SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
Informativo Técnico
ANIMAIS SAUDÁVEIS. ALIMENTOS SAUDÁVEIS. MUNDO SAUDÁVEL.
OmniGen-AF®
Boletim - março/2015
MAXIMIZANDO CONFORTO TÉRMICO, SAÚDE E QUALIDADE
DE LEITE ATRAVÉS DO FORTALECIMENTO DAS DEFESAS
NATURAIS DO REBANHO O ANO TODO.
Nutrição adequada é estar um passo à frente todos os dias
OmniGen-AF®
é uma fórmula nutricional avançada, patenteada e produzida exclusivamente pela Phibro Animal Health Corpo-
ration, que oferecida diariamente garante boa nutrição, fortalecendo as defesas naturais dos animais, resultando em vacas mais
saudáveis e, consequentemente, reduzindo o número de casos de mastites, metrites, retenção de placenta, menor CCS e maior
produtividade.
Conforto térmico
Os prejuízos causados pelo desconforto térmico são incalculáveis. Tais perdas podem aparecer de diversas formas como me-
nor produção de leite, maior índice de doenças durante o período de transição, baixo escore de condição corporal do rebanho
e enfraquecimento da resposta imunitária. Pesquisa conduzida pela Universidade do Arizona, E.U.A., com vacas holandesas
alojadas em módulos de temperatura controlada, indicaram que animais suplementados diariamente com OmniGen-AF®
apre-
sentaram de maneira significativa maior consumo de alimento, menores taxas de respiração e menor temperatura retal durante
“estresse” térmico (Tabela 1). Ainda, animais que receberam OmniGen-AF®
apresentaram menor CCS durante o período logo
após o desafio térmico.
Tabela 1. Consumo, respiração, temperatura e CSS dos animais durante desafio térmico1
suplementados ou não com
OmniGen-AF®
Produção de leite
Em outro estudo conduzido pela Universidade da Geórgia, E.U.A., durante 15 semanas no verão, 266 vacas cruzadas (Jersey
x Holandês) em lactação foram divididas em dois grupos. Animais suplementados diariamente com OmniGen-AF®
produziram
Referência Controle OmniGen-AF® P-value
IMS, kg 19,3 21,1 < 0,01
Respiração, min
< 0,0118h 60,8 52,4
Temperatura, °C
14h 38,7 38,5 < 0,05
18h 39,1 38,5 < 0,05
CCS, x1000 594 263 < 0,03
significantemente mais leite do que os animais do grupo controle. Em média, vacas do grupo OmniGen-AF®
produziram 1,27
kg (P < 0,04) a mais de leite durante ao longo das 15 semanas de estudo. Inclusive, durante as últimas 07 semanas de estudo,
o grupo OmniGen-AF®
produziu 2,27 (P < 0,001) a mais do que o grupo não suplementado (Figura 1). Mais interessante ainda,
vacas com menos de 120 dias pós-parto, quando suplementadas com o OmniGen-AF®
, produziram 1,63 kg (P < 0,07) e 2,90
kg (P < 0,001) a mais do que o grupo controle, durante as semanas de 1-7 e de 8-15, respectivamente.
Figura 1. Produção de leite ao longo das 15 semanas de estudo2
de animais suplementados ou não com OmniGen-AF®
durante
o verão.
Saúde do rebanho
O fortalecimento das defesas naturais do animal é essencial para prevenir doenças e maximizar a produção de leite. A relação
entre a boa nutrição e a resposta imunológica da vaca de leite durante principalmente momentos de desafios, como parto, des-
conforto térmico, vacinação e doenças, está mais clara e definida. O conceito de oferecer boa nutrição vai além do fornecimento
completo de cada um dos nutrientes básicos para manutenção da produção de leite. E o melhor entendimento de como compo-
nentes e ingredientes específicos da dieta podem aumentar a atividade e a defesa natural do animal é crucial para rebanhos que
buscam resultados. Em 2007, iniciou-se nos Estados Unidos um programa nutricional para apresentar aos produtores e técnicos
da área de leite as vantagens e os resultados únicos de um novo produto para alimentação de vacas leiteiras, o OmniGen-AF®
.
O programa, conhecido então por “Desafio Imunitário”, foi desenvolvido e continua sendo aplicado pela Prince Agri Products,
subsidiária da Phibro nos E.U.A.Atualmente, mais de 500 propriedades leiteiras já participaram desse novo programa de desafio
alimentar de 90 dias. Nesse artigo será apresentado um sumário de resultados observados na CCS e saúde de rebanhos em
427 propriedades, totalizando 273.707 vacas, que participaram do desafio imunitário desde 2007 até meados de 2012.
Figura 2. Sumário dos parâmetros de saúde de rebanhos que receberam OmniGen-AF®
durante programa nutricional3
de 90
dias.
30,00
33,00
36,00
39,00
42,00
1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15
Leite,kg
Semanas
OmniGen-AF Controle
+ 1,27 kg (P < 0,04)
+ 2,27 kg (P < 0,001)
0
5
10
15
20
25
30
35
Mastite, n° casos/mês
(263)
Metrite, %vacas
recém-paridas (197)
Cetose, % vacas
recém-paridas (128)
Retenção placenta, %
eventos (186)
Abortos, n°
eventos/mês (286)
Enfermas, n°
eventos/dia (92)
Morte, casos/mês
(359)
Númerodecasosoueventos
Pré - Desafio Nutricional Pós - Desafio Nutricional
* P < 0,01; ** P < 0,001
-13,6%**
- 22,6%**
- 17,0%**
- 20,0%**
- 14,6%**
- 16,7%**
- 23,2%**
OmniGen-AF®
O desafio nutricional consiste em avaliar e comparar mudanças nos parâmetros de saúde e CCS de rebanhos que recebem
OmniGen-AF®
durante um período de 90 dias consecutivos em relação aos mesmo parâmetros apresentados durante os 90
dias que antecedem o início do programa. Dois critérios básicos foram essenciais para que as fazendas se inscrevessem no
programa: primeiramente, o compromisso de que todas as vacas secas e em lactação da propriedade seriam suplementadas
com OmniGen-AF®
por 90 dias, e segundo, que esses animais possuíssem histórico de saúde armazenados e confiáveis, em
cadernos, planilhas e softwares. O tamanho médio dos rebanhos das propriedades participantes foi de 611 vacas em lactação,
variando entre 38 a 6.700 animais. O tipo de alojamento nos quais as vacas eram manejadas variou desde piquetes ao ar livre
até confinamentos do tipo “loose-housing” e “free-stall” com ou sem a presença de ventiladores e aspersores de água. Todos
os rebanhos receberam OmniGen-AF®
numa quantidade fixa de 56 gramas/animal/dia. O método como o OmniGen-AF®
foi
administrado variou entre as localidades: desde incorporação na mistura mineral até oferta direta (“on-top”) sobre a dieta. De
acordo com a Figura 2, observou-se melhora significativa na saúde geral dos rebanhos avaliados durante o programa nutricional
OmniGen-AF®
. Rebanhos que receberam OmniGen-AF®
por 90 dias apresentaram em média redução de 13,6% no número
de casos de mastites mensais, 22,6% nos casos de metrites como porcentagem das vacas recém-paridas, 17% dos casos de
cetose, 20% de retenção de placenta e ainda reduções de 15% ou mais no número de abortos, vacas enfermas e perdas por
morte. Demonstrando mais uma vez os benefícios em se fortalecer as defesas naturais do rebanho através da suplementação
diária de OmniGen-AF®
Qualidade do leite e CCS
Geralmente, mudanças na CSS são indicativos de alterações na saúde da glândula mamária. Valores de CCS abaixo de
150.000 indicam boas práticas na ordenha e medidas sanitárias apropriadas, conforto adequado do animal e baixa exposição
a patógenos. Alterações em qualquer uma dessas variáveis podem levar a flutuações na CCS ou até mesmo a contagens per-
manentemente elevadas. Para o desafio imunitário, amostras do tanque de leite foram coletadas diariamente durante os 90 dias
de programa. Um total de 72,6% dos rebanhos avaliados reportou queda na CCS do tanque de pouco mais de 50.000 células.
Rebanhos com maiores CCS (> 400.000) apresentaram maior queda durante o programa. O número de propriedades, tamanho
do rebanho, CCS anterior ao início do programa, média de variação da CCS durante o programa e a taxa de sucesso de redução
da CCS de acordo com cada categoria de CCS estão apresentados na Tabela 2.
Tabela 2. Sumária da qualidade do leite e CCS de rebanhos que receberam OmniGen-AF®
durante programa nutricional3
de
90 dias.
Classificação (CCS x 1000) = Estratificação das propriedades de acordo com a contagem de células somáticas vezes mil; Número de propriedades (n) = Número
de fazendas de leite; Tamanho do rebanho (n) = Número médio de vacas em lactação de cada rebanho; CCS inicial = Média da CCS nós últimos 90 dias antes do
início do protocolo de avaliação; CCS final = Média da CCS ao final do protocolo de avaliação de 90 dias; Variação (%) =Variação da CSS em % após avaliação
de 90 dias; Taxa de sucesso (%)= Porcentagem de rebanhos que apresentaram qualquer diminuição na CCS. *** Mudanças significativas em eventos entre o
início e o fim do teste de 90 dias (P<0,001).
Categoria
(CCS x 1000)
Número de
propriedades
Tamanho do
Rebanho
CCS
inicial
CCS
final
Variação
(%)
Taxa de
Sucesso (%)
< 200 103 842 147.900 148.888 + 0,7 65,0
201-300 127 727 253.100 229.998*** - 10,0 77,2
301-400 72 395 352.000 295.537*** - 19,1 81,9
> 401 62 213 523.500 395.589*** - 32,3 66,1
Média 544,3 319.125 267.503*** - 19,3 72,6
Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1063 - 07112-070 - Guarulhos - SP - Brasil
Fone: 0800 722 8011 - Email: phibro.sac@pahc.com - Site: www.phibro.com.br
ANIMAIS SAUDÁVEIS. ALIMENTOS SAUDÁVEIS. MUNDO SAUDÁVEL.
Animais Saudáveis, Alimentos Saudáveis, Mundo Saudável, OmniGen e Phibro são marcas registradas da Phibro Animal Health Corporation.
Considerações
Ao redor de 85% das doenças e transtornos que acometem rebanhos leiteiros ocorrem durante as 4 semanas antes e as 8 se-
manas após o parto. A alta incidência desses distúrbios deve-se em grande parte a eventos estressantes, que causam grande
desconforto, como o parto, deficiência nutricional ou ambos, causando desequilíbrio nas defesas naturais dos animais. A falta
de conforto oriunda da interação alta temperatura e umidade, presente em todo país, potencializa ainda mais os efeitos nega-
tivos desse desequilíbrio. A utilização de estratégias nutricionais adequadas que minimizam os efeitos do estresse ambiental e
da deficiência nutricional durante o período de transição é mais barato do que o próprio tratamento de cada animal, resultando
em maior retorno financeiro. O uso continuo e diário de OmniGen-AF®
garante o fortalecimento das defesas naturais do animal
resultando, consequentemente, em rebanhos mais saudáveis, produtivos e rentáveis. Afinal, vaca saudável é vaca que não fica
doente - e vaca que não fica doente produz mais leite.
Referências
1 Hall, E.W., S.D. Anderson, F.A. Rivera, F. Villar, J.D. Chapman, N.M. Long and R.J. Collier. 2013. Evaluation of OmniGen-AF®
in heat stressed Holstein cows in lactation. In the 2013 Joint Annual Meeting of the American Dairy Science Association. Abst.
#458.
2 Holland,A.E., J.D. Chapman and L.O. Ely. 2014. Milk production, dry matter intake and body condition score evaluated in cross-
-bred commercial cows supplemented with OmniGen-AF® during and following heat stress. In the 2014 Joint Annual Meeting of
the American Dairy Science Association. JDS/ADSAAbst. #T242.
3 Phibro Animal Health Corporation. Dados internos. OG10114 © Prince Agri Products, Inc.. Para mais informações, acessar:
www.TheOmniGenDifference.com.
OmniGen-AF®
pode ter diferentes usos aprovados em diferentes países. Informações sobre o produto destinam-se a utilização apenas em
conformidade com as leis e regulamentos para o país em que o produto se encontra. Para obter informações completas e usos aprovados para
um país específico, por favor, contate seu representante Phibro local.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila 10 - Índices zootécnicos e resultados econômicos
Apostila 10 -  Índices zootécnicos e resultados econômicosApostila 10 -  Índices zootécnicos e resultados econômicos
Apostila 10 - Índices zootécnicos e resultados econômicosPortal Canal Rural
 
Ebook mastite
Ebook mastiteEbook mastite
Ebook mastiteAgriPoint
 
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLI
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLIE-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLI
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLIAgriPoint
 
CFM informa novembro 2013
CFM informa novembro 2013CFM informa novembro 2013
CFM informa novembro 2013agrocfm
 
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatório
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatórioApostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatório
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatórioPortal Canal Rural
 
Manejo de recria leiteira
Manejo de recria leiteiraManejo de recria leiteira
Manejo de recria leiteiraMarília Gomes
 
qualidade do leite
qualidade do leitequalidade do leite
qualidade do leiteguestb24543c
 
Criação de Bezerras Leiteiras
Criação de Bezerras LeiteirasCriação de Bezerras Leiteiras
Criação de Bezerras LeiteirasRural Pecuária
 
The Vital 90 - Elanco
The Vital 90 - ElancoThe Vital 90 - Elanco
The Vital 90 - ElancoAgriPoint
 
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidade
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de QualidadeM1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidade
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidadefelipesoaresdesouza2
 
A importância da longevidade das vacas de corte
A importância da longevidade das vacas de corteA importância da longevidade das vacas de corte
A importância da longevidade das vacas de corteRural Pecuária
 
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao BezerrosBeefPoint
 
Tecnologias DSM Tortuga, Interleite Nordeste 2014
Tecnologias DSM Tortuga,  Interleite Nordeste 2014Tecnologias DSM Tortuga,  Interleite Nordeste 2014
Tecnologias DSM Tortuga, Interleite Nordeste 2014Felipe Lins
 
Introdução zootecnia bovinocultura de corte - 2012
Introdução zootecnia   bovinocultura de corte - 2012Introdução zootecnia   bovinocultura de corte - 2012
Introdução zootecnia bovinocultura de corte - 2012Universidade de São Paulo
 
Alimentação para bov de corte
Alimentação para bov de corteAlimentação para bov de corte
Alimentação para bov de corteCeltaagro
 
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfprBEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfprTânia Busignani
 
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...AgriPoint
 
Zion Nutrição Animal
Zion Nutrição AnimalZion Nutrição Animal
Zion Nutrição AnimalCasulo
 

Mais procurados (19)

Apostila 10 - Índices zootécnicos e resultados econômicos
Apostila 10 -  Índices zootécnicos e resultados econômicosApostila 10 -  Índices zootécnicos e resultados econômicos
Apostila 10 - Índices zootécnicos e resultados econômicos
 
Ebook mastite
Ebook mastiteEbook mastite
Ebook mastite
 
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLI
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLIE-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLI
E-Book Manejo e Alimentação de Vacas em Transição - SLI
 
CFM informa novembro 2013
CFM informa novembro 2013CFM informa novembro 2013
CFM informa novembro 2013
 
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatório
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatórioApostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatório
Apostila 9 - Tipo de animal e ganho compensatório
 
Manejo de recria leiteira
Manejo de recria leiteiraManejo de recria leiteira
Manejo de recria leiteira
 
qualidade do leite
qualidade do leitequalidade do leite
qualidade do leite
 
Criação de Bezerras Leiteiras
Criação de Bezerras LeiteirasCriação de Bezerras Leiteiras
Criação de Bezerras Leiteiras
 
21
2121
21
 
The Vital 90 - Elanco
The Vital 90 - ElancoThe Vital 90 - Elanco
The Vital 90 - Elanco
 
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidade
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de QualidadeM1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidade
M1-Milkone. Saúde Animal. Leite de Qualidade
 
A importância da longevidade das vacas de corte
A importância da longevidade das vacas de corteA importância da longevidade das vacas de corte
A importância da longevidade das vacas de corte
 
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros
10 091022 Alexandre Pedroso Suplementacao Bezerros
 
Tecnologias DSM Tortuga, Interleite Nordeste 2014
Tecnologias DSM Tortuga,  Interleite Nordeste 2014Tecnologias DSM Tortuga,  Interleite Nordeste 2014
Tecnologias DSM Tortuga, Interleite Nordeste 2014
 
Introdução zootecnia bovinocultura de corte - 2012
Introdução zootecnia   bovinocultura de corte - 2012Introdução zootecnia   bovinocultura de corte - 2012
Introdução zootecnia bovinocultura de corte - 2012
 
Alimentação para bov de corte
Alimentação para bov de corteAlimentação para bov de corte
Alimentação para bov de corte
 
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfprBEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
BEM ESTAR DAS AVES DE PRODUÇÃO Apresentação utfpr
 
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...
Efeito da suplementação de duas formas comerciais de somatotropina bovina (bS...
 
Zion Nutrição Animal
Zion Nutrição AnimalZion Nutrição Animal
Zion Nutrição Animal
 

Semelhante a Fortalecimento das defesas naturais com OmniGen-AF

Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptx
Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptxManejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptx
Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptxhelidaleao
 
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdf
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdfFatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdf
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdfTalitaPinheiroBonapa
 
Curso de boas praticas na ordenha
Curso de boas praticas na ordenhaCurso de boas praticas na ordenha
Curso de boas praticas na ordenhaAlice Melo Candido
 
Estudo somatotropina boostin
Estudo somatotropina boostinEstudo somatotropina boostin
Estudo somatotropina boostinAgriPoint
 
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrinofabianomarin1
 
E-book-Bem-Estar-Animal.pdf
E-book-Bem-Estar-Animal.pdfE-book-Bem-Estar-Animal.pdf
E-book-Bem-Estar-Animal.pdfDeborah689757
 
Apresentação cvt
Apresentação cvt Apresentação cvt
Apresentação cvt Jose Ferrão
 
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...AgriPoint
 
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptx
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptxManejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptx
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptxGabrielMirandaMacamb
 
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2Cristian Carla de Campos
 
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...Rural Pecuária
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Juliane Stivanin da Silva
 
qualidade do leite
qualidade do leitequalidade do leite
qualidade do leiteguestb24543c
 
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...AgriPoint
 
Manual de Manejo de Matrizes Ross
Manual de Manejo de Matrizes Ross Manual de Manejo de Matrizes Ross
Manual de Manejo de Matrizes Ross Sérgio Amaral
 
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas ReproducaoBeefPoint
 

Semelhante a Fortalecimento das defesas naturais com OmniGen-AF (20)

Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptx
Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptxManejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptx
Manejo-e-alimentação-da-vaca-em-lactação.pptx
 
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdf
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdfFatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdf
Fatores que influenciam o desempenho na fase de creche.pdf
 
Curso de boas praticas na ordenha
Curso de boas praticas na ordenhaCurso de boas praticas na ordenha
Curso de boas praticas na ordenha
 
Estudo somatotropina boostin
Estudo somatotropina boostinEstudo somatotropina boostin
Estudo somatotropina boostin
 
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino
22692estrategias reprodutivas carlos_augusto_gontijo_pellegrino
 
E-book-Bem-Estar-Animal.pdf
E-book-Bem-Estar-Animal.pdfE-book-Bem-Estar-Animal.pdf
E-book-Bem-Estar-Animal.pdf
 
Apresentação cvt
Apresentação cvt Apresentação cvt
Apresentação cvt
 
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...
Efeito da vacina Vision 7, de uma vacina com saponina, e controle com solução...
 
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptx
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptxManejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptx
Manejo de Cabras em Lactaçãoxxxxxxxx.pptx
 
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2
Manejo reprodutivo na pecuária de leite e corte prof. hugo 2016 2
 
Hipocalcemia.pdf
Hipocalcemia.pdfHipocalcemia.pdf
Hipocalcemia.pdf
 
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...
Qual índice mostra a fertilidade dos touros e nos ajuda nos períodos de maior...
 
Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)Por que a amamentação é importante (lição 1)
Por que a amamentação é importante (lição 1)
 
milk1
milk1milk1
milk1
 
qualidade do leite
qualidade do leitequalidade do leite
qualidade do leite
 
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
CASAMENTO DE INTERESSES: A utilização de Essential traz benefícios financeiro...
 
Manual de Manejo de Matrizes Ross
Manual de Manejo de Matrizes Ross Manual de Manejo de Matrizes Ross
Manual de Manejo de Matrizes Ross
 
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao
11 091022 Pietro Baruselli Tecnicas Reproducao
 
Artigo TéCnico 1
Artigo TéCnico 1Artigo TéCnico 1
Artigo TéCnico 1
 
Encarte 6º ponto_af
Encarte 6º ponto_afEncarte 6º ponto_af
Encarte 6º ponto_af
 

Mais de AgriPoint

Abordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastitesAbordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastitesAgriPoint
 
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVARESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVAAgriPoint
 
Relatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite ClínicaRelatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite ClínicaAgriPoint
 
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...AgriPoint
 
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. MamáriaBoletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. MamáriaAgriPoint
 
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP) INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP) AgriPoint
 
Iniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoIniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoAgriPoint
 
Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020AgriPoint
 
Manual técnico - Boostin
Manual técnico - BoostinManual técnico - Boostin
Manual técnico - BoostinAgriPoint
 
Manual Técnico Boostin
Manual Técnico BoostinManual Técnico Boostin
Manual Técnico BoostinAgriPoint
 
Manual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leiteManual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leiteAgriPoint
 
A internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informaçãoA internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informaçãoAgriPoint
 
E book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transiçãoE book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transiçãoAgriPoint
 
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICOAgriPoint
 
5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de Bezerras5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de BezerrasAgriPoint
 
5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerras5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerrasAgriPoint
 
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados AgriPoint
 
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...AgriPoint
 
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...AgriPoint
 

Mais de AgriPoint (20)

Abordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastitesAbordagem inovadora no tratamento das mastites
Abordagem inovadora no tratamento das mastites
 
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVARESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
RESUMO DE MERCADO: PREÇOS NOMINAIS - CADEIA PRODUTIVA
 
Relatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite ClínicaRelatório de Chance de Mastite Clínica
Relatório de Chance de Mastite Clínica
 
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
REGULAMENTO E CONDIÇÕES GERAIS DE VENDA E COMPRA POR LEILÕES PROMOVIDOS POR E...
 
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. MamáriaBoletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária
Boletim Técnico Vol. 1 - Verminoses x Desenv. Gl. Mamária
 
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP) INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
INTERNATIONAL WORKSHOP ON ADVANCES OF PROBIOTICS AND PREBIOTICS (IWAPP)
 
Iniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - NutriçãoIniciando no Leite - Nutrição
Iniciando no Leite - Nutrição
 
Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020Ebook - Top100 2020
Ebook - Top100 2020
 
Manual técnico - Boostin
Manual técnico - BoostinManual técnico - Boostin
Manual técnico - Boostin
 
Manual Técnico Boostin
Manual Técnico BoostinManual Técnico Boostin
Manual Técnico Boostin
 
Manual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leiteManual de Resíduos de Antibióticos no leite
Manual de Resíduos de Antibióticos no leite
 
A internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informaçãoA internet como disseminadora da informação
A internet como disseminadora da informação
 
E book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transiçãoE book gratuito - Vacas em transição
E book gratuito - Vacas em transição
 
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
10 DICAS PARA FALAR EM PÚBLICO
 
5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de Bezerras5C's da Criação de Bezerras
5C's da Criação de Bezerras
 
5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerras5CS da criação de bezerras
5CS da criação de bezerras
 
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
Unopar - Guia para o consumidor de leite e derivados
 
Top100 2018
Top100 2018Top100 2018
Top100 2018
 
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
Ebook Minerphos - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas...
 
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
Ebook - Como minimizar prejuízos referentes a acidose e micotoxinas do seu re...
 

Fortalecimento das defesas naturais com OmniGen-AF

  • 1. Informativo Técnico ANIMAIS SAUDÁVEIS. ALIMENTOS SAUDÁVEIS. MUNDO SAUDÁVEL. OmniGen-AF® Boletim - março/2015 MAXIMIZANDO CONFORTO TÉRMICO, SAÚDE E QUALIDADE DE LEITE ATRAVÉS DO FORTALECIMENTO DAS DEFESAS NATURAIS DO REBANHO O ANO TODO. Nutrição adequada é estar um passo à frente todos os dias OmniGen-AF® é uma fórmula nutricional avançada, patenteada e produzida exclusivamente pela Phibro Animal Health Corpo- ration, que oferecida diariamente garante boa nutrição, fortalecendo as defesas naturais dos animais, resultando em vacas mais saudáveis e, consequentemente, reduzindo o número de casos de mastites, metrites, retenção de placenta, menor CCS e maior produtividade. Conforto térmico Os prejuízos causados pelo desconforto térmico são incalculáveis. Tais perdas podem aparecer de diversas formas como me- nor produção de leite, maior índice de doenças durante o período de transição, baixo escore de condição corporal do rebanho e enfraquecimento da resposta imunitária. Pesquisa conduzida pela Universidade do Arizona, E.U.A., com vacas holandesas alojadas em módulos de temperatura controlada, indicaram que animais suplementados diariamente com OmniGen-AF® apre- sentaram de maneira significativa maior consumo de alimento, menores taxas de respiração e menor temperatura retal durante “estresse” térmico (Tabela 1). Ainda, animais que receberam OmniGen-AF® apresentaram menor CCS durante o período logo após o desafio térmico. Tabela 1. Consumo, respiração, temperatura e CSS dos animais durante desafio térmico1 suplementados ou não com OmniGen-AF® Produção de leite Em outro estudo conduzido pela Universidade da Geórgia, E.U.A., durante 15 semanas no verão, 266 vacas cruzadas (Jersey x Holandês) em lactação foram divididas em dois grupos. Animais suplementados diariamente com OmniGen-AF® produziram Referência Controle OmniGen-AF® P-value IMS, kg 19,3 21,1 < 0,01 Respiração, min < 0,0118h 60,8 52,4 Temperatura, °C 14h 38,7 38,5 < 0,05 18h 39,1 38,5 < 0,05 CCS, x1000 594 263 < 0,03
  • 2. significantemente mais leite do que os animais do grupo controle. Em média, vacas do grupo OmniGen-AF® produziram 1,27 kg (P < 0,04) a mais de leite durante ao longo das 15 semanas de estudo. Inclusive, durante as últimas 07 semanas de estudo, o grupo OmniGen-AF® produziu 2,27 (P < 0,001) a mais do que o grupo não suplementado (Figura 1). Mais interessante ainda, vacas com menos de 120 dias pós-parto, quando suplementadas com o OmniGen-AF® , produziram 1,63 kg (P < 0,07) e 2,90 kg (P < 0,001) a mais do que o grupo controle, durante as semanas de 1-7 e de 8-15, respectivamente. Figura 1. Produção de leite ao longo das 15 semanas de estudo2 de animais suplementados ou não com OmniGen-AF® durante o verão. Saúde do rebanho O fortalecimento das defesas naturais do animal é essencial para prevenir doenças e maximizar a produção de leite. A relação entre a boa nutrição e a resposta imunológica da vaca de leite durante principalmente momentos de desafios, como parto, des- conforto térmico, vacinação e doenças, está mais clara e definida. O conceito de oferecer boa nutrição vai além do fornecimento completo de cada um dos nutrientes básicos para manutenção da produção de leite. E o melhor entendimento de como compo- nentes e ingredientes específicos da dieta podem aumentar a atividade e a defesa natural do animal é crucial para rebanhos que buscam resultados. Em 2007, iniciou-se nos Estados Unidos um programa nutricional para apresentar aos produtores e técnicos da área de leite as vantagens e os resultados únicos de um novo produto para alimentação de vacas leiteiras, o OmniGen-AF® . O programa, conhecido então por “Desafio Imunitário”, foi desenvolvido e continua sendo aplicado pela Prince Agri Products, subsidiária da Phibro nos E.U.A.Atualmente, mais de 500 propriedades leiteiras já participaram desse novo programa de desafio alimentar de 90 dias. Nesse artigo será apresentado um sumário de resultados observados na CCS e saúde de rebanhos em 427 propriedades, totalizando 273.707 vacas, que participaram do desafio imunitário desde 2007 até meados de 2012. Figura 2. Sumário dos parâmetros de saúde de rebanhos que receberam OmniGen-AF® durante programa nutricional3 de 90 dias. 30,00 33,00 36,00 39,00 42,00 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 Leite,kg Semanas OmniGen-AF Controle + 1,27 kg (P < 0,04) + 2,27 kg (P < 0,001) 0 5 10 15 20 25 30 35 Mastite, n° casos/mês (263) Metrite, %vacas recém-paridas (197) Cetose, % vacas recém-paridas (128) Retenção placenta, % eventos (186) Abortos, n° eventos/mês (286) Enfermas, n° eventos/dia (92) Morte, casos/mês (359) Númerodecasosoueventos Pré - Desafio Nutricional Pós - Desafio Nutricional * P < 0,01; ** P < 0,001 -13,6%** - 22,6%** - 17,0%** - 20,0%** - 14,6%** - 16,7%** - 23,2%**
  • 3. OmniGen-AF® O desafio nutricional consiste em avaliar e comparar mudanças nos parâmetros de saúde e CCS de rebanhos que recebem OmniGen-AF® durante um período de 90 dias consecutivos em relação aos mesmo parâmetros apresentados durante os 90 dias que antecedem o início do programa. Dois critérios básicos foram essenciais para que as fazendas se inscrevessem no programa: primeiramente, o compromisso de que todas as vacas secas e em lactação da propriedade seriam suplementadas com OmniGen-AF® por 90 dias, e segundo, que esses animais possuíssem histórico de saúde armazenados e confiáveis, em cadernos, planilhas e softwares. O tamanho médio dos rebanhos das propriedades participantes foi de 611 vacas em lactação, variando entre 38 a 6.700 animais. O tipo de alojamento nos quais as vacas eram manejadas variou desde piquetes ao ar livre até confinamentos do tipo “loose-housing” e “free-stall” com ou sem a presença de ventiladores e aspersores de água. Todos os rebanhos receberam OmniGen-AF® numa quantidade fixa de 56 gramas/animal/dia. O método como o OmniGen-AF® foi administrado variou entre as localidades: desde incorporação na mistura mineral até oferta direta (“on-top”) sobre a dieta. De acordo com a Figura 2, observou-se melhora significativa na saúde geral dos rebanhos avaliados durante o programa nutricional OmniGen-AF® . Rebanhos que receberam OmniGen-AF® por 90 dias apresentaram em média redução de 13,6% no número de casos de mastites mensais, 22,6% nos casos de metrites como porcentagem das vacas recém-paridas, 17% dos casos de cetose, 20% de retenção de placenta e ainda reduções de 15% ou mais no número de abortos, vacas enfermas e perdas por morte. Demonstrando mais uma vez os benefícios em se fortalecer as defesas naturais do rebanho através da suplementação diária de OmniGen-AF® Qualidade do leite e CCS Geralmente, mudanças na CSS são indicativos de alterações na saúde da glândula mamária. Valores de CCS abaixo de 150.000 indicam boas práticas na ordenha e medidas sanitárias apropriadas, conforto adequado do animal e baixa exposição a patógenos. Alterações em qualquer uma dessas variáveis podem levar a flutuações na CCS ou até mesmo a contagens per- manentemente elevadas. Para o desafio imunitário, amostras do tanque de leite foram coletadas diariamente durante os 90 dias de programa. Um total de 72,6% dos rebanhos avaliados reportou queda na CCS do tanque de pouco mais de 50.000 células. Rebanhos com maiores CCS (> 400.000) apresentaram maior queda durante o programa. O número de propriedades, tamanho do rebanho, CCS anterior ao início do programa, média de variação da CCS durante o programa e a taxa de sucesso de redução da CCS de acordo com cada categoria de CCS estão apresentados na Tabela 2. Tabela 2. Sumária da qualidade do leite e CCS de rebanhos que receberam OmniGen-AF® durante programa nutricional3 de 90 dias. Classificação (CCS x 1000) = Estratificação das propriedades de acordo com a contagem de células somáticas vezes mil; Número de propriedades (n) = Número de fazendas de leite; Tamanho do rebanho (n) = Número médio de vacas em lactação de cada rebanho; CCS inicial = Média da CCS nós últimos 90 dias antes do início do protocolo de avaliação; CCS final = Média da CCS ao final do protocolo de avaliação de 90 dias; Variação (%) =Variação da CSS em % após avaliação de 90 dias; Taxa de sucesso (%)= Porcentagem de rebanhos que apresentaram qualquer diminuição na CCS. *** Mudanças significativas em eventos entre o início e o fim do teste de 90 dias (P<0,001). Categoria (CCS x 1000) Número de propriedades Tamanho do Rebanho CCS inicial CCS final Variação (%) Taxa de Sucesso (%) < 200 103 842 147.900 148.888 + 0,7 65,0 201-300 127 727 253.100 229.998*** - 10,0 77,2 301-400 72 395 352.000 295.537*** - 19,1 81,9 > 401 62 213 523.500 395.589*** - 32,3 66,1 Média 544,3 319.125 267.503*** - 19,3 72,6
  • 4. Av. Presidente Tancredo de Almeida Neves, 1063 - 07112-070 - Guarulhos - SP - Brasil Fone: 0800 722 8011 - Email: phibro.sac@pahc.com - Site: www.phibro.com.br ANIMAIS SAUDÁVEIS. ALIMENTOS SAUDÁVEIS. MUNDO SAUDÁVEL. Animais Saudáveis, Alimentos Saudáveis, Mundo Saudável, OmniGen e Phibro são marcas registradas da Phibro Animal Health Corporation. Considerações Ao redor de 85% das doenças e transtornos que acometem rebanhos leiteiros ocorrem durante as 4 semanas antes e as 8 se- manas após o parto. A alta incidência desses distúrbios deve-se em grande parte a eventos estressantes, que causam grande desconforto, como o parto, deficiência nutricional ou ambos, causando desequilíbrio nas defesas naturais dos animais. A falta de conforto oriunda da interação alta temperatura e umidade, presente em todo país, potencializa ainda mais os efeitos nega- tivos desse desequilíbrio. A utilização de estratégias nutricionais adequadas que minimizam os efeitos do estresse ambiental e da deficiência nutricional durante o período de transição é mais barato do que o próprio tratamento de cada animal, resultando em maior retorno financeiro. O uso continuo e diário de OmniGen-AF® garante o fortalecimento das defesas naturais do animal resultando, consequentemente, em rebanhos mais saudáveis, produtivos e rentáveis. Afinal, vaca saudável é vaca que não fica doente - e vaca que não fica doente produz mais leite. Referências 1 Hall, E.W., S.D. Anderson, F.A. Rivera, F. Villar, J.D. Chapman, N.M. Long and R.J. Collier. 2013. Evaluation of OmniGen-AF® in heat stressed Holstein cows in lactation. In the 2013 Joint Annual Meeting of the American Dairy Science Association. Abst. #458. 2 Holland,A.E., J.D. Chapman and L.O. Ely. 2014. Milk production, dry matter intake and body condition score evaluated in cross- -bred commercial cows supplemented with OmniGen-AF® during and following heat stress. In the 2014 Joint Annual Meeting of the American Dairy Science Association. JDS/ADSAAbst. #T242. 3 Phibro Animal Health Corporation. Dados internos. OG10114 © Prince Agri Products, Inc.. Para mais informações, acessar: www.TheOmniGenDifference.com. OmniGen-AF® pode ter diferentes usos aprovados em diferentes países. Informações sobre o produto destinam-se a utilização apenas em conformidade com as leis e regulamentos para o país em que o produto se encontra. Para obter informações completas e usos aprovados para um país específico, por favor, contate seu representante Phibro local.