SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Moniele Tavares
ANATOMIA
• Inervação: 6 últimos nervos intercostais e T5
a L1
CLASSIFICAÇÃO
Síndromes: INFLAMATÓRIAS
PERFURATIVA
HEMORRÁGICA
OCLUSIVA
CAUSAS
• Intra-abdominais: Inflamação, Peritonite,
obstrução intestinal, alterações vasculares
e distensão visceral.
• Extra-abdominais: Cardíaca, pulmonar,
esofágica, geniturinária, hematológica,
infecciosa, metabólica, intoxicação
exógena e outros.
FISIOPATOLOGIA
• Dentro do abdome existe uma mínima
quantidade de líquido;
• Qualquer substância em contato com o
peritônio parietal pode irritá-lo-
CONTRATURA MUSCULAR(Depende do tipo de
líquido)
• OBS: Pode haver lesão do peritônio
visceral
SÍNDROME OCLUSIVA
• Independe da etiologia;
• Obstrução alta: DESIDRATAÇÃO!
• Pode gerar um estado de choque!!!
• Obstrução baixa: frequência de vômitos é
menor.
• Distensão abdominal
• Compressão de veias
• Acidose respiratória,metabólica ou mista;
TIPOS DE DOR
• Dor somática ou parietal;
• Dor visceral;
• Dor referida ou irradiada;
SÍNDROMES
INFLAMATÓRIAS
• Dor;
• Febre; ( Sinal de Lennander
+)
• Exame físico: Pulso mais
rápido e PA cai;
• Inspeção:Sinal de Halsted e
Grey Tuner, respiração e
postura
• Ausculta;
• Palpação;
• Sinal de Blumberg;
• Percussão;
• Exames complementares;
PARÂMETROS CLÍNICOS
IMPORTANTES DE PERITONITE
• Irritação Peritoneal e Defesa Muscular
• 1- Como identificar a irritação peritoneal?
• 2- Quais seriam as alternativas a pesquisa
da descompressão dolosa?
• SINAL DE MARKLE
• 3- O que é defesa abdominal?
• Obs: Atenção com os pulsos!
PROCESSOS
INFLAMATÓRIOS COMUNS
• 1- Apendicite aguda; Causa
mais frequente!
• Diagnóstico simples;
• Sintomas: dispépticos! Dor
(variável),vômito,febre
discreta
• Exame físico:
Inspeção/ausculta,
palpação, percussão
• Sinais: Rovsing,
Blumberg,Psoas,Obturador,
toque retal ou vaginal
• Exames complementares:
leucograma, urina, Rx,US e
TC
COLECISTITE AGUDA
• Mais comuns em pessoas obesas acima
de 40 anos;
• Causas associadas: obesidade,
gravidez, diabetes, distúrbios pancreáticos
e doenças hemolíticas;
• Vesícula obstruída, pode causar
isquemia,necrose e perfuração;
MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS
• Dor; Náuseas e vômitos; Temperatura;
Pulso arterial, e icterícia;
• Exame físico: Posição antálgica e
sudorese
• Palpação: Contração muscular e dor;
• Sinal de Murphy +
• Exames complementares: leucocitose
moderada,hiperbilirrubinemia, amilase
aumentada;
PANCREATITE AGUDA
• Diagnóstico difícil!
• Fatores desencadeantes:
doença biliar, alcoolismo,
traumatismos, doenças
metabólicas,
imunossupressores,
diuréticos,ulcera duodena)
• Sintomas: dor, náuseas e
vômitos(70%),sudorese e
pulso de pequena amplitude,
hipotensão, taquipnéia e
icterícia;
EXAME FÍSICO
• Sinais : Gray turner e Hasteld presentes;
• Presença de contratura muscular!
• Exames complementares:
• Amilase, Lipase, Glicose
• Obs: Cálcio!!!
• Rx é importante!( Distensão do cólon
transverso,apagamento do
psoas,calcificação pancreática)
Abdome agudo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica
jaddy xavier
 
Colostomia apresentação
Colostomia apresentaçãoColostomia apresentação
Colostomia apresentação
Lindiane Eloisa
 
See afeccoes do_trato_gastrointestinal
See afeccoes do_trato_gastrointestinalSee afeccoes do_trato_gastrointestinal
See afeccoes do_trato_gastrointestinal
Danielle Giannini
 

Mais procurados (20)

Abdome agudo
Abdome agudoAbdome agudo
Abdome agudo
 
Ostomias
OstomiasOstomias
Ostomias
 
Abordagem Queimaduras
Abordagem QueimadurasAbordagem Queimaduras
Abordagem Queimaduras
 
Abdômen agudo
Abdômen agudoAbdômen agudo
Abdômen agudo
 
Apendicite
ApendiciteApendicite
Apendicite
 
Instrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgicaInstrumentação cirúrgica
Instrumentação cirúrgica
 
Aula - "Vias de Acesso à Cavidade Abdominal: laparotomia e videolaparoscopia".
Aula - "Vias de Acesso à Cavidade Abdominal: laparotomia e videolaparoscopia".Aula - "Vias de Acesso à Cavidade Abdominal: laparotomia e videolaparoscopia".
Aula - "Vias de Acesso à Cavidade Abdominal: laparotomia e videolaparoscopia".
 
Colostomia apresentação
Colostomia apresentaçãoColostomia apresentação
Colostomia apresentação
 
Colostomia
ColostomiaColostomia
Colostomia
 
Apendicite
ApendiciteApendicite
Apendicite
 
SAE Cirúrgica - Gastrotomia, Gastrostomia e Gastrectomia
SAE Cirúrgica - Gastrotomia, Gastrostomia e GastrectomiaSAE Cirúrgica - Gastrotomia, Gastrostomia e Gastrectomia
SAE Cirúrgica - Gastrotomia, Gastrostomia e Gastrectomia
 
Curativos
CurativosCurativos
Curativos
 
Hérnias abdominais
Hérnias abdominaisHérnias abdominais
Hérnias abdominais
 
Acesso venoso central
Acesso venoso centralAcesso venoso central
Acesso venoso central
 
Hemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentosHemorragias e ferimentos
Hemorragias e ferimentos
 
Instrumentação cirúrgica oficial
Instrumentação cirúrgica oficialInstrumentação cirúrgica oficial
Instrumentação cirúrgica oficial
 
See afeccoes do_trato_gastrointestinal
See afeccoes do_trato_gastrointestinalSee afeccoes do_trato_gastrointestinal
See afeccoes do_trato_gastrointestinal
 
abdome agudo obstrutivo 1.pptx
abdome agudo obstrutivo 1.pptxabdome agudo obstrutivo 1.pptx
abdome agudo obstrutivo 1.pptx
 
SÍNTESE E FIOS DE SUTURA
SÍNTESE E FIOS DE SUTURASÍNTESE E FIOS DE SUTURA
SÍNTESE E FIOS DE SUTURA
 
Semiologia para Enfermagem No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Semiologia para Enfermagem No Caminho da Enfermagem Lucas FontesSemiologia para Enfermagem No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
Semiologia para Enfermagem No Caminho da Enfermagem Lucas Fontes
 

Destaque

Abdomen agudo diagnostico y tratamiento
Abdomen agudo diagnostico y tratamientoAbdomen agudo diagnostico y tratamiento
Abdomen agudo diagnostico y tratamiento
astrivera
 
Semiologia 18 cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
Semiologia 18   cirurgia abdominal - abdome agudo pdfSemiologia 18   cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
Semiologia 18 cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
Jucie Vasconcelos
 
Abdomen agudo
Abdomen agudoAbdomen agudo
Abdomen agudo
arqd2c6a
 

Destaque (17)

Abdômen agudo
Abdômen agudo Abdômen agudo
Abdômen agudo
 
Abdomen agudo diagnostico y tratamiento
Abdomen agudo diagnostico y tratamientoAbdomen agudo diagnostico y tratamiento
Abdomen agudo diagnostico y tratamiento
 
Abdomen agudo
Abdomen agudoAbdomen agudo
Abdomen agudo
 
Abdomen agudo
Abdomen agudoAbdomen agudo
Abdomen agudo
 
Abdomen agudo
Abdomen agudoAbdomen agudo
Abdomen agudo
 
Avaliação Clínica do Abdome Agudo
Avaliação Clínica do Abdome AgudoAvaliação Clínica do Abdome Agudo
Avaliação Clínica do Abdome Agudo
 
Abdomen agudo inflamatorio
Abdomen agudo inflamatorioAbdomen agudo inflamatorio
Abdomen agudo inflamatorio
 
Abdome agudo
Abdome agudoAbdome agudo
Abdome agudo
 
Abdomen Agudo
Abdomen Agudo Abdomen Agudo
Abdomen Agudo
 
Abdome agudo 15
Abdome agudo 15Abdome agudo 15
Abdome agudo 15
 
ABDOMEN AGUDO
ABDOMEN AGUDOABDOMEN AGUDO
ABDOMEN AGUDO
 
Abdomen agudo quirurgico
Abdomen agudo quirurgicoAbdomen agudo quirurgico
Abdomen agudo quirurgico
 
Semiologia 18 cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
Semiologia 18   cirurgia abdominal - abdome agudo pdfSemiologia 18   cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
Semiologia 18 cirurgia abdominal - abdome agudo pdf
 
Abdomen agudo. Cuidados de Enfermería
Abdomen agudo. Cuidados de EnfermeríaAbdomen agudo. Cuidados de Enfermería
Abdomen agudo. Cuidados de Enfermería
 
Abdomen agudo
Abdomen agudoAbdomen agudo
Abdomen agudo
 
Abdomen agudo,.
Abdomen agudo,.Abdomen agudo,.
Abdomen agudo,.
 
Abdomen Agudo Exposicion
Abdomen Agudo ExposicionAbdomen Agudo Exposicion
Abdomen Agudo Exposicion
 

Semelhante a Abdome agudo

Segredo profissional do médico
Segredo profissional do médicoSegredo profissional do médico
Segredo profissional do médico
Cleiton Terra
 
Abdome agudo em ginecologia 3
Abdome agudo em ginecologia 3Abdome agudo em ginecologia 3
Abdome agudo em ginecologia 3
Vicente Santos
 

Semelhante a Abdome agudo (20)

Doenças gastrointestinal - parte I
Doenças gastrointestinal - parte IDoenças gastrointestinal - parte I
Doenças gastrointestinal - parte I
 
Sistema gastrointestinal
Sistema gastrointestinalSistema gastrointestinal
Sistema gastrointestinal
 
Segredo profissional do médico
Segredo profissional do médicoSegredo profissional do médico
Segredo profissional do médico
 
SESSÃOCLÍNICAANDRÉ.pptx
SESSÃOCLÍNICAANDRÉ.pptxSESSÃOCLÍNICAANDRÉ.pptx
SESSÃOCLÍNICAANDRÉ.pptx
 
Hepatoesplenomegalia
Hepatoesplenomegalia Hepatoesplenomegalia
Hepatoesplenomegalia
 
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
PÚRPURA DE HENOCH- SCHONLEIN
 
AULA ABDOME AGUDO.pptx
AULA ABDOME AGUDO.pptxAULA ABDOME AGUDO.pptx
AULA ABDOME AGUDO.pptx
 
Nauseas e vomitos
Nauseas e vomitosNauseas e vomitos
Nauseas e vomitos
 
Sistema hematopoiético final
Sistema hematopoiético finalSistema hematopoiético final
Sistema hematopoiético final
 
Abdômen Agudo
Abdômen AgudoAbdômen Agudo
Abdômen Agudo
 
Abdome Agudo.pdf
Abdome Agudo.pdfAbdome Agudo.pdf
Abdome Agudo.pdf
 
Abdome agudo
Abdome agudoAbdome agudo
Abdome agudo
 
Dtp 14 sala presencial
Dtp 14 sala presencialDtp 14 sala presencial
Dtp 14 sala presencial
 
Lupus Eritematoso Sistêmico
Lupus Eritematoso SistêmicoLupus Eritematoso Sistêmico
Lupus Eritematoso Sistêmico
 
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e GastrointestinalAssistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
Assistência à Crianças em Disfunção Geniturinária e Gastrointestinal
 
Apresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor RobsonApresentação de Caso Clínico Professor Robson
Apresentação de Caso Clínico Professor Robson
 
Abdome agudo em ginecologia 3
Abdome agudo em ginecologia 3Abdome agudo em ginecologia 3
Abdome agudo em ginecologia 3
 
Hemato
HematoHemato
Hemato
 
Caso 01 - Dor abdominal Aguda
Caso 01 - Dor abdominal AgudaCaso 01 - Dor abdominal Aguda
Caso 01 - Dor abdominal Aguda
 
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdfclnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
clnicamdicaiiparte1-161122162100 (1).pdf
 

Último

relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
HELLEN CRISTINA
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
HELLEN CRISTINA
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
paulo222341
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Prof. Marcus Renato de Carvalho
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
HELLEN CRISTINA
 

Último (7)

relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion  ais.pdfrelatorio ciencias morfofuncion  ais.pdf
relatorio ciencias morfofuncion ais.pdf
 
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdfRELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
RELATÓRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I.pdf
 
Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................Treinamento NR 18.pdf .......................................
Treinamento NR 18.pdf .......................................
 
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUSHomens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
Homens Trans tem Caderneta de Pré-Natal especial / Programa Transgesta - SUS
 
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino FelisbertoAltas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
Altas habilidades/superdotação. Adelino Felisberto
 
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdfCrianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
Crianças e Adolescentes em Psicoterapia A abordagem psicanalítica-1 (2).pdf
 
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdfrelatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
relatorio de estagio de terapia ocupacional.pdf
 

Abdome agudo

  • 2. ANATOMIA • Inervação: 6 últimos nervos intercostais e T5 a L1
  • 4. CAUSAS • Intra-abdominais: Inflamação, Peritonite, obstrução intestinal, alterações vasculares e distensão visceral. • Extra-abdominais: Cardíaca, pulmonar, esofágica, geniturinária, hematológica, infecciosa, metabólica, intoxicação exógena e outros.
  • 5. FISIOPATOLOGIA • Dentro do abdome existe uma mínima quantidade de líquido; • Qualquer substância em contato com o peritônio parietal pode irritá-lo- CONTRATURA MUSCULAR(Depende do tipo de líquido) • OBS: Pode haver lesão do peritônio visceral
  • 6. SÍNDROME OCLUSIVA • Independe da etiologia; • Obstrução alta: DESIDRATAÇÃO! • Pode gerar um estado de choque!!! • Obstrução baixa: frequência de vômitos é menor. • Distensão abdominal • Compressão de veias • Acidose respiratória,metabólica ou mista;
  • 7. TIPOS DE DOR • Dor somática ou parietal; • Dor visceral; • Dor referida ou irradiada;
  • 8. SÍNDROMES INFLAMATÓRIAS • Dor; • Febre; ( Sinal de Lennander +) • Exame físico: Pulso mais rápido e PA cai; • Inspeção:Sinal de Halsted e Grey Tuner, respiração e postura • Ausculta; • Palpação; • Sinal de Blumberg; • Percussão; • Exames complementares;
  • 9.
  • 10. PARÂMETROS CLÍNICOS IMPORTANTES DE PERITONITE • Irritação Peritoneal e Defesa Muscular • 1- Como identificar a irritação peritoneal? • 2- Quais seriam as alternativas a pesquisa da descompressão dolosa? • SINAL DE MARKLE • 3- O que é defesa abdominal? • Obs: Atenção com os pulsos!
  • 11.
  • 12. PROCESSOS INFLAMATÓRIOS COMUNS • 1- Apendicite aguda; Causa mais frequente! • Diagnóstico simples; • Sintomas: dispépticos! Dor (variável),vômito,febre discreta • Exame físico: Inspeção/ausculta, palpação, percussão • Sinais: Rovsing, Blumberg,Psoas,Obturador, toque retal ou vaginal • Exames complementares: leucograma, urina, Rx,US e TC
  • 13. COLECISTITE AGUDA • Mais comuns em pessoas obesas acima de 40 anos; • Causas associadas: obesidade, gravidez, diabetes, distúrbios pancreáticos e doenças hemolíticas; • Vesícula obstruída, pode causar isquemia,necrose e perfuração;
  • 14. MANIFESTAÇÕES CLÍNICAS • Dor; Náuseas e vômitos; Temperatura; Pulso arterial, e icterícia; • Exame físico: Posição antálgica e sudorese • Palpação: Contração muscular e dor; • Sinal de Murphy + • Exames complementares: leucocitose moderada,hiperbilirrubinemia, amilase aumentada;
  • 15. PANCREATITE AGUDA • Diagnóstico difícil! • Fatores desencadeantes: doença biliar, alcoolismo, traumatismos, doenças metabólicas, imunossupressores, diuréticos,ulcera duodena) • Sintomas: dor, náuseas e vômitos(70%),sudorese e pulso de pequena amplitude, hipotensão, taquipnéia e icterícia;
  • 16. EXAME FÍSICO • Sinais : Gray turner e Hasteld presentes; • Presença de contratura muscular! • Exames complementares: • Amilase, Lipase, Glicose • Obs: Cálcio!!! • Rx é importante!( Distensão do cólon transverso,apagamento do psoas,calcificação pancreática)