SlideShare uma empresa Scribd logo
A Era Napoleônica
LIVRO DE HISTÓRIA, PÁGINA 149
O general Bonaparte atravessando o
Monte Saint-Bernard, Jacques-Louis David,
1800
Napoleão
Bonaparte foi um
militar bem
sucedido do
Exército francês.
Vimos que ele chegou
ao poder em 1799 por
meio de um golpe de
Estado e, para isso,
contou com o apoio de
políticos burgueses e do
Exército.
Bonaparte como primeiro-cônsul, Jean-
Auguste-Dominique Ingres, 1804
Em poucos anos,
tornou-se o homem
mais poderoso de
seu tempo.
Napoleão coroado, François Gerard, 1804
Napoleão chegou ao topo
devido:
a) À sua inteligência e
talento.
b) A circunstâncias históricas
favoráveis.
c) Ao entusiasmo de seus
soldados pelos ideais da
Arco do Triunfo
O Arco do Triunfo é um monumento,
localizado na cidade de Paris, construído em
comemoração às vitórias militares de
Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua
construção em 1806. Inaugurado em 1836, a
monumental obra detém, gravados, os
nomes de 128 batalhas e 558 generais. Em
sua base, situa-se o Túmulo do soldado
desconhecido (1920).
Arco do Triunfo
Arco do Triunfo
O Consulado
• Uma Constituição, votada às pressas,
instituiu o Consulado.
• O governo era exercido por três
cônsules, mas o poder de fato cabia
ao primeiro-cônsul: Napoleão
Bonaparte.
• A nova constituição manteve o
regime republicano, mas deu enormes
poderes a Napoleão. Ele podia propor
leis, declarar guerras, firmar a paz, etc.
• Com tanto poder, Napoleão
perseguiu adversários políticos e
censurou a imprensa.
Economia
Bonaparte adotou uma série de medidas que
melhoraram a economia francesa:
• Confirmou a distribuição de terras feitas a milhares
de camponeses durante a Revolução.
• Mandou drenar pântanos e construir estradas, o
que facilitou o transporte e diminuiu o preço dos
alimentos.
• Criou o Banco da França.
• Aumentou o imposto sobre produtos estrangeiros.
• Concedeu prêmios para os inventores de
máquinas.
Tudo isso acelerou o processo de industrialização da
França e aumentou a oferta de alimentos e
empregos.
Educação e Direito
• O governo criou escolas de Ensino Fundamental
em todas as cidades de maior porte.
• Criou um código civil conhecido como Código
Napoleônico: esse código abolia definitivamente
os privilégios do clero e da nobreza, protegia o
direito à propriedade e a igualdade de todos
perante a lei.
• O Código Napoleônico favorecia a burguesia,
proibindo os sindicatos e as greves.
O Império
Em 2 de dezembro de 1804, Napoleão
foi coroado imperador da França. O
Consulado dava lugar ao Império.
O Império de Napoleão foi marcado
desde o início pelas guerras, que
visavam à expansão do domínio
francês.
O Expansionismo Militar
• Com um Exército poderoso, Napoleão
conquistou grande parte da Europa, mas não
conseguia vencer a Inglaterra, “Rainha dos
Mares”.
• Para enfraquecer a Inglaterra, Napoleão
decretou o Bloqueio Continental, que proibia os
países da Europa continental de
comercializarem com os ingleses.
• Foi para escapar ao Bloqueio continental que a
família real portuguesa se transferiu para o
Brasil.
O Império Napoleônico
Reações ao militarismo de Napoleão
• Dentro da França, Napoleão era criticado pelo excesso
de guerras, por ter sufocado o ideal de liberdade da
Revolução Francesa com a introdução da censura
prévia.
• Fora da França, os povos dominados também reagiram
e Napoleão teve de devolver o trono espanhol para a
família Real de Espanha.
• O Bloqueio Continental não surtiu o efeito esperado, pois
a Inglaterra continuou comercializando com a América.
• A Rússia, em 1810, voltou a comercializar abertamente
com a Inglaterra.
A Primeira Derrota
• Irritado com o comércio entre Rússia e
Inglaterra, Napoleão decidi invadir o
grande país russo como castigo a
desobediência do Bloqueio Continental.
• O Exército de Bonaparte, despreparado
para o severo clima russo, foi derrotado
pelo general “inverno”.
• Derrotado, Napoleão foi enviado para a
ilha de Elba, no Mediterrâneo. O trono
Francês foi ocupado por Luís XVIII, irmão
de Luís XVI
O governo dos cem dias
• No início de 1815, Napoleão fugiu de Elba e
desmbarcou na França, onde foi recebido
como herói.
• O impopular Rei Luís XVIII fugiu do país e
Bonaparte assumiu seu lugar.
• Porém, dessa vez, Napoleão governou por
pouco tempo, pois os ingleses lideraram um
coligação militar com mais de 1 milhão de
soldados e derrotaram definitivamente as
forças de Bonaparte na Batalha de
Waterloo. (1815)
A Segunda Derrota
Com a Derrota em Waterloo,
Napoleão foi preso por seus
inimigos e mandado para
Santa Helena, minúscula ilha
localizada no Atlântico, onde
permaneceu até a morte, em
Congresso de Viena
As nações vencedoras reuniram-se em 1815 com o
propósito de tirar proveito do fim do Império
Napoleônico:
• Nova divisão do mapa da Europa.
• Princípio da Legitimidade: cada país europeu
deveria voltar a ser governado por reis das
mesmas famílias que ocupavam o trono antes da
Revolução Francesa.
• Santa Aliança: organização militarizada que
envolvia Prússia, Áustria e Rússia. Achavam-se no
direito de intervir militarmente em qualquer país
onde estivessem ocorrendo movimentos liberiais.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
Daniel Alves Bronstrup
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
Isabel Aguiar
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
professordehistoria
 
Guerra da cisplatina
Guerra da cisplatinaGuerra da cisplatina
Guerra da cisplatina
Lorena-Cerbino
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)
Edenilson Morais
 
Idade média baixa idade média (séc. xi-xv)
Idade média   baixa idade média (séc. xi-xv)Idade média   baixa idade média (séc. xi-xv)
Idade média baixa idade média (séc. xi-xv)
Privada
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
Marilia Pimentel
 
5 Governo Geral
5 Governo Geral5 Governo Geral
5 Governo Geral
Renato Coutinho
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
Valéria Shoujofan
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
Edenilson Morais
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
Daniel Alves Bronstrup
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Valéria Shoujofan
 
A revolta pernambucana de 1817
A revolta pernambucana de 1817A revolta pernambucana de 1817
A revolta pernambucana de 1817
Fabiana Tonsis
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
Marlon Novaes
 
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIXRevoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
Marcos Mamute
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
Fatima Freitas
 
Familia real no_brasil
Familia real no_brasilFamilia real no_brasil
Familia real no_brasil
Priscila Azeredo
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
Portal do Vestibulando
 

Mais procurados (20)

3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 19183ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
3ºano - Primeira Guerra Mundial - 1914 a 1918
 
Unificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanhaUnificação italia e alemanha
Unificação italia e alemanha
 
Segundo reinado slide
Segundo reinado slideSegundo reinado slide
Segundo reinado slide
 
Guerra da cisplatina
Guerra da cisplatinaGuerra da cisplatina
Guerra da cisplatina
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831 1840)
 
Idade média baixa idade média (séc. xi-xv)
Idade média   baixa idade média (séc. xi-xv)Idade média   baixa idade média (séc. xi-xv)
Idade média baixa idade média (séc. xi-xv)
 
Período regencial (1831 1840)
Período regencial (1831  1840)Período regencial (1831  1840)
Período regencial (1831 1840)
 
5 Governo Geral
5 Governo Geral5 Governo Geral
5 Governo Geral
 
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira ParteRepública Velha (1889-1930) - Primeira Parte
República Velha (1889-1930) - Primeira Parte
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado2° ano  - Brasil Império: Segundo Reinado
2° ano - Brasil Império: Segundo Reinado
 
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
Getúlio Vargas: Governo Provisório (1930-34)
 
A revolta pernambucana de 1817
A revolta pernambucana de 1817A revolta pernambucana de 1817
A revolta pernambucana de 1817
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIXRevoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
 
Familia real no_brasil
Familia real no_brasilFamilia real no_brasil
Familia real no_brasil
 
Segundo Reinado
Segundo ReinadoSegundo Reinado
Segundo Reinado
 

Destaque

Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
Lutero Ramos
 
Era napoleonica 2013
Era napoleonica 2013Era napoleonica 2013
Era napoleonica 2013
Isabel Aguiar
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
Wellersonln
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
edna2
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
Douglas Barraqui
 
Era napoleonica
Era napoleonicaEra napoleonica
Era napoleonica
Isabel Aguiar
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
eiprofessor
 
Resumo era napoleonica
Resumo   era napoleonicaResumo   era napoleonica
Resumo era napoleonica
Claudenilson da Silva
 
Slides revolução francesa
Slides revolução francesaSlides revolução francesa
Slides revolução francesa
profalced04
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
Isabel Aguiar
 
Trabalho revolução francesa
Trabalho revolução francesaTrabalho revolução francesa
Trabalho revolução francesa
bbrunasantana
 
Era Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de VienaEra Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de Viena
isameucci
 
Napoleão e o congresso de viena
Napoleão e o congresso de vienaNapoleão e o congresso de viena
Napoleão e o congresso de viena
Profdaltonjunior
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
Janaína Tavares
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
Janaína Tavares
 
Slide revolução francesa
Slide revolução francesaSlide revolução francesa
Slide revolução francesa
Isabel Aguiar
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
Isabel Aguiar
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
Isabel Aguiar
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
Isabel Aguiar
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
espacoaberto
 

Destaque (20)

Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Era napoleonica 2013
Era napoleonica 2013Era napoleonica 2013
Era napoleonica 2013
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Era napoleonica
Era napoleonicaEra napoleonica
Era napoleonica
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Resumo era napoleonica
Resumo   era napoleonicaResumo   era napoleonica
Resumo era napoleonica
 
Slides revolução francesa
Slides revolução francesaSlides revolução francesa
Slides revolução francesa
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
 
Trabalho revolução francesa
Trabalho revolução francesaTrabalho revolução francesa
Trabalho revolução francesa
 
Era Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de VienaEra Napoleônica e Congresso de Viena
Era Napoleônica e Congresso de Viena
 
Napoleão e o congresso de viena
Napoleão e o congresso de vienaNapoleão e o congresso de viena
Napoleão e o congresso de viena
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Slide revolução francesa
Slide revolução francesaSlide revolução francesa
Slide revolução francesa
 
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
INDEPENDÊNCIAS NA AMÉRICA
 
A EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIXA EUROPA NO SÉCULO XIX
A EUROPA NO SÉCULO XIX
 
O REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO IO REINADO DE D. PEDRO I
O REINADO DE D. PEDRO I
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
 

Semelhante a A era napoleônica

Napoleão
NapoleãoNapoleão
Napoleão
Dhenis Maciel
 
ERA NAPOLEÔNICA
ERA NAPOLEÔNICAERA NAPOLEÔNICA
ERA NAPOLEÔNICA
isabelaguiar2010
 
O período napoleônico
O período napoleônicoO período napoleônico
O período napoleônico
Geovane Lima da Silva
 
Periodo napoleonico
Periodo napoleonicoPeriodo napoleonico
Periodo napoleonico
profabiorodrigues
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
Denis Gasco
 
A era napoleônica 2017
A era napoleônica   2017A era napoleônica   2017
A era napoleônica 2017
Nelia Salles Nantes
 
A era napoleônica 2017
A era napoleônica   2017A era napoleônica   2017
A era napoleônica 2017
Nelia Salles Nantes
 
Império Napoleônico
Império NapoleônicoImpério Napoleônico
Império Napoleônico
Filipe Carota
 
A era napoleônica 2014
A era napoleônica   2014A era napoleônica   2014
A era napoleônica 2014
Nelia Salles Nantes
 
Império napoleônico
Império napoleônicoImpério napoleônico
Império napoleônico
Vitória Souza
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
Adriana Gomes Messias
 
2˚ napoleão ao congresso de viena
2˚ napoleão ao congresso de viena2˚ napoleão ao congresso de viena
2˚ napoleão ao congresso de viena
Kerol Brombal
 
A era napoleônica 2013
A era napoleônica   2013A era napoleônica   2013
A era napoleônica 2013
historiando
 
A Era Napoleônica
A Era NapoleônicaA Era Napoleônica
A Era Napoleônica
Mariana Loureiro
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
Fatima Freitas
 
a era napolenica-.pptx
a era napolenica-.pptxa era napolenica-.pptx
a era napolenica-.pptx
ocg50
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Isabel Aguiar
 
A era napoleônica 2012
A era napoleônica   2012A era napoleônica   2012
A era napoleônica 2012
historiando
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
Adriana Gomes Messias
 
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptxA Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
Nuno Faustino
 

Semelhante a A era napoleônica (20)

Napoleão
NapoleãoNapoleão
Napoleão
 
ERA NAPOLEÔNICA
ERA NAPOLEÔNICAERA NAPOLEÔNICA
ERA NAPOLEÔNICA
 
O período napoleônico
O período napoleônicoO período napoleônico
O período napoleônico
 
Periodo napoleonico
Periodo napoleonicoPeriodo napoleonico
Periodo napoleonico
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
 
A era napoleônica 2017
A era napoleônica   2017A era napoleônica   2017
A era napoleônica 2017
 
A era napoleônica 2017
A era napoleônica   2017A era napoleônica   2017
A era napoleônica 2017
 
Império Napoleônico
Império NapoleônicoImpério Napoleônico
Império Napoleônico
 
A era napoleônica 2014
A era napoleônica   2014A era napoleônica   2014
A era napoleônica 2014
 
Império napoleônico
Império napoleônicoImpério napoleônico
Império napoleônico
 
Era napoleônica
Era napoleônicaEra napoleônica
Era napoleônica
 
2˚ napoleão ao congresso de viena
2˚ napoleão ao congresso de viena2˚ napoleão ao congresso de viena
2˚ napoleão ao congresso de viena
 
A era napoleônica 2013
A era napoleônica   2013A era napoleônica   2013
A era napoleônica 2013
 
A Era Napoleônica
A Era NapoleônicaA Era Napoleônica
A Era Napoleônica
 
A era napoleônica
A era napoleônicaA era napoleônica
A era napoleônica
 
a era napolenica-.pptx
a era napolenica-.pptxa era napolenica-.pptx
a era napolenica-.pptx
 
Revolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era NapoleonicaRevolução Francesa e Era Napoleonica
Revolução Francesa e Era Napoleonica
 
A era napoleônica 2012
A era napoleônica   2012A era napoleônica   2012
A era napoleônica 2012
 
Era napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 anoEra napoleônica 8 ano
Era napoleônica 8 ano
 
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptxA Revolução Liberal Portuguesa.pptx
A Revolução Liberal Portuguesa.pptx
 

A era napoleônica

  • 1. A Era Napoleônica LIVRO DE HISTÓRIA, PÁGINA 149
  • 2. O general Bonaparte atravessando o Monte Saint-Bernard, Jacques-Louis David, 1800 Napoleão Bonaparte foi um militar bem sucedido do Exército francês. Vimos que ele chegou ao poder em 1799 por meio de um golpe de Estado e, para isso, contou com o apoio de políticos burgueses e do Exército.
  • 3. Bonaparte como primeiro-cônsul, Jean- Auguste-Dominique Ingres, 1804 Em poucos anos, tornou-se o homem mais poderoso de seu tempo.
  • 4. Napoleão coroado, François Gerard, 1804 Napoleão chegou ao topo devido: a) À sua inteligência e talento. b) A circunstâncias históricas favoráveis. c) Ao entusiasmo de seus soldados pelos ideais da
  • 5. Arco do Triunfo O Arco do Triunfo é um monumento, localizado na cidade de Paris, construído em comemoração às vitórias militares de Napoleão Bonaparte, o qual ordenou a sua construção em 1806. Inaugurado em 1836, a monumental obra detém, gravados, os nomes de 128 batalhas e 558 generais. Em sua base, situa-se o Túmulo do soldado desconhecido (1920).
  • 8. O Consulado • Uma Constituição, votada às pressas, instituiu o Consulado. • O governo era exercido por três cônsules, mas o poder de fato cabia ao primeiro-cônsul: Napoleão Bonaparte. • A nova constituição manteve o regime republicano, mas deu enormes poderes a Napoleão. Ele podia propor leis, declarar guerras, firmar a paz, etc. • Com tanto poder, Napoleão perseguiu adversários políticos e censurou a imprensa.
  • 9. Economia Bonaparte adotou uma série de medidas que melhoraram a economia francesa: • Confirmou a distribuição de terras feitas a milhares de camponeses durante a Revolução. • Mandou drenar pântanos e construir estradas, o que facilitou o transporte e diminuiu o preço dos alimentos. • Criou o Banco da França. • Aumentou o imposto sobre produtos estrangeiros. • Concedeu prêmios para os inventores de máquinas. Tudo isso acelerou o processo de industrialização da França e aumentou a oferta de alimentos e empregos.
  • 10. Educação e Direito • O governo criou escolas de Ensino Fundamental em todas as cidades de maior porte. • Criou um código civil conhecido como Código Napoleônico: esse código abolia definitivamente os privilégios do clero e da nobreza, protegia o direito à propriedade e a igualdade de todos perante a lei. • O Código Napoleônico favorecia a burguesia, proibindo os sindicatos e as greves.
  • 11. O Império Em 2 de dezembro de 1804, Napoleão foi coroado imperador da França. O Consulado dava lugar ao Império. O Império de Napoleão foi marcado desde o início pelas guerras, que visavam à expansão do domínio francês.
  • 12. O Expansionismo Militar • Com um Exército poderoso, Napoleão conquistou grande parte da Europa, mas não conseguia vencer a Inglaterra, “Rainha dos Mares”. • Para enfraquecer a Inglaterra, Napoleão decretou o Bloqueio Continental, que proibia os países da Europa continental de comercializarem com os ingleses. • Foi para escapar ao Bloqueio continental que a família real portuguesa se transferiu para o Brasil.
  • 14. Reações ao militarismo de Napoleão • Dentro da França, Napoleão era criticado pelo excesso de guerras, por ter sufocado o ideal de liberdade da Revolução Francesa com a introdução da censura prévia. • Fora da França, os povos dominados também reagiram e Napoleão teve de devolver o trono espanhol para a família Real de Espanha. • O Bloqueio Continental não surtiu o efeito esperado, pois a Inglaterra continuou comercializando com a América. • A Rússia, em 1810, voltou a comercializar abertamente com a Inglaterra.
  • 15. A Primeira Derrota • Irritado com o comércio entre Rússia e Inglaterra, Napoleão decidi invadir o grande país russo como castigo a desobediência do Bloqueio Continental. • O Exército de Bonaparte, despreparado para o severo clima russo, foi derrotado pelo general “inverno”. • Derrotado, Napoleão foi enviado para a ilha de Elba, no Mediterrâneo. O trono Francês foi ocupado por Luís XVIII, irmão de Luís XVI
  • 16. O governo dos cem dias • No início de 1815, Napoleão fugiu de Elba e desmbarcou na França, onde foi recebido como herói. • O impopular Rei Luís XVIII fugiu do país e Bonaparte assumiu seu lugar. • Porém, dessa vez, Napoleão governou por pouco tempo, pois os ingleses lideraram um coligação militar com mais de 1 milhão de soldados e derrotaram definitivamente as forças de Bonaparte na Batalha de Waterloo. (1815)
  • 17. A Segunda Derrota Com a Derrota em Waterloo, Napoleão foi preso por seus inimigos e mandado para Santa Helena, minúscula ilha localizada no Atlântico, onde permaneceu até a morte, em
  • 18. Congresso de Viena As nações vencedoras reuniram-se em 1815 com o propósito de tirar proveito do fim do Império Napoleônico: • Nova divisão do mapa da Europa. • Princípio da Legitimidade: cada país europeu deveria voltar a ser governado por reis das mesmas famílias que ocupavam o trono antes da Revolução Francesa. • Santa Aliança: organização militarizada que envolvia Prússia, Áustria e Rússia. Achavam-se no direito de intervir militarmente em qualquer país onde estivessem ocorrendo movimentos liberiais.