SlideShare uma empresa Scribd logo
“O que não é medido não é gerenciado”
Balanced Scorecard (BSC)
Introdução
Chiavenato, 1999, descreve as etapas das organizações no decorrer
do século XX, identificando três eras: a primeira, industrialização
clássica, vai de 1900 a 1950, cuja estrutura organizacional
predominante era burocrática, funcional, piramidal, centralizadora,
rígida e inflexível. A segunda, de 1950 a 1990, era da industrialização
neoclássica, predominando uma estrutura mista, matricial, com
ênfase na departamentalização por produtos ou serviços. A terceira,
após 1990, entramos na era da informação. Aqui se predomina uma
estrutura fluida, ágil e flexível e totalmente descentralizadora, cujo
ambiente organizacional lida com turbulências constantes devido às
grandes e intensas mudanças. É portanto mutável e imprevisível.
Na era industrial a alocação de recursos era puramente financeiro e
físico, utilizava-se de índices financeiros e de produtividade para
mensurar o desempenho das empresas. Essas premissas, no entanto,
tornaram-se obsoletas na era da informação. Agora, em um ambiente
complexo, para se obter vantagem competitiva é preciso muito mais.
Os executivos necessitam hoje de indicadores sobre vários aspectos
2
do ambiente e desempenho organizacional, sem o que não teriam
como manter o rumo da excelência empresarial. Os funcionários
devem agregar valor pelo que sabem e pelas informações que podem
fornecer, esse conhecimento passou a ser um fator crítico de sucesso
à medida que as organizações investem, gerenciam e exploram esse
conhecimento.
Nesse contexto, o balanced scorecard oferece a esses executivos os
instrumentos de que necessitam para alcançar o sucesso no futuro;
traduz a missão e a estratégia das empresas num conjunto
abrangente de medidas de desempenho que serve de base para um
sistema de medição e gestão estratégica; continua buscando os
objetivos financeiros e inclui os vetores de desempenho desses
objetivos. Mede pois o desempenho organizacional sobre quatro
perspectivas equilibradas: financeira, cliente, processos internos da
empresa e, aprendizado e crescimento.
O que é o Balanced Scorecard?
O BSC é uma nova abordagem para administração estratégica,
desenvolvida por Robert Kaplan e David Norton em meados de 1990.
Reconhecendo algumas fraquezas e incertezas da abordagem prévia
da administração, a abordagem do BSC provê uma prescrição clara
sobre o que as empresas deveriam medir para equilibrar a
perspectiva financeira. É um sistema de gestão - não apenas um
sistema de medidas - que habilita as organizações a clarear sua visão
e estratégia e traduzi-las em ações.
O modelo tradicional de medidas financeiras, entretanto, não é
abandonado, ele relata acontecimentos passados numa abordagem
da era industrial, mas não inadequadas para orientar e avaliar a
trajetória das empresas na era da informação. O BSC complementa
essas medidas do passado com medidas dos vetores que derivam da
visão e da estratégia da empresa e que impulsionam o desempenho
futuro. A estrutura do BSC é formada por quatro perspectivas:
financeira, cliente, processos internos e, perspectivas de aprendizado
e crescimento. O BSC sugere que a empresa seja vista a partir
dessas perspectivas e, para desenvolver medidas, colete dados e os
analise sobre o foco de cada perspectiva.
3
Fig. 1 – As perspectivas do BSC
Fonte:Kaplan e Norton: A estratégia em ação. p. 10
O BSC vai além de medidas de curto prazo, revelando claramente os
vetores de valor para um desempenho financeiro e competitivo
superior e a longo prazo. Os executivos precisam reconhecer esses
vetores do sucesso a longo prazo, cujos objetivos e medidas
utilizadas no BSC não se limitam a um conjunto de desempenho
financeiro e não-financeiro, mas derivam de um processo hierárquico
top down norteado pela missão e estratégia traduzida em objetivos e
medidas tangíveis. As medidas representam o equilíbrio entre
indicadores externos, voltados para acionistas e clientes, e as
medidas internas dos processos críticos de negócios, inovação,
aprendizado e crescimento. Há um equilíbrio entre as medidas de
resultado passado e futuro.
Por onde começar
O processo de BSC é um trabalho de equipe da alta administração
que deverá trilhar os seguintes passos:
Financeira
Para sermos bem sucedidos
financeiramente, como deveríamos ser
vistos pelos nossos acionistas?
Clientes
Para alcançarmos nossa
visão, como deveríamos
ser vistos pelos nossos
clientes?
Processos internos
Para satisfazermos
nossos clientes, em que
processos de negócios
devemos alcançar a
excelência?
Aprendizado e Crescimento
Para alcançarmos nossa visão, como
sustentaremos nossa capacidade de
mudar e melhorar?
Visão e
Estratégia
4
§ primeiro: traduzir a estratégia em objetivos estratégicos
específicos;
§ segundo: estabelecer metas financeiras;
§ terceiro: deixar claro o segmento de cliente e de mercado a que
está competindo;
§ quarto: identificar objetivos e medidas para seus processos
internos que é a principal inovação e benefício do scorecard.
Destacar os processos mais críticos para obtenção de
desempenho superior para clientes e acionistas. Em geral, essa
identificação revela processos internos totalmente novos nos
quais a organização deve buscar a excelência para que sua
estratégia seja bem sucedida;
§ finalmente, as metas de aprendizado e crescimento, expõem os
motivos para investimentos na reciclagem de funcionários, na
tecnologia disponível e nos sistemas de informações gerenciais
que vão produzir inovações e melhorias significativas para os
processos internos, para clientes e para acionistas.
O processo de construção de um BSC esclarece os objetivos
estratégicos e identifica um pequeno número de vetores críticos que
determinam os objetivos estratégicos. Por ser um trabalho de equipe
de altos executivos, o resultado é um modelo consensual da empresa
inteira para o qual todos prestam sua contribuição.
Implantando a cultura BSC
A empresa deve usar de todo seu meio interno de comunicação para
levar a idéia do balanced scorecard a toda força de trabalho,
utilizando quadro de avisos, e-mails, palestras, newsletters. O BSC
deve ser “martelado” diariamente nas cabeças das pessoas para que
sua essência faça parte da empresa e das pessoas que nela
trabalham. Mesmo sendo um trabalho top down deve haver o
envolvimento de todos para conhecerem os objetivos críticos que
devem ser alcançados, para que a estratégia da empresa seja bem
sucedida. A partir do momento em que todos os funcionários
compreendem os objetivos e medidas de alto nível, eles se tornam
capazes de estabelecer metas locais que apóiem a estratégia global
da organização e, ao mesmo tempo, comunica e obtém compromisso
de executivos e diretores com a estratégia estabelecida. Incentiva o
diálogo entre os setores, gerentes e diretores em relação a objetivos
financeiros e em relação à formulação e a implementação de uma
estratégia destinada a produzir um desempenho excepcional no
futuro.
5
É preciso que todos na empresa tenham adquirido uma clara
compreensão das metas de longo prazo, bem como da estratégia
adequada para alcançá-las, e todos os esforços e iniciativas estarão
alinhados com os processo de mudança necessários.
Alinhando iniciativas estratégicas
O BSC estimula a mudança, uma vez que seu maior impacto está na
indução dessa mudança. As metas devem ser estabelecidas entre três
a cinco anos que, se alcançadas, transformarão a empresa de
maneira quase radical. São projetados também marcos de referência
para cada medida no próximo ano fiscal e até onde pretendem ir
durante os doze primeiros anos do plano. As melhores práticas do
mercado devem ser incorporadas à empresa pelo processo de
benchmarking. Uma atenção deve ser dada às metas internas para
verificar se elas não aprisionam o setor num nível inaceitável de
desempenho estratégico. Após o estabelecimento de metas para as
quatro perspectivas – financeira, clientes, processos internos e,
aprendizado e crescimento – a direção estará em condições de
alinhar suas iniciativas estratégicas de qualidade, tempo de resposta
e reengenharia para alcançar os objetivos extraordinários. O BSC
oferece a justificativa principal, o foco e a integração para melhoria
contínua, a reengenharia e os programas de transformação. Não se
limitando ao redesenho de qualquer processo local, os esforços são
dirigidos à melhoria dos processos críticos para o sucesso estratégico
da empresa. O processo gerencial de planejamento e estabelecimento
de metas permite que a empresa:
§ quantifique os resultados pretendidos a longo prazo;
§ identifique mecanismos e forneça recursos para que os
resultados sejam alcançados;
§ estabeleça referenciais de curto prazo para as medidas
financeiras e não-financeiras do scorecard.
Melhorando o aprendizado estratégico
O aspecto mais inovador e importante do BSC é a incorporação do
aprendizado estratégico que cria instrumentos para o aprendizado
organizacional em nível executivo. Monitora e ajusta a
implementação da estratégia e, se necessário, efetua mudanças na
6
própria estratégia. Outro fator importante é que as revisões
gerenciais passarão a examinar minuciosamente se as metas estão
sendo alcançadas, deixando de analisar o passado para aprender
sobre o futuro.
O inicio do aprendizado estratégico está no esclarecimento de uma
visão compartilhada que a empresa, como um todo, deseja alcançar.
(Vide fig. 1).
No processo de comunicações e alinhamento, mobiliza todos os
indivíduos para ações dirigidas à consecução dos objetivos
organizacionais. O BSC induz o raciocínio dinâmico: as pessoas vêem
onde as peças se encaixam; como seus papéis influenciam outras
pessoas e a própria empresa. O processo de planejamento,
estabelecimento de metas e iniciativas estratégicas define metas
específicas e quantitativas de desempenho desejadas, e os níveis
atuais determinam o hiato de desempenho que deverá ser o alvo de
novas iniciativas estratégicas.
Referências bibliográficas
CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à administração. Rio de
Janeiro: Campus. 2002.
KAPLAN, Robert S. e NORTON, David P. A estratégia em ação. Rio
de Janeiro: Campus, 1997.
www.balancedscorecard.org/basics/bsc1.html, acessado em
15/07/2004 às 15 h.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

1.1 determinantes sociais-da-saude
1.1 determinantes sociais-da-saude1.1 determinantes sociais-da-saude
1.1 determinantes sociais-da-saude
Tereza Cristina
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Thiago de Almeida
 
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pembaImpacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
Universidade Pedagogica
 
Antropologia da saúde
Antropologia da saúdeAntropologia da saúde
Antropologia da saúde
Luís Fernando Tófoli
 
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdfDiretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
Uniasselvi
 
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
TieuNgocLy
 
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
quoctrungtrans
 
Fenomenologia
FenomenologiaFenomenologia
Fenomenologia
Lucila Pesce
 
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
Dịch vụ viết bài trọn gói ZALO 0917193864
 
Psicologia da Educação
Psicologia da EducaçãoPsicologia da Educação
Psicologia da Educação
Girleno Oliveira
 
Registro e regulação de profissionais
Registro e regulação de profissionaisRegistro e regulação de profissionais
Registro e regulação de profissionais
comunidadedepraticas
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
Thiago de Almeida
 
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdfSEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
MarciaCristine2
 
Fama relatório de visita técnica
Fama   relatório de visita técnicaFama   relatório de visita técnica
Fama relatório de visita técnica
William Alves
 
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
Dịch Vụ Viết Luận Văn Thuê ZALO/TELEGRAM 0934573149
 
Caso wundt aula 1
Caso wundt aula 1Caso wundt aula 1
Vigotsky
VigotskyVigotsky
Vigotsky
Felipe Mago
 
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlaneRelatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
Ismael Miambo
 
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Biblioteca FEAUSP
 

Mais procurados (20)

1.1 determinantes sociais-da-saude
1.1 determinantes sociais-da-saude1.1 determinantes sociais-da-saude
1.1 determinantes sociais-da-saude
 
Vygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistóricaVygotsky e a teoria sociohistórica
Vygotsky e a teoria sociohistórica
 
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pembaImpacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
Impacto do fecalismo a céu aberto no bairro de paquitequete da cidade de pemba
 
Antropologia da saúde
Antropologia da saúdeAntropologia da saúde
Antropologia da saúde
 
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdfDiretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
Diretriz EBSERH para ações em segurança do paciente 1a Edição 2016.pdf
 
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
Quản lý hoạt động giáo dục đạo đức cho học sinh trường Tiểu học Mai Động, quậ...
 
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
Phân tích các yếu tố ảnh hưởng đến việc tiếp cận tín dụng chính thức và hiệu ...
 
Psicologia da Educação
Psicologia da EducaçãoPsicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Fenomenologia
FenomenologiaFenomenologia
Fenomenologia
 
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
Ý nghĩa sự ra đời của Đảng Cộng Sản Việt Nam
 
Psicologia da Educação
Psicologia da EducaçãoPsicologia da Educação
Psicologia da Educação
 
Registro e regulação de profissionais
Registro e regulação de profissionaisRegistro e regulação de profissionais
Registro e regulação de profissionais
 
Psicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacionalPsicologia escolar e educacional
Psicologia escolar e educacional
 
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdfSEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
SEMINÁRIO - PSICOLOGIA, CIÊNCIA E PROFISSÃO 14.09 - SLIDES.pdf
 
Fama relatório de visita técnica
Fama   relatório de visita técnicaFama   relatório de visita técnica
Fama relatório de visita técnica
 
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
Luận văn: Phát triển chương trình đào tạo cử nhân điều dưỡng, HAY!
 
Caso wundt aula 1
Caso wundt aula 1Caso wundt aula 1
Caso wundt aula 1
 
Vigotsky
VigotskyVigotsky
Vigotsky
 
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlaneRelatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
Relatorio final simulacao empresarial universidade eduardo mondlane
 
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
Estrutura e normalização de trabalhos acadêmicos APA 6ª edição (atualizado 2016)
 

Destaque

Desempenho organizacional slide final-1
Desempenho organizacional   slide final-1Desempenho organizacional   slide final-1
Desempenho organizacional slide final-1
Sergio Santana
 
Bsc e mapas estratégicos
Bsc e mapas estratégicosBsc e mapas estratégicos
Bsc e mapas estratégicos
Sandra Gamito
 
6º ed.regime militar
6º ed.regime militar6º ed.regime militar
6º ed.regime militar
Marcilio Sampaio
 
Sistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileiraSistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileira
Herbert Schutzer
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sonia Garrido
 
A organização Escola
A organização EscolaA organização Escola
A organização Escola
viviprof
 

Destaque (6)

Desempenho organizacional slide final-1
Desempenho organizacional   slide final-1Desempenho organizacional   slide final-1
Desempenho organizacional slide final-1
 
Bsc e mapas estratégicos
Bsc e mapas estratégicosBsc e mapas estratégicos
Bsc e mapas estratégicos
 
6º ed.regime militar
6º ed.regime militar6º ed.regime militar
6º ed.regime militar
 
Sistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileiraSistema de organização educaçao brasileira
Sistema de organização educaçao brasileira
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
 
A organização Escola
A organização EscolaA organização Escola
A organização Escola
 

Semelhante a Aqui balanced scorecard chiavenato resumido

BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
André Luiz Bernardes
 
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica. Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
Neka Eve
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
Thiago Meira
 
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
cassiarbt
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
Marco Antonio Maciel
 
Trabalho de admnistraçao estrategica bsc
Trabalho de admnistraçao estrategica bscTrabalho de admnistraçao estrategica bsc
Trabalho de admnistraçao estrategica bsc
Juliana Nonemacher
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
Universidade Federal Fluminense
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
Universidade Federal Fluminense
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
Universidade Federal Fluminense
 
Artigo bsc ferramenta de gestão estratégica
Artigo bsc   ferramenta de gestão estratégicaArtigo bsc   ferramenta de gestão estratégica
Artigo bsc ferramenta de gestão estratégica
Guilherme Abdala David de Almeida
 
Balanced scorecard
Balanced  scorecardBalanced  scorecard
Balanced scorecard
Lucas Moraes Silva
 
Balanced score-card
Balanced score-cardBalanced score-card
Balanced score-card
Pedro Paulo Morales
 
Aula 10 bsc
Aula 10   bscAula 10   bsc
BSC - Balanced ScoreCard
BSC - Balanced ScoreCardBSC - Balanced ScoreCard
BSC - Balanced ScoreCard
Thiago Silveira
 
Balanced Scorecard (BSC)
Balanced Scorecard (BSC)Balanced Scorecard (BSC)
Balanced Scorecard (BSC)
Renan Miranda
 
Trabalho de Planejamento Estrategico
Trabalho de Planejamento EstrategicoTrabalho de Planejamento Estrategico
Trabalho de Planejamento Estrategico
adeilmapoliana
 
Contabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo iContabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo i
Ariovaldo Silva
 
Aula05
Aula05Aula05
Case de Sucesso Symnetics: Suzano
Case de Sucesso Symnetics: SuzanoCase de Sucesso Symnetics: Suzano
Case de Sucesso Symnetics: Suzano
Symnetics Business Transformation
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 

Semelhante a Aqui balanced scorecard chiavenato resumido (20)

BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
 
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica. Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
Balance Scorecard como sistema de gestão estratégica.
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
 
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
Balanced scorecard é uma metodologia de medição e gestão de desempenho desenv...
 
Balanced Scorecard
Balanced ScorecardBalanced Scorecard
Balanced Scorecard
 
Trabalho de admnistraçao estrategica bsc
Trabalho de admnistraçao estrategica bscTrabalho de admnistraçao estrategica bsc
Trabalho de admnistraçao estrategica bsc
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
 
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariaisO balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
O balanced scorecard como uma ferramenta de gestão dos resultados empresariais
 
Artigo bsc ferramenta de gestão estratégica
Artigo bsc   ferramenta de gestão estratégicaArtigo bsc   ferramenta de gestão estratégica
Artigo bsc ferramenta de gestão estratégica
 
Balanced scorecard
Balanced  scorecardBalanced  scorecard
Balanced scorecard
 
Balanced score-card
Balanced score-cardBalanced score-card
Balanced score-card
 
Aula 10 bsc
Aula 10   bscAula 10   bsc
Aula 10 bsc
 
BSC - Balanced ScoreCard
BSC - Balanced ScoreCardBSC - Balanced ScoreCard
BSC - Balanced ScoreCard
 
Balanced Scorecard (BSC)
Balanced Scorecard (BSC)Balanced Scorecard (BSC)
Balanced Scorecard (BSC)
 
Trabalho de Planejamento Estrategico
Trabalho de Planejamento EstrategicoTrabalho de Planejamento Estrategico
Trabalho de Planejamento Estrategico
 
Contabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo iContabilidade gerencial capitulo i
Contabilidade gerencial capitulo i
 
Aula05
Aula05Aula05
Aula05
 
Case de Sucesso Symnetics: Suzano
Case de Sucesso Symnetics: SuzanoCase de Sucesso Symnetics: Suzano
Case de Sucesso Symnetics: Suzano
 
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptxA Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
A Controladoria Voltada a Avaliação de Desempenho nas Empresas.pptx
 

Aqui balanced scorecard chiavenato resumido

  • 1. “O que não é medido não é gerenciado” Balanced Scorecard (BSC) Introdução Chiavenato, 1999, descreve as etapas das organizações no decorrer do século XX, identificando três eras: a primeira, industrialização clássica, vai de 1900 a 1950, cuja estrutura organizacional predominante era burocrática, funcional, piramidal, centralizadora, rígida e inflexível. A segunda, de 1950 a 1990, era da industrialização neoclássica, predominando uma estrutura mista, matricial, com ênfase na departamentalização por produtos ou serviços. A terceira, após 1990, entramos na era da informação. Aqui se predomina uma estrutura fluida, ágil e flexível e totalmente descentralizadora, cujo ambiente organizacional lida com turbulências constantes devido às grandes e intensas mudanças. É portanto mutável e imprevisível. Na era industrial a alocação de recursos era puramente financeiro e físico, utilizava-se de índices financeiros e de produtividade para mensurar o desempenho das empresas. Essas premissas, no entanto, tornaram-se obsoletas na era da informação. Agora, em um ambiente complexo, para se obter vantagem competitiva é preciso muito mais. Os executivos necessitam hoje de indicadores sobre vários aspectos
  • 2. 2 do ambiente e desempenho organizacional, sem o que não teriam como manter o rumo da excelência empresarial. Os funcionários devem agregar valor pelo que sabem e pelas informações que podem fornecer, esse conhecimento passou a ser um fator crítico de sucesso à medida que as organizações investem, gerenciam e exploram esse conhecimento. Nesse contexto, o balanced scorecard oferece a esses executivos os instrumentos de que necessitam para alcançar o sucesso no futuro; traduz a missão e a estratégia das empresas num conjunto abrangente de medidas de desempenho que serve de base para um sistema de medição e gestão estratégica; continua buscando os objetivos financeiros e inclui os vetores de desempenho desses objetivos. Mede pois o desempenho organizacional sobre quatro perspectivas equilibradas: financeira, cliente, processos internos da empresa e, aprendizado e crescimento. O que é o Balanced Scorecard? O BSC é uma nova abordagem para administração estratégica, desenvolvida por Robert Kaplan e David Norton em meados de 1990. Reconhecendo algumas fraquezas e incertezas da abordagem prévia da administração, a abordagem do BSC provê uma prescrição clara sobre o que as empresas deveriam medir para equilibrar a perspectiva financeira. É um sistema de gestão - não apenas um sistema de medidas - que habilita as organizações a clarear sua visão e estratégia e traduzi-las em ações. O modelo tradicional de medidas financeiras, entretanto, não é abandonado, ele relata acontecimentos passados numa abordagem da era industrial, mas não inadequadas para orientar e avaliar a trajetória das empresas na era da informação. O BSC complementa essas medidas do passado com medidas dos vetores que derivam da visão e da estratégia da empresa e que impulsionam o desempenho futuro. A estrutura do BSC é formada por quatro perspectivas: financeira, cliente, processos internos e, perspectivas de aprendizado e crescimento. O BSC sugere que a empresa seja vista a partir dessas perspectivas e, para desenvolver medidas, colete dados e os analise sobre o foco de cada perspectiva.
  • 3. 3 Fig. 1 – As perspectivas do BSC Fonte:Kaplan e Norton: A estratégia em ação. p. 10 O BSC vai além de medidas de curto prazo, revelando claramente os vetores de valor para um desempenho financeiro e competitivo superior e a longo prazo. Os executivos precisam reconhecer esses vetores do sucesso a longo prazo, cujos objetivos e medidas utilizadas no BSC não se limitam a um conjunto de desempenho financeiro e não-financeiro, mas derivam de um processo hierárquico top down norteado pela missão e estratégia traduzida em objetivos e medidas tangíveis. As medidas representam o equilíbrio entre indicadores externos, voltados para acionistas e clientes, e as medidas internas dos processos críticos de negócios, inovação, aprendizado e crescimento. Há um equilíbrio entre as medidas de resultado passado e futuro. Por onde começar O processo de BSC é um trabalho de equipe da alta administração que deverá trilhar os seguintes passos: Financeira Para sermos bem sucedidos financeiramente, como deveríamos ser vistos pelos nossos acionistas? Clientes Para alcançarmos nossa visão, como deveríamos ser vistos pelos nossos clientes? Processos internos Para satisfazermos nossos clientes, em que processos de negócios devemos alcançar a excelência? Aprendizado e Crescimento Para alcançarmos nossa visão, como sustentaremos nossa capacidade de mudar e melhorar? Visão e Estratégia
  • 4. 4 § primeiro: traduzir a estratégia em objetivos estratégicos específicos; § segundo: estabelecer metas financeiras; § terceiro: deixar claro o segmento de cliente e de mercado a que está competindo; § quarto: identificar objetivos e medidas para seus processos internos que é a principal inovação e benefício do scorecard. Destacar os processos mais críticos para obtenção de desempenho superior para clientes e acionistas. Em geral, essa identificação revela processos internos totalmente novos nos quais a organização deve buscar a excelência para que sua estratégia seja bem sucedida; § finalmente, as metas de aprendizado e crescimento, expõem os motivos para investimentos na reciclagem de funcionários, na tecnologia disponível e nos sistemas de informações gerenciais que vão produzir inovações e melhorias significativas para os processos internos, para clientes e para acionistas. O processo de construção de um BSC esclarece os objetivos estratégicos e identifica um pequeno número de vetores críticos que determinam os objetivos estratégicos. Por ser um trabalho de equipe de altos executivos, o resultado é um modelo consensual da empresa inteira para o qual todos prestam sua contribuição. Implantando a cultura BSC A empresa deve usar de todo seu meio interno de comunicação para levar a idéia do balanced scorecard a toda força de trabalho, utilizando quadro de avisos, e-mails, palestras, newsletters. O BSC deve ser “martelado” diariamente nas cabeças das pessoas para que sua essência faça parte da empresa e das pessoas que nela trabalham. Mesmo sendo um trabalho top down deve haver o envolvimento de todos para conhecerem os objetivos críticos que devem ser alcançados, para que a estratégia da empresa seja bem sucedida. A partir do momento em que todos os funcionários compreendem os objetivos e medidas de alto nível, eles se tornam capazes de estabelecer metas locais que apóiem a estratégia global da organização e, ao mesmo tempo, comunica e obtém compromisso de executivos e diretores com a estratégia estabelecida. Incentiva o diálogo entre os setores, gerentes e diretores em relação a objetivos financeiros e em relação à formulação e a implementação de uma estratégia destinada a produzir um desempenho excepcional no futuro.
  • 5. 5 É preciso que todos na empresa tenham adquirido uma clara compreensão das metas de longo prazo, bem como da estratégia adequada para alcançá-las, e todos os esforços e iniciativas estarão alinhados com os processo de mudança necessários. Alinhando iniciativas estratégicas O BSC estimula a mudança, uma vez que seu maior impacto está na indução dessa mudança. As metas devem ser estabelecidas entre três a cinco anos que, se alcançadas, transformarão a empresa de maneira quase radical. São projetados também marcos de referência para cada medida no próximo ano fiscal e até onde pretendem ir durante os doze primeiros anos do plano. As melhores práticas do mercado devem ser incorporadas à empresa pelo processo de benchmarking. Uma atenção deve ser dada às metas internas para verificar se elas não aprisionam o setor num nível inaceitável de desempenho estratégico. Após o estabelecimento de metas para as quatro perspectivas – financeira, clientes, processos internos e, aprendizado e crescimento – a direção estará em condições de alinhar suas iniciativas estratégicas de qualidade, tempo de resposta e reengenharia para alcançar os objetivos extraordinários. O BSC oferece a justificativa principal, o foco e a integração para melhoria contínua, a reengenharia e os programas de transformação. Não se limitando ao redesenho de qualquer processo local, os esforços são dirigidos à melhoria dos processos críticos para o sucesso estratégico da empresa. O processo gerencial de planejamento e estabelecimento de metas permite que a empresa: § quantifique os resultados pretendidos a longo prazo; § identifique mecanismos e forneça recursos para que os resultados sejam alcançados; § estabeleça referenciais de curto prazo para as medidas financeiras e não-financeiras do scorecard. Melhorando o aprendizado estratégico O aspecto mais inovador e importante do BSC é a incorporação do aprendizado estratégico que cria instrumentos para o aprendizado organizacional em nível executivo. Monitora e ajusta a implementação da estratégia e, se necessário, efetua mudanças na
  • 6. 6 própria estratégia. Outro fator importante é que as revisões gerenciais passarão a examinar minuciosamente se as metas estão sendo alcançadas, deixando de analisar o passado para aprender sobre o futuro. O inicio do aprendizado estratégico está no esclarecimento de uma visão compartilhada que a empresa, como um todo, deseja alcançar. (Vide fig. 1). No processo de comunicações e alinhamento, mobiliza todos os indivíduos para ações dirigidas à consecução dos objetivos organizacionais. O BSC induz o raciocínio dinâmico: as pessoas vêem onde as peças se encaixam; como seus papéis influenciam outras pessoas e a própria empresa. O processo de planejamento, estabelecimento de metas e iniciativas estratégicas define metas específicas e quantitativas de desempenho desejadas, e os níveis atuais determinam o hiato de desempenho que deverá ser o alvo de novas iniciativas estratégicas. Referências bibliográficas CHIAVENATO, Idalberto. Introdução à administração. Rio de Janeiro: Campus. 2002. KAPLAN, Robert S. e NORTON, David P. A estratégia em ação. Rio de Janeiro: Campus, 1997. www.balancedscorecard.org/basics/bsc1.html, acessado em 15/07/2004 às 15 h.