SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Imunidade Inata
Profa. Dra. Ana Paula Ferreira
Características
 Sempre presentes e prontos para eliminar
os microorganismos.
 Reconhecem e respondem somente a
microorganismos.
 Podem ser desencadeados por células do
hospedeiro que estejam danificadas.
 Conferem uma resposta rápida e
poderosa contra o microorganismo
invasor.
Componentes da imunidade
Primeira linha de defesa (epitélios)
Primeira linha de defesa (epitélios)
Lágrima e saliva  Fosfolipases A, Lisozima, estatinas (saliva)
Trato instestinal  Criptidinas ou α-defensinas (Cels de Paneth)
Trato respiratório, geniturinário, pele e língua  β-defensinas
Segunda linha de defesa
Células
 fagocitose, lise
intracelular e extra-
celular, reparo de tecido,
apresentação de antígeno,
ativação da resposta
imune específica.
 Núcleo característico e
marcador de membrana
CD14.
Fagócitos
Macrófagos
Fagócitos
Macrófagos
 Fagocitose, lise intracelular,
inflamação e dano tecidual
 Grânulos com lisosima,
colagenase e elastase.
 Núcleo característico
 Vivem cerca de 6 horas
 Marcador de membrana
CD66.
Produção: cerca de 1011
por dia
Fagócitos neutrofílicos polimorfonucleares – PMNs
Principal componente do pus
Fagócitos
Neutrófilos
Reconhecimento do antígeno
 Reconhecem padrões estruturais que se repetem nos
patógenos.
 Chamadas de Padrões Moleculares Associados a
Patógenos (PAMPS).
 Ex: LPS, CpG, RNA de dupla fita, Ácido lipoteicóico,
etc.
Receptores de reconhecimento de padrões
(PRR)
Reconhecimento na imunidade inata
Especificidades e
funções dos
TLRsTLRs
Ativação dos receptores e respostas
funcionais dos fagócitos
A Fagocitose
Produtos de MØ e Neutrófilos
Células Natural Killer (NK)Células Natural Killer (NK)
Também conhecidas como
“large granular
lymphocytes” (LGL)
Lisam céls. Infectadas,
células malígnas ou
estressadas
Ativados por IL-2, IL-12 e
IFN-γ.
Também conhecidas como
“large granular
lymphocytes” (LGL)
Lisam céls. Infectadas,
células malígnas ou
estressadas
Ativados por IL-2, IL-12 e
IFN-γ.
Ação das
células NK
Ativação
das células
NK
Células Dendríticas
 Endocitose, processamento e
apresentação de Ag.
 Encontrada como precursores
em potenciais sítios de
infecção.
 Principal marcador 
CD11chi
-Mielóide
CD11Clow
- Plasmocitóide
Juntamente com os Macrófagos e
Linfócitos B, as células dendríticas são
potentes apresentadoras de antigenos.
Questões Para Estudo
1) Como a especificidade da imunidade inata difere da imunidade
adquirida ?
2) Dê 3 exemplos de habilidade dos mecanismos da imunidade
inata de reconhecerem os microorganismos, mas não células
dos mamíferos ?
3) Quais são os mecanismos pelos quais o epitélio da pele previne
a entrada de microorganismos ?
4) Como os fagócitos ingerem e destroem os microorganismos ?
5) Qual o papel da moléculas do MHC no reconhecimento das
células infectadas pelas células NK e qual o significado
fisiológico deste reconhecimento ?
...Deus é contigo por onde
quer que andares!
Tenha Fé...

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

ICSA17 - MHC e Apresentação de Antígenos
ICSA17 - MHC e Apresentação de AntígenosICSA17 - MHC e Apresentação de Antígenos
ICSA17 - MHC e Apresentação de AntígenosRicardo Portela
 
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011mfernandamb
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFRicardo Portela
 
Imunidade adaptativa
Imunidade adaptativaImunidade adaptativa
Imunidade adaptativaSilas Gouveia
 
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitos
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitosICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitos
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitosRicardo Portela
 
Ativação das células T
Ativação das células TAtivação das células T
Ativação das células TLABIMUNO UFBA
 
Resposta imune celular
Resposta imune celularResposta imune celular
Resposta imune celularLABIMUNO UFBA
 
Imunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaImunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaLABIMUNO UFBA
 
Antigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposAntigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposLABIMUNO UFBA
 
Estrutura e função dos anticorpos
Estrutura e função dos anticorposEstrutura e função dos anticorpos
Estrutura e função dos anticorposPatricia Costa
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.Jaqueline Almeida
 
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpo
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpoAp3 - Bases da Interação intígeno anticorpo
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpoLABIMUNO UFBA
 
Questões patologia geral 1º semestre
Questões patologia geral 1º semestreQuestões patologia geral 1º semestre
Questões patologia geral 1º semestreJumooca
 
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoral
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoralDesenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoral
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoralMessias Miranda
 

Mais procurados (20)

ICSA17 - MHC e Apresentação de Antígenos
ICSA17 - MHC e Apresentação de AntígenosICSA17 - MHC e Apresentação de Antígenos
ICSA17 - MHC e Apresentação de Antígenos
 
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011
Aula 4 imunidade adquirida humoral_2-2011
 
Linfócitos B
Linfócitos BLinfócitos B
Linfócitos B
 
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDFICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
ICSA17 - Resposta Imune a infecções PDF
 
Imunidade adaptativa
Imunidade adaptativaImunidade adaptativa
Imunidade adaptativa
 
Anticorpos
AnticorposAnticorpos
Anticorpos
 
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitos
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitosICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitos
ICSA17 - TCR, receptores de linfócitos T e maturação de linfócitos
 
Antígeno Anticorpo
Antígeno AnticorpoAntígeno Anticorpo
Antígeno Anticorpo
 
Anticorpos Função
Anticorpos FunçãoAnticorpos Função
Anticorpos Função
 
Ativação das células T
Ativação das células TAtivação das células T
Ativação das células T
 
Resposta imune celular
Resposta imune celularResposta imune celular
Resposta imune celular
 
Imunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata AdaptativaImunidade Inata Adaptativa
Imunidade Inata Adaptativa
 
Antigenos e Anticorpos
Antigenos e AnticorposAntigenos e Anticorpos
Antigenos e Anticorpos
 
Estrutura e função dos anticorpos
Estrutura e função dos anticorposEstrutura e função dos anticorpos
Estrutura e função dos anticorpos
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antimicrobianos.
 
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpo
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpoAp3 - Bases da Interação intígeno anticorpo
Ap3 - Bases da Interação intígeno anticorpo
 
Questões patologia geral 1º semestre
Questões patologia geral 1º semestreQuestões patologia geral 1º semestre
Questões patologia geral 1º semestre
 
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoral
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoralDesenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoral
Desenvolvimento dos linfócitos e imunidade humoral
 
Antineoplásicos
AntineoplásicosAntineoplásicos
Antineoplásicos
 
MHC
MHCMHC
MHC
 

Destaque

Hq imunologia fácil
Hq imunologia fácilHq imunologia fácil
Hq imunologia fácilAdila Trubat
 
Continuação imunidade inata e adaptativa
Continuação imunidade inata e adaptativaContinuação imunidade inata e adaptativa
Continuação imunidade inata e adaptativaMessias Miranda
 
Resposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunosResposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunosGildo Crispim
 
Imunologia i completa - arlindo
Imunologia i   completa - arlindoImunologia i   completa - arlindo
Imunologia i completa - arlindo00net
 
ICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataRicardo Portela
 
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]mfernandamb
 
Sistema imunologico fisiologia
Sistema imunologico   fisiologiaSistema imunologico   fisiologia
Sistema imunologico fisiologiaMalu Correia
 
Imunidade Inata e Sistema Complemento
Imunidade Inata e Sistema ComplementoImunidade Inata e Sistema Complemento
Imunidade Inata e Sistema ComplementoLys Duarte
 
Imunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralImunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralIsabel Lopes
 
Imunidade Inata e Adquirida
Imunidade Inata e AdquiridaImunidade Inata e Adquirida
Imunidade Inata e AdquiridaLys Duarte
 

Destaque (16)

Imunologia
ImunologiaImunologia
Imunologia
 
A resposta imune
A resposta imuneA resposta imune
A resposta imune
 
Resposta inata
Resposta inataResposta inata
Resposta inata
 
Hq imunologia fácil
Hq imunologia fácilHq imunologia fácil
Hq imunologia fácil
 
Imunidade inata x adquirida
Imunidade inata x adquiridaImunidade inata x adquirida
Imunidade inata x adquirida
 
Mammalia
MammaliaMammalia
Mammalia
 
Continuação imunidade inata e adaptativa
Continuação imunidade inata e adaptativaContinuação imunidade inata e adaptativa
Continuação imunidade inata e adaptativa
 
Resposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunosResposta inata e adquirida para alunos
Resposta inata e adquirida para alunos
 
Resposta inflamatória-parte-1
Resposta inflamatória-parte-1Resposta inflamatória-parte-1
Resposta inflamatória-parte-1
 
Imunologia i completa - arlindo
Imunologia i   completa - arlindoImunologia i   completa - arlindo
Imunologia i completa - arlindo
 
ICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inata
 
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]
Aula 3 imunidade_inata-_enf-2_2011[1]
 
Sistema imunologico fisiologia
Sistema imunologico   fisiologiaSistema imunologico   fisiologia
Sistema imunologico fisiologia
 
Imunidade Inata e Sistema Complemento
Imunidade Inata e Sistema ComplementoImunidade Inata e Sistema Complemento
Imunidade Inata e Sistema Complemento
 
Imunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - HumoralImunidade Adquirida - Humoral
Imunidade Adquirida - Humoral
 
Imunidade Inata e Adquirida
Imunidade Inata e AdquiridaImunidade Inata e Adquirida
Imunidade Inata e Adquirida
 

Semelhante a Imunidade Inata: Características e Componentes

ARQ_14664_E444_2022112520259.pdf
ARQ_14664_E444_2022112520259.pdfARQ_14664_E444_2022112520259.pdf
ARQ_14664_E444_2022112520259.pdfleydjasusilva
 
Introducao Ao Sistema Imune
Introducao Ao Sistema ImuneIntroducao Ao Sistema Imune
Introducao Ao Sistema ImuneLABIMUNO UFBA
 
ICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataRicardo Portela
 
1Visão Geral Sist Imune.ppt
1Visão Geral Sist Imune.ppt1Visão Geral Sist Imune.ppt
1Visão Geral Sist Imune.pptFabianaPassamani2
 
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptx
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptxImunidade inata e vacinas para universidade.pptx
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptxRodrigoNunesRodrigue
 
Aula 1 Introdução à imunologia.pptx
Aula 1 Introdução à imunologia.pptxAula 1 Introdução à imunologia.pptx
Aula 1 Introdução à imunologia.pptxClaudiomar8
 
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas EspecificasLeonor Vaz Pereira
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaEmiliaCassia2
 
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposFabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposguestd78ba9e
 
3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imuneFAMENE 2018.2b
 
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdf
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdfImunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdf
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdfFadaPoderosa
 

Semelhante a Imunidade Inata: Características e Componentes (20)

ARQ_14664_E444_2022112520259.pdf
ARQ_14664_E444_2022112520259.pdfARQ_14664_E444_2022112520259.pdf
ARQ_14664_E444_2022112520259.pdf
 
Imunidade inata farmácia
Imunidade inata farmáciaImunidade inata farmácia
Imunidade inata farmácia
 
Introducao Ao Sistema Imune
Introducao Ao Sistema ImuneIntroducao Ao Sistema Imune
Introducao Ao Sistema Imune
 
ICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inataICSA17 - Imunidade inata
ICSA17 - Imunidade inata
 
1Visão Geral Sist Imune.ppt
1Visão Geral Sist Imune.ppt1Visão Geral Sist Imune.ppt
1Visão Geral Sist Imune.ppt
 
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptx
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptxImunidade inata e vacinas para universidade.pptx
Imunidade inata e vacinas para universidade.pptx
 
Aula 1 Introdução à imunologia.pptx
Aula 1 Introdução à imunologia.pptxAula 1 Introdução à imunologia.pptx
Aula 1 Introdução à imunologia.pptx
 
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas32 Sistema ImunitáRio   Defesas Especificas
32 Sistema ImunitáRio Defesas Especificas
 
Neuroimunologia
NeuroimunologiaNeuroimunologia
Neuroimunologia
 
Aula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos históriaAula Imunologia Geral Conceitos história
Aula Imunologia Geral Conceitos história
 
Aula -Imunidade.pdf
Aula -Imunidade.pdfAula -Imunidade.pdf
Aula -Imunidade.pdf
 
Biologia
BiologiaBiologia
Biologia
 
01 imunidade inata
01 imunidade inata01 imunidade inata
01 imunidade inata
 
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorposFabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
Fabiane apresenta￧ ̄o+anticorpos
 
16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T16 Imun Esp.B T
16 Imun Esp.B T
 
Imuno basica
Imuno basicaImuno basica
Imuno basica
 
3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune3. celulas e orgaos do sist imune
3. celulas e orgaos do sist imune
 
Sistema Imunitário
Sistema ImunitárioSistema Imunitário
Sistema Imunitário
 
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdf
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdfImunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdf
Imunologia PROPRIEDADES GERAIS UNINASSAU2023.pdf
 
Proteínas de defesa
Proteínas de defesaProteínas de defesa
Proteínas de defesa
 

Último

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 

Último (20)

Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 

Imunidade Inata: Características e Componentes

  • 1. Imunidade Inata Profa. Dra. Ana Paula Ferreira
  • 2. Características  Sempre presentes e prontos para eliminar os microorganismos.  Reconhecem e respondem somente a microorganismos.  Podem ser desencadeados por células do hospedeiro que estejam danificadas.  Conferem uma resposta rápida e poderosa contra o microorganismo invasor.
  • 4. Primeira linha de defesa (epitélios)
  • 5. Primeira linha de defesa (epitélios) Lágrima e saliva  Fosfolipases A, Lisozima, estatinas (saliva) Trato instestinal  Criptidinas ou α-defensinas (Cels de Paneth) Trato respiratório, geniturinário, pele e língua  β-defensinas
  • 6. Segunda linha de defesa Células
  • 7.  fagocitose, lise intracelular e extra- celular, reparo de tecido, apresentação de antígeno, ativação da resposta imune específica.  Núcleo característico e marcador de membrana CD14. Fagócitos Macrófagos
  • 9.  Fagocitose, lise intracelular, inflamação e dano tecidual  Grânulos com lisosima, colagenase e elastase.  Núcleo característico  Vivem cerca de 6 horas  Marcador de membrana CD66. Produção: cerca de 1011 por dia Fagócitos neutrofílicos polimorfonucleares – PMNs Principal componente do pus Fagócitos Neutrófilos
  • 11.  Reconhecem padrões estruturais que se repetem nos patógenos.  Chamadas de Padrões Moleculares Associados a Patógenos (PAMPS).  Ex: LPS, CpG, RNA de dupla fita, Ácido lipoteicóico, etc. Receptores de reconhecimento de padrões (PRR) Reconhecimento na imunidade inata
  • 13. Ativação dos receptores e respostas funcionais dos fagócitos
  • 15. Produtos de MØ e Neutrófilos
  • 16. Células Natural Killer (NK)Células Natural Killer (NK) Também conhecidas como “large granular lymphocytes” (LGL) Lisam céls. Infectadas, células malígnas ou estressadas Ativados por IL-2, IL-12 e IFN-γ. Também conhecidas como “large granular lymphocytes” (LGL) Lisam céls. Infectadas, células malígnas ou estressadas Ativados por IL-2, IL-12 e IFN-γ.
  • 19. Células Dendríticas  Endocitose, processamento e apresentação de Ag.  Encontrada como precursores em potenciais sítios de infecção.  Principal marcador  CD11chi -Mielóide CD11Clow - Plasmocitóide Juntamente com os Macrófagos e Linfócitos B, as células dendríticas são potentes apresentadoras de antigenos.
  • 20. Questões Para Estudo 1) Como a especificidade da imunidade inata difere da imunidade adquirida ? 2) Dê 3 exemplos de habilidade dos mecanismos da imunidade inata de reconhecerem os microorganismos, mas não células dos mamíferos ? 3) Quais são os mecanismos pelos quais o epitélio da pele previne a entrada de microorganismos ? 4) Como os fagócitos ingerem e destroem os microorganismos ? 5) Qual o papel da moléculas do MHC no reconhecimento das células infectadas pelas células NK e qual o significado fisiológico deste reconhecimento ?
  • 21. ...Deus é contigo por onde quer que andares! Tenha Fé...