Aula 13 Liberdade e conhecimento - Espinosa

1.496 visualizações

Publicada em

Partindo do principio de que liberdade é LIBERDADE DE ESCOLHER
Afinal, até onde alcança o poder da nossa liberdade?
Nossas escolhas estão ligadas aos princípios morais da nossa sociedade;
A capacidade de decidir o que fazer em determinada circunstância expressa nossa liberdade

Em outras palavras


Fazer escolhas ou tomar decisões nem sempre é algo simples;
Fazer escolhas ou tomar decisões mais complexas envolvem maiores riscos;
Elas implicam em consequências que devemos enfrentar;
Muitas vezes nossas escolhas prejudicam outras pessoas.
Devemos agir de acordo com uma norma ética:

LADO RUIM
Somos privados de dar a palavra final em muitas situações que são determinantes sobre a nossa vida;
Não temos controle sobre a nossa própria vida;
Não decidimos sobre os novos rumos a se seguir.

LADO BOM
A segurança da “não responsabilidade”;
Se algo der errado alguém irá se responsabilizar ou até tentar resolver os problemas daí resultante.

Justamente porque decidir não é uma matéria simples, exigindo de nós responsabilidade, que muitas vezes temos vontade de não exercer a liberdade





A humanidade só pode ser feliz aceitando que o nosso destino é só nosso, que nossa tristeza e alegria dependem de nós mesmos.
Espinosa acreditava que era a razão e não a religião que nos dava base para um conhecimento intuitivo de deus, este não era humano como nós; mas estava na natureza por toda parte.


Assim como Sócrates, foi privado de suas liberdades por expressar suas ideias;
Após ser excomungado pela comunidade judaica holandesa, Espinosa adotou o nome de Benedito Espinosa, um homem sem supertição.
Segundo ele, as coisas que contribuem para o bem comum da sociedade e fazem com que os homens vivam em harmonia são úteis.

Substância: tudo que existe no universo faz parte de uma única realidade, governada pelas mesmas regras;
A substância pode ser chamada de deus e ou natureza; nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus, o homem faz parte de deus. E não é semelhante a ele.

Ao causar a si mesmo, deus fez existir todas as coisas do universo;
Rejeitou a ideia de um deus transcendente e imanente (superior e onipresente, eterno);
Nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus. (herético)

Ilusória: incapazes de entender por que queremos ou desejamos algo;
Liberdade: entendimento do motivo que levam as coisas a serem como elas são;
A busca do conhecimento sobre nós mesmos nos aproxima de deus;


Muitas vezes os sistemas políticos e instituições criadas pelos homens erguem obstáculos ao pleno desenvolvimento de suas potencialidades

O conceito de liberdade de Espinosa também inclui o engajamento pela preservação do pleno desenvolvimento de suas potencialidades, por meio do combate aos sistemas políticos que a limitam


Só há liberdade se a sua vida for produzida por você mesmo.

Espinosa estabeleceu trê

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Aula 13 Liberdade e conhecimento - Espinosa

  1. 1. 2º ano: Apostila 03 / Aula 13 Professor Claudio Henrique Ramos Sales FILOSOFIA
  2. 2.  Afinal, até onde alcança o poder da nossa liberdade?  Nossas escolhas estão ligadas aos princípios morais da nossa sociedade;  A capacidade de decidir o que fazer em determinada circunstância expressa nossa liberdade  Em outras palavras SOMOS LIVRES AO DECIDIR Partindo do principio de que liberdade é LIBERDADE DE ESCOLHER
  3. 3.  Fazer escolhas ou tomar decisões nem sempre é algo simples;  Fazer escolhas ou tomar decisões mais complexas envolvem maiores riscos;  Elas implicam em consequências que devemos enfrentar;  Muitas vezes nossas escolhas prejudicam outras pessoas.  Devemos agir de acordo com uma norma ética:
  4. 4. LADO RUIM LADO BOM  Somos privados de dar a palavra final em muitas situações que são determinantes sobre a nossa vida;  Não temos controle sobre a nossa própria vida;  Não decidimos sobre os novos rumos a se seguir.  A segurança da “não responsabilidade”;  Se algo der errado alguém irá se responsabilizar ou até tentar resolver os problemas daí resultante. Durante uma parte de nossa vida deixamos aos outros (normalmente os nossos pais) as escolhas importantes.
  5. 5.  Justamente porque decidir não é uma matéria simples, exigindo de nós responsabilidade, que muitas vezes temos vontade de não exercer a liberdade
  6. 6.  A humanidade só pode ser feliz aceitando que o nosso destino é só nosso, que nossa tristeza e alegria dependem de nós mesmos.  Espinosa acreditava que era a razão e não a religião que nos dava base para um conhecimento intuitivo de deus, este não era humano como nós; mas estava na natureza por toda parte. AS IDÉIAS DE ESPINOSA
  7. 7.  Assim como Sócrates, foi privado de suas liberdades por expressar suas ideias;  Após ser excomungado pela comunidade judaica holandesa, Espinosa adotou o nome de Benedito Espinosa, um homem sem supertição.  Segundo ele, as coisas que contribuem para o bem comum da sociedade e fazem com que os homens vivam em harmonia são úteis. AS IDÉIAS DE ESPINOSA
  8. 8.  Substância: tudo que existe no universo faz parte de uma única realidade, governada pelas mesmas regras;  A substância pode ser chamada de deus e ou natureza; nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus, o homem faz parte de deus. E não é semelhante a ele. AS IDÉIAS DE ESPINOSA
  9. 9.  Ao causar a si mesmo, deus fez existir todas as coisas do universo;  Rejeitou a ideia de um deus transcendente e imanente (superior e onipresente, eterno);  Nosso corpo e nossas ideias são partes da natureza infinita de deus. (herético) AS IDÉIAS DE ESPINOSA
  10. 10.  Ilusória: incapazes de entender por que queremos ou desejamos algo;  Liberdade: entendimento do motivo que levam as coisas a serem como elas são;  A busca do conhecimento sobre nós mesmos nos aproxima de deus; ESPINOSA E A LIBERDADE
  11. 11.  Muitas vezes os sistemas políticos e instituições criadas pelos homens erguem obstáculos ao pleno desenvolvimento de suas potencialidades  O conceito de liberdade de Espinosa também inclui o engajamento pela preservação do pleno desenvolvimento de suas potencialidades, por meio do combate aos sistemas políticos que a limitam ESPINOSA E A LIBERDADE
  12. 12.  Só há liberdade se a sua vida for produzida por você mesmo. Espinosa estabeleceu três gêneros de conhecimento: 1. Consciência – somos resultados das forças externas; 2. Razão – somos capazes de conhecer o que vem de fora; 3. Intuição – somos capazes de produzir o novo, criativos. ESPINOSA E A LIBERDADE
  13. 13. “CONHECENDO TORNAMO-NOS LIVRES”
  14. 14.  Nada é bom ou mal em si, depende de como é percebido, se nos causa tristeza ou felicidade;  A única virtude possível é o conhecimento. ÉTICA EM ESPINOSA
  15. 15.  Para aprofundar mais o conhecimento sobre a vida e a obra de Espinosa, indico o filme: Espinosa: o Apostolo da Razao
  16. 16. Questão sobre o conceito de Liberdade em Espinosa – Vestibular UFPA (Universidade Federal do Pará 2012) 1. (Ufpa 2012) No contexto da cultura ocidental e na história do pensamento político e filosófico, as considerações sobre a necessidade de valores morais prévios na organização do Estado e das instituições sociais sempre foi um tema fundamental devido à importância, para esse tipo de questão, dos conceitos de bem e de mal, indispensáveis à vida em comum. Diante desse fato da história do pensamento político e filosófico, a afirmação de Espinosa, segundo a qual “Se os homens nascessem livres, não formariam nenhum conceito de bem e de mal, enquanto permanecessem livres” (ESPINOSA, 1983, p. 264), quer dizer o seguinte: a) O homem é, por instinto, moralmente livre, fato que condiciona sua ideia de ética social. b) Assim como o indivíduo é anterior à sociedade, a liberdade moral antecede noções como bem e mal. c) Os valores morais que servem de base para nossa socialização são tão naturais quanto nossos direitos. d) Não poderíamos falar de bem e de mal se não nos colocássemos além da liberdade natural. e) Não há nenhum vínculo necessário entre viver livre e saber o que são bem e mal.
  17. 17. Resposta Somente a alternativa [D] está de acordo com a afirmação de Espinosa. Segundo ele, a liberdade está ligada à ideia de causa ativa e se explica pela ausência de constrangimento externo. Somente Deus é livre, enquanto que os homens são seres dominados pela paixão. As noções de bem e mal existem, nesse contexto relativo aos homens, estando vinculadas à utilidade, dando ao homem a possibilidade de ação para além das determinações naturais.
  18. 18.  http://mais.uol.com.br/view/153879  http://mais.uol.com.br/view/153875

×