SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
ENEM 2020
FILOSOFIA POLÍTICA
É uma vertente da Filosofia cujo objetivo é estudar as questões a
respeito da convivência entre o ser humano as relações de poder.
Também analisa temas a respeito da natureza do Estado, do Governo,
da justiça, da Liberdade e do Pluralismo.
❏ A Política, na Filosofia, deve ser entendida num sentido amplo, que
envolve as relações entre os habitantes de uma comunidade e seus
governantes e não apenas como sinônimo de partidos políticos.
❏ O estudo da política, sobretudo quando contextualizado (explicado
em alguma situação), representa um fator importante para a
formação da cidadania.
DEFINIÇÃO DA FILOSOFIA POLÍTICA
A filosofia política ocidental surgiu na Grécia antiga e dizia a
respeito sobre a convivência dos habitantes dentro das cidades-estado
gregas. Estas eram independentes e muitas vezes rivais entre si.
❏ Tais cidades contemplavam as mais variadas formas de organização
política como a aristocracia, democracia, monarquia, oligarquia e,
até, a tirania.
❏ À medida que as cidades foram crescendo, o termo política passou
a ser aplicado a todas as esferas onde o poder estava envolvido.
❏ Assim, num sentido amplo, existe política desde aqueles que
habitam aldeias, como aqueles que moram em estados-nacionais.
A CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA:
O estudo sobre política requer o debate a respeito da democracia,
conceito essencial para a compreensão do funcionamento da maioria
dos Estados contemporâneos.
➢ Mesmo que este conceito date da Antiguidade “Política antiga e
medieval”, ele exige uma reconstrução constante, a fim de que
possa acompanhar os movimentos e fenômenos das sociedades.
Essa reconstrução passa necessariamente por questionar se
vivemos de fato uma democracia.
CONCEITO DE POLÍTICA:
Na conversa diária, a palavra “política” tem diferentes sentidos:
❏A alguém muito intransigente, pede-se que seja “mais político”, para
aprender a negociar atitudes.
❏A referência à “política” da empresa, da escola ou da igreja tem em
vista a estrutura de poder interno dessas instituições.
❏Há também o sentido pejorativo (desagradável) de política como
“politicagem” , o exercício equivocado do poder público em que
predominam interesses particulares sobre os coletivos.
Afinal, de que se trata a política?
Política: Do grego “politikós”, que deriva de pólis, “cidade”. É a arte
de governar, de gerir (gerenciar) o destino da cidade.
Ao acompanharmos o movimento da história, constatamos que
essa definição adquire algumas diferenças quase que imperceptíveis,
conforme cada contexto temporal/espacial, obedecendo às
especificidades de cada época e sociedade, bem como, as expectativas
a respeito da atitude do agente político.
➢ Principais Filósofos Políticos:
Inúmeros autores se dedicaram à filosofia política, porém
destacamos os mais importantes como Aristóteles, Nicolau Maquiavel
e Jean-Jacques Rousseau.
❏ Entre as obras mais influentes da filosofia política está a "Política", de
Aristóteles.
❏ O rompimento do entendimento europeu sobre a filosofia política se dá a
partir da obra de Nicolau Maquiavel (1469-1527), "O Príncipe" e "Os
Discursos".
ARISTÓTELES NICOLAU MAQUIAVEL
❏ Jean-Jacques Rousseau, está entre os autores de destaque da
época, a sua obra, "O Contrato Social", publicada em 1762, é uma
das mais influentes obras de filosofia política.
JEAN-JACQUES ROUSSEAU
PODER E FORÇA
A política trata das relações de poder. Poder é a capacidade ou a
possibilidade de agir, de produzir efeitos desejados sobre indivíduos ou
grupos humanos.
Os dois polos do poder:
•O de quem o exerce;
•O daquele sobre o qual é exercido.
O Poder: É uma relação ou um conjunto de relações pelas quais
indivíduos ou grupos interferem na atividade de outros indivíduos ou
grupos. Para que alguém exerça poder, é preciso ter força, entendida
como instrumento para seu exercício.
FORÇA
▪Gérard Lebrun (filósofo francês 1930-1999): Comenta que se , numa
democracia, um partido tem político, é porque tem força para
mobilizar certo número de eleitores. Assim, força não significa
necessariamente a posse de meios violentos.
▪Max Weber (filósofo alemão 1864-1920): O estado moderno é
reconhecido por dois elementos constitutivos (a presença do aparato
administrativo para a prestação de serviços públicos e o monopólio
legítimo da força). Desse modo, retirava-se de indivíduos ou grupos o
papel de “fazer justiça com as próprias mãos”.
ESTADO E LEGITIMIDADE DO PODER
Embora a força física seja condição necessária e exclusiva do Estado
para o funcionamento da ordem na sociedade, não é condição
suficiente manutenção do poder. Ela precisa ter legitimidade, ou seja,
certo grau de “consenso” que assegure a obediência dos governadores
e dispense o recurso à força.
Legitimação do poder: É um fundamento ético, pelo qual seja
justificado como “justo”, o que leva também à justificação jurídica,
pela formulação da lei.
Princípios da legitimidade do poder
❏Nos Estados teocráticos: O poder legítimo deriva da vontade de
Deus;
❏Nas monarquias hereditárias: É transmitido de geração a geração e
mantido pela força da tradição;
❏Nos governos aristocráticos (fidalgos): Apenas os melhores exercem
funções de mando; dos mais ricos, dos mais fortes, de linhagem
nobre ou da elite do saber, como Platão desejava;
❏Na democracia: Nasce da vontade do povo.
VIVEMOS UMA DEMOCRACIA?
❏ Seria melhor dizer que o Brasil é e não é uma democracia.
O filósofo italiano Norberto Bobbio (1909-2004), estabelece a
distinção entre Democracia formal e Democracia substancial. Ao
observar, constata-se que o Brasil apresenta conquistas de democracia
formal, embora não tenha estendido as promessas de democracia
substancial.
▪Democracia formal: Instituições características desse regime, voto
secreto e universal, autonomia dos Três Poderes (Executivo,
Legislativo e Judiciário), pluripartidarismo.
▪Democracia substancial: Diz respeito não aos meios, mas aos fins,
aos resultados do processo. Igualdade política, social, econômica e
jurídica. Se de fato todos são iguais perante as leis e têm moradia,
educação, emprego, acesso ao poder e à cultura etc.
DEMOCRACIA FORMAL E SUBSTANCIAL

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Pré socráticos
Pré socráticosPré socráticos
Pré socráticos
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Aula 01 filosofia mito, natureza e razão
Aula 01   filosofia mito, natureza e razãoAula 01   filosofia mito, natureza e razão
Aula 01 filosofia mito, natureza e razão
 
Introdução à filosofia
Introdução à filosofiaIntrodução à filosofia
Introdução à filosofia
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Introdução à Sociologia
Introdução à SociologiaIntrodução à Sociologia
Introdução à Sociologia
 
ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA ORIGEM DA FILOSOFIA
ORIGEM DA FILOSOFIA
 
Política e poder
Política e poderPolítica e poder
Política e poder
 
Filosofia
Filosofia Filosofia
Filosofia
 
Aula de filosofia
Aula de filosofia Aula de filosofia
Aula de filosofia
 
Os pré-socráticos
Os pré-socráticosOs pré-socráticos
Os pré-socráticos
 
Filosofia e Mito
Filosofia e MitoFilosofia e Mito
Filosofia e Mito
 
Filosofia medieval
Filosofia medievalFilosofia medieval
Filosofia medieval
 
Slide sociologia 1
Slide sociologia 1Slide sociologia 1
Slide sociologia 1
 
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e MoralSlides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
Slides da aula de Filosofia (João Luís) sobre Ética e Moral
 
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e  AristótelesFilosofia 02 - Sócrates, Platão e  Aristóteles
Filosofia 02 - Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de  Frankfurt - Indústria CulturalEscola de  Frankfurt - Indústria Cultural
Escola de Frankfurt - Indústria Cultural
 
O Que é PolíTica
O Que é PolíTicaO Que é PolíTica
O Que é PolíTica
 
Filosofia Grécia
Filosofia GréciaFilosofia Grécia
Filosofia Grécia
 
Sociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula IntrodutóriaSociologia - Aula Introdutória
Sociologia - Aula Introdutória
 

Semelhante a Filosofia Política: Estudo da Convivência Humana e do Poder

Semelhante a Filosofia Política: Estudo da Convivência Humana e do Poder (20)

Política, poder e Estado
Política, poder e EstadoPolítica, poder e Estado
Política, poder e Estado
 
Estado e relações de poder
Estado e relações de poderEstado e relações de poder
Estado e relações de poder
 
Política de turismo aula 1
Política de turismo   aula 1Política de turismo   aula 1
Política de turismo aula 1
 
Filosofia política
Filosofia política Filosofia política
Filosofia política
 
Ciencia politica conceitos
Ciencia politica conceitosCiencia politica conceitos
Ciencia politica conceitos
 
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
Cap14 filosofiapoltica-130123100652-phpapp02
 
Filosofia política
Filosofia políticaFilosofia política
Filosofia política
 
Estado- A instituição que detém o poder politico
Estado- A instituição que detém o poder politicoEstado- A instituição que detém o poder politico
Estado- A instituição que detém o poder politico
 
Política e Poder.pptx
Política e Poder.pptxPolítica e Poder.pptx
Política e Poder.pptx
 
sociologia
sociologiasociologia
sociologia
 
Filosofia unidade v
Filosofia unidade vFilosofia unidade v
Filosofia unidade v
 
POLITICA.pptx
POLITICA.pptxPOLITICA.pptx
POLITICA.pptx
 
Aula estado dominação_poder
Aula estado dominação_poderAula estado dominação_poder
Aula estado dominação_poder
 
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
VvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvVvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
Vvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvvv
 
Aula 17 - Introdução ao pensamento político
Aula 17 - Introdução ao pensamento políticoAula 17 - Introdução ao pensamento político
Aula 17 - Introdução ao pensamento político
 
Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1Mg fvhd-curso-módulo-1
Mg fvhd-curso-módulo-1
 
Ci%cancia%20 pol%cdtica%20conceitos%20b%c1sicos
Ci%cancia%20 pol%cdtica%20conceitos%20b%c1sicosCi%cancia%20 pol%cdtica%20conceitos%20b%c1sicos
Ci%cancia%20 pol%cdtica%20conceitos%20b%c1sicos
 
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdfSlides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
Slides_Estado_Democracia_Giane_2021.pdf
 
Filosofia PolíTica
Filosofia PolíTicaFilosofia PolíTica
Filosofia PolíTica
 
Ciência política1
Ciência política1Ciência política1
Ciência política1
 

Mais de Paulo Alexandre

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Paulo Alexandre
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilPaulo Alexandre
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOSPaulo Alexandre
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESPaulo Alexandre
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosPaulo Alexandre
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaPaulo Alexandre
 

Mais de Paulo Alexandre (20)

Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1Calendário escolar 2021.xlsx - 1
Calendário escolar 2021.xlsx - 1
 
El idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de BrasilEl idioma de los indígenas de Brasil
El idioma de los indígenas de Brasil
 
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
LA LENGUA NATIVA DE LOS PUEBLOS ANDINOS
 
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBESNATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
NATIVE AMERICANS CHEROKEE TRIBES
 
Saludos en Quéchua
Saludos en QuéchuaSaludos en Quéchua
Saludos en Quéchua
 
El Guarani en Paraguay
El Guarani en ParaguayEl Guarani en Paraguay
El Guarani en Paraguay
 
Espelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricosEspelhos planos e esféricos
Espelhos planos e esféricos
 
Conectaaí
ConectaaíConectaaí
Conectaaí
 
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 1 (JAMBOARD)
 
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 2 (jAMBOARD)
 
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
FILOSOFIA 1 (jAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 3 (JAMBOARD)
 
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
SOCIOLOGIA 2 (JAMBOARD)
 
Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2Citoplasma - parte 2
Citoplasma - parte 2
 
Geometria molecular
Geometria molecularGeometria molecular
Geometria molecular
 
Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2Citoplasma parte 2
Citoplasma parte 2
 
Responsabilidade social
Responsabilidade socialResponsabilidade social
Responsabilidade social
 
Subdesenvolvimento
SubdesenvolvimentoSubdesenvolvimento
Subdesenvolvimento
 
Estratificação social
Estratificação socialEstratificação social
Estratificação social
 
Comunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadaniaComunidade sociedade e cidadania
Comunidade sociedade e cidadania
 

Último

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 

Último (20)

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 

Filosofia Política: Estudo da Convivência Humana e do Poder

  • 2. FILOSOFIA POLÍTICA É uma vertente da Filosofia cujo objetivo é estudar as questões a respeito da convivência entre o ser humano as relações de poder. Também analisa temas a respeito da natureza do Estado, do Governo, da justiça, da Liberdade e do Pluralismo. ❏ A Política, na Filosofia, deve ser entendida num sentido amplo, que envolve as relações entre os habitantes de uma comunidade e seus governantes e não apenas como sinônimo de partidos políticos. ❏ O estudo da política, sobretudo quando contextualizado (explicado em alguma situação), representa um fator importante para a formação da cidadania.
  • 3. DEFINIÇÃO DA FILOSOFIA POLÍTICA A filosofia política ocidental surgiu na Grécia antiga e dizia a respeito sobre a convivência dos habitantes dentro das cidades-estado gregas. Estas eram independentes e muitas vezes rivais entre si. ❏ Tais cidades contemplavam as mais variadas formas de organização política como a aristocracia, democracia, monarquia, oligarquia e, até, a tirania. ❏ À medida que as cidades foram crescendo, o termo política passou a ser aplicado a todas as esferas onde o poder estava envolvido. ❏ Assim, num sentido amplo, existe política desde aqueles que habitam aldeias, como aqueles que moram em estados-nacionais.
  • 4. A CONSTRUÇÃO DA DEMOCRACIA: O estudo sobre política requer o debate a respeito da democracia, conceito essencial para a compreensão do funcionamento da maioria dos Estados contemporâneos. ➢ Mesmo que este conceito date da Antiguidade “Política antiga e medieval”, ele exige uma reconstrução constante, a fim de que possa acompanhar os movimentos e fenômenos das sociedades. Essa reconstrução passa necessariamente por questionar se vivemos de fato uma democracia.
  • 5.
  • 6. CONCEITO DE POLÍTICA: Na conversa diária, a palavra “política” tem diferentes sentidos: ❏A alguém muito intransigente, pede-se que seja “mais político”, para aprender a negociar atitudes. ❏A referência à “política” da empresa, da escola ou da igreja tem em vista a estrutura de poder interno dessas instituições. ❏Há também o sentido pejorativo (desagradável) de política como “politicagem” , o exercício equivocado do poder público em que predominam interesses particulares sobre os coletivos.
  • 7. Afinal, de que se trata a política? Política: Do grego “politikós”, que deriva de pólis, “cidade”. É a arte de governar, de gerir (gerenciar) o destino da cidade. Ao acompanharmos o movimento da história, constatamos que essa definição adquire algumas diferenças quase que imperceptíveis, conforme cada contexto temporal/espacial, obedecendo às especificidades de cada época e sociedade, bem como, as expectativas a respeito da atitude do agente político. ➢ Principais Filósofos Políticos: Inúmeros autores se dedicaram à filosofia política, porém destacamos os mais importantes como Aristóteles, Nicolau Maquiavel e Jean-Jacques Rousseau.
  • 8. ❏ Entre as obras mais influentes da filosofia política está a "Política", de Aristóteles. ❏ O rompimento do entendimento europeu sobre a filosofia política se dá a partir da obra de Nicolau Maquiavel (1469-1527), "O Príncipe" e "Os Discursos". ARISTÓTELES NICOLAU MAQUIAVEL
  • 9. ❏ Jean-Jacques Rousseau, está entre os autores de destaque da época, a sua obra, "O Contrato Social", publicada em 1762, é uma das mais influentes obras de filosofia política. JEAN-JACQUES ROUSSEAU
  • 10. PODER E FORÇA A política trata das relações de poder. Poder é a capacidade ou a possibilidade de agir, de produzir efeitos desejados sobre indivíduos ou grupos humanos. Os dois polos do poder: •O de quem o exerce; •O daquele sobre o qual é exercido. O Poder: É uma relação ou um conjunto de relações pelas quais indivíduos ou grupos interferem na atividade de outros indivíduos ou grupos. Para que alguém exerça poder, é preciso ter força, entendida como instrumento para seu exercício.
  • 11. FORÇA ▪Gérard Lebrun (filósofo francês 1930-1999): Comenta que se , numa democracia, um partido tem político, é porque tem força para mobilizar certo número de eleitores. Assim, força não significa necessariamente a posse de meios violentos. ▪Max Weber (filósofo alemão 1864-1920): O estado moderno é reconhecido por dois elementos constitutivos (a presença do aparato administrativo para a prestação de serviços públicos e o monopólio legítimo da força). Desse modo, retirava-se de indivíduos ou grupos o papel de “fazer justiça com as próprias mãos”.
  • 12. ESTADO E LEGITIMIDADE DO PODER Embora a força física seja condição necessária e exclusiva do Estado para o funcionamento da ordem na sociedade, não é condição suficiente manutenção do poder. Ela precisa ter legitimidade, ou seja, certo grau de “consenso” que assegure a obediência dos governadores e dispense o recurso à força. Legitimação do poder: É um fundamento ético, pelo qual seja justificado como “justo”, o que leva também à justificação jurídica, pela formulação da lei.
  • 13. Princípios da legitimidade do poder ❏Nos Estados teocráticos: O poder legítimo deriva da vontade de Deus; ❏Nas monarquias hereditárias: É transmitido de geração a geração e mantido pela força da tradição; ❏Nos governos aristocráticos (fidalgos): Apenas os melhores exercem funções de mando; dos mais ricos, dos mais fortes, de linhagem nobre ou da elite do saber, como Platão desejava; ❏Na democracia: Nasce da vontade do povo.
  • 14. VIVEMOS UMA DEMOCRACIA? ❏ Seria melhor dizer que o Brasil é e não é uma democracia.
  • 15. O filósofo italiano Norberto Bobbio (1909-2004), estabelece a distinção entre Democracia formal e Democracia substancial. Ao observar, constata-se que o Brasil apresenta conquistas de democracia formal, embora não tenha estendido as promessas de democracia substancial. ▪Democracia formal: Instituições características desse regime, voto secreto e universal, autonomia dos Três Poderes (Executivo, Legislativo e Judiciário), pluripartidarismo. ▪Democracia substancial: Diz respeito não aos meios, mas aos fins, aos resultados do processo. Igualdade política, social, econômica e jurídica. Se de fato todos são iguais perante as leis e têm moradia, educação, emprego, acesso ao poder e à cultura etc. DEMOCRACIA FORMAL E SUBSTANCIAL