SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 28
DIREITO CONSTITUCIONAL
Tutora: Cláudia Siano
UNIDADE 1: A CONSTITUIÇÃO FEDERATIVA
DO BRASIL DE 1988
TÓPICO 1 – A HISTÓRIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL
TÓPICO 2 – A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
TÓPICO 3 – OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA
CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REPÚBLICA FEDERATIVA
DO BRASIL DE 1988
.
Objetivos da unidade:
• compreender os princípios fundamentais da Constituição
Federal;
• conhecer a história da Constituição Federal Brasileira e
mundial;
• identificar os controles de constitucionalidade;
• compreender a estrutura da Constituição Federal de 1998;
• assimilar os fundamentos da Constituição do Brasil de 1988;
• conhecer os direitos e deveres individuais e coletivos.
TÓPICO 1 – A HISTÓRIA DA CONSTITUIÇÃO
FEDERAL
•A Constituição Federal também conhecida como Carta Magna, ou
ainda como a lei maior do País. Também pode ser entendida como o
documento que une o conjunto de regramento básico para a
população, o governo e todas as instituições em um País e que rege
todo o ordenamento jurídico.
•Constituição Federal é parte do direito público e o seu regramento
regula os interesses do Estado, interesses particulares e todos os
regramentos gerais em todos os níveis de forma a garantir a soberania
da nação e as relações na sociedade.
•A Constituição define o regramento e estabelece os critérios que
devem ser respeitados pela população de forma indiscriminada. A
Constituição é a regra maior da pirâmide da legislação de um país.
- 250 artigos
- 88 Emendas (EC)
- 06 EC revisora
Estrutura: Preâmbulo + Parte Permanente + Parte
Transitória
PROMULGAÇÃO
05/10/1988
TÓPICO 2 – A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988
A Parte
Permanente
divide-se em
Títulos,
Capítulos e
Seções
“Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia
Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático,
destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a
liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade
e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna,
pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e
comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução
pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a
seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO
BRASIL.
PREÂMBULO
 Não é norma constitucional.
 Não é norma central.
 Não tem força normativa ou cogente.
 Sintetiza os ideais e a própria finalidade da
Preâmbulo
Apesar de estar na Constituição e ser de suma
importância, o Preâmbulo, juridicamente:
Constituição.
O entendimento é que o Preâmbulo serve como
texto inspirador ou elemento norteador para os
interpretadores (juristas, legisladores,...).
Conjunto de normas, que formam o texto da
Constituição;
9 (nove) títulos e 250 artigos.
PARTE PERMANENTE
Título I – Dos Princípios Fundamentais (Art. 1º ao 4º)
Títulos / Divisões
Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais (Art. 5º ao 17)
Cap. I – Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos
Cap. II – Dos Direitos Sociais. Cap. III – Da Nacionalidade
Cap. IV – Dos Direitos Políticos. Cap. V – Dos Partidos Políticos
Título III – Da Organização do Estado (Art. 18 ao 43)
Cap. I – Da Organização Político-Administrativa
Cap. II – Da União Cap. III – Dos Estados Federados Cap. IV
– Dos Municípios Cap. V – Do DF e dos Territórios
Cap. VI – Da Intervenção Cap. VII – Da Administração Pública
Título V – Da Defesa do Estado e das Instituições Democráticas
(Art. 136 ao 144)
Cap. I – Do Estado de Defesa e do Estado de Sítio
Cap. II – Das Forças Armadas
Título IV – Da Organização dos Poderes (Art. 44 ao 135)
Cap. I – Do Poder Legislativo
Cap. II – Do Poder Executivo Cap. III – Do Poder
Judiciário
Cap. IV – Das Funções Essenciais à Justiça
Título VI – Da Tributação e do Orçamento (Art. 145 ao 169) Cap. I
– Do Sistema Tributário Nacional
Cap. II – Das Finanças Públicas
Título VIII – Da Ordem Social (Art. 193 ao 232)
Cap. I – Disposição Geral. Cap. II – Da Seguridade Social
Cap. III – Da Educação, da Cultura e do Desporto
Cap. IV – Da Ciência e da Tecnologia Cap. V – Da
Comunicação Social
Cap. VI – Do Meio Ambiente
Cap. VII – Da Família, do Adolescente, do Jovem e do Idoso
Cap. VIII – Dos Índios
Título VII – Da Ordem Econômica e Financeira
(Art. 170 ao 192)
Cap. I – Dos Princípios Gerais da Atividade Econômica Cap. II –
Da Política Urbana
Cap. III – Da Política Agrícola e Fundiária e da Reforma Agrária
Título IX – Das Disposições Constitucionais Gerais (Art. 233 ao
250)
PARTE TRANSITÓRIA
(ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS -
ADCT)
100 artigos
Pode ser alterada por EC A última – EC 88/2015
Ex: 1) Art. 3º - A Revisão Constitucional será realizada após 5 anos da
promulgação da Constituição...
2)Art. 10 - Até que seja promulgada a Lei Complementar a que se refere
o Art. 7º, I, CF/88...
3)Art. 98 - O número de defensores públicos na unidade jurisdicional será
proporcional à efetiva demanda pelo serviço da Defensoria Pública e à
respectiva população.
§ 1º No prazo de 8 (oito) anos, a União, os Estados e o Distrito Federal
deverão contar com defensores públicos em todas as unidades
jurisdicionais, observado o disposto no caput deste artigo.
TÓPICO 3 - OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS
DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REPÚBLICA
FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988
Fundamentos
Art. 1º - A República Federativa do Brasil, formada pela união
indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal,
constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como
fundamentos:I- a soberania;II- a cidadania;III- a dignidade da
pessoa humana;IV - os valores sociais do trabalho e da livre
iniciativa;V - o pluralismo político.Parágrafo único - Todo o poder
emanado povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou
diretamente, nos termos desta Constituição.
Fundamentos
Art. 1º - “A República...”
a) A forma de governo do nosso país é a República, o que significa:*
Representantes eleitos pelo povo.* Mandatos eletivos temporários.*
Agentes políticos passíveis de responsabilização por seus atos.*
Existência de soberania popular.* Repartição de poderes.
b) Forma do Estado Brasileiro: Federação Ou seja: formado por um
conjunto de Estados-membros com relativa autonomia para se
organizar política e juridicamente, e também regular os assuntos
compreendidos por suas atribuições.
Embora a Federação por excelência seja aquela em que convivem
as ordens jurídicas da União e a dos Estados-Membros, a
Constituição Federal de 88 inseriu os Municípios e o Distrito
Federal como entes federativos.
Art. 1º - “(...), constitui-se em Estado
Democrático de Direito...
”Fundado no princípio da soberania popular, ou
seja, o povo tem participação efetiva e operante
nas decisões do governo;Fundado na ideia da
defesa dos direitos sociais, ou seja, busca de
superação das desigualdades sociais e
regionais e realização de justiça social.
Pluralidade partidária, pois em Estados de
Exceção há a presença de um único partido, o
partido que institucionaliza a arbitrariedade..
Fundamentos Estado de Direito:
Art. 1º - “(...), constitui-se em Estado Democrático de
Direito...”Estado de Direito:Todos estão submetidos à lei
confeccionada por representantes do povo, inclusive o
próprio Estado. Os poderes do Estado estão repartidos, e
exercem mútuo controle entre si; os direitos e garantias
individuais são solenemente enunciados.
“A República Federativa do Brasil, formada pela união
indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito
Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e
tem como fundamentos:
I- a soberania;...”Soberania - é o "poder de organizar-se
juridicamente e de fazer valer, dentro de seu território a
universalidade de suas decisões, nos limites dos fins
éticos de convivência".
II-A cidadania;”
Cidadania - é o status da nacionalidade brasileira acrescido dos
direitos políticos, isto é, do direito de participar do processo
governamental, seja enquanto candidato ao governo, seja enquanto
eleitor.Um dos elementos essenciais para o desenvolvimento da
cidadania é a educação, de modo a formar pessoas envolvidas com
a sociedade e capazes de votar, ser votados, participar da vida
política do país, fiscalizar a atuação do Estado através dos meios
próprios e zelar pelo cumprimento de seus direitos e deveres.
Cidadania natural: Decorrente do nascimento
Cidadania legal: outorgada por declaração legal (naturalização). A
cidadania identifica que a pessoa, estando na posse de plena
capacidade civil, também se encontra investida no uso e no gozo
de seus direitos políticos.
III- A dignidade da pessoa humana;”
encontra eco na relação de direitos individuais fundamentais
estabelecidos pela Constituição; Representa o significado da
pessoa na sociedade.
IV- os valores sociais do trabalho e da livre
iniciativa...” Valores sociais do trabalho - são todos os direitos
que possibilitam que o trabalho seja realizado com dignidade, entre
eles, obrigação de remuneração justa e condições mínimas para o
desenvolvimento da atividade.Livre iniciativa - significa que as
pessoas possuem inteira liberdade para possuir bens e para tentar
desenvolver empreendimentos de qualquer tipo, desde que
respeitem as normas legitimamente existentes.
V - O pluralismo político. ”Pluralismo político – Princípio da
democracia liberal que consagra valor às idéias políticas de qualquer
segmento popular. Veda a implantação de unipartidarismo. Garantia de
liberdade de convicção filosófica e política.
Parágrafo único - Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio
de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta
Constituição.Com relação ao parágrafo único, nos termos da atual
Carta, o povo exerce o poder indiretamente ao votar, de maneira direta
e universal.Existe também a possibilidade de o povo exercer
diretamente o poder ao decidir soberanamente certas matérias que lhe
são propostas. Ex: o plebiscito, o referendo e a iniciativa popular.
Povo x População:
Povo: É a soma dos naturais do
território.
População: É a soma dos habitantes
de determinado território em certo
momento;
OBS: base do conceito de ESTADO (Povo,
Território e Governo).
Fundamentos
Art 2º - São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o
Legislativo, o Executivo e o Judiciário.
a) Poder Executivo, na esfera da União - é
exercido pelo Chefe de Governo que, no Brasil,
assim como em todos os países
presidencialistas, é o Presidente da República.
A sua função típica, essencial, é administrar,
mas também pode legislar (por exemplo:
elaboração de Medidas Provisórias ou de Leis
Delegadas) e julgar (é o caso dos Tribunais
Administrativos como, por exemplo, o Tribunal
de Impostos e Taxas).
b) Poder Legislativo - é exercido pelo parlamento que, no
Brasil, corresponde ao Congresso Nacional, composto
pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados. Sua
função típica é a elaboração das leis, mas também
administra (exemplo: possibilidade de criação ou extinção
de cargos, empregos e funções relacionadas aos seus
serviços) e julga (compete à Câmara dos Deputados
autorizar instauração de processo contra o Presidente e o
Vice-Presidente da República e os Ministros de Estado;
compete ao Senado Federal processar e julgar, nos
crimes de responsabilidade, essas mesmas pessoas).
c) Poder Judiciário - é exercido pelos juízes,
desembargadores e ministros do judiciário; além de julgar,
o Judiciário pode, de forma atípica, legislar (por exemplo:
elaboração de seu regimento interno) e administrar
(organização de suas secretarias e serviços auxiliares).
Fundamentos
Art 3º - Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do
Brasil:
I- construir uma sociedade livre, justa e solidária;
II - garantir o desenvolvimento nacional;
III- erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades
sociais e regionais;
IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça,
sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação.
Este artigo, de conteúdo programático, fixa metas a serem alcançadas
em longo prazo. As enumerações desses objetivos fundamentais
fornecem diretrizes não apenas para o cidadão comum, mas,
sobretudo para as políticas governamentais.O candidato deve observar
uma importante diferença entre o art.1° e o art.3° da Constituição, pois
o art.1 ° define os fundamentos, isto é, requisitos que já pertencem ao
país, enquanto que o art. 3° define objetivos, metas, normas que
devem ser cumpridas ao longo do tempo.
Fundamentos
Art. 4º - A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações
internacionais pelos seguintes princípios:
I- independência nacional;
II- prevalência dos direitos humanos;
IIII - autodeterminação dos povos;
IV- não-intervenção;
V - igualdade entre os Estados;
VI - defesa da paz;
Vll - solução pacífica dos conflitos;
VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo;
IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade;
X- concessão de asilo político.
Parágrafo único - A República Federativa do Brasil buscará a
integração econômica, política, social e cultural dos povos da América
Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de
nações.
DÚVIDAS
PRÁTICA
1

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Direito Constitucional - Organização do Estado
Direito Constitucional - Organização do EstadoDireito Constitucional - Organização do Estado
Direito Constitucional - Organização do EstadoMentor Concursos
 
Aula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização socialAula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização socialFábio Nogueira, PhD
 
Direito do Trabalho - Trabalho do Menor
Direito do Trabalho - Trabalho do MenorDireito do Trabalho - Trabalho do Menor
Direito do Trabalho - Trabalho do MenorPreOnline
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraEdneide Lima
 
Direitos trabalhistas
Direitos trabalhistasDireitos trabalhistas
Direitos trabalhistasbia139
 
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptJuarezNeto13
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraMessias Mota Vieira
 
Direito empresarial
Direito empresarialDireito empresarial
Direito empresarialElder Leite
 
Sistema Tributário Nacional
Sistema Tributário NacionalSistema Tributário Nacional
Sistema Tributário NacionalAntonio Pereira
 
Legislação Trabalhista
Legislação TrabalhistaLegislação Trabalhista
Legislação TrabalhistaEliseu Fortolan
 
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional BrasileiroEstrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional BrasileiroLucas Sebastião Barbosa
 

Mais procurados (20)

Direito Constitucional - Organização do Estado
Direito Constitucional - Organização do EstadoDireito Constitucional - Organização do Estado
Direito Constitucional - Organização do Estado
 
Aula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização socialAula 2 - Formas de organização social
Aula 2 - Formas de organização social
 
Direito do Trabalho - Trabalho do Menor
Direito do Trabalho - Trabalho do MenorDireito do Trabalho - Trabalho do Menor
Direito do Trabalho - Trabalho do Menor
 
Política e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação BrasileiraPolítica e Organização da Educação Brasileira
Política e Organização da Educação Brasileira
 
Direitos trabalhistas
Direitos trabalhistasDireitos trabalhistas
Direitos trabalhistas
 
Direito trabalhista
Direito trabalhistaDireito trabalhista
Direito trabalhista
 
Direitos fundamentais
Direitos fundamentaisDireitos fundamentais
Direitos fundamentais
 
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.pptAULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
AULA 01 - POLÍTICAS PÚBLICAS DE EDUCAÇÃO.ppt
 
Cidadania no Brasil
Cidadania no BrasilCidadania no Brasil
Cidadania no Brasil
 
Legislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional BrasileiraLegislação Educacional Brasileira
Legislação Educacional Brasileira
 
Políticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas EducacionaisPolíticas Públicas Educacionais
Políticas Públicas Educacionais
 
Direito Constitucional
Direito ConstitucionalDireito Constitucional
Direito Constitucional
 
Código de Defesa do Consumidor
Código de Defesa do ConsumidorCódigo de Defesa do Consumidor
Código de Defesa do Consumidor
 
Direito empresarial
Direito empresarialDireito empresarial
Direito empresarial
 
Sistema Tributário Nacional
Sistema Tributário NacionalSistema Tributário Nacional
Sistema Tributário Nacional
 
Propriedade industrial
Propriedade industrialPropriedade industrial
Propriedade industrial
 
Legislação Trabalhista
Legislação TrabalhistaLegislação Trabalhista
Legislação Trabalhista
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Cidadania
CidadaniaCidadania
Cidadania
 
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional BrasileiroEstrutura do Sistema Educacional Brasileiro
Estrutura do Sistema Educacional Brasileiro
 

Semelhante a AULA 1- CONSTITUIÇÃO DE 1988.ppt

ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ
 
Direito constitucional
Direito constitucionalDireito constitucional
Direito constitucionalMarcia Silva
 
Nocoes de direito constitucional
Nocoes de direito constitucional Nocoes de direito constitucional
Nocoes de direito constitucional Jr
 
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questõesDireitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questõesFabio Lucio
 
Constituição Federal/88 Título I
Constituição Federal/88 Título IConstituição Federal/88 Título I
Constituição Federal/88 Título IMarcos Emerick
 
Auxiliar Administrativo
Auxiliar AdministrativoAuxiliar Administrativo
Auxiliar AdministrativoEvandro Brasil
 
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdfAmandaSimoesTerraMar
 
Nocoes de-direito-constitucional
Nocoes de-direito-constitucionalNocoes de-direito-constitucional
Nocoes de-direito-constitucionalrosangelafremes
 
Apostila de Nocões de Direito Constitucional
Apostila de Nocões de Direito ConstitucionalApostila de Nocões de Direito Constitucional
Apostila de Nocões de Direito ConstitucionalVitor Carvalho
 
Apostila fatec sert2013 mecanica
Apostila fatec sert2013 mecanicaApostila fatec sert2013 mecanica
Apostila fatec sert2013 mecanicaRenato Oliveira
 
Direito constitucional - Conceitos e Direitos Fundamentais
Direito constitucional - Conceitos e Direitos FundamentaisDireito constitucional - Conceitos e Direitos Fundamentais
Direito constitucional - Conceitos e Direitos FundamentaisMarcos Luiz Campos
 
Direitosegarantiasfundamentais1
Direitosegarantiasfundamentais1Direitosegarantiasfundamentais1
Direitosegarantiasfundamentais1direitounimonte
 
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2Editora Juspodivm
 
PACTA 9ª Edição
PACTA 9ª EdiçãoPACTA 9ª Edição
PACTA 9ª EdiçãoSofia Ramos
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05Jordano Santos Cerqueira
 
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJC
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJCPrograma Municipal de Educação Fiscal PMSJC
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJCMa Rina
 
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptx
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptxDireitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptx
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptxIslanaPereira1
 
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.pptSLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.pptClaudiaSiano
 

Semelhante a AULA 1- CONSTITUIÇÃO DE 1988.ppt (20)

ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
ANTONIO INACIO FERRAZ-ESTUDANTE DE FARMÁCIA EM CAMPINAS SP.
 
Direito constitucional
Direito constitucionalDireito constitucional
Direito constitucional
 
Nocoes de direito constitucional
Nocoes de direito constitucional Nocoes de direito constitucional
Nocoes de direito constitucional
 
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questõesDireitos humanos e cidadania   brigada militar. material + questões
Direitos humanos e cidadania brigada militar. material + questões
 
D. constitucional PMMG
D. constitucional  PMMGD. constitucional  PMMG
D. constitucional PMMG
 
Constituição Federal/88 Título I
Constituição Federal/88 Título IConstituição Federal/88 Título I
Constituição Federal/88 Título I
 
Auxiliar Administrativo
Auxiliar AdministrativoAuxiliar Administrativo
Auxiliar Administrativo
 
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf
24.1. AULA_1 BIMESTRE_ REDACAO JURÍDICA - Copy (1).pdf
 
Nocoes de-direito-constitucional
Nocoes de-direito-constitucionalNocoes de-direito-constitucional
Nocoes de-direito-constitucional
 
Apostila de Nocões de Direito Constitucional
Apostila de Nocões de Direito ConstitucionalApostila de Nocões de Direito Constitucional
Apostila de Nocões de Direito Constitucional
 
Apostila fatec sert2013 mecanica
Apostila fatec sert2013 mecanicaApostila fatec sert2013 mecanica
Apostila fatec sert2013 mecanica
 
Direito constitucional - Conceitos e Direitos Fundamentais
Direito constitucional - Conceitos e Direitos FundamentaisDireito constitucional - Conceitos e Direitos Fundamentais
Direito constitucional - Conceitos e Direitos Fundamentais
 
Direitosegarantiasfundamentais1
Direitosegarantiasfundamentais1Direitosegarantiasfundamentais1
Direitosegarantiasfundamentais1
 
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2
Temas Aprofundados da Defensoria Pública (2014) - v.2
 
PACTA 9ª Edição
PACTA 9ª EdiçãoPACTA 9ª Edição
PACTA 9ª Edição
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Direitos Humanos - 05
 
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJC
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJCPrograma Municipal de Educação Fiscal PMSJC
Programa Municipal de Educação Fiscal PMSJC
 
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptx
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptxDireitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptx
Direitos humanos - Unidade 2 - 03-05-2023.pptx
 
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.pptSLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 02- Noçoes de Direito.ppt
 
Ead Legislacao Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Ead Legislacao Joao Jose Saraiva Da FonsecaEad Legislacao Joao Jose Saraiva Da Fonseca
Ead Legislacao Joao Jose Saraiva Da Fonseca
 

Mais de ClaudiaSiano

BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUI
BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUIBRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUI
BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUIClaudiaSiano
 
AULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfAULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfClaudiaSiano
 
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdf
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdfAULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdf
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdfClaudiaSiano
 
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.ppt
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.pptAULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.ppt
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.pptClaudiaSiano
 
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.ppt
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.pptSLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.ppt
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.pptClaudiaSiano
 
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.pptSLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.pptClaudiaSiano
 
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.ppt
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.pptSLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.ppt
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.pptClaudiaSiano
 
slides de apoio - natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.ppt
slides de apoio -  natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.pptslides de apoio -  natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.ppt
slides de apoio - natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.pptClaudiaSiano
 
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.ppt
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.pptSLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.ppt
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.pptClaudiaSiano
 
SLIDES_APOIO UNIDADE 1- AULA 1.pdf
SLIDES_APOIO  UNIDADE 1- AULA 1.pdfSLIDES_APOIO  UNIDADE 1- AULA 1.pdf
SLIDES_APOIO UNIDADE 1- AULA 1.pdfClaudiaSiano
 

Mais de ClaudiaSiano (15)

BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUI
BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUIBRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUI
BRASILEIRO NATO E NATURALIZADO CONSTITUI
 
AULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdfAULA 1- AUDITORIA.pdf
AULA 1- AUDITORIA.pdf
 
AULA 3.pdf
AULA 3.pdfAULA 3.pdf
AULA 3.pdf
 
AULA 2.pdf
AULA 2.pdfAULA 2.pdf
AULA 2.pdf
 
AULA 1.pdf
AULA 1.pdfAULA 1.pdf
AULA 1.pdf
 
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdf
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdfAULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdf
AULA 1- GESTÃO AMBIENTAL NO AGRONEGOCIO.pdf
 
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.ppt
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.pptAULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.ppt
AULA 2- DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E COLETIVOS.ppt
 
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.ppt
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.pptSLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.ppt
SLIDES_Aula 03- DIREITO MODERNO.ppt
 
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.pptSLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.ppt
SLIDES_Aula 01- Noçoes de Direito.ppt
 
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.ppt
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.pptSLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.ppt
SLIDES_Aula 01- LINGUAGEM JURIDICA.ppt
 
slides de apoio - natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.ppt
slides de apoio -  natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.pptslides de apoio -  natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.ppt
slides de apoio - natureza e sociedade - TODOS OS SLIDES.ppt
 
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.ppt
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.pptSLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.ppt
SLIDES_APOIO_-_COMPLETO2.ppt
 
RESUMO AULA 3.ppt
RESUMO AULA 3.pptRESUMO AULA 3.ppt
RESUMO AULA 3.ppt
 
RESUMO AULA 2.ppt
RESUMO AULA 2.pptRESUMO AULA 2.ppt
RESUMO AULA 2.ppt
 
SLIDES_APOIO UNIDADE 1- AULA 1.pdf
SLIDES_APOIO  UNIDADE 1- AULA 1.pdfSLIDES_APOIO  UNIDADE 1- AULA 1.pdf
SLIDES_APOIO UNIDADE 1- AULA 1.pdf
 

AULA 1- CONSTITUIÇÃO DE 1988.ppt

  • 2. UNIDADE 1: A CONSTITUIÇÃO FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 TÓPICO 1 – A HISTÓRIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL TÓPICO 2 – A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 TÓPICO 3 – OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 .
  • 3. Objetivos da unidade: • compreender os princípios fundamentais da Constituição Federal; • conhecer a história da Constituição Federal Brasileira e mundial; • identificar os controles de constitucionalidade; • compreender a estrutura da Constituição Federal de 1998; • assimilar os fundamentos da Constituição do Brasil de 1988; • conhecer os direitos e deveres individuais e coletivos.
  • 4.
  • 5. TÓPICO 1 – A HISTÓRIA DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL •A Constituição Federal também conhecida como Carta Magna, ou ainda como a lei maior do País. Também pode ser entendida como o documento que une o conjunto de regramento básico para a população, o governo e todas as instituições em um País e que rege todo o ordenamento jurídico. •Constituição Federal é parte do direito público e o seu regramento regula os interesses do Estado, interesses particulares e todos os regramentos gerais em todos os níveis de forma a garantir a soberania da nação e as relações na sociedade. •A Constituição define o regramento e estabelece os critérios que devem ser respeitados pela população de forma indiscriminada. A Constituição é a regra maior da pirâmide da legislação de um país.
  • 6.
  • 7. - 250 artigos - 88 Emendas (EC) - 06 EC revisora Estrutura: Preâmbulo + Parte Permanente + Parte Transitória PROMULGAÇÃO 05/10/1988 TÓPICO 2 – A CONSTITUIÇÃO FEDERAL DE 1988 A Parte Permanente divide-se em Títulos, Capítulos e Seções
  • 8. “Nós, representantes do povo brasileiro, reunidos em Assembleia Nacional Constituinte para instituir um Estado Democrático, destinado a assegurar o exercício dos direitos sociais e individuais, a liberdade, a segurança, o bem-estar, o desenvolvimento, a igualdade e a justiça como valores supremos de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, fundada na harmonia social e comprometida, na ordem interna e internacional, com a solução pacífica das controvérsias, promulgamos, sob a proteção de Deus, a seguinte CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL. PREÂMBULO
  • 9.  Não é norma constitucional.  Não é norma central.  Não tem força normativa ou cogente.  Sintetiza os ideais e a própria finalidade da Preâmbulo Apesar de estar na Constituição e ser de suma importância, o Preâmbulo, juridicamente: Constituição. O entendimento é que o Preâmbulo serve como texto inspirador ou elemento norteador para os interpretadores (juristas, legisladores,...).
  • 10. Conjunto de normas, que formam o texto da Constituição; 9 (nove) títulos e 250 artigos. PARTE PERMANENTE
  • 11. Título I – Dos Princípios Fundamentais (Art. 1º ao 4º) Títulos / Divisões Título II – Dos Direitos e Garantias Fundamentais (Art. 5º ao 17) Cap. I – Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos Cap. II – Dos Direitos Sociais. Cap. III – Da Nacionalidade Cap. IV – Dos Direitos Políticos. Cap. V – Dos Partidos Políticos Título III – Da Organização do Estado (Art. 18 ao 43) Cap. I – Da Organização Político-Administrativa Cap. II – Da União Cap. III – Dos Estados Federados Cap. IV – Dos Municípios Cap. V – Do DF e dos Territórios Cap. VI – Da Intervenção Cap. VII – Da Administração Pública
  • 12. Título V – Da Defesa do Estado e das Instituições Democráticas (Art. 136 ao 144) Cap. I – Do Estado de Defesa e do Estado de Sítio Cap. II – Das Forças Armadas Título IV – Da Organização dos Poderes (Art. 44 ao 135) Cap. I – Do Poder Legislativo Cap. II – Do Poder Executivo Cap. III – Do Poder Judiciário Cap. IV – Das Funções Essenciais à Justiça Título VI – Da Tributação e do Orçamento (Art. 145 ao 169) Cap. I – Do Sistema Tributário Nacional Cap. II – Das Finanças Públicas
  • 13. Título VIII – Da Ordem Social (Art. 193 ao 232) Cap. I – Disposição Geral. Cap. II – Da Seguridade Social Cap. III – Da Educação, da Cultura e do Desporto Cap. IV – Da Ciência e da Tecnologia Cap. V – Da Comunicação Social Cap. VI – Do Meio Ambiente Cap. VII – Da Família, do Adolescente, do Jovem e do Idoso Cap. VIII – Dos Índios Título VII – Da Ordem Econômica e Financeira (Art. 170 ao 192) Cap. I – Dos Princípios Gerais da Atividade Econômica Cap. II – Da Política Urbana Cap. III – Da Política Agrícola e Fundiária e da Reforma Agrária Título IX – Das Disposições Constitucionais Gerais (Art. 233 ao 250)
  • 14. PARTE TRANSITÓRIA (ATO DAS DISPOSIÇÕES CONSTITUCIONAIS TRANSITÓRIAS - ADCT) 100 artigos Pode ser alterada por EC A última – EC 88/2015 Ex: 1) Art. 3º - A Revisão Constitucional será realizada após 5 anos da promulgação da Constituição... 2)Art. 10 - Até que seja promulgada a Lei Complementar a que se refere o Art. 7º, I, CF/88... 3)Art. 98 - O número de defensores públicos na unidade jurisdicional será proporcional à efetiva demanda pelo serviço da Defensoria Pública e à respectiva população. § 1º No prazo de 8 (oito) anos, a União, os Estados e o Distrito Federal deverão contar com defensores públicos em todas as unidades jurisdicionais, observado o disposto no caput deste artigo.
  • 15. TÓPICO 3 - OS PRINCÍPIOS FUNDAMENTAIS DA CONSTITUIÇÃO FEDERAL DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL DE 1988 Fundamentos Art. 1º - A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos:I- a soberania;II- a cidadania;III- a dignidade da pessoa humana;IV - os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa;V - o pluralismo político.Parágrafo único - Todo o poder emanado povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.
  • 16. Fundamentos Art. 1º - “A República...” a) A forma de governo do nosso país é a República, o que significa:* Representantes eleitos pelo povo.* Mandatos eletivos temporários.* Agentes políticos passíveis de responsabilização por seus atos.* Existência de soberania popular.* Repartição de poderes. b) Forma do Estado Brasileiro: Federação Ou seja: formado por um conjunto de Estados-membros com relativa autonomia para se organizar política e juridicamente, e também regular os assuntos compreendidos por suas atribuições. Embora a Federação por excelência seja aquela em que convivem as ordens jurídicas da União e a dos Estados-Membros, a Constituição Federal de 88 inseriu os Municípios e o Distrito Federal como entes federativos.
  • 17. Art. 1º - “(...), constitui-se em Estado Democrático de Direito... ”Fundado no princípio da soberania popular, ou seja, o povo tem participação efetiva e operante nas decisões do governo;Fundado na ideia da defesa dos direitos sociais, ou seja, busca de superação das desigualdades sociais e regionais e realização de justiça social. Pluralidade partidária, pois em Estados de Exceção há a presença de um único partido, o partido que institucionaliza a arbitrariedade..
  • 18. Fundamentos Estado de Direito: Art. 1º - “(...), constitui-se em Estado Democrático de Direito...”Estado de Direito:Todos estão submetidos à lei confeccionada por representantes do povo, inclusive o próprio Estado. Os poderes do Estado estão repartidos, e exercem mútuo controle entre si; os direitos e garantias individuais são solenemente enunciados. “A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos Estados e Municípios e do Distrito Federal, constitui-se em Estado Democrático de Direito e tem como fundamentos: I- a soberania;...”Soberania - é o "poder de organizar-se juridicamente e de fazer valer, dentro de seu território a universalidade de suas decisões, nos limites dos fins éticos de convivência".
  • 19. II-A cidadania;” Cidadania - é o status da nacionalidade brasileira acrescido dos direitos políticos, isto é, do direito de participar do processo governamental, seja enquanto candidato ao governo, seja enquanto eleitor.Um dos elementos essenciais para o desenvolvimento da cidadania é a educação, de modo a formar pessoas envolvidas com a sociedade e capazes de votar, ser votados, participar da vida política do país, fiscalizar a atuação do Estado através dos meios próprios e zelar pelo cumprimento de seus direitos e deveres. Cidadania natural: Decorrente do nascimento Cidadania legal: outorgada por declaração legal (naturalização). A cidadania identifica que a pessoa, estando na posse de plena capacidade civil, também se encontra investida no uso e no gozo de seus direitos políticos.
  • 20. III- A dignidade da pessoa humana;” encontra eco na relação de direitos individuais fundamentais estabelecidos pela Constituição; Representa o significado da pessoa na sociedade. IV- os valores sociais do trabalho e da livre iniciativa...” Valores sociais do trabalho - são todos os direitos que possibilitam que o trabalho seja realizado com dignidade, entre eles, obrigação de remuneração justa e condições mínimas para o desenvolvimento da atividade.Livre iniciativa - significa que as pessoas possuem inteira liberdade para possuir bens e para tentar desenvolver empreendimentos de qualquer tipo, desde que respeitem as normas legitimamente existentes.
  • 21. V - O pluralismo político. ”Pluralismo político – Princípio da democracia liberal que consagra valor às idéias políticas de qualquer segmento popular. Veda a implantação de unipartidarismo. Garantia de liberdade de convicção filosófica e política. Parágrafo único - Todo o poder emana do povo, que o exerce por meio de representantes eleitos ou diretamente, nos termos desta Constituição.Com relação ao parágrafo único, nos termos da atual Carta, o povo exerce o poder indiretamente ao votar, de maneira direta e universal.Existe também a possibilidade de o povo exercer diretamente o poder ao decidir soberanamente certas matérias que lhe são propostas. Ex: o plebiscito, o referendo e a iniciativa popular.
  • 22. Povo x População: Povo: É a soma dos naturais do território. População: É a soma dos habitantes de determinado território em certo momento; OBS: base do conceito de ESTADO (Povo, Território e Governo).
  • 23. Fundamentos Art 2º - São Poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário. a) Poder Executivo, na esfera da União - é exercido pelo Chefe de Governo que, no Brasil, assim como em todos os países presidencialistas, é o Presidente da República. A sua função típica, essencial, é administrar, mas também pode legislar (por exemplo: elaboração de Medidas Provisórias ou de Leis Delegadas) e julgar (é o caso dos Tribunais Administrativos como, por exemplo, o Tribunal de Impostos e Taxas).
  • 24. b) Poder Legislativo - é exercido pelo parlamento que, no Brasil, corresponde ao Congresso Nacional, composto pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados. Sua função típica é a elaboração das leis, mas também administra (exemplo: possibilidade de criação ou extinção de cargos, empregos e funções relacionadas aos seus serviços) e julga (compete à Câmara dos Deputados autorizar instauração de processo contra o Presidente e o Vice-Presidente da República e os Ministros de Estado; compete ao Senado Federal processar e julgar, nos crimes de responsabilidade, essas mesmas pessoas). c) Poder Judiciário - é exercido pelos juízes, desembargadores e ministros do judiciário; além de julgar, o Judiciário pode, de forma atípica, legislar (por exemplo: elaboração de seu regimento interno) e administrar (organização de suas secretarias e serviços auxiliares).
  • 25. Fundamentos Art 3º - Constituem objetivos fundamentais da República Federativa do Brasil: I- construir uma sociedade livre, justa e solidária; II - garantir o desenvolvimento nacional; III- erradicar a pobreza e a marginalização e reduzir as desigualdades sociais e regionais; IV - promover o bem de todos, sem preconceitos de origem, raça, sexo, cor, idade e quaisquer outras formas de discriminação. Este artigo, de conteúdo programático, fixa metas a serem alcançadas em longo prazo. As enumerações desses objetivos fundamentais fornecem diretrizes não apenas para o cidadão comum, mas, sobretudo para as políticas governamentais.O candidato deve observar uma importante diferença entre o art.1° e o art.3° da Constituição, pois o art.1 ° define os fundamentos, isto é, requisitos que já pertencem ao país, enquanto que o art. 3° define objetivos, metas, normas que devem ser cumpridas ao longo do tempo.
  • 26. Fundamentos Art. 4º - A República Federativa do Brasil rege-se nas suas relações internacionais pelos seguintes princípios: I- independência nacional; II- prevalência dos direitos humanos; IIII - autodeterminação dos povos; IV- não-intervenção; V - igualdade entre os Estados; VI - defesa da paz; Vll - solução pacífica dos conflitos; VIII - repúdio ao terrorismo e ao racismo; IX - cooperação entre os povos para o progresso da humanidade; X- concessão de asilo político. Parágrafo único - A República Federativa do Brasil buscará a integração econômica, política, social e cultural dos povos da América Latina, visando à formação de uma comunidade latino-americana de nações.