SlideShare uma empresa Scribd logo
A Plurissignificação da Linguagem Literária Relação entre Texto e Contexto
A linguagem poética Para construir sentidos, produzir novos significados, o artista literário trabalha a palavra indo além do seu significado básico (a palavra em estado de dicionário); também seleciona e combina as palavras para obter o  máximo de efeito sonoro em busca do ritmo poético. Observe como Chico Buarque explora os significados das palavras na música “Cotidiano”.
Todo dia ela faz tudo sempre igual Me sacode as seis horas da manhã Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã Todo dia ela diz que é pr’eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher Diz que está me esperando pro jantar E me beija com a boca de café Todo dia eu só penso em poder parar Meio dia eu só penso em dizer não Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão Seis da tarde como era de se esperar Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão Toda noite ela diz pr’eu não me afastar Meia noite ela jura eterno amor E me aperta até quase eu sufocar E me morde com a boca de pavor.
Denotação e Conotação Como você observou durante a leitura do poema musicado, as palavras nem sempre apresentam um único sentido, aquele apresentado pelo dicionário. Empregadas em determinados contextos, elas ganham sentidos novos, figurados, carregados de valores afetivos ou sociais. Quando a palavra é utilizada com o seu sentido comum, o que aparece no dicionário, dizemos que foi empregada denotativamente. Quando, porém, é utilizada com um sentido diferente daquele que lhe é comum, dizemos que foi empregada conotativamente.
Diferenças Essenciais
Texto Literário As características do texto literário: Ficcionalidade: os fatos apresentados no texto literário não fazem necessariamente parte da realidade. Por isso, diz-se que a ficção (simulação, o fingimento, a criação ou invenção, a fantasia) é um componente importante da Literatura. Função estética: o artista procura representar a realidade a partir da sua visão, interpretando aspectos que julga mais relevantes, sem se preocupar em retratá-la de modo fiel. O que se verifica não é a semelhança com o real, mas a interpretação dele se faz.
O bicho Vi ontem um bicho Na imundície do pátio Catando comida entre os detritos. Quando achava alguma coisa, Não examinava nem cheirava: Engolia com voracidade. O bicho não era um cão, Não era um gato, Não era um rato. O bicho, meu Deus, era um homem. (Manuel Bandeira) Observe esses dois textos.  Eles tratam do mesmo assunto. Observe a linguagem utilizada e tente descobrir qual deles é um texto literário. Descuidar do lixo é sujeira Diariamente, duas horas antes da chegada do caminhão da prefeitura, a gerência (de uma das filiais do McDonald’s) deposita na calçada dezenas de sacos plásticos recheados de papelão, isopor, restos de sanduíches. Isso acaba propiciando um lamentável banquete de mendigos. Dezenas deles vão ali revirar o material e acabam deixando restos espalhados pelo calçadão. (Veja São Paulo, 23/12/1992)
Como você pode perceber, o texto 1 é informativo, com dados precisos e objetivos.  A linguagem desse texto é denotativa, objetiva, direta e impessoal, não há a exploração de imagens ou figuras de linguagem. Portanto, trata-se de um texto não-literário. O texto 2, ao contrário, apresenta uma linguagem pessoal, carregada de emoções e de valores do eu - lírico, que se sente indignado diante do quadro degradante que vê. Nesse texto, a linguagem é conotativa, subjetiva, com o uso de figuras de linguagem, repleta de significados que vão sendo lentamente construídos. Portanto, trata-se de um texto literário.
Em Síntese

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
Ana Castro
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
Fernanda Câmara
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
PaolaLins
 
Crase
CraseCrase
Narracao
NarracaoNarracao
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
Adriano Medeiros
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
Valeria Nunes
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
Amelia Barros
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
Natália Moura
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
Jaicinha
 
Leitura e produção textual
Leitura e produção textualLeitura e produção textual
Leitura e produção textual
Jose Arnaldo Silva
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
bubble13
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
Aliffer Murillo Laguna
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
Valeria Nunes
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
Flávio Ferreira
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
CrisBiagio
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
Andriane Cursino
 
Esolas literarias
Esolas literariasEsolas literarias
Esolas literarias
Agenor Neto
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
Sadrak Silva
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
Cynthia Funchal
 

Mais procurados (20)

Elementos da narrativa
Elementos da narrativaElementos da narrativa
Elementos da narrativa
 
Modalizadores
ModalizadoresModalizadores
Modalizadores
 
Transitividade verbal
Transitividade verbalTransitividade verbal
Transitividade verbal
 
Crase
CraseCrase
Crase
 
Narracao
NarracaoNarracao
Narracao
 
Resumo e resenha
Resumo e resenhaResumo e resenha
Resumo e resenha
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIASLITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
LITERATURA: ESCOLAS LITERÁRIAS
 
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdfFICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
FICHA - GÊNEROS LITERÁRIOS - EXERCÍCIOS - Gabarito.pdf
 
Tudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMASTudo sobre POEMAS
Tudo sobre POEMAS
 
Leitura e produção textual
Leitura e produção textualLeitura e produção textual
Leitura e produção textual
 
Conotacao e denotacao
Conotacao e denotacaoConotacao e denotacao
Conotacao e denotacao
 
Adjunto Adnominal
Adjunto AdnominalAdjunto Adnominal
Adjunto Adnominal
 
Prosa x poema x soneto
Prosa x poema x sonetoProsa x poema x soneto
Prosa x poema x soneto
 
Adjunto adverbial
Adjunto adverbialAdjunto adverbial
Adjunto adverbial
 
Romantismo no Brasil
Romantismo no BrasilRomantismo no Brasil
Romantismo no Brasil
 
Figuras de linguagem
Figuras de linguagemFiguras de linguagem
Figuras de linguagem
 
Esolas literarias
Esolas literariasEsolas literarias
Esolas literarias
 
Regência nominal e verbal
Regência nominal e verbalRegência nominal e verbal
Regência nominal e verbal
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 

Destaque

Portugues
PortuguesPortugues
Congresso matéria prima programação 2013
Congresso matéria prima programação 2013Congresso matéria prima programação 2013
Congresso matéria prima programação 2013
soniamarys
 
Literatura é uma linguagem - 1° ano ensino médio
Literatura é uma linguagem -  1° ano ensino médioLiteratura é uma linguagem -  1° ano ensino médio
Literatura é uma linguagem - 1° ano ensino médio
Daniel Vitor de Almeida
 
Ppt texto literário e texto não literário
Ppt texto literário e texto não literárioPpt texto literário e texto não literário
Ppt texto literário e texto não literário
Eugénia Soares
 
A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)
Carolina Loçasso Pereira
 
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1 1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
Faell Vasconcelos
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
Ademir Teixeira de Freitas
 
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médio
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médioFunções do texto literário - 1° ano Ensino médio
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médio
Daniel Vitor de Almeida
 
Literatura A Arte da Palavra
Literatura   A Arte da PalavraLiteratura   A Arte da Palavra
Literatura A Arte da Palavra
CrisBiagio
 
A literariedade -_jonathan_culler
A literariedade -_jonathan_cullerA literariedade -_jonathan_culler
A literariedade -_jonathan_culler
Lima Venancio
 
Linguagem literária não literária
Linguagem literária não literáriaLinguagem literária não literária
Linguagem literária não literária
Cristina Medina
 
A carta roubada e o método hipotético
A carta roubada e o método hipotéticoA carta roubada e o método hipotético
A carta roubada e o método hipotético
wallacecss
 
Fernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmoFernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmo
3°Amarelo - Atenas 2012
 
Literatura no ENEM
Literatura no ENEMLiteratura no ENEM
Literatura no ENEM
Yasmin Matos
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
Raisaa20
 
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
Faell Vasconcelos
 
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONALCANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
Mara Aguiar Souza
 
Plg 01-1c2b0-ano
Plg 01-1c2b0-anoPlg 01-1c2b0-ano
Plg 01-1c2b0-ano
Marli Rodrigues
 
Introdução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literaturaIntrodução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literatura
VIVIAN TROMBINI
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
Jairo Coêlho
 

Destaque (20)

Portugues
PortuguesPortugues
Portugues
 
Congresso matéria prima programação 2013
Congresso matéria prima programação 2013Congresso matéria prima programação 2013
Congresso matéria prima programação 2013
 
Literatura é uma linguagem - 1° ano ensino médio
Literatura é uma linguagem -  1° ano ensino médioLiteratura é uma linguagem -  1° ano ensino médio
Literatura é uma linguagem - 1° ano ensino médio
 
Ppt texto literário e texto não literário
Ppt texto literário e texto não literárioPpt texto literário e texto não literário
Ppt texto literário e texto não literário
 
A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)A linguagem literária (1º ano)
A linguagem literária (1º ano)
 
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1 1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
1ª série Ensino Médio - POSITIVO - Literatura - Unidade 1
 
Introdução à literatura
Introdução à literaturaIntrodução à literatura
Introdução à literatura
 
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médio
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médioFunções do texto literário - 1° ano Ensino médio
Funções do texto literário - 1° ano Ensino médio
 
Literatura A Arte da Palavra
Literatura   A Arte da PalavraLiteratura   A Arte da Palavra
Literatura A Arte da Palavra
 
A literariedade -_jonathan_culler
A literariedade -_jonathan_cullerA literariedade -_jonathan_culler
A literariedade -_jonathan_culler
 
Linguagem literária não literária
Linguagem literária não literáriaLinguagem literária não literária
Linguagem literária não literária
 
A carta roubada e o método hipotético
A carta roubada e o método hipotéticoA carta roubada e o método hipotético
A carta roubada e o método hipotético
 
Fernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmoFernando Pessoa - Ele mesmo
Fernando Pessoa - Ele mesmo
 
Literatura no ENEM
Literatura no ENEMLiteratura no ENEM
Literatura no ENEM
 
Trovadorismo
TrovadorismoTrovadorismo
Trovadorismo
 
Ficha de leitura
Ficha de leituraFicha de leitura
Ficha de leitura
 
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONALCANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
CANTOS E ENCANTOS: HINO NACIONAL
 
Plg 01-1c2b0-ano
Plg 01-1c2b0-anoPlg 01-1c2b0-ano
Plg 01-1c2b0-ano
 
Introdução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literaturaIntrodução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literatura
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 

Semelhante a A plurissignificação da linguagem literária

Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Pedro Barros
 
Lit. introd.pp prof mônic
Lit. introd.pp prof mônicLit. introd.pp prof mônic
Lit. introd.pp prof mônic
Mônica Almeida Neves
 
Portugues1em
Portugues1emPortugues1em
Portugues1em
Greice Gomes
 
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIALLINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
iamraphael
 
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docxFunções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
Saulo Manoel
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
Val Valença
 
Oficina literária conceitos.
Oficina literária   conceitos.Oficina literária   conceitos.
Oficina literária conceitos.
greghouse48
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
Bovary16
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
paulomonteiropimpao
 
Introdução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literaturaIntrodução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literatura
Flavio Maia Custodio
 
Material do cursinho
Material do cursinhoMaterial do cursinho
Material do cursinho
Marconildo Viegas
 
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptxSlides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
MauricioOliveira258223
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio Português
Val Valença
 
ENEM-2000 resolvido e comentado
ENEM-2000 resolvido e comentadoENEM-2000 resolvido e comentado
ENEM-2000 resolvido e comentado
ma.no.el.ne.ves
 
O ético e o estético no curta metragem 10 centavos
O ético e o estético no curta metragem 10 centavosO ético e o estético no curta metragem 10 centavos
O ético e o estético no curta metragem 10 centavos
Douradoalcantara
 
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literaturaEnsino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
newtonbonfim
 
Sexto --generos-textuais
Sexto --generos-textuaisSexto --generos-textuais
Sexto --generos-textuais
Escola Adalgisa de Barros
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
Escola Adalgisa de Barros
 
Literatura brasileira no século XXI
Literatura brasileira no século XXILiteratura brasileira no século XXI
Literatura brasileira no século XXI
Jaqueline Salles
 
Linguagens Rufino
Linguagens Rufino Linguagens Rufino
Linguagens Rufino
Pré-Enem Seduc
 

Semelhante a A plurissignificação da linguagem literária (20)

Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Lit. introd.pp prof mônic
Lit. introd.pp prof mônicLit. introd.pp prof mônic
Lit. introd.pp prof mônic
 
Portugues1em
Portugues1emPortugues1em
Portugues1em
 
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIALLINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
LINGUAGEM LITERÁRIA VS. LINGUAGEM REFERENCIAL
 
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docxFunções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
Funções da Linguagem e Comunicação Pronto.docx
 
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
1a prova de recuperação semestral   sem gabarito1a prova de recuperação semestral   sem gabarito
1a prova de recuperação semestral sem gabarito
 
Oficina literária conceitos.
Oficina literária   conceitos.Oficina literária   conceitos.
Oficina literária conceitos.
 
Figuras de-linguagem
Figuras de-linguagemFiguras de-linguagem
Figuras de-linguagem
 
Funções da linguagem
Funções da linguagemFunções da linguagem
Funções da linguagem
 
Introdução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literaturaIntrodução ao estudo da literatura
Introdução ao estudo da literatura
 
Material do cursinho
Material do cursinhoMaterial do cursinho
Material do cursinho
 
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptxSlides sobre as Funções da Linguagem.pptx
Slides sobre as Funções da Linguagem.pptx
 
Nivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio PortuguêsNivelamento Ensino Médio Português
Nivelamento Ensino Médio Português
 
ENEM-2000 resolvido e comentado
ENEM-2000 resolvido e comentadoENEM-2000 resolvido e comentado
ENEM-2000 resolvido e comentado
 
O ético e o estético no curta metragem 10 centavos
O ético e o estético no curta metragem 10 centavosO ético e o estético no curta metragem 10 centavos
O ético e o estético no curta metragem 10 centavos
 
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literaturaEnsino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
Ensino medio livre_edicao_2012_unidade_01_literatura
 
Sexto --generos-textuais
Sexto --generos-textuaisSexto --generos-textuais
Sexto --generos-textuais
 
Gêneros textuais
Gêneros textuaisGêneros textuais
Gêneros textuais
 
Literatura brasileira no século XXI
Literatura brasileira no século XXILiteratura brasileira no século XXI
Literatura brasileira no século XXI
 
Linguagens Rufino
Linguagens Rufino Linguagens Rufino
Linguagens Rufino
 

Mais de Evilane Alves

Os gêneros literários
Os gêneros literáriosOs gêneros literários
Os gêneros literários
Evilane Alves
 
O que é literatura
O que é literaturaO que é literatura
O que é literatura
Evilane Alves
 
Arcadismo I
Arcadismo IArcadismo I
Arcadismo I
Evilane Alves
 
Las horas
Las horasLas horas
Las horas
Evilane Alves
 
Pretérito imperfecto de subjuntivo
Pretérito imperfecto de subjuntivoPretérito imperfecto de subjuntivo
Pretérito imperfecto de subjuntivo
Evilane Alves
 
Orações coordenadas atividades
Orações coordenadas atividadesOrações coordenadas atividades
Orações coordenadas atividades
Evilane Alves
 
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
Evilane Alves
 
Los numerales
Los numeralesLos numerales
Los numerales
Evilane Alves
 
Rp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novoRp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novo
Evilane Alves
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
Evilane Alves
 
Rp 2ºb lp_9º
Rp 2ºb lp_9ºRp 2ºb lp_9º
Rp 2ºb lp_9º
Evilane Alves
 
Rp 2ºb lp_7º
Rp 2ºb lp_7ºRp 2ºb lp_7º
Rp 2ºb lp_7º
Evilane Alves
 
A narração
A narraçãoA narração
A narração
Evilane Alves
 
Sujeito e predicado exercícios
Sujeito e predicado exercíciosSujeito e predicado exercícios
Sujeito e predicado exercícios
Evilane Alves
 
Mal x mau
Mal x mauMal x mau
Mal x mau
Evilane Alves
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
Evilane Alves
 
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsenseComo o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
Evilane Alves
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
Evilane Alves
 
Cadernofone produção de texto
Cadernofone produção de textoCadernofone produção de texto
Cadernofone produção de texto
Evilane Alves
 
Ambiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemiaAmbiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemia
Evilane Alves
 

Mais de Evilane Alves (20)

Os gêneros literários
Os gêneros literáriosOs gêneros literários
Os gêneros literários
 
O que é literatura
O que é literaturaO que é literatura
O que é literatura
 
Arcadismo I
Arcadismo IArcadismo I
Arcadismo I
 
Las horas
Las horasLas horas
Las horas
 
Pretérito imperfecto de subjuntivo
Pretérito imperfecto de subjuntivoPretérito imperfecto de subjuntivo
Pretérito imperfecto de subjuntivo
 
Orações coordenadas atividades
Orações coordenadas atividadesOrações coordenadas atividades
Orações coordenadas atividades
 
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
Escrevendo corretamente aulas 1 a 5
 
Los numerales
Los numeralesLos numerales
Los numerales
 
Rp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novoRp 2ºb lp_7º_novo
Rp 2ºb lp_7º_novo
 
Identidade
IdentidadeIdentidade
Identidade
 
Rp 2ºb lp_9º
Rp 2ºb lp_9ºRp 2ºb lp_9º
Rp 2ºb lp_9º
 
Rp 2ºb lp_7º
Rp 2ºb lp_7ºRp 2ºb lp_7º
Rp 2ºb lp_7º
 
A narração
A narraçãoA narração
A narração
 
Sujeito e predicado exercícios
Sujeito e predicado exercíciosSujeito e predicado exercícios
Sujeito e predicado exercícios
 
Mal x mau
Mal x mauMal x mau
Mal x mau
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
 
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsenseComo o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
Como o gato e o rato se tornaram amigos nonsense
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
 
Cadernofone produção de texto
Cadernofone produção de textoCadernofone produção de texto
Cadernofone produção de texto
 
Ambiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemiaAmbiguidade e polissemia
Ambiguidade e polissemia
 

A plurissignificação da linguagem literária

  • 1. A Plurissignificação da Linguagem Literária Relação entre Texto e Contexto
  • 2. A linguagem poética Para construir sentidos, produzir novos significados, o artista literário trabalha a palavra indo além do seu significado básico (a palavra em estado de dicionário); também seleciona e combina as palavras para obter o máximo de efeito sonoro em busca do ritmo poético. Observe como Chico Buarque explora os significados das palavras na música “Cotidiano”.
  • 3. Todo dia ela faz tudo sempre igual Me sacode as seis horas da manhã Me sorri um sorriso pontual E me beija com a boca de hortelã Todo dia ela diz que é pr’eu me cuidar E essas coisas que diz toda mulher Diz que está me esperando pro jantar E me beija com a boca de café Todo dia eu só penso em poder parar Meio dia eu só penso em dizer não Depois penso na vida pra levar E me calo com a boca de feijão Seis da tarde como era de se esperar Ela pega e me espera no portão Diz que está muito louca pra beijar E me beija com a boca de paixão Toda noite ela diz pr’eu não me afastar Meia noite ela jura eterno amor E me aperta até quase eu sufocar E me morde com a boca de pavor.
  • 4. Denotação e Conotação Como você observou durante a leitura do poema musicado, as palavras nem sempre apresentam um único sentido, aquele apresentado pelo dicionário. Empregadas em determinados contextos, elas ganham sentidos novos, figurados, carregados de valores afetivos ou sociais. Quando a palavra é utilizada com o seu sentido comum, o que aparece no dicionário, dizemos que foi empregada denotativamente. Quando, porém, é utilizada com um sentido diferente daquele que lhe é comum, dizemos que foi empregada conotativamente.
  • 6. Texto Literário As características do texto literário: Ficcionalidade: os fatos apresentados no texto literário não fazem necessariamente parte da realidade. Por isso, diz-se que a ficção (simulação, o fingimento, a criação ou invenção, a fantasia) é um componente importante da Literatura. Função estética: o artista procura representar a realidade a partir da sua visão, interpretando aspectos que julga mais relevantes, sem se preocupar em retratá-la de modo fiel. O que se verifica não é a semelhança com o real, mas a interpretação dele se faz.
  • 7. O bicho Vi ontem um bicho Na imundície do pátio Catando comida entre os detritos. Quando achava alguma coisa, Não examinava nem cheirava: Engolia com voracidade. O bicho não era um cão, Não era um gato, Não era um rato. O bicho, meu Deus, era um homem. (Manuel Bandeira) Observe esses dois textos. Eles tratam do mesmo assunto. Observe a linguagem utilizada e tente descobrir qual deles é um texto literário. Descuidar do lixo é sujeira Diariamente, duas horas antes da chegada do caminhão da prefeitura, a gerência (de uma das filiais do McDonald’s) deposita na calçada dezenas de sacos plásticos recheados de papelão, isopor, restos de sanduíches. Isso acaba propiciando um lamentável banquete de mendigos. Dezenas deles vão ali revirar o material e acabam deixando restos espalhados pelo calçadão. (Veja São Paulo, 23/12/1992)
  • 8. Como você pode perceber, o texto 1 é informativo, com dados precisos e objetivos. A linguagem desse texto é denotativa, objetiva, direta e impessoal, não há a exploração de imagens ou figuras de linguagem. Portanto, trata-se de um texto não-literário. O texto 2, ao contrário, apresenta uma linguagem pessoal, carregada de emoções e de valores do eu - lírico, que se sente indignado diante do quadro degradante que vê. Nesse texto, a linguagem é conotativa, subjetiva, com o uso de figuras de linguagem, repleta de significados que vão sendo lentamente construídos. Portanto, trata-se de um texto literário.