SlideShare uma empresa Scribd logo
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
Responsabilidades e Atribuições da Administração de Materiais
a) suprir, através de Compras, a empresa, de todos os materiais necessários ao seu funcionamento
b) avaliar outras empresas como possíveis fornecedores
c) supervisionar os almoxarifados da empresa
d) controlar os estoques
e) aplicar um sistema de reprovisionamento adequado, fixando Estoques Mínimos, Lotes Econômicos e outros
índices necessários ao gerenciamento dos estoques, segundo critérios aprovados pela direção da empresa
f) manter contato com as Gerências de Produção, Controle de Qualidade, Engenharia de Produto, Financeira, etc.
g) estabelecer sistema de estocagem adequado
h) coordenar os inventários rotativos

Conflitos
Departamento de compras: é a favor de grande quantidade, pois obtém grandes descontos, reduzindo assim, os
custos e consequentemente aumentando os lucros.
Departamento de produção: Sem matéria prima, a produção fica parada, ocasionando atrasos podendo até mesmo
perder o cliente, portanto. Ele é a favor de grande quantidade para produzir grandes lotes de fabricação.
Departamentos de vendas e marketing: Quer grande quantidade de material no estoque para que as entregas
possam ser realizadas rapidamente, o que resultará em uma boa imagem da empresa, aumentará as vendas e
consequentemente os lucros.
Departamento financeiro: è a favor de pequena quantidade de material no estoque, pois a medida que aumenta a
quantidade significa: alto investimento de capital - caso não venda, este capital fica inativo; alto risco - as perdas
podem ser maiores, obsolescência, altos custos de armazenagem.

Sequência de operações na
Adm. de Recursos Materiais
- identificação do fornecedor,
- compra do bem,
- recebimento,
1

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
- transporte interno e acondicionamento,
- transporte durante o processo produtivo,
- armazenagem como produto acabado,
- distribuição ao consumidor final.

Sequência de operações na Adm. de Recursos Patrimoniais
- identificação do fornecedor,
- compra e recebimento do bem,
- conservação,
- manutenção.

Medida de Desempenho
Maneira de medir o desempenho de uma determinada área, e de agir sobre os desvios em relação aos objetivos
traçados.
A mensuração deve possibilitar uma tomada de ação e deve ser compreendida por todos os membros, aceita pelas
pessoas envolvidas e orientada pra resultados.
- Clientes: estão satisfeitos?
- Processo produtivo: tempo de ciclo, qualidade do produto/serviço, desempenho de custos, entregas
- Fornecedores: nível de qualidade das entregas, quantidades, mix de produtos
- Recursos financeiros: rentabilidade
- Recursos humanos: nível de absenteísmo, sugestões

Quais os índices de medida?
- Grau de reclamações é pouco, as pessoas podem simplesmente deixar de comprar
- Calculo de giro de estoque e do Estoque em processo
-

Lead time X Queue Time
2

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
- Produto acabado em estoque
- Eficácia de entregas
- Ordens de compras auditadas
- Total de itens entregue
- Gastos totais do setor de compras
- Número de pessoas contratadas x entrevistadas
- Número de pessoas contratadas x dispensadas
- Horas de treinamento x horas trabalhadas

Avaliação da Eficácia de uma medida de Desempenho
- É coletada a partir de dados precisos e completos?
- Realmente interessa a empresa ou é só mais um número?
- Não irá confundir as pessoas?
- Será entendida por todos?
- É direta e especifica?

Objetivos da Função Compras
O setor de compras tem a grande responsabilidade de suprir a empresa com os insumos adequados às
particularidades da organização, atendendo as necessidades do mercado.
Outrossim, obter e coordenar o fluxo contínuo de suprimentos de modo a atender aos programas de produção;
comprar os materiais aos melhores preços, não fugindo aos parâmetros qualitativos e quantitativos; e procurar as
melhores condições para a empresa, são alguns dos objetivos do setor de compras. (DIAS, 2005)

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Verticalização

3

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
A verticalização é a estratégia que prevê que a empresa produzirá internamente tudo o que puder. Foi
predominante no início do século, quando as grandes empresas praticamente produziam tudo que usavam nos
produtos finais ou detinham o controle acionário de outras empresas que produziam os seus insumos.
O exemplo clássico é o da Ford, que produzia o aço, o vidro, centenas de componentes, pneus e até a borracha para
a fabricação dos seus automóveis. A experiência da plantação e seringueiras no Brasil, na Fordlândia no Amazonas,
até hoje é citada como exemplo.

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Verticalização
Vantagens da verticalização: são a independência de terceiros – a empresa tem maior liberdade a alteração de suas
políticas, prazos e padrão de qualidade, além de poder priorizar um produto em detrimento de outro que naquele
momento é menos importante, ficando com ela os lucros que seriam e passados aos fornecedores e mantendo o
domínio sobre tecnologia própria – a tecnologia que o fornecedor desenvolveu, muitas vezes com a ajuda da
empresa, não será utilizada também para os concorrentes.
Desvantagens: Ela exige maior investimento em instalações e equipamentos. Com isso, acaba tendo menor
flexibilidade para alterações nos processos produtivos, seja para incorporar novas tecnologias ou para alterar
volumes de produção decorrentes de variações no mercado – quando se produz internamente é difícil e custosa a
decisão de parar a produção quando a demanda é baixa e comprar novos equipamentos e contratar mais
funcionários para um período incerto de alta procura.

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Horizontalização
A horizontalização consiste na estratégia de comprar de terceiros o máximo possível dos itens que compõem o
produto final ou os serviços de que necessita. É tão grande a preferência da empresa moderna por ela que, hoje em
dia, um dos setores de maior expansão foi o de terceirização e parcerias. De um modo geral não se terceiriza os
processos fundamentais (core process), por questões de detenção tecnológica, qualidade do produto e
responsabilidade final sobre ele.

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Horizontalização
Entre as principais vantagens da horizontalização estão a redução de custos – não necessita novos investimentos em
instalações industriais; maior flexibilidade para alterar volumes de produção decorrentes de variações no mercado –
4

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
a empresa compra do fornecedor a quantidade que achar necessária, pode até não comprar nada determinado mês;
conta com know how dos fornecedores no desenvolvimento de novos produtos (engenharia simultânea).
A estratégia de horizontalização apresenta desvantagens como a possível perda do controle tecnológico e deixar de
auferir o lucro decorrente do serviço ou fabricação que está sendo repassada.

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Centralização das Compras
a) visão do todo quanto à organização do serviço;
b) poder de negociação para melhoria dos níveis de preços obtidos dos fornecedores;
c) influência no mercado devido ao nível de relacionamento com os fornecedores;
d) análise do mercado, com eficácia, em virtude da especialização do pessoal no serviço de compras;
e) controle financeiro dos compromissos assumidos pelas compras associado a um controle de estoques;
f) economia de escala na aquisição centralizada, gerando custos mais baixos;
g) melhor qualidade, por causa da maior facilidade de implantação ;
h) sortimento de produtos com mais consistência;
i) especialização das atividades para o pessoal da produção não perder muito tempo com contatos com os
vendedores.

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Descentralização das Compras
a) adequação da compra devido ao conhecimento dos problemas específicos da área onde o comprador exerce sua
atividade.
b) menor estoque e com uma variedade mais adequada, por causa de peculiaridades regionais da qualidade,
quantidade, variedade.
c) coordenação, em virtude do relacionamento direto com o fornecedor, levando a unidade operacional a atuar de
acordo com as necessidades regionais.
d) flexibilidade proporcionada pelo menor tempo de tramitação das ordens, provocando menores faltas.

5

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br
Professor Wendell Léo
Administração de Materiais
Teoria
Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Sinal de Demanda
É a forma sob a qual a informação chega a área de compras para desencadear o processo de aquisição de bens
materiais ou patrimoniais. No caso de bens Patrimoniais: o sinal vem em forma de estudo de viabilidade de
necessidade de expansão.
- Solicitação de Compras
- MRP (Planejamento das Necessidades de Materiais: é uma forma de se prever o que se vai comprar. (software) Ex:
fabrica que precisa de 8 componentes para se montar seu produto final.
- Just-In-Time/Kanban

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Sinal de Demanda
- Sistema de Reposição Periódica: Ex: compras das limpadoras quanto a produto de limpeza, onde uma vez por mês
levanta-se o que tem em estoque e compram o que falta.
- Sistema de Reposição Contínua: 2 Gavetas e Minímos-Máximos

Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais
Sinal de Demanda
- Sistema de Ponto de Pedido: Quando o estoque alcançar o quantidade X emite-se um novo pedido.
Ponto de pedido (PP) é uma quantidade de estoque que, quando atingida, deverá provocar um novo pedido de
compra.
PP = C x TR + E.min
Onde: PP = Ponto de pedido, C = Consumo médio mensal, TR = Tempo de reposição, E.min = Estoque mínimo
(segurança)

6

É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR

www.estudioaulas.com.br

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
Homero Alves de Lima
 
Gestão da produção e materiais
Gestão da produção e materiaisGestão da produção e materiais
Gestão da produção e materiais
Mateus Oliveira
 
Gerenciamento de processos de logística
Gerenciamento de processos de logísticaGerenciamento de processos de logística
Gerenciamento de processos de logística
Mario Carvalho
 
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesAula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Vinícius Luiz
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
Adilson Paradella
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
Charles Rebouças
 
Logística e Mercado de trabalho
Logística e Mercado de trabalhoLogística e Mercado de trabalho
Logística e Mercado de trabalho
Felippi Perez
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
milton junior
 
Canais de distribuicao
Canais de distribuicaoCanais de distribuicao
Canais de distribuicao
Leandro Sperotto SPEROTTO
 
Aula 7 logística reversa
Aula 7   logística reversaAula 7   logística reversa
Aula 7 logística reversa
Hytalo Rafael
 
Pcp aula1
Pcp aula1Pcp aula1
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
Unidade Acedêmica de Engenharia de Produção
 
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
Enock Viana
 
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiais
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiaisConceito e principios do sistema de movimentação de materiais
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiais
DiegoIsraelSantos
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Correios
 
Administraçao Científica (Taylorismo)
Administraçao Científica (Taylorismo)Administraçao Científica (Taylorismo)
Administraçao Científica (Taylorismo)
admetz01
 
Logistica respostas dos exercicios
Logistica respostas dos exerciciosLogistica respostas dos exercicios
Logistica respostas dos exercicios
Fernanda do Nascimento Reis
 
Gestão e Produção de Materiais
Gestão e Produção de MateriaisGestão e Produção de Materiais
Gestão e Produção de Materiais
Marcelo Aparecido Sampaio
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
Adeildo Caboclo
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
Robson Costa
 

Mais procurados (20)

06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban06 aula just in time e kanban
06 aula just in time e kanban
 
Gestão da produção e materiais
Gestão da produção e materiaisGestão da produção e materiais
Gestão da produção e materiais
 
Gerenciamento de processos de logística
Gerenciamento de processos de logísticaGerenciamento de processos de logística
Gerenciamento de processos de logística
 
Aula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De EstoquesAula 1.4 GestãO De Estoques
Aula 1.4 GestãO De Estoques
 
Aula 1 conceitos básicos
Aula 1   conceitos básicosAula 1   conceitos básicos
Aula 1 conceitos básicos
 
Gestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentaçãoGestao estoques apresentação
Gestao estoques apresentação
 
Logística e Mercado de trabalho
Logística e Mercado de trabalhoLogística e Mercado de trabalho
Logística e Mercado de trabalho
 
Administração da produção
Administração da produçãoAdministração da produção
Administração da produção
 
Canais de distribuicao
Canais de distribuicaoCanais de distribuicao
Canais de distribuicao
 
Aula 7 logística reversa
Aula 7   logística reversaAula 7   logística reversa
Aula 7 logística reversa
 
Pcp aula1
Pcp aula1Pcp aula1
Pcp aula1
 
Aula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de ProduçãoAula 1 - Sistemas de Produção
Aula 1 - Sistemas de Produção
 
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
102571136 planejamento-e-controle-de-processos-e-producao
 
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiais
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiaisConceito e principios do sistema de movimentação de materiais
Conceito e principios do sistema de movimentação de materiais
 
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
Aula 1   Administração da Produção - definições básicasAula 1   Administração da Produção - definições básicas
Aula 1 Administração da Produção - definições básicas
 
Administraçao Científica (Taylorismo)
Administraçao Científica (Taylorismo)Administraçao Científica (Taylorismo)
Administraçao Científica (Taylorismo)
 
Logistica respostas dos exercicios
Logistica respostas dos exerciciosLogistica respostas dos exercicios
Logistica respostas dos exercicios
 
Gestão e Produção de Materiais
Gestão e Produção de MateriaisGestão e Produção de Materiais
Gestão e Produção de Materiais
 
Logística Empresarial
Logística EmpresarialLogística Empresarial
Logística Empresarial
 
Armazenagem de Materiais
Armazenagem de MateriaisArmazenagem de Materiais
Armazenagem de Materiais
 

Destaque

Administração de materiais a apostila - cópia
Administração de materiais   a apostila - cópiaAdministração de materiais   a apostila - cópia
Administração de materiais a apostila - cópia
Aildo de Lima
 
Aula 01 - Administração de Materiais
Aula 01 - Administração de MateriaisAula 01 - Administração de Materiais
Aula 01 - Administração de Materiais
pcm1nd
 
Aula 01 e 02
Aula 01 e 02Aula 01 e 02
Aula 01 e 02
Marcelo Elian
 
Função compras
Função comprasFunção compras
Função compras
Sesc Rio
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
Cristiano S da Silva
 
Alianças e Parcerias
Alianças e ParceriasAlianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
Pietri Erivaldo
 
Aula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiaisAula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiais
Francisco Junior
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
André Luís Santos
 
Equipamentos de Movimentação de Materias
Equipamentos de Movimentação de MateriasEquipamentos de Movimentação de Materias
Equipamentos de Movimentação de Materias
Opengo,Espro,AllNet, Led Informática, Instituto Dom Bosco
 
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De MateriaisIntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
lvalini
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
Érica Rangel
 
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contrataçãoGestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
Antonio Marcos Montai Messias
 
Equipamentos de Movimentação de Materiais
Equipamentos de Movimentação de Materiais Equipamentos de Movimentação de Materiais
Equipamentos de Movimentação de Materiais
Opengo,Espro,AllNet, Led Informática, Instituto Dom Bosco
 
Nível de serviço logístico
Nível de serviço logísticoNível de serviço logístico
Nível de serviço logístico
Rafael Rodrigues
 
Movimentacao de Materiais
Movimentacao de MateriaisMovimentacao de Materiais
Movimentacao de Materiais
azevedoac
 
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais SlidesaulasAdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
guestb54373
 
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifadoOperações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Benjamim Garcia Netto
 

Destaque (17)

Administração de materiais a apostila - cópia
Administração de materiais   a apostila - cópiaAdministração de materiais   a apostila - cópia
Administração de materiais a apostila - cópia
 
Aula 01 - Administração de Materiais
Aula 01 - Administração de MateriaisAula 01 - Administração de Materiais
Aula 01 - Administração de Materiais
 
Aula 01 e 02
Aula 01 e 02Aula 01 e 02
Aula 01 e 02
 
Função compras
Função comprasFunção compras
Função compras
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
 
Alianças e Parcerias
Alianças e ParceriasAlianças e Parcerias
Alianças e Parcerias
 
Aula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiaisAula 1 administração de materiais
Aula 1 administração de materiais
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
 
Equipamentos de Movimentação de Materias
Equipamentos de Movimentação de MateriasEquipamentos de Movimentação de Materias
Equipamentos de Movimentação de Materias
 
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De MateriaisIntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
IntroduçãO à AdministraçãO De Materiais
 
Movimentação de Materiais
Movimentação de MateriaisMovimentação de Materiais
Movimentação de Materiais
 
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contrataçãoGestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
Gestão de compras - fornecedores, concorrência e contratação
 
Equipamentos de Movimentação de Materiais
Equipamentos de Movimentação de Materiais Equipamentos de Movimentação de Materiais
Equipamentos de Movimentação de Materiais
 
Nível de serviço logístico
Nível de serviço logísticoNível de serviço logístico
Nível de serviço logístico
 
Movimentacao de Materiais
Movimentacao de MateriaisMovimentacao de Materiais
Movimentacao de Materiais
 
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais SlidesaulasAdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
AdministraçãO De Recursos Materiais E Patrimoniais Slidesaulas
 
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifadoOperações e rotinas de trabalho do almoxarifado
Operações e rotinas de trabalho do almoxarifado
 

Semelhante a Aula 03 - Administração de Materiais

Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiais
lucasjatem
 
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranzaPdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
Fernanda Rosa
 
Tcc geovana pdf
Tcc geovana pdfTcc geovana pdf
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produção
Sandro Souza
 
Administração de compras
Administração de comprasAdministração de compras
Administração de compras
Carlos Áscoli
 
A+f
A+fA+f
Princípios da administração das operações
Princípios da administração das operaçõesPrincípios da administração das operações
Princípios da administração das operações
Lucas Mendes
 
Aulacompras 121219095712-phpapp02
Aulacompras 121219095712-phpapp02Aulacompras 121219095712-phpapp02
Aulacompras 121219095712-phpapp02
Gbison Almeida
 
Aula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdfAula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdf
julianocorrea17
 
Aprovisionamentos conceitos chave
Aprovisionamentos   conceitos chaveAprovisionamentos   conceitos chave
Aprovisionamentos conceitos chave
Miguel Gomes Alexandre
 
Aula 2 cã³pia
Aula 2   cã³piaAula 2   cã³pia
Aula 2 cã³pia
Jordeilson Amaral
 
11118954.ppt
11118954.ppt11118954.ppt
11118954.ppt
GessicaAraujo11
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
IFMG e COLTEC
 
Artigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoquesArtigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoques
Antonio Branco
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
carlosdenilson3
 
Projeto integrador iii 01-09-20
Projeto integrador iii   01-09-20Projeto integrador iii   01-09-20
Projeto integrador iii 01-09-20
JANAINA ALVES
 
Adm estoque
Adm  estoqueAdm  estoque
Adm estoque
ANA CARLA PEIXOTO
 
Resumo-administracao-materiais
Resumo-administracao-materiaisResumo-administracao-materiais
Resumo-administracao-materiais
Karoline LN
 
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdfplanejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
ElianaAlves81
 
resumo administração de materiais
resumo administração de materiaisresumo administração de materiais
resumo administração de materiais
Ana Barbosa
 

Semelhante a Aula 03 - Administração de Materiais (20)

Administração de recursos materiais
Administração de recursos materiaisAdministração de recursos materiais
Administração de recursos materiais
 
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranzaPdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
Pdf aep bancario_gestaode_materiais_apostila_giovannacarranza
 
Tcc geovana pdf
Tcc geovana pdfTcc geovana pdf
Tcc geovana pdf
 
Logística de produção
Logística de produçãoLogística de produção
Logística de produção
 
Administração de compras
Administração de comprasAdministração de compras
Administração de compras
 
A+f
A+fA+f
A+f
 
Princípios da administração das operações
Princípios da administração das operaçõesPrincípios da administração das operações
Princípios da administração das operações
 
Aulacompras 121219095712-phpapp02
Aulacompras 121219095712-phpapp02Aulacompras 121219095712-phpapp02
Aulacompras 121219095712-phpapp02
 
Aula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdfAula 2 - SCM.pdf
Aula 2 - SCM.pdf
 
Aprovisionamentos conceitos chave
Aprovisionamentos   conceitos chaveAprovisionamentos   conceitos chave
Aprovisionamentos conceitos chave
 
Aula 2 cã³pia
Aula 2   cã³piaAula 2   cã³pia
Aula 2 cã³pia
 
11118954.ppt
11118954.ppt11118954.ppt
11118954.ppt
 
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
A importância da administração de produção como ferramenta impulsionadora da ...
 
Artigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoquesArtigo gestao_de_estoques
Artigo gestao_de_estoques
 
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria01-estoques1. produtivo que traz melhoria
01-estoques1. produtivo que traz melhoria
 
Projeto integrador iii 01-09-20
Projeto integrador iii   01-09-20Projeto integrador iii   01-09-20
Projeto integrador iii 01-09-20
 
Adm estoque
Adm  estoqueAdm  estoque
Adm estoque
 
Resumo-administracao-materiais
Resumo-administracao-materiaisResumo-administracao-materiais
Resumo-administracao-materiais
 
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdfplanejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
planejamento-e-controle-da-produc3a7c3a3o-celso-rev-00.pdf
 
resumo administração de materiais
resumo administração de materiaisresumo administração de materiais
resumo administração de materiais
 

Mais de pcm1nd

Aula 11 - Administração de Materiais
Aula 11 - Administração de MateriaisAula 11 - Administração de Materiais
Aula 11 - Administração de Materiais
pcm1nd
 
Aula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de MateriaisAula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de Materiais
pcm1nd
 
Aula 06 - Administração de Materiais
Aula 06 - Administração de MateriaisAula 06 - Administração de Materiais
Aula 06 - Administração de Materiais
pcm1nd
 
Aula 16 - Administração de Materiais
Aula 16 - Administração de MateriaisAula 16 - Administração de Materiais
Aula 16 - Administração de Materiais
pcm1nd
 
Apostila de Administração de Materiais
Apostila de Administração de MateriaisApostila de Administração de Materiais
Apostila de Administração de Materiais
pcm1nd
 
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
pcm1nd
 
Teoria e Questões de Arquivologia
Teoria e Questões de Arquivologia Teoria e Questões de Arquivologia
Teoria e Questões de Arquivologia
pcm1nd
 
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
pcm1nd
 
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
pcm1nd
 
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
pcm1nd
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
pcm1nd
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
pcm1nd
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki -
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki -Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki -
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki -
pcm1nd
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) pass aki - apostila
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   pass aki - apostilaQuestões de administração financeira e orçamentária (afo)   pass aki - apostila
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) pass aki - apostila
pcm1nd
 
Liderança, clima e cultura organizacional
Liderança, clima e cultura organizacionalLiderança, clima e cultura organizacional
Liderança, clima e cultura organizacional
pcm1nd
 

Mais de pcm1nd (15)

Aula 11 - Administração de Materiais
Aula 11 - Administração de MateriaisAula 11 - Administração de Materiais
Aula 11 - Administração de Materiais
 
Aula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de MateriaisAula 10 - Administração de Materiais
Aula 10 - Administração de Materiais
 
Aula 06 - Administração de Materiais
Aula 06 - Administração de MateriaisAula 06 - Administração de Materiais
Aula 06 - Administração de Materiais
 
Aula 16 - Administração de Materiais
Aula 16 - Administração de MateriaisAula 16 - Administração de Materiais
Aula 16 - Administração de Materiais
 
Apostila de Administração de Materiais
Apostila de Administração de MateriaisApostila de Administração de Materiais
Apostila de Administração de Materiais
 
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
180 questões sobre Processo Legislativo - Cespe
 
Teoria e Questões de Arquivologia
Teoria e Questões de Arquivologia Teoria e Questões de Arquivologia
Teoria e Questões de Arquivologia
 
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
Despesa - Administração Financeira e Orçamentária (AFO)
 
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
Receita pública - Administração Financeira e Orçamentária - Aula 2
 
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
Elaboração e Aprovação do Orçamento Público - Administração Financeira e Orça...
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki - apost...
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki - apost...
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki -
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki -Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   passe aki -
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) passe aki -
 
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) pass aki - apostila
Questões de administração financeira e orçamentária (afo)   pass aki - apostilaQuestões de administração financeira e orçamentária (afo)   pass aki - apostila
Questões de administração financeira e orçamentária (afo) pass aki - apostila
 
Liderança, clima e cultura organizacional
Liderança, clima e cultura organizacionalLiderança, clima e cultura organizacional
Liderança, clima e cultura organizacional
 

Último

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
adequacaocontabil
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
portaladministradores
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
Mary Alvarenga
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Falcão Brasil
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Bibliotecas Escolares AEIDH
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
MariaJooSilva58
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Falcão Brasil
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Falcão Brasil
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
SolangeWaltre
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 

Último (20)

Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
reforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresssreforma trabalhista - direto e deveresss
reforma trabalhista - direto e deveresss
 
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdfAPRESENTAÇÃO  CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
APRESENTAÇÃO CURSO FORMAÇÃO EXPERT EM MODERAÇÃO DE FOCUS GROUP.pdf
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Caça-palavras - multiplicação
Caça-palavras  -  multiplicaçãoCaça-palavras  -  multiplicação
Caça-palavras - multiplicação
 
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdfEsquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
Esquadrilhas de Ligação e Observação (ELO).pdf
 
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
Boletim informativo - Contacto - julho de 2024
 
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptxSlides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
Slides Lição 3, Betel, A relevância da Igreja no cumprimento de sua Missão.pptx
 
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptxQualidade do Ar interior nas escolas.pptx
Qualidade do Ar interior nas escolas.pptx
 
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdfPortfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
Portfólio Estratégico da Marinha do Brasil (MB).pdf
 
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdfOs Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
Os Setores Estratégicos da END - O Setor Cibernético.pdf
 
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumoESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS  DE ÉPOCA- resumo
ESCOLAS LITERÁRIAS OU ESTILOS DE ÉPOCA- resumo
 
Festa dos Finalistas .
Festa dos Finalistas                    .Festa dos Finalistas                    .
Festa dos Finalistas .
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 

Aula 03 - Administração de Materiais

  • 1. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria Responsabilidades e Atribuições da Administração de Materiais a) suprir, através de Compras, a empresa, de todos os materiais necessários ao seu funcionamento b) avaliar outras empresas como possíveis fornecedores c) supervisionar os almoxarifados da empresa d) controlar os estoques e) aplicar um sistema de reprovisionamento adequado, fixando Estoques Mínimos, Lotes Econômicos e outros índices necessários ao gerenciamento dos estoques, segundo critérios aprovados pela direção da empresa f) manter contato com as Gerências de Produção, Controle de Qualidade, Engenharia de Produto, Financeira, etc. g) estabelecer sistema de estocagem adequado h) coordenar os inventários rotativos Conflitos Departamento de compras: é a favor de grande quantidade, pois obtém grandes descontos, reduzindo assim, os custos e consequentemente aumentando os lucros. Departamento de produção: Sem matéria prima, a produção fica parada, ocasionando atrasos podendo até mesmo perder o cliente, portanto. Ele é a favor de grande quantidade para produzir grandes lotes de fabricação. Departamentos de vendas e marketing: Quer grande quantidade de material no estoque para que as entregas possam ser realizadas rapidamente, o que resultará em uma boa imagem da empresa, aumentará as vendas e consequentemente os lucros. Departamento financeiro: è a favor de pequena quantidade de material no estoque, pois a medida que aumenta a quantidade significa: alto investimento de capital - caso não venda, este capital fica inativo; alto risco - as perdas podem ser maiores, obsolescência, altos custos de armazenagem. Sequência de operações na Adm. de Recursos Materiais - identificação do fornecedor, - compra do bem, - recebimento, 1 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br
  • 2. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria - transporte interno e acondicionamento, - transporte durante o processo produtivo, - armazenagem como produto acabado, - distribuição ao consumidor final. Sequência de operações na Adm. de Recursos Patrimoniais - identificação do fornecedor, - compra e recebimento do bem, - conservação, - manutenção. Medida de Desempenho Maneira de medir o desempenho de uma determinada área, e de agir sobre os desvios em relação aos objetivos traçados. A mensuração deve possibilitar uma tomada de ação e deve ser compreendida por todos os membros, aceita pelas pessoas envolvidas e orientada pra resultados. - Clientes: estão satisfeitos? - Processo produtivo: tempo de ciclo, qualidade do produto/serviço, desempenho de custos, entregas - Fornecedores: nível de qualidade das entregas, quantidades, mix de produtos - Recursos financeiros: rentabilidade - Recursos humanos: nível de absenteísmo, sugestões Quais os índices de medida? - Grau de reclamações é pouco, as pessoas podem simplesmente deixar de comprar - Calculo de giro de estoque e do Estoque em processo - Lead time X Queue Time 2 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br
  • 3. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria - Produto acabado em estoque - Eficácia de entregas - Ordens de compras auditadas - Total de itens entregue - Gastos totais do setor de compras - Número de pessoas contratadas x entrevistadas - Número de pessoas contratadas x dispensadas - Horas de treinamento x horas trabalhadas Avaliação da Eficácia de uma medida de Desempenho - É coletada a partir de dados precisos e completos? - Realmente interessa a empresa ou é só mais um número? - Não irá confundir as pessoas? - Será entendida por todos? - É direta e especifica? Objetivos da Função Compras O setor de compras tem a grande responsabilidade de suprir a empresa com os insumos adequados às particularidades da organização, atendendo as necessidades do mercado. Outrossim, obter e coordenar o fluxo contínuo de suprimentos de modo a atender aos programas de produção; comprar os materiais aos melhores preços, não fugindo aos parâmetros qualitativos e quantitativos; e procurar as melhores condições para a empresa, são alguns dos objetivos do setor de compras. (DIAS, 2005) Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Verticalização 3 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br
  • 4. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria A verticalização é a estratégia que prevê que a empresa produzirá internamente tudo o que puder. Foi predominante no início do século, quando as grandes empresas praticamente produziam tudo que usavam nos produtos finais ou detinham o controle acionário de outras empresas que produziam os seus insumos. O exemplo clássico é o da Ford, que produzia o aço, o vidro, centenas de componentes, pneus e até a borracha para a fabricação dos seus automóveis. A experiência da plantação e seringueiras no Brasil, na Fordlândia no Amazonas, até hoje é citada como exemplo. Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Verticalização Vantagens da verticalização: são a independência de terceiros – a empresa tem maior liberdade a alteração de suas políticas, prazos e padrão de qualidade, além de poder priorizar um produto em detrimento de outro que naquele momento é menos importante, ficando com ela os lucros que seriam e passados aos fornecedores e mantendo o domínio sobre tecnologia própria – a tecnologia que o fornecedor desenvolveu, muitas vezes com a ajuda da empresa, não será utilizada também para os concorrentes. Desvantagens: Ela exige maior investimento em instalações e equipamentos. Com isso, acaba tendo menor flexibilidade para alterações nos processos produtivos, seja para incorporar novas tecnologias ou para alterar volumes de produção decorrentes de variações no mercado – quando se produz internamente é difícil e custosa a decisão de parar a produção quando a demanda é baixa e comprar novos equipamentos e contratar mais funcionários para um período incerto de alta procura. Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Horizontalização A horizontalização consiste na estratégia de comprar de terceiros o máximo possível dos itens que compõem o produto final ou os serviços de que necessita. É tão grande a preferência da empresa moderna por ela que, hoje em dia, um dos setores de maior expansão foi o de terceirização e parcerias. De um modo geral não se terceiriza os processos fundamentais (core process), por questões de detenção tecnológica, qualidade do produto e responsabilidade final sobre ele. Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Horizontalização Entre as principais vantagens da horizontalização estão a redução de custos – não necessita novos investimentos em instalações industriais; maior flexibilidade para alterar volumes de produção decorrentes de variações no mercado – 4 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br
  • 5. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria a empresa compra do fornecedor a quantidade que achar necessária, pode até não comprar nada determinado mês; conta com know how dos fornecedores no desenvolvimento de novos produtos (engenharia simultânea). A estratégia de horizontalização apresenta desvantagens como a possível perda do controle tecnológico e deixar de auferir o lucro decorrente do serviço ou fabricação que está sendo repassada. Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Centralização das Compras a) visão do todo quanto à organização do serviço; b) poder de negociação para melhoria dos níveis de preços obtidos dos fornecedores; c) influência no mercado devido ao nível de relacionamento com os fornecedores; d) análise do mercado, com eficácia, em virtude da especialização do pessoal no serviço de compras; e) controle financeiro dos compromissos assumidos pelas compras associado a um controle de estoques; f) economia de escala na aquisição centralizada, gerando custos mais baixos; g) melhor qualidade, por causa da maior facilidade de implantação ; h) sortimento de produtos com mais consistência; i) especialização das atividades para o pessoal da produção não perder muito tempo com contatos com os vendedores. Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Descentralização das Compras a) adequação da compra devido ao conhecimento dos problemas específicos da área onde o comprador exerce sua atividade. b) menor estoque e com uma variedade mais adequada, por causa de peculiaridades regionais da qualidade, quantidade, variedade. c) coordenação, em virtude do relacionamento direto com o fornecedor, levando a unidade operacional a atuar de acordo com as necessidades regionais. d) flexibilidade proporcionada pelo menor tempo de tramitação das ordens, provocando menores faltas. 5 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br
  • 6. Professor Wendell Léo Administração de Materiais Teoria Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Sinal de Demanda É a forma sob a qual a informação chega a área de compras para desencadear o processo de aquisição de bens materiais ou patrimoniais. No caso de bens Patrimoniais: o sinal vem em forma de estudo de viabilidade de necessidade de expansão. - Solicitação de Compras - MRP (Planejamento das Necessidades de Materiais: é uma forma de se prever o que se vai comprar. (software) Ex: fabrica que precisa de 8 componentes para se montar seu produto final. - Just-In-Time/Kanban Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Sinal de Demanda - Sistema de Reposição Periódica: Ex: compras das limpadoras quanto a produto de limpeza, onde uma vez por mês levanta-se o que tem em estoque e compram o que falta. - Sistema de Reposição Contínua: 2 Gavetas e Minímos-Máximos Estratégias de Aquisição de Recursos Materiais e Patrimoniais Sinal de Demanda - Sistema de Ponto de Pedido: Quando o estoque alcançar o quantidade X emite-se um novo pedido. Ponto de pedido (PP) é uma quantidade de estoque que, quando atingida, deverá provocar um novo pedido de compra. PP = C x TR + E.min Onde: PP = Ponto de pedido, C = Consumo médio mensal, TR = Tempo de reposição, E.min = Estoque mínimo (segurança) 6 É PROIBIDO REPRODUZIR OU COMERCIALIZAR www.estudioaulas.com.br