SlideShare uma empresa Scribd logo
O que é a Indústria Cultural?
É o grupo de empresas
e instituições, que
possuem como atividade
econômica a produção de
cultura visando o LUCRO!
Quais são seus meios?
Os meios utilizados são a TV, o
rádio, jornais, revistas e as variadas
formas de entretenimento. Estes
são feitos de uma maneira que
aumente o consumo, que molde os
hábitos, eduque, informe e alguns
até conseguem atingir toda a
sociedade.
Manipulação
Esta é a estratégia mais
utilizada.
Mostram pessoas famosas
utilizando ou mostrando seus
produtos dando a idéia de que são
os melhores, criando um mundo
fora da realidade.
Estatísticas
De acordo com as informações
da Organização Mundial do
Comércio (OMC), o faturamento
das indústrias criativas no mercado
internacional duplicou nos
primeiros 3 anos do século XXI.
Atualmente eles são responsáveis
por 7% das riquezas produzidas no
mundo.
Domínio sobre a Sociedade
Para atingir seus objetivos a
indústria cultural utiliza
estereótipos, levando as pessoas a
acreditarem que aquilo é o melhor
modelo de vida.
Muitas vezes a sociedade nem
percebe que está sendo
manipulada neste sentido.
A indústria cultural no Brasil
No Brasil devido a desigualdade
social a indústria cultural não
apresenta uma homogeneidade, ou
seja não possui uma sociedade de
consumo consistente.
O principal meio no Brasil de
propagação é a televisão.
Adorno e a Indústria Cultural
Segundo Adorno, na Indústria
Cultural, tudo se torna negócio.
Enquanto negócios, seus fins
comerciais são realizados por meio
de sistemática e programada
exploração de bens considerados
culturais.
Resultado da indústria cultural
A maneira com que
manipulam as pessoas, levando a
fazer coisas sem ao menos
observarem seus resultados.
Um forte exemplo é o modelo
de beleza criado que é seguido por
muitas jovens.
A indústria cultural fornece por toda
parte bens padronizados para
satisfazer às numerosas demandas.
Por intermédio de um modo
industrial de produção, obtém-se
uma cultura de massa feita de uma
série de objetos que trazem a marca
da indústria cultural: serialização –
padronização – divisão do trabalho.
AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
Prof. Noe Assunção
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
Munis Pedro
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
Jhonatan Max
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
Prof. Noe Assunção
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
Lucas Justino
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Comunicação de massa e indústria cultural
Comunicação de massa e indústria culturalComunicação de massa e indústria cultural
Comunicação de massa e indústria cultural
Vanessa Souza Pereira
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Prof. Noe Assunção
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIAALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
Julhinha Camara
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Miro Santos
 
Alienação
AlienaçãoAlienação
Alienação
Anderson Cardozo
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades Diversas Cláudia
 
Poder e política
Poder e políticaPoder e política
Poder e política
Edenilson Morais
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
Isaquel Silva
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
Paula Meyer Piagentini
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
Juliana Corvino de Araújo
 

Mais procurados (20)

AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CULTURA- Questões discursivas - 1º ano Ensino Médio...
 
Indústria Cultural
Indústria CulturalIndústria Cultural
Indústria Cultural
 
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe AssunçãoAvaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
Avaliação democracia e cidadania - 3º Sociologia - Prof. Noe Assunção
 
Cultura
CulturaCultura
Cultura
 
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHAATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
ATIVIDADE - CONCEITO DE CULTURA COM JOGO DA CRUZADINHA
 
Cidadania e democracia
Cidadania e democraciaCidadania e democracia
Cidadania e democracia
 
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe AssunçãoAVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO -  Prof. Noe Assunção
AVALIAÇÃO DE SOCIOLOGIA - CONCEITO DE TRABALHO - Prof. Noe Assunção
 
Comunicação de massa e indústria cultural
Comunicação de massa e indústria culturalComunicação de massa e indústria cultural
Comunicação de massa e indústria cultural
 
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...Aula 3    A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
Aula 3 A construção da identidade nacional - 1º ano de Sociologia - Prof. ...
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIAALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
ALIENAÇÃO E IDEOLOGIA
 
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e IdeologiaSociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
Sociologia Capítulo 18 - Cultura e Ideologia
 
Alienação
AlienaçãoAlienação
Alienação
 
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...Atividades interpretação interdisciplina sociedade   sociologia, filosofia, h...
Atividades interpretação interdisciplina sociedade sociologia, filosofia, h...
 
Poder e política
Poder e políticaPoder e política
Poder e política
 
01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia01 - O que é Sociologia
01 - O que é Sociologia
 
Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)Prova de sociologia eo gabarito (1)
Prova de sociologia eo gabarito (1)
 
Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais Os Movimentos Sociais
Os Movimentos Sociais
 
Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)Lista de exercícios (Sociologia)
Lista de exercícios (Sociologia)
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 

Semelhante a AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ

Aula 16 Indústria Cultural I .pptx
Aula 16  Indústria Cultural I .pptxAula 16  Indústria Cultural I .pptx
Aula 16 Indústria Cultural I .pptx
PAULOCEZARSILVAHILAR
 
Propaganda e consumo
Propaganda e consumoPropaganda e consumo
Propaganda e consumo
AEntrudeiranaEscola
 
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2     AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
Cíntia Dal Bello
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
aventuradamoda
 
Publicidade social um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
Publicidade social   um jeito de mudar o mundo - Fernando CorrêaPublicidade social   um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
Publicidade social um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
Fernando Henrique Corrêa
 
Mkt Cultural Patricia Lisboa
Mkt Cultural Patricia LisboaMkt Cultural Patricia Lisboa
Mkt Cultural Patricia Lisboa
Tio Flávio Cultural
 
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicosEntretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Gustavo Fischer
 
Caracteristicas e mudanças da sociedade
Caracteristicas e mudanças da sociedadeCaracteristicas e mudanças da sociedade
Caracteristicas e mudanças da sociedade
fefemrc
 
Consumo e estilos de vida
Consumo e estilos de vidaConsumo e estilos de vida
Consumo e estilos de vida
catynes
 
Artes.pptx
Artes.pptxArtes.pptx
Artes.pptx
Igor71257
 
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Gustavo Soares
 
Cultura: degrau para o empoderamento
Cultura: degrau para o empoderamentoCultura: degrau para o empoderamento
Cultura: degrau para o empoderamento
Andrea Toledo
 
Manuela e susana
Manuela e susanaManuela e susana
Manuela e susana
aventuradamoda
 
Indusria cultural
Indusria cultural Indusria cultural
Indusria cultural
Abel Cotacallapa
 
Industria Cultural.pptx
Industria Cultural.pptxIndustria Cultural.pptx
Industria Cultural.pptx
KakHistriasKritaReze
 
Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Cultura de massa: que cultura? E que massa?Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Poliana Lopes
 
Cultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poderCultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poder
sociologianocivitatis
 
Tipos de midias e suas influencias no imagianario
Tipos de midias e suas influencias no imagianarioTipos de midias e suas influencias no imagianario
Tipos de midias e suas influencias no imagianario
Eliete Correia Santos
 
Publicidade
PublicidadePublicidade
Publicidade
Dragodragons
 
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da CidadaniaConsumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
Marta Caputo
 

Semelhante a AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ (20)

Aula 16 Indústria Cultural I .pptx
Aula 16  Indústria Cultural I .pptxAula 16  Indústria Cultural I .pptx
Aula 16 Indústria Cultural I .pptx
 
Propaganda e consumo
Propaganda e consumoPropaganda e consumo
Propaganda e consumo
 
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2     AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
AV3 - 6 sem - ROTEIRO DE ESTUDOS - 2014/2
 
Alice e candida
Alice e candidaAlice e candida
Alice e candida
 
Publicidade social um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
Publicidade social   um jeito de mudar o mundo - Fernando CorrêaPublicidade social   um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
Publicidade social um jeito de mudar o mundo - Fernando Corrêa
 
Mkt Cultural Patricia Lisboa
Mkt Cultural Patricia LisboaMkt Cultural Patricia Lisboa
Mkt Cultural Patricia Lisboa
 
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicosEntretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
Entretenimento, aula 1 - aspectos sociais, midiáticos e tecnológicos
 
Caracteristicas e mudanças da sociedade
Caracteristicas e mudanças da sociedadeCaracteristicas e mudanças da sociedade
Caracteristicas e mudanças da sociedade
 
Consumo e estilos de vida
Consumo e estilos de vidaConsumo e estilos de vida
Consumo e estilos de vida
 
Artes.pptx
Artes.pptxArtes.pptx
Artes.pptx
 
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...Geografia   as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
Geografia as tendencias de consumismo da sociedade brasileira contemporanea...
 
Cultura: degrau para o empoderamento
Cultura: degrau para o empoderamentoCultura: degrau para o empoderamento
Cultura: degrau para o empoderamento
 
Manuela e susana
Manuela e susanaManuela e susana
Manuela e susana
 
Indusria cultural
Indusria cultural Indusria cultural
Indusria cultural
 
Industria Cultural.pptx
Industria Cultural.pptxIndustria Cultural.pptx
Industria Cultural.pptx
 
Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Cultura de massa: que cultura? E que massa?Cultura de massa: que cultura? E que massa?
Cultura de massa: que cultura? E que massa?
 
Cultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poderCultura, mídia e poder
Cultura, mídia e poder
 
Tipos de midias e suas influencias no imagianario
Tipos de midias e suas influencias no imagianarioTipos de midias e suas influencias no imagianario
Tipos de midias e suas influencias no imagianario
 
Publicidade
PublicidadePublicidade
Publicidade
 
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da CidadaniaConsumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
Consumo Crítico: Novas Práticas Para o Exercício da Cidadania
 

Mais de Prof. Noe Assunção

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
Prof. Noe Assunção
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
Prof. Noe Assunção
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
Prof. Noe Assunção
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
Prof. Noe Assunção
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
Prof. Noe Assunção
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 

Mais de Prof. Noe Assunção (20)

ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe AssunçãoATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
ATIVIDADE SENSO COMUM- Prof.Ms.Noe Assunção
 
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe AssunçãoCHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
CHEGADA DA FAMÍLIA REAL NO-BRASIL- Prof.Ms.Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO CONTRA REFORMA PROTESTANTE - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
ESTUDO DIRIGIDO REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA1- REVOLUÇÃO RUSSA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe AssunçãoATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
ATIVIDADE SEGUNDA GUERRA - Prof. Ms. Noe Assunção
 
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe AssunçãoAULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
AULA 2 SOCIALISMO CIENTIFICO.docx - Prof. Ms. Noe Assunção
 
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docxATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
ATIVIDADE REVOLUÇÃO INDUSTRIA - Prof. Ms. Noe AssunçãoL.docx
 
AULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docxAULA O LIBERALISMO.docx
AULA O LIBERALISMO.docx
 
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docxFILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
FILOSOFIA TEXTOS REVISTA EPOCA.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docxAVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
AVALIAÇÃO FINAL O QUE É FILOSOFIA - Prof.Ms. Noe Assunção.docx
 
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docxAVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
AVALIAÇÃO FINAL CIDADANIA.docx
 
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe AssunçãoQueimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
Queimando sutiã dia da mulher. Prof.Ms.Noe Assunção
 
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.Projeto de Vida. Atividade 2  identidade.
Projeto de Vida. Atividade 2 identidade.
 
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia  3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 3º ano - ensino regular - Prof. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 1 ano - ensino regular - Pro. Ms. Noe Assunção
 
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe AssunçãoMaterial impresso filosofia   2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
Material impresso filosofia 2 ano - ensino regular - Prof Ms. Noe Assunção
 
Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1Atividade clandestinas1
Atividade clandestinas1
 
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe AssunçãoAtividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
Atividade sobre o documentário "clandestinas"- Prof. Noe Assunção
 
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe AssunçãoDocumentario clandestinas  debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
Documentario clandestinas debate filosofico - Prof. Ms. Noe Assunção
 

Último

Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
BiancaCristina75
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
AntonioLobosco3
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
MarceloMonteiro213738
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
alphabarros2
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
MatheusSousa716350
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
IACEMCASA
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 

Último (20)

Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdfCurativo de cateter venoso central na UTI.pdf
Curativo de cateter venoso central na UTI.pdf
 
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
A influência do comércio eletrônico no processo de gestão das livrarias e edi...
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.pptFUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
FUNCAO EQUAÇÃO DO 2° GRAU SLIDES AULA 1.ppt
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
7 ano - Rede e hierarquia urbana - Geografia - Alpha.pptx
 
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
cidadas 5° ano - ensino fundamental 2 ..
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptxTudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
Tudo sobre a Inglaterra, curiosidades, moeda.pptx
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 

AULA SOBRE INDÚSTRIA CULTURAL - Prof. Noe Assunção - Colégio Estadual Roselândia - Barra Mansa - RJ

  • 1.
  • 2. O que é a Indústria Cultural? É o grupo de empresas e instituições, que possuem como atividade econômica a produção de cultura visando o LUCRO!
  • 3. Quais são seus meios? Os meios utilizados são a TV, o rádio, jornais, revistas e as variadas formas de entretenimento. Estes são feitos de uma maneira que aumente o consumo, que molde os hábitos, eduque, informe e alguns até conseguem atingir toda a sociedade.
  • 4. Manipulação Esta é a estratégia mais utilizada. Mostram pessoas famosas utilizando ou mostrando seus produtos dando a idéia de que são os melhores, criando um mundo fora da realidade.
  • 5. Estatísticas De acordo com as informações da Organização Mundial do Comércio (OMC), o faturamento das indústrias criativas no mercado internacional duplicou nos primeiros 3 anos do século XXI. Atualmente eles são responsáveis por 7% das riquezas produzidas no mundo.
  • 6. Domínio sobre a Sociedade Para atingir seus objetivos a indústria cultural utiliza estereótipos, levando as pessoas a acreditarem que aquilo é o melhor modelo de vida. Muitas vezes a sociedade nem percebe que está sendo manipulada neste sentido.
  • 7. A indústria cultural no Brasil No Brasil devido a desigualdade social a indústria cultural não apresenta uma homogeneidade, ou seja não possui uma sociedade de consumo consistente. O principal meio no Brasil de propagação é a televisão.
  • 8. Adorno e a Indústria Cultural Segundo Adorno, na Indústria Cultural, tudo se torna negócio. Enquanto negócios, seus fins comerciais são realizados por meio de sistemática e programada exploração de bens considerados culturais.
  • 9. Resultado da indústria cultural A maneira com que manipulam as pessoas, levando a fazer coisas sem ao menos observarem seus resultados. Um forte exemplo é o modelo de beleza criado que é seguido por muitas jovens.
  • 10.
  • 11.
  • 12. A indústria cultural fornece por toda parte bens padronizados para satisfazer às numerosas demandas. Por intermédio de um modo industrial de produção, obtém-se uma cultura de massa feita de uma série de objetos que trazem a marca da indústria cultural: serialização – padronização – divisão do trabalho.