SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 9
Bebé Confiança desconfiança  Iniciativa Culpa Segurança Insegurança Autonomia Dúvida Mestria Inferioridade   10. Caracterizar as relações precoces. 11. Explicar a estrutura da relação do bebé com a mãe. 12. Analisar o papel das relações precoces no tornar-se humano. Qual é o papel da relação de vinculação para a humanização do bebé? Quando esta relação é perturbada, que consequências pode ter termos futuros?  
Psicologia Caracterização das relações precoces A imaturidade do bebé humano e as suas competências básicas As competências para comunicar: o papel do sorriso, choro, expressões faciais e vocalizações.
As competências básicas da mãe A importância das fantasias da mãe A satisfação das necessidades de contacto e de conforto: amor, afecto, pertença, carinho e segurança.
11. A estrutura da relação do bebé com a mãe É a prematuridade do recém-nascido que o disponibiliza para o estabelecimento de relações precoces. Predispõem-no para o desenvolvimento de competências relacionais.
A importância da relação da vinculação ,[object Object],[object Object]
A investigação de Bowlby ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
As categorias da vinculação ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
A importância das vinculações ,[object Object]
Críticas ,[object Object]

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

RelaçõEs Interpessoais
RelaçõEs InterpessoaisRelaçõEs Interpessoais
RelaçõEs Interpessoais
Rolando Almeida
 
Formigas slides
Formigas   slidesFormigas   slides
Formigas slides
AnaCSG
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
juliacaciano
 

Mais procurados (20)

RelaçõEs Interpessoais
RelaçõEs InterpessoaisRelaçõEs Interpessoais
RelaçõEs Interpessoais
 
O luto slid ucan.2016
O luto slid   ucan.2016O luto slid   ucan.2016
O luto slid ucan.2016
 
Experiência de Asch
Experiência de AschExperiência de Asch
Experiência de Asch
 
Ficha de Leitura " 1984"
Ficha de Leitura " 1984"Ficha de Leitura " 1984"
Ficha de Leitura " 1984"
 
Cartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidioCartilha de prevencao_ao_suicidio
Cartilha de prevencao_ao_suicidio
 
Atração Interpessoal
Atração InterpessoalAtração Interpessoal
Atração Interpessoal
 
Eu nos contextos - Modelo Ecológico do Desenvolvimento
Eu nos contextos - Modelo Ecológico do DesenvolvimentoEu nos contextos - Modelo Ecológico do Desenvolvimento
Eu nos contextos - Modelo Ecológico do Desenvolvimento
 
Neurônios Espelho
Neurônios EspelhoNeurônios Espelho
Neurônios Espelho
 
Transtornos de ansiedade em adolescentes
Transtornos de ansiedade em adolescentesTranstornos de ansiedade em adolescentes
Transtornos de ansiedade em adolescentes
 
Vínculos Afetivos e Solidariedade
Vínculos Afetivos e SolidariedadeVínculos Afetivos e Solidariedade
Vínculos Afetivos e Solidariedade
 
Freudeodesenvolvimento
FreudeodesenvolvimentoFreudeodesenvolvimento
Freudeodesenvolvimento
 
Formigas slides
Formigas   slidesFormigas   slides
Formigas slides
 
Transtorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do AutismoTranstorno do Espectro do Autismo
Transtorno do Espectro do Autismo
 
Relações Precoces
Relações PrecocesRelações Precoces
Relações Precoces
 
Marilynmonroe
MarilynmonroeMarilynmonroe
Marilynmonroe
 
Relações Interpessoais
Relações InterpessoaisRelações Interpessoais
Relações Interpessoais
 
A importância da relação de vinculação, nos primeiros anos de vida
A importância da relação de vinculação, nos primeiros anos de vidaA importância da relação de vinculação, nos primeiros anos de vida
A importância da relação de vinculação, nos primeiros anos de vida
 
Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
 
Palestra motivação para mulheres
Palestra motivação para mulheresPalestra motivação para mulheres
Palestra motivação para mulheres
 

Destaque

Mary ainsworth e a qualidade da vinculação
Mary ainsworth e a qualidade da vinculaçãoMary ainsworth e a qualidade da vinculação
Mary ainsworth e a qualidade da vinculação
Luis De Sousa Rodrigues
 
Conceito motivacional e_ciclo_motivacional
Conceito motivacional e_ciclo_motivacionalConceito motivacional e_ciclo_motivacional
Conceito motivacional e_ciclo_motivacional
Lorredana Pereira
 
Pensamento Convergente e Divergente
Pensamento Convergente e DivergentePensamento Convergente e Divergente
Pensamento Convergente e Divergente
Carlos Pessoa
 
Psicologia ( unidades com objectivos)
Psicologia ( unidades com objectivos)Psicologia ( unidades com objectivos)
Psicologia ( unidades com objectivos)
joseantoniosebastiao
 
Trabalho De Cultura - CLC
Trabalho De Cultura - CLCTrabalho De Cultura - CLC
Trabalho De Cultura - CLC
Marta
 

Destaque (20)

Relações precoces
Relações precocesRelações precoces
Relações precoces
 
Mary ainsworth e a qualidade da vinculação
Mary ainsworth e a qualidade da vinculaçãoMary ainsworth e a qualidade da vinculação
Mary ainsworth e a qualidade da vinculação
 
António Damásio
António Damásio  António Damásio
António Damásio
 
A CONAÇÃO
A CONAÇÃOA CONAÇÃO
A CONAÇÃO
 
Conceito motivacional e_ciclo_motivacional
Conceito motivacional e_ciclo_motivacionalConceito motivacional e_ciclo_motivacional
Conceito motivacional e_ciclo_motivacional
 
As relações precoces
As relações precoces As relações precoces
As relações precoces
 
Psicologia b necessidade vs desejo
Psicologia b necessidade vs desejoPsicologia b necessidade vs desejo
Psicologia b necessidade vs desejo
 
As RelaçõEs Precoces
As RelaçõEs PrecocesAs RelaçõEs Precoces
As RelaçõEs Precoces
 
Teoria do apego john bowlby
Teoria do apego    john bowlbyTeoria do apego    john bowlby
Teoria do apego john bowlby
 
Ciclo motivacional
Ciclo motivacionalCiclo motivacional
Ciclo motivacional
 
Processos conativos
Processos conativosProcessos conativos
Processos conativos
 
Pensamento Convergente e Divergente
Pensamento Convergente e DivergentePensamento Convergente e Divergente
Pensamento Convergente e Divergente
 
A formação de impressões
A formação de impressõesA formação de impressões
A formação de impressões
 
Piaget - construtivismo
Piaget - construtivismoPiaget - construtivismo
Piaget - construtivismo
 
Dimensões biológicas e sociais dos processos mentais
Dimensões biológicas e sociais dos processos mentaisDimensões biológicas e sociais dos processos mentais
Dimensões biológicas e sociais dos processos mentais
 
Psicologia ( unidades com objectivos)
Psicologia ( unidades com objectivos)Psicologia ( unidades com objectivos)
Psicologia ( unidades com objectivos)
 
3 Spit e hospitalismo
3   Spit e hospitalismo3   Spit e hospitalismo
3 Spit e hospitalismo
 
Trabalho De Cultura - CLC
Trabalho De Cultura - CLCTrabalho De Cultura - CLC
Trabalho De Cultura - CLC
 
Perturbações da vinculação
Perturbações da vinculaçãoPerturbações da vinculação
Perturbações da vinculação
 
Importância da vinculação no primeiro ano de vida
Importância da vinculação no primeiro ano de vidaImportância da vinculação no primeiro ano de vida
Importância da vinculação no primeiro ano de vida
 

Semelhante a 11 psicologia

2.1 desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
2.1  desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho2.1  desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
2.1 desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
Paula de Almeida
 
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculoAspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Silvia Marina Anaruma
 
9 doc.16 a - a relação mãe-bebé
9   doc.16 a - a relação mãe-bebé9   doc.16 a - a relação mãe-bebé
9 doc.16 a - a relação mãe-bebé
Micas Cullen
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Rosane de Carvalho
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Rosane de Carvalho
 

Semelhante a 11 psicologia (20)

Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908Micaela rodrigues t1_900908
Micaela rodrigues t1_900908
 
Relações precoces psicologia
Relações precoces psicologiaRelações precoces psicologia
Relações precoces psicologia
 
2.1 desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
2.1  desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho2.1  desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
2.1 desenvolvimento sócio-afectivo-interacção mãefilho
 
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculoAspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
Aspectos do desenvolvimento na infância e a formação do vínculo
 
Doc.16 a ..
Doc.16 a  ..Doc.16 a  ..
Doc.16 a ..
 
9 doc.16 a - a relação mãe-bebé
9   doc.16 a - a relação mãe-bebé9   doc.16 a - a relação mãe-bebé
9 doc.16 a - a relação mãe-bebé
 
E fólio a daniel romeiro nº 1502088 t2
E fólio a daniel romeiro nº 1502088 t2E fólio a daniel romeiro nº 1502088 t2
E fólio a daniel romeiro nº 1502088 t2
 
Curso Teoria do Apego
Curso Teoria do ApegoCurso Teoria do Apego
Curso Teoria do Apego
 
A importância da relação de vinculação nos primeiros
A importância da relação de vinculação nos primeirosA importância da relação de vinculação nos primeiros
A importância da relação de vinculação nos primeiros
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
 
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
Teoria do-apego-e-as-estruturas-familiares edson-vizzoni-ibh-abril-2016
 
Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971Antero narciso t2 1500971
Antero narciso t2 1500971
 
Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º Relações precoces psicologia 12º
Relações precoces psicologia 12º
 
Vinculação
VinculaçãoVinculação
Vinculação
 
Vinculação
VinculaçãoVinculação
Vinculação
 
Vinculação
VinculaçãoVinculação
Vinculação
 
Trabalho de ai 11k
Trabalho de ai   11kTrabalho de ai   11k
Trabalho de ai 11k
 
relacoesprecoces
relacoesprecocesrelacoesprecoces
relacoesprecoces
 
Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1Cartilha para fases da crianças 1
Cartilha para fases da crianças 1
 
Desenvolvimento Social Inicial - Apego
Desenvolvimento Social Inicial - ApegoDesenvolvimento Social Inicial - Apego
Desenvolvimento Social Inicial - Apego
 

11 psicologia

  • 1. Bebé Confiança desconfiança Iniciativa Culpa Segurança Insegurança Autonomia Dúvida Mestria Inferioridade   10. Caracterizar as relações precoces. 11. Explicar a estrutura da relação do bebé com a mãe. 12. Analisar o papel das relações precoces no tornar-se humano. Qual é o papel da relação de vinculação para a humanização do bebé? Quando esta relação é perturbada, que consequências pode ter termos futuros?  
  • 2. Psicologia Caracterização das relações precoces A imaturidade do bebé humano e as suas competências básicas As competências para comunicar: o papel do sorriso, choro, expressões faciais e vocalizações.
  • 3. As competências básicas da mãe A importância das fantasias da mãe A satisfação das necessidades de contacto e de conforto: amor, afecto, pertença, carinho e segurança.
  • 4. 11. A estrutura da relação do bebé com a mãe É a prematuridade do recém-nascido que o disponibiliza para o estabelecimento de relações precoces. Predispõem-no para o desenvolvimento de competências relacionais.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.