SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
REVOLUÇÃO FRANCESA
 A revolução francesa
ocorreu entre 1789 e 1799
na França, provocando
grandes mudanças sociais
e políticas no país.
 Depois de um longo
processo o Antigo Regime
foi destruído e os
privilégios por nascimento
destruídos.
 Marco do fim da Idade
Moderna e início da Idade
Contemporânea
 Em 1789 a população francesa estava dividida em três
ordens: clero, nobreza e o restante da população
 PRIMEIRO ESTADO:
 Alto clero – bispos, abades ( vindos de famílias nobres)
 Baixo clero - sacerdotes
 SEGUNDO ESTADO
 Nobreza
 nobreza cortesã – pessoas que viviam em torno do rei
 nobreza provincial – nobres que viviam nas províncias
 nobreza de toga – burgueses ricos que compravam títulos de nobreza
 TERCEIRO ESTADO
 Camponeses – trabalhadores rurais
 Sans-culottes – camada social urbana
 Pequena burguesia – pequenos comerciantes e artesãos
 Média burguesia – médicos, advogados, professores
 Alta burguesia – banqueiros, grandes empresários
O clero e a nobreza tinham vários privilégios: não pagavam impostos, recebiam
pensões do estado e podiam exercer cargos públicos
Os burgueses enriqueciam por meio de atividades como o comércio e a indústria.
Embora estivessem acumulando crescente poder econômico, não tinham o poder
político, por causa do absolutismo
 Situação
 Miséria e fome
 Crise no setor têxtil
 Crise nas finanças públicas – maior cobrança de impostos da burguesia
 Terceiro Estado sustentava economicamente, por meio do pagamento
de impostos, os outros dois Estados. Ao mesmo tempo, era ignorado
nas decisões políticas.
 Os membros do Terceiro Estado passaram a reivindicar a igualdade
de todos os setores
 Combater o absolutismo
 Reestruturação no Estado que favorecesse o desenvolvimento do capitalismo
 A excessiva intervenção na economia
 Acabar com os privilégios da nobreza e do clero
 Sentindo-se pressionados, a nobreza e o clero pressionaram
o rei Luís XVI a convocar a Assembleia dos Estados Gerais
 Instituição parlamentar antiga que tinha a participação de
representantes das três ordens
 Sistema de votação era feito por ordem
 Favoreceu os interesses da burguesia
 Grande participação popular ( as massas camponesas e urbanas
tiveram, pela primeira vez, a chance de demonstrar todo o seu
descontentamento)
 Princípio da soberania nacional contra a monarquia absoluta de
direito divino
 Instalação da Assembleia Nacional Constituinte
JURAMENTODOJOGODAPELA–JACQUES-LOUISDAVID
(1791)
Os deputados das
três ordens
proclamaram a
instalação da
Assembléia
Nacional
Constituinte
 Tomada da Bastilha
 Uma multidão invadiu e tomou
a prisão da Bastilha (símbolo
do poder absoluto do rei).
 Libertaram os presos (inimigos
políticos da monarquia
francesa)
 Se apropriaram das armas
 Diante da enorme
manifestação popular o rei
reconheceu a legitimidade da
Assembléia Nacional
Constituinte
"No século XVII tornou-se uma prisão para nobres ou
letrados, adversários políticos, aqueles que se opunham ao governo
ou mesmo à religião oficial. Mesmo abrigando 7 mil prisioneiros no
dia 14 de julho, foi invadida pelo povo"
 A Assembleia Nacional Constituinte foi forçada a
tomar medidas imediatas para acalmar o ânimo
dos grupos revolucionários.
 Massacre aos nobres e tomada de seus bens
 Castigo aos nobres: tortura, enforcamento
 Esses episódios ficaram conhecidos como Grande
Medo
 Medidas:
 Fim dos direitos senhoriais sobre os camponeses
 Fim dos privilégios tributários do clero e da nobreza
 Extinção do regime feudal na França
 Redução do poder clero
 A Assembleia Nacional Constituinte confiscou terras da Igreja e
subordinou o clero à autoridade do Estado.
 Proclamação da Declaração
dos Direitos do Homem e do
Cidadão
 Respeito pela dignidade das
pessoas
 Liberdade e igualdade dos
cidadãos
 Direito à propriedade
individual
 Direito de resistência à
opressão política
 Liberdade de pensamento e
opinião
MONARQUIA CONSTITUCIONAL
 1791 – 1ª Constituição da França
 A França tornava-se uma monarquia constitucional
 Igualdade jurídica (organização social)
 Liberdade de produção e de comércio (sem interferência do
Estado)
 Separação entre Estado e Igreja
 Criação de três poderes ( Legislativo, Executivo e Judiciário)
 Representatividade popular através do voto
 Fim dos poderes absolutos
 Governo dominado pela alta burguesia
FORÇAS CONTRAREVOLUCIONÁRIAS
 O rei Luís XVI conspirava contra a revolução
 Restabelecimento da monarquia absolutista
 Fuga do rei
 20 de setembro de 1792 – Batalha de Valmy
 Proclamação da República
 Assembléia dissolvida – criação da Convenção
Nacional
 Nova Constituição para a França (caráter republicano)
REPÚBLICA
 Forças políticas:
 Girondinos –
 Representantes da alta burguesia
 Temiam que as camadas populares tomassem o controle da
revolução
 Defendiam o rei
 Jacobinos –
 Representantes da pequena e média burguesia e proletariado
 Defendiam posições radicais e de interesse popular
 Condenação do rei à morte
 Planície – burguesia oportunista
 Quando o rei foi levado a julgamento, a corrente
jacobina venceu e ele foi condenado à pena de
morte.
 Luís XVI foi guilhotinado em 21 de janeiro de 1793
DITADURA JACOBINA
 A execução do rei provocou a revolta dos
girondinos e a reorganização das forças que
defendiam o absolutismo
 Comitê de Salvação Pública - controle do exército e da
administração do país
 Tribunal Revolucionário – punir os traidores da
revolução
 Ditatura dos jacobinos – liderados por Robespierre
 Período do Terror
GOVERNO DE ROBESPIERRE
 Diversas tendências políticas
 alta e média burguesia
 Camadas populares
 Tabelamento dos preços dos produtos
 Aumento dos impostos para os mais ricos
 Maior proteção legal para os pobres
 Conquistas no setor militar
 Entrou em vigor a nova Constituição da República
CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA
 Sufrágio Universal
 Todos os cidadãos homens maiores de idade, votam.
 Direito de rebelião, de trabalho e de subsistência
 Felicidade como finalidade do governo
GOVERNO DO DIRETÓRIO
 Girondinos e grupo da planície se uniram contra o
governo de Robespierre
 Robespierre foi preso e guilhotinado em 1794
 Fim do período do Terror
 Convenção Nacional controlada pela alta burguesia
girondina
 Elaboração de uma nova constituição
 Continuidade do regime republicano. Agora controlado
pelo Diretório ( composto por 5 membros)
 Afirmar o poder político da alta burguesia sobre o país
 Conter o descontentamento popular
 Território francês ameaçado pelas forças
absolutistas vizinhas
 Golpe de Estado
 Napoleão Bonaparte deflagrou um golpe de
estado, com apoio da burguesia e do exército
 O golpe de 18 Brumário
 Napoleão Bonaparte dissolveu o diretório e estabeleceu
um novo governo: O consulado
 Consolidou as conquistas da alta burguesia
 Fim do ciclo revolucionário
Slides revolução francesa

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
RevoluçãO Francesa
RevoluçãO FrancesaRevoluçãO Francesa
RevoluçãO Francesa
LianaSuzuki
 
A primeira guerra mundial slides
A primeira guerra mundial   slidesA primeira guerra mundial   slides
A primeira guerra mundial slides
Juliana_hst
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
Isaquel Silva
 
A revolução francesa de 1789
A revolução francesa de 1789A revolução francesa de 1789
A revolução francesa de 1789
JulianaGimenes
 

Mais procurados (20)

Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Revoluções Liberais
Revoluções LiberaisRevoluções Liberais
Revoluções Liberais
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Primeira guerra mundial
Primeira guerra mundialPrimeira guerra mundial
Primeira guerra mundial
 
RevoluçãO Francesa
RevoluçãO FrancesaRevoluçãO Francesa
RevoluçãO Francesa
 
A Comuna de Paris (1871)
A Comuna de Paris (1871)A Comuna de Paris (1871)
A Comuna de Paris (1871)
 
A primeira guerra mundial slides
A primeira guerra mundial   slidesA primeira guerra mundial   slides
A primeira guerra mundial slides
 
Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)Segundo reinado (1840 1889)
Segundo reinado (1840 1889)
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
A revolução francesa de 1789
A revolução francesa de 1789A revolução francesa de 1789
A revolução francesa de 1789
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
Primeira Guerra Mundial (1914 1918)
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Revolução industrial
Revolução industrialRevolução industrial
Revolução industrial
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.2° ano EM - Revolução Industrial.
2° ano EM - Revolução Industrial.
 

Semelhante a Slides revolução francesa

Historiando sob divesos olhares
Historiando sob divesos olharesHistoriando sob divesos olhares
Historiando sob divesos olhares
Janayna Lira
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
Janayna Lira
 
Revoluã§ã£o francesa
Revoluã§ã£o francesaRevoluã§ã£o francesa
Revoluã§ã£o francesa
Julia Selistre
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
Janayna Lira
 
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIXRoteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
josafaslima
 

Semelhante a Slides revolução francesa (20)

Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
 
Historiando sob divesos olhares
Historiando sob divesos olharesHistoriando sob divesos olhares
Historiando sob divesos olhares
 
Historiando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olharesHistoriando sob diversos olhares
Historiando sob diversos olhares
 
Revoluã§ã£o francesa
Revoluã§ã£o francesaRevoluã§ã£o francesa
Revoluã§ã£o francesa
 
Slide trabalho historia - Revolução Francesa e Era Napoleonica
Slide trabalho historia - Revolução Francesa e Era NapoleonicaSlide trabalho historia - Revolução Francesa e Era Napoleonica
Slide trabalho historia - Revolução Francesa e Era Napoleonica
 
Revolucao francesa 2014
Revolucao francesa 2014Revolucao francesa 2014
Revolucao francesa 2014
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Aula Revolução Francesa 2
Aula Revolução Francesa   2Aula Revolução Francesa   2
Aula Revolução Francesa 2
 
Revolução francesa (aula)
Revolução francesa  (aula)Revolução francesa  (aula)
Revolução francesa (aula)
 
Revol 130802122944-phpapp02 (1)
Revol 130802122944-phpapp02 (1)Revol 130802122944-phpapp02 (1)
Revol 130802122944-phpapp02 (1)
 
REVOLUÇÃO FRANCESA
REVOLUÇÃO FRANCESAREVOLUÇÃO FRANCESA
REVOLUÇÃO FRANCESA
 
Revolução
RevoluçãoRevolução
Revolução
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIXRoteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
Roteiro de Aula - Da Revolução Francesa ao Imperialismo do Séc. XIX
 
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução  Francesa - Prof. Altair AguilarRevolução  Francesa - Prof. Altair Aguilar
Revolução Francesa - Prof. Altair Aguilar
 
Revolução francesa
Revolução francesaRevolução francesa
Revolução francesa
 
Revolução francesa - Prof. Elvis John
Revolução francesa - Prof. Elvis JohnRevolução francesa - Prof. Elvis John
Revolução francesa - Prof. Elvis John
 
Revolução francesa versão atual
Revolução francesa   versão atualRevolução francesa   versão atual
Revolução francesa versão atual
 

Slides revolução francesa

  • 2.  A revolução francesa ocorreu entre 1789 e 1799 na França, provocando grandes mudanças sociais e políticas no país.  Depois de um longo processo o Antigo Regime foi destruído e os privilégios por nascimento destruídos.  Marco do fim da Idade Moderna e início da Idade Contemporânea
  • 3.  Em 1789 a população francesa estava dividida em três ordens: clero, nobreza e o restante da população  PRIMEIRO ESTADO:  Alto clero – bispos, abades ( vindos de famílias nobres)  Baixo clero - sacerdotes  SEGUNDO ESTADO  Nobreza  nobreza cortesã – pessoas que viviam em torno do rei  nobreza provincial – nobres que viviam nas províncias  nobreza de toga – burgueses ricos que compravam títulos de nobreza
  • 4.  TERCEIRO ESTADO  Camponeses – trabalhadores rurais  Sans-culottes – camada social urbana  Pequena burguesia – pequenos comerciantes e artesãos  Média burguesia – médicos, advogados, professores  Alta burguesia – banqueiros, grandes empresários
  • 5.
  • 6.
  • 7. O clero e a nobreza tinham vários privilégios: não pagavam impostos, recebiam pensões do estado e podiam exercer cargos públicos Os burgueses enriqueciam por meio de atividades como o comércio e a indústria. Embora estivessem acumulando crescente poder econômico, não tinham o poder político, por causa do absolutismo
  • 8.  Situação  Miséria e fome  Crise no setor têxtil  Crise nas finanças públicas – maior cobrança de impostos da burguesia  Terceiro Estado sustentava economicamente, por meio do pagamento de impostos, os outros dois Estados. Ao mesmo tempo, era ignorado nas decisões políticas.  Os membros do Terceiro Estado passaram a reivindicar a igualdade de todos os setores  Combater o absolutismo  Reestruturação no Estado que favorecesse o desenvolvimento do capitalismo  A excessiva intervenção na economia  Acabar com os privilégios da nobreza e do clero
  • 9.  Sentindo-se pressionados, a nobreza e o clero pressionaram o rei Luís XVI a convocar a Assembleia dos Estados Gerais  Instituição parlamentar antiga que tinha a participação de representantes das três ordens  Sistema de votação era feito por ordem  Favoreceu os interesses da burguesia  Grande participação popular ( as massas camponesas e urbanas tiveram, pela primeira vez, a chance de demonstrar todo o seu descontentamento)  Princípio da soberania nacional contra a monarquia absoluta de direito divino  Instalação da Assembleia Nacional Constituinte
  • 10. JURAMENTODOJOGODAPELA–JACQUES-LOUISDAVID (1791) Os deputados das três ordens proclamaram a instalação da Assembléia Nacional Constituinte
  • 11.  Tomada da Bastilha  Uma multidão invadiu e tomou a prisão da Bastilha (símbolo do poder absoluto do rei).  Libertaram os presos (inimigos políticos da monarquia francesa)  Se apropriaram das armas  Diante da enorme manifestação popular o rei reconheceu a legitimidade da Assembléia Nacional Constituinte
  • 12. "No século XVII tornou-se uma prisão para nobres ou letrados, adversários políticos, aqueles que se opunham ao governo ou mesmo à religião oficial. Mesmo abrigando 7 mil prisioneiros no dia 14 de julho, foi invadida pelo povo"
  • 13.  A Assembleia Nacional Constituinte foi forçada a tomar medidas imediatas para acalmar o ânimo dos grupos revolucionários.  Massacre aos nobres e tomada de seus bens  Castigo aos nobres: tortura, enforcamento  Esses episódios ficaram conhecidos como Grande Medo
  • 14.  Medidas:  Fim dos direitos senhoriais sobre os camponeses  Fim dos privilégios tributários do clero e da nobreza  Extinção do regime feudal na França  Redução do poder clero  A Assembleia Nacional Constituinte confiscou terras da Igreja e subordinou o clero à autoridade do Estado.
  • 15.  Proclamação da Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão  Respeito pela dignidade das pessoas  Liberdade e igualdade dos cidadãos  Direito à propriedade individual  Direito de resistência à opressão política  Liberdade de pensamento e opinião
  • 16. MONARQUIA CONSTITUCIONAL  1791 – 1ª Constituição da França  A França tornava-se uma monarquia constitucional  Igualdade jurídica (organização social)  Liberdade de produção e de comércio (sem interferência do Estado)  Separação entre Estado e Igreja  Criação de três poderes ( Legislativo, Executivo e Judiciário)  Representatividade popular através do voto  Fim dos poderes absolutos  Governo dominado pela alta burguesia
  • 17. FORÇAS CONTRAREVOLUCIONÁRIAS  O rei Luís XVI conspirava contra a revolução  Restabelecimento da monarquia absolutista  Fuga do rei  20 de setembro de 1792 – Batalha de Valmy  Proclamação da República  Assembléia dissolvida – criação da Convenção Nacional  Nova Constituição para a França (caráter republicano)
  • 18. REPÚBLICA  Forças políticas:  Girondinos –  Representantes da alta burguesia  Temiam que as camadas populares tomassem o controle da revolução  Defendiam o rei  Jacobinos –  Representantes da pequena e média burguesia e proletariado  Defendiam posições radicais e de interesse popular  Condenação do rei à morte  Planície – burguesia oportunista
  • 19.  Quando o rei foi levado a julgamento, a corrente jacobina venceu e ele foi condenado à pena de morte.  Luís XVI foi guilhotinado em 21 de janeiro de 1793
  • 20. DITADURA JACOBINA  A execução do rei provocou a revolta dos girondinos e a reorganização das forças que defendiam o absolutismo  Comitê de Salvação Pública - controle do exército e da administração do país  Tribunal Revolucionário – punir os traidores da revolução  Ditatura dos jacobinos – liderados por Robespierre  Período do Terror
  • 21. GOVERNO DE ROBESPIERRE  Diversas tendências políticas  alta e média burguesia  Camadas populares  Tabelamento dos preços dos produtos  Aumento dos impostos para os mais ricos  Maior proteção legal para os pobres  Conquistas no setor militar  Entrou em vigor a nova Constituição da República
  • 22. CONSTITUIÇÃO DA REPÚBLICA  Sufrágio Universal  Todos os cidadãos homens maiores de idade, votam.  Direito de rebelião, de trabalho e de subsistência  Felicidade como finalidade do governo
  • 23. GOVERNO DO DIRETÓRIO  Girondinos e grupo da planície se uniram contra o governo de Robespierre  Robespierre foi preso e guilhotinado em 1794  Fim do período do Terror  Convenção Nacional controlada pela alta burguesia girondina  Elaboração de uma nova constituição  Continuidade do regime republicano. Agora controlado pelo Diretório ( composto por 5 membros)  Afirmar o poder político da alta burguesia sobre o país  Conter o descontentamento popular
  • 24.  Território francês ameaçado pelas forças absolutistas vizinhas  Golpe de Estado  Napoleão Bonaparte deflagrou um golpe de estado, com apoio da burguesia e do exército  O golpe de 18 Brumário  Napoleão Bonaparte dissolveu o diretório e estabeleceu um novo governo: O consulado  Consolidou as conquistas da alta burguesia  Fim do ciclo revolucionário