SlideShare uma empresa Scribd logo
Allan Kardec, Evangelho Segundo o
Espiritismo, capítulo 17, item3.
• 918. Por que indícios se pode reconhecer em um
homem o progresso real que lhe elevará o Espírito
na hierarquia espírita?
• “O espírito prova a sua elevação, quando todos os
atos de sua vida corporal representam a prática da
lei de Deus e quando antecipadamente
compreende a vida espiritual.”
• Livro dos Espíritos
1. Interrogue a consciência sobre seus
próprios atos.
Conhecimento de si
mesmo!
Perguntai ainda isto:
• Se aprouvesse a Deus
chamar-me neste
momento, ao entrar no
mundo dos Espíritos,
onde nada é oculto, teria
eu de temer o olhar de
alguém?
• 2. Deposite fé em Deus, na sua
bondade, na sua justiça e na sua
sabedoria.
Confiança!
• 3. Acrescente fé no futuro, colocando
os bens espirituais acima dos bens
temporais.
Esperança!
• 4. Aceite as vicissitudes da vida sem
murmurar, entendendo-as como
provas ou expiações.
Resignação
• 5. Doe doses abundantes de caridade
e de amor ao próximo, retribuindo o
mal com o bem.
Beneficência
• 5. Faça o bem pelo bem e tome a
defesa do fraco contra o forte.
Beneficência
Amar os inimigos não é:
• Ter-lhes uma afeição que não está na
natureza, visto que o contato de um inimigo
nos faz bater o coração de modo muito
diverso do seu bater, ao contato de um
amigo.
Allan Kardec - ESE - Cap. XII - Itens 1 a 4
Tema: Retribuir o mal com o bem
• 6. Pense nos outros, antes de pensar
em si, encontrando satisfação nos
serviços que presta.
Solidariedade
• 7. Seja bom, humano e benevolente
para com todos, sem distinção de
raças ou crenças.
Fraternidade
• 8. Respeite todas as convicções
sinceras sem lançar anátema aos que
não pensam como ti.
Alteridade
• 9. Mais uma vez, não se esqueça de
em todas as circunstâncias tomar por
guia a caridade.
Caridade
• 10. Perdoe e esqueça todas as
ofensas, não alimentando ódio,
rancor ou desejo de vingança.
Perdão
• 11. Seja indulgente para com as
fraquezas alheias, por também ser
credor de Indulgência!
Indulgência
• 12. Não evidencie os defeitos
alheios e procure sempre o bem
que possa atenuar o mal.
Compreensão
Haverá casos em que convenha se desvende o mal
de outrem?
É muito delicada esta questão e,
para resolvê-la, necessário se
torna apelar para a caridade bem compreendida.
• - São Luís. (Paris, 1860.) - ESE cap. 10, it.21
Se, porém, podem acarretar prejuízo a terceiros, deve-se
atender de preferência ao interesse do maior número.
• Se as imperfeições de uma pessoa
só a ela prejudicam, nenhuma
utilidade haverá nunca em divulgá-la.
São Luís. (Paris, 1860.) - ESE cap. 10, it.21
• 13. Estude as próprias imperfeições e
trabalhe incessantemente por
combatê-las.
Perseverança
• 14. Aproveite todas as ocasiões para
fazer ressaltar o que seja proveitoso
nos outros.
Bondade
• 15. Não se envaideça pela riqueza ou
vantagens pessoais, sabedor de que
são empréstimos.
Humildade
A humildade não está na pobreza, não está
na indigência, na penúria, na necessidade,
na nudez e nem na fome. A humildade está
na pessoa que tendo o direito de reclamar,
julgar, reprovar e tomar qualquer atitude
compreensível no brio pessoal, apenas
abençoa."
(Emmanuel, psicografado por Chico Xavier)
• 16. Se superior, trate os subalternos
com bondade e benevolência, vendo-
os como irmãos.
Humildade
• 17. Se subordinado, compreenda
seus deveres e se empenhe em
cumpri-los de bom grado.
Dedicação
• 18. Finalmente, respeite todos os
direitos que aos seus semelhantes
dão as leis da Natureza.
Amor
CENTRO ESPÍRITA SEARA DO
MESTRE JESUS
EXPOSITOR:
JOSE FERREIRA DE ALMEIDA
UM MUNDO NOVO ESPERA
HOMENS NOVOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
Angela Ewerling
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
Jorge Luiz dos Santos
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
Denise Tofoli
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
gmo1973
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Izabel Cristina Fonseca
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamento
Lorena Dias
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
Lorena Dias
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Aflições
igmateus
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
igmateus
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
igmateus
 
Indulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.netIndulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.net
Fórum Espírita
 
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Isnande Mota Barros
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
Fatoze
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
Francisco de Assis Alencar
 

Mais procurados (20)

AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMOAMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
AMAR AO PRÓXIMO COMO A SI MESMO
 
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
O CÉU E O INFERNO "Visão Espírita"
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
Bem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiososBem aventurados os que são misericordiosos
Bem aventurados os que são misericordiosos
 
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direitaCap 13 Não saiba a vossa mão esquerdao que dê a vossa mão direita
Cap 13 Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita
 
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obrasReconhece se o cristãos pelas suas obras
Reconhece se o cristãos pelas suas obras
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamento
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 
Justiça das Aflições
Justiça das AfliçõesJustiça das Aflições
Justiça das Aflições
 
A afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a DoçuraA afabilidade e a Doçura
A afabilidade e a Doçura
 
Senhor, Senhor
Senhor, SenhorSenhor, Senhor
Senhor, Senhor
 
Indulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.netIndulgencia www.forumespirita.net
Indulgencia www.forumespirita.net
 
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
Quem é minha mãe e quem são meus irmãos?
 
O DUELO
O DUELOO DUELO
O DUELO
 
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMOREFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
REFORMA INTIMA E ESPIRITISMO
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Indulgencia
IndulgenciaIndulgencia
Indulgencia
 
Orgulho e humildade
Orgulho e humildadeOrgulho e humildade
Orgulho e humildade
 
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
A cólera - E.S.E. Cap IX itens 9 e 10
 

Destaque

O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
igmateus
 
O homem de bem e a evolução!
O homem de bem e  a evolução! O homem de bem e  a evolução!
O homem de bem e a evolução!
Leonardo Pereira
 
Homem de bem
Homem de bemHomem de bem
Homem de bem
Angelo Baptista
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
Isnande Mota Barros
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
home
 

Destaque (6)

O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
O homem de bem e a evolução!
O homem de bem e  a evolução! O homem de bem e  a evolução!
O homem de bem e a evolução!
 
Homem de bem
Homem de bemHomem de bem
Homem de bem
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
 
SEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOSSEDE PERFEITOS
SEDE PERFEITOS
 
Caracteres da perfeição
Caracteres da perfeiçãoCaracteres da perfeição
Caracteres da perfeição
 

Semelhante a Palestra 29 o homem de bem

O homem de bem
O homem de bemO homem de bem
O homem de bem
Kclitiacadente
 
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
fabio antonio motta dutra
 
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
Marta Gomes
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
Leonardo Pereira
 
Capítulo XII - Perfeição Moral.docx
Capítulo XII - Perfeição Moral.docxCapítulo XII - Perfeição Moral.docx
Capítulo XII - Perfeição Moral.docx
Marta Gomes
 
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Graça Maciel
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
JPS Junior
 
Le 903 ese_cap13_item13
Le 903 ese_cap13_item13Le 903 ese_cap13_item13
Le 903 ese_cap13_item13
Patricia Farias
 
3.12 - Perfeição Moral.pptx
3.12 - Perfeição Moral.pptx3.12 - Perfeição Moral.pptx
3.12 - Perfeição Moral.pptx
Marta Gomes
 
Decepções
DecepçõesDecepções
Decepções
Dalila Melo
 
Código de vida rosacruz slides
Código de vida rosacruz slidesCódigo de vida rosacruz slides
Código de vida rosacruz slides
Leonardo Toledo
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com DeusMocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
Sergio Lima Dias Junior
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
CeiClarencio
 
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
A MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIAA MALEDICÊNCIA
Estudos do evangelho19
Estudos do evangelho19Estudos do evangelho19
Estudos do evangelho19
Leonardo Pereira
 
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com DeusAula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
Sergio Lima Dias Junior
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Exame-de-Consciencia.pdf
Exame-de-Consciencia.pdfExame-de-Consciencia.pdf
Exame-de-Consciencia.pdf
Fátima Lobo
 
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com DeusAula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Sergio Lima Dias Junior
 

Semelhante a Palestra 29 o homem de bem (20)

O homem de bem
O homem de bemO homem de bem
O homem de bem
 
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
Ohomemdebemgrandedesafio 120918080952-phpapp01 (1)
 
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx3.12.1 - O Homem de bem.pptx
3.12.1 - O Homem de bem.pptx
 
Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21Estudos do evangelho 21
Estudos do evangelho 21
 
Capítulo XII - Perfeição Moral.docx
Capítulo XII - Perfeição Moral.docxCapítulo XII - Perfeição Moral.docx
Capítulo XII - Perfeição Moral.docx
 
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidadeSeminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
Seminário: Hipocrisia mal que assola a humanidade
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
 
Le 903 ese_cap13_item13
Le 903 ese_cap13_item13Le 903 ese_cap13_item13
Le 903 ese_cap13_item13
 
3.12 - Perfeição Moral.pptx
3.12 - Perfeição Moral.pptx3.12 - Perfeição Moral.pptx
3.12 - Perfeição Moral.pptx
 
Decepções
DecepçõesDecepções
Decepções
 
Código de vida rosacruz slides
Código de vida rosacruz slidesCódigo de vida rosacruz slides
Código de vida rosacruz slides
 
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com DeusMocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
Mocidade Espírita Chico Xavier - Aula 3 - Se eu quiser falar com Deus
 
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os viciosSegundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
Segundo Módulo - Aula 13 - Perfição moral as virtudes e os vicios
 
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITAA INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
A INTOLERÂNCIA NA VISÃO ESPÍRITA
 
A MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIAA MALEDICÊNCIA
A MALEDICÊNCIA
 
Estudos do evangelho19
Estudos do evangelho19Estudos do evangelho19
Estudos do evangelho19
 
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com DeusAula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
Aula 3 - Se Eu Quiser Falar Com Deus
 
Caridade na ótica espirita
Caridade na ótica espiritaCaridade na ótica espirita
Caridade na ótica espirita
 
Exame-de-Consciencia.pdf
Exame-de-Consciencia.pdfExame-de-Consciencia.pdf
Exame-de-Consciencia.pdf
 
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com DeusAula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
Aula 3 - Mocidade Espírita Chico Xavier - Se eu quiser falar com Deus
 

Mais de Jose Ferreira Almeida Almeida

Temos tempo
Temos  tempoTemos  tempo
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 40 o poder da palavra
Palestra 40 o poder da palavraPalestra 40 o poder da palavra
Palestra 40 o poder da palavra
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 39 o negro 2014
Palestra 39 o negro 2014Palestra 39 o negro 2014
Palestra 39 o negro 2014
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 35 nossas máscaras 1
Palestra 35 nossas máscaras 1Palestra 35 nossas máscaras 1
Palestra 35 nossas máscaras 1
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 23 o significado do natal
Palestra 23 o significado do natalPalestra 23 o significado do natal
Palestra 23 o significado do natal
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismoPalestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
Jose Ferreira Almeida Almeida
 
Palestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventuradosPalestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventurados
Jose Ferreira Almeida Almeida
 

Mais de Jose Ferreira Almeida Almeida (11)

Temos tempo
Temos  tempoTemos  tempo
Temos tempo
 
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
 
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
 
Palestra 40 o poder da palavra
Palestra 40 o poder da palavraPalestra 40 o poder da palavra
Palestra 40 o poder da palavra
 
O capitalismo venceu
O capitalismo venceuO capitalismo venceu
O capitalismo venceu
 
Palestra 39 o negro 2014
Palestra 39 o negro 2014Palestra 39 o negro 2014
Palestra 39 o negro 2014
 
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
Palestra 38 nosso corpo, emprétimo de deus.
 
Palestra 35 nossas máscaras 1
Palestra 35 nossas máscaras 1Palestra 35 nossas máscaras 1
Palestra 35 nossas máscaras 1
 
Palestra 23 o significado do natal
Palestra 23 o significado do natalPalestra 23 o significado do natal
Palestra 23 o significado do natal
 
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismoPalestra 25 grandes vultos feminino no  espiritismo
Palestra 25 grandes vultos feminino no espiritismo
 
Palestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventuradosPalestra 27 bem aventurados
Palestra 27 bem aventurados
 

Último

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Nilson Almeida
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Lourhana
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
JaquelineSantosBasto
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Igreja Jesus é o Verbo
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Celso Napoleon
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Nilson Almeida
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Celso Napoleon
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
FernandoCavalcante48
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
marcobueno2024
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
Nelson Pereira
 

Último (10)

Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (3)
 
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxasMalleus Maleficarum: o martelo das bruxas
Malleus Maleficarum: o martelo das bruxas
 
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptxLição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
Lição 13 Estudo Biblico para alimento da alma.pptx
 
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptxBíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
Bíblia Sagrada - Jonas - slides testamento3 (1).pptx
 
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptxLição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
Lição 13 – A Cidade Celestial - CPAD.pptx
 
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
Oração Ao Sagrado Coração De Jesus E Maria (2)
 
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptxLição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
Lição 12 - A Bendita Esperança: A Marca do Cristão.pptx
 
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermosEnfermos - Unção para consagração dosa enfermos
Enfermos - Unção para consagração dosa enfermos
 
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdfde volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
de volta as estrelas - Erich von Däniken.pdf
 
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdfPROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
PROFECIAS DE NOSTRADAMUS SÃO BÍBLICAS_.pdf
 

Palestra 29 o homem de bem

  • 1. Allan Kardec, Evangelho Segundo o Espiritismo, capítulo 17, item3.
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5. • 918. Por que indícios se pode reconhecer em um homem o progresso real que lhe elevará o Espírito na hierarquia espírita? • “O espírito prova a sua elevação, quando todos os atos de sua vida corporal representam a prática da lei de Deus e quando antecipadamente compreende a vida espiritual.” • Livro dos Espíritos
  • 6.
  • 7.
  • 8. 1. Interrogue a consciência sobre seus próprios atos. Conhecimento de si mesmo!
  • 9.
  • 10.
  • 11. Perguntai ainda isto: • Se aprouvesse a Deus chamar-me neste momento, ao entrar no mundo dos Espíritos, onde nada é oculto, teria eu de temer o olhar de alguém?
  • 12. • 2. Deposite fé em Deus, na sua bondade, na sua justiça e na sua sabedoria. Confiança!
  • 13. • 3. Acrescente fé no futuro, colocando os bens espirituais acima dos bens temporais. Esperança!
  • 14. • 4. Aceite as vicissitudes da vida sem murmurar, entendendo-as como provas ou expiações. Resignação
  • 15.
  • 16. • 5. Doe doses abundantes de caridade e de amor ao próximo, retribuindo o mal com o bem. Beneficência
  • 17. • 5. Faça o bem pelo bem e tome a defesa do fraco contra o forte. Beneficência
  • 18. Amar os inimigos não é: • Ter-lhes uma afeição que não está na natureza, visto que o contato de um inimigo nos faz bater o coração de modo muito diverso do seu bater, ao contato de um amigo. Allan Kardec - ESE - Cap. XII - Itens 1 a 4 Tema: Retribuir o mal com o bem
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22. • 6. Pense nos outros, antes de pensar em si, encontrando satisfação nos serviços que presta. Solidariedade
  • 23. • 7. Seja bom, humano e benevolente para com todos, sem distinção de raças ou crenças. Fraternidade
  • 24. • 8. Respeite todas as convicções sinceras sem lançar anátema aos que não pensam como ti. Alteridade
  • 25. • 9. Mais uma vez, não se esqueça de em todas as circunstâncias tomar por guia a caridade. Caridade
  • 26.
  • 27. • 10. Perdoe e esqueça todas as ofensas, não alimentando ódio, rancor ou desejo de vingança. Perdão
  • 28. • 11. Seja indulgente para com as fraquezas alheias, por também ser credor de Indulgência! Indulgência
  • 29.
  • 30. • 12. Não evidencie os defeitos alheios e procure sempre o bem que possa atenuar o mal. Compreensão
  • 31. Haverá casos em que convenha se desvende o mal de outrem? É muito delicada esta questão e, para resolvê-la, necessário se torna apelar para a caridade bem compreendida. • - São Luís. (Paris, 1860.) - ESE cap. 10, it.21
  • 32. Se, porém, podem acarretar prejuízo a terceiros, deve-se atender de preferência ao interesse do maior número. • Se as imperfeições de uma pessoa só a ela prejudicam, nenhuma utilidade haverá nunca em divulgá-la. São Luís. (Paris, 1860.) - ESE cap. 10, it.21
  • 33. • 13. Estude as próprias imperfeições e trabalhe incessantemente por combatê-las. Perseverança
  • 34. • 14. Aproveite todas as ocasiões para fazer ressaltar o que seja proveitoso nos outros. Bondade
  • 35. • 15. Não se envaideça pela riqueza ou vantagens pessoais, sabedor de que são empréstimos. Humildade
  • 36. A humildade não está na pobreza, não está na indigência, na penúria, na necessidade, na nudez e nem na fome. A humildade está na pessoa que tendo o direito de reclamar, julgar, reprovar e tomar qualquer atitude compreensível no brio pessoal, apenas abençoa." (Emmanuel, psicografado por Chico Xavier)
  • 37. • 16. Se superior, trate os subalternos com bondade e benevolência, vendo- os como irmãos. Humildade
  • 38. • 17. Se subordinado, compreenda seus deveres e se empenhe em cumpri-los de bom grado. Dedicação
  • 39. • 18. Finalmente, respeite todos os direitos que aos seus semelhantes dão as leis da Natureza. Amor
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43. CENTRO ESPÍRITA SEARA DO MESTRE JESUS EXPOSITOR: JOSE FERREIRA DE ALMEIDA UM MUNDO NOVO ESPERA HOMENS NOVOS