Bens – noção e classificação

50.285 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
50.285
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
453
Comentários
0
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Bens – noção e classificação

  1. 1. BENS – NOÇÃO E CLASSIFICAÇÃO
  2. 2. BENS LIVRES – BENS ECONÓMICOS Bens Livres: são os bens que cada um de nós pode utilizar sem ter de entregar moeda ou trabalho em troca. Estes bens existem na natureza numa quantidade superior à necessária para a satisfação de todas as carências dos indivíduos. Ex: ar atmosférico, água do mar, gelo das regiões polares, vento.
  3. 3.  Bens Económicos: são os bens que o Homem tem de despender um valor monetário ou trabalho para os utilizar. São bens escassos, em que existe um desajustamento entre a quantidade necessária e a quantidade existente desses bens.
  4. 4. Os bens económicos podem ser objecto de diferentes classificações, de acordo com os seguintes critérios: Natureza física dos bens Utilização dos bens (Função) Duração dos bens Relações entre os bens (Relações recíprocas)
  5. 5. Critério da natureza física dos bens: Bens Materiais: são bens físicos (assumem uma forma material), palpáveis e que podem ser armazenados. Ex: alimentação e vestuário. Serviços: (são bens imateriais) os bens podem, no entanto, não se concretizar num objecto físico, limitando-se a constituir um acto, ou seja, um serviço, como os serviços prestados pelos Bancos e pelas Companhias de Seguros. Ex: cuidados de saúde, educação, apoio jurídico.
  6. 6. Critério da utilização dos bens (função): Bens de Consumo: são bens que satisfazem de imediato as necessidades dos consumidores como a alimentação, vestuário, serviços, etc. Bens de Produção: são bens que permitem produzir outros bens (bens que se empregam na produção de outros bens), por exemplo, o tear utilizado na indústria têxtil, a farinha para o pão, o algodão para o vestuário.
  7. 7. Os bens de produção podem dividir-se em:  Bens de Equipamento (são as máquinas e as ferramentas utilizadas no processo de produção);  Matérias-Primas (são incorporadas no produto final);  Matérias Subsidiárias (são consumidas na produção mas não se integram no produto final, ex: energia eléctrica).
  8. 8. Critério da duração dos bens: Bens Duradouros: são aqueles cuja utilização se estende por um período de tempo bastante longo, estes bens mantêm as suas qualidades iniciais durante um período mais ou menos longo – é o caso das empilhadoras, das televisões, etc. Bens Não Duradouros: são os bens que são destruídos durante o acto de utilização – por exemplo, o pão, as bebidas, etc.
  9. 9. Critério das relações entre os bens (Relações Recíprocas): Bens Substituíveis (Sucedâneos): são aqueles que podem ser substituídos uns pelos outros para satisfazer a mesma necessidade – o café pela chicória ou o vinho pela cerveja, fibras naturais por fibras sintéticas. Bens Complementares: são os bens que só satisfazem a necessidade a que se destinam desde que utilizados conjuntamente com outros bens (a utilização conjunta é necessária para a satisfação de uma necessidade) – caso do automóvel e a gasolina, tinta e pincel, café e açúcar. A complementaridade entre bens pode ser horizontal (se os bens são de consumo), ou vertical (se os bens são de produção, ex: farinha e pão, ferro e aço).

×