Da Crise Financeira ao “Novo Normal”
Augusto Pinho de Bem
Núcleo de Estudos de Política Econômica
20/01/2015
2001-2007
•Período de crescimento econômico robusto em grande parte
dos emergentes e dos países desenvolvidos.
•Grande Mod...
2007-2014
•Grande Estagnação; “Novo Normal”
•Desemprego; Crescimento Baixo; menor intensidade no
comercio internacional
•P...
1990-2000 2001-2007 2007-2013
B rasil 2,6 3,6 2,8
M undo 2,9 3,2 1,6
OCDE A lta Renda 2,8 2,2 0,5
Zo na do Euro 2,2 1,8 -0...
América Latina e Brasil
• Assim como grande parte dos emergentes
apresentaram crescimento robusto nos anos 2000,
fortement...
EUA
• Crescimento próximo a 2% durante os últimos
anos dão certo otimismo quanto a retomada de
padrão de crescimento acele...
Europa
• Região mais afetada pela crise financeira
• Relutancia/impossibilidade em utilização de
política fiscal c/fins de...
Desemprego - Europa
Japão
• Não rompe com o padrão de baixo crescimento com
ameaças deflacionária apresentado desde a década de
1990.
• Forte ...
China
• Crescimento ainda elevado, porem próximo a
7%a.a.
• Segue aumentando participação nas
exportações mundiais; desind...
Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015 - Da crise financeira ao “novo normal”
Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015 - Da crise financeira ao “novo normal”
Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015 - Da crise financeira ao “novo normal”
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015 - Da crise financeira ao “novo normal”

1.133 visualizações

Publicada em

Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015
Da crise financeira ao “novo normal”
Augusto Pinho de Bem

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • A presença online da FEE passa pelo núcleo.
  • Carta de Conjuntura - Janeiro de 2015 - Da crise financeira ao “novo normal”

    1. 1. Da Crise Financeira ao “Novo Normal” Augusto Pinho de Bem Núcleo de Estudos de Política Econômica 20/01/2015
    2. 2. 2001-2007 •Período de crescimento econômico robusto em grande parte dos emergentes e dos países desenvolvidos. •Grande Moderação •Expansão acelerada do crédito e da especulação •Valorização Imobiliária •Emergentes diminuem a distância dos desenvolvidos •Ascenção da China •Valorização das Comoddities •
    3. 3. 2007-2014 •Grande Estagnação; “Novo Normal” •Desemprego; Crescimento Baixo; menor intensidade no comercio internacional •Países Desenvolvidos sofrem maiores perdas •Estagnação commoditties; perda da vantagem nos termos de troca dos países emergentes; emergentes desaceleram •China maior polo produtivo e exportador mundial; maior PIB em PPP do mundo •Desindustrialização segue se generalisando
    4. 4. 1990-2000 2001-2007 2007-2013 B rasil 2,6 3,6 2,8 M undo 2,9 3,2 1,6 OCDE A lta Renda 2,8 2,2 0,5 Zo na do Euro 2,2 1,8 -0,2 Á sia Ocidental e P acifico 3,5 4,5 3,5 China 14,4 12,7 9,6 EUA 3,7 2,5 0,8 A L e Caribe 3,4 3,6 2,6 PIB – Crescimento Médio, Regiões Selecionadas (em%) Região P erío do FONTE:FM I. ¹Valo res Co nstantes,base 2005
    5. 5. América Latina e Brasil • Assim como grande parte dos emergentes apresentaram crescimento robusto nos anos 2000, fortemente influenciado pela valorização das commoditties e e dos termos de troca • Nos primeiro anos após a crise apresentaram recuperação relativamente rápida. • Agora apresentam desaceleração; termos de troca estagnados; valor das commodities em queda • Brasil desacelerou antes de seus vizinhos, mas a expectativa e de redução generalizada de crescimento
    6. 6. EUA • Crescimento próximo a 2% durante os últimos anos dão certo otimismo quanto a retomada de padrão de crescimento acelerado • Padrão de crescimento do consumos com estagnação salarial mantido • Queda da taxa de desemprego com precarização das condições de trabalho e diminuição na FT; jobless recovery • Melhor recuperação entre os desenvolvidos
    7. 7. Europa • Região mais afetada pela crise financeira • Relutancia/impossibilidade em utilização de política fiscal c/fins de incentio a atividade economica – Austeridade alemã/European Coiuncil; Explosão dos débitos estatais • Explosão do desemprego; estagnação espalhasse sobre o continente; ameaça deflacionária
    8. 8. Desemprego - Europa
    9. 9. Japão • Não rompe com o padrão de baixo crescimento com ameaças deflacionária apresentado desde a década de 1990. • Forte Ampliação dos gastos públicos – “Abenomics”; Déficit fiscal; escalada do endividamento público; poucos resultados tanto em termos de crescimento econômico como de aceleração da inflação Japão 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 PIB acumulado 100,00 98,96 93,49 97,84 97,40 98,80 100,33 Superávit Primário -2.11 -3.84 -9.90 -8.64 -9.00 -7.81 -7.37 Div Bruta PIB 183.01 191.81 210.24 215.95 229.83 237.34 243.22 Inflação 0.061 1.378 -1.342 -0.719 -0.287 -0.037 0.357
    10. 10. China • Crescimento ainda elevado, porem próximo a 7%a.a. • Segue aumentando participação nas exportações mundiais; desindustrialização de grande parte do mundo • Diminuição do ritmo no crescimento fator a redução nos preços das commoditties; problemas para diversos emergentes

    ×