmo 
Entre todos os vícios, o que os Espíritos consideram mais radical é o
egoísmo, pois dele deriva todo o mal. Se estudarmos nossos vícios
veremos que na origem de todos eles está o egoísmo. É que ele
engendra o orgulho, a ambição, a cupidez, a inveja, o ódio, o ciúme, dos
quais a todo momento o homem é vítima; é ele que leva à perturbação,
provoca dissenções e destrói a confiança de uns para com outros. Por
mais que se lute contra eles, não se conseguirá diminuí-los, enquanto
não se houver destruído a causa. Quem nesta vida quiser se aproximar
da perfeição moral deve extirpar de seu coração todo sentimento de
egoísmo, porque é incompatível com a justiça, o amor e a caridade; ele
neutraliza todas as outras qualidades (LÊ 913).
Conhecimento de si mesmo
Chave do melhoramento individual
LE- 939 a
Como julgar a si mesmo?
E o amor próprio não atenua as faltas e as
torna desculpáveis?
O avaro se considera previdente.
O orgulhoso se considera cheio de
dignidade.
Na indecisão pergunte a si mesmo como
qualificaria sua ação se tivesse sido
praticada por outros.
Não negligencie a opinião de
seus inimigos. ( são espelho )
Examinai sempre o que possa
ter feito contra Deus, o próximo,
ou contra si mesmo.
Qual o interesse que move suas
ações ?
Há alguma ação que não ousaria
confessar?
Se Deus o chamasse agora para o
plano espiritual você temeria?
algo ou alguém.
Gerenciamento de si mesmo
Usar seus dons
com consciência
Gerir conflitos
positivamente
Conheça-se
O homem de bem
 Pratica a lei da justiça, amor, e
caridade
 Interroga sua consciência se fez todo
o bem que podia, se ninguém tem de
se queixar dele e se fez aos outros
tudo que queria para si
 Se fez o bem pelo bem, sem
esperança de recompensa e
sacrificou o seu interesse pela justiça
 Se foi bom ,humano, benevolente sem
exceção de crenças ou raças.
 Se possui poder e riquezas sabe que
deve usa-las para o bem pois é apenas
usufrutuário dos bens de Deus.
 Na ordem social trata os que estão
sob sua dependência com bondade e
benevolência porque são seus iguais
perante Deus.
 Usa da autoridade para levantar a
moral, e não para ferir com seu
orgulho.
 É indulgente para com as fraquezas
dos outros .Não é vingativo, perdoa as
ofensas .
 Respeita seus semelhantes , e todos
os direitos da Lei natural
O Ser Consciente
• Não se julga
• Nem se justifica
• Não se acusa
• Nem se culpa
Apenas descobre-se
patriaespirita.blogspot.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Ricardo Azevedo
 
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Leonardo Pereira
 
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de ConservaçãoEvangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
Antonino Silva
 
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
Marta Gomes
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Izabel Cristina Fonseca
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
Rosana De Rosa
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Antonino Silva
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Livre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espíritaLivre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
Jorge Luiz dos Santos
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
Jorge Luiz dos Santos
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
Victor Passos
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
Ponte de Luz ASEC
 
O bem e mal sofrer
O bem e  mal sofrerO bem e  mal sofrer
O bem e mal sofrer
Henrique Vieira
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
Ricardo Azevedo
 
Egosmo na visão esprita
Egosmo na visão espritaEgosmo na visão esprita
Egosmo na visão esprita
Victor Passos
 
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIODESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
Jorge Luiz dos Santos
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 

Mais procurados (20)

Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
Relações afetivas e o casamento na visão espírita!
 
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de ConservaçãoEvangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
Evangeliza - Leis Morais da Vida - Lei de Conservação
 
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx3.10 - Lei de Liberdade.pptx
3.10 - Lei de Liberdade.pptx
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
2010-03-Palestra-Honrai Vosso Pai e Vossa Mãe-Rosana De Rosa
 
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitadosEvangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
Evangeliza - Diferentes categorias de mundos habitados
 
Fé pela ótica espírita
Fé pela ótica espíritaFé pela ótica espírita
Fé pela ótica espírita
 
Livre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espíritaLivre arbítrio na ótica espírita
Livre arbítrio na ótica espírita
 
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMOMEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
MEDIUNIDADE E ESPIRITISMO
 
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITASMISSÃO DOS ESPÍRITAS
MISSÃO DOS ESPÍRITAS
 
Palestra a reencarnacao
Palestra   a reencarnacaoPalestra   a reencarnacao
Palestra a reencarnacao
 
Esquecimento do passado
Esquecimento do passadoEsquecimento do passado
Esquecimento do passado
 
O bem e mal sofrer
O bem e  mal sofrerO bem e  mal sofrer
O bem e mal sofrer
 
Desencarne na visão espírita
Desencarne na visão espíritaDesencarne na visão espírita
Desencarne na visão espírita
 
Propósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de BemPropósito - Pessoa de Bem
Propósito - Pessoa de Bem
 
Egosmo na visão esprita
Egosmo na visão espritaEgosmo na visão esprita
Egosmo na visão esprita
 
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIODESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
DESTINO, FATALIDADE E LIVRE-ARBÍTRIO
 
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão EspíritaAFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
AFINIDADE E SINTONIA ESPIRITUAL na visão Espírita
 

Semelhante a Aula Perfeição Moral

Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
Leonardo Pereira
 
Estudo do evangelho
Estudo do evangelhoEstudo do evangelho
Estudo do evangelho
carlos freire
 
38 etcid
38 etcid38 etcid
38 etcid
Eurides Soares
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Leonardo Pereira
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
CeiClarencio
 
O Homem Integral - Capítulo 3
O Homem Integral - Capítulo 3O Homem Integral - Capítulo 3
O Homem Integral - Capítulo 3
Mario Emilio do Amaral Coelho
 
Apresentação3
Apresentação3Apresentação3
Apresentação3
geaj
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Leonardo Pereira
 
As potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidadeAs potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidade
Universidade Federal Fluminense
 
Egoismo
EgoismoEgoismo
Egoismo
Lisete B.
 
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptxESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
ssuser9b8021
 
Gestão de Conflitos
Gestão de ConflitosGestão de Conflitos
Gestão de Conflitos
Instituto Consciência GO
 
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docxRESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
andresilvahis
 
2 (4)
2 (4)2 (4)
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Dalila Melo
 
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn RandFilosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
Breno Brito
 
Aula 3 principios eticos
Aula 3 principios eticosAula 3 principios eticos
Aula 3 principios eticos
Universidade Federal Fluminense
 
Calar a discordia
Calar a discordiaCalar a discordia
Calar a discordia
Mensagens Virtuais
 
LE Q.913 ESE cap13_item15
LE Q.913 ESE cap13_item15LE Q.913 ESE cap13_item15
LE Q.913 ESE cap13_item15
Patricia Farias
 
Arrogância.pptx
Arrogância.pptxArrogância.pptx
Arrogância.pptx
M.R.L
 

Semelhante a Aula Perfeição Moral (20)

Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"Estudos do evangelho "O egoísmo"
Estudos do evangelho "O egoísmo"
 
Estudo do evangelho
Estudo do evangelhoEstudo do evangelho
Estudo do evangelho
 
38 etcid
38 etcid38 etcid
38 etcid
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
 
O Homem Integral - Capítulo 3
O Homem Integral - Capítulo 3O Homem Integral - Capítulo 3
O Homem Integral - Capítulo 3
 
Apresentação3
Apresentação3Apresentação3
Apresentação3
 
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!Escolhas emocionais para uma vida feliz!
Escolhas emocionais para uma vida feliz!
 
As potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidadeAs potencias humanas e os modelos de felicidade
As potencias humanas e os modelos de felicidade
 
Egoismo
EgoismoEgoismo
Egoismo
 
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptxESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
ESTUDANDO A ARROGÂNCIA.pptx
 
Gestão de Conflitos
Gestão de ConflitosGestão de Conflitos
Gestão de Conflitos
 
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docxRESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
RESUMO SOBRE A TEMATICA QUEM É O HOMEM.docx
 
2 (4)
2 (4)2 (4)
2 (4)
 
Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010Ed esp para_jovem_14_04_2010
Ed esp para_jovem_14_04_2010
 
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn RandFilosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
Filosofia: Quem precisa dela? - O Objetivismo de Ayn Rand
 
Aula 3 principios eticos
Aula 3 principios eticosAula 3 principios eticos
Aula 3 principios eticos
 
Calar a discordia
Calar a discordiaCalar a discordia
Calar a discordia
 
LE Q.913 ESE cap13_item15
LE Q.913 ESE cap13_item15LE Q.913 ESE cap13_item15
LE Q.913 ESE cap13_item15
 
Arrogância.pptx
Arrogância.pptxArrogância.pptx
Arrogância.pptx
 

Mais de Ceile Bernardo

Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
Ceile Bernardo
 
Aula intervencao dos espiritos no mundo fisico
Aula   intervencao dos espiritos no mundo fisicoAula   intervencao dos espiritos no mundo fisico
Aula intervencao dos espiritos no mundo fisico
Ceile Bernardo
 
Aula - Estou de luto
Aula -  Estou de lutoAula -  Estou de luto
Aula - Estou de luto
Ceile Bernardo
 
Aula a lei do amor
Aula   a  lei do amorAula   a  lei do amor
Aula a lei do amor
Ceile Bernardo
 
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Aula   bem aventurados os pobres de espiritoAula   bem aventurados os pobres de espirito
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Ceile Bernardo
 
Aula Lei de Conservação
Aula  Lei de ConservaçãoAula  Lei de Conservação
Aula Lei de Conservação
Ceile Bernardo
 
Aula otimismo e fé
Aula  otimismo e féAula  otimismo e fé
Aula otimismo e fé
Ceile Bernardo
 
Aula Vida Espirita
Aula Vida EspiritaAula Vida Espirita
Aula Vida Espirita
Ceile Bernardo
 
Lei de Reprodução
Lei de ReproduçãoLei de Reprodução
Lei de Reprodução
Ceile Bernardo
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
Ceile Bernardo
 
O homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a EvoluçãoO homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a Evolução
Ceile Bernardo
 
Preconceito
Preconceito Preconceito
Preconceito
Ceile Bernardo
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismo Historia do espiritismo
Historia do espiritismo
Ceile Bernardo
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismoHistoria do espiritismo
Historia do espiritismo
Ceile Bernardo
 
Viajores da Eternidade
Viajores da EternidadeViajores da Eternidade
Viajores da Eternidade
Ceile Bernardo
 
Curso de Entrevistadores - Sexualidade
Curso de Entrevistadores - SexualidadeCurso de Entrevistadores - Sexualidade
Curso de Entrevistadores - Sexualidade
Ceile Bernardo
 
Deus video.
Deus video.Deus video.
Deus video.
Ceile Bernardo
 
Elementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo videoElementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo video
Ceile Bernardo
 
Fé e Obras
Fé e Obras Fé e Obras
Fé e Obras
Ceile Bernardo
 
Alegria confiança video
Alegria confiança videoAlegria confiança video
Alegria confiança video
Ceile Bernardo
 

Mais de Ceile Bernardo (20)

Atos dos apostolos
Atos dos apostolosAtos dos apostolos
Atos dos apostolos
 
Aula intervencao dos espiritos no mundo fisico
Aula   intervencao dos espiritos no mundo fisicoAula   intervencao dos espiritos no mundo fisico
Aula intervencao dos espiritos no mundo fisico
 
Aula - Estou de luto
Aula -  Estou de lutoAula -  Estou de luto
Aula - Estou de luto
 
Aula a lei do amor
Aula   a  lei do amorAula   a  lei do amor
Aula a lei do amor
 
Aula bem aventurados os pobres de espirito
Aula   bem aventurados os pobres de espiritoAula   bem aventurados os pobres de espirito
Aula bem aventurados os pobres de espirito
 
Aula Lei de Conservação
Aula  Lei de ConservaçãoAula  Lei de Conservação
Aula Lei de Conservação
 
Aula otimismo e fé
Aula  otimismo e féAula  otimismo e fé
Aula otimismo e fé
 
Aula Vida Espirita
Aula Vida EspiritaAula Vida Espirita
Aula Vida Espirita
 
Lei de Reprodução
Lei de ReproduçãoLei de Reprodução
Lei de Reprodução
 
Principio Vital
Principio VitalPrincipio Vital
Principio Vital
 
O homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a EvoluçãoO homem o Perispirito a Evolução
O homem o Perispirito a Evolução
 
Preconceito
Preconceito Preconceito
Preconceito
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismo Historia do espiritismo
Historia do espiritismo
 
Historia do espiritismo
Historia do espiritismoHistoria do espiritismo
Historia do espiritismo
 
Viajores da Eternidade
Viajores da EternidadeViajores da Eternidade
Viajores da Eternidade
 
Curso de Entrevistadores - Sexualidade
Curso de Entrevistadores - SexualidadeCurso de Entrevistadores - Sexualidade
Curso de Entrevistadores - Sexualidade
 
Deus video.
Deus video.Deus video.
Deus video.
 
Elementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo videoElementos gerais do universo video
Elementos gerais do universo video
 
Fé e Obras
Fé e Obras Fé e Obras
Fé e Obras
 
Alegria confiança video
Alegria confiança videoAlegria confiança video
Alegria confiança video
 

Último

Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
REFORMADOR PROTESTANTE
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
GABRIELADIASDUTRA1
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Elton Zanoni
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
Oziete SS
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 

Último (10)

Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
O que está oculto na Maçonaria? Livro cristão.
 
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livroA VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
A VOZ DO SILÊNCIO - Helena Blavatsky livro
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
Teresa Gerhardinger - corajosa mulher de fé e de visão mundial (1989)
 
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.docORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
ORGANIZAÇÃO ABERTURA EBF 2024.pdf-1.doc
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 

Aula Perfeição Moral

  • 1. Perfeição moral A construção harmoniosa entre o espirito e matéria
  • 2. “Esmagado por conflitos que não amainam de intensidade, o homem moderno procura mecanismos escapistas em vãs tentativas de driblar aflições, transferindo –se para os setores do êxito exterior, do aplauso e da admiração social ,embora sentimentos permaneçam agrilhoados pela angustia e pela insatisfação.” O homem Moderno O Ser consciente – Joanna Angelis ( introdução )
  • 3. As realizações externas podem acalmar as ansiedades do coração, momentaneamente, não , porem erradica- las , razão por que o triunfo externo não apazigua internamente. Conflito entre o espirito e a matéria
  • 5. Saindo do miolo para casca Flavio Gikovate 1960 SER - Os valores mais relevantes tinham a ver com o conteúdo das pessoas mais do que com a aparência delas. Ser médico, professor, engenheiro 1970 TER O que mais se passou a valorizar foi o montante que se ganha e quais os bens que podem ser adquiridos com esse dinheiro. As marcas de grife ganharam fama enorme e se tornaram cada vez mais conhecidas de todos passando indicar a importância e a posição social de quem as possui. Ultima década PARECER Na última década fomos introduzidos, via internet, às redes sociais, ao universo novo dos contatos virtuais. as pessoas passaram a querer mais que tudo “aparecer”. disfarçando seus reais sentimentos.
  • 6. • Inquietações • Tendências que o comandam Homem multifacetado Paradoxo existencial Joanna Angelis O homem é sua mente. Aquilo que cultiva no mundo intimo, ou propele com insistência a realizações constitui a sua essência e legitimidade, que devem ser estudadas pacientemente, a fim de poder enfrentar os paradoxos existenciais. Joanna de Angelis Paradoxos existenciais Parecer X Ser contradição
  • 7. O homem está condicionado para conquistas das “coisas” como metas plenificadoras Procura soterrar os conflitos sob preocupações continuas. Mantendo-os no entanto vivos e pulsantes até que ressumam e sobrepõe-se a todos os disfarces Desencadeando novos sofrimentos e perturbações devastadoras Paradigma Modelo padrão
  • 8. Conflitos psicológicos 1-Não dá valor, evita deter-se neles, analisar a própria fragilidade 2-De modo a encontrar recursos que lhe facultem dilui-los 4- Complexos de inferioridade • narcisismos, • agressividade • culpa • timidez • alienação mental 3-Enraizados profundamente apresentam –se na consciência sob disfarces diferentes confronto
  • 9. ? Por que aqui estou? Quem sou Para onde vou Conflito existencial
  • 10. Sócrates e Platão Precursores da Doutrina Cristã do Espiritismo ESE – introd. “A busca do saber é o caminho para a perfeição humana, dizia, introduzindo na história do pensamento a discussão sobre a finalidade da vida.” “Homem conhece-te a ti mesmo”
  • 11. A perfeição existe ? É possível alcança-la ?
  • 12. A perfeição segundo: Platão : Aristóteles : A perfeição certamente é um conceito extremamente relativo, o que gera um paradoxo, pois, por definição, o perfeito seria o irretocável. E se assim fosse, aceitaríamos o definitivo, o imutável, coisa que não combina com o mundo como o conhecemos. Perfeição Perfeito seria irretocável Conceito relativo Paradoxo Mundo dos sentidos Mundo das ideias Excelência contradição
  • 13. Conceito : Perfeição é um conceito que deriva do latim perfectĭo e que se refere à condição daquilo que é perfeito. Perfeito, por sua vez, diz-se daquilo que não apresenta erros, defeitos ou falhas/falências: trata-se, por conseguinte, de algo que alcançou o máximo nível possível Significado 1-o mais alto nível numa escala de valores. 2.excelência no mais alto grau Favo de Mel
  • 14. ”Somente Deus possui a perfeição infinita em todas as coisas “ Quando se fala em perfeição humana, cogita-se de uma perfeição relativa e não absoluta, porque somente Deus possui a perfeição infinita em todas as coisas. Se a criatura fosse dado ser tão perfeita quanto o Criador tornar-se-ia igual a este o que é inadmissível.
  • 15. Moral : é o conjunto de regras adquiridas através da cultura, da educação, da tradição e do cotidiano, e que orientam o comportamento humano dentro de uma sociedade. “Portanto senso moral e consciência moral são coisas diferentes.” Senso moral é o sentimento e a ação imediata em resposta às emoções Consciência moral fala da individualidade, das decisões e escolhas que a pessoa tomou, da bagagem das experiências vividas pelo espírito eterno, e consequências já aferidas pela lei de causa e efeito. Senso moral : É o desenvolvimento de valores do individuo. É o entendimento entre o bem e o mal, o certo e o errado presentes em uma determinada sociedade. Universidade Yale USA – pesquisa Bebes de 1 ano tem senso moral
  • 16. Amarmos os nossos inimigos em fazermos o bem aos que nos odeiam em orarmos pelos que nos perseguem . A essência da perfeição é a caridade na sua mais ampla acepção porque implica a pratica de todas as virtudes. Virtudes: Resistencia voluntaria ao arrastamento das más tendências. Sublimidade da virtude ,consiste no sacrifício do interesse pessoal para o bem do próximo sem segunda intenção.(desinteresse) Imperfeição: Interesse pessoal. O apego as coisas materiais é um indicio notório de inferioridade. (paixões) "Sede perfeitos como vosso Pai celestial é perfeito", A perfeição humana segundo Jesus consiste :
  • 17. Das paixões  A paixão está no excesso de vontade O princípio das paixões é inerente à natureza do ser humano. Quando bem dosado e orientado leva o homem a grandes feitos, a grandes realizações. Em tudo na vida o erro está no abuso e não no uso. Por exemplo: trabalhar e comer são atividades positivas, mas trabalhar e comer excessivamente é prejudicial. As paixões são como um cavalo que é útil quando governado e perigoso quando governa (LÊ 908); em assim sendo, a paixão negativa consiste no fato de o homem ser dependente de algo exterior a si; quanto mais domínio sobre si tiver, mais livre será. Egoísmo  Entre todos os vícios, o que os Espíritos consideram mais radical é o egoísmo, pois dele deriva todo o mal. Se estudarmos nossos vícios veremos que na origem de todos eles está o egoísmo. É que ele engendra o orgulho, a ambição, a cupidez, a inveja, o ódio, o ciúme, dos quais a todo momento o homem é vítima; é ele que leva à perturbação, provoca dissenções e destrói a confiança de uns para com outros. Por mais que se lute contra eles, não se conseguirá diminuí-los, enquanto não se houver destruído a causa. Quem nesta vida quiser se aproximar da perfeição moral deve extirpar de seu coração todo sentimento de egoísmo, porque é incompatível com a justiça, o amor e a caridade; ele neutraliza todas as outras qualidades (LÊ 913).
  • 18. Conhecimento de si mesmo Chave do melhoramento individual LE- 939 a Como julgar a si mesmo? E o amor próprio não atenua as faltas e as torna desculpáveis? O avaro se considera previdente. O orgulhoso se considera cheio de dignidade. Na indecisão pergunte a si mesmo como qualificaria sua ação se tivesse sido praticada por outros. Não negligencie a opinião de seus inimigos. ( são espelho ) Examinai sempre o que possa ter feito contra Deus, o próximo, ou contra si mesmo. Qual o interesse que move suas ações ? Há alguma ação que não ousaria confessar? Se Deus o chamasse agora para o plano espiritual você temeria? algo ou alguém.
  • 19. Gerenciamento de si mesmo Usar seus dons com consciência Gerir conflitos positivamente Conheça-se
  • 20. O homem de bem  Pratica a lei da justiça, amor, e caridade  Interroga sua consciência se fez todo o bem que podia, se ninguém tem de se queixar dele e se fez aos outros tudo que queria para si  Se fez o bem pelo bem, sem esperança de recompensa e sacrificou o seu interesse pela justiça  Se foi bom ,humano, benevolente sem exceção de crenças ou raças.  Se possui poder e riquezas sabe que deve usa-las para o bem pois é apenas usufrutuário dos bens de Deus.  Na ordem social trata os que estão sob sua dependência com bondade e benevolência porque são seus iguais perante Deus.  Usa da autoridade para levantar a moral, e não para ferir com seu orgulho.  É indulgente para com as fraquezas dos outros .Não é vingativo, perdoa as ofensas .  Respeita seus semelhantes , e todos os direitos da Lei natural
  • 21. O Ser Consciente • Não se julga • Nem se justifica • Não se acusa • Nem se culpa Apenas descobre-se