HIstóricos e Causas da Inflação

786 visualizações

Publicada em

HIstóricos e Causas da Inflação - Estudos de Caso: USA, BRASIL E VENEZUELA

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
786
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

HIstóricos e Causas da Inflação

  1. 1. ECT1565 – ECONOMIA EMPRESARIAL DOCENTE: Prof. Dr. CARLOS ALEXANDRE CAMARGO DE ABREU COMPONENTES: ANDERSON QUIRINO DE OLIVEIRA – 2012917630 BRENDO STIVIE FREIRE SANTOS – 2011010770 EDER CARLOS DE OLIVEIRA NOGUEIRA – 2009031423 HENRIQUE FAUSTINO BULHÕES – 2010038061 ISAAC BRUNO OLIVEIRA E SILVA - 2011008940
  2. 2. • Queda do valor de mercado ou poder de compra do dinheiro; • "É um fenômeno em que a maioria dos preços vai sendo reajustada com uma frequência mensal. [...] É uma remarcação de preço generalizada – que pode ser pequena ou pode ser grande, por algum tipo de acidente, para algum tipo específico de produto." Diz Davi Simão Silber do departamento de economia da USP;
  3. 3. • Aproximação entre oferta e demanda – consumo interno muito próximo de sua capacidade produtiva; • Choque de oferta – queda brusca no volume de produção; • Variação cambial – elevação súbita da cotação do dólar, isto é, um encarecimento dos chamados “tradables”, ou seja, bem e serviços comercializáveis tanto interna quanto externamente, devido a isso, são cotados na moeda americana; • Fenômeno inflacionário que atinja diversos países;
  4. 4. • Inflação de demanda • Aumento na procura de um determinado bem, sem haver resposta compatível na oferta desse, causando uma pressão nos preços em função de certo patamar de demanda reprimida;
  5. 5. • Inflação de custo ou inflação de oferta •Aumento nos fatores que incidem diretamente sobre o produto; •O comportamento da demanda não é um fator muito determinante; •Associada a estruturas de mercado oligopolizadas onde a disputa por segmentos de mercado não é feita através dos preços; •Elevação dos custos de produção – elevação do valor final ficará fixado num “status” mais elevado;
  6. 6. • Inflação estrutural •Ineficiência de serviços fornecidos pela infraestrutura de uma determinada economia, ou seja, baseada na rigidez da oferta de bens e serviços dessa estrutura econômica; •Eleva, desnecessariamente, os custos dos serviços prestados pelo governo – aumento dos custos de produção – elevação do valor das mercadorias no mercado
  7. 7. • Desvalorização da moeda do país; • Alta do dólar e aumento dos preços dos importados; • Diminuição dos investimentos no setor produtivo; • Clima econômico desfavorável; • Aumento da especulação financeira; • Elevação da taxa de juros; • Aumento do desemprego;
  8. 8. Estudo de Caso 1
  9. 9. • Os Principais índices de medição da inflação são: • IPC: Índice de Preço ao Consumidor; • IHPC: Índice Harmonizado de Preços ao Consumidor;
  10. 10. • Inflação Anual IPC (1989-1993) • 1989 - 4,647 % • 1990 - 6,106 % • 1991 - 3,064 % • 1992 - 2,901 % • 1993 - 2,748 %
  11. 11. • Gráfico da inflação no ano de 1993:
  12. 12. • Inflação Anual IPC (2010-2013) • 2010 - 1,496 % • 2011 - 2,962 % • 2012 - 1,741 % • 2013 - 1,502 %
  13. 13. • Gráfico da inflação no ano de 2013:
  14. 14. Estudo de Caso 2
  15. 15. • (...)
  16. 16. Estudo de Caso 3
  17. 17. DADOS BÁSICOS Superfície 912.050 km² Localização América do Sul Capital Caracas Moeda Bolívar (BsF) População ~ 30 milhões Taxa de Desemprego 9,2% Taxa de Alfabetização 95,5% Espectativa de Vida 74,6 anos Ranking IDH 71º
  18. 18. PRINCIPAIS INDICADORES ECONÔMICOS – 2013 PIB Nominal US$ 367,48 bilhões PIB Nominal Per Capita US$ 12.255 Crescimento Real 1% Agricultura 3,7% Indústria 35,5% Serviços 60,8% Reservas Internacionais US$ 21,49 bilhões Inflação 46,0% Dívida Externa US$ 67,72 bilhões Câmbio (BsF/US$) 6,05
  19. 19. • Os índices econômicos e sociais evoluíram significativamente, principalmente a partir do governo Chávez, com adoção de programas sociais e políticas de distribuição de renda, e principalmente, com o aumento do preço do barril de petróleo, tornando a Venezuela na 2ª maior economia da América do Sul; • Seu principal parceiro comercial é os EUA, principalmente por causa do petróleo (principal produto de exportação), inclusive fazendo parte da OPEP;
  20. 20. • PIB Nominal x PIB Per Capita (dados do FMI)  1998 US$ 91,339 bilhões US$ 3.928  1999 US$ 97,978 bilhões US$ 4.132  2000 US$ 117,153 bilhõesUS$ 4.845  2001 US$ 122,910 bilhõesUS$ 5.033  2002 US$ 92,889 bilhões US$ 3.728  2003 US$ 83,442 bilhões US$ 3.285  2004 US$ 112,800 bilhõesUS$ 4.353  2005 US$ 144,128 bilhõesUS$ 5.453  2006 US$ 183,221 bilhõesUS$ 6.796  2007 US$ 230,043 bilhõesUS$ 8.365  2008 US$ 315,160 bilhõesUS$ 11.235  2009 US$ 328,959 bilhõesUS$ 11.497  2010 US$ 294,735 bilhõesUS$ 10.099  2011 US$ 315,841 bilhõesUS$ 10.610  2012 US$ 337,433 bilhõesUS$ 11.113
  21. 21. • Exportações totais de Petróleo:  1998 US$ 12,178 bilhões  1999 US$ 16,735 bilhões  2000 US$ 27,874 bilhões  2001 US$ 21,745 bilhões  2002 US$ 21,532 bilhões  2003 US$ 22,029 bilhões  2004 US$ 32,871 bilhões  2005 US$ 48,069 bilhões  2006 US$ 58,162 bilhões  2007 US$ 63,005 bilhões  2008 US$ 89,440 bilhões  2009 US$ 54,201 bilhões  2010 US$ 62,317 bilhões  2011 US$ 88,131 bilhões  2012 US$ 95,188 bilhões
  22. 22. • Esta nação é uma exemplo que demonstra que crescimento econômico e controle da inflação não caminham jutos; • Principais causas: • Dependência econômica com o petróleo; • Gastos públicos crescentes, maiores do que a arrecadação de impostos e diminuição das reservas internacionais; • Falta de credibilidade internacional desde a expulsão/estatização de multinacionais e grupos de mídia; • Aumento da corrupção, violência e tensão social;
  23. 23. • Dívida total do governo (% PIB):  1998 37%  1999 38%  2000 31,80%  2001 34,40%  2002 46,40%  2003 49,20%  2004 42,90%  2005 33%  2006 28,30%  2007 29,80%  2008 26,30%  2009 33,70%  2010 40%  2011 45%  2012 51%
  24. 24. • Inflação:  1998 29,90%  1999 20%  2000 13%  2001 12%  2002 31%  2003 27%  2004 19%  2005 14%  2006 16%  2007 22,40%  2008 30%  2009 25%  2010 27%  2011 25%  2012 33%  2013 56,2%
  25. 25. • http://pt.global-rates.com/estatisticas-economicas/inflacao/indice-de- precos-ao-consumidor/ipc/estados-unidos.aspx, acessado em 16.05.2014; • http://pt.global-rates.com/estatisticas-economicas/inflacao/inflacao.aspx, acessado em 17.05.2014; • ANÁLISE DE INDICADORES ECONÔMICOS E SOCIAIS DA VENEZUELA, 1999/2008, Romina Batista de Lucena de Souza, Nali de Jesus de Souza, disponível em http://www.revistas.unifacs.br/index.php/rde/article/view/1059, acessado em 16.05.2014; • http://exame.abril.com.br/noticia/os-principais-numeros-da-venezuela- antes-e-depois-de-chavez, acessado em 17.05.2014; • Venezuela: Comércio Exterior, Ministério das Relações Exteriores – MRE, Departamento de Promoção Comercial e Investimentos – DPR, Divisão de Inteligência Comercial – DIC, março de 2014, disponível em http://www.brasilglobalnet.gov.br/ARQUIVOS/IndicadoresEconomicos/INDVe nezuela.pdf, acessado em 15.05.2014; • http://pt.global-rates.com/estatisticas-economicas/inflacao/inflacao.aspx, acessado em 18.05.2014;

×