SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
   Atribuições do Professor
            Formador
   a) Diagnosticar, junto aos professores,
    as necessidades educativas, formativas
    e demandas da sua área de atuação;
   b) Planejar as ações de formação, de
    acordo com o PPDC, viabilizando
    metodologias    que      atendam  às
    necessidades        formativas   dos
    professores do pólo;
   c) Elaborar o plano de ação por área de
    conhecimento;
   d) Desenvolver projetos de intervenção
    referentes às necessidades
    diagnosticadas no seu campo de
    atuação;
   e) Acompanhar e executar as ações
    formativas em consonância com o Projeto
    Pedagógico de Desenvolvimento do
    CEFAPRO;
   f) Promover e gerenciar a auto-
    formação para o bom desenvolvimento
    de seu trabalho, atualizando-se em
    relação aos conhecimentos científicos e
    tecnológicos;
   g) Avaliar juntamente com a equipe
    gestora o processo de formação
    desenvolvido pelo CEFAPRO no
    decorrer do período letivo;
   h) Orientar, monitorar, acompanhar e
    avaliar o trabalho dos técnicos dos
    Laboratórios de
    Informática das unidades escolares;
   i) Fazer a avaliação anual determinada
    pela comissão permanente de
    avaliação.
   j) Garantir a implantação e a
    implementação das políticas de
    educação estadual e nacional.
Tomar a prática das
escolas como referência
      da formação
Investigando na e sobre a prática educativa
          desenvolvida na escola
Deve estar preparad@ para permitir que o CEFAPRO seja realmente
um espaço de formação e atue como referência de apoio teórico-
metodológico ao profissional que está na escola




Deve ter domínio de área do saber que orienta, domínio da área
pedagógica, conhecimento das teorias de formação continuada,
autonomia intelectual, social e moral e consciência da dimensão
política da educação
Trabalhar continuamente na construção de uma
prática integrada de formação, inicial e continuada,
em exercício, visando ao aperfeiçoamento do ensino.
Escola como um espaço de formação coletiva
Fortalecimento da identidade profissional e pessoal dos profissionais e
       está embasada no desenvolvimento de capacidades com o fim de
              passarem do ensinar ao aprender (Imbernóm, 2010)




O processo de aprendizagem do professor e do funcionário vai acontecer a
partir das práticas e de uma teorização das experiênciasFormação a partir
         das práticas educativas e de teorização das experiências
Fortalecer a escola como espaço formativo, com o
comprometimento coletivo na busca da superação
das fragilidades e consequente construção das
aprendizagens
Criar espaço de formação, de reflexão, de inovação, de pesquisa, de
colaboração, de afetividade, etc., para que os profissionais possam de modo
coletivo, tecer redes de informações, conhecimentos, valores e saberes
apoiados por um diálogo permanente, tornando-se protagonistas do processo
de mudança da sua prática educativa.




 É preciso que a reflexão tome como base a tematização da prática no sentido
  de se buscar soluções de forma articulada a uma metodologia investigativa
 voltada para a pesquisa colaborativa da ciência e da realidade sociocultural e
           econômica do grupo social na qual a escola está inserida.
O projeto é um compromisso da escola e a sua execução é de
responsabilidade do Coordenador pedagógico e acompanhamento
    sistematizado da equipe de professor@s formador@s do
                          CEFAPRO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
Shirley Lauria
 
Planejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticasPlanejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticas
César Moura
 
Apresentação texto jornalístico
Apresentação texto jornalísticoApresentação texto jornalístico
Apresentação texto jornalístico
Fabíola Freitas
 
Desafios da coordenação sede2
Desafios da coordenação  sede2Desafios da coordenação  sede2
Desafios da coordenação sede2
escolatranquilino
 
Ensino da lingua portuguesa
Ensino da  lingua portuguesaEnsino da  lingua portuguesa
Ensino da lingua portuguesa
Gerdian Teixeira
 
Pauta de formação
Pauta de formaçãoPauta de formação
Pauta de formação
aplima71
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
Elisângela Chaves
 

Mais procurados (20)

ESTRATÉGIAS DE LEITURA SEGUNDO ISABEL SOLÉ.ppt
ESTRATÉGIAS DE LEITURA SEGUNDO ISABEL SOLÉ.pptESTRATÉGIAS DE LEITURA SEGUNDO ISABEL SOLÉ.ppt
ESTRATÉGIAS DE LEITURA SEGUNDO ISABEL SOLÉ.ppt
 
Formação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercícioFormação continuada de professores em exercício
Formação continuada de professores em exercício
 
Planejamento Escolar
Planejamento EscolarPlanejamento Escolar
Planejamento Escolar
 
Estratégias de leitura
Estratégias de leituraEstratégias de leitura
Estratégias de leitura
 
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
 
Estrategias de leitura 2
Estrategias de leitura 2Estrategias de leitura 2
Estrategias de leitura 2
 
Planejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticasPlanejamento do ensino e sequências didáticas
Planejamento do ensino e sequências didáticas
 
Apresentação texto jornalístico
Apresentação texto jornalísticoApresentação texto jornalístico
Apresentação texto jornalístico
 
Coordenador Pedagógico
Coordenador PedagógicoCoordenador Pedagógico
Coordenador Pedagógico
 
Saeb
SaebSaeb
Saeb
 
Planejamento da Ação Docente
Planejamento da Ação DocentePlanejamento da Ação Docente
Planejamento da Ação Docente
 
Desafios da coordenação sede2
Desafios da coordenação  sede2Desafios da coordenação  sede2
Desafios da coordenação sede2
 
Ensino da lingua portuguesa
Ensino da  lingua portuguesaEnsino da  lingua portuguesa
Ensino da lingua portuguesa
 
Plano de aula "Dom Casmurro"
Plano de aula "Dom Casmurro" Plano de aula "Dom Casmurro"
Plano de aula "Dom Casmurro"
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aulaGestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Reunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emeiReunião com equipe_gestora_emei
Reunião com equipe_gestora_emei
 
Pauta de formação
Pauta de formaçãoPauta de formação
Pauta de formação
 
Roteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classeRoteiro para o conselho de classe
Roteiro para o conselho de classe
 
Ppt artur gomes ortografia
Ppt artur gomes ortografiaPpt artur gomes ortografia
Ppt artur gomes ortografia
 
Estrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docenteEstrutura do plano de trabalho docente
Estrutura do plano de trabalho docente
 

Destaque

O papel do Professor em EaD
O papel do Professor em EaDO papel do Professor em EaD
O papel do Professor em EaD
Ana Carla Pinto
 
O papel do professor – tutor no ensino
O papel do professor – tutor no ensinoO papel do professor – tutor no ensino
O papel do professor – tutor no ensino
Marly Gonçalves
 
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto ...
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto  ...Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto  ...
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto ...
Salete Perini
 
O Papel Do Professor
O Papel Do ProfessorO Papel Do Professor
O Papel Do Professor
paula lopes
 
Papel Do Professor Do Lab.
Papel Do Professor Do Lab.Papel Do Professor Do Lab.
Papel Do Professor Do Lab.
Renata Soares
 

Destaque (20)

O papel do Professor em EaD
O papel do Professor em EaDO papel do Professor em EaD
O papel do Professor em EaD
 
O papel do professor – tutor no ensino
O papel do professor – tutor no ensinoO papel do professor – tutor no ensino
O papel do professor – tutor no ensino
 
O Papel do Professor - Tutor na Educação a Distância
O Papel do Professor - Tutor na Educação a DistânciaO Papel do Professor - Tutor na Educação a Distância
O Papel do Professor - Tutor na Educação a Distância
 
Webinar moodle: Gestiona tu espacio para tu curso virtual
Webinar moodle: Gestiona tu espacio para tu curso virtualWebinar moodle: Gestiona tu espacio para tu curso virtual
Webinar moodle: Gestiona tu espacio para tu curso virtual
 
O Papel do Tutor na Aprendizagem do Aluno de EaD
O Papel do Tutor na Aprendizagem do Aluno de EaD O Papel do Tutor na Aprendizagem do Aluno de EaD
O Papel do Tutor na Aprendizagem do Aluno de EaD
 
Manual do Professor Formador - Profuncionário v2
Manual do Professor Formador - Profuncionário v2Manual do Professor Formador - Profuncionário v2
Manual do Professor Formador - Profuncionário v2
 
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto ...
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto  ...Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto  ...
Plano de trabalho da formação continuada de orientadores de estudo do pacto ...
 
Novas papeis do_professor-pedro_caldeira
Novas papeis do_professor-pedro_caldeiraNovas papeis do_professor-pedro_caldeira
Novas papeis do_professor-pedro_caldeira
 
Vienna
ViennaVienna
Vienna
 
Tecnologia educacional e o professor mediador
Tecnologia educacional e o professor mediadorTecnologia educacional e o professor mediador
Tecnologia educacional e o professor mediador
 
Papel Do Professor em Educação a Distância
Papel Do Professor em Educação a DistânciaPapel Do Professor em Educação a Distância
Papel Do Professor em Educação a Distância
 
Professor Mediador
Professor MediadorProfessor Mediador
Professor Mediador
 
O Papel Do Professor
O Papel Do ProfessorO Papel Do Professor
O Papel Do Professor
 
O que é ser professor hoje? Breve reflexão acerca da arte de ensinar
O que é ser professor hoje? Breve reflexão acerca da arte de ensinarO que é ser professor hoje? Breve reflexão acerca da arte de ensinar
O que é ser professor hoje? Breve reflexão acerca da arte de ensinar
 
Plano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógicaPlano de ação para coordenação pedagógica
Plano de ação para coordenação pedagógica
 
Habilidades de mediação
Habilidades de mediaçãoHabilidades de mediação
Habilidades de mediação
 
Projeto UCA: Formação Brasil
Projeto UCA: Formação BrasilProjeto UCA: Formação Brasil
Projeto UCA: Formação Brasil
 
Formação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências QuizFormação De Professores Competências Quiz
Formação De Professores Competências Quiz
 
Papel do Tutor (a) na EAD
Papel do Tutor (a) na EADPapel do Tutor (a) na EAD
Papel do Tutor (a) na EAD
 
Papel Do Professor Do Lab.
Papel Do Professor Do Lab.Papel Do Professor Do Lab.
Papel Do Professor Do Lab.
 

Semelhante a Atribuições do professor formador slide

Parecer orientativo 2011 último
Parecer orientativo 2011   últimoParecer orientativo 2011   último
Parecer orientativo 2011 último
CoordPedPoloBG
 
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Jhosyrene Oliveira
 
Dinamizador Estrategia
Dinamizador  EstrategiaDinamizador  Estrategia
Dinamizador Estrategia
Luzimar Costa
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
Angela Silva
 

Semelhante a Atribuições do professor formador slide (20)

Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdfPrograma de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
Programa de ação PEI Adriano Silvestre de Oliveira Junior 2023.pdf
 
Mapa Estratégico
Mapa EstratégicoMapa Estratégico
Mapa Estratégico
 
Projeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensinoProjeto didáticas e práticas de ensino
Projeto didáticas e práticas de ensino
 
Tabela 1
Tabela 1Tabela 1
Tabela 1
 
Síntese dos processos (formação & avaliação)
Síntese dos processos (formação & avaliação)Síntese dos processos (formação & avaliação)
Síntese dos processos (formação & avaliação)
 
Parecer orientativo 2011 último
Parecer orientativo 2011   últimoParecer orientativo 2011   último
Parecer orientativo 2011 último
 
Parecer orientativo 2011_sala do educador
Parecer orientativo 2011_sala do educadorParecer orientativo 2011_sala do educador
Parecer orientativo 2011_sala do educador
 
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
Slidesdo3encontro2011 110809182748-phpapp01
 
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide shareApresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
Apresentacao Plano Pedagogico JOVEM APRENDIZ AESCON slide share
 
12. simulado planejamento .docx
12. simulado planejamento .docx12. simulado planejamento .docx
12. simulado planejamento .docx
 
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba maisPrograma Aprender em Parceria - saiba mais
Programa Aprender em Parceria - saiba mais
 
Dinamizador Estrategia
Dinamizador  EstrategiaDinamizador  Estrategia
Dinamizador Estrategia
 
Slides o projeto de extensão-Fortalecendo laços e rompendo barreiras através ...
Slides o projeto de extensão-Fortalecendo laços e rompendo barreiras através ...Slides o projeto de extensão-Fortalecendo laços e rompendo barreiras através ...
Slides o projeto de extensão-Fortalecendo laços e rompendo barreiras através ...
 
Mapa Estratégico
Mapa EstratégicoMapa Estratégico
Mapa Estratégico
 
EAD - Aula 1
EAD - Aula 1EAD - Aula 1
EAD - Aula 1
 
Formação uca sp por beth almeida
Formação uca sp por beth almeidaFormação uca sp por beth almeida
Formação uca sp por beth almeida
 
Primeira Aula
Primeira AulaPrimeira Aula
Primeira Aula
 
EAD - Aula 1
EAD - Aula 1EAD - Aula 1
EAD - Aula 1
 
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdfPlanodeacaodoCoordenador.pdf
PlanodeacaodoCoordenador.pdf
 
Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012Angela proposta coordenação 2012
Angela proposta coordenação 2012
 

Atribuições do professor formador slide

  • 1. Atribuições do Professor Formador
  • 2. a) Diagnosticar, junto aos professores, as necessidades educativas, formativas e demandas da sua área de atuação;
  • 3. b) Planejar as ações de formação, de acordo com o PPDC, viabilizando metodologias que atendam às necessidades formativas dos professores do pólo;
  • 4. c) Elaborar o plano de ação por área de conhecimento;
  • 5. d) Desenvolver projetos de intervenção referentes às necessidades diagnosticadas no seu campo de atuação;
  • 6. e) Acompanhar e executar as ações formativas em consonância com o Projeto Pedagógico de Desenvolvimento do CEFAPRO;
  • 7. f) Promover e gerenciar a auto- formação para o bom desenvolvimento de seu trabalho, atualizando-se em relação aos conhecimentos científicos e tecnológicos;
  • 8. g) Avaliar juntamente com a equipe gestora o processo de formação desenvolvido pelo CEFAPRO no decorrer do período letivo;
  • 9. h) Orientar, monitorar, acompanhar e avaliar o trabalho dos técnicos dos Laboratórios de Informática das unidades escolares;
  • 10. i) Fazer a avaliação anual determinada pela comissão permanente de avaliação.
  • 11. j) Garantir a implantação e a implementação das políticas de educação estadual e nacional.
  • 12.
  • 13. Tomar a prática das escolas como referência da formação
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. Investigando na e sobre a prática educativa desenvolvida na escola
  • 18.
  • 19. Deve estar preparad@ para permitir que o CEFAPRO seja realmente um espaço de formação e atue como referência de apoio teórico- metodológico ao profissional que está na escola Deve ter domínio de área do saber que orienta, domínio da área pedagógica, conhecimento das teorias de formação continuada, autonomia intelectual, social e moral e consciência da dimensão política da educação
  • 20.
  • 21.
  • 22. Trabalhar continuamente na construção de uma prática integrada de formação, inicial e continuada, em exercício, visando ao aperfeiçoamento do ensino.
  • 23.
  • 24. Escola como um espaço de formação coletiva
  • 25.
  • 26. Fortalecimento da identidade profissional e pessoal dos profissionais e está embasada no desenvolvimento de capacidades com o fim de passarem do ensinar ao aprender (Imbernóm, 2010) O processo de aprendizagem do professor e do funcionário vai acontecer a partir das práticas e de uma teorização das experiênciasFormação a partir das práticas educativas e de teorização das experiências
  • 27.
  • 28. Fortalecer a escola como espaço formativo, com o comprometimento coletivo na busca da superação das fragilidades e consequente construção das aprendizagens
  • 29.
  • 30. Criar espaço de formação, de reflexão, de inovação, de pesquisa, de colaboração, de afetividade, etc., para que os profissionais possam de modo coletivo, tecer redes de informações, conhecimentos, valores e saberes apoiados por um diálogo permanente, tornando-se protagonistas do processo de mudança da sua prática educativa. É preciso que a reflexão tome como base a tematização da prática no sentido de se buscar soluções de forma articulada a uma metodologia investigativa voltada para a pesquisa colaborativa da ciência e da realidade sociocultural e econômica do grupo social na qual a escola está inserida.
  • 31. O projeto é um compromisso da escola e a sua execução é de responsabilidade do Coordenador pedagógico e acompanhamento sistematizado da equipe de professor@s formador@s do CEFAPRO